Pages

Monday, April 28, 2008

HEAVY METAL!


HJ À NOITE ROLOU UMA CABINE DE LUXO DE "IRON MAN", PQ FOI NO KINOPLEX DO LEBLON EM VEZ DE NUMA SALINHA DA DISTRIBUIDORA, EMBORA NÃO ACHE AQUELAS SALAS GRANDE COISA (SOU MAIS O ARTEPLEX). DIRETO AO VEREDITO? THUMBS UP!


COM UM DETALHE: O FILME DEVE TUDO A ROBERT DOWNEY JR. SENÃO, SERIA APENAS UM BOM FILME B. COM DOWNEY JR O FILME GANHA CREDIBILIDADE E UM INTÉRPRETE PERFEITO PARA TONY STARK. EM CINCO MINUTOS VC ESQUECE QUE ELE É UM TIPO DE FICÇÃO. RDJR TEM O OLHAR PERFEITO DE UMA PESSOA VIVIDA, O OLHAR DO BEM E DO MAL (STARK É UM PLAYBOY QUE VENDE ARMAS DE GUERRA, NÃO É NENHUM BOM SAMARITANO), BEBE, FUMA E PEGA MULHER A RODO.


A TRAMA ATUALIZA BEM OS LANCES DE GUERRA FRIA DOS QUADRINHOS PARA OS DIAS DE HOJE E USA DA TECNOLOGIA SEM EXAGERAR NO CGI (QUE FOI O QUE FEZ DE TRANSFORMERS UM FILME APENAS BORE E BARULHENTO). NENHUM FÃ DO HERÓI OU DE QUADRINHOS VAI SE DECEPCIONAR. O FILME É REALMENTE BACANA...

ATENÇÃO: NO FIM DOS CRÉDITOS ROLA SIM UMA CENA COM NICK FURY DA S.H.I.E.L.D. (SAMUEL L. JACKSON!). NA SESSÃO QUE VI, O MALDITO PROJECIONISTA SIMPLESMENTE A CORTOU!!!
Saturday, April 26, 2008

ENCALHE CULTURAL

HOJE CEDO RECEBI O EXTRATO DA EDITORA RECORD REFERENTE AO LIVRO DO "RIO FANZINE". ALGUÉM AÍ SABIA QUE ELE EXISTIA? ALGUÉM AÍ JÁ O LEU? BOM, SEJA COMO FOR, NO EXTRATO DIZ QUE SÓ RESTAM 431 UNIDADES (EU MESMO SÓ TENHO UM) E QUE TO DEVENDO GRANA PRA EDITORA (R$ 62). COMO ELE NÃO SERÁ MAIS REPRINTADO, JÁ QUE FOI UM ESTRONDOSO SUCESSO DE VENDAS (SERÁ QUE O NOME RIO ATRAPALHOU AS VENDAS NO RESTO DO PAÍS OU É PQ N SAIU NA TV?), A QUEM INTERESSAR POSSA, ESSA É A ÚLTIMA CHANCE. COMO NÃO SE ACHA MAIS NAS LIVRARIAS, VI QUE NO SITE AMERICANAS.COM ELE ESTÁ EM PROMOÇÃO. DE: R$ 34,90 POR R$ 25,90 ECONOMIZE: R$ 9,00. JÁ NA SARAIVA, CASO VC PREFIRA, CUSTA R$ 36,00. E NO SITE DA FNAC, TÁ CUSTANDO R$ 32,00. NO SUBMARINO TÁ AINDA MELHOR: R$ 25,20 ou 2X sem juros de R$ 12,60 NO CARTÃO. E LÁ TEM TBM O CD DO RIO FANZINE (ESSE, RARIDADE TOTAL), POR ESTRANHOS R$ 27,90 (ERA $ 28!!!). É O ÚNICO LUGAR DO UNIVERSO QUE TEM ESSE CD.

DO QUE SE TRATA O LIVRO? É UM APANHADO DE MATÉRIAS E ENTREVISTAS PUBLICADAS NA COLUNA AO LONGO DE 18 ANOS. TEM DESDE PAPOS INTERGALÁTICOS COM SPACE GHOST E ODERUS URUNGUS DO GWAR, ATE COBERTURAS DOS PRIMEIROS SHOWS NO BRASIL DOS RAMONES, ECHO & THE BUNNYMEN, P EX, E O LANÇAMENTO DE BANDAS DO UNDER CARIOCA COMO GANGRENA GASOSA, PLANET HEMP E O RAPPA, ENTRE OUTRAS. NÃO TEM FIGURAS COLORIDAS PARA LOURAS NEM LETRAS GRANDES PRA ILETRADOS, É PRA QUEM GOSTA DE LER E SABER QUE, ANTES DA MTV BRASIL E DA INTERNET, ERA ALI QUE APARECIA O QUE ROLAVA NO MUNDO ALTERNATIVO NACIONAL E INTERNACIONAL. MAS, COMO A GENTE AQUI NÃO TEM MEMÓRIA MESMO (E TEM GENTE QUE ATÉ HJ ME PEDE, EM VEZ DE PROCURAR PRA COMPRAR, QUE É O QUE EU FARIA), GERAL JAMAIS FICARÁ SABENDO...
Wednesday, April 23, 2008

HOLD´EM!


SABE O JARED LETO, QUE FAZIA O NAMORADINHO DISLÉXICO DE ANGELA CHASE EM "MY SO-CALLED LIFE"? POIZÉ, APESAR DE TER UMA BANDA SEMI-EMO (?), 30 SECONDS TO MARS (OU ALGO QUE O VALHA), ELE AINDA ATUA NAS HORAS VAGAS. E MEIO QUE BANCOU UM FILME ALTERNATIVO CHAMADO "CHAPTER 27", NO QUAL ENCARNA O PSICOPATA ASSASSINO DE JOHN LENNON, MARK DAVID CHAPMAN. O QUE CHAMA A ATENÇÃO NA PARADA É QUE LETO NÃO TEM O "FÍSICO DE RÔLA" PRO PAPEL, JÁ QUE NÃO É GORDO. MAS ELE VIROU GORDO À BASE DE UMA DIETA DE DOMINO´S PIZZA. COMPAREM NA FOTO ACIMA. O FILME? É VÍVEL. BASEADO NUM LIVRO FEITO EM CIMA DE DEPOIMENTOS DO CHAPMAN NA CADEIA PARA UM JORNALISTA. BASICAMENTE É A NARRATIVA DOS TRES DIAS QUE ELE PASSOU EM NOVA YORK, ATÉ QUE, EM 8 DE DEZEMBRO DE 1980, ELE APAGOU O EX-BEATLE, QUE LHE DERA UM AUTÓGRAFO HORAS ANTES.

INSPIRADO POR HOLDEN CAUFIELD, O PROTAGONISTA DE "CATCHER IN THE RYE". SÓ NA MENTE DO MALUCO HÁ TAL CONEXÃO (DAÍ OS TRES DIAS EM NY, QUE HOLDEN PASSA NO LIVRO, TBM EM DEZEMBRO). ELE TBM TINHA FASCINAÇÃO POR WIZARD OF OZ. E, CLARO, ERA RELIGIOSO, DAQUELES QUE INTERPRETAM A BIBLIA E CRÊM NO DEMONIO (LENNON MORAVA NO DAKOTA, O PRÉDIO DE "ROSEMARY´S BABY"). NO FILME ESTÁ TBM A LINDSEY LOHAN, QUE, QNDO NAO TÁ DETONANDO, É UMA ATRIZ INTERESSANTE. E O MAIS BIZARRO: O NOME DO ATOR QUE FAZ LENNON (MAIS PELA VOZ DO QUE PELO FISICO EM SI) É... MARK L. CHAPMAN!!! E PQ O NOME DO FILME É CAPITULO 27? PQ O APANHADOR NO CAMPO DE CENTEIO TEM 26 CAPÍTULOS...
Monday, April 21, 2008

outono para hitler

Não sou fã de musicais, até pq, para ver os que prestam, tem que ir na broadway de ny ou no west end londrino para ver uma boa montagem (e pagar caro por isso). mas, aos poucos, eles estão chegando por aqui. em são paulo, onde existem dois teatros prontos para eles (aqui, em breve teremos o novo casa grande com "a noviça rebelde"), várias peças gringas já passaram por lá. em geral, a cafonália brega (redundancia?) do mega kistch andrew lloyd webber (teriam q me pagar pra ver cats, missa saigon e outras baboseiras do camarada, argh!) é que impera, pq é mais popularesco, no sentido mais baixo desse termo.

mas abri exceções para dois titulos da comédia que aprecio: vi "spamalot" em ny pq sou fã do monty python (e a peça é fiel até o possivel ao genial filme "em busca do cálice sagrado"); e, agora, resolvi arriscar vendo "os produtores", baseada em filme/peça de mel brooks, que foi o cara que me fez descobrir e apreciar a sátira através de "jovem frankenstein". depois é que vi o filme, que veio primeiro, e que inspirou o musical, "primavera para hitler". veredito? a peça em cartaz no vivo rio é melhor que o filme recente de cinema, mas, claro, não barra o filme original (que nem era musical). principalmente pelo trio de atores: miguel falabella, vladimir brichta (que nunca tinha visto mais magro) e juliana paes (que me assustou antes, ja q não é loura, nem grande como a sueca ulla, no cinema, uma thurman). mas a morena manda bem.

o trio convence. a produção é ok (os cenários dão pro gasto), mas a qualidade de som no vivo rio, como sempre, prejudica, embolando vozes com a orquestra, sem contar as falhas nos mics sem fio dos atores. e, apesar da qualidade do texto original, que ganhou um molho local, o que rouba a cena é um monólogo do falabella (que faz um max bielynstock meio caco antibes) logo após o intervalo, feito especialmente para entreter a platéia local. foi a parte que mais ri, o que mostra que o cara daria um excelente comediante stand up. soube lá, no dia, que a próxima comédia musical que vai aportar no brasil é "hairspray", primeiro em sp, em setembro. essa tbm verei, ja que sou fa do filme do john waters, achei boa a refilmagem e nao consegui ver na broadway.
Sunday, April 20, 2008

Blinded by Hercules

A letra (e o clipe) do single do semestre, "Blind", de Hercules & Love Affair, na voz de Antony Hagerty:


As a child, I knew
That the stars could only get brighter
And we would get closer
Get closer
Oooooh

As a child, I knew
That the stars could only get brighter
That we would get closer
Get closer
Leaving this darkness
Behind

Mmmm-mmmm
Oooooooh

Now that I’m older
The stars should lie upon my face
When I find myself alone
Find myself alone
Oooooh

Now that I’m older
The stars should lie upon my face
And when I find myself alone
I feel like I
I am blind

Feel it
Feel it
Feel it
Feel it
Like I am blind
I am blind

I wish the stars could shine now
For they are closer
They are near
But they will not present my present
They will not present my present

I wish the light could shine now
For it is closer
It is near
But it will not present my present
It makes my past and future painfully clear

To hear you now
To see you now
I can look outside myself
And I must examine my breath and look inside
Ooooooh

To see you now
To hear you now
I can look outside myself
And I must examine my breath and look inside
Because I feel blind
Because I feel blind

I feel it
I feel it
I feel it
Like I
Like I’m blind
Ooooooh
The movie will
Mmmm, and feel it
Oooooh, I feel it


Saturday, April 19, 2008

Fala, garoto!


Fechando o ciclo de programas de falação que valem à pena serem vistos, por fim, mas não por último, vem o que considero o melhor de todos: "Real time with Bill Maher", que o HBO Plus exibe nas madrugas de sexta para sábado (geralmente passa no slot da 1am). Não é exatamente um talk show convencional, mas um resumo político da semana com algum bom humor. É alguns pontos acima do similar do Jon Stewart, que passa na CNN e tbm no canal Sony, pq, como está no HBO, Maher tem total liberdade de expressão, podendo falar o que quiser e do que quiser, o que Stewart, em tese, não pode. Após uma abertura de praxe, com aquelas falas de humor de sempre, ele passa para um entrevistado ao vivo, por satélite, e logo depois entra uma bancada de convidados, que geralmente reunem um ou dois políticos e uma personalidade (essa semana quem esteve lá foi Jason Alexander, o Costanza de "Seinfeld") e termina com uma lista de coisas ridículas da semana, o new rules (pode/não pode).

Mas é no debate que o show pega fogo. Como nada que temos na TV daqui (talvez só o Roda Viva da Cultura e o Canal Livre da Band cheguem lá longe de distancia), a política americana é discutida de uma forma clara e objetiva, com os debatedores quase chegando às vias de fato. É lindo ver a democracia funcionando plena quando um conservador ferrenho (semana passada era uma linda e jovem negra da CNN) é posto ao lado de um democrata eloquente (teve um tipo lá que era meio Paulo Francis, hilariamente cruel e sarcástico). E aí a maior diferença para o que vemos aqui: não só eles tratam de qq tema sem censura ou saia-justa, como um deixa o outro falar e se expor antes de cair matando. Bem diferente dos energumenos de Brasilia e da imprensa chapa branca que temos por aqui. Se o Lula tivesse um camarada como o Maher comandando um programa parecido no Brasil, mandava prender ou tirar do ar com alguma desculpa esfarrapada (nem queira saber o que Bill fala do Bush e da própria nação americana, sem gratuidade). Como o assunto não se esgota em 60 minutos, o papo continua online no site da HBO por mais uma hora. Acho q o BR só vai ser um país de primeira linha quando a gente puder ter na TV daqui algo do tipo. Inteligência em seu mais alto grau, sem babaquice.

CARNE!

*clique no cartaz para detalhes...
Friday, April 18, 2008

Comendo grama pela raiz

ANO PASSADO, EU TINHA BAIXADO TODA A PRIMEIRA TEMPORADA DE "PUSHING DAISIES", MAS ACABEI VENDO SÓ O PILOTO, POR FALTA DE TEMPO. CONFESSO QUE ATÉ ACHEI O PILOTO LEGAL, MAS NADA DO OUTRO MUNDO. BARRY SONNENFELD, O CARA QUE FEZ OS DOIS FILMES PARA CINEMA DA FAMILIA ADDAMS, QUE ASSINA A CRIAÇÃO, PRODUÇÃO E DIREÇÃO DA SÉRIE, SE MOSTRA UM DISCÍPULO BEM APLICADO DE TIM BURTON, MAS NÃO TEM O TOQUE DE GÊNIO. CONTUDO, ASSISTINDO AOS DEMAIS EPISÓDIOS, FUI GOSTANDO MAIS DA SÉRIE, QUE TÁ PASSANDO AQUI TODA QUINTA, ÀS 21H, NO WARNER CHANNEL. É CURIOSA A HISTORIA FANTASIOSA DO CONFEITEIRO QUE TEM O DOM DE, COM UM TOQUE, TRAZER OS MORTOS DE VOLTA À VIDA, MAS, COM OUTRO TOQUE, OS MATA PARA SEMPRE. NA VERDADE, ELE SÓ REANIMA O CADÁVER POR UM MINUTO. PARA MAIS DO QUE ISSO, ALGUÉM PRÓXIMO TEM QUE EMPACOTAR. FOI O QUE ELE FEZ COM A MÃE E A NAMORADINHA DE INFANCIA, A RADIANTE CHUCK (A QUAL ELE NÃO PODE BEIJAR, NEM TOCAR, SENÃO ELA MORRE DE VEZ). É TUDO ONÍRICO E BASTANTE DELIRANTE, NUMA REALIDADE COLORIDA, MEIO RETRÔ-FUTURISTA, E PARALELA DA NOSSA, QUE TBM LEMBRA OS FILMES DA DUPLA FRANCESA JEUNET/CARO (AMELIE POULAIN) *o nome da série, em bom português, significa comer capim pela raiz, estar morto...
Tuesday, April 15, 2008

GO, SPEED RACER, GO!





Tomara que os irmãos Wachowski (Matrix) não nos decepcionem. O junket do filme será aqui no Rio, com atores e diretores presentes...

*clique nas imagens para alta resolução.

Sunday, April 13, 2008

Mais filmes...


...vistos recentemente, a trabalho ou a lazer:

*Beowulf: nao consegui ver no 3D, acabei vendo em DVD. Apesar de ter roteiro do neil gaiman (sandman) é same old same de fantasia & espada. ok tecnicamente, mas meio bore. **

*Penelope: um conto de fadas romantico a la tim burton sobre uma garota que tem um nariz de porco como maldição. Pros fãs de Christina Ricci e bizarrices (as me). Gostei. *** 1/2

*The bank job: filme de roubo a banco baseado em fatos reais ocorridos em 1971 em Londres. A trama é muito mais do que isso. Rápido e cool, como o Jason Statham. ****

*Untraceable: psicopata usa a internet para transmitir mortes ao vivo, que depende dos hits dos curiosos pra acontecerem mais rápido. Melhor que os últimos saw. ** 1/2

*One missed call: versão americana (mais uma!) pro pior terror oriental recente. No comments. #

*1oo million bc: dinossauro cai em maquina do tempo e vai parar em los angeles! filme amador que dá até vergonha de ver, pelos efeitos e atuações. mas é melhor que 1000 bc. *

*Drillbit Taylor: o pior filme a sair da fábrica de produção do judd apatow (40 yr old virgin, knocked-up, superbad!). no fun. 1/2

*Superhero movie: mais uma daquelas paródias que os americanos já fizeram bem e hj perderam a mão. Mistura spiderman, batman, x-men etc. é melhor do que Epic Movie e os ultimos scary movie (cujo primeiro foi bom), mas nada demais. * 1/2

*além do 21, comentado em post abaixo, que dá pro gasto...


Saturday, April 12, 2008

Pega o emo!

Ultimamente vem ocorrendo várias demonstrações de intolerancia e preconceito contra os emos. é fato que a maioria merece uns sustos pq pagam pra vacilar (rs), mas nada como o que vem rolando aqui e na vecindad. No mexico, grupos de headbangers e skins esperam os emos sairem de shows pra encher a turma de porrada. No chile, onde os emos são chamados de pokEMOns, o pau também come. Bem como na periferia de sp, quando os carecas repetem o que faziam contra os punks no passado, espancando quem tem pinta de emo sem pena.

Isso me lembra a minha adolescencia, qndo eu tbm sofria preconceito so por andar no visual. ja tomei ovo e pega de playboy por conta de meu look punk. et é viado era o minimo q ouvia. em sampa, vivi uma experiencia digna do cerco dos indios contra os pioneiros. na saida de um show do ira e inocentes no ruth escobar (que fica num lugar tipo o bairro peixoto aqui no rio, que é meio que fechado no meio de copa), carecas e headbangers cercaram todas as ruas em volta pra porrar tudo o q fosse punk. o pau comeu e me escondi embaixo de um carro pra escapar, pq la neguinho dava facada e tudo. O diferencial é q valia a pena passar sufoco pelo punk, havia algum tipo de bandeira politica e atitude nisso. já o emo, o q tem além do visual (e das bandas ruins de chorar)?
Thursday, April 10, 2008

Winner winner, chicken dinner!


É o lema de quem ganha na mesa de blackjack (21) em Las Vegas. A frase, que diz a lenda, é de autoria de um oriental, que quebrou a banca num dos cassinos da cidade nos anos 50, é dita várias vezes no filme "21" (aqui, "Quebrando a banca"), que estréia semana q vem e vi hj cedo numa cabine. Ela significa algo como, quem ganha paga o jantar. O filme é interessante. Apesar de envolver galera e ter uma trilha sonora atual (com direito a faixa inédita do LCD, não tem aquela edição frenética MTV. Até porque, a história de um grupo de geniozinhos do MIT (Massachusetts Institute of Technology) que têm a capacidade de contar decks de cartas de baralho (sem precisar ser autistas, como o rain man) e vão faturar algum na maciota em Las Vegas, aconteceu mesmo na vida real. Isso é o ponto de maior interesse no filme, sacar os bastidores desse fato verídico. Os atores, a maioria novatos (tem o carinha de "Across the universe", mas tbm tem Kevin Spacey e a gatinha Kate Bosworth) são ok, mas a direção e condução é um tanto certinha demais, apenas narra os fatos linearmente, com direito a um final redentor, que não sei se foi realmente assim na real (google it). Seja como for, o filme é passável...
Tuesday, April 08, 2008

Sopa de pedradas

Se eu tivesse um programa de TV e muita cara de pau adoraria comandar um show tipo o "The soup" do Joel McHale do canal E! (o melhor canal pra se assistir quando não há nada para ver). Com muuuito bom humor (quase um Chelsea de calças), o cara simplesmente filtra os piores e mais bizarros momentos da TV americana (o que deve ser uma tarefa árdua, pois programa ruim é o que não falta naquela terra na TV aberta) e faz uma seleção temática pra gente, com comentários pra lá de ácidos. Tipo, há o bloco dos reality shows, dos talk shows, programas de fofoca, das novelas mexicanas, dos infomerciais e muito mais. Claro que não cabe tudo isso na meia hora do show, mas eles são organizados para aparecerem de acordo com a demanda. Como o Brasil é um país democrático e o nosso povo é liberado, é claro que um pgm como esse por aqui ia sair do ar ou logo seria processado, pois não se pode abalar a poderosa Grobo ou falar mal de ninguém com humor. Já nos EUA, um país conservador e careta, não há problema. Joel não livra a cara nem do próprio E!, que abriga programas absolutamente ruins como o das irmãs Kardashians (uma deu e todos pegaram a fama!). Passa domingo, as 16h30m, e tbm as 18h30, mas são dois pgms diferentes. Quem não tem E!, pode ver os melhores clipes no YouTube e morrer de rir.
Monday, April 07, 2008

O contrato

Casamento é um contrato. Vc tem q garantir à pessoa (e à sociedade) q vai seguir certas regras. O assunto não me interessa, pq n acredito q alguem precise disso pra amar e viver com alguém. Vivo sem contrato e, se um dia quiser fazer uma festa, será para meus amigos e com banda ao vivo e tudo. Conheço quem ja fez isso tres vzs e não aprendeu. Mas festas de casamento são um curioso exercicio de humor e antropologia social. Vc ve o qnto se gasta na cerimonia, mesmo q a grana desse pra comprar e mobiliar um bom apartamento pros pombinhos. É preciso mostrar aos outros (ou a familia do noivo) o q se tem. Geralmente as festas sao em locais cafonas com decoração de gosto duvidoso e trilha sonora ainda pior. Mesmo q o casal seja jovem, o DJ manda as mesmas musicas de sempre, breguices dos ultimos 40, 50 anos, tudo mal mixado. Tem o módulo gay de lei (village people, disco divas etc), o good times 98, o rock das antigas, e, no finalzinho, com todo mundo bebado, rolam os piores funks do momento (bom pra ver os mais sérios pagarem mico). Nada de um rock/pop mid-back, que tenha a ver com a idade dos presentes, parece que a seleção foi feita pelos avós destes. E, o q nunca entendi, usam "New york, ny", do Sinatra, pra se dançar coladinho, mas a música sequer é romântica, fala de uma pessoa q tenta vencer na vida em Manhattan, é até meio dramática. Nunca entendi isso. Sinatra tem musicas (milhares) mais a ver com o momento. Daí, rola aquele olhar de "será q to fazendo a coisa certa?", na cara dos noivos. Se forem muito novos, vao pensar: po, to deixando de transar com varias pessoas que tava a fim e q estão aqui. E ai, até rolam os casos que acabam com os casórios meses depois. É tudo meio patético. Pra quem ve, o lance é beber o que der e depois cair na farra e, quem sabe, faturar uma dama de honra atrás das cortinas. A síntese disso está no sensacional filme "Cerimonia de casamento!", do Robert Altman. Está tudo dito ali...
Sunday, April 06, 2008

Omega man

O herói das telas de minha geração foi Harrison Ford. Afinal, o cara encarnou, em sequência, três dos melhores heróis de ação de todos os tempos (bom, mais ou menos, já que os tipos eram meio duvidosos): Han Solo, de star wars; Rick Deckard, de blade runner; e Indiana Jones! Mas, antes de Harrison, outro astro do cinema encarnou uma série formidável de heróis, estes mais dentro da categoria: Charlton Heston. Durante mais de 20 anos, o camarada fez todo o tipo de heróis míticos ou másculos. Foi o judeu perseguido em "Ben-Hur", o profeta Moisés dos "Dez mandamentos", o último homem da terra em "The omega man", e mais uma série de machos valentes em filmes como "Pânico na multidão", "Aeroporto 75", "Soylent green", "El Cid" e um bocado de outros. Mas, pra mim, Charlton Heston será sempre lembrado como o astronauta Taylor na série de cinema "Planeta dos macacos" (fez os dois primeiros). A clássica frase no filme original, "Tire essas patas sujas de mim seu macaco miserável", jamais será esquecida pelo menino que viu isso na TV e ficou bastante impressionado. Se ele era membro da NRA, que defende o uso de armas nos EUA (sou contra) era direito dele. No fim, aos 84, uma doença degenerativa tipo Alzheimer fez mais estrago. R.I.P.
Saturday, April 05, 2008

Só vou pra cama com ela

Há muito deixei de ver talk shows. O do Jo não vejo ha mais de dez anos, pq o cara nao deixa o outro falar e só se auto-promove. O do Letterman as vzs é um bocado imbecil, só aquela troca de favores, vale mais pela banda do dia (que nem sempre tem). Mas aí apareceu o da Chelsea Handler no improvável canal E! Como Jo e Letterman, ela é comediante. Como Letterman, judia. Como nenhum destes, mulher, desbocada e que não faz média nem puxa o saco do entrevistado (nota-se q sequer ela segue o q esta nos cartões de perguntas, improvisa geral). Pelo contrário, ate os deixa em saia justa. Foi hilariamente constrangedor quando ela entrevistou as garotas da Playboy Mansion, mandando perguntas para deixa-las confusas e fazendo papel de idiotas (sem contar que ela as chamou de putas, subjetivamente). Ou quando o obeso rapper Big Joe foi lá promover o CD "Elephant in da house", ela perguntou se o elefante era ele (rsrsrs). Sem dizer que ela, como boa comediante stand-up, se deprecia, diz a idade, passa por vagabunda, e na abertura não se avexa em detonar essa estrelinhas junkies de Hollywood. A mulher tem boca nervosa, raciocínio rápido e um radar anti-pc como a gente não ve em nenhum programa da tv americana atual, que dirá daqui, onde só energumenas jabazeiras (Lucianta Jimenez anyone?) fingem entrevistar as "celebridades". Por tudo isso, agora só vou pra cama com a Chelsea, todas as noites, às 23h, no E! (com reprises no finde)
Friday, April 04, 2008

SHARON!!!

O mais legal de ter ido ver Ozzy e Korn na Rioarena foi conhecer o lugar. Finalmente temos aqui uma arena parecida com as que existem nos EUA, para grandes shows e eventos esportivos. É quase igual a uma que fui ano passado em Tampa, Fl. A diferença é a organização e o jumbotron vagabundo (pequeno e sem tela de alta definição). Também foi meio complicado entrar no local, pq cada pessoa dava uma informação diferente e e errada. Por isso, levei uns 20 minutos até chegar na pista do show. Desde onde parar o carro até qual a porta certa para entrada de imprensa, nem os caras do estacionamento (15 contos!), nem as meninas com roupas do hsbc, nem os seguranças se entendiam quanto as direções certas. Cada um falava uma coisa, na cara do outro! Acabei indo sozinho e entrando onde achava q era e deu certo. Lá dentro, tudo certinho e limpinho, bom espaço (o mais próximo q temos aqui de um Madison Square Garden, só falta agora comparar com o novo Maracanazinho), boa acustica, facil de circular, mas acabamento fraco para aguentar show de rock. No meio do Ozzy uma grade da arquibancada em frente a saida B se soltou. Ainda bem que nao caiu ninguem, nem em cima de alguém. Uns caras (que nem tavam fazendo banging) seguraram a grade antes da queda. Ou seja, material ruim ou mal pregado, pra uma obra que custou os olhos da cara, bem além do previsto. O show? bacana, mas o q ele fez ha uns dez anos no Claro Hall foi melhor. Preferi o Korn, mais dinamico, embora o som estivesse notadamente mais baixo. Se o Maiden voltar e tocar lá, vai ser dez. Alguém vai lá ver o Rod? me not...

NA CIDADE

NOVEMBERINAS:

Teatro Odisseia 17 – Siriun / Gutted Souls / Obituary (EUA)  21 – Delain (HOL) 26 - Vanguart / Ariella

Teatro Rival 16 – Tempero Carioca 17 - Eddie 22 – Rival Rebolado 23 – Nelson Sargento 25 – Festa Batmakumba: Abayomy 30 - Festival Norueguês: Sondre Lerche / Greni

Teatro Riachuelo 22 – Golden Boys

Casa Julieta de Serpa (Praia do Flamengo) 19 - Paris Jazz & Blues: Marcio Lott & Charles Marot Trio  26 - Paris Jazz & Blues: Carol Fazu

Coordenadas Bar (Botafogo) 05, 12, 19 e 26 – Pedro Baby & Convidados 21 - Sérgio Rocha Blues Band: Homenagem a Celso Blues Boy Estúdio Fórum (Botafogo) 24 - Sexta Infame: PxExNxE (COL) / Blaspherion / Lástima / Baga

Solar de Botafogo 16 – Paulo Malaguti 22 - Andrea Dutra & Cacala Carvalho & Elisa Queirós: Salto Triplo 24 - Kosmus / Aura / Psilocibina 29 – Gabriel Calisman Audio Rebel 17 - Ostra Brains / ‎Whatever Happened to Baby Jane (ES) 18 - Os Chás / Ente 19 - Altair Martins & Widor Santiago & Marcelo Magalhães Pinto & Didac Tiago & Roberto Rutigliano: Homenagem a Miles Davis & John Coltrane

Theatro Net Rio 27 -  Alessandra Verney  29 – Silva Canta Marisa Monte 

Blue Note 16 - Didier Lockwood Trio (FRA)  17 - Antônio Carlos & Jocafi Convidam Ithamara Koorax (20h)  17 e 18 - Amaro Freitas (22h30) 22 - Banda Zil (20h) 22 - Lina Nyberg (SUE) – Participação: Ilessi (22h30) 23 – Quarteto do Rio & Roberto Menescal – Participação: Joyce & Wanda Sá & Pedro Miranda (20h) 23 – Insula (22h30) 24 e 25 - Kenny Garret Quartet  29 e 30 - Ed Motta: Baile do Flashback

Ganjah Lapa 16 - Samba Que Elas Querem 17 - Anjos de Vidro / Mara Rúbia 22 - Conterrâneos 28 – Theozin

Sala Baden Powell 18 – Boca Livre 19 - Fhernanda Fernandes - Participação: Andréa França, Clarisse Grova, Nana Kozak, Ninah Jo, Sandra Duailib 22 – Doralyce & Maracutaia 25 - Augusto Martins & Paulo Malaguti 26 - João Carlos Assis Brasil & Carlos Navas

KM de Vantagens Hall 17 e 18 – Marisa Monte & Paulinho da Viola

Praça da Apoteose 18 e 19 - DNCE / Bruno Mars

Teatro da UFF (Niterói) 24 a 26 – MPB – a Era dos Festivais: Soraya Ravenle & Edu Krieger & Marcelo Caldi & Fabiano Salek & PC Castilho

Planet Music (Cascadura) 18 - Fugindo da Realidade / De Outono / Fall Back / Visceral Fear / We Are The Revenge  25 - For Annie / Ollie / Colorado / Visceral Fear

Imperator 19 - Folakemi / Jesuton / DJ Marcello MBGroove 20 – Mariene de Castro 21 – Terraço do Imperator: Jazz Pras Sete: Pimenta Jazz Trio 22 – Marcio Gomes 23 – Humberto Gessinger: “A Revolta dos Dândis – 30 Anos” 24 – Cidade Negra Canta Gilberto Gil 25 – Terraço do Imperator: Forró Lánalaje: Trio Ventura / DJ Edna Carvalho 25 – Paulinho Moska 26 - Fafá de Belém (com Manoel & Felipe Cordeiro): Guitarradas do Pará 28 – Coral Imperator

Centro de Referência da Música (Tijuca) 16 – Magali 17 – Carlos Uzêda 18 – Ana Costa & Carrapicho Rangel 21 - Dagô 23 – Felipe Adetokunbo 24 – Nina Rosa & Thiago Kobe 25 – Rodrigo Maranhão & Pretinho da Serrinha 29 – Joyce Cândido Canta Elis Regina  30 – Michel Taski O Pecado Mora Ao Lado (Praça da Bandeira) 15 - Acidez (MEX) / Pós-Sismo / Juventude Maldita (SP) / Dissgrama  18 - Sétimo Andar / Circus / Roterdan / Pilfer

Aparelho (Centro) 18 - Second Come 24 - Felipe Zenicola / Marcos Campello / Lucas Pires  Motim (Centro) 24 - Gragoatá / Vitor Milagres / Daniel Villares

Quintas no BNDES 19h - grátis 16 - Karla da Silva 23 - CDR Style 30 - Sergio Santos

Teatro Glauce Rocha (Centro) 16 - Fábrica Orquestra  23 - Alice Passos & Maurício Carrilho  30 - Olivia & Francis Hime CCBB 18 - Madrugada no Centro: Larissa Luz - Participação: MV Bill & Caio Prado / Festas Soul de Santa, Trap'in, QXO  Museu de Arte do Rio 24 - Sarau do Alemão / Rincon Sapiência

Som no Deck T.T. Burger - Leblon 19h - grátis 16 - Os Camelos 23 - Pimenta Jazz Trio 30 - Qinho

BRASIL EM TRANSE: Com curadoria de Ismail Xavier e coordenação da Sociedade Amigos da Cinemateca, em parceria com a Cinemateca Brasileira e o Cinusp, esta Mostra reúne mesas de debate e exibição de filmes que acontece de 16 de novembro a 1º de dezembro, em São Paulo. CINEMATECA BRASILEIRA

Circuito SESC 17 - São Gonçalo: Cassiano & Trio Beija Flor (16h - grátis) 18 - Copacabana: Guilherme Pimenta Trio (16h - grátis) 19 - São Gonçalo: Monarco (16h - R$ 20) 20 - São João de Meriti: Ed Motta SOLO (16h - R$ 20) 24 - Niterói: De Leve (19h - R$ 20) 25 - Madureira: De Leve (17h - R$ 20) 25 - Ramos: Cassiano & Trio Beija Flor (17h - grátis) 25 - São Gonçalo: Bebeto (17h - R$ 20) 26 - Madureira: Dorina (17h - grátis) 26 - São Gonçalo: De Leve (19h - R$ 20) 29 - Tijuca: Marcelo D2 & SambaDrive (19h30 - R$ 20) 30 - Tijuca: De Leve (20h - R$ 20) ______________________________

MIXX: 17 – Santos – Praça XV 17 - Victor Bertrami Quarteto - Participação: Azymuth, Arthur Maia, Robertinho Silva, Kiko Continentino – Casa com a Música / Lapa 17 - Aether / Tempus Fugit – Lona Elza Osborne / Campo Grande 18 - Festival Rock no Parque: Bala N'Agulha / Dona Penha – Arena Dicró / Penha 18 - Wake The Dead Festival: Surra (SP) / Rats / Der Baum (SP) / Nove Zero Nove – Magé Futebol Clube 19 - Surra (SP) / Plastic Fire / Halé / Triunfe – La Esquina / Lapa

25 – Qinho - Ahlma.CC / Leblon 25 - AcaraJazZ: Bondesom / Juliana Linhares / Doralyce – Rio City Lab / Santo Cristo 26 - Alaska (SP) / Hover / Whipallas – La Esquina / Lapa 26 - Cervical / Mari & The GoodFellas / Facing Fear – Calabouço / Vila Isabel 29 - Baculeju da Sandra de Sá – Teatro Glaucio Gill / Copacabana

o MIMO, que chega a Olinda nesse fim de semana (17 a 19 de novembro).   É a última etapa de 2017 do festival – depois de passar por Portugal, Tirandentes, Ouro Preto, Paraty e Rio de Janeiro –, com 44 atrações gratuitas de música, cinema e educação.

Abertura da exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”, no dia 1º de novembro. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

SHOW SOBREGAL - MARCELA MANGABEIRA Dia: 16 de novembro (quinta-feira) Horário: 20h Local: Teatro Municipal Café Pequeno Endereço: Av. Ataulfo de Paiva, 269, Leblon - Rio de Janeiro, RJ Tel.: 2294-4480

50 ANOS DE CARREIRA: Antônio Carlos e Jocáfi convidam Ithamara Koorax Dia 17 de novembro (sexta) Blue Note Rio – Av. Borges de Medeiro, 1424 - Lagoa   SESSÃO: Sessão: 20 horas

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

Parque Villa-Lobos/SP recebe SlowKids em 18 de novembro     Evento gratuito busca desacelerar as crianças do universo tecnológico com um dia inteiro de brincadeiras tradicionais, teatro, literatura e música; “Kombi dos sonhos” será uma das novidades desta nona edição

MOSTRA DE CINEMA ARGENTINO CONTEMPORÂNEO VOLTA À CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EM SUA SEGUNDA EDIÇÃO   Histórias extraordinárias apresenta uma seleção com os melhores filmes recentes do país vizinho. Debates com cineastas e especialistas completam a programação Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro  (Metrô e VLT: Estação Carioca) Telefone: (21) 3980-3815 Data: de 07 a 19 de novembro de 2017 (terça-feira a domingo)

'Cria', novo espetáculo de Alice Ripoll no grupo Suave, traz 'dancinha', dança contemporânea e funk ao Sergio Porto/HUMAITÁ e ao Centro Coreográfico. o trabalho estreia dia 17 com 10 dançarinos em uma mistura inovadora que também traz a dança afro, o afrofunk, o passinho, contato- improvisação e linguagem teatral de 17 a 20 de novembro de 2017 Horários: Sexta-feira - 21h                 Sábado - 21h                 Domingo - 20h                 Segunda-feira - 21h

O espetáculo “Kid Morengueira – Olha o breque!” homenageia Moreira da Silva (1902 – 2000), o cantor que popularizou o samba de breque, tornando-se um ícone da música brasileira. O samba permitiu a ele criticar, sempre com muito bom humor, os poderosos com seus desmandos, os malandros que conheceu na noite, e os compositores que ajudou a tornar conhecidos. A peça estreia para uma curta temporada no Teatro I do Sesc Tijuca - de 03 de novembro a 03 de dezembro, de sexta a domingo, sempre às 20:00.

Após o sucesso da temporada nos meses de abril e maio desse ano, que passou por sete cidades brasileiras e esgotou em todas as praças, o espetáculo “STOMDUP” de Tom Cavalcante volta para novas apresentações no Rio de Janeiro (dia 01 de novembro, no Teatro Bradesco Rio); Natal (dia 30 de novembro, no Teatro Riachuelo); Fortaleza (dia 01 de dezembro, no Teatro RioMar Fortaleza).

SOLID ROCK: a participação da banda Lynyrd Skynyrd no Solid Rock (Curitiba, Pedreira Paulo Leminski, dia 12/12; São Paulo, Allianz Parque, dia 13/13; e Rio de Janeiro, Jeunesse Arena, dia 15/12) acaba de ser CANCELADA por motivos pessoais da banda. No lugar, Cheap Trick será a banda que fará parte do lineup, junto do Deep Purple e Tesla. Mais informações sobre devolução de ingressos serão divulgadas em breve.

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers