Pages

Tuesday, October 30, 2007

ROCK-SE!


NESTA QUARTA-FEIRA, 31 DE OUTUNRO, NO CLUBE 69 (QUE FICA EM CIMA DO BAR DEVASSE DE IPANEMA, NA ESQUINA DE PRUDENTE DE MORAES COM FARME, NA QUADRA DA PRAIA) ESTREIA A NOVA FESTA DE JOSE ROBERTO MAHR, A ROCK-SE!

EU E O TITO DA PARADISO (CASA DA MATRIZ) SEREMOS OS CONVIDADOS DA ESTRÉIA E, POR ISOS, O ZÉ ME LIBEROIU UMA LISTA DE CONVIDADOS, DE DEZ DA NOITE A UMA DA MANHÃ, QUE ENTRARÃO NA FESTA SEM PAGAR E AINDA TERÃO DIREITO A BEBIDAS LIBERADAS DURANTE O COQUETELKD E LANÇAMENTO.

MAS, PARA ISSO, OS INTERESSADOS TERÃO QUE DROPAR OS NOMES AQUI NESTE POST, ATÉ A QUARTA-PFEIRA, AO MEIO-DIA, PARA QUE EU REPASSE A LISTA PARA O ZÉ, QUE FICARÁ NA PORTA. QUEM CHEGAR DEPOIS DE 1AM PAGA R$ 15 E NAO TEM MAIS BEBIDA LIBERADA, PQ O COQUETEL JA TERA SE EN CERRADO. CAPISCE?

*os nomes nao aparecerão no post, mas quem disse que vai já está na lista, ok? a lista fecha às 16h de hj (quarta)
Sunday, October 28, 2007

tim, noite 2


JULIETTE & THE LICKS = no que pese o fato de Juliette ser uma ótima performer e recitar direitinho a cartilha dos clichês do rock, sua banda é apenas ok e as músicas são monótonas e parecidas com o rock farofa dos anos 80. Qualquer banda de bar no US toca igual. Se naquele palco estivesse o Garbage as coisas teriam sido muito melhores, sem duvida.

THE KILLERS = show grandioso como os americanos sabem fazer, realçando a cafonália de Las Vegas com o lado mórmom de Brandon Flowers, que parecia um pastor. Nota dez na produção, mas fica aquele sentimento de algo burocrático. Flowers (e suas flores), ao vivo lembra o extinto Freddie Mercury. Na volta pro bis, uma versão alegrinha demais para "Shadowplay" do Joy Division (que está na trilha de "Control"). Mas as músicas do primeiro disco são melhores. E o Muse, também.



CRAIG ARMSTRONG = o maestro do massive attack fez um set atmosférico e com clima de chill out, q as vzs virava um electro de pista e acordava o povo (que só vai nessa tenda pra aparecer e bater papo). mas, qndo tava ficando bom, acabou, justamente pela falta das cobra killer, que nao vieram. se tivesse um hype em cima enchia. O lance foi voltar depois pro Spank Rock e GirlTalk, que botaram fogo na cool.
Saturday, October 27, 2007

tim, noite 1



BJÖRK = o primeiro tim no mam fechou com um maravilhoso show de bjork com 808 state numa tarde de domingo. depois, ela voltou para um show anti-climatico no metropolitan. e, agora, na marina da gloria, fez uma apresentacao fantastica. nao tao boa qnto da primeira vez, mas sempre surpreendente. Bjork é índio e alien ao mesmo tempo, mixa muito bem terra e tecnologia sem q vire aquela coisa chata de musica experimental étnica. sempre vale a pena.

HOT CHIP (foto2) = se o devo fosse ingles é fa do new order teria virado o hot chip. os rapazes ingleses são muito melhor ao vivo do que no disco, quase uma versao tosca de kraftwerk com ecos de synth-pop dos anos 80. e se garantiram tocando logo os dois unicos hits (boy from school e over & over) e fecharam o set com duas novas musicas novas e longas, citando "temptation" do new order na primeira, e "when doves cry" do prince, na segunda. cade o rock? ta no chip quente.

ARCTIC MONKEYS = parece q a ficha ainda nao caiu para os garotos do interior da inglaterra (sheffield). os caipirinhas estavam visivelmente chapados coma reação do publico. alex turner mal acreditou qndo abriu uma roda de mosh em "when the sun goes down". uma coisa é ver moleques nos festivais de verao europeu. outra, ver sulamericanos, brazucas, fazendo o mesmo, e entoando melodias de estadio de futebol pros ritmos das músicas. show de bola, show de show, banda afiada, igual ou melhor que nos discos, curto e certeiro. tomara que eles nao caiam no deslumbre da fama, se droguem e acabem mal. é a maior menor banda do momento. e a gente teve a sorte de ve-los assim.


Thursday, October 25, 2007

A volta dos freaks & geeks


No começo dos anos 90 existiu uma serie sensacional chamada "Freaks & geeks " (já fiz post disso aqui qndo a caixa de DVDs com todos os eps saiu, infelizmente nao no brasil), que nao deu certo. Era boa demais pra TV aberta. Mas seu produtor/criador, Judd Apatow, esperou a galera daquela safra crescer, e, enquanto ganhava dinheiro estourando Steve Carell, desabrochou os freaks e geeks dele, que agora estao revolucionando a comedia para jovens adultos.

Além do "virgem de 40 anos", outras duas produções de Apatow criaram os parâmetros para a moderna comédia dos anos 00: "knocked up/ligeiramente gravidos" e "superbad", ambos em cartaz na cidade. Nestes filmes, Apatow usa parte da galera que se revelou em f&g, como o seth rogen (que esta nos tres filmes) e mais alguns do elenco secundario. Rogen, alias, é um dos roteiristas de "Superbad", baseado em memorias da adolescencia do proprio. Ele seria aquele tipo gordinho, mas, como ja tava alem da idade pra isso, aparece no filme como um dos policiais pirados. O texto do filme é excelente.

Foi mais ou menos assim que aconteceu com a gente, fora o fato de que aqui é fácil de se conseguir birita, sem perrengue...
Monday, October 22, 2007

Tim ou Terra?

Nesse finde chega o Tim Fest 2007 ao Rio. Só que, se vc quiser ver Bjork (com Antony & The Johnsons), Killers (com Juliette & The Licks) ou Arctic Monkeys (com Hot Chip) terá que pagar um bilhete unitário de R$ 180 para CADA, ou a metade, se tiver carteira de estudante. Já em SP, onde dizem, que a galera tem mais grana e vai a tudo qnto é show, paga-se apenas um preço único pra ver essa gente toda (menos Antony), acho que cerca de 150 contos. Ou seja, dá pra ir a SP de buzum e voltar e ainda assim vai se gastar menos do que vendo tudo aqui no Rio a pé.

Aí, uma semana depois tem o festival Planeta Terra, em São Paulo (ah, paulistas, compensados com tantos shows legais em troca da poluição constante e do triste e sujo Tietê) com Lily Allen, Kasabian, Devo, CSS, datarock, Devo, Vitalic e outros, tudo isso por um preço só, menos que uma entrada de Tim aqui. To pensando em ir pra Sampa no meio da semana que vem pra já pegar os Chemical Brothers e esticar até o Terra, aproveitando pra visitar uns amigos nos dois dias entre um e outro. É um lineup que me agrada mais, em termos gerais. Quem ai vai fazer igual?
Saturday, October 20, 2007

vivemos em loop

Sempre que se está de férias, longe de sua realidade, qndo a gente volta sente um baque. ele é maior ou menor de acordo com sua idade ou lugar visitado (ja quis abandonar tudo sem olhar pra tras meia duzia de vzs). só uma coisa não muda: voltar e notar que, por aqui, nada muda, absolutamente, em uma semana ou 20 anos (bom, antes do real a moeda local mudava quase toda semana). apesar do tamanho do país, o brasil é regido basicamente pelo que a rede globo mostra. saiu no jn, é verdade inquestionavel. os jornais e revistas dao manchetes para fatos novelescos como se reais fossem. por mais que os sopranos fizessem sucesso nos eua, a serie jamais sairia com chamada de capa no ny times, p ex. afinal, aquele é um jornal serio. ja nosso pais, nao. ai, a gente pega o jornal e sao sempre as mesmas noticias: politico roubou, menor matou, o escandalo tal estourou, so que, no fim, nenhuma das partes paga pelo crime e dai a algum tempo eles se renovam e se repetem. e a vagabunda do mes na playvaca sempre rende fotos e comentarios em toda parte, como se importancia tivesse. entao vem o futebol e parece ate coisa de aposentados falando de previsao do tempo, nada muda e tudo fica igual. no fim, vivemos numa provincia, num mundinho, onde 90% das pessoas so tem os mesmos tres assuntos para conversar e te acham estranho caso vc nao tenha um time ou veja novela. caramba, ha todo um mundo la fora! por isso, hj mal tenho meia duzia de amigos e vivo quieto. vcs aqui sao os meus amigos mais proximos e presentes com so quais converso, e que se manifestam de forma menos idiotizada. no fim, o intelectual é o meu cão, que em sua santa ignorancia ta cagando pra tudo isso. e eu vou atrás e limpo a caca, é claro (rs)
Wednesday, October 17, 2007

NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!!

NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!! NÃO COMPREM NADA NO SUBMARINO!!!

*to quase um mes tentando trocar um lance que veio com defeito e esses putos ainda nao me atenderam, ficam no jogo de empurra, duas semanas so pra conseguir fazer contato (impossivel por telefone, quase impossivel por email), nao trocam, nao cancelam, nada. ja fiz troca por site americano q levou menos tempo. entao, se vcs nao quiserem se aborrecer, FUJAM DESSE SITE, É O PIOR DO BRASIL!!!
Tuesday, October 16, 2007

troca-troca

Lembram-se de quando éramos guris (levando em conta que a maioria dos coveiros estao ja na casa dos 18 anos +) e juntavamos tampinhas, caixas ou bagulhos do tipo para trocar por algum brinde? uma de minhas coleções favoritas foi a de garrafas miniaturas de coca-cola, que vinham com o logo de cada pais (cocas arabes, gregas, japas etc). a gente juntava um numero tal de tampinhas, esperava passar o caminhao ou ia nalgum posto de troca (tipo uma padaria) e, sem dar nenhum puto em volta, levava pra casa um case com 4 ou 6 garrafinhas. cool...

pensei nisso pq notei q, hj em, dia, nao se ganha nada em troca de nada, tem q pagar. vi um anuncio do jornal lance, que da uma replica da camisa que pelé usou qndo fez o gol mil. mas, pra levar, tem q juntar trocentos selos, q saem diariamente no jornal, e ainda dar mais uns 20 contos pra poder ter a tal camisa. e os brindes atuais da coca, da elma chips e similares sempre pedem grana em troca, nao sao mais gratuitos. ou seja, alem de vc consumr o produto ou pagar pra ter algum selo, ainda por cima tem que dar um plus. Isso pra mim é picaretagem...
Monday, October 15, 2007

Lixo de luxo


Por incrivel que pareça, sairam uns cds bons por aqui essa semana: os novos do Hard Fi e Ash, o primeiro do Justice (esse me surpreendeu) e a coletanea do Garbage. E semana que vem sai aqui, finalmente, o novo do LCD Soundsystem, provavelmente pq a banda ta vindo tocar cá.

Confesso que nutro grande apreço pelo Garbage, uma das últimas bandas com um(a) bandleader com alto poder de carisma, nao só pq soy macho e a shirley manson é um pedaço de mulher. Já perdi shows da banda por duas vzs, por chegar na cidade na véspera. Um deles foi a primeira gig do garbage em londres, no astoria, em 1995. sold out, claro. desde então, espero a oportunidade de ve-los, aqui ou lá fora (tenho uma amiga q ate ja trabalhou com eles no making of de um clipe). agora as chances são menores, pq a banda tá meio se fragmentando, vem ai um solo da shirley e coisa e tal. mas, quem sabe, com a saida do cd best of eles nao resolvem fazer uma turne e pousar finalmente por aqui? vale lembrar que o primeiro disco do garbage beira a perfeiçao, pq todas as musicas são boas. tanto que cinco delas estao na seleção do best of...

up & down

poizé. como o guarany comentou no post abaixo, a gente aqui falou muito dos downloads, mas nao tanto do conteudo, de dois dos mais baixados itens do momento, o filme "tropa de elite" e o novo disco do radiohead, "in rainbows". eu já começo respondendo ao nosso amigo em oz: nunca fui tao fa assim do radiohead, nao. mas adoraria ver um show da banda. na epoca em que eles lançaram os melhores discos, anos 90, eu tava mais na eletronica e gostava mais do primal scream. mas ouvi "ok computer" e achei um discaço. e, antes disso, adorava "freak". e, sim, gostei do novo disco, embora ele nao seja a obra-prima que todos esperavam.

já sobre "tropa...", vi antes baixado, como metade do pais, mas revi no cinema. achei a mesma coisa, nao mudou nada, so o fato de ter a porrada na cara de forma maior. nao acho o filme fascista, ate pq ele nao toma partido nenhum, so narra os fatos. tbm nada tenho contra mary jane (pra mim, pior é ver criança nas ruas), mas é inegavel q a q rola na zs vem dos morros da regiao. e ai, sim, quem usa ta bancando trafica, assim como a grana do videogame pirata q a gente compra no camelo acaba na mao de algum mafioso chines. a n ser q se plante ou se copie em casa. o fato é q o caos criminal/social q rola na cidade ta fora de controle e pra botar isso no lugar vai levar tempo. o bope é só uma gota no oceano. a responsa é nossa...
Monday, October 08, 2007

Metaaaalll!!!


É praticamente impossivel para um garoto na casa dos 13, 15 anos, passar incólume pelo heavy metal. Apesar de meu background ser punk/goth, tive minha fase heavy em paralelo, ouvindo muito motorhead, maiden, girlschool e judas. Depois tive uma fase forte com Metallica, Anthrax e Megadeth, sem contar Suicidal, q era mezzo punk, mezzo metal. O sentimento headbanger me voltou após assistir ao excelente doc "Metal: a headbanger´s journey", que tá em cartaz numa sala do Unibanco Arteplex. Ele foi feito pelo headbanger e antropólogo canadense Sam Dunn (na foto, na Noruega), e, por isso, não tem bullshit. O cara cresceu batendo cabeça e, usando de sua profissão, viajou parte do planeta e entrevistou os principais ícones do gênero para tentar explicar o que faz do heavy metal um som tão querido pelos moleques (e tão odiado pelos pais e otoridades), e que, mesmo fora da mídia, nunca sai de moda. Eu diria q isso tem muito a ver com testosterona e rebeldia, inerentes a quem é teen e macho. E só quem já rodou no mosh sabe a sensação de liberdade, de soltar os bichos, de fúria que existe lá. No fim das contas, o hm é saudavel para os kids. melhor do que extravasar essa raiva em casa, na escola, nos outros. É a melhor válvula de escape, melhor do que terapia. Assista ou baixe, pq ja tem no isohunt...
*pra quem n sabe, essa parada dos dedos em chifrinhos foi introduzida pelo dio, baseado no q ele via a avó italiana, e ultra religiosa, fazer com as pessoas estranhas na rua (rs)
Sunday, October 07, 2007

Glasto não tá gasto


Essa semana as TVs por assinatura andaram exibindo programas sobre festivais musicais que rolam anualmente no verão inglês. A TNT passou trechos do V Festival deste ano (que rolou ha uns dois meses). Este botei pra gravar e verei depois. O problema é que na TNT os programas passam com som mono e com intervalos. É a TV aberta do cabo. Mas ontem, depois de chegar do prantão do grobo (onde estou agora enqnto digito), assiti na HBO a "Glastonbury". Primeiro, achei se tratar de mais uma coletânea do famoso festival. Mas, na verdade, era um fabuloso documentário dirigido por Julien Temple (que já fez clipes do Cure e assinou o filme-manifesto "The great rock´n´roll swinddle", dos Pistols). Ele não só traça os 30 anos do festival, como o faz de uma forma absolutamente diferente do formal. Temple começa falando do lugar onde rola o festival, no Vale de Avalon, ao lado de Stonehenge, onde, supostamente, estaria enterrado o rei Arthur da lenda de Excalibur. Daí em diante trata do tema de forma mágica e poética, com trechos de músicas entrando de acordo com a época enfocada e com o tema do segmento (com raros filmes caseiros dos anos 70 pra cá). Ele tbm dá espaço pro dono do festival, o fazendeiro Mike Eavis, se expressar, sem chapa branca. Pode-se dizer que Glastonbury (ou Glasto, como os brits o chamam) é o festival quitenssencial do planeta, não é para amadores, e o único ainda onde se encontra hippies e malucos de verdade, embora ele hj já esteja um tanto sanitizado. É como Brigadoon, a mística cidade que só aparece uns dias a cada tanto tempo. Provavelmente, este é o melhor doc sobre um festival musical já feito, muito mais revelador do que "Woodstock", p ex; que, aliás, anda sendo exibido em versão restaurada e completa num dos canais Cinemax.
*alguem ai ja foi no glasto ou em algum grande festival europeu?
Thursday, October 04, 2007

Notícias do mundo bizarro


Como disse o Vida Fuleira num comment do post abaixo... Aproveito para dar mais algumas: perto aqui do grobo, na saída do túnel que fica ao lado do O Dia, tem um daqueles típicos acampamentos de mendigos. Só que, para demarcar terreno, vejam o que o dono do pedaço escreveu num imenso cartaz num papel branco: PROIBIDO CAGAR AQUI!

Hoje dei a minha primeira flanada pela cidade após a volta da ilha do norte. E notei uma coisa que já sabia, mas que já tava, literalmente, entranhado no meu cotidiano. Não se pode andar em nehnuma rua do centro do rio sem sentir o inconfundivel cheiro de urina. Mija-se em toda parte, a toda hora, de todo jeito (e, pelo que ja vi em livros de historia, é uma tradição local, já se mijava assim nos tempos do império). Meu cãozinho faz o mesmo na rua do meu bairro (o cocô eu cato), mas é pra marcar território. E ele não tira o pau na frente de senhoras, só levanta a perninha, discretamente. Já aqui, os marmanjos sacam a pistola na maior, seja dia ou noite, passando gente ou não, e demarcam todas as paredes das ruas da cidade. Não se pode andar perto dos prédios do centro velho sob o perigo de ficar fedendo a urina. Terceiro mundo? Latrina!
*qual a opiniao de vcs sobre o assunto?

NA CIDADE

NOVEMBERINAS:

Teatro Odisseia 17 – Siriun / Gutted Souls / Obituary (EUA)  21 – Delain (HOL) 26 - Vanguart / Ariella

Teatro Rival 16 – Tempero Carioca 17 - Eddie 22 – Rival Rebolado 23 – Nelson Sargento 25 – Festa Batmakumba: Abayomy 30 - Festival Norueguês: Sondre Lerche / Greni

Teatro Riachuelo 22 – Golden Boys

Casa Julieta de Serpa (Praia do Flamengo) 19 - Paris Jazz & Blues: Marcio Lott & Charles Marot Trio  26 - Paris Jazz & Blues: Carol Fazu

Coordenadas Bar (Botafogo) 05, 12, 19 e 26 – Pedro Baby & Convidados 21 - Sérgio Rocha Blues Band: Homenagem a Celso Blues Boy Estúdio Fórum (Botafogo) 24 - Sexta Infame: PxExNxE (COL) / Blaspherion / Lástima / Baga

Solar de Botafogo 16 – Paulo Malaguti 22 - Andrea Dutra & Cacala Carvalho & Elisa Queirós: Salto Triplo 24 - Kosmus / Aura / Psilocibina 29 – Gabriel Calisman Audio Rebel 17 - Ostra Brains / ‎Whatever Happened to Baby Jane (ES) 18 - Os Chás / Ente 19 - Altair Martins & Widor Santiago & Marcelo Magalhães Pinto & Didac Tiago & Roberto Rutigliano: Homenagem a Miles Davis & John Coltrane

Theatro Net Rio 27 -  Alessandra Verney  29 – Silva Canta Marisa Monte 

Blue Note 16 - Didier Lockwood Trio (FRA)  17 - Antônio Carlos & Jocafi Convidam Ithamara Koorax (20h)  17 e 18 - Amaro Freitas (22h30) 22 - Banda Zil (20h) 22 - Lina Nyberg (SUE) – Participação: Ilessi (22h30) 23 – Quarteto do Rio & Roberto Menescal – Participação: Joyce & Wanda Sá & Pedro Miranda (20h) 23 – Insula (22h30) 24 e 25 - Kenny Garret Quartet  29 e 30 - Ed Motta: Baile do Flashback

Ganjah Lapa 16 - Samba Que Elas Querem 17 - Anjos de Vidro / Mara Rúbia 22 - Conterrâneos 28 – Theozin

Sala Baden Powell 18 – Boca Livre 19 - Fhernanda Fernandes - Participação: Andréa França, Clarisse Grova, Nana Kozak, Ninah Jo, Sandra Duailib 22 – Doralyce & Maracutaia 25 - Augusto Martins & Paulo Malaguti 26 - João Carlos Assis Brasil & Carlos Navas

KM de Vantagens Hall 17 e 18 – Marisa Monte & Paulinho da Viola

Praça da Apoteose 18 e 19 - DNCE / Bruno Mars

Teatro da UFF (Niterói) 24 a 26 – MPB – a Era dos Festivais: Soraya Ravenle & Edu Krieger & Marcelo Caldi & Fabiano Salek & PC Castilho

Planet Music (Cascadura) 18 - Fugindo da Realidade / De Outono / Fall Back / Visceral Fear / We Are The Revenge  25 - For Annie / Ollie / Colorado / Visceral Fear

Imperator 19 - Folakemi / Jesuton / DJ Marcello MBGroove 20 – Mariene de Castro 21 – Terraço do Imperator: Jazz Pras Sete: Pimenta Jazz Trio 22 – Marcio Gomes 23 – Humberto Gessinger: “A Revolta dos Dândis – 30 Anos” 24 – Cidade Negra Canta Gilberto Gil 25 – Terraço do Imperator: Forró Lánalaje: Trio Ventura / DJ Edna Carvalho 25 – Paulinho Moska 26 - Fafá de Belém (com Manoel & Felipe Cordeiro): Guitarradas do Pará 28 – Coral Imperator

Centro de Referência da Música (Tijuca) 16 – Magali 17 – Carlos Uzêda 18 – Ana Costa & Carrapicho Rangel 21 - Dagô 23 – Felipe Adetokunbo 24 – Nina Rosa & Thiago Kobe 25 – Rodrigo Maranhão & Pretinho da Serrinha 29 – Joyce Cândido Canta Elis Regina  30 – Michel Taski O Pecado Mora Ao Lado (Praça da Bandeira) 15 - Acidez (MEX) / Pós-Sismo / Juventude Maldita (SP) / Dissgrama  18 - Sétimo Andar / Circus / Roterdan / Pilfer

Aparelho (Centro) 18 - Second Come 24 - Felipe Zenicola / Marcos Campello / Lucas Pires  Motim (Centro) 24 - Gragoatá / Vitor Milagres / Daniel Villares

Quintas no BNDES 19h - grátis 16 - Karla da Silva 23 - CDR Style 30 - Sergio Santos

Teatro Glauce Rocha (Centro) 16 - Fábrica Orquestra  23 - Alice Passos & Maurício Carrilho  30 - Olivia & Francis Hime CCBB 18 - Madrugada no Centro: Larissa Luz - Participação: MV Bill & Caio Prado / Festas Soul de Santa, Trap'in, QXO  Museu de Arte do Rio 24 - Sarau do Alemão / Rincon Sapiência

Som no Deck T.T. Burger - Leblon 19h - grátis 16 - Os Camelos 23 - Pimenta Jazz Trio 30 - Qinho

BRASIL EM TRANSE: Com curadoria de Ismail Xavier e coordenação da Sociedade Amigos da Cinemateca, em parceria com a Cinemateca Brasileira e o Cinusp, esta Mostra reúne mesas de debate e exibição de filmes que acontece de 16 de novembro a 1º de dezembro, em São Paulo. CINEMATECA BRASILEIRA

Circuito SESC 17 - São Gonçalo: Cassiano & Trio Beija Flor (16h - grátis) 18 - Copacabana: Guilherme Pimenta Trio (16h - grátis) 19 - São Gonçalo: Monarco (16h - R$ 20) 20 - São João de Meriti: Ed Motta SOLO (16h - R$ 20) 24 - Niterói: De Leve (19h - R$ 20) 25 - Madureira: De Leve (17h - R$ 20) 25 - Ramos: Cassiano & Trio Beija Flor (17h - grátis) 25 - São Gonçalo: Bebeto (17h - R$ 20) 26 - Madureira: Dorina (17h - grátis) 26 - São Gonçalo: De Leve (19h - R$ 20) 29 - Tijuca: Marcelo D2 & SambaDrive (19h30 - R$ 20) 30 - Tijuca: De Leve (20h - R$ 20) ______________________________

MIXX: 17 – Santos – Praça XV 17 - Victor Bertrami Quarteto - Participação: Azymuth, Arthur Maia, Robertinho Silva, Kiko Continentino – Casa com a Música / Lapa 17 - Aether / Tempus Fugit – Lona Elza Osborne / Campo Grande 18 - Festival Rock no Parque: Bala N'Agulha / Dona Penha – Arena Dicró / Penha 18 - Wake The Dead Festival: Surra (SP) / Rats / Der Baum (SP) / Nove Zero Nove – Magé Futebol Clube 19 - Surra (SP) / Plastic Fire / Halé / Triunfe – La Esquina / Lapa

25 – Qinho - Ahlma.CC / Leblon 25 - AcaraJazZ: Bondesom / Juliana Linhares / Doralyce – Rio City Lab / Santo Cristo 26 - Alaska (SP) / Hover / Whipallas – La Esquina / Lapa 26 - Cervical / Mari & The GoodFellas / Facing Fear – Calabouço / Vila Isabel 29 - Baculeju da Sandra de Sá – Teatro Glaucio Gill / Copacabana

o MIMO, que chega a Olinda nesse fim de semana (17 a 19 de novembro).   É a última etapa de 2017 do festival – depois de passar por Portugal, Tirandentes, Ouro Preto, Paraty e Rio de Janeiro –, com 44 atrações gratuitas de música, cinema e educação.

Abertura da exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”, no dia 1º de novembro. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

SHOW SOBREGAL - MARCELA MANGABEIRA Dia: 16 de novembro (quinta-feira) Horário: 20h Local: Teatro Municipal Café Pequeno Endereço: Av. Ataulfo de Paiva, 269, Leblon - Rio de Janeiro, RJ Tel.: 2294-4480

50 ANOS DE CARREIRA: Antônio Carlos e Jocáfi convidam Ithamara Koorax Dia 17 de novembro (sexta) Blue Note Rio – Av. Borges de Medeiro, 1424 - Lagoa   SESSÃO: Sessão: 20 horas

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

Parque Villa-Lobos/SP recebe SlowKids em 18 de novembro     Evento gratuito busca desacelerar as crianças do universo tecnológico com um dia inteiro de brincadeiras tradicionais, teatro, literatura e música; “Kombi dos sonhos” será uma das novidades desta nona edição

MOSTRA DE CINEMA ARGENTINO CONTEMPORÂNEO VOLTA À CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EM SUA SEGUNDA EDIÇÃO   Histórias extraordinárias apresenta uma seleção com os melhores filmes recentes do país vizinho. Debates com cineastas e especialistas completam a programação Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro  (Metrô e VLT: Estação Carioca) Telefone: (21) 3980-3815 Data: de 07 a 19 de novembro de 2017 (terça-feira a domingo)

'Cria', novo espetáculo de Alice Ripoll no grupo Suave, traz 'dancinha', dança contemporânea e funk ao Sergio Porto/HUMAITÁ e ao Centro Coreográfico. o trabalho estreia dia 17 com 10 dançarinos em uma mistura inovadora que também traz a dança afro, o afrofunk, o passinho, contato- improvisação e linguagem teatral de 17 a 20 de novembro de 2017 Horários: Sexta-feira - 21h                 Sábado - 21h                 Domingo - 20h                 Segunda-feira - 21h

O espetáculo “Kid Morengueira – Olha o breque!” homenageia Moreira da Silva (1902 – 2000), o cantor que popularizou o samba de breque, tornando-se um ícone da música brasileira. O samba permitiu a ele criticar, sempre com muito bom humor, os poderosos com seus desmandos, os malandros que conheceu na noite, e os compositores que ajudou a tornar conhecidos. A peça estreia para uma curta temporada no Teatro I do Sesc Tijuca - de 03 de novembro a 03 de dezembro, de sexta a domingo, sempre às 20:00.

Após o sucesso da temporada nos meses de abril e maio desse ano, que passou por sete cidades brasileiras e esgotou em todas as praças, o espetáculo “STOMDUP” de Tom Cavalcante volta para novas apresentações no Rio de Janeiro (dia 01 de novembro, no Teatro Bradesco Rio); Natal (dia 30 de novembro, no Teatro Riachuelo); Fortaleza (dia 01 de dezembro, no Teatro RioMar Fortaleza).

SOLID ROCK: a participação da banda Lynyrd Skynyrd no Solid Rock (Curitiba, Pedreira Paulo Leminski, dia 12/12; São Paulo, Allianz Parque, dia 13/13; e Rio de Janeiro, Jeunesse Arena, dia 15/12) acaba de ser CANCELADA por motivos pessoais da banda. No lugar, Cheap Trick será a banda que fará parte do lineup, junto do Deep Purple e Tesla. Mais informações sobre devolução de ingressos serão divulgadas em breve.

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers