Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

20 ANOS ESTA NOITE

Atualmente, rock virou um conceito abstrato. Tanto que dá nome a um mega festival, que pouco tem de rock no cardápio. No entanto, ele ainda existe. E esteve presente, sob a forma mutante de psicodelia e eletronica, no show comemorativo dos 20 anos do album 'screamadelica', da banda escocesa primal scream, na noite de sexta-feira, 24 de setembro de 2011, no circo voador (rj). justamente a data exata do lançamento do álbum, 20 anos atrás, no reino unido. foi um show magnifico de uma banda que ainda tem o que dizer, liderada por uma especie de filho bastardo de mick jagger, o franzino e diabolico bobby gillespie, que nunca perdeu a sua aura rocker.

Conceitualmente, 'screamadelica' é a obra sintese da geração raver pos-madchester, quando o rock alternativo encontrou a eletronica e a psicodelia (e o ecstasy), paralelo aos happy mondays e cinco minutos antes dos chemical brothers. Portanto. ele foi concebido como uma viagem lisergica, que termina justamente com 'come toge…

20 ANOS ESTA NOITE

Atualmente, rock virou um conceito abstrato. Tanto que dá nome a um mega festival, que pouco tem de rock no cardápio. No entanto, ele ainda existe. E esteve presente, sob a forma mutante de psicodelia e eletronica, no show comemorativo dos 20 anos do album 'screamadelica', da banda escocesa primal scream, na noite de sexta-feira, 24 de setembro de 2011, no circo voador (rj). justamente a data exata do lançamento do álbum, 20 anos atrás, no reino unido. foi um show magnifico de uma banda que ainda tem o que dizer, liderada por uma especie de filho bastardo de mick jagger, o franzino e diabolico bobby gillespie, que nunca perdeu a sua aura rocker.

Conceitualmente, 'screamadelica' é a obra sintese da geração raver pos-madchester, quando o rock alternativo encontrou a eletronica e a psicodelia (e o ecstasy), paralelo aos happy mondays e cinco minutos antes dos chemical brothers. Portanto. ele foi concebido como uma viagem lisergica, que termina justamente com 'come toge…

O DESTINO FINAL?

Um dos filmes de terror mais originais e assustadores da última década foi "Final destination" (aqui, 'Premonição', como tantos outros). O titulo original fazia um trocadilho com aquele aviso que vemos nos aeroportos, sobre o destino final dos voos, ja que a premonição do filme de James Wang era sobre um acidente aéreo, inspirado naquele fatidico da TWA, que aconteceu em Nova York. Nele, um jovem ve tudo acontecer, pouco antes de o voo decolar, e acaba sendo expulso da aeronave pelo tumulto que causa, levando junto com ele alguns amigos e uma professora. Ele fazia parte de um grupo de 40 alunos que iam a Paris para uma excursão educativa do colégio.

Acontece que, minutos depois, o acidente previsto acontece e o cara fica marcado como freak. No entanto, ele descobre no decorrer dos fatos, que não se pode enganar a morte, de que existe um esquema em que todos estamos encaixados e nao podemos escapar dele. Assim, os que não se foram no avião, vão tendo mortes bizarras fo…

O DESTINO FINAL?

Um dos filmes de terror mais originais e assustadores da última década foi "Final destination" (aqui, 'Premonição', como tantos outros). O titulo original fazia um trocadilho com aquele aviso que vemos nos aeroportos, sobre o destino final dos voos, ja que a premonição do filme de James Wang era sobre um acidente aéreo, inspirado naquele fatidico da TWA, que aconteceu em Nova York. Nele, um jovem ve tudo acontecer, pouco antes de o voo decolar, e acaba sendo expulso da aeronave pelo tumulto que causa, levando junto com ele alguns amigos e uma professora. Ele fazia parte de um grupo de 40 alunos que iam a Paris para uma excursão educativa do colégio.

Acontece que, minutos depois, o acidente previsto acontece e o cara fica marcado como freak. No entanto, ele descobre no decorrer dos fatos, que não se pode enganar a morte, de que existe um esquema em que todos estamos encaixados e nao podemos escapar dele. Assim, os que não se foram no avião, vão tendo mortes bizarras fo…

PJ20

No auge do grunge, ou vc era fã do Nirvana ou do Pearl Jam, as principais bandas do 'movimento'. Eu preferia a turma do Cobain do que a do Eddie Vedder, apesar do PJ ter derivado das bandas seminais que deram no grunge de Seattle, Green River e Mother Love Bone. Mas tirei um pouco de meu partidarismo depois de ver 'Pearl jam 20", que terá lançamento mundial no próximo dia 20 de setembro (terça-feira), marcando os 20 anos de carreira da banda. Nessa data, a MOBZ promove nos cinemas de todo o país a exuibição do documentário, que conta a bem sucedida trajetória da banda. O filme foi dirigido pelo nativo de Seattle e ex-jornalista de música Cameron Crowe (de rock movies essenciais como 'Singles' e 'Almost famous'). A première foi dia 11 de setembro, no Festival Internacional de Cinema de Toronto. Embora meio chapa-branca, o doc é bem mais interessante do que o recente dos Foo Fighters, que nao tem propriamente uma história para contar e gira em toro de se…

PJ20

No auge do grunge, ou vc era fã do Nirvana ou do Pearl Jam, as principais bandas do 'movimento'. Eu preferia a turma do Cobain do que a do Eddie Vedder, apesar do PJ ter derivado das bandas seminais que deram no grunge de Seattle, Green River e Mother Love Bone. Mas tirei um pouco de meu partidarismo depois de ver 'Pearl jam 20", que terá lançamento mundial no próximo dia 20 de setembro (terça-feira), marcando os 20 anos de carreira da banda. Nessa data, a MOBZ promove nos cinemas de todo o país a exuibição do documentário, que conta a bem sucedida trajetória da banda. O filme foi dirigido pelo nativo de Seattle e ex-jornalista de música Cameron Crowe (de rock movies essenciais como 'Singles' e 'Almost famous'). A première foi dia 11 de setembro, no Festival Internacional de Cinema de Toronto. Embora meio chapa-branca, o doc é bem mais interessante do que o recente dos Foo Fighters, que nao tem propriamente uma história para contar e gira em toro de se…

O RIO TÁ TRANSBORDANDO?

A questão não é mais porque amamos (e odiamos) São Paulo, como diz materia de capa da Veja Rio da semana (a enésima materia do genero), mas pq estamos passando a odiar o Rio, mesmo morando aqui. No passado, ja tive a opção de morar em SP, tenho familia la e passava algumas ferias com as tias, mais tarde passei a frequentar a paulicéia pra ver os shows que aqui nao vinham (e ainda nao vem) e, pra mim, SP é o outro lado da cidade (chega-se lá de aviao mais rapido do que a Barra de carro em dia de semana), nao vejo como rival, nunca vi. O Rio me cativa pq tem paisagem, horizonte, e tinha tbm um povo cordial e simpático. Não tem mais.

O que vejo, cada dia mais, na cidade, é gente mal educada, grossa, sem paciencia, que não sabe atender, e uma galerinha que se acha demais, mas não é nada, vive só num bairro, numa esquina. Além disso, o povo é sujo, nao obedece regras basicas de convivencia em grupo, o transito aqui fica cada dia mais caótico, aumentou o numero de veiculos, a infra nao acomp…

O RIO TÁ TRANSBORDANDO?

A questão não é mais porque amamos (e odiamos) São Paulo, como diz materia de capa da Veja Rio da semana (a enésima materia do genero), mas pq estamos passando a odiar o Rio, mesmo morando aqui. No passado, ja tive a opção de morar em SP, tenho familia la e passava algumas ferias com as tias, mais tarde passei a frequentar a paulicéia pra ver os shows que aqui nao vinham (e ainda nao vem) e, pra mim, SP é o outro lado da cidade (chega-se lá de aviao mais rapido do que a Barra de carro em dia de semana), nao vejo como rival, nunca vi. O Rio me cativa pq tem paisagem, horizonte, e tinha tbm um povo cordial e simpático. Não tem mais.

O que vejo, cada dia mais, na cidade, é gente mal educada, grossa, sem paciencia, que não sabe atender, e uma galerinha que se acha demais, mas não é nada, vive só num bairro, numa esquina. Além disso, o povo é sujo, nao obedece regras basicas de convivencia em grupo, o transito aqui fica cada dia mais caótico, aumentou o numero de veiculos, a infra nao acomp…