NA COVA DO LEÃO

Tuesday, February 27, 2007

Fechando a tampa

Estive uns dias em Tampa, na Flórida, a trabalho. Fui ver a versão arena do espetáculo do Blue Man, que vem ao Brasil (Rio e SP) em junho. Já os tinha visto em NY num teatrinho off-Broadway, e, na comparação, prefiro o off. Mas o big tbm é bacana. Foi num daqueles ginásios maravilhosos onde rolam jogos de hóquei, basquete e shows (o Justino tocou lá dois dias antes, mês q vem tem a Gwen Stefani), que nao temos sequer parecidos aqui. O show é uma critica bem humorada ao sistema que transforma pessoas e bandas em mitos, rockstars. Eles fazem o show seguindo um manual de como montar uma banda de rock e se dar bem. Só não tem overdose no final (rs). Qnto a Tampa, é uma daquelas bore cities dos USA. Nada pra fazer, a não ser comprar, comer e vegetar. Velhinhos ricos, ninguém nas ruas, aquela perfeição que dá até raiva. Tudo é tão limpinho que a gente (eu e a galera que tava lá, uns jornalistas de SP) ficamos a fim de dar uma mijada na rua e pichar uma parede. Na certa iríamos para Guantânamo (rs). E ainda rolou uma esticada em St. Petersburg, tida como a única cidade do mundo que tem um museu todo dedicado a Salvador Dali (!). Ele existe, mas não deu tempo de conferir. Acabei só vendo pelicanos (muitos). Então, o lance foi relaxar, ver o show, ir no cinema (Ghost rider é apenas ok, mas é melhor do q Elektra e Demolidor, na boa), comprar uns bagulhos (ainda não tinha saido nem o DVD do Borat, nem o CD edição limitada do Arcade Fire). Mas vi o Arcade, ao vivo, no SNL de sábado passado. Tocaram "Intervention" e "Keep the car running". Win tá com o cabelo mais curto. To gostando cada vez mais do disco. Ah, quem abriu o show do BM foi o Mike Relm. Quem? Vá no Google. Ah II: dizem que Tampa é a capital mundial do death metal. Basta ir lá para entender. Não à toa, o Marilyn Manson é de Orlando.
Thursday, February 22, 2007

STEAK TARTAR


TEM UMA NOVA BANDA NA ÁREA CHAMADA LOS BIFE. SOU SUSPEITO PRA FALAR DELES PQ, INCLUSIVE, UM DOS COVEIROS QUE POSTA AQUI COM FREQÜÊNCIA FAZ PARTE DO LINE-UP. ELES ACABARAM DE LANÇAR O PRIMEIRO EP, QUE JÁ ESTÁ DISPONÍVEL NA REDE. MAS, O QUE EU MAIS GOSTEI NELES, ALÉM DESSA CAPA MARAVILHOSA (O NOME DO EP É "AO PONTO"), FOI UMA VERSÃO QUE ELES FIZERAM PARA "OH, MY DARLING CLEMENTINE", AQUELA CANÇÃO QUE O DON PIXOTE CANTAROLAVA E TOCA EM FILMES DE COWBOY. NUNCA TINHA NOTADO COMO ELA ERA TRISTE. MAS A VERSÃO DOS BIFE ESTÁ REALMENTE NO PONTO. E TEM AINDA O HIT-SINGLE "SEREIAS", CANTADO EM PORTUGUÊS, QUE NOS LEMBRA QUE, NA MITOLOGIA ORIGINAL, AS SEREIAS ERAM MONSTROS MALVADOS QUE ATRAIAM E COMIAM OS MARINHEIROS. CONHEÇAM O SOM DO LOS BIFE EM:
http://www.purevolume.com/losbife
http://www.tramavirtual.com/artista.jsp?id=59575
Monday, February 19, 2007

lavando roupa de madrugada


ontem tirei o dia pra ouvir música. alguma coisa para o trabalho da semana como gnarls barkley (numa versão turbinada do cd com dvd de clipes e apresentações na tv), joanna newsom (aquela maluquinha que faz um som tachado como freak folk), pretenders (foram relançados os dois primeiros álbuns em versões remasterizadas e com disco extra de bônus com demos, outtakes e ao vivo, um maná para fãs), revisitei arcade fire novo e lcd soundsystem e coisa e tal. mas, no fim do dia, ao deitar e procurar por morpheus, eis que me vejo viajando na escuridão com o novo disco dos shins, "wincing the night away". veio a primeira, a segunda, a terceira faixa/música, dai não queria parar mais de ouvir e fui sendo conquistado gradativamente. tinha ouvido o disco anterior deles ha uns dois anos, de passagem, e não me disse nada (ou não percebi na hora). dessa vez foi diferente. achei o máximo os pequenos efeitos de som, as variações ritmicas, as letras delirantes. confesso que foi mais ou menos assim que me senti qndo ouvi o arcade fire pela prima volta. com tanta coisa por aí queremdo ser the next big thing, o shins, com alguns anos na estrada e três discos, veio de mansinho e mandou muito bem. vou ouvir mais. e vcs, q acharam?
Wednesday, February 14, 2007

HELL-O, LAPA!


ATENÇÃO COVEIROS FÃS DE ELECTRO E DO DJ HELL. COMO VCS SABEM, O CARA É BRÓDER DE SEU AMIGO ZIGGY, E POR ISSO, ATRAVÉS DE UMA OFERTA GENEROSA DE UM COVEIRO ANÔNIMO, QUE ESTÁ DIVULGANDO O SHOW DE DJ HELL NESSA SEXTA NO CIRCO VOADOR, CONSEGUIMOS A PRIMEIRA PROMO OFICIAL DA COVA:

SEGUINTE: QUEM ESTIVER REALMENTE NA PILHA DE IR VER O CARA NA LAPA (JUNTO COM DEIZE TIGRONA, DIGITARIA, RENATO RATIER E TAL) É SÓ MANDAR UM EMAIL NESTA QUINTA-FEIRA (15/FEV) PARA electrofromhell@gmail.com

AI, NO FINAL DA TARDE DESSA MESMA QUINTA ALGUéM ENTRARÁ EM CONTATO COM OS DOIS COVEIROS QUE VÃO GANHAR UM INGRESSO GRATUITO PARA A GIG. PARA NÃO INFLUENCIAR, EU NÃO TEREI ACESSO A ESTES EMAILS, NEM SABEREI QUEM ESTÁ CONCORRENDO. BELEZA? ENTÃO, A SORTE ESTÁ LANÇADA!!!
Thursday, February 08, 2007

gira dos disquos


e ai? vamos passar em revista alguns dos discos (*) mais quentes do primeiro bimestre?

bloc party - a weekend in the city = no final de 2006 tinha vazado uma versão na rede que não era a definitiva. agora já rola a oficial. mas, ainda assim, é um disco q deixa a desejar. até gostei mais agora, mas acho q as músicas terminam antes de se desnvolver. faltou fôlego.

air - pocket symphony = a sinfonia de bolso do air é bem parecida com o q eles já fizeram antes: músicas etéreas, viajantes, de clima ambient. só q agora tem mais partes vocais e soam um pouco menos eletrônicas. é bacana, mas o air já não apresenta nenhuma novidade.

lcd soundsystem - sound of silver = o disco q mais ouvi até agora. james murphy conseguiu não se repetir e criou um trabalho bem interessante, alternando aqueles grooves caracteristicos e longos com faixas francamente pop e radiofonicas. passou no teste do segundo disco.

arcade fire - neon bible = ainda nao ouvi tanto, mas já deu pra notar que o som dos canadenses está mais trabalhado e os vocais de win lembram bastante os de ian mcculloch do echo & the byunnymen. mas nao repete o clima do segundo, procura novos caminhos.

klaxons - myths of the near future = o álbum de estréia dos ingleses mostra que eles tem bala na agulha e não são apenas modinha. usando samples de acid house com rock, tem o folego que faltou ao novo bloc party. lembra bastante o disco dos infadels, dessa trip new rave.

na fila: os novos dos shins e decemberists, e o primeiro do the good, the bad & the queen. comento em breve. mas andei ouvindo o solo de jarvis cocker (ex-pulp) e achei bacana...

*precisamos criar um novo termo para "disco", já que o objeto fisico conhecido por este nome está agonizando e arquivos de mp3 não tem corpo. qual será o novo nome da parada?
Monday, February 05, 2007

paulo francis foi pro céu

Ontem, completou-se dez anos da morte de Paulo Francis. Na manhã q soube da notícia, foi quase como a da ida de um parente. Fiquei triste paca. Pq foi através dos textos do cara na Folha, e depois no Grobo, q apurei meu senso crítico e aprendi tanto ou mais sobre escrever do que em qq escola. E, nas voltas da vida, tive alguns contatos com o figura. O primeiro, indireto. Uma antiga namorada minha era secretária do cara em NY e me mandava o lixo restante dele (q odiava pop/rock). Então, eu recebia discos, fotos e releases, q me ajudavam bastanta nos primórdios do rio fanzine, sem internet, via malote do jornal. O segundo contato foi direto. Numa ida a NY visitei a redação da Globo pra falar com uns bróders e lá estava Francis pronto para gravar a sua "cabeça" no jornal da noite. Ele deu oi e perguntou quem eu era. Disse: sou amigo da ... ( minha ex). Ele, com desdém: ah, amigo da ... então deve ser do rock! (caprichando em "rrrocckkk"). Depois, deu um sorriso bonachão e puxou papo com minha acompanhante, quase cantando-a (pq ela tava de minissaia). Malandrão. No dia do enterro do cara, fui até o s j batista prestar minha homenagem silenciosa. Nunca fiz isso por figura pública alguma. Até hj não apareceu ninguém sequer parecido com ele no jornalismo local. A leitura de seus textos faz uma falta danada. Ele, aliás, aprovou o nome daquela banda recifense (ainda existe?), paulo francis vai pro céu, apesar de ser roque. Indeed...
Friday, February 02, 2007

Gata nada borralheira


QUE TAL A SCARLETT JOHANSSON DE CINDERELLA?

NA CIDADE

JANEIRO TEM DUAS FACES:

CASAS & SHOWS: Circo Voador 19 - Samba Rap Festival: Elza Soares / Karol Conka 20 - Samba Rap Festival: Emicida / Jongo da Serrinha / Bateria da Império Serrano 25 - Phoenix (FRA) 26 - Vanessa da Mata / Fióti / DJ Incidental 27 - Barão Vermelho

Fundição Progresso 19 - BaianaSystem 20 - Tim Music no Samba: Xande de Pilares & Mumuzinho - Participação: Bateria do Salgueiro 26 – Johnny Hooker / Letrux 27 - Nando Reis

Teatro Odisseia 21 - Radnor With Lee (EUA) 28 - Demon Hunter (EUA) / Pantokrator (SUE)

Teatro Riachuelo 16 - Leila Pinheiro: Voz & Piano 23 - Ed Motta: Baile do Flashback 30 - Laila Garin & A Roda

Teatro Rival 20 - João Bosco: Voz & Violão 25 - Angela Ro Ro 26 - Bloco Sargento Pimenta 27 - Geraldo Azevedo: Voz & Violão

Audio Rebel 16 - Adaury Mothé Trio 17 - Rafael Rocha Quinteto 28 - N.D.R. / Triunfe / Dissonância 29 - Ana Baird & Camila Costa: Perigosas

Espaço Sérgio Porto 18 - Sinara 25 - Karine Carvalho: Galega Hits

Sala Baden Powell 19 - Sempre Livre / Sylvinho Blau Blau / Dr. Silvana & Cia. 20 – Nelson Sargento 21 – Banda do Síndico 24 - João Donato - Participação: Carlos Lyra & Roberto Menescal & Marcos Valle 25 - Mario Adnet: Jobim Jazz 26 – Marcos Ariel 27 – Cris Delanno 28 - Azymuth

Beco das Garrafas 17 - André Gonçalves 18 - Lu Oliveira 19 - Georgiana de Moraes & Fernanda Cunha & Camilla Dias: Homenagem a Vinicius de Moraes (20h) 19 - Joyce Cândido: Homenagem a Elis Regina (22h30) 20 - Hélio Delmiro (21h) 20 - Maíra Freitas & Taís Feijão (22h30) 21 - Dóris Monteiro 24 - Rosana Sabença 25 - Conexão Rio: Homenagem a Tom Jobim 26 - Amanda Bravo: Homenagem a Durval Ferreira - Participação: Paulinho Trompete, Mauricio Einhorn, Rosana Sabença, Billy Blanco Jr., Thaís Fraga 27 - Hector Costita & Joseval Paes 31 - Maria Luiza

Casa de Cultura Laura Alvim 16 - Dani Black 21 – Pedro Mann 23 - Davi Moraes 28 – Qinho Canta Marina Lima 30 - Matheus VK

Teatro Café Pequeno 18 – Verônica Sabino 25 – Elisa Queirós

Blue Note Rio 16 - Big Gilson 17 - Roberto Menescal 18 - Gabriel Moura 19 - Daniel Jobim & Daniel Boaventura: Homenagem a Tom Jobim & Frank Sinatra 20 - MPB-4 23 - Escalandrum (ARG) 24 - Mayer Hawthorne (EUA) 25 - Wanda Sá & Gilson Peranzzetta & Mauro Senise: Homenagem a Tom Jobim & Vinicius de Moraes

KM de Vantagens Hall 19 – Molejo & É O Tchan – Participação: Ludmilla 20 - Ney Matogrosso: Atento aos Sinais

Imperator 23 - Jazz Pras Sete: Chico Costa & Quarteto Artilheiro 24 - Quartas Brasileiras: Cordão da Bola Preta 27 - Forró Lánalaje: Marcelo Mimoso Trio / DJ Edna Carvalho 28 - Bloco Pipoca & Guaraná 31 - Toquinho: Voz & Violão - Participação: Camilla Faustino

Centro de Referência da Música (Tijuca) 17 - Ellen de Lima & Reginaldo Bessa: Homenagem a Lamartine Babo 18 - Rosa Marya Colin - Participação: Jefferson Gonçalves 19 - André Gabeh 17 - Eduardo Dussek 24 - Quinteto em Tom Maior 25 - Rosane Corrêa: Homenagem a Ella Fitzgerald 26 - Daíra: Homenagem a Belchior 31 - Ana Egito

Baile do Digitaldubs - HUB (Santo Cristo) 21 - Cedric "The Congos" Myton (JAM) 28 - Mad Professor & Aisha

Música no Deck - Barraca do Pepê (Barra da Tijuca) 20 – Filipe Ret 21 – Kell Smith 27 – Um 44k 28 – Luiza Possi Barra Blues Festival 26 - Sergio Diab Stratoman / Projeto Soul Jazz / Ana Egito / Alamo Leal Blues Groover’s / Corcel Mágico 27 - RJ Café / UniJazz Brasil / The Blue Fever / Sergio Rocha / Serra Blues Trio 28 - André Barroso / WestSide Blues / State of Blues / Victor Biglione Festival Downtown Sunset - Shopping Downtown (Barra da Tijuca) 20 – Gabriel O Pensador 27 – Biquini Cavadão

Rio Rock & Blues - Rock Experience (Lapa) 19 - Titanossauros / Conexão Japeri 20 - Love & The Lovers / The Loreleis 26 - The Smiths Cover 27 - Pedro Santana Trio / Elemento Surpresa / A Bolha Revisited

Circuito SESI 24 - Centro: Fhernanda Fernandes - Participação: Nana Kozak, Sandra Duailibe, Clarisse Grova, Ninah Joh, Andréa França

MIXXX: 17 – Matheus VK – Teto Solar / Botafogo 19 - Maratona Black - Baile Charme – Gafieira Elite / Centro 19 - O Rappa: Tour de Despedida – Quadra da Mocidade / Padre Miguel 20 - Festival Rock in Brisa 4: 90 Contos / Cosmobox – Espaço Tequila´s / Guaratiba 20 - Playmobille / Tem Amor – La Esquina / Lapa 20 - Indivíduo K / Cândido / Banheiro Azul – O Pecado Mora ao Lado / Praça da Bandeira 21 - Aniversário de 57 Anos do Cacique de Ramos 21 - Festival Lona Rock Sunday: Memora / The Outs / Corcel Mágico – Lona Terra / Guadalupe 21 - Lu Oliveira – Praia de Conceição de Jacareí / Mangaratiba 26 - Laurent Garnier (FRA) 26 - Bloco do S Convida KL Jay – Fosfobox / Copacabana 27 - Slide / Sollarium / Fresno / Glória / Strike - Clube Tamoio / São Gonçalo 27 – Matanza – Arena Fernando Torres / Parque de Madureira 27 - Visibilidade Transvestigenere - Beco Encantado: Mulher Pepita & MC Xuxu – Beco do Rato / Lapa 28 - Festa Divina Circus: IZA – Clube 4 Linhas / Bento Ribeiro 28 - Bloco Eficiente: Inclusão Se Faz Com Várias Mãos – Praça Paris / Glória 28 - Facing Fear / Stuff / Cidade Nua – Rock´N Beer Pub / São Gonçalo

exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

FESTIVAL DE CULTURA DIGITAL: De 18 a 20 de janeiro, quinta a sábado, acontece no CCBB RJ DIGI – Festival de cultura digital, uma mega programação que inclui imersão, reflexão e diversão. Tem até shows geek. quinta, 19 de janeiro, às 21h, apresentação da orquestra Ritornello de Jedi, com repertório de trilhas musicais de videogames, séries e desenhos, com cordas e vozes, e arranjos exclusivos. O objetivo é dar acesso à formação clássica com temas musicais do cotidiano. sexta, 20 janeiro, às 21h, é a vez de The Screeners, banda que faz releituras rock ’n’ roll de trilhas sonoras clássicas do cinema, de videogames, séries de TV, desenhos animados. É tudo grátis, das 9 às 21h.

MOSTRA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EXIBE O CINEMA DE HAL HARTLEY Programação reúne todos os 14 longas do diretor americano, além de debate, sessões comentadas e um curso de roteiro cinematográfico de 23 de janeiro a 4 de fevereiro de 2018 (terça a domingo)

O Ministério da Cultura, o Centro Cultural Banco do Brasil e a Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro apresentam a 14ª Mostra Melhores Filmes do Ano Além das exibições dos filmes, a mostra traz homenagens e catálogo especial com textos sobre os filmes e as iniciativas cinematográficas que fizeram a diferença em 2017 De 24 de janeiro a 1 de fevereiro
PROG IN BRASIL: Carl Palmer, Premiata Forneria Marconi, estarão no Brasil em 2018, se apresentando nas cidades de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, como parte da Top Cat Concert Series 2018. Os italianos do Premiata Forneria Marconi CHEGAM EM ABRIL. O grupo de rock progressivo, formado em 1971, vem lançar seu novo álbum 'Emotional tattoos', e também vai tocar seus clássicos. Maio vai trazer o baterista do Emerson, Lake & Palmer e também do Asia, Carl Palmer, com seu tributo ao ELP.Show promete surpresas com algumas participações especiais de peso.

No dia 24/jan, começa no CCBB SP a mostra Sonora: Ennio Morricone, que homanageia o maestro no ano que completa 90 anos. Ao todo, serão exibidos 22 filmes que têm a marca musical do maestro.

A PRIMEIRA NOITE DE UM HOMEM': 50 ANOS O FILME QUE LANÇOU DUSTIN HOFFMAN, COMO UM FORMANDO, QUE É SEDUZIDO PELA MÃE DE SUA NAMORADA, A FAMOSA SENHORA ROBINSON, DAQUELA MUSICA DE SUCESSO DA DUPLA SIMON & GARFUNKEL (FEITA PELA FALECIDA ANN BANCROFT), ESTÁ DE VOLTA. O RELANÇAMENTO, EM COPIA DIGITAL REMASTERIZADA, COMEMORA OS 50 ANOS DO FILME. QUE CONTINUA MUITO BOM. E AINDA TEM 'THE SOUND OF SILENCE', COMO MUSICA DE ABERTURA.

RU PAUL´S DRAG RACE TOUR: Em 2018, as drag queens de RuPaul's Drag Race vão levar a turnê oficial do reality-show, WERQ THE WORLD TOUR, para a terra do “Come to Brazil”! Michelle Visage vai comandar a apresentação no Brasil e todos os shows contarão com performances ao vivo de algumas das drag queens mais inesquecíveis de RuPaul's Drag Race, entre elas, as recém-divulgadas participantes da terceira temporada de All Stars, Shangela e Kennedy Davenport. Outras fan favorites devem marcar presença, como Detox, Kim Chi, Violet Chachki, Valentina e Peppermint. Ainda haverá um pré-show com DJ set e performance de Lady Bunny, a drag queen que é uma lenda da cena noturna de Nova York. 23/FEV TEATRO BRADESCO/RJ

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers