Pages

Monday, December 25, 2006

o elvis negro


James Brown se foi. Medir a importância do camarada para a música pop universal atual é quase impossível. O suingue do cara está no sangue de James Murphy/LCD Soundsystem, nos passos de Michael Jackson, na atitude de Sly Stone e Funkadelic, em todo o rap e hip-hop, no funk clássico (e, por tabela, na origem dos bailes funk cariocas nos anos 70, qndo todo black se vestia igual e queria ser James Brown, tivemos o Tony Tornado como genérico aqui), em todo o tipo de som que tem aquela pegada funky, nos gritos, no baixo pulsante, na dança. O cara foi o Elvis dos negros. Só que mais radical, ousado. Nunca quis ser bom rapaz ou ser controlado. Pude ver o cara ao vivo no Brasil num show no Maracanãzinho, nos anos 80. Na ocasião, fui na coletiva de bicão e vi uma cena hilária: a tradutora falou, ao pé da letra, o termo negro, de portugues (que seria black), para nigger, em inglês (que virou crioulo). Brown levantou da mesa e, dizendo q ia interromper o papo, ainda quis dar uns sopapos na dona, assim como dava em suas esposas. E nos caras, desde que começou a carreira como boxeur, iniciada na prisão, para onde foi, jovem, por roubo. Mas foi lá na cadeia q ele descobriu a música, através do gospel. E tudo o mais é lenda. Hj é facil ser malandro de butique com roupas de grife e mtv. Brown foi mais rocker do que o mané tatuado e furado q tira onda. Get up! Uh! Get on up!

34 comments:

PEDRO BAMBAATAA said...

engraçado, tom vc termina o post,com a razão pela qual james brown e iggy pop são meus ídolos da musica pop...
para mim, rock acima de tudo, nunca foi um grande solo de guitarra ou exibições percussivas com a bateria...

rock para mim quando comecei a entender seu surgimento e seus personagens, sempre foi uma postura perante como encarar e levar sua vida e ter seu jeito de ser...

para mim só tem dois caras que fizeram isso no cenário da musica mundial e por isso os admiro...

principalmente por serem verdadeiros em disco e no palco...

para mim os dois são exemplo do tesão pelo que faziam...

um negro o outro branco....

um se foi...

esse dia 25 nunca vou esquecer...

abraços!!

fabio fernandes said...

legal, bambaataa, é por aí.
eu tenho um single do iggy pop cantando sex machine e sempre achei o máximo duas escolas completamente diferentes e tão parecidos entre si.

ao som de genius of love (tom tom club) ...

Igor said...

James é o mestre!

Felipe Passarelli said...

Bom texto again, tá inspirado heim Tom? Mágica Natalina?? :)

Bem, sempre soube mais dos problemas do cara (drogas, mulheres, brigas) do que da própria música, mas sei que ele revolucionou tudo na época, transgrediu tudo, e é inspiração pra Michael Jackson, Rolling Stones e outros mais na musica mundial.

I Feel Good realmente é uma musica para a vida toda assim como Sex Machine.

Aí vai um videozinho pra vocês verem o espetáculo que o cara dava.

http://www.youtube.com/
watch?v=bs1HUbMCZKc&eurl=

Tá ok. Uma perda pra musica, mas um ganho milhonário pra industria das gravadoras, aposto que 2007, e por diante, sairão varios Best Of, Reissue, B-sides e as gravadoras vão ganhar fortuna em cima, mas a familia também pelo menos.

Vide o caso do Johnny Cash, Tupac Shakur (será que ele morreu mesmo?? Rola a duvida no ar, a cada ano tem um album novo), Jimi Hendrix, Nirvana, The Doors, etc, a cada ano tem musica nova, boxes, the rest of the rest....

Li até uma reportagem sobre isso, tinha até a lista dos "Falecidos" que vendiam mais, acho que o Johnny Cash encabeçou a lista.

Mais dois albuns aí pra galera, assim que eu achar vou colocando, a gente consegue se conectar melhor, pq talvez vocês não conheçam a banda e podem adorar e tals. Quer mais moleza? )

Claro, eu gostei e já ouvi bastante tudo que eu colocar aqui, e as notas foram boas no geral. Só colocar o nome da banda no Google que vocês vão ter mais detalhes sobre ela e boa audição!

Band of Horses - Everything All The Time
http://rapidshare.com/files/
6927373/Everything_All_the_Time.rar

The Apples In Stereo - New Magnetic Wonder (2007)
http://rapidshare.com/
files/2242184/ais_nmw07.rar.html
Senha: 4gulli

Nina Nastasia - On leaving
http://s1.upload.sc/request/
d4ebb1b586913b02306bb801ade6ac2e

OBS: Tom, quero saber sua opnião sobre os novos albuns do Air e do LCD Soundsystem, se achou melhor que o primeiro como eu, to viciado nele :)

Abraços Feliz Natal de novo :)

Gabriel said...

Belíssimo texto, Tom.
Lá em casa tinha uns discos do JB, mas quando eu era bem moleque e só queria ouvir rock, não dava muita bola. Aí, pela via do hardcore pro rap, eu pude conhecer o som do cara e ver que ele fornecia a base praquilo tudo. Ele e Hendrix são os maiores mitos da música pop pra mim. Além de tudo ele formou o JBs, que acho que é a mais foda reunião de músicos de todos os tempos.

Sandman said...

eu ja tive a oportunidade de ver o iggy pop ao vivo e o cara eh um "animal" mesmo.
rocker que nem ele, nao tem hj em dia nao.
o james brown, nao tem nem o q falar.Toda vez que vc ouvir o seu vizinho colocando um "pancadao/hip hop" no volume maximo, ja sabe a quem culpar rs
----

PEDRO BAMBAATAA said...

boa bola sobre a situação pós-mortis do jb escrito pelo coveiro
felipe passarelli...

deve acontecer tudo isso que ele falou mesmo...

hoje eu e amigos vimos e curtimos um dvd que tenho dele com participações especiais de BBKing e Mico Jackson... patrocinado pelas
LAmericanas por nove "real"...

Quais as "formas de bolo" que ainda estão na pista coveiros?

não podem deixar e fazer o "back up" da receita... senão imaginem daqui há 10 anos... 2.017...

será que só vai que o mick jagger ainda vai estar cantando "i can't get know satisfaction"?

um grande abraços o todos!!

Onaicram said...

Pois é Tom, e ainda tem neguinho hj em dia posando de rebelde ou dizendo q tira onda com rap fajuto.

fabio fernandes said...

a lista de mortos mais rentáveis tá sendo encabeçada pelo kurt, que se soubesse disso, viveria até os cem anos, no mínimo ... era tudo o que ele não queria e acabou se entregando de bandeja para o mercado.

Felipe Passarelli said...

Fala Tom,

Quando falei lá em cima, que era o Johnny Cash que vendia mais entre os póstumos, estava me baseando numa pesquisa americana, mundial realmente não sei, uns falam que é o Elvis outros Nirvana não sei.

Uma coisa legal que li na Folha hoje e tem haver com o que a gente tá falando, mas de "best of" e "Re-lançamentos.

Dos 10 albums mais vendidos da parada Inglesa, 7 são coletânia de artistas. Tem lá o U2 18, Stop the Clocks do Oasis, Take That, Westlife, Girl Aloud, Sugarbabes.

Best of pra mim tem o lado bom e o ruim: O bom é que você tem chances de conhecer certa banda em menos tempo, mas ao mesmo tempo vira uma "marca", as bandas não só são aquelas musicas, os novos ouvintes vão esteriotipar a banda por aquelas musicas do album, até a sequencia das musicas selecionadas tem na cabeça. E a banda vive de passado.

Agora, pra gente, é ótimo pq já temos conhecimento o bastante, seria um "mini-combo", easy-listening.

Hoje as coisas quanto menores e mais abrangentes, melhor, queremos a facilidade, a technologia, tudo literalmente na palma da nossa mão.

Enquanto ao Nirvana, não gosto da Courtney, acho que se ela não matou, teve algum envolvimento na Morte do Kurt, sei lá, será que ele se matou mesmo???

Curtia o Hole, mas hoje tenho um sentimento muito ruim por ela. Kurt não merecia essa mulher, ridicula, e ela não precisa fazer mais nada da vida, só viver das musicas do Nirvana, do cara de quem ela chifrava, esculhambava e ainda faz causação por ter sido a "mulher de Kurt". O amor é cego, um artista incomprendivel era o Kurt.

Pra mim ele é maior perca da musica, pois estava acompanhando a carreira do Nirvana, foi um shock qnd soube, pq eu amava nirvana, e adoro ainda.

Nevermind, Loveless do My Bloody Valentine e Ok Computer do Radiohead são os albums que realmente marcaram minha época :)

Abraços

Rocha06 said...

Acho essa história de culpar a Courtney bobagem. Primeiro que ninguém nunca vai saber a verdade, porque isso ele levou pro túmulo. Segundo que, bem ou mal, ele gostava dela e ficou com ela até o fim. Eu li uma biografia do Kurt, Heavier Than Hell, que é considerada a melhor e mais honesta, e realmente ela não parece ser a vilã da história, parece que ele que não conseguia largar o vício de jeito nenhum e sempre falava que pensava em se matar. Acho que foi isso mesmo.

iga_rio said...

Nirvana me marcou muito também... escutei nevermind até não poder mais... e o show de 93 na apoteose foi o melhor show que vi na minha vida !!!!

Abraços,

tom said...

o disco do lcd q baixei nao tocou, veio com problema. o do air tbm, mas achei outro link e funcionou. so ouvi rapidinho e tem aquele clima de sempre do air, bem ambient. ja o do lcd so consegui o track feito pra noike pra malhar e achei bvem bacana. combina certinho com o tempo que malho ou pedalo, 45 minutos. aquele link q vc passou do lcd nao funcionou

tom said...

gosto muito do segundo disco do hole que, segundo dizem, foi quase todo feito pelo kurt, aquele que tem miss world. mas é fato que a courtney se deu bem como viuva do cara. o resto é especulação. o show do nirvana na apoteose foi um dos meus top tres da vida, junto com o echo no canecão e the orb numa praia nos usa. tres marcos distintos de minha vida...

PEDRO BAMBAATAA said...

e ai tom? será que daqui há dois anos vão fazer um filme com o velho JB nos moldes do RAY? digo isso pq acabei de ler que convidaram o jonhny deep para fazer o filme sobre a vida do Freddy Mercury...

no caso do nosso recente falecido, o cara certamente teria muita coisa para se mostrar na tela...

e sabe quem eu sugeria para ser o protagonista?

vcs tem alguma dúvida?

MR. Prince!!


acho que seria perfeito o nosso anão libidinal...

abraços...

Carlos Guarany said...

Hoje eu escutei pela primeira vez o Cansei de Ser Sexy na Triple J! A locutora (sim esta rádio é a FLU antiga) anunciou "CSS from Brazil" após a música "Let's Make Love and Listen to Death From Above"

R.I.P James

Sandman said...

o mais engracado que os caras sempre falaram que os shows no brasil foram os piores..principalmente em sp
rs

fabio fernandes said...

tbém li heavier than hell e tbém acho que a courtney não tenha tido culpa no cartório não, pelo menos até antes da morte. depois, ela virou aquelas putas que dão certo e nunca mais conseguiu fazer nada do quilate de miss world (se é que foi ela quem fez) e só vive dos lucros ... e ainda tem a frances, que provavelmente formará uma banda juntos com os filhos da cássia eller e do renato russo :)

ontem, o show do bossacuca nova no ccbb foi ótimo, assim como a participação da clara moreno, que tá cada vez melhor (em todos os sentidos).

fabio fernandes said...

e parece que quem vai dirigir o filme sobre james brown é o spike lee, então o projeto tá em boas mãos.

Rocha06 said...

Sei que é um cd mais pop, mas gostei do Celebrity Skin, do Hole...Malibu, pra mim, já é clássica.
Já que o povo curte listas, li hoje o Top 10 Cd's Pop de 2006 do New York Times:

1-"Return To Cookie Mountain"-TV On The Radio
2-"Infinito Particular"-Marisa Monte(??)
3-"The Eraser"-Thom Yorke
4-"Black Cadillac"-Rosanne Cash
5-"Yellow House"-Grizzly Bear
6-"Alright, Still"-Lily Allen
7-"Once Again"-John Legend
8-"Ys"-Joanna Newsom
9-"The Black Parade"-My Chemical Romance
10-"Fishscale"-Ghostface Killah

Eu digo que o cd novo do My Chemical Romance é legal mas vocês não acreditam...

Vander said...

bacana esses dois posts tom, não sabia desse lance da coca-cola com o "bom velhinho", acho q eles se merecem: grandes companhias e religiões,

james brown conheço pouco, mas do q ouvi gostei, às vezes somos uns babacas atualizados com os últimos lixos e deixamos escapar pérolas,

sobre os corvos em volta dos cadáveres, nada melhor que paint a vulgar picture dos silvas,

"At the record company meeting
On their hands - a dead star
And oh, the plans they weave
And oh, the sickening greed

Re-issue ! Re-package ! Re-package !
Re-evaluate the songs
Double-pack with a photograph
Extra Track (and a tacky badge)"

FELIZ 2007 A TODOS! e que estejamos todos aqui nesse blog ainda no fim do próximo ano, rs , Alive, alive and kicking

tom said...

essa musica do bjorn, peter e john (featuring Victori) eu ja saco ha seculos, mas nao sabia o nome, nem quem tocava, pq ela rola direto na xfm desde meados do ano. é a unica musica com assobio que presta (rs). qnto ao jb, minha mae tinha uns plays do cara nos anos 70 e "the payback" me impressionou pq era uma musica que durava um lado inteiro do lp!!! achei isso foda. nirvana: o show de sp foi realmente anti-climatico, anti-show, de proposito. aqui no rio era pra ser igual, mas deu a louca no kurt e foi o que se viu...

bruno lima said...

fala tom e galera

falo aqui de buenos aires onde volto à cidade nesta sexta (29). po, o calor aqui tá bem mais moderado do que no rio.

nossa, nunca vi tantas praças e parques bem mais cuidados que os nossos e ainda as rádios fms daqui dauñ de dez nas nossas.

e gente lendo muito por aqui, naum fico surpreendido qd o tom mencionou isso qd falou da cidade e ainda comprei de lambuja uma porrada de revistas de rock por aqui (tirando a rs daqui q`é muito melhor q a nossa com a ivetre na capa e tal).

valew galera. abraços.

ricabel said...

já que o papo aqui é frontmen com culhões, recomendo o recém lançado dvd do bad brains ao vivo no cbgbs na noite de natal de 1982. tem vocalista que canta afinado, tem cara que canta com o coração, mas o hr canta com as tripas mesmo. eu sei que hardcore não é muito frequentado pela galera daqui, mas as imagens valem como documento cultural.

Felipe Passarelli said...

Fala Tom!

Poisé, eu fiquei bem impressionado com o documentário Kurt & Courtney, que até tenho em casa, vendeu na banca de Jornal (Você deve ter visto, acho que rolou um Rio Fanzine sobre há um tempo atrás se não me engano)

E teve aquela história do Kurt com a dose de heroína que estava, muito alta, não ter capacidade de se levantar, quanto mais pegar uma arma e se matar. Mas isso é bem problemático mesmo.

Fã mesmo total, de sites especializados, fã clubes, comunidades, não gostam dela, mas claro, o "Live Through This" marcou a fase grunge, acompanhando o sucesso do Nevermind, que sem ele não existiria Hole, Courtney nem nada.

Não li ainda esse livro, boa sugestão, quero ler tb o novo do Simon Reynolds "Beijar o Céu" (o Cara é denominador de varios generos, como Post-Rock e Shoegaze, e o cara que também descobriu o CSS ano passado em são paulo!)

Li um livro dele fantastico em inglês, o "Generation Ecstasy" que conta tudo o que rola na musica eletrônica, é uma biblia pra mim, sempre consulto, tipo desde quando inventaram a bala até o fim das raves acid-house, sensacional.

Obs: Eles retiraram quase todos os links do LCD, esse esta funcionando ainda, aproveita pra pegar logo!!

http://rapidshare.com/files/
8073687/_053__LCD_Soundsystem
_-_Sound_Of_Silver__2007_.rar

Abraços :)

PEDRO BAMBAATAA said...

belo post do coveiro vander...
sou fan desta música dos silva...

comprei o dvd do Morrisey "put
de "m" in Manchester" e não
me canso de ficar vendo...
o cara é foda!!!

e sobre as pérolas que ele falou, é exatamente sobre vc julgar o que
é novo e bom, e o que é novo e
cópia de algo bem antigo...

abraços e bom ano novo aos coveiros...

tom said...

off total: fui na festa de um amigo que trabalha com cinema e teatro e quem apareceu por lá com uma entourage? a rosario dawson, aquela morena de sin city. como sempre rola, a figura é mais baixa ao vivo do que nas telas, mas como toda boa mulata, é bem fornida (rs). foi a mesma festa em que encontrei o dj hell ano passado. só freak e gente alternativa...

Sandman said...

todos amam buenos aires :)
minha irma foi e meu primo foi esse ano e os dois amaram o lugar.
---
esse dvd do bad brains deve ser cascudo msm.
---
eu escutei o disco novo do my chemical romance e continuo com a mesma opiniao...eles sao uma bosta
haha
e aquele vocalista tem um vocal pessimo.
O NME comparou o disco novo deles aos grandes discos de bandas americanas, como nevermind do nirvana e doolittle dos Pixies.
tsc tsc

fabio fernandes said...

acho que é a segunda vez da rosario aqui no rio, se não me engano. ela teve na época do mib II. e ela realmente tem uma "comissão de trás" que merece elogios ...

fabio fernandes said...

a rosario dawson já tinha vindo aqui no rio, se não me engano, prá divulgar o lançamento de mib II. e realmente, ela tem uma "comissão de trás" que merece elogios ... :)
o que acho legal é que, ultimamente, ela tem direcionado a carreira para filmes mais alternativos (sin city I e II, clerks II, grindhouse, devil´s rejects). inclusive, o personagem dela em grindhouse deve ser ótimo, dá prá ter uma idéia só pelo poster que tá rolando.

Felipe Passarelli said...

Fala Tom,

Passando por aqui pra desejar bom ano novo a você e aos coveiros.

Enquanto ao My Chemical Romance, já tentei, a linha deles é EMO e eu odeio EMO, pode vir o Brian Eno, o Bucth Vig produzir que não vou gostar. EMO é uma das pragas que não me pegou graçs a Deus.

E NME já não tem minha credibilidade faz tempo, se ela virou EMO, ela se vendeu mais do que é vendida.

O Mundo é EMO menos nós! (apesar de gostarmos muito de smiths e the cure que tb não deixam de ser emos, menos superficial claro hehe)

Upei pra um amigo meu, o album do CSS Versão gringa e tals, aí vou deixar aqui pra vocês baixarem. Corram pra não limarem o link, e o CSS vai lançar outro album em Maio! :)

http://d.turboupload.com/
d/1375648/
CSS_-_Cansei_de_Ser_Sexy
_2006.rar.html

Boas Festas e um 2007 com muito som e Show pra nós, ja ta quase certo Placebo e The Cure com 3 horas de Show pro segundo semestre! :)

fabio fernandes said...

o the cure tocou quase três horas no extinto hollywood rock, pelo visto, bob smith ainda tá dando no couro.

tom said...

no passado, algumas bandas homenagearam brown em suas musicas. a mais famosa delas é "genius of love", o maior sucesso do tom tom club, que é dedicada a jb. outra, que nao esconde nem no nome, é "james brown" do cabaret voltaire...

fabio fernandes said...

pois é, genious of love foi a música que coloquei no meu perfil do orkut qdo jbrown morreu, sempre gostei bastante do tom tom club e adoro esta música.

NA CIDADE

JULIANAS:

casas & shows: Circo Voador 18 – Metá Metá / Rakta 19 – Roberta Sá  20 – Testament (EUA) 25 – Johnny Hooker 26 – O Baú do Raul – 25 Anos: Marcelo Nova / Mauricio Baia / B.Negão / Chico Chico / Karina Buhr / Rick Ferreira / Vivi Seixas

Fundição Progresso 18 e 19 – Novos Baianos 25 - Mitchell Brunnings (HOL) / Orquestra Brasileira de Música Jamaicana 26 – Festival RapRJ 7: Cone Crew Diretoria / Luccas Carlos / Froid / 1Kilo / ADL – Participação: Ducon / Modestiaparte – Participação: Liink & Buddy Poke

Teatro Rival 18 – Festa La Cumbia 19 - Afrojazz - Participação: Larissa Luz & Jesuton 23 - Michael Sweet (Stryper) & John Schlitt (Petra) 24 - Júlia Bosco & Emerson Leal & Gustavo Macacko – Participação: Mart´nália & Simone Mazzer 25 – Alma Thomas 26 – Jay Vaquer 50 meia Setor A, 40 meia Setor B, 30 meia Lounge 30 – Cabaré Diferentão

Teatro Riachuelo 29 – Paulo Ricardo Teatro Odisseia 18 – Ordinária - Baile do Lindote: Molejo 24 - The World is a Beautiful Place & I am No Longer Afraid to Die / gorduratrans / E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante  26 - Esteban Tavares / Sheffield 

Vivo Rio 18 - Postmodern Jukebox (EUA)  19 – Barão Vermelho 20 – Roy Hargrove & Roberta Gambarini 25 - Jacob Collier (ING) 

Baratos da Ribeiro (Botafogo) 19 – Vespeiro: Marcelo Perdido / Real Sociedade / O Branco e o Índio 26 - Vespeiro: Tacy de Campos / Jonnata Doll & Os Garotos Solventes

Estúdio Hanói (Botafogo) 18 - Nativity in Black Fest: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  19 - Festival Nativity in Black: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  27 - Back To Hanoi Metal Fest: Forkill / Unmasked Brains / Evil Inside / Savant  30 - Rectal Smegma (HOL) / Uzômi / Baga  Audio Rebel 16 – Quintavant: Thiago França: Sambanzo 17 – Quintavant: Thiago França: Space Charanga Quarteto 18 - Jair Naves & Britt Harris / Kasparhauser 19 – Quintavant: Ava Rocha 20 - Homenagem a John Coltrane (Widor Santiago, Sergio Barrozo, Adaury Mothé, Didac Thiago, Roberto Rutigliano) 23 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Bella, Thomas Rohrer, Cadu Tenório, Antonio Panda Gianfratti 24 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Thomas Rohrer, Antonio Panda Gianfratti 30 – Quintavant: AJJA (Pedro Calmon & Alex Frias)

Espaço Sérgio Porto 18 - Marcio Lugó / Capela  24 - Mulheres de Buço 25 - Whipallas 31 - CEP 20.000

Sala Baden Powell 16 - Donatinho: Homenagem a João Donato - Participação: Ithamara Koorax, Wanda Sá, Cris Delanno, Amanda Bravo, Ricardo Silveira 19 - Quarteto do Rio 23 - Lúcia Menezes 26 - Marcel Powell - Homenagem a Baden Powell - Participação: Thais Motta, Ithamara Koorax, Gabriel Aquino, Amanda Bravo, Dilma Oliveira 27 - Dorina Canta Aldir Blanc 30 - Eliana Pittman

Theatro Net Rio 16 – Laila Garin & A Roda 22 – Paulo Miklos 12/09 Simone Mazzer

Beco das Garrafas Casa de Cultura Laura Alvim 09 e 10 – Festival Levada: Luísa Maita 15 – Katerina Polemi 16 e 17 – Festival Levada: Apanhador Só 23 e 24 – Festival Levada: Bruna Mendez 30 e 31 – Festival Levada: Tamy

Teatro Ipanema 15 - A.Nota: Sambas do Absurdo (Juçara Marçal & Rodrigo Campos & Gui Amabis) 16 - Aíla (PA) – Participação: Posada 17 - Ana Frango Elétrico / Thiago Nassif 18 - Amora Pêra 22 - A.Nota: Marcelo Vig & Marcos Suzano

Teatro Café Pequeno 17 - Lu Dantas & Natália Boere 24 - Marcos Oliveira 31 - Filtra

Metropolitan 24 – Hanson (EUA) 26 - Lindsey Stirling (EUA) Teatro Bradesco 18 – Leo Jaime 24 – Almir Sater

Teatro Municipal de Niterói 18 e 19 – Roberta Campos 22 – Clube do Choro Homenageia Noel Rosa 24 – Quarteto do Rio

Planet Music (Cascadura) 18 - Torture Squad / Hatefulmurder / Reckoning Hour / Warcursed  19 - Black Days (SP) / Sheffield / Amsterdan / LaVille  26 - Festival Invasão Underground 2: Inversa (SP) / Maieuttica / Adrift / Tormentta / The Last Whale 

Imperator 16 - Quartas Brasileiras: Tia Surica - Tributo a Clara Nunes - Participação: Nilze Carvalho, Ana Quintas, Mariene de Castro 22 – Jazz Pras Sete: Folakemi Duo 23 – Maurício Mattar – Participação: Alexandre Pires 24 - Homenagem a Dalva de Oliveira: Amelinha, Zezé Motta, Dóris Monteiro, Leny Andrade, Rita Beneditto, Áurea Martins, Agnaldo Timóteo, Simone Mazzer, Zé Renato, Eliana Pittman, Rosa Maria Colyn, Luciene Franco, Ellen de Lima, Ataulfo Alves Jr, Gottsha 30 – Agnaldo Timóteo 31 – Samba do Imperator: Grupo Arruda, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Arlindinho

Centro de Referência da Música Carioca Artur da Távola (Tijuca) 16 – Coletivo Samba na Rua 17 – Quinta Instrumental: Jimmy Santa Cruz 18 – Victor Mus 19 – Danilo Caymmi 23 – Fábrica Nômade Sonora 24 – Quinta Instrumental: Carlos Café 25 – Laura Zennet 26 – Quarteto do Rio 30 – Projeto Vitrola

FM Hall 23 – Manu Gavassi (grátis) 29 – Illy (grátis)

La Esquina (Lapa) 17 - Red Mess / Blind Horse / Stoned Jesus 24 – Mobile Drink

Smokey Rio (Lapa) 19 – Festa Rio Vinil Clube 26 – Bel Almeida Ganjah (Lapa) 18 – Duda Brack & Thiago Ramil 23 – Festa HempFyah: Rafyah Dread & Hempfield DubLab / Lion Dornellas / André Pfefer / Tagu Selectah Vibration 25 - Azul Casu & 3 du Mar

Casa de Baco (Lapa) 17 – Gafieira Pé de Louro 19 – Relógio de Dalí 24 – Joyce Cândido

CCBB 18 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pato Fu / Céu – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 20) 19 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pedro Luís & A Parede / Tom Zé – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 10)

Quintas no BNDES 17 - Byafra: 35 Anos de Sucesso 24 - Luiza Borges 31 - Tarita de Souza

Circuito SESC 16 – Copacabana: Philippe Baden Powell & Quarteto Ludere: Baden Powell 80 Anos 18 – Niterói: Clara Gurjão 26 – Engenho de Dentro: Clara Gurjão Circuito SESI 26 – Duque de Caxias: Tiê 25 – Jacarepaguá: Tiê _____________________________________________________________

mixx: 18 - Carmen Blues – Bar Kunin / Vila Isabel 18 – Sara & Nina – Olho da Rua / Vila Isabel 18 - Ronaldo Diamante – TribOz / Glória 18 - Wake the Dead Festival: Surra (SP) / Rats / Der Baum (SP) / Nove Zero Nove – Clube Mageense / Magé 18 – RaggaBrass – Boulevard Olímpico / Praça Mauá 18 - O Rappa - Tour de Despedida – Quadra da Grande Rio / Duque de Caxias 19 - Insurgente Rock Festival: Maieuttica / Ágona / Born2Bleed / Melyra / Forkill / Negah – Caixa de Surpresa / Bangu 19 - Breaking Bad - A Festa: Cervical / Controle / Mau Presságio – Buffallos Bar / Méier 19 - Festa RapSoul 5 Anos: Rael – Armazém / Praça Mauá 19 - Akira Presidente – Espaço BF / Mesquita

20 - Caxias Hell Festival: Velho / Justabeli (SP) / Dark Tower / Gutted Souls / Unnature / Vicious – Lira de Ouro / Duque de Caxias 25 - Bloco Fanfarra D´Águas – Praça das Nações / Bonsucesso 25 - Rogério Caetano - Participação: Hamilton de Holanda – Eco Som / Botafogo 25 - Arraiá do Bloco Vem Cá, Minha Flor – Feira de São Cristóvão

LEO JAIME LEO "GUANABARA" JAIME Com mais de 30 anos de carreira, Leo Jaime experimenta momentos de grande intensidade em sua vida profissional. Além da obra consagrada, como cantor e compositor, o artista está sempre atuando em novos projetos. Humor, interpretações arrebatadoras, inteligência e versatilidade são as marcas deste artista que apresenta ao publico carioca, no dia 18 de agosto, no Teatro Bradesco Rio, o espetáculo “Leo “Guanabara” Jaime”. No show ele relembra seus grandes sucessos musicais e as histórias por trás das canções e dos bastidores do Rock Brasil

PROGRAMAÇÃO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):   07/09 - Quinta-feira 20:00 Maceo Parker 22:30 Maceo Parker   08/09 – Sexta-feira 21:00 Maceo Parker 23:30 Maceo Parker   09/09 – Sábado 21:00 Sergio Mendes 23:30 Sergio Mendes   10/09 – Domingo 20:00 Sergio Mendes 22:30 Sergio Mendes   13/09 - Quarta-feira 20:00 Jaques Morelenbaum convida   16/09 – Sábado 21:00 Baby do Brasil 23:30 Baby do Brasil   17/09 – Domingo 20:00 Baby do Brasil 22:30 Baby do Brasil   20/09 - Quarta-feira   20:00 Jaques Morelenbaum convida   27/09 - Quarta-feira 20:00 Anne Paceo 28/09 Quinta-feira   20:00 Orquestra Atlântica 22:30 Orquestra Atlântica    Outubro   04/10 - Quarta-feira 20:00 Ala.Ni 05/10 – Quinta-feira 20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  06/10 – Sexta-feira 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    07/10 – Sábado 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    08/10 – Domingo  20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  11/10 - Quarta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    12/10 – Quinta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

ULTRA BRASIL ANUNCIA A PHASE 1 DE SEU LINEUP PARA A EDIÇÃO 2017: ADAM BEYER, ALESSO, ARMIN VAN BUUREN, DAVID GUETTA, JAMIE JONES, JOSEPH CAPRIATI, SASHA & JOHN DIGWEED e THE MARTINEZ BROTHERS SERÃO HEADLINERS FESTIVAL ACONTECE NOS DIAS 12, 13 E 14 DE OUTUBRO NO SAMBÓDROMO DO RIO

_______________________________________________________ CURSOS DE AGOSTO no Estação NET Botafogo    - História do Cinema Independente Brasileiro, com Cavi Borges    - Ancine e o fomento ao audiovisual brasileiro, com Julio Augusto Zucca    - Cinema Afrodisíaco? O sexo na tela, com Dodô Azevedo

Circuito Estação NET de Cinema e Cinemateca do MAM apresentam: Exposição CINEMA EM CASA: Equipamentos do acervo da Cinemateca do MAM. A partir de 23 de fevereiro, no Estação NET Botafogo de 23 de fevereiro a 23 de agosto 2017 Horário de visitação: 14h às 22h Entrada franca

DISTOPIAS BRASILEIRAS NO CINEMA A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 15 a 27 de agosto de 2017, a mostra cinematográfica Brasil Distópico, que traça um panorama da produção nacional sobre as distopias. Para a programação, os curadores Luís Fernando Moura e Rodrigo Almeida selecionaram 37 curtas e longas-metragens que imaginam diferentes futuros sombrios para o país, entre clássicos da ficção-científica brasileira e obras menos conhecidas.  Na programação, filmes como O quinto poder (1962), de Alberto Pieralisi, e Brasil ano 2000 (1969), de Walter Lima Júnior. Outras incorporam as convenções da ficção científica, encenando a ameaça nuclear e o colapso do planeta, como Parada 88: o limite de alerta (1978), de José de Anchieta; e Oceano Atlantis (1993), de Francisco de Paula. Há, ainda, aqueles que instalam o cinema de gênero em imaginários locais do Brasil, como é o caso de Abrigo nuclear (1981), de Roberto Pires; e Areias Escaldantes (1985). ESTE ULTIMO, TRAZ NO ELENCO, VARIOS NOMES E BANDAS DO ROCK BRASIL DOS ANOS 80, COMO LOBÃO, TITÃS, E TEMA-TITULO DE LULU SANTOS.

DEIXA NA RÉGUA: O filme estreia no dia 10 de Agosto no INSTITUTO MOREIRA SALLES com sessões às 16h e 20h e no CINE SANTA com sessão às 17h10. Deixa Na Régua. Direção: Emílio Domingos. Produção: Osmose Filmes. Documentário. Brasil. 73 minutos.

COM SESSÕES LOTADAS EM ALGUMAS CIDADES, UCI ABRE MAIS SALAS PARA “DAVID GILMOUR: LIVE IN POMPEII” E AGORA APRESENTA A EXIBIÇÃO EM XPLUS  Ingressos já estão à venda e o público poderá conferir o show também com o poderoso som Dolby Atmos em 360º



BLITZ AO VIVO: No embalo do lançamento do álbum 'Aventuras 2', Evandro Mesquita e sua Blitz finalizam seu quarto DVD, gravado no Circo Voador em abril, para lançamento em outubro. A banda está a todo vapor, com presença confirmada no próximo Rock In Rio e tem turnê pelos Estados Unidos confirmada em fevereiro de 2018

FESTIVAL DE CINEMA DA NOVA ZELANDIA

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers