Pages

Monday, February 15, 2016

MINHA(S) LOJA(S) DE DISCOS


ASSISTINDO AO DOC 'ALL THINGS MUST PASS: THE RISE AND FALL OF TOWER RECORDS', QUE COLIN HANKS, O FILHO DE TOM, FEZ SOBRE A LENDÁRIA CADEIA DE LOJAS AMERICANAS DE DISCOS, TOWER (QUE FALIU HA DEZ ANOS), ME VEIO A MEMORIA NÃO APENAS A PRIMEIRA VEZ EM QUE ENTREI NA INCRÍVEL LOJA DA TOWER, NA SUNSET, EM LOS ANGELES; COMO TBM DE TODAS AS OUTRAS LOJAS DE DISCOS QUE ME IMPACTARAM QUANDO NELAS ADENTREI. ERAM TEMPOS NOS QUAIS, ALEM DE CONHECER AS CIDADES NA GRINGA, ERA MUITO IMPORTANTE DEDICAR UM DIA A VISITAR AS LOJAS DE DISCOS, QUE, POR AQUI, SEMPRE FORAM MEIO FURRECAS, EM COMPARAÇÃO.



A PRIMEIRA GRANDE LOJA DOS SONHOS QUE CONHECI, FOI A HMV, DA OXFORD STREET, EM LONDRES. FOI COMO SE ENTRASSE NUMA LOJA DE DOCES, PRA USAR UM CLICHÊ SURRADO. NEM SABIA PRA QUAL LADO IR. ALI, ESTAVAM TODOS OS DISCOS COM OS QUAIS SEMPRE SONHEI. E MUITO MAIS. ACABEI COMPRANDO UMA MALETINHA PARA CARREGAR OS VINIS. SIM, ERAM FINAIS DOS 80S, O VINIL AINDA REINAVA. NA ULTIMA VEZ EM QUE ESTIVE EM LONDRES, PEGUEI OS ÚLTIMOS DIAS DESTA HMV. FECHOU NO FIM DE 2014. MAS AINDA TEM OUTRA, NA MESMA RUA, MAIS ACANHADA. QUASE AO LADO DESTA (PERTO DE TOTTENHAM COURT RD), HAVIA TBM A PRIMEIRA VIRGIN MEGASTORE DE LONDRES, QUE ABRIU DEPOIS. FOI NA VIRGIN, QUE TIVE UM MOMENTO/VISÃO LINDO: NUM DIA DE SEMANA, SAIU UM SINGLE NOVO DOS SMITHS. E 99% DAS PESSOAS NA FILA ESTAVAM COM O SEU COMPACTO DEBAIXO DO BRAÇO. ERA A CULTURA DA MUSICA/SINGLE DA SEMANA. HJ, NO LUGAR DESTA VIRGIN, AGORA É UMA PRIMARK, LOJA DE ROUPA BARATA.



DEPOIS DA PRIMEIRA, VOLTEI VARIAS VZS A LONDRES, ONDE ESTAVAM AS MELHORES LOJAS DE DISCOS QUE JÁ CONHECI. FORA DO CIRCUITO OXFORD, ESTAVA (E AINDA ESTÁ) A ROUGH TRADE, EM NOTTING HILL GATE (ESTA, MAIS MODESTA); E, ALI, NUMA ESQUINA DA OXFORD, FICA A BERWICK STREET (ONDE OASIS FEZ A FOTO DE CAPA DE SEU SEGUNDO ÁLBUM), ONDE CADA PORTA AO LADO, É UMA LOJA DE DISCOS DIFERENTE (INCLUSIVE, NOS POROES), PARA TODOS OS GOSTOS (REGGAE, SOUL, BLUES, DANCE, TECHNO, DISCO, ROCK ETC). HJ EM DIA, QUASE TODAS FECHARAM. MAS AINDA RESISTEM ALGUMAS, EM VERSÕES MENORES. DETALHE: APESAR DA CHEGADA DO CD, AS LOJAS INGLESAS JAMAIS DEIXARAM DE VENDER VINIS. HJ EM DIA, ATÉ NA REDE DE SUPERMERCADOS TESCO, P EX, VC ENCONTRA AS BOLACHAS MAIS POP.



TAMBÉM NO FIM DOS 80S, CONHECI LOS ANGELES. E LOGO NO PRIMEIRO DIA, FUI A TOWER DA SUNSET, CLARO. QUE MANÉ HOLLYWOOD WALK! OS CDS JÁ ESTAVAM CHEGANDO. E VINHAM NAQUELAS CAIXAS IMENSAS, PARA CHAMAR A ATENÇÃO, JÁ QUE OS VINIS, POR SI SÓ, JÁ ERAM BELOS CHAMARIZES. COM O TEMPO, AS CAIXAS SUMIRAM, PQ GASTAVAM MUITO PAPEL PARA FAZE-LAS. E OS VINIS, TBM. NOS EUA, ELES QUASE ACABARAM DE FATO. RESISTIRAM POR UM TEMPO NA TOWER DA LAFAYETTE, EM NOVA YORK, E SEMPRE TIVERAM SEU CANTINHO NAS VIRGIN (QUE, HJ, NAO EXISTEM MAIS EM NYC). ATÉ A ASCENÇÃO DA CALIFORNIANA AMOEBA (QUE ERA UMA LOJINHA VOLTADA PRA GALERA UNIVERSITÁRIA DE BERKELEY, E HOJE TEM DUAS MEGASTORES, UMA EM SAN FRANCISCO, OUTRA EM LOS ANGELES), OS EUA TINHAM POUCOS LUGARES QUE VENDIAM VINIS. HJ EM DIA, É MAIS FÁCIL VC ACHAR UM DISCO NA LOJA DE ROUPAS URBAN OUTFITTERS DO QUE ENCONTRAR UMA LOJA ESPECIALIZADA (OUTRAS CADEIAS, COMO A TOWER, TBM COLAPSARAM, COMO A SAM GOODY E FYI). EM MANHATTAN, PARA ACHAR DISCOS MAIS ESPECÍFICOS, VC TEM QUE IR A OTHER MUSIC -- IRONICAMENTE, DO OUTRO LADO DA RUA, ONDE FICAVA A MAIOR TOWER DE NYC. MAS, PEGANDO O METRÔ E ATRAVESSANDO O HUDSON, HÁ A PRIMEIRA ROUGH TRADE AMERICANA, NO BROOKLYN. GRANDE, COMO É TUDO NA AMÉRICA, EM COMPARAÇÃO COM SUAS IRMÃS INGLESAS.



E AI, VOLTAMOS A TOWER. O DOC MOSTRA COMO A LOJINHA, QUE COMEÇOU EM SACRAMENTO (CAPITAL DA CALIFÓRNIA; NÃO, NÃO É LOS ANGELES), CRESCEU EM SAN FRANCISCO, NOS 70S, E APARECEU EM LOS ANGELES (A DA SUNSET, ERA FREQUENTADA PELOS ROCK STARS, ELTON JOHN BATIA PONTO LÁ, TODA SEMANA), EXISTIU 30 ANOS NUMA BOA, ATÉ QUE NOS 90S, TEVE PLANOS DE EXPANSÃO, ABRIU EM LONDRES (EM PICADILLY CIRCUS), EM TODA A PARTE (TINHA UMA MEGA LOJA, LINDA, EM BUENOS AIRES) E SE ESTABELECEU COMO UMA MARCA MUNDIAL. COM A CHEGADA DOS CDS REGRAVÁVEIS E DO MP3, A TOWER QUEBROU (AS FILIAIS CONSUMIRAM TODO O SEU CAPITAL, NAO DEVERIAM TER SAIDO DOS EUA). HJ, RESTARAM UMA DUZIA DE LOJAS NO JAPÃO, ONDE UM GRUPO LOCAL COMPROU O USO DO NOME, E UTILIZA AS MESMAS SACOLAS AMARELAS, COM LETRAS VERMELHAS. PARA O LANÇAMENTO DO DOC, A LOJA DA SUNSET (ATE HJ FECHADA, EXATAMENTE COMO ESTAVA), FOI REABERTA E O LOGOTIPO MAIS UMA VEZ BRILHOU EM SEU LETREIRO. PARECE, QUE VÃO TOMBAR O PRÉDIO.



*AQUI, TIVEMOS LOJAS BACANAS, COMO A MODERN SOUND/RJ, P EX, MAS NEM SE COMPARAM COM AS VIRGIN, HMV E TOWER. ERA COMO SE SARAIVA MEGASTORE OU FNAC, P EX, SÓ VENDESSE DISCOS (BEM, TBM LIVROS E CAMISETAS). AGORA, SÃO APENAS LEMBRANÇAS NA MEMÓRIA DE QUEM SEMPRE AMOU A MUSICA. GIVE THE GIFT OF MUSIC.

NA CIDADE

NOVEMBERINAS:

Teatro Odisseia 26 - Vanguart / Ariella

Teatro Rival 22 – Rival Rebolado 23 – Nelson Sargento 25 – Festa Batmakumba: Abayomy 30 - Festival Norueguês: Sondre Lerche / Greni

Teatro Riachuelo 22 – Golden Boys

Coordenadas Bar (Botafogo) 05, 12, 19 e 26 – Pedro Baby & Convidados 21 - Sérgio Rocha Blues Band: Homenagem a Celso Blues Boy Estúdio Fórum (Botafogo) 24 - Sexta Infame: PxExNxE (COL) / Blaspherion / Lástima / Baga

Solar de Botafogo 24 - Kosmus / Aura / Psilocibina 29 – Gabriel Calisman

Theatro Net Rio 27 -  Alessandra Verney  29 – Silva Canta Marisa Monte 

Blue Note 22 - Lina Nyberg (SUE) – Participação: Ilessi (22h30) 23 – Quarteto do Rio & Roberto Menescal – Participação: Joyce & Wanda Sá & Pedro Miranda (20h) 23 – Insula (22h30) 24 e 25 - Kenny Garret Quartet  29 e 30 - Ed Motta: Baile do Flashback

Sala Baden Powell 22 – Doralyce & Maracutaia 25 - Augusto Martins & Paulo Malaguti 26 - João Carlos Assis Brasil & Carlos Navas

Teatro da UFF (Niterói) 24 a 26 – MPB – a Era dos Festivais: Soraya Ravenle & Edu Krieger & Marcelo Caldi & Fabiano Salek & PC Castilho

Planet Music (Cascadura) 25 - For Annie / Ollie / Colorado / Visceral Fear

Imperator 23 – Humberto Gessinger: “A Revolta dos Dândis – 30 Anos” 24 – Cidade Negra Canta Gilberto Gil 25 – Terraço do Imperator: Forró Lánalaje: Trio Ventura / DJ Edna Carvalho 25 – Paulinho Moska 26 - Fafá de Belém (com Manoel & Felipe Cordeiro): Guitarradas do Pará 28 – Coral Imperator

Centro de Referência da Música (Tijuca) 23 – Felipe Adetokunbo 24 – Nina Rosa & Thiago Kobe 25 – Rodrigo Maranhão & Pretinho da Serrinha 29 – Joyce Cândido Canta Elis Regina  30 – Michel Taski

Aparelho (Centro) 18 - Second Come 24 - Felipe Zenicola / Marcos Campello / Lucas Pires  Motim (Centro) 24 - Gragoatá / Vitor Milagres / Daniel Villares

Quintas no BNDES 19h - grátis 23 - CDR Style 30 - Sergio Santos

Teatro Glauce Rocha (Centro) 23 - Alice Passos & Maurício Carrilho  30 - Olivia & Francis Hime Museu de Arte do Rio 24 - Sarau do Alemão / Rincon Sapiência

BRASIL EM TRANSE: Com curadoria de Ismail Xavier e coordenação da Sociedade Amigos da Cinemateca, em parceria com a Cinemateca Brasileira e o Cinusp, esta Mostra reúne mesas de debate e exibição de filmes que acontece de 16 de novembro a 1º de dezembro, em São Paulo. CINEMATECA BRASILEIRA

Circuito SESC 24 - Niterói: De Leve (19h - R$ 20) 25 - Madureira: De Leve (17h - R$ 20) 25 - Ramos: Cassiano & Trio Beija Flor (17h - grátis) 25 - São Gonçalo: Bebeto (17h - R$ 20) 26 - Madureira: Dorina (17h - grátis) 26 - São Gonçalo: De Leve (19h - R$ 20) 29 - Tijuca: Marcelo D2 & SambaDrive (19h30 - R$ 20) 30 - Tijuca: De Leve (20h - R$ 20) ______________________________

MIXX: 25 – Qinho - Ahlma.CC / Leblon 25 - AcaraJazZ: Bondesom / Juliana Linhares / Doralyce – Rio City Lab / Santo Cristo 26 - Alaska (SP) / Hover / Whipallas – La Esquina / Lapa 26 - Cervical / Mari & The GoodFellas / Facing Fear – Calabouço / Vila Isabel 29 - Baculeju da Sandra de Sá – Teatro Glaucio Gill / Copacabana

as dinamarquesas do grupo WE LIKE WE, são o destaque internacional na abertura da 5º edição do Festival Música Estranha em São Paulo.

Abertura da exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”, no dia 1º de novembro. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

Alexandra Jackson no Blue Note dia 28/11 (terca).   Alexandra é uma cantora americana que esta lançando EP, “Legacy & Alchemy”, dedicado à canção brasileira com standards da MPB .  O show tem participação de Pretinho da Serrinha.

#BLAZEYOURSELF @ Rooftop 5 Data: 25 de novembro, sábado – a partir das 17 horas até meia noite Local: Rooftop 5 – Rua Coropé, 88 - Pinheiros, São Paulo - SP, 05426-100 Atrações: Selvagem, Jaloo e Tropkillaz Entrada gratuita mediante cadastro e confirmação no site, limitada a 500 pessoas

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

“Piano, Voz e Jobim” Augusto Martins e Paulo Malaguti Pauleira   _ Homenagem aos 90 do maestro brasileiro _ Sala Baden Powell, sábado 25.nov (sáb), às 21h

FICI 2017 O Festival Internacional de Cinema Infantil, que acontece no Rio de 24 a 3 de dezembro, exibirá, na edição deste ano, 120 filmes de 25 países, entre animações, curtas, médias e longas-metragens. confira a programação.

O espetáculo “Kid Morengueira – Olha o breque!” homenageia Moreira da Silva (1902 – 2000), o cantor que popularizou o samba de breque, tornando-se um ícone da música brasileira. O samba permitiu a ele criticar, sempre com muito bom humor, os poderosos com seus desmandos, os malandros que conheceu na noite, e os compositores que ajudou a tornar conhecidos. A peça estreia para uma curta temporada no Teatro I do Sesc Tijuca - de 03 de novembro a 03 de dezembro, de sexta a domingo, sempre às 20:00.

Após o sucesso da temporada nos meses de abril e maio desse ano, que passou por sete cidades brasileiras e esgotou em todas as praças, o espetáculo “STOMDUP” de Tom Cavalcante volta para novas apresentações no Rio de Janeiro (dia 01 de novembro, no Teatro Bradesco Rio); Natal (dia 30 de novembro, no Teatro Riachuelo); Fortaleza (dia 01 de dezembro, no Teatro RioMar Fortaleza).

SOLID ROCK: a participação da banda Lynyrd Skynyrd no Solid Rock (Curitiba, Pedreira Paulo Leminski, dia 12/12; São Paulo, Allianz Parque, dia 13/13; e Rio de Janeiro, Jeunesse Arena, dia 15/12) acaba de ser CANCELADA por motivos pessoais da banda. No lugar, Cheap Trick será a banda que fará parte do lineup, junto do Deep Purple e Tesla. Mais informações sobre devolução de ingressos serão divulgadas em breve.

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers