Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2007

FELIZ CHANUKÁ!!! BON ANNÉE!!!

*clique na imagem para ler a mensagem...

vidiotices

...um post leva a outro e como a gente acabou falando de programas bizarros da tv no anterior, que tal listarmos aqui alguns deles? Acho que o imbativel é o "Oportunidades" da celeste maria, uma espécie de hebe dos suburbios cariocas. Ela começou fazendo isso comprando horário na CNT, já ha mais de dez anos, e está há cinco com esse novo no canal comunitário net-rio (16). Aí, tem esse tal de tafarrel, que é mais hilário do que se fosse um quadro de hermes & renato, o tal do ayres filho (lembrei agora do sujeito, já aplica desde os 80s!), tinha o jacaré, nas madrugas da rede tv!, esse camarada do funk podreira. quando tinha directv eu pegava o programa da mama porpeta na gazeta/sp! e foi de curitiba que saiu o alborghetti, um gil gomes piorado. Q mais?

*na foto, Bob, o mendigo de meu bairro, que eu chamo de caminhante, pq ele anda paca, e, claro, não vê televisão. Sortudo (rs).

Surfando na olhota

Que o Texas é uma terra de loucos, muitos de nós sabemos (não é, Pacheco?). Por isso, só podia ter saído de lá os Butthole Surfers, uma das bandas mais dementes que já pisaram num palco neste planeta. Em algum momento do final dos anos 80 eu era louco por estes camaradas, capitaneados por Gibby Haynes, um celerado que, em vez de ir matar gente por aí, formou uma banda de rock. Os B-Surfers só faziam shows doidões, movidos a ácido e coisa pior. Tanto que, um show deles, lançado em VHS na época, se chamava Live PCPP (que é o código para pó de anjo). Reza a lenda que foi Haynes quem introduziu o ácido no maluquete Daniel Johnston. Assisti a este show em SP, no Madame Satã, numa festa cuja fila dava voltas no quarteirão, afinal, não era todo dia que se havia a chance de ve-los. Os discos tbm eram mucho locos. Parte deles nem existe em CD, pq eram lançados pela alternativa Touch&Go. Nos anos 90, os surfistas do olho do cú (nome que nem sempre era grafado na integra, por motivos óbvios)…

PQ NO ME GUSTA NAVIDAD

PQ PESSOAS QUE NEM ME DÃO BOM DIA DURANTE O ANO, PASSAM MISTERIOSAMENTE A SORRIR PRA MIM E PEDIR UMA TAL DE "CAIXINHA" # PQ AQUELA TAL "ARVORE" (QUE NAO SE PARECE COM UMA) ME IMPEDE DE DAR UM ROLE TRANQUILO EM VOLTA DA LAGOA E ATRAVANCA O TRANSITO NAS REDONDEZAS # PQ AS PESSOAS COMPRAM PRESENTES QUE NAO GOSTARIAM DE DAR E GANHAM OUTROS QUE NAO GOSTARIAM DE RECEBER (NAO ERA MELHOR CADA UM COMPRAR PRA SI O QUE TAVA A FIM?) # E ISSO TUDO POR OBRIGAÇÃO, NÃO REALMENTE POR QUE GOSTAM DE FAZER ISSO # E DEPOIS VÃO TODOS TROCAR AS TRALHAS POR OUTRAS, O QUE DÁ TABALHO E TE FAZ IR AO SHOPPING # TBM PQ, NO FIM DAS CONTAS, O TAL NATAL SE RESUME A ISSO, A UMA GRANDE FESTA COMERCIAL, GERAL NEM TEM MAIS NOÇÃO DO QUE REALMENTE SIGNIFICA A DATA # E AS MUSICAS NATALINAS, EM GERAL, SÃO MUITO CHATAS # E AS PESSOAS FICAM COM A OBRIGAÇÃO DE SEREM FELIZES # E OS QUE ESTÃO NA MERDA FICAM AINDA MAIS INFELIZES COM O CLIMA DA DATA # ENTÃO, FELIZ CHANUKA!

Muzik...stops!

Morreu há dois dias, mas só foi divulgado hj a tarde, o extraordinario compositor/maestro alemão vanguardista Karlheinz Stockhausen. Ele tinha 79 anos. E todos que gostam de mogwai, battles, godspeed, tortoise e eletronica experimental devem tributo ao camarada.

Para se ter idéia da importância do cara, basta dizer que, sem ele, o Kraftwerk não existiria, como os próprios robôs germânicos sempre afirmavam. Stockhausen começou a experimentar com a música eletrônica desde os anos 40. Por isso, quando o Kraftwerk surgiu, seus discos se encontravam nas estantes de música clássica, junto com os de Stockhausen e companhia.

Tive a chance de ve-lo na unica vez em que veio ao Brasil, nos anos 90 (trazido por jocy oliveira), quando fez uma unica apresentação na Sala Cecilia Meirelles. Antes de morrer, ainda provocou polêmica ao comentar que os ataques de 11 de setembro "foram a maior obra de arte que alguém poderia imaginar". Depois disso, ficou proibido de se apresentar em Nova York,…

WINIFRED ATWELL É O QUE HÁ!!!

SE VC NAO A CONHECE, PROCURE, EMBORA ELA JA TENHA MORRIDO HA 25 ANOS!!! PLIM PLOM PLIMK TICKLETT VRUUMM...

Você já matou?...

...uma formiguinha, por exemplo? Pensei nisso hj, enquanto caminhava pela borda da laguna, me desviando das formigas trabalhadeiras que habitam por ali. Já identifiquei quatro tipos diferentes delas, embora existam mais de dez mil espécies diferentes (vc sabia-bia-bia?). Não gosto muito de matar, voluntariamente, bichinhos ou insetos. Por mais que seja aquele besouro bizarro que entra pela sua janela, prefiro pegá-lo com um papel e zunir longe. Já baratas...
Não que eu tenha qualquer parada cármica ou espiritual com eles (não acredito nem nesses lances de reencarnação ou em paraísos póstumos), mas acho que, já que a gente tá dividindo o mesmo espaço com estes seres (que chegaram primeiro que nós na área), pq não deixá-los desfrutar mais um pouco de sua curtísisma vida? Então, libere-os.
Mas, qndo criança, vi um gatinho se afogar num barril e não pude fazer nada para evitar. Só fiquei lá, olhando uns garotos maiores (que testavam se o gato nadaria ou afundaria) fazer a parada...

Jessica vs Jessica vs Jessica

Ma babe e uma grande amiga nossa odeiam a Jessica Alba, sobretudo depois que a viram nos filmes do Quarteto Fantástico. Quando eu pergunto os motivos além deste (má atuação), enfileiram uma lista enorme. Mas a amiga, como eu, dá um voto para a Jessica Biel (essa, ma gal só sacou recentemente no filme "London"). Entre as duas Jessicas, todos só fecham com a Jessica Rabbit, mas essa é desenho animado do Roger Rabbit.

Minha opinião? Nunca "comprei" a Alba. Desde que ela apareceu naquela série fracassada, "Dark angel", que eu acho-a apenas ok. Como atriz, zero, mas como mulher, não jogava fora, claro. Aliás, o único filme dela mais aturável quase ninguém viu, "Dicionário de cama". E só. Ela me soa um bocado artificial, tipo uma garotinha teleguiada, que se garante no sorriso. Mas é um nome quente em Hollywood, garante a bilheteria dos fimes ruins que geralmente faz.

Já a Jessica Biel é breathtaking. A descobri no novo "Massacre da serra elétric…