Pages

Friday, December 29, 2006

THE END IS NEAR...

...POIZÉ, O FIM ESTÁ PRÓXIMO, PELO MENOS PARA NÓS, QUE USAMOS O CALENDÁRIO ROMANO/CRISTÃO (PQ, PARA OS HEBREUS, P EX, A CONTAGEM JÁ ESTÁ EM 5700 E LA VAI FUMAÇA, SEM FALAR OS DE OUTROS POVOS, COMO OS CHINESES)
...ENTÃO, UM PHELYX 2K7 PARA TODOS OS COVEIROS!!!

*terei 10 days off, qq coisa deixem recados no reply...
Monday, December 25, 2006

o elvis negro


James Brown se foi. Medir a importância do camarada para a música pop universal atual é quase impossível. O suingue do cara está no sangue de James Murphy/LCD Soundsystem, nos passos de Michael Jackson, na atitude de Sly Stone e Funkadelic, em todo o rap e hip-hop, no funk clássico (e, por tabela, na origem dos bailes funk cariocas nos anos 70, qndo todo black se vestia igual e queria ser James Brown, tivemos o Tony Tornado como genérico aqui), em todo o tipo de som que tem aquela pegada funky, nos gritos, no baixo pulsante, na dança. O cara foi o Elvis dos negros. Só que mais radical, ousado. Nunca quis ser bom rapaz ou ser controlado. Pude ver o cara ao vivo no Brasil num show no Maracanãzinho, nos anos 80. Na ocasião, fui na coletiva de bicão e vi uma cena hilária: a tradutora falou, ao pé da letra, o termo negro, de portugues (que seria black), para nigger, em inglês (que virou crioulo). Brown levantou da mesa e, dizendo q ia interromper o papo, ainda quis dar uns sopapos na dona, assim como dava em suas esposas. E nos caras, desde que começou a carreira como boxeur, iniciada na prisão, para onde foi, jovem, por roubo. Mas foi lá na cadeia q ele descobriu a música, através do gospel. E tudo o mais é lenda. Hj é facil ser malandro de butique com roupas de grife e mtv. Brown foi mais rocker do que o mané tatuado e furado q tira onda. Get up! Uh! Get on up!
Saturday, December 23, 2006

HO HO HOE?


hj (sat/23) vai rolar na praia de copacabana a parada das luzes, nos moldes daquelas que rolam em varias cidades do mundo, sobretudo em ny. é meio como um desfile alegórico de temática natalina. um dos patrocinadores (o maior) é a coca-cola. o que me fez lembrar que foi a mesma companhia de refrigerante gasoso quem inventou o papai noel como conhecemos, aquele gordo de bochechas rosadas e roupas vermelhas (para aludir a cor da marca do refri). isso começou a rolar nos anos 40 e foi apoiado por vários paises, brasil incluso. pq, antes, o tal santa claus não tinha forma definida para nós aqui das américas. na lenda européia (finlandesa) as cores eram outras, bem como toda a mitologia que o cerca. ou seja, o natal como conhecemos hoje não passa de uma bem feita campanha de marketing, assim como foi a da igreja católica que criou toda a mitologia em torno de cristo, apenas um judeu a frente de seu tempo. no japão, p ex, que é um país xintoista, o noel deles é um... robô! (claro). é bacana o clima que rola em torno do tema, mas o lance todo foi feito apenas para movimentar o comércio e formar uma marca. todo mundo sai ganhando. mas que às vzs me sinto enganado e tocado como gado nisso tudo, é inegável. aliás, as luzinhas e árvores enfeitadas vieram do tempo da grande depressão. os pobres de nova york passaram a iluminar as árvores nas ruas para dar um clima mehor ao baixo-astral geral e os lojistas passaram a enfeitar vitrines para ajudar a levantar o astral da cidade. e tudo culmina com uma árvore imensa no meio da lagoa para celebrar a marca do banco bradesco. ha ha ha!!!
Monday, December 18, 2006

technologique

não vou mais aos correios pq só uso email. minha escova de dentes gira sozinha pq tem bateria recarregável. bem como todos os aparelhos q uso em casa, tudo na base do recarregável, pq tudo usa pilha/bateria e assim eu gastaria fortunas com elas, além de poluir o meio ambiente (pq as recarregáveis nao usam cádmio). as fotos não vão mais para um album (a não ser virtual), ficam estocadas no cartão da máquina e depois vão para um cd de backup. o mesmo acontece com os filmes da mini-dv, copiadas direto pra dvd. e que nunca mais ninguem vai ver. pq nao sobra tempo pra isso, ainda ha milhares de discos e filmes baixados por ver. a tevê por satélite me mostra um bando de canais que nem sempre quero ver, então parto para a tevê por internet, que é mais democrática. isso sem falar nos youtubes da vida. embora prefira o vinil, já vislumbro os novos cd-js que fazem tudo e ainda tocam mp3, poupando as costas de carregar cinquenta quilos de vinil por apenas um case de bolso. minha vida carrego num palm ou no pen drive, nada mais de pastas, papéis, agendas, ando com os bolsos livres. apenas com o celular que fotografa e tbm manda emails. e com um cartão sd, vira walkman/fm. pq até o mini ipod já é grande, o lance é ser nano. mas ainda me sinto humano, apesar de tudo. nada substitui o prazer de dar uma boa pedalada e ir ver o por do sol no arpex. mas amo a tecnologia. sem nunca ser escravo dela...
Friday, December 15, 2006

O nome dele é Bond


Estreou hj no Brasil o novo filme de James Bond, Casino Royale, que, na verdade, é a primeira aventura do agente 007. Curiosamente, ela nunca havia sido filmada, já que uma versão que rolou nos anos 60, fora da série oficial, era uma comédia desvairada com peter sellers e woody allen (o bond do filme era david niven). Por isso, o novo filme soa como um Batman begins da série, já que o novo Bond (Daniel Craig), na verdade é um novo agente duplo zero e ainda está em fase de testes. Se voce é fã da franquia, daqueles que já viu todos os filmes e compra os DVDs, vai adorar Casino Royale, que, além de ser um bom filme de ação, suspense e romance, tbm traz o melhor Bond desde os tempos de Sean Connery. O cara é meio rude e realmente intimida. Por outro lado, a mocinha da vez, feita pelo pitéu Eva Green (de Os sonhadores), não é exatamente uma bond girl, uma femme fatale. Ela traz um pouco de inocencia e frescor, que acaba apaixonando nosso herói. O filme é claramente dividido em três atos (dura 2hrs e meia) e traz um vilão na dose certa, o reptílico Le Chiffre, que não é nenhum cientista louco com armas mirabolantes. Ele dá até uma certa pena em sua patética maldade. E o melhor: desta vez não rolam demonstrações explicitas de celulares e automóveis. A abertura, aliás, é inspirada na de B-13, toda feita ao estilo parkour. Esqueça tudo o que vc viu de Bond nos últimos anos...
Friday, December 08, 2006

Cinema como no cinema


Até que enfim começaram a aparecer os filmes bons após um ano bem marromenos, onde a gente cita nos dedos o que prestou (the new world, V, Transamerica, Hard Candy, Miss Sunshine...). E tudo num mês só. Ontem vi a cabine de "Casino Royale", o novo e melhor James Bond em séculos. Para quem é fã do agente 007 de carteirinha, é do nível das aventuras com Sean Connery, inclusive tem um clima meio retrô. Hj ia ver o "Labirinto de Fauno", mas ai vi no jornal que só tá passando na Barra! Agora é baixar ou esperar o DVD? E o filme estreou aqui primeiro do que nos Estados Unidos. Acabei indo ver o sci-fi politico/sombrio "Children of men" (filhos do amanhã, acho) e fiquei impressionando. Ele é sujo, frio, triste, na linha de "V" e "1984", que, como estes, vieram de livros. E se passam na Inglaterra. É sobre um virus que deixa as mulheres estéreis num futuro próximo, o que vai acabando com a raça humana aos poucos. Mas ai, surge uma grávida (negra e refugiada numa inglaterra que trata pessoas como ela pior do que os nazistas). E estreou "O ilusionista", que ja tinha passado no festival, e é um bom fime de romance e mágica à moda antiga. Pena que ainda não consegui ver "O grande truque" para comparar. Ainda vou tentar (agora só tá no UCI). Após meses só vendo filmes baixados ou em cabine, foi até diferente ir num cinema (rs). Ainda é uma ótima sensação estar no friozinho da sala escura. Principalmente se não for num cinema de shopping...
Thursday, December 07, 2006

As piores bandas do mundo?

Rolou na Blender uma lista de piores bandas do mundo. Eu ja vi isso antes, mas é divertido. E como a lista é gringa, faltaram lá coisas locais como cpm 22, cbj e derivados. Vou postar a lista abaixo e depois, nos commets, vcs podem incluir as locais e adicionar outras gringas, ok?

1. Insane Clown Posse 2. Emerson, Lake & Palmer 3. Michael Bolton 4. Kenny G 5. Starship 6.Kansas 7. Asia 8. Vanilla Ice 9. Lee Greenwood 10. Air Supply 11. Latoya Jackson 12. Tin Machine 13. Mick Jagger 14. Yngwie Malmsteen 15. Yanni 16. Oingo Bongo 17. Benzino 18. Pat Boone 19. Dan Fogelberg 20. Howard Jones 21. The Alan Parsons Project 22. Primus 23.Creed 24. Bad English 25. Jamiroquai 26. Celine Dion 27. Color Me Badd 28. Crash Test Dummies 29.Skinny Puppy 30. Richard Marx 31. Arrested Development 32. The Hooters 33. Japan 34.Live 35. Paul Oakenfold 36. 98 Degrees 37. The Doors 39. Bob Geldof 40. Blind Melon 41.Whitesnake 42. Rick Wakeman 43. Mike & The Mechanics 44. Manowar 45. Gipsy Kings 46.The Spin Doctors 47. Goo Goo Dolls 48. Master P 49. Toad The Wet Sprocket 50. Iron Butterfly. *Notaram que nao existe o número 38? Será que era o 38 Specials?
Saturday, December 02, 2006

Já q vcs pediram...

EU NÃO TENHO MUITO SACO PRA FICAR FAZENDO LISTAS. MAS COMO VCS PEDIRAM, VAMOS CRUZAR AS NOSSAS PARA VER O QUE ROLOU DE BACANA NO ANO ATÉ AGORA.

BOM, DE DISCOS, DE CABEÇA, GOSTEI MUITO DE ARCTIC MONKEYS, RACONTEURS, LILY ALLEN, THE RAPTURE, GNARLS BARKLEY, PRA CITAR OS QUE OUVI INTEIROS E REPETI. DECEPÇÃO FOI O DOS KILLERS.

DEPOIS VOU ME LEMBRAR DOS FILMES E TUDO O MAIS E VOU ACRESCENTANDO NOS REPLYS DESTE POST. NO MOMENTO, O UNICO FILME QUE REALMENTE ME DEIXOU FASCINADO ESTE ANO FOI "THE NEW WORLD", DO TERRENCE MALICK. TBM GOSTEI DE "V" e "HARD CANDY". E, ENTRE OS INÉDITOS AQUI, "BORAT" FOI O MELHOR.

NA TV, VIA REDE, A NOVA SERIE FAVORITA É "DEXTER". "HEROES" DECEPCIONA UM POUCO. JA POR AQUI, OS DE SEMPRE: SOPRANOS, SIMPSONS, MALCOLM, MARRIED...

SHOWS? O DAFT PUNK ARRASOU. E FRANZ NO CIRCO.

AGORA É COM VCS. DEPOIS A GENTE FAZ UMA LISTA FINAL...
Thursday, November 30, 2006

Alguns livros... e um filme

*por falta de tempo, aqui vai post compartilhado com o blog do RF:

Às vzs é bom dar uma folga para os ouvidos e azeitar os olhos e alimentar a mente. Daí, os livros. Li o "Dr. Roni e Mr. Quito", no qual Scarlet Moon conta a vida de seu irmão, Ronald Chevalier, um dos últimos malucos geniais da cena carioca. O último, de fato, pra mim, foi o Wally Salomão, com quem tive a chance de trabalhar num projeto em 2000. Ambos eram pessoas que falavam o que dava na telha, mas com base. Hj em dia as pessoas não sabem falar, reclamar, criticar, elogiar, pensar, pq lhes falta humor, estofo e inteligência (p ex, aprendi mais sobre jornalismo lendo Paulo Francis do que em toda a faculdade). Nem tanto é um romance ou bio, mais um apanhado de fatos sob os olhos da mana, que também é uma pessoa brilhante, sagaz e gentil. E uma das minha idalas qndo tinha 10 anos. Po, uma mulher chamada Scarlet Moon!

"Debaixo das rodas de um automóvel" é uma coleção de sonetos escritos pelo maluco beleza Rogerio Skylab. Poesias tortas. Quase tudo gira em torno de suas andanças e observações sobre o ser humano, a partir de Botafogo, do Rio, de seu quarto. Tem sacadas geniais. Como "Fósseis e estrelas". Às vzs é bom vc estar desligado, alienado de tudo à sua volta para perceber certas coisas. Rogerio escreve como compõe suas letras. Há um humor doentio por trás.

Esses dois foram digeridos rapidamente. Aí veio "História sexual da MPB", de Rodrigo Faour. Calhamaço. Por enquanto fiquei só nos encartes coloridos com as capas de discos. O autor faz um tratado sobre o sexo na música daqui. Outro que dá para ser lido aleatoriamente é "300 filmes para ver antes de morrer", de Alexandre Maron (um broder para assuntos televisivos), com auxilio de Alexandre Matias (esse, já colaborou com o RF e mantinha o site/blog Trabalho Sujo, com o qual já colaborei). É um guia pop com filmes q valem a pena serem vistos, independentemente de suas qualidades artisticas e históricas. Nem só de "Cidadão Kane" se vive. É bom também saber curtir um "Big Lebowski", bem soube dosar o Maron.

Agora estão na fila, para dias menos corridos, "A maior conquista de um homem", de John Farrel, romance inglês meio na linha Nick Hornby, sobre um cara casado que tem um quarto secreto fora de casa, onde pode ficar curtindo seus discos, fumando, jogando conversa fora com amigos, como se ainda solteiro e jovem fosse. Este me foi indicado por uma amiga. E, por fim, mas não por último, "O concorrente", de Richard Bachman (aka Stephen King), que deu origem aquele filme divertidamente bizarro com o Schwarzza, "O sobrevivente". Só que o livro é bem diferente, dizem quem já leu. Acho que até meados de dezembro eu já os terei devorado.

O filme? "1972", de Ana Maria Bahiana e José Emilio Rondeau. Ligações afetivas à parte, é um filme feito com carinho, que se nota nas atuações e em tudo à sua volta, sobre o amor de dois jovens em plena época da ditadura, no Rio. Estreou sexta passada e a trilha sonora, que é bem bacana (tem raridades d´A Bolha, Módulo 1000, Novos Baianos etc), já foi lançada. Pena que, como é filme nacional, sem apoio da globo ou chamadas na mídia, vá penar para achar o seu público. Na ZS só tá passando no Arteplex de Botafogo. Esse não dá pra baixar, galera!
Sunday, November 26, 2006

Marca forte



a primeira vez na vida que quis trabalhar realmente num lugar foi qndo fui a londres a prima volta numa viagem mochilão em fins dos 80s e conheci a loja da rough trade, em notting hill (130 talbot rd). era um sonho. uma loja bacana, com discos, atendentes, decoração, camisetas, tudo perfeito para um boy-man indie pos-punk. melhor ainda qndo fui visitar os escritorios da gravadora, longe do centro, não me lembro mais a área. fiquei maravilhado em ver só galera trabalhando, desde aos que pilotavam as empilhadeiras a quem o atendia no escritorio, so tinha maluco furado, pintado, arrepiado, nadave com os engravatados das gravadoras. e vc sentia q todo mundo tava ali por amor. era auge da acid house, os smiths ja tinham acabado, eles tentavam achar alguma coisa nova pra manter a gravadora - que havia crescido demais - nos eixos. infelizmente, isso nao aconteceu. mas a lojinha de notting hill permaneceu. e ta fazendo trinta anos. e para comemorar lançaram uma edição especial com dois cds e um libreto super bacana contando toda a trajetória da rough trade shop. o legal é que as musicas sao versoes de classicos feitas por fãs ilustres. p ex, erol alkan faz uma versão para música do lard (projeto de jello biafra do dk). ja a rough trade records lançou no uk, e revelou para o mundo, nomes tão diversos como pixies, adam & the ants, the fall, smiths, mekons, rezillos, modern lovers, ar kane, lcd soundsystem e tantos mais. esse vale a pena comprar, pq não dá pra baixar o maravilhoso libreto. existem outras lojas de discos bacanas pelo planeta, como a amoeba de san francisco ou a kim´s de nova york, mas a rt tem um charme todo especial que perdura até hoje...
Tuesday, November 21, 2006

PEDAÇOS DE COISAS QUE EU GOSTO


DEPOIS DE NADA PROCURAR, CANSADO DE OUVIR SEMPRE VARIAÇÕES SOBRE UM MESMO TEMA, EIS QUE FINALMENTE OUVI OUTRO MELHOR DISCO DO ANO (JUNTO COM O DOS RACONTEURS), EM MINHA OPINIÃO, CLARO. "PIECES OF THE PEOPLE WE LOVE", DO RAPTURE. E OLHA QUE NUNCA FUI FÃ DA BANDA, QUE FEZ UM DISCO DE ESTRÉIA BACANINHA EM 2003, "ECHOES" (GOSTAVA DE UMAS DUAS OU TRÊS MÚSICAS E SÓ), E UM SHOW NO TIM FESTIVAL QUE ACHEI IRRITANTE (ANTES DELES TINHA TOCADO OS WHITE STRIPES, BEM MELHOR, NAQUELA OCASIÃO). MAS, DESDE QUINTA-FEIRA, NÃO PÁRO DE OUVIR O NOVO CD, QUE, INCLUSIVE, JÁ FOI LANÇADO AQUI PELA UNIVERSAL. ELE É A MATERIALIZAÇÃO DOS SONHOS MAIS PSICODÉLICOS DOS CHEMICAL BROTHERS, SÓ QUE TODO FEITO À BASE DE BAIXO, GUITARRA E BATERIA (E CONGAS) ORGÂNICOS. OS CARAS DE NOVA YORK CONTARAM DESTA VEZ COM A MÃO MÁGICA DE DANGER MOUSE (GORILLAZ E GNARLS BARKLEY), QUE PEGOU O POSTO DO JAMES MURPHY DO LCD SOUNDSYSTEM/DFA, QUE HAVIA CRIADO TODA A SONORIDADE DISCO-PUNK QUE CARATERIZOU O SOM ORIGINAL DO RAPTURE. E AÍ, O Q VCS ACHARAM?
Thursday, November 16, 2006

LAGER LAGER LAGER!!!



tem alguns momentos de minha vida que considero marcos, levando em conta que ela é quase toda norteada por música. tipo, a primeira vez que ouvi o primeiro disco do clash e minha vida mudou. a primeira vez que ouvi o primeiro pixies e tudo fez sentido de novo. o show do nirvana no rio, especie de fim de um ciclo (punk is dead?). e o show do underworld, num festival/rave na irlanda, em 98. outro fim de ciclo. a geração rave morria ali pra mim (que tinha ido a minha primeira rave quase dez anos antes, em londres), ao mesmo tempo em que ganhava o mainstream mundial. ouvir ´born slippy' no meio de um monte de irlandeses seriamente bebados, gritando em coro "lager, lager, lager!!!" e rolando na lama, foi equivalente a minha mae ouvir o mick jagger cantando "satisfaction" nos anos 60, qndo aquilo fazia sentido. e, assim como nao fui ver o show sell out dos pixies em curitiba (e só vi os pistols na apoteose ha alguns anos por obrigação de trabalho), tbm nao vou ver o underworld sábado numa fazenda perto de petrópolis. nao gosto de estragar meus momentos mágicos. como tbm jamais iria ver um revival do nirvana, caso kurt estivesse vivo e maluco o bastante pra pensar em tal coisa. new order? só pelo joy division...

*foto de dani bever, no show do underworld, ontem em sp.
Tuesday, November 14, 2006

Nú órda...


Uma amiga minha que tá em Londres viu o show do New Order lá. Então, aqui vai o relato, pra quem vai ver no Rio ou já viu em SP (Vander?):

>Se o show do Rio for como o penúltimo de Londres, que rolou no Wembley Arena no último dia 27, o público pode esperar por dois shows, um do Joy Division e outro do New Order. Os primeiros 30 minutos foram uma homenagem à época em que Stephen Morris, Peter Hook e Bernard Sumner dividiam o palco com Ian Curtis. Provavelmente esse foi um dos maiores sets contínuos de Joy Division já tocados pelo New Order. A música que abriu o show foi "She's lost control". Daí por diante, o público ouviu "Shadowplay", "These days", "Transmission", "Love will tear us apart" e "Atmosphere". Somente então, Bernard Sumner quebrou o transe coletivo para falar: "agora vamos tocar um pouquinho de New Order".

> E assim, o grupo "entrou" no palco para tocar músicas da banda. Mas para quem tinha achado o set do Joy Division curto, ainda rolou "Ceremony". Seguiu-se uma sequencia com músicas da coletânea "Substance", com hits dos anos 80, como "Bizarre love triangle", "Temptation", "Perfect kiss". Sete minutos e meio de "Blue Monday" fecharam o show, fazendo com que as teorias de que que ela seja uma referência ao suicídio de Ian Curtis fizessem ainda mais sentido. Seria a maneira perfeita de finalizar um show que começou com um set inteiro de Joy Division. Em suma, foi um show memorável. Mas, claro, o New Order não foi embora sem antes fazer um rápido bis. Atendendo aos apelos histéricos da platéia, eles voltaram para tocar mais duas: "Love vigilantes" e "True faith", cuja letra encaixou perfeitamente com o momento.
(Ana Wambier, de Londres) *foto de zrmahr no show do rio...

*Eis o set list do show do N.O. ontem em sampa:
1 - "Crystal"2 - "Turn"3 - "Regret"4 - "Ceremony" 5 - "Who's Joe"6 - "Transmission"7 - "Krafty"8 - "Waiting for the Sirens Call"9 - "KW1" ("Your Silent Face")10 - "True Faith"11 - "Bizarre Love Triangle"12 - "Temptation"13 - "Perfect Kiss"14 - "Blue Monday"15 - "She's Lost Control"16 - "Love Will Tear us Apart Again"...
Saturday, November 11, 2006

meeting of styles



Esse finde na cidade tá rolando a etapa brasileira do evento de grafite internacional Meeting of Styles (http://www.meetingofstyles.com/). A festa de abertura foi sexta (10/11) na galeria Severo 172 (a primeira do Rio toda voltada para o grafite) e a principal exibição dos artistas está acontecendo até domingo (12) nos muros internos e externos da Cruzada São Sebastião, no Leblon. Passei lá neste sábado à tarde para dar uma conferida nos trabalhos. E tá ficando muito bacana. Só vai estar tudo completo no domingo à noite. Tem grafiteiro de tudo quanto é parte do Brasil, América do Sul e do mundo (gente da Argentina, Holanda, Dinamarca e até da China). Daqui, tem desde lendas como Acme e a galera do Fleshbeck Crew, até nova geração, como o Gaz. Ao longo do corredor da cruzada existem DJs botando sons diversos (do dub ao funk) e a parada quase parece uma feira, com muita gente circulando, além dos moradores do lugar. O evento se encerra no domingo à noite com shows de MCs e o que mais pintar, literalmente. Um lance muito bacana. Então, deixe seu preconceito na rua e passe lá para conferir...
Wednesday, November 08, 2006

VIDEO GAMES LIVE




Esse é o nome do evento que vai fazer gozar de alegria os fãs de videogames em geral. A parada rola domingo, às 20h, no claro hall. Mas que diabos é isso? Dois caras americanos, Jack Wall e Tommy Tallarico, fundaram, há alguns anos, um site sobre trilhas de games (ambos são compositores do ramo) que acabou evoluindo pra idéia da orquestra, que estreou ano passado com show no Hollywood Bowl. Desde então, eles passaram a excursionar pelo mundo com o lance, e esta semana passam, pela primeira vez, pela sulamérica e brazilis. Sábado, o lance rola no via funchal (sp) e dia seguinte taqui. Entrevistei o jack (que criou a trilha de "Myst") pro Rio Fanzine da semana. E ele aproveitou e passou o setlist, avisando que o concerto dura duas horas (com intervalo), tem participação do pianista tommy leung e interação com a platéia. U-hu!

Set List Vídeo Games Live: 1) Classic arcade 2) Metal Gear Solid 3) Castlevania 4) God of War 5) Space Invaders 6) Beyond Good & Evil 7) Medal of Honor 8) EverQuest 9) Zelda 10) Tron 11) Interactive Symphony estrelando "Frogger" 12) Kingdom Hearts 13) Myst 14) Sonic 15) Warcraft 16) Final Fantasy 17) Advent Rising 18) Mario 19) Halo. game over!
Tuesday, October 31, 2006

November spawned a monster

é o nome de uma canção do morrissey. que não tem nada a ver com esse post. que é para lembrar das inúmeras boas atrações musicais que teremos este mes. a saber:

10 - Felix da Housecat, finalmente no Rio, toca no Armazém 5 do Cais do Porto (+ Mauricio Lopes, Mau Mau e Léo Janeiro).

12- Video Game Live no Claro Hall. Temas clássicos dos jogos tocados por uma orquestra com direito a telão e interação!

16- New Order toca na nova casa Vivo Rio, ao lado do MAM (em SP no Via Funchal). Um terço do set são músicas do Joy Division!!!

18- Creamfields na fazenda Ana Dantas (Petrópolis) com Underworld, Sasha, Sander Kleinemberg, a fina nata do som prog.

24 - The Bravery no Circo Voador (em SP, no festival Nokia Trends)
Saturday, October 28, 2006

ROCK, RO-BOT ROCK!


AS CINCO NOTAS DE CONTATOS IMEDIATOS DO TERCEIRO GRAU (IGUAL AS QUE ROBBIE WILLIAMS USOU NA ABERTURA DE SEU SHOW) AVISARAM QUE A CORTINA IA SE ABRIR E O DAFT PUNK TOCAR NA NOSSA CASA. AFINAL! A DUPLA DE ROBOS ASSUMIU A POSIÇÃO NA BASE DE COMANDO DE UMA PIRAMIDE QUE AS VZS LEMBRAVA UM GENIUS (SIGAM AS CORES E REPITAM OS PADRÕES) OU "CUBO" MAGICO PELAS CORES EMANADAS E "PERFORMIZARAM" UM MEGAMIX DE QUASE TODAS AS SUAS MÚSICAS DE TODOS OS SEUS DISCOS SEM TOCAR EXATAMENTE NENHUMA INTEIRA OU DE MODO CONVENCIONAL. APENAS DA ABERTURA COM ROBOT ROCK, A CARTA DE INTENÇÕES, ATE CHEGAR AO FINAL, COM HUMAN AFTER ALL, O RESULTADO DO ROTEIRO FOI UMA TRIP QUASE ININTERRUPTA DE CERCA DE 80 MINUTOS. ROBOS NAO FALAM, SO COMPUTAM. A MUSICA, POR OUTRO LADO, FALA, ENVOLVE, TOCA, ENVOLVE. SOM PODEROSO, GRAVES MATADORES NAS HORAS CERTAS (DAQUELES DE DAR CAGANEIRA), LUZES CALEIDOSCOPICAS E PROJEÇÕES QUE CRIAVAM, NOS TELÕES, FORMAS GEOMETRICAS E TRANSFORMAVAM O QUE ESTAVA NO PALCO NUM DESENHO ABSTRATO QUE NUNCA SE REPETIA. ENQUANTO ISSO, OS ROBOS EM SUAS JAQUETAS DE COURO DE GRIFE SEGUIAM APERTANDO BOTOES, CORTANDO FREQUENCIAS, COLANDO TRECHOS DE MUSICAS AQUI E ALI. E, ASSIM COMO CHEGARAM, MUDOS, SE FORAM. E NOS DEIXARAM CHAPADOS. E QUERENDO MAIS!!!
Wednesday, October 25, 2006

Revistas em revista

Baseado nuns offs do topico abaixo, vamos falar de revistas de musica brasileiras. Desde que me entendo por gente já vi um bocado. Nao peguei a primeira versão da Rolling stone, nem o Jornal de música. Mas cheguei a comprar a somtres e ate um jornal paulista chamado Canja (no qual escrevia o paulo ricardo antes do rpm). dai, com o rock brazuca vieram roll e bizz e, entre elas, por um curto tempo, a pipoca moderna (na qual fiz estagio, antes mesmo de acabar o segundo grau). a roll durou o tempo em que o argentino dono dela ficou no brasil (em buenos aires ele editava a pelo) e a bizz, se nao me engano, foi a unica revista de musica pop/rock brazuca a durar mais de cinco anos. nesse gap veio o jornal rock press, da editora q fazia o planeta diario (q, + tarde, juntando-se a galera da revista casseta popular deu no q vcs já sabem). mas nada emplacava. tipo a bizzu (feita pelo petrillo, q agora edita o international magazine). varios pequenos jornais e revistas que mal chegaram ao numero dez e a gente nem se lembra mais dos nomes aconteceram. e agora, ate a chegada da nova bizz e da versao pra valer da rolling stone, só tivemos as ja defuntas zero e front, a brava rock press (que usa o nome do velho jornal cedido por luiz antonio mello), a labpop e a outracoisa, todas aqui do rio, e a dynamite de sp (ainda sai a rock brigade?). lembram de mais alguma? qual acham que foi a melhor que ja tivemos? acham que a rs brazuca vai emplacar? e a nova bizz? o que está faltando? um jornal do tipo nme? será que, com a internet e a tecnologia, ainda precisamos de ler coisas no papel? alias, ninguem le no brasil e as revistas nao tem anunciantes. a culpa é nossa, entao?
Sunday, October 22, 2006

sonhando acordado


Não me lembro se foi no pgm do mauval na flu fm ou com disco importado de amigos, mas a primeira vez q ouvi o r.e.m., circa 82, gostei muito. na hora pensei tratar-se de uma banda inglesa, pelo visual da capa do disco, pelo som da musica, o jeito dos caras se vestir, nao pareciam caipiras americanos da geórgia. lembrei disso enqnto assitia aos clipes (alguns bastante experimentais) do dvd "when the light is mine" (q tbm tem uma versão em cd), que cobre a fase em que o r.e.m. gravava pela indie (e já extinta) i.r.s., entre 1982 e 87. fica claro q existem dois grupos distintos. o dessa primeira fase (a q mais gosto), de musicas como "wolwes, lower", "radio free europe", "pilgrimage" e "so. central rain", e outro, que veio apos o contrato com a warner e o hit "losing my religion", qndo michael stipe perdeu os cabelos e mike mills passou a usar óculos. embora a banda ainda tenha seu mérito acho q toda banda boa e diferente deveria acabar no primeiro ou segundo disco, antes de ficar muito famosa e ser corrompida pela fama. nao foi o caso do r.e.m, aparentemente, mas da noite pro dia eles se tornaram priopridade de warner (junto com os chili peppers) e tiveram que assumir uma responsa de grande banda. o estado r.e.m. (a fase do sono na qual sonhamos) como vcs sabem, dura pouco, cerca de cinco minutos. poizé...
Tuesday, October 17, 2006

O q rola no iPod da Lily Allen


bom, pessoal, tenho que praticar bigamia de novo para manter os blogs funcionando, então aqui vai outro post remix:

Você já deve ter ouvido "Smile" de Lily Allen em alguma FM ou programa de clip. Mas já ouviu o disco ("Alright, still...")? A garota é bacana, manda bem nas letras e tem um belo senso de humor (talvez por ser filha do comediante inglês Keith Allen). Ela é do tipo que engana. Cara de boa moça, tem língua ferina e não perde a chance da piada. Meio como uma versão com vagina de Robbie Williams. Descolamos uma lista exclusiva com as músicas mais rodadas no iPod da moça, que nos foi enviada por uma amiga da EMI. Confiram (com direito a comentários da própria):

Les Fleur - Minnie Riperton
Les Fleurs: The Minnie Riperton Anthology
Amo essa canção. A produção é do outro mundo. As pessoas simplesmente não fazem mais músicas desse jeito. Acho que é uma de minhas favoritas de todos os tempos. Simplesmente fantástica!

Dirt off your shoulder - Jay Z
Black Album
Jay-Z é, indiscutivelmente, o rei dos reis. Essa é uma de minhas canções balançantes favoritas. Tenho quase certeza de que foi produzida por Timbaland. Vou continuar ouvindo por anos.

Heart Of Glass -Blondie
Parallel Lines
All time classic. Provavelmente já cantei essa música enquanto me penteava em frente ao espelho um milhão de vezes. Ela me lembra a infância. E também acho que Debbie Harry é o mais próximo que tive de um ídolo na vida!

Back to life - Soul 2 Soul
Eu nunca ouço essa música com freqüência, mas, quando ela toca, me traz um leve sorriso ao rosto. Me lembra quando era criança, quando via minha mãe dançando ela em minhas festa de aniversário. Era realmente embaraçoso. Mas é uma boa canção, afinal.

Girl - Beck
Guero
Eu não tenho a menor idéia das palavras ditas no refrão, mas não importa, Beck é um gênio. Suas melodias são incríveis. Eu gosto de ouvir Beck em longos trajetos de carro…

Poppin' My Collar (Explicit Version) -
Three 6 Mafia
Essa é uma música de clube e me faz sentir como um cara toda vez que a ouço. Basta tocar essa música e já fico a fim de me jogar nas paredes.

Steady as She Goes - Raconteurs
A banda nova do Jack White. Gosto muito dele, não há duvida quanto a seu talento. Outra música boa para ouvir em longos passeios no carro…

Raspberry Beret - Prince
Não dá para fazer um playlist e não incluir Prince. Essa música é ótima e quando estou discotecando não falta no set. Todo mundo logo a reconhece. Não há como errar com Prince. Ele é o original gangsta e suas músicas nunca envelhecem.

Overnight – Gonzales
Solo Piano
Essa é engraçada. Normalmente não escuto discos solos de piano, mas esse cara é realmente cativante, especialmente nessa faixa.

Une Année Sans Lumiere - The Arcade Fire
"Funeral" foi provavelmente meu disco favorito do ano passado, e essa é, sem dúvida, a minha faixa favorita dele. Os vocais são assustadores, mas as melodias e harmonias são tão cativantes.

I Can’t Go For That - Hall and Oates
Música número 1 de todos os tempos para uma festinha. Ela é demais e faz todo mundo cantar. Não conheço ninguém que não goste dela. Não sou a maior das fãs de Hall & Oates, mas não há como negar essa música.

*a garota canta numa faixa do novo cd de robbie williams...
Sunday, October 08, 2006

God only knows...

Nessa tarde chuvosa de domingo tô de prantão no grobo e so vou sair daqui depois do debate entre lulla e walkmin na band. Ou seja, só depois da meia-noite. Meanwhile, pensei em cousas. Votar nulo ou escolher o menos pior? Até agora não sei o q vou fazer. Já tinha anulado na primeira vez. Dai, comecei a ouvir mais vzs o novo CD dos Killers, "Sam's town", e até que passei a gostar um pouco mais dele, pq comecei a entendê-lo melhor. Apesar de implicar um pouco com o clima meio Queen, percebi que ele é fiel ao que quer q seja q o Killers persiga. E eles fizeram bem em não incluir nada que sequer lembre "Somebody told me". Ponto pra eles. E o Daft Puk vai tocar perto das nossas casas, mas até agora tá parecendo q o show vai ser meia-bomba, por causa do preço do ingresso. E temo que Robbie Williams não consiga encher todos os brancos da Praça da Apoteose, apesar das inúmeras promos que dão entradas grátis pra parada. Tbm notei que a oifm virou uma fm igual a todas as outras, exceto pelo Mauval. E hj passa o segundo ep de "Big love", a nova série do HBO, q usa a música dos Beach Boys citada no título do post em sua abertura. Achei o primeiro so-so, vamos ver o q rola adiante. Woke up this morning and got yourself a gun. Sopranos rules!
Thursday, October 05, 2006

DEFINITELY, ANA MATRONIC


Na terça-feira, ao cair da tarde, recebo a ligação inesperada de Ana Matronic do Scissor Sisters, que a gravadora agendou em cima da hora pq leu a critica q fiz no dia no grobo. Aqui vao trechos da conversa. Extremamente simpática, Ana Matronic soa ao fone como a gente vê nos clipes da banda, sorridente e tranquila. Ela, que nasceu Ana Lynch em Portland, Oregon, há 32 anos, estava em Seattle, visitando parentes.

A primeira pergunta foi sobre as diferenças entre um disco e outro, que Ana respondeu, como a todas, usando "Definitely" como vírgula.

= Definitivamente, acho que o novo disco é mais rock do que o anterior. As músicas foram mudando de acordo com as turnês, e, quando chegamos no estúdio, isso se acentuou ainda mais. Estamos mais nessa linha rock retrô do que no rock com pitadas dance, que era o nosso som original. Definitivamente, o primeiro disco era diferente, porque representava três ou quatro anos de nossas vidas e carreiras tentando vencer e aparecer na música, então ele atirava em várias direções. Esse novo já foi mais focado e só levou um ano para ser criado e pensado.

Apesar da aclamação da crítica e dos europeus, o SS não aconteceu nos EUA, ainda.

= Definitivamente, acho que a mentalidade americana é muito fechada, menos aberta que a dos ingleses, por exemplo. Mas a aceitação maior na Europa também deve ser porque não gravamos por um selo americano, atualmente moramos no Reino Unido, o primeiro disco saiu lá (na Inglaterra) primeiro do que aqui (nos EUA), teve mais repercussão na Europa. Definitivamente, deve ser um pouco por causa disso. Mas tem também o fato de não tocar no rádio nos Estados Unidos como toca no Reino Unido. E isso ajuda.

Além disso, há mais um fator para o Scissor Sisters ser um estranho em seu próprio país. Recentemente, o vocalista Jake Shears criticou o alto preço dos CDs nos EUA, e, por isso, várias lojas boicotaram o novo CD.

= Sim, o boicote está acontecendo em algumas cadeias de discos americanas. Tudo porque Jake fez essa crítica numa convenção de gravadoras e não pegou bem. Mas ele tem razão. Em algumas lojas o nosso disco chegou custando quase 30 dólares, as pessoas vão preferir baixá-lo, com razão. Definitivamente, acho que as companhias têm que baixar o preço dos discos, ainda mais com os downloads na internet.

E como é ser a única mulher entre quatro homes (três deles gays?)

= Não tem essa de serem quatro homens, são todos meus amigos. Nós nos amamos, trocamos confidências, mas as vezes pode ser dificil, definitivamente. Mas eles me respeitam. Mas não me tratam como a irmã mais velha, somos uma banda de rock. Não faço o papel de mãezona para nenhum deles...

Sobre uma vinda da banda ao Brasil, por ela, já está nos planos.

= Definitivamente queremos ir à América do Sul, nunca estivemos aí, fora Paddy (o baterista e único hetero do grupo). Você acredita que ele foi de moto de Nova York ao Rio? Um maluco! Esse ano vamos tentar fazer uma turnê maior e, definitivamente, queremos passar pelo Rio e conhecer o Brasil e América do Sul...

*entrevista + completa no blog do rf, é dificil ser bigamo (rs)
Friday, September 29, 2006

série de séries


a contagem regressiva para a terceira temporada de "lost" já começou. quarta feira que vem a abc exibe o primeiro de um lote de seis episódios. depois a série dá um tempo. pra aquecer, ja tem na rede um ep especial q rolou ha dois dias, que faz um recap das duas temporadas, pra quem estiver boiando ou vai pegar o bonde agora. enquanto isso, duas series q tentam pegar carona nos fas da trama de jj abrams estreram esta semana nos eua e ja tem pra baixar: "heroes" e "jericho". assiti ao piloto de ambos ontem e gostei mais do primeiro. ele fala sobre algumas pessoas que possuem poderes especiais e ainda não sabem (um cara pinta o futuro, uma menina nao se machuca nunca, um homem pode voar, uma mulher tem ajuda de seu reflexo, um japones manipula o tempo). parece um misto de x-men com unbreakable e o primeiro ep, em duas partes, é bem bacana. acho q emplaca. "jericho" é sobre uma cidadezinha nas rochosas americanas q, parece, foi o unico lugar na america q escapou de um ataque nuclear. no primeiro ep nao da pra saber bem o q ta rolando, mas rolaram bombas atomicas e jericho (reparem na citação bíblica) ficou isolada. o clima é pós-11 de setembro e tem um lado muito patriota q me incomodou, mas vamos ver no q vai dar.
Sunday, September 24, 2006

HUMANOS SOMOS NÓS?


ASSITI A "DAFT PUNK´S ELECTROMA", FILME QUE SERÁ EXIBIDO ESSA SEMANA NA SESSÃO ´MIDNIGHT MOVIES` DO FESTIVAL DO RIO (QUINTA E DOMINGO). A PRIMEIRA IMPRESSÃO É: O FILME IMPRESSIONA. TOTALMENTE SEM DIÁLOGOS, ELE NARRA A TRAJETÓRIA DE DOIS ROBÔS EM BUSCA DE UM POUCO DE HUMANIDADE. ELES TENTAM GANHAR FEIÇÕES HUMANAS ATRAVÉS DE UMA ESPÉCIE DE OPERAÇÃO PLÁSTICA QUE LHES DÁ ROSTOS ESCULPIDOS EM LATEX, MAS ISSO ACABA NÃO FUNCIONANDO. ENTÃO, PARTEM NUMA JORNADA TRISTE ATÉ O FINAL, NO DESERTO. É O QUE PODERIA SE CHAMAR DE FILME EXPERIMENTAL, NADA COMERCIAL NO QUAL IMAGENS FALAM MAIS DO QUE PALAVRAS. O FATO DE A TRILHA NÃO TRAZER NENHUMA MÚSICA DO DAFT PUNK (TEM BRIAN ENO, TODD RUNDGREN E CLÁSSICOS ERUDITOS) É IRRELEVANTE, JÁ QUE TUDO FUNCIONA DE ACORDO COM OS MOMENTOS. O FILME É BASTANTE MELANCÓLICO E NOS LEVA A REFLEXÃO: NÃO SOMOS TODOS MEIO ROBÔS, AFINAL, VIVENDO NUM MUNDO QUE NOS EMPURRA O QUE FAZER E COMO SER, EM VEZ DE SERMOS APENAS HUMANOS, AFINAL? CABEÇA? UM POUCO. A CINEMATOGRAFIA E FOTOGRAFIA LEMBRAM OS SCI-FI DOS ANOS 70, TIPO "THX 1138". TODO RODADO NOS DESERTOS DA CALIFÓRNIA, A SOLIDÃO DA PAISAGEM COMBINA COM A FALTA DE FALAS, A TRILHA E OS LONGOS MOMENTOS SEM ÁUDIO ALGUM. É ESTRANHO, MAS BASTANTE TOCANTE. E HUMANO...
Thursday, September 21, 2006

JUKEBOX


o q vcs tem ouvido? bom, a julgar pelos posts e comments recentes, os novos do rapture e dos scissor sisters estao na linha de frente. essa semana eu baixei as versoes resmasterizadas e extended de tres albuns do pulp (por acaso os meus favoritos): his n´hers, different class e this is hardcore. baixei, mas ainda nao ouvi o camera osbcura e um que o felipe recomendou, girl talk. ha tbm o do hot chip e uma versao com cd bonus do magnifico album ´ok cowboy´ do vitalic (vem com umas faixas q eu so tinha em vinil e mais uns lados b). o novo do tv on the radio ainda ta batendo bem, assim como o dos raconteurs. tbm falta ouvir direito o under the influence of giants. andei mergulhado mais em filmes ultimamente e ainda vou estar um pouco nessa por conta do festival. e ai, o q vcs tem ouvido? qual o segredo mais bem guardado do momento? gostaram de lady sovereign? put the token on the jukebox!
Friday, September 15, 2006

Zhows

Em duas noites seguidas vi dois shows sensacionais na Lapa. Na quarta fui dar uma conferida no Jaime Cullum, q tinha me impressionado num show que vi no Eurochannel (e até comentei aqui). Sai de lá mais impressionado ainda com o cara. Ele tem um tremendo carisma, toca piano num modo rocker, improvisa geral, mistura jazz com pop e rock (fez a melhor versão para ´seven nation army´ dos stripes q ja ouvi) e tem uma plateia feminina imensa! Parecia mais um show do main stage do tim fest do que um concerto na cecilia meireles. Um dos shows do ano. Na noite seguinte foi a prova de fogo do Franz. Outro show na Lapa, seria melhor do que o do Circo? Foi diferente, mas igualmente bacana, para uma Fundição Progresso super lotada e com todo mundo cantando e pulando tudo. O que prova q realmente existe jabá no Brasil, já que os clipes da banda não são top na MTV e as músicas não tocam toda hora na rádio (são da Trama, uma pequena). Tudo bem que tem a internet, mas o Franz supera tudo isso. E fez seu segundo melhor show do ano. E o fato de não ter que ir na Barra pra ver um show (e a roubada de que é voltar pra quem não tem carro) é o máximo. Cullum e Franz, dois nomes que vencem por seus talentos, acima dos truques de marketing...

*achei incrivel a galera quase toda cantando yellow submarine dos beatles, uma música dos tempos da minha mãe jovem!
Sunday, September 10, 2006

POPOZUDAS ROCK ´N ROLL



TAVA VENDO O COUNTDOWN DOS TOPS OF THE POPS QUE GRAVEI NA SEMANA E NELES APARECEM VÁRIOS CLIPES COM MULHERES REBOLANDO LASCIVAMENTE: SHAKIRA (HIPS DON´T LIE), NELLY FURTADO (´MANEATER´), RIHANNA (S.O.S), PUSSYCAT DOLLS, BEYONCÉ... ISSO NÃO É NENHUMA NOVIDADE NO MUNDO DOS CLIPES MUSICAIS POP, DESDE MADONNA NOS PRIMÓRDIOS (QUE CRIOU AS BASES DO GÊNERO), PASSANDO PELAS SEGUIDORAS BRITNEY E AGUILLERA (ATÉ THALIA!). HÁ ATÉ UMA LISTA DE CLICHÊS NESSE TIPO DE CLIP: EM ALGUM MOMENTO A CAMISETA FICA MOLHADA, SEMPRE HÁ ALGUMA CENA COM FOGO E AQUELE MOMENTO CLÁSSICO EM QUE A DONA SE ARRASTA NO CHÃO COMO FELINA. MAS ULTIMAMENTE ROLOU UMA ESPÉCIE DE OVERDOSE DE LORDOSE, NÃO DÁ PRA TROCAR DE CANAL (AINDA BEM) SEM VER ALGUM TRASEIRINHO DESSES REBOLANDO BONITO (E, COMO SHAKIRA CANTA, 'OS QUADRIS NÃO MENTEM' :-)) ENTÃO, VAMO AÊ TENTAR LEMBRAR DE MAIS MOMENTOS SHAKE THAT ASS E LISTAR NESSE POST? (*advinhe quem é a da foto?)
Wednesday, September 06, 2006

uma noite com jimi


noite dessas eu tava espirrando adoidado e enfiado nas cobertas. como nao conseguia dormir, liguei a tv pra ajudar. assim que a imagem se formou apareceu na tela do canal cinemax o nome "my dinner with jimi", cercado de um visual psicodélico total. fiquei curioso e continuei vendo o filme (eram 2am!) e nao consegui parar de ver até o fim. depois fui ler a respeito e vi que ele foi baseado em fatos reais. o que rola? a subida na fama do grupo americano (de mellow rock da california) the turtles. eles começam abrindo pra outros no whisky a go-go, dois hits depois estao fechando e com nomes como os doors abrindo pra eles! (nesse meio tempo trocam ideias com zappa e contemporaneos). ai, vem o grande hit, "happy together" (vc ja ouviu essa musica alguma vez na vida, so nao te se lembrando agora) e eles estouram de vez. ai vao para londres, claro. la, conhecem donovan que os indica ir até um clube da moda, onde tudo acontece e todos vao. chegando lá, o protagonista howard kaylan (vocalista dos turtles e autor do livro que deu origem ao filme) conhece os moody blues e tbm os beatles. se decepciona com estes, que sao grossos e tratam os americanos muito mal, especialmente john lennon. dai, no fim da noite, kaylan fica sozinho e esbarra com brian jones (que se diz fa dos turtles) que o apresenta a jimi hendrix, com quem este janta (jones vai praticar pussy hunting) e bate um papo federal sobre a cultura pop/rock da epoca (1967/68). muito bacana mesmo. alias, achei esse filme muito acima de varios outros q ja vi sobre o tema/época. parece que ele foi feito direto para vídeo pela rhino records. nao percam,vale a pena.
Friday, September 01, 2006

united 93 vs flight 93


ha alguns meses eu tinha visto, baixado, o filme "flight 93", sobre aquela aviao da united que no 11 de setembro caiu antes de atingir seu alvo, o capitolio americano. achei bastante tenso, realista e emocionante. dai, descobri depois, que existe outro filme sobre o mesmo evento, "united 93", q estreou hj no rio. acabei vendo baixado essa semana e, na comparação, prefiro o primeiro. este q ta nos cinemas é mais bem produzido, tem uma fotografia e efeitos mais caros, mas o outro é bem mais tocante. a diferença básica é q "flight 93" foi feito para a tv, por isso nao tem cenas muito fortes, no tocante a imagens. mas ele bate mais forte qndo se assiste do que o seu par do cinema, pelo menos foi assim pra mim. nem é por causa de que, literalmente, ja vi esse filme antes. "flight 93" vai direto ao assunto, dura meia hora menos e se passa mais ou menos no tempo real q durou o voo. é como se a gente tivesse vendo um filme de alguma camera interna, ele é mais cru. tbm conta com algumas cenas externas do aviao, feitas por computaçao grafica. todo o roteiro, tanto de um quanto de outro filme, foi baseado nas ligações telefonicas feitas pelos passageiros do voo para seus familiares. mas "flight 93" me roubou umas lagrimas. "united 93", não...
Sunday, August 27, 2006

thank you for pot smoking

depois do café sem cafeina, da cerveja sem álcool e daquele treco que parece com manteiga, but it´s not butter, chegou a vez do cigarro que nao vicia, mas é tabaco! comprei no finde a nova "wired" (recomendo, a materia de capa é: the rebirth of music, o que esta acontecendo no momento e esta mudando os caminhos do negocio musical, o novo disco do beck, p ex, so vai existir virtualmente e nunca sera completado) e veio no meio um encarte que diz assim: os cigarros em geral possuem 464 toxinas quimicas em sua composiçao. nao usamos nenhuma delas. chegou "american spirit natural", o tal cigarro alternativo que nao vicia. bom, como nunca fumei, nao me interessa, mas é bizarro notar que um dia beberemos água sem água (!) do jeito q as coisas vão :-) o site das parada pra quem quiser saber mais é: www.nascigs.com. anyway, no pé do add vem aqueles avisos do cirurgiao geral: a fumaça de cigarros contem monoxido de carbono e nao aditivos em seu cigarro nao significa que ele seja um cigarro bom. waaal. so sei é q da pra se fazer um pouco de tudo com equilibrio e moderaçao...
Wednesday, August 23, 2006

From Paris to Berlin


Vez por outra temos nossa queda brega. A minha mais recente foi por um electro-pop chamado "From Paris to Berlin", do Infernal. Na verdade o qe me atraiu foi o clipe que cita "Tron", mas a música acabou colando. Atualmente to ouvindo o CD da Paris Hilton, a principio por força do trabalho, mas acabei dando bis. Dizem que a única coisa decente que a loura milionária fez na vida foi o boquete que ela paga no namorado naquele filme caseiro que ganhou a internet, o DVD e o mundo no ano passado (One night in Paris). Bem, para tentar provar o contrário, ela ataca agora de cantora com o disco “Paris” (Warner). E, quer saber de uma coisa? Como cantora, ela se sai melhor do que como atriz. Alguém aí teve coragem de vê-la em “Casa de cera” (passa no HBO)? Pelo menos vale para ver a cena em que ela morre :-) Efeitos de estúdio à parte, até que a voz da biatch engana. O disco se divide em faixas ao estilo r&b/popozuda sound, que fez bem a Nelly Furtado e mal não faz a Paris. É uma coisa assim, meio Christina Aguillera. Mas o primeiro single do CD é a faixa “Stars are blind”, um reggaezinho safado que cola rápido na mente. No geral, as 11 faixas do disco até que passam sem doer muito. "I want you" usa a base da música-tema do filme "Grease" (lembra?) e no fim rola uma versão para "Do ya think I'm sexy?", do Rod Stewart! Prefiro isso do que assistir a "The simple life" ;-)
Saturday, August 19, 2006

Chovendo no árido


Há tempos não ia ao teatro. Nada contra. Mas é mais complicado do que ir ao cinema: tem que comprar antes, é mais caro, geralmente so tem peça popular ou manjada com atores globais, nada que me atraia muito. Aí, fui ver "Avenida Dropsie", de Felipe Hirsch. Primeiro pq adorei a montagem dele para "A vida é cheia de som e fúria", baseada no livro "Alta fidelidade" do Nick Hornby. A peça não apenas é bem melhor que aquele filme com John Cusack e Jack Black (passado nos EUA, qndo é totalmente british) como é quase tão boa qnto o livro. Segundo, pq sou fã de Will Eisner. Dessa vez Hirsch pegou uns textos do criador do Spirit (falecido ha pouco), basicamente das graphic novels "O edifício" e "Avenida dropsie" e fez um dos mais fascinantes espetáculos que vc pode ver num palco por aqui. É bem produzido, sem ser aquela coisa broadway, respeita o clima e os tempos dos quadrinhos do mestre, é super bem encenada, iluminada, o cenário é nota dez, o efeito especial da chuva (com água de verdade no palco!) é espantoso. Só tenho elogios a fazer. A peça fica em cartaz só até o último domingo do mes no teatro Nelson Rodrigues (bnh) e custa $ 30 (meia 15). Deixe de ir numa festa, num show ou ao cinema e vá ver...
Thursday, August 10, 2006

MARS VOLTA


Recebi isso de um amigo, adaptei, aumentei e compartilho com vcs:

Em Agosto marte vai estar mais visível do que nunca para os humanos. Porém, isso não é um evento tão raro de acontecer. Levando em consideração que ocorre a cada 73 mil anos, e a terra tem muito mais do que isso, esse fenômeno já ocorreu milhares de vezes, porém nenhum humano nunca presenciou devidamente, ou então, nossos ancestrais não ligaram muito para isso em épocas passadas. Dia 27 de Agosto, um domingo vai ser o ponto máximo da aproximação, porém Marte não vai parecer to tamanho da Lua (aliás, já viram vcomo a lua tá grande?), mas sim, vai estar bem maior do que o normal. Quem já viu Marte no céu vai entender. Atualmente, Marte estará visível do lado nascente por volta das 20h e alcançando o ponto mais alto do céu - o zênite - às 1h da manhã. No fim do mês, e consequentemente no dia 27 de Agosto, Marte aparecerá logo ao anoitecer e o zênite ocorrerá por volta de meia noite. Então é isso, para quem curte, ou não, não perca esse acontecimento único...

*marte/mars era o deus da guerra dos romanos por ser vermelho sangue. em espanhol (martes), italiano (martedi), romeno (marti), catalão (dimarts) e francês (mardi) dá nome à nossa terça-feira...
Sunday, August 06, 2006

ZIG-ZAG


FÃS DE NINA PERSSON ANIMAI-VOS, O CARDIGANS CONFIRMOU O SHOW NO RIO!!! JA VI A BANDA UMA VEZ NOS EUA E GOSTEI. SIMPLES, LO-FI, PARA AMBIENTES PEQUENOS/MÉDIOS # ASSISTI A ´ZUZU ANGEL´ MEIO RETICENTE (SEMPRE TENHO PE ATRAS COM CINEMA NACIONAL), MAS GOSTEI. NAO É O MAXIMO, MAS CONTA UMA PARTE DA HISTORIA NACIONAL QUE ESTAVA OBSCURA. PENA QUE A MAIORIA DAS ATUAÇÕES SEJA RUIM E EMPOSTADA (UM MAL DO NOSSO CINEMA) # FIZ UM UPGRADE NO PC E AGORA TO COM UMA PLACA DE TV/FM, NAO DESCOLO MAIS DA POLTRONA (RS). SO FALTA AGORA UM MONITOR LCD WIDESCREEN PRA NUNCA MAIS VER TV E DVDS NA SALA. TA TUDO NUM LUGAR SO, A TAL DA CONVERGENCIA DAS MIDIAS # ALGUNS AMIGOS JA DISPENSARAM A TV PAGA E TUDO MAIS POR CONTA DISSO. TO INDO NESSE CAMINHO. TUDO Q QUERO VER E OUVIR VEM DA INTERNET, NEM VOU MAIS NA LOCADORA. AQUI EM CASA NEM PEGA A GROBO PQ TENHO DIRECTV. AS VZS ME SINTO UM ALIEN # TENHO OUVIDO BASTANTE A XFM DE LONDRES. NO SABADO TEM UM PGM SO DE MASHUPS, NO DOMINGO SO TOCA REMIXES DE ROCK, ROLAM SESSIONS AO VIVO. ENFIM, A RADIO QUE NAO TEMOS IGUAL AQUI # FUI ENTREVISTADO POR UMA DONA DE NOVA YORK QNDO TAVA PASSEANDO COM MEU CAO. OS GRINGOS DESCOBRIRAM QUE O MERCADO DE PETS AQUI TÁ CRESCENDO # ACABOU A PESCARIA, HORA DE VOLTAR # BIP!
Sunday, July 16, 2006

review do semestre (férias!)

caros coveiros, chegou a temporada de pesca, entao pegarei meu caniço e meu samburá e irei atrás de trutas por aí. enquanto isso, divirtam-se postando sobre os seus discos (basicamente), musicas ou artistas ou filmes favoritos do primeiro semestre de 2006, segundo sugestao de vcs mesmos para q eu fizesse isso aqui. mesmo sem postar por uns 15 ou 20 dias, acessarei a rede de qndo em vez para liberar os comments, claro (vcs sabem, hj existem blackberry, cell e lojinhas online em qq esquina). começo (sem ordem de preferência):

- amputechture, mars volta = mais uma loucura dos compadres tex-mex pirados. o disco ainda nao saiu, nem da minha cabeça, mas...

- loose, nelly furtado = a unica q me fez aturar r&b balançante sem vomitar, mesmo com todos os cliches do genero. méritos de timbaland.

- st. elsewhere, gnarls barkley = caminha célere para o posto de disco do ano, pq ´crazy´ já é a música do ano, for sure.

- impeach my bush, peaches = mais sacanagem electro da melhor com um título/trocadilho fantástico(valeu, felipe!)

- broken boy soldiers, raconteurs = ou, como ir aos anos 70 sem sair daqui. faz isso melhor do que o wolfmother.

- orchestra of bubbles, ellen allien & apparat = eletronica coisa fina.

- o disco de estréia dos arctic monkeys = roquinhos toscos e verdadeiros.

+ se lembrar de mais alguma coisa (certamente lembrarei) enfiarei aqui. cya!
Wednesday, July 12, 2006

ÔÔÔÔÔ, BUNDY!!!


há tempos nao via tv pela manha, mas hj antes de sair de casa peguei um episodio de "married...with children" passando na sony as dez e meia. nao consegui parar de ver até terminar. e ri um bocado, claro. apesar dos anos, essa ainda é minha sitcom favorita. a melhor dos anos 90, "um amor de família" (o nome que ganhou aqui), ainda é um demolidor antidoto contra a américa pc e careta. jamais poderia ser feita hj em dia, pq ela é totalmente errada: nao poupa minorias, ridiculariza famosos, celebra a cerveja, a liberdade do macho, al bundy (um miseravel vendedor de sapatos que no passado foi heroi do fuebol americano no colégio) afirma categoricamete que nao paga impostos, tem uma esposa vadia (a ruiva ninfomaniaca e comedora de bombons Peg), uma filha piranha (a gostosinha Kelly, mais tonta do que uma horda de lorraburras) e um filho picareta (Bud, que nao conaegue se livrar da virgindade), numa especie de versao torta do sonho americano. eles são os losers que deram certo (!?). a serie começou passando só em uhf nos eua, quando o canal fox estreou la, no final dos 80s. ninguem via, so os malucos (aqui eu descobri tbm em uhf pelo extinto canal showtime da tva em 90, 91). ai a audiencia foi crescendo, foi incomodando os caretas, foi ganhando processos, aumentando a audiencia por causa disso, e inspirando ate na criaçao dos simpsons na fox, que veio dois anos depois. hj é um classico, embora tenha acabado abruptamente antes da decima-segunda temporada (um recorde ate entao), sem que nem os atores fossem avisados. as caixas de dvds ja tao saindo la nos eua, mas aqui nada. nao ha antes, nem depois, nada sequer parecido com os bundy na tv mundial. e houve uma tentatva de uma versao brasileira que nao deu certo!!!
Friday, July 07, 2006

PARA O ALTO E AVANTE!


assisti hj a cabine de "superman returns", de bryan singer (dos dois primeiros x-men). a principio, ele nao me bateu tao forte qnto os dois primeiros do homem-aranha e o novo do batman, embora tenha gostado. ja explico o pq. antes, vale lembrar um detalhe: o filme nao reconta a historia do homem de aço vindo de krypton (kal-el), ja muito bem contado no filme de 1978, e sim, começa cinco anos depois que termina o segundo filme do superman de richard donner (depois rolaram mais duas continuaçoes hediondas, que nao contam). assim, superman/clark kent está de volta a metropolis após um longo sumiço sem explicação (na verdade, ele foi tentar achar os restos de krypton no universo para comprovar o fim de seu planeta). nesse meio tempo, o mundo mudou e lois lane vive com alguem e tem até um filho (algo inédito nos quadrinhos). clark se sente meio deslocado, mas superman nota que a terra precisa mais dele do que antes. ai entra o lance que me incomodou um pouco: essa nova aventura de superman é, na verdade, uma analogia com um salvador que a gente espera até hj, tipo a volta de cristo (tanto os criadores do heroi qnto o diretor sao judeus e se basearam no mito do messias judeu, ou seja, jesus cristo). entao, com o planeta no momento conturbado em que está (o nosso e o do filme), nada melhor que um heroi mitico/mistico para resolver os problemas, ainda que o filme ressalte que nós mesmos podemos tentar resolver nossos problemas sem heróis e inclusive ajudar os paladinos da justiça/santos. assim, o filme é todo construido nessa base, do mito trágico do herói (prometeu é citado) e do salvador. é sofrido e angustiante, nem tem tantas cenas de salvamentos espetaculares. mas tem a marca de bryan singer: é bem construido, tem bom roteiro e foi feito com carinho e amor pelo personagem.
Monday, July 03, 2006

a sete palmos


...assim q a gente nasce, começa a contagem regressiva para a morte. cabe atravessar a vida da melhor forma possivel pq, da mesma forma como vc n sabe de onde veio (é apenas cria de uma combinaçao genetica aleatoria) tbm n sabe para onde ira, já q tudo a nossa volta é caos, fisica quantica, misturas quimicas, nao temos nem ideia sobre dentro do que estamos, vivemos num planetinha entre milhares de outros dentro de uma galaxia entre bilhares de outras, que tbm um dia vai morrer, assim como o sol. profundo? depressivo? nao, positivo e alegre. depois de assistir ao ultimo episodio de "six feet under" é mais ou menos isso q fica. todos, independentemente de raça, credo, fortuna, vao pro saco igual. cabe a cada um fazer a diferença enqto passa por aqui. ame, chore, viva, faça amigos, conheça o mundo, siga o seu coraçao (como ja nos ensinou napoleon dynamite), mesmo q vc nao tenha um filho, plante uma arvore ou escreva um livro. nao seja mesquinho, egoista, superior. a vida ja é suficientemente complicada e dificil. é bem mais fácil morrer do q viver, entao nao precisa dar mole, facilitar. desviar da bala perdida e das injustiças sociais nao é facil. mas qndo chegar a hora de seu ultimo suspiro, q ele seja de alivio e prazer, nao de rancor e frustraçao.
Sunday, July 02, 2006

DJ TIPS

Desde a versão antiga deste brog que recebo de pessoas aqui e ali perguntas sobre o oficio de dj, como é, o q precisa ter, qnto custa o equipamento etc e tal. então, hj vou passar algumas informações para quem possa interessar, uma espécie de faq:

1-o q é preciso para começar?
= o equipamento básico consiste de dois toca-discos e/ou dois cd-js, um mixer, fone de ouvido, bolsa/case para carregar o equipamento, um par de cápsulas e agulhas.

-1.1. qnto custa tudo isso?
= se for tudo zero bala, uma nota. cada pick-up technics custa 500 dólares (aqui se vende por até R$ 2 mil), cada cd-j pioneer custa por volta de 300 dólares, um bom fone (technics) sai por 150 doletas; uma boa bolsa/case fica entre 50 e 100 mangos; e um par de capsulas com agulhas gira na casa das 250 pilas (das marcas ortofon e stanton). um mixer bacana (pioneer) custa no minimo 300 contos americanos. então, o investimento inicial gira em torno de 2,5 mil dólares (5 mil reais), podendo cair pela metade se vc n usar equipamentos pro, se for só para uso caseiro.

2-qnto custam os discos?
= se vc n for um dj cao ou de apartamento vai ter q comprar discos em vinil, cuja unidade por aqui custa de 40 a 50 reais. como um set de dj precisa ter pelo mens 50 discos, faça as contas. hj em dia cd-js ja leem mp3 e se vc só usar musica baixada ate da pra fazer um set jukebox, mas certas musicas nao existem em cd nem estao na rede, principalmente as melhores. se vc for um rock dj, ok. mas um dj pro que toca em clubes, mixa musica eletronica, nao pode se valer disso, isso o desvaloriza. e como o cache do dj ajuda a bancar os custos com discos, tudo vira um circulo continuo. mesmo q vc use final scratch, o custo do programa e mais o laptop power mac é bem alto.

3-o q é preciso para ser dj?
=nem sempre mixar primorosamente é o principal, se vc nao tem ouvido para a musica ou gosta do lance. uma boa seleçao as vzs faz a diferença, saber criar e manter uma pista nao se ensina na escola, vai da sensibilidade do dj, de conhecer onde está e para quem está tocando. o maior erro é ensaiar um dj set em casa e ir repeti-lo no clube. nao funciona. o clima pode ser totalmente outro. vc ate pode ensaiar umas viradas, mas nao pode ser escravo do bpm ou do set pronto, senao vai tocar pra vc mesmo e matar a pista. esse é o maior erro do dj principiante. por isso, fazer um curso de dj é bom so para ganhar conhecimentos tecnicos, mas nao fara de vc um dj. senao, os alunos de berkeley seriam os maiores guitarristas do mundo.

4-o q levar para uma noite?
=o dj nunca pode sair de casa sem: os fones, feltros, agulhas (nem sempre a casa tem ou tem umas baleadas), celular, lanterna (existe cada buraco escuro por ai) e os discos, claro. no minimo, 30 para um set de 2hrs, mas é sempre bom levar a mais, de 40 a 50, caso o dj q vai tocar depois nao apareça ou role alguma emergencia, do tipo ter q mudar o estilo musical de um bpm para outro (se o techno nao ta empolgando, mude pro electro, p ex). o bom é levar dois sets basicos e algumas musicas pra levantar a pista na hora certa. se puder, leve uma copia de um cd mixado, seu ou copiado, para o caso de a pista estar vazia e vc ir se preparando, passando o som etc. geralmente os equipamentos de algumas casas sao ruins e nunca estao no ponto. é pessimo começar a tocar e ver q esta tudo mal equalizado ou dando problema.

= o resto é com vc. pode ate ser glamuroso e ajudar a se dar bem, mas ser dj nao é facil, nem da tanta grana assim (para cada dez tops existem cinco mil anonimos), as vzs nao paga nem metade do q vc gastou em discos numa semana. basicamente vc vai tentar recuperar o investimento no primeiro ano e so vai começar a ganhar caches razoaveis depois de fazer o nome, o que pode levar mais algum tempo.

*se faltou mais alguma coisa, perguntem, por favor...
Tuesday, June 27, 2006

nunca somos tão brasileiros...

...qnto em epoca de copa do mundo. sinceramente, acho isso o fim. seria tao bacana se o povo daqui se unisse dessa forma para outras coisas. tipo, nao precisava deixar de gostar de futebol e fazer essa festa toda pela selecao (nossos únicos heróis são os jogadores de futebol!), mas bem q a gente podia usar a mesma uniao, força e empolgaçao para outras coisas. qndo a copa acabar, com ou sem hexa, vamos deixar as bandeiras nas varandas e colocar ao lado delas faixas de protesto contra o mensalao, os altos impostos (a gente trabalha 3, 4 meses por anos so para paga-los!!!), contra a corrupcao, vamos enfeitar as ruas com palavras de ordem, vamos nos unir para protestar. mas isso nunca aconteceu e nao vai acontecer, por pior q a gente esteja atualmente. passou a copa ninguem nem se junta mais, nao se une pra nada. por isso que aqueles filhos da puta de brasilia fazem o q bem entendem e ainda riem da nossa cara, pq somos um bando de cuzoes. ta na hora de um pouco de desobediencia civil. vamos votar nulo para que os candidatos q ai estao quebrem a cara. vamos bater panela nas ruas. porra, nao é possivel q a gente so seja patriota na copa. que merda de povo é esse? os caras-pintadas eram uma mentira.
VAMOS TOMAR VERGONHA NA CARA!?!?!
Saturday, June 24, 2006

TOCANDO O TERROR


nessa semana entrei numa fase de so ver filmes de terror. tinha alguns baixados e acumulados, e vi no cinema o hilariante e nojento "seres rastejantes" (slither), que, infelizmente, foi mal na bilheteria e agora so ta passando em duas salas longinquas. ai, aproveitei e vi num festival particular, um por noite, a nova versao para "the hills have eyes" do wes craven, cujo original se chamou aqui "quadrilha de sádicos" e a refilmagem se chama "viagem ao inferno" (estreia em breve, mas ja tem em dvd area 1); um filminho muito bacana chamado "reeker"; to acabando de ver "population 346" e to baixando um chamado "salvage". tbm vi uma filme do sci-fi channel sobre a lenda do minotauro, mas esse é mais fantasia. e, finalmente, verei hj o "devil´s rejects" do rob zombie, q eh a continuacao daquele q me escapa o nome agora (uma familia de freaks). a maior surpresa, fora o sensacional "slither", foi "reeker". quatro amigos vao fazer uma trip pelo deserto, mas, um deles, foi comprar E pra galera e acabou roubando o trafica. dai, ele fica na noia q ta sendo peseguido pelo cara, ao mesmo tempo em que coisas estranhas acontecem na area q eles estao, desertica, sem sinal de celular, e com um segredo q a gente so sabe na cena final. divertido e diferente da média.
Wednesday, June 21, 2006

Surfando o mundo

Tava num site de torrents ontem à noite e, em meio aos zilhoes de anuncios de sites de sacanagem, popou um que anunciava: satellite tv in your pc. cliquei no link e fui la conferir. trata-se de um software que, mediante pagamento de 40 dolares (pra sempre) te da acesso a canais de tv e radio via satélite do mundo inteiro, de A a Z. confesso que quase peguei o cartao de credito, pq adoro essa paradas. mas, em vez disso, tentei achar uma versao craqueda do programa. acabei encontrando um similar, internet pctv. e instalei. esse é de graça, faz quase a mesma coisa, mas só dura 21 dias (arranjei o crack, mas ainda nao usei), depois tem que pagar, uns 15 dolares. bom, desde entao to navegando em canais do mundo inteuro e checando as programacoes. claro que isso nao te da acesso aos canais top, tipo a grobo daqui, a nbc dos eua etc, que sao protegidos, mas vc pode ver os canais uhf, os abertos convencionais, os comunitarios etc. fui num canal hungaro que so passa festa o dia todo (tavam mostrando um clube super fervido com umas donas de topless e tocando um mix de tiesto com fatboy slim). dai achei um canal americano que so passa clipe indie. na italia achei um rival da mtv que ta organizado um mega festival numa praça lá, de graça, pra julho. na argentina vi o noticiario local. no canadá entrei no canal de compras. na inglaterra tinha um que so mostrava pedras preciosas! na grecia rolava musica classica. na china tinha uma cantora brega pra caramba. ainda nao tive muito tempo pra explorar mais (só de ontem pra hj, o que me deixou com olhos vermelhos), tem ainda os canais de áudio e as webcams publicas (tem uma qe mostra focas no ártico!). ai, calbuque ainda me apresentou o link de uma parada chamada democracy player (www.getdemocracy.com), que libera zilhoes de canais especificos, meio youtube, mas em vez de streaming tem q baixar os arquivos numa pasta temp, o que leva mais tempo. esse é totalmente gratuito. agora nao sei o q sera de minha vida com mais essa brincadeira cibernautica :-))
Sunday, June 18, 2006

achados e perdidos


alguem ai se lembra do missing persons, uma banda new wave americana dos anos 80? bom, eu tava vendo a vh1, ai passou um clipe da banda, ai eu fiquei com saudade de umas musicas deles ('destination unknown', 'do you hear me?'), ai fui pro pc, abri o limewire, bati o nome da banda e esperei os mp3 aparecerem. entao fiz uma selecao com minhas musicas favoritas (o primeiro disco deles, 'spring session m', era bem legal). talvez eles estejam na lista do 'bands reunited' do vh1. a historia é + ou -assim: a cantora dale bozzio era coelhinha da playboy (trabalhava num playboy club em boston), posou pra revista e tal, ai foi pra l.a., conheceu frank zappa, este botou ela como vocalista na banda dele, lá ela conheceu seu futuro marido, terry bozzio, e tbm outros futuros integrantes do q viria a ser o missing persons, banda formada em 1980 (entre eles, warren cucurullo, que esteve aqui com o mike patton no fantomas)e que durou até 86, qndo acabou o casamento de dale e terry. saldo final: dois discos. como vcs vem na foto, a banda era extremamente 'new wave', todo mundo muito visual e maquiado, quase uma cruza de duran duran com a flock of seagulls. mas a base ritimica da banda era muito rica, pq a galera era toda musico profissa. vale à pena conhece-los...
Thursday, June 15, 2006

CALENDÁRIO DE SHOWS


Aqui vai uma lista de shows programados ou que podem rolar ate o fim do ano:

timfest: clap your hands say yeah, daft punk (ok), radiohead/thom yorke (a confirmar)

claro q é rock: hard-fi, kasabian (ok), kaiser chiefs, muse (a confirmar)

motomix: annie, adult., peter hook (new order, como dj), andrew weatherall (two lone swordsman), isolée, swayzak (ok), franz ferdinand (a confirmar) só em sp.

depeche mode = turne sulamericana: venezuela, chile, argentina, brasil (set/out)

no buzz: go! team, yeah yeah yeahs, arctic monkeys, the killers...

*se vcs souberem de alguma coisa a mais, favor incluir nos comments...
Friday, June 09, 2006

catástrofe!

nos anos 1970 do século passado o produtor de séries clássicas de tv como "perdidos no espaço", "viagem ao fundo do mar" e "terra de gigantes" irwin allen se aventurou no cinema e lançou uma linha de filmes-catástrofe campeões de bilheteria, como "inferno na torre" e "O destino do poseidon". por conta disso, vários outros filmes do genero, como "terremoto", vieram no rastro. depois de algum tempo os disaster movie, como sao conhecidos nos eua, deram um tempo. mas voltaram recentemente com "o dia depois de amanhã" encabeçando a nova onda, que agora conta com a refilmagem de "poseidon", feita por wolfgang peterson (de "perferct storm"). vi o filme hj cedo numa cabine no s.luiz (o melhor cinema da cidade no conjunto de obra, som, projecao, conforto, tudo dez) e confesso q achei bacana de ver. nao é grande coisa, mas a onda virando o navio e tudo explodindo ou a agua invadindo geral é super bem feito. e o filme tem o que o publico quer nesse tipo de atracao: muitas mortes! ate a fergie do black eyed peas vai pro saco :-) e, coisa rara hj em dia, dura so hora e meia, sem papo furado. so vi o original recentemente qndo reprisou no telecine. era mais longo e dramático, e melhor. mas o novo, em termos de refilmagem, é bem melhor do que 'a profecia', p ex. olha a onda!
Sunday, June 04, 2006

CATATÔNICO


Catatonia. Ou, a banda que foi sem nunca ter sido. me peguei no domingao mergulhado no som dessa banda galesa, que so lançou quatro albuns, e acabou em 2001, um minuto antes de estourar mundialmente. me lembro bem. eu tinha acabado de fazer uma grande materia sobre eles no rio fanzine, e a gravadora deles aqui, a warner, viu e me ofereceu um papo com a vocalista Cerys Matthews e o advanced do novo disco deles na epoca, 'paper, scissors, stone'. so q o papo nunca rolou, pq Cerys (pronuncia-se kéris) resolveu largar tudo, dias antes do comeco de uma grande turne que os levaria ate os eua, onde a banda ia ser lancada com boa divulgacao. nunca saberemos os motivos, mas acho que cerys se sentiu mal ao ver que ia se transformar numa musa pop (ja tava passando por uma crise nervosa). a capa do cd americano trazia uma foto dela mais sexy do que de costume. acho q ela nao tava a fim de deixar de ser de uma pequena banda indie do reino unido e entrar numas de turnes mundiais e coisa e tal (e ainda namorava o guitarrista da banda). ou nao é nada disso. o certo é que as letras do catatonia (a maioria escritas por ela) e a voz da dona eram da melhor qualidade, sem nada comparavel com qq banda hj em dia. entao, fiquei catatonico e to ouvindo os quatro discos da banda e o best of de enfiada, o dia inteiro...
Thursday, June 01, 2006

THAT 70'S SHOW

há um certo cheiro de anos setenta no ar, ja notaram? na musica tem essas bandas todas que soam como zeppelin, purple, sabbath e companhia, tipo raconteurs, wolfmother, zutons, black mountain... ta saindo agora o 'almanaque dos anos 70', escrito pela madrinha do rf ana maria bahiana, nos mesmos moldes do 'almanaque dos anos 80' (a editora vai fazer tbm almanaques dos anos 60 e 50). e, ana maria bahiana e jose emilio rondeau (q me levaram pra essa vida de musijornalista) sao os roteiristas/diretores de um filme chamado '1972', que deve estrear em breve. hj cedo teve a prineira cabine em cinema do filme. eu ja tinha visto um copiao em vhs/dvd, mas nada se compara a ver na tela com som, fotografia e montagem adequadas. mais do que um filme de epoca, é uma love story baseada vagamente na vida de seus autores. tem o garotao da zona norte fa dos stones e a garotona zona sul que escrevia numa revista alternativa de musica. quem viveu a epoca vai sacar a parada e quem nao viveu vai gostar de conhecer um momento do pais, do rio, onde ser cabeludo e ouvir rock era crime (estavamos na ditadura militar). hj eh tao facil ser rebelde, nao? nao vivi a epoca, era um menino entao, mas isso nao impede de curtir o filme, que é bacana. wolfmother? ouçam a bolha e comparem! E ainda tem o Big Boy! Quem? Vão no Google...
Thursday, May 25, 2006

BOST!


alguém ai é fa como eu sou da serie 'lost', do jj abrams (de 'alias', que me fez ver o mi3 por causa dele, poisi parece um episodio esticadao de alias)? bom, eu nao chego a ser um fa doente, mas acompanho tudo sobre a serie e vejo oe eps da nova temporada baixados no dia seguinte. ontem, p ex, foram ao ar nos eua os dois ultimos eps da temporada (dois-em-um) e neste momento ja os estou baixando para ver a noite. la no jornal a parada foi se alastrando feito virus. maior galera, de todas as areas ve a serie e troca dvds e cd-rs gravados com eps baixados e legendados, até o boy do sc! um amigo meu, que ta em dublin, na irlanda, me mandou email ontem a noite se lamentando que bnao vai ver a season finale por la, so vai voltar na semana q vem! a parada é seria. bom, ai encontrei com o broder joao marcelo na cabine de x-men 3 e ele me deu o toque da parodia de lost feita por fas da serie chamada 'bost'(mesmo nome da satira da mad). eles filmaram um ep falso da serie misturando varios elementos e vao exibibir o filme neste sabado no sebo le bon sebon, no leblon (rio), a partir de 14h, com entrada franca (vide cartaz). eles querem filmar o proximo ep na floresta da tijuca, mas estao na espera de autorizacao oficial pra isso. acho que vai lotar o sebo!!!
Monday, May 22, 2006

reunião de classe

um dos programas mais bacanas que passam no canal vh1 se chama 'bands reunited'. como o nome indica, ele trata de reunir bandas extintas. a tarefa do reporter aamer haleem (um zeca camargo moreno) é correr atras dos ex integrantes de bandas já finadas como the beat, frankie goes to hollywood, abc, new kids on the block, a flock of seagulls, kajagoogoo, information society, entre outras, a maioria dos 80s. ate agora eu so vi o pgm do frankie goes to hollywood (q tava sendo exibido como se fosse o do berlin). o guitarra foi achado na flórida (casado e com cara de poucos amigos), o baterista e o baixista estavam em diferentes pontos da inglaterra (tbm casados, barrigudos e fazendo outras coisas na vida) e um dos vocais/dançarinos (aquele bigodudo gay) hj vive na nova zelandia cuidando de ovelhas! foi razoavelmete facil juntar essa galera em londres. contudo, o vocalista holly johnson, afetado e ainda com pose de popstar, nao ficou a fim da reuniao. acabou topando encontrar com a galera rapidamente num estudio, mas tocar que é bom, nada. valeu pra conhecer os lances de bastidores que explicam porque a banda acabou. mas, depois dessa, provavelmente, nunca mais os caras vao se rever novamente. foi frustrante e meio incomodo de ver nerguinho lavando roupa suja com certa raiva. virei fa desse pgm e contarei mais sobre outros episódios...
Thursday, May 18, 2006

A QUESTÃO DO X



hj cedo teve cabine de x-men III. comentei com um amigo que toda a comunidade nerd do rio tava presente, sala do cinemark cheia. se rolasse um gas venenoso na sala acabariam todos os blogs, sites e colunas sobre o assunto na cidade, inclusive esta (rs) bom, e o filme, presta? se formos comparar com os dois primeiros, ele é mais fraco, sobretudo na parte de dialogos/texto. os dois x-men do bryan singer tem quase toda a força nisso, mais do que nos efeitos especiais e cenas de ação. este terceiro filme privilegia mais a ação e os efeitos (tem um final apoteotico). se vc for fa extremado dos mutantes vai se chatear um bocado com algumas alteracoes que fizeram no universo dos personagens. mas eu acho q filme baseado em hq n pode ser igual, senao nao teriamos o homem-aranha com a mary jane antes da gwen, so pra citar um detalhe. fora isso, tem anjo, fera, kitty, juggernaut, aparicoes especiais de stan lee (claro) e de chris claremont (que escrevia os x-men nos gibis). e nao saia do cinema antes de os creditos finais rolarem todinho. ha um final colado que revela uma parada que fica meio em aberto no filme. ah, a trama é sobre uma vacina que imunizaria os mutantes, como se fosse uma doença, e a volta de jean grey como phoenix. mesmo mais fraco, é um bom filme de super heroi. agora vamos aguardar o superman do bryan singer...
Tuesday, May 16, 2006

O PRIMEIRO SUTIÃ...

...A GENTE NUNCA ESQUECE, COMO DIZ AQUELE ANUNCIO. E O PRIMEIRO SHOW DE ROCK? BASEADO NUNS POSTS ABAIXO, LIGADOS A MUTANTES/RITA LEE, ME LEMBREI DO MEU. MINHA MAE OUVIA O DISCO 'BABILONIA' DA RITA LEE DIA E NOITE. É UM DISCAÇO (SERÁ Q TEM EM CD?). ENTÃO, ELA FEZ UMA TEMPORADA AQUI NO RIO NUM TEATRO DE COPACABANA (ACHO QUE ERA NAQUELA GALERIA ONDE FICA A FOSFOBOX) E TINHA MATINÊ. RESULTADO: FOI VER NUM DOMINGO A TARDE E ME LEVOU. NUNCA FUI FAZAO DA RITA, MAS ATE HJ TENHO ELA COM CARINHO POR CAUSA DAQUILO. NAO TENHO IDEIA DE DATA, MAS ACHO Q ERAM FINS DOS ANOS 70. MAS O MEU PRIMEIRO SHOW MESMO, Q FUI SOZINHO E PAGUEI INGRESSO, FOI UM DO MADE IN BRAZIL (!) JA NO COMEÇO DOS ANOS 80, NO MESMO TEATRO DA MESMA GALERIA! SHOWS DE ROCK ERAM RAROS ENTAO (VCS N FAZEM IDEIA) E ERA COISA MALDITA. O SHOW FOI A MEIA-NOITE, EU SO CONHECIA O MADE DE OUVIR FALAR (NA VERDADE QUERIA VER O JOELHO DE PORCO, MAS NAO PUDE, ERA IMPROPRIO!), MAS TINHA O CORNELIUS!!! E LA FUI EU. NO MESMO DIA, NA FILA, CONHECI O CARLOS VANDALO DO DORSAL ATLANTICA (O PRIMEIRO PUNK Q CONHECI, ENTAO LOGO NOS IDENTIFICAMOS :-)PQ EU TAVA COM UMA CAMISA DO CLASH E ELE SE AMARROU. N SEI COMO, FIQUEI AMIGO DOS CARAS DO MADE E QNDO PASSEI A IR A SAMPA VER SHOWS, CHEGUEI A FICAR NA CASA DO OSWALDO, NO SUMARÉ, UM DIA. DAI VEIO A CONEXAO PUNK ROCK PAULISTA E ROLOU O CLIMA INVERSO, A GALERA Q VINHA TOCAR NO RIO FICAVA NA MINHA CASA. E DAI EM DIANTE ERA SHOW TODO FINAL DE SEMANA, NO SESC POMPEIA, NO CIRCO VOADOR, CARBONO 14, NOITES CARIOCAS, PROJETO SP...
Saturday, May 13, 2006

SE LIGA...


...que vem aí a VENENOSA, uma rede de rádio rock que já está se articulando no Rio # Falando nisos, duas rádios que sairam do dial carioca, Globo FM e Cidade, continuam existindo na internet. A Cidade, aliás, é a âncora do PORTAL DO ROCK, q tbm já está se articulando # se voce é solteirao ou nao gosta de fazer comida em casa, o wal mart da barra ta vendendo SOPA CAMPBELL a R$ 1,99 a lata (a de ervilha é dez). motivo? vao expirar em julho, entao precisam acabar com o estoque (normalmente custam 8 reau) # alias, em qq wal mart, na parte de eletro-eletronicos, eles vendem pela metade do preco os aparelhos q foram expostos ao publico E que tm pequenos arranhoes ou nao estao mais na embalagem (tipo, tinha la um DVD de $ 160 por $ 80!!!)# o filme 'O NOVO MUNDO', que ficou so duas semanas em cartaz, é sensacional. vi na ultima sessao do ultimo dia no estacao e achei bem bacana. a historia da chegada dos ingleses na america a partir de relatos de documentos historicos. parece reality discovery channel, mas é dirigido pelo terrence mallick (linha vermelha) e a garota que faz a pochontas é espetacular. o filme é um poema em fotogramas. nao tem bem um roteiro, é bem naturalista. pode ser bem chato para uns e viajandao para outros # AGORA É PRA VALER: O DEPECHE MODE FARA UMA TURNE SULAMERICANA EM SETEMBRO E O BRASIL ESTÁ INCLUÍDO NELA (vao passar por chile, venezuela, argentina e brasil)# entrevistei o alex do arctic monkeys. soon on rf... # teve show do underworld online. quem quiser ouvir o arquivo basta ir em www.underworldlive.com # click...
Thursday, May 11, 2006

estrelas

flower tucci - ariana jolee - claire robbins - mary anne - angel long - rita faltoyano - monica sweetheart - ashley long - liliane tiger - katja kassin - jessica darling - aurora snow - jenna haze - taylor rain - shyla stylez - danniela rush - lea demae (rip) - belladonna - cindy crawford - carmen luvana - hanna harper - julie silver - gauge - jewel de nyle - olivia saint - kristal steal - katrina kraven - sylvia saint - heather - ashley blue - julie night - allysin chaines - jane darling - ellen saint - julie silver - jessica dee - sabrina jayde - avy scott - jenna jameson - briana banks - sunrise adams - sunset thomas - courtney cummz - sandra romain - mika tan - annie cruz - lauren phoenix - georgia peach - julia bond - alicia aligotthi - gia jordan - kat - gianna - mia bangg - kelly wells - cytherea - alektra blue - trina michaels - nautica - katsumi - jayna oso - kathy anderson - candy apple - tania russoff - renee pornero - bibi fox - missy monroe - hillary scott - marie luv - stacey - melissa lauren - violet blue - delilah strong - jasmine byrne - chasey lain - traci lords - taryn thomas - kayla marie - kacey - nikki hunter - sattiva rose - sophie dee - staci thorn - haley page - savanah samson - keri sable - jennifer luv - jen padova - janet alfano - catalina - brooke ballentyne - alicia rhodes - olivia o'lovelly - melanie jagger - kayla marie - rio mariah - naudia nyce - layla jade - roxanne hall - crystal ray - amber rain - ryan conner - teagan presley - venus...
Friday, May 05, 2006

VH1 BRASIL



No final do ano passado, sem muito alarde, o canal VH1 chegou oficialmente ao Brasil, inicialmente só na TVA. Na Sky ja existem os canais mtv hits e vh1 soul, mas sao apenas retransmissores da matriz focadas especificamente em sucessos da parada pop e musica negra contemporanea. e sao muito chatos, diga-se. so passam clipes manjados. mas o vh1 brasil, que entrou esse mes tbm no lineup da directv, é diferente. ele segue a linha original de sua matriz americana, que surgiu para atender um publico mais velho, que nao queria so assistir aos clipes pop da mtv (sao do mesmo grupo, viacom, alias). o que significa q no vh1 vc assiste a uma selecao de clipes classicos dos anos 70 para cá. mas nao só. eles tbm tem pgms voltados para as novidades (neo) e programas especiais como o behind the scenes que o multishow exibe como 'por tras da fama'. no momento, o bts esta gora da grade do vh1 brasil, mas eles estao exibindo outros como 'glamour' (sobre a vida dos famosos, tipo canal e!) e um muito interessante chamado 'bands reunited', no qual vao atras de uma banda q esta desativada e os reune para um show especial. eles tbm passam filmes musicais (essa semana ta rolando 'saturday night fever', legendado) e pacotes do tipo os 60 mais clipes para rodar a baiana (!) o chato é q com a entrada do vh1 na dtv a mtv latino saiu fora, coisa q ja tinha acontecico com o mushmusic tbm. tipo, limparam todos os canais de lingua espanhola do lineup, uma pena. pelo menos o vh1 brasil vale a pena. a programacao visual é muito boa e toda as informacoes estao em portugues... (nas imagens acima, os logos antigo (dir) e o novo do canal)
Friday, April 28, 2006

a pedra do dominó


domino harvey era uma inglesa nascida em berço de ouro (filha de ator e uma modelo) que ao mudar-se para beverly hills viu q aquela n era a vida q ela queria. entao, logo que tornou-se adulta, virou bounty hunter (caçadora de recompensas). isto é, um tipo de mercenário que intermedia prisoes de pessoas q estao sendo procuradas, pela lei ou nao, em troca de grana. la nos eua isso é uma profissão, mas eles nao prendem ou matam. sao como um repo man de pessoas. assisti ao filme 'domino' de tony scott, que é sobre ela. vi mais o filme ate pq tem um extra no dvd com a propria falando. ate ano passado ela ainda estava viva, mas morreu, subitamente, antes da estreia, aos 35 anos. estava em sua banheira, teve ataque cardiaco. nunca saberemos se foi real ou induzido por alguma droga ou algo pessoal, insatisfacao. a gente nota no dvd q a domino real era um tanto introvertida e com um certo ar desesperançado. ela era bonita. qndo jovem foi modelo pra ganhar um troco, sem depender da mae. estudou em bons colegios na inglaterra. mas nao queria ser uma pessoal 'normal', era rebelde de fato, nao rebelde só de camisa preta e pose. tinha tudo na vida, mas queria se sentir viva, ter algo alem do trivial. o filme é marromeno, mas a vida de domino (na foto acima) foi muito excitante...
Tuesday, April 25, 2006

O PAPO É POP


o problema do pop é que as musicas tocam muito e farofam rapidamente, se tornando algo insuportavel em dias. entao, antes que isso aconteça com a pop song que me pegou essa semana, vou logo revelando: "s.o.s.", da rhianna, essa mulata de olhos verdes da foto. ela usa a base da versao do soft cell para tainted love, mas tem uma letra totalmente diferente. e dois clipes distintos: uma versao normal, pra tv, e outra "hot", na qual a caramel babe rebola e se esfrega lascivamente. ha uns dois meses eu tbm fui pego pelo hit "don'tcha" das pussycat dolls. nem tive coragem de ouvir o disco, mas a musica tem la o seu valor chiclete. a nova da pink tbm é legal, sobretudo pelo clipe, 'stupid girls'. e, vendo o top of the pops, me rendi a dois hits: um do passado, que voltou remixado, 'thunder in my heart', do leo sayer (num rmx dum tal de meck) e, outra, um lance ultrabrega chamado chico, 'it's chico time'. o cara é como um misto de tom jones com ricky martin. foi o primeiro imigrante paquistanes a emplacar o topo da parada britanica em todos os tempos. e sabe quem empresaria o cara? sharon osbourne!!! bem, é isso, enquanto raconteurs e arctic monkeys brigam para ver quem é mais cool, essa galera do segundo time tbm manda bem. e nem falei das sugababes, q gosto ha tempos. o novo single delas, 'red dress', é bacana.
Friday, April 21, 2006

mais uma lista

a revista inglesa 'Q' publicou uma lista com os 50 piores discos de todos os tempos. confira, discorde e/ou adicione o seu. note que eles brincaram com os nomes de alguns artistas. atencao: o disco 'sgt. peper's' listado é do horrendo filme homônimo com os bee gees e peter frampton!

1. Duran Duran – Thank You
2. Spice Girls – Todos os álbuns!
3. Various – Urban Renewal: The Songs Of Phil Collins
4. Lou Reed – Metal Machine Music
5. Billy Idol – Cyberpunk
6. Naomi Campbell – Babywoman
7. Kevin Rowland – My Beauty
8. Mick Jagger – Primitive Cool
9. Westlife – Allow Us To Be Frank
10. Tim Machine – Tin Machine Ii
11. Limp Bizkit – Chocolate Starfish And The Hot Dog Flavored Water
12. Tom Jones – Mr Jones
13. Bruce Willis – The Return Of Bruno
14. Terence Trent Diabolical – Neither Fish Nor Flesh
15. Various – Sgt. Pepper’s Lonely Heart Club Band – OST
16. Spice Girls – Forever
17. Bob Dylan & The Grateful Dead – Dylan And The Dead
18. Crazy Frog – Crazy Hits
19. Goldie – Saturnz Return
20. Mariah Cary – Glitter OST
21. The Clash – Cut The Crap
22. Robson & Jerome – Robson & Jerome
23. Alanis Morissette – Supposed Former Infatuation Junkie
24. Lauryn Hill – MTV Unpugged 2.0
25. The Cranberries – To The Faithful Departed
26. Vanilla Ice – Hard To Swallow
27. Destiny’s Child – Destiny Fulfilled
28. The Rolling Stones – Dirty Work
29. Various – Christmas In The Stars: Star Wars Christmas Album
30. Michael Jackson – Invincible
31. Stevie Wonder – Woman In Red
32. Ace Of Bass – The Sign
33. Billy Ray Cyrus – Some Gave All
34. Fishspooner - #1
35. Puff Daddy – Forever
36. Kula Shaker – Peanuts, Pigs & Astronauts
37. Shania Twain – Come On Over
38. Chris Rea – The Road To Hell Pt2
39. Big Country – Undercover
40. The Others – The Others
41. Paul Simon – Songs From The Capeman OST
42. Babylon Zoo – The Boy With The X-Ray Eyes
43. The Travelling Wilburys – Vol 3
44. Kiss – Music From The Elder
45. William Shatner – The Transformed Man
46. Oasis – Standing On The Shoulders Of Giants
47. Ozzy Osbourne – Under Cover
48. Milli Vanilli – All Or Nothing
49. Neil Young And The Shocking Pinks – Everybody’s Rocking
50. Beck – Midnight Vultures
Monday, April 17, 2006

COMPLETAMENTE DIFERENTE


esperei esse filme chegar aqui quando saiu lá fora (2004). não chegou. esperei chegar aqui o dvd area 1. não achei. esperei sair direto pra vídeo no brasil. não saiu. então, o que fazer para vê-lo? buscar na internet, claro. achei uma versão dvd rip com alta qualidade de imagem e baixei. vi ontem a noite, antes de dormir. é mais um pequeno grande filme, destes que o autor só faz uma vez na vida pq o faz com coração. passou em sundance, foi bancado pela mtv films e distribuido pela paramount (então algum dia pode chegar na tv paga daqui). tinha até esquecido do filme, até q vi o ator principal, jon heder, no saturday night live. qualé a onda? parece mais um filme de adolescente (com direito a baile de escola e tudo), mas é bem diferente do que vc já viu antes. napoleon dynamite nao tem o menor glamour. é um cara bem freak, de fala estranha e oculos, que poderia se chamar de geek. mas é mais q isso. napoleon faz o que o seu coracao manda e vivencia e experimenta coisas simplesmente pq ta a fim de fazer. nao tem absolutamente nenhuma conexao com o ser jovem, teen, pq nao segue nada do que manda o figurino, a tv, os anuncios. é um desencanado total. é livre como uma criança. a gente ri, mas de uma forma estranha. voce nunca viu ou vai ver um teen movie tão diferente como este. e os personagens paralelos tbm sao bizarros...
Saturday, April 08, 2006

oh, what a night!

foi muito boa a noite gigolo no patio lounge. como sempre, os places de playboy aqui no rio sempre sao os que oferecem melhor infra-estrutura, qndo isso deveria ser a regra para qq clube, como rola la fora. sao as mesmas instalacoes do finado el turf, entao é tudo funcional (so n acho pratico a porta giratoria para entrar). bom ar condicionado q nao deixa vc suar demais, bom espaco e som ok (achei o da miss kittin no sky lounge mais potente). é como uma versao menor de um salao/ginasio de clube, so que com um bar no meio. e melhor: vc paga na hora o q consome, sem aquelas filas chatas pra sair com a cartela. a nao vinda de david carretta foi ate boa, no final, pq deixou o line up mais enxuto. o festival electro abriu com o show do digitaria (mg), bem bacaninha, quase uma banda synth dos 80s saida da maquina do tempo (mas tem musica demais com vocais). dai veio o hacker com um set arrasador (teve de tudo, de front a liaisons dangereueses ate um final apoteotico com um remix do bloc party!) e, pra arrematar, o live com fixmer & mccarthy, q é praticamente um show do nitzer ebb, fora umas musicas novas. foi um show totalmente in your face, com a galera la na frente agarrando o mccarthy e este se entregando geral ao publico. vc nao veria coisa melhor em berlin ou paris! e ainda teve k-milla fechando os trabalhos ja de manha. resultado: passei meu sabado na cama, todo quebrado (rs). e viva a catuaba selvagem!
Wednesday, April 05, 2006

PRAZER CULPADO


qndo esse brog surgiu, ha uns tres anos, um dos primeiros e mais concorridos posts foi um no qual eu falava sobre os prazeres culpados. ou seja, aquela coisa que a gente faz sabendo que é ruim, mas gosta qndo esta fazendo. ou vendo. no caso, eu especificamente focava mais nos programs de tv q a gente ve mas tem vergonha de admitir. bom, lembrei disso recentemente qndo estive acamado de gripe, pq costumava ver todo dia o programa da furacao 2000 com a priscilla nocetti. e, mais recentemente, me vi assistindo, à noite (e na rede record!!!) a uma serie brasileira meio mambembe, com atuacoes de teatro amador, mas que me faz rir de alguma forma (nao num sentido luciana jimenez, o que é o superpop?): avassaladoras. nao se sei e por causa das atrizes, bonitinhas e cada uma num tipo diferente, ou se dos roteiros que, no fim, sao mesmo parecidos com as roubadas q rolam na vida real. so sei q, assim como o pgm da furacao, se eu troco de canal e ta rolando avassaladoras eu dou uma paradiha, nem q seja por um bloco. bom, agora a bola ta com vcs. o prazer culpado pode ser qq coisa, nao so pgms de tv. pode ser musica ou algo mais bizarro. p ex, eu ouço, qndo da, o patrulha da cidade na radio tupi am. e confesso que me divirto a valer. sem culpa alguma. agora é com vcs...

NA CIDADE

SETEMBRINAS:

CASAS/SHOWS: Circo Voador 08 – Forró do Kiko / Agytoê / DJ Lencinho 09 – Otto / Duda Brack / Festa Tupiniquim  15 – Eu Amo Baile Funk: DJ Grandmaster Raphael / Ritmo de Favela / Velha Guarda do Funk 16 – Forró de Santa: Conterrâneos / Ó do Forró (SP) / DJ Sérgio Feijó 22 – Haikaiss / DJs Nicole Nandes & Diana Bouth 29 – Mariene de Castro 30 - Francisco, El Hombre / Tom Zé

Teatro Rival 08 – André Frateschi: BRock is Back – Participação: Dado Villa-Lobos 09 - Júlia Vargas - Participação: Simone Mazzer & Não Recomendados 13 –  Duda Brack & Júlia Vargas & Juliana Linhares: Iara Ira 14 – Arlindinho Canta Arlindo Cruz 15 – Banda do Síndico – Participação: Fábio Stella & Marina Íris  16 – Mulheres de Chico 18 – Nelson Sargento 20 – Daira Canta Belchior 21 – Moyseis Marques Canta Chico Buarque 22 – Ellen Oléria 30 – Angela Ro Ro

Vivo Rio 09 – Festa Ploc 13 Anos: Rádio Táxi / João Penca & Seus Miquinhos Amestrados / Sempre Livre / Sylvinho Blau Blau 23 – Padre Fábio de Melo 28 – Il Volo (ITA)

Coordenadas Bar (Botafogo) 12 – Pimenta Jazz Trio 14 – Astro Venga / DJ Tito Figueiredo 19 – Flávio Guimarães 26 – Relógio de Dalí Estúdio Fórum (Botafogo) 08 - Sexta Infame: Flipout A.A. (JAP) / Egocentric Molecules / Kröstah Crust / Pot Zombies / Bongatron 30 – Kosmus / Solifvgae Etnohaus (Botafogo) 10 – Rafael Rocha 14 – Juliano Rabujah &Brunno Monteiro 15 – Doralyce Solar de Botafogo 14 - Zanna 20 – Clarissa Burns 30 – Veludo

Audio Rebel 08 - Quarteto Rutigliano, Ferté, Carvalho e Barrozo 09 - Amsteradio / Mario Maria  09 - Antonio Dantas 12 - Lourenço Vasconcellos  13 - Clayton Fábio Oliveira 14 – Juliana Perdigão  16 - BacaFest: Drápula / Pedras Pilotáveis 19 - Trium (Glaucus Linx, Yann Vathelet, Pedro Leão) 20 – Frederico Demarca 24 – Flavio Tris

Theatro Net Rio 12 – Simone Mazzer 27 – Rael Canta Vinícius de Moraes Sala Baden Powell 10 - Choro Reduto Pixinguinha 16 - Leny Andrade & Quarteto do Rio

Festival Bossa Nova 60 Anos Rio Othon Palace - Salão Bossa Café (Copacabana) 08 – Claudia Telles 15 – Doris Monteiro 22 – Chico Batera 29 – Andrea Montezuma

Teatro Ipanema 08 – Letícia Novaes 12 - A.Nota: Bondesom & B.Negão  19 - A.Nota: Kassin & Wado  26 - A.Nota: Vulgue Tostói & Ventre

Teatro Café Pequeno 14 – Julia Mestre 21 - Lilian Menezes Trio 28 - Marcelo Fedrá 29 - CCMP Fest 2: Montechiari Project / Anjos de Vidro  30 - CCMP Fest 2: Blind Horse / Arcpelago Teatro XP Investimentos (Jockey Club) 13 - Dori Caymmi 20 - Pedro Luís

Imperator 08 – Jorge Aragão 10 – Olivia & Francis Hime 13 – Márcio Gomes 19 – Jazz Pras Sete: Vitor Karyello 4Teto 27 – Alaíde Costa & Áurea Martins: Elizethíssima 30 – Forró Lánalaje: Ustrês / DJ Edna Carvalho

Cidade das Artes 07 - Semana Internacional de Piano: Duo Miroirs (Antonello d’Onofrio & Claudio Soviero) (ITA) 08 - Semana Internacional de Piano: Simon Ghraichy (FRA) 14 - Philip Glass - 80 Anos

Teatro Municipal de Niterói 13 - Nelson Sargento & Paulão 7 Cordas: Sambas & Histórias 14 – Focus (HOL) 29 e 30 – João Bosco

Planet Music (Cascadura) 09 - Nove Zero Nove / Venice / Triunfe  15 - D.P.R. / Fokismo / Força & Honra / Born2Bleed / Norte Cartel Casa Aberta (Rocha) 09 - Zé Bigode y Clara Anastácia Rota 65 (Olaria) 02 - Plebe Rude 16 - Finis Africae

Centro de Referência da Música Carioca (Tijuca) 08 - André Grabois & João Brasileiro - Homenagem a Elomar 09 - Duo Manu Santos & Tuca Alves 13 - Juliana Maia 15 - Marcello Furtado - Homenagem a Benito de Paula 16 - Alice Passos & Breno Ruiz & Miguel Rabello 20 - Eduardo Canto 22 - Paulo Bi 23 - Gabi Buarque 27 - Alice Sales 30 - Roda de Rock: Cássia Novello (16h) 30 - Laura Finocchiaro (19h30)

Festival Harmonia (Parque das Figueiras / Lagoa) grátis 07 – DJ Camilla Brunetta / DJ Thay Girão / Bianca Chami / Luckas Lins / DuoBiarritz (entre 12h e 22h) 08 – DJ Camilla Brunetta / Orquestra de Cordas da Grota / DJ Thay Girão / DJ Dakid / Tom Rezende / Pedro Marzano 09 – DJ Camilla Brunetta / DJ Luckas Lins / Banda Quarto e Cozinha / DJ Thay Girão / DJ RV / Lica Tito / DJ Dakid 10 – DJ Larissa Busch / DJ Camilla Brunetta / DJ Thay Girão / AMescla / DJ Dakid / GilSoul / DJ Tucho

Festival Sonora 08 - Parque das Ruínas: Bel / Aline Gonçalves Convida Susanne Paul  09 - Etnohaus: Luisa Correa / Marcela Velon - Participação: Andreia Mota & André Grabois  10 - Donninha Delivery: Ana Frango Elétrico / Luiza Brina  14 - Centro da Música Carioca: Ivy Morais / Claudia Castelo Branco - Participação: Michele Leal  15 - Parque das Ruínas: Angélica Duarte / Carol Panesi - Participação: Luísa Lacerda 16 - Etnohaus: Claudia Dantas / Carcaju  17 - Donninha Delivery: Cleo MC / Laura Lagub  21 - Centro da Música Carioca: Natalia Carrera / Andrea Dutra  22 - Parque das Ruínas: Lazir Sinval / Selma Mendes  23 - Etnohaus: Amora Pêra / Cacala Carvalho - Participação: Bow Bow Cogumelo  24 - Donninha Delivery: Elisa Queiroz / Gabi Buarque  28 - Centro de Música Carioca: Belliza Luar / Ilessi  29 - Parque das Ruínas: Yasmin Alves / Maytê Corrêa  30 - Etnohaus: Diana Nascimento / Iara Ferreira / Luana Dias / Manu Cavalaro / Ignez Perdigão & Mariana Bernardes

Festival Playing For Change grátis 23 - Casa da Cultura de Belford Roxo: Sangue Rasta Convida Mathias & Panela Zen, Amani Kush, Seea Rasta, Original Raiz, Roger Hitz, Louise Naturize (09h) 23 - PEGA Duque de Caxias: Corcel Mágico / Sudra / Renata Gomes / Passinho BF (14h) 23 - Rede Funk Social São Gonçalo: Dia Dos Loucos / MC Douglas Vieira / MC Renato Patrão / Analu Custódio (14h) 23 - Food Park Carioca Maracanã: Bel Almeida / Indian Brothers / FishEye (17h) Parque das Ruínas (Santa Teresa) 03 - Orquestra de Sopros Pró-Arte - Participação: Kiko Horta & Marcelo Caldi 09 - Feira Vegannezando: Melodica Vibezz / Laura & Luísa / Kerubim (10h) 09 - Victor Mus (17h30) 10 - Matheus Schneider Quartett 17 - MEB - Boca do Mundo 30 - Laura Zannet

Motim (Centro) 15 – Chico de Barro / Papisa (SP) 22 - 5 Anos da Hi Hat Girls! Escritório (Centro) 07 - Matinê Tropical Fuzz: Carbo / McGee & The Lost Hope 09 - Os Vulcânicos / Blastfemme 16 – Dedo / Tantão & Os Fita 30 – Lê Almeida Casa de Baco (Lapa) 01, 15 e 29 - Ana Costa 02, 16 e 30 - Primavera das Mulheres 05, 12, 19 e 26 - Bondesom 06, 13, 20 e 25 - Hermenegildo59 07 - Mussa 08 - Pietá 14 - Gastão Villeroy 21 - Badi Assad 22 - Dudu Oliveira Ganjah (Lapa) 12 - Samba Independente dos Bons Costumes  15 - Tyaro Maia 16 - Dub Ataque 18 - Chico Chico & João Mantuano  21 - De Leve & DJ Erik Skratch

FM Hall/AEROPORTO SANTOS DUMONT 19h – grátis 12 – Faro MPB: Marcelo Jeneci 13 - Banda 15 Dias 26 – Faro MPB: ? Museu de Arte do Rio (Centro) 29 - MAR de Música: Black Alien / Baile da Ademafia CCBB (Sala 26 / 4º andar) 19h30 – grátis 15 - Festival Espaço Sideral - Cidades Criativas: Negro Leo & Felipe Neiva (pocket show)

Espaço BNDES 19h – grátis 13 – Ithamara Koorax 14 - Luísa Lacerda & Quarteto Geral 21 – Coralito 27 – Quaterna Réquiem 28 - Roberto Menescal Casa do Choro (Centro) 13 - Déo Rian - Homenagem a Jacob do Bandolim  14 - Quarteto de Bandolins  20 - Pedro Amorim  27 e 28 - Pedro Miranda

Circuito SESI 13 - Centro: Laura Lagub 15 - Jacarepaguá: Paulinho Moska 20 - Centro: Paulinho Moska Circuito SESC 09 - Duque de Caxias: Da Ghama (15h - grátis) 13 - Ramos: Autoramas (15h - R$ 20) 14 - Tijuca: Autoramas (20h - R$ 20) 15 - Niterói: Autoramas (19h - R$ 20) 16 - Engenho de Dentro: Bagunço (16h - grátis) 17 - São João de Meriti: Da Ghama (19h - R$ 20) 17 - São Gonçalo: Autoramas (19h - R$ 20) 26 - Ginástico: Joyce (19h30 - R$ 25) 26 - Copacabana: Primavera nos Dentes (Charles Gavin, Duda Brack, Paulo Rafael, Pedro Coelho - Homenagem ao Secos & Molhados) (20h30 - R$ 25) 27 - Copacabana: João Donato & Donatinho (20h30 - R$ 25) 28 - Tijuca: João Donato & Donatinho (20h - R$ 20)

MIXX: 08 e 15 – Banda Neuttra – Shopping Grande Rio / São João de Meriti (19h – grátis) 08 - Festival From Hell: Nunslaughter (EUA) / Velho / Farscape / Creptum (SP) – Sport Clube Mackenzie / Méier 08 - Miss Kittin (FRA) – Hostel Canoas / São Conrado 08 - Giovana Adoracion – Bar Itália / Niterói 08 - Rio Na Rua: Matheus VK – Praça Nelson Mandela / Botafogo (20h30 – grátis) 08 - Bike (SP) / Oruã / DJ Gordinho – Aparelho / Praça Tiradentes 08 - O Rappa - Tour de Despedida – Quadra da Grande Rio 08 - Djonga / Sant / Lado A / Kayuá – Bar do Blues / São Gonçalo 08 - Segura O Grave / Bloco do S – City Lab / Santo Cristo 08 - Festa Batekoo: Blackyva – Viaduto de Madureira 09 - Punching Namard / Vulppe / Punk AnimalZ / Filhos do Totem / MC JPunk / Ocupa Sound – Centro Cultural Paschoal Carlos Magno / Niterói (10h – grátis) 09 - Regorge / Hellmen / Hurt / Indigestu – Usina do Metal / Nilópolis (17h – contribuição voluntária) 09 - RockZone Fest: Romeu / Solve / Reverb – Hashtag Bar / Vista Alegre (19h – grátis) 09 - Insanity Rock Fest: Moby Dick Rock Club / Cateto Oposto – Lona Elza Osbourne / Campo Grande 09 - Semana Internacional de Piano: Encerramento – Sala Cecília Meireles / Lapa 09 - Zambrotta Lo-Fi (PE) / Pessoas Como Nós – Rock´N Beer Pub / São Gonçalo (21h – grátis) 09 - Blind Horse / Gods & Punks – Néctar / Vargem Grande 10 - MIG - Movimento Independente Grunge: Séquito / Frogslake / Canella Seca / Dive – Rock´N Beer Pub / São Gonçalo (14h – grátis) 10 - Jamevú Sessions: Saulo Duarte (PA) – Casa Francisco / Santa Teresa  10 - MorMaÇo 07: Biltre - Praça dos Direitos Humanos / Nova Iguaçu (17h – grátis) 10 - Orquestra Petrobras Sinfônica – Carioca Shopping (17h – grátis) 12 - Lúcia Helena Weiss & Pedro Franco - Participação: Flora Purim & Marfa Kourakina – Centro Cultural da Justiça Federal / Centro 13 - Quintavant: Terry Riley & Gyan Riley – Sala Mário Tavares / Centro 14 – Chico Batera - Casa Julieta de Serpa / Flamengo

16 - Roda Cultural: Zona Restrita BXD / Banda Defon – Praça da Ponte Enviesada / Belford Roxo (11h – grátis) 16 - Alternativo Rock Club: Hawaii Carioca / Dois ou Dez / Jerry Matarazzo – Food Park Carioca / Maracanã (17h – grátis) 16 - Hip Hop Conhecimento: DJ Dree – Soma Hub / Duque de Caxias (19h – grátis) 16 - Festival Sounds: Kapitu / Vulppe – Clube Naval / Niterói 16 - Mulheres de Buço - Participação: Biltre / Minha Luz É De Led DJ Set – Estúdio Floresta / Cosme Velho 17 - Ensaio do Tambores de Olokun – Altura do Belmonte / Praia do Flamengo (16h – grátis) 17 - Lumus: Guaporés / Choclo / Filtra / Fábrica Nômade Sonora – Galpão Ladeira das Artes / Cosme Velho 17 - Orquestra Petrobras Sinfônica – Theatro Bangu Shopping (19h – grátis) 17 – Azymuth - Casa Julieta de Serpa / Flamengo 20 - Cintia Graton & Marina Cyrino: Le Chant Oublié – Maison de France 22 - Jazz Out: Tim Maia in Jazz – Hotel Vila Galé / Lapa 23 - El Toro Fuerte / gorduratrans / Fábio de Carvalho – Buda Burger / Duque de Caxias 23 - Victor Biglione & Bárbara Mendes – Bangalô / Barra da Tijuca 23 - Dream Team do Passinho Canta e Dança Jackson Five – Lona Carlos Zéfiro / Anchieta 24 - Lona Rock Sunday: Homobono / Diogo Gameiro / Jomar Schrank / Xha de Folhas Experimentais – Lona Terra / Guadalupe (14h – contribuição voluntária) 24 - Festival Headbanger Force: Dixie Heaven / Decifra-me / Ceiffador / Sentido Oposto / Arena / 7HE A77IC – Lira de Ouro / Duque de Caxias 27 - Baculeju da Sandra de Sá – Teatro Glaucio Gill / Copacabana 28 - Rael Canta Vinícius de Moraes – Theatro Bangu 30 - Hip Hop Conhecimento: Yas Werneck – Instituto Enraizados / Nova Iguaçu (16h – grátis) 30 – Leila Maria - Moviola Bistrô / Laranjeiras 30 - Matheus VK – Galpão Gamboa

Mostra Rússia: Um quarto de século através do cinema: traz o que há de mais relevante no cinema russo contemporâneo para a CAIXA Cultural Rio de Janeiro. A programação inclui, dentre outros destaques, três estreias em território nacional: Fábrica “Esperança” (2014), de Natália Meshaninova; Blues de Grozny (2015), de Nicola Belucci; e o premiado Algo Melhor por Vir (2014), da jovem diretora Hanna Polak. 19 de setembro a 1º de outubro (terça a domingo)

PROGRAMAÇÃO DO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):   16/09 – Sábado 21:00 Baby do Brasil 23:30 Baby do Brasil   17/09 – Domingo 20:00 Baby do Brasil 22:30 Baby do Brasil   20/09 - Quarta-feira   20:00 Jaques Morelenbaum convida   27/09 - Quarta-feira 20:00 Anne Paceo 28/09 Quinta-feira   20:00 Orquestra Atlântica 22:30 Orquestra Atlântica    Outubro   04/10 - Quarta-feira 20:00 Ala.Ni 05/10 – Quinta-feira 20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  06/10 – Sexta-feira 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    07/10 – Sábado 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    08/10 – Domingo  20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  11/10 - Quarta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    12/10 – Quinta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

ULTRA BRASIL ANUNCIA A PHASE 1 DE SEU LINEUP PARA A EDIÇÃO 2017: ADAM BEYER, ALESSO, ARMIN VAN BUUREN, DAVID GUETTA, JAMIE JONES, JOSEPH CAPRIATI, SASHA & JOHN DIGWEED e THE MARTINEZ BROTHERS SERÃO HEADLINERS FESTIVAL ACONTECE NOS DIAS 12, 13 E 14 DE OUTUBRO NO SAMBÓDROMO DO RIO



MIMO FESTIVAL 2017: os principais destaques do line-up. A edição de Paraty é inteiramente dedicado a mulheres, e traz representatividade trans. Teremos artistas como Oumou Sangaré,, Teresa Salgueiro, Liniker e Os Caramelows, As Bahias e a Cozinha Mineira, entre outros. No Rio e em Olinda teremos Emir Kusturica, Ondatropica, Nouvelle Vague

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo recebe a 8ª edição do Festival Assim Vivemos com 32 filmes com temática sobre deficiência de 19 países COM ENTRADA FRANCA, A SEDE DO CCBB SP RECEBE O EVENTO ENTRE 20 DE SETEMBRO E 1º DE OUTUBRO

SOM: A HISTÓRIA QUE NÃO VEMOS                   CCBB Rio de Janeiro – 13 de setembro a 2 de outubro                    CCBB São Paulo – 4 a 23 de outubro     O som sempre esteve presente nas nossas vidas. Desde o quarto mês de gestação, é o primeiro sentido que desenvolvemos. É por meio do som que se dá nosso primeiro contato com o mundo exterior. Com ele, nossa personalidade ganha seus contornos iniciais. Mas, na sala escura do cinema, muitas vezes, ele não tem o seu valor reconhecido

Após sucesso de público e crítica em São Paulo, o espetáculo teatral “Aqui estamos com milhares de cães vindos do mar”  realiza curta temporada na CAIXA Cultural Rio de Janeiro de 22 de setembro a 1º de outubro (sexta a domingo). sempre as 19h

HAPPY LAPA: nova happy hour estreia no Teatro Odisséia, dia 22 de setembro, sexta-feira   De 19h às 22h, evento apresenta shows da banda Zé de Albuquerque (SP) e da dupla Chico Chico e João Mantuano (RJ), com o comando da experiente DJ TataOgan nas picapes. Produzido por Leonardo Rivera, da Astronauta Discos, e com entrada a R$10,00, os 100 primeiros que chegarem não pagam  

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 9 de setembro a 12 de novembro de 2017, a exposição Natureza Concreta, que discute e aprofunda um tema de interesse permanente na arte, na ciência e na filosofia: as relações dos seres humanos com a natureza e o mundo que os cerca. Entre fotografias, vídeos e instalações em formatos variados, serão apresentadas 94 obras de 17 artistas e grupos brasileiros. O projeto tem curadoria de Mauro Trindade e patrocínio da Caixa Econômica Federal e do Governo Federal.

VIMIC ABRIRÁ SHOWS DO MEGADETH NO BRASIL EM NOVEMBRO   Banda de Joey Jordison, ex-baterista do Slipknot, se apresenta no país pela primeira vez

EXPO TOZ: O ARTISTA GRÁFICO TOZ, é o convidado do projeto “Os Amigos da Gravura”, que está completando 25 anos. A inauguração é no dia 14 de setembro (para convidados) e 15 (para o público), NO MUSEU DA CHÁCARA DO CÉU/SANTA TERESA

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers