Pages

Tuesday, September 30, 2008

KELVIN?


UNZAMIGOS MEU FORO RANGAR EM COPA DEPOIS DO SHOW DO JUSTICE E ACABARO ALI NA REGIAO DA PRADO JUNIOR TRAÇANDO UM GALETO COM AS PUTAS E TRAVECO. DADO MOMENTO, UM DELES VE UM ANUNCIO COLADO NUM ORELHÃO DO LADO DO BAR QUE DIZIA: "LOURINHA GOSTOSA. FAÇO KELVIN ATÉ O FINAL!", AI, GERAL BOLOU. O QUÊ OU QUEM DIABOS É KELVIN? NEGUIM JÁ DESCOLADO EM PUTARIA NÃO SABIA O QUE ERA AQUILO. KELVIN? WHATTAFUCK? A SOLUÇÃO? LIGAR PRA PUTA, É CLARO. AÍ, ELA EXPLICOU A PARADA: KELVIN É FAZER GARGANTA PROFUNDA ATÉ O FINAL SEM USAR CAMISINHA (20 CONTOS). MATADA METADE DA CHARADA. MAS POR QUE KELVIN? FIZ UMA BUSCA NO GOOGLE E SÓ APARECERAM DOIS LINKS SOBRE A PARADA!!! (O RESTO TODO ERA LIGADO A PESSOAS CHAMADAS KELVIN OU AO GRAU KELVIN). UM ERA UM FÓRUM NO QUAL A MESMA RESPOSTA E PERGUNTA QUE FAÇO AQUI ERA REQUERIDA, OUTRO ERA UM ANUNCIO DE JORNAL DE UMA VAGABA QUE FAZ KELVIN. ENTÃO, O MISTÉRIO CONTINUA: POR QUÊ KELVIN? ALGUÉM AÍ SABE?
Sunday, September 28, 2008

how bizarre

IMAGENS FALAM MAIS QUE MIL PALAVRAS...













*algum de vcs tem algum destes discos? mais em:
Saturday, September 27, 2008

E ELES NÃO SÃO AMIGOS...



ME LEMBRO MUITO BEM DA PRIMEIRA VEZ. TAVA OUVINDO A KISS FM ONLINE, NUMA TARDE DE SÁBADO DE 2004, QUANDO ENTROU "WE ARE YOUR FRIENDS" (NEVER BE ALONE AGAIN), DO SIMIAN. GOSTEI NA HORA, AO MESMO TEMPO EM QUE ACHEI O VOCAL MEIO IRRITANTE. TOCAVA TODA HORA NA KISS. MESES DEPOIS, DJ HELL VEIO AO RIO E ME DEU UM CD NOVO DA GIGOLO COM A VERSAO JUSTICE VS SIMIAN. DESDE ENTÃO, TOCO A MUSICA EM QUASE TODAS AS MINHAS GIGS, JÁ QUE ELA TEM MILHARES DE VERSÕES PRA TODO TIPO DE PISTA. NAS ILUSTRAÇÕES, ESTÃO OS DOIS DISCOS QUE TENHO. O AZUL, EM VINIL, É O QUE TOCO MAIS. TEM UMA VERSÃO DO LEE CABRERA QUE É MAIS PUMP IT UP (BOA PRA PISTA + TECHNO) E UMA DO EDISON, QUE TOCO MAIS NA FOSFO E MATRIZ. A DE CAPA VERMELHA, SÓ TENHO EM CD, TEM UM REMIX DO DJ HELL QUE É O MAIS LONGO E PESADO DE TODOS. E TODOS VEM COM A FAIXA ORIGINAL. ME FALTA DESCOLAR O AMARELO. CURIOSO QUE TANTO O SIMIAN QUANTO O JUSTICE FECHAM SEUS SHOWS COM ELA. NO DO SIMIAN GERAL FAZ ALMONDEGA ACABA EM CLIMA DE JOGO DE FUTEBOL O JUSTICE, APESAR DE NUNCA TER TOCADO AO VIVO COM O SIMIAN (FIZERAM A VERSAO NUM CONCURSO DE REMIX DE UMA RÁDIO FRANCESA E ESTOURARAM GERAL QUANDO ELA FOI LANÇADA PELA GIGOLO), DEVE TUDO A ELA. MAS ELES NÃO SÃO AMIGOS, COMO O XAVIER FEZ QUESTÃO DE ME DIZER NA ENTREVISTA. JÁ A MÚSICA, VIROU ETERNA, UM CLÁSSICO...
*saquem o visual gigolo e pré-metal (ed banger) do justice


Wednesday, September 24, 2008

justiceiros


Os caras do Justice chegaram no Rio segunda-feira. Ia encontrar com eles num hotel em Copa no mesmo dia, à noite, mas eles alegaram cansaço do vôo. Acabei falando ontem, por telefone, com o Xavier, o mais baixo, e eis algumas coisas que ele comentou (leia íntegra no RF de sexta):

- Não faremos mais remixes, vamos nos dedicar agora só aos nossos trabalhos.
- Não esperamos nada dos shows, contanto que tenha público e seja legal.
- Nunca fizemos nada junto com o Simian, sequer tocamos no mesmo palco.
- Nossa gig é totalmente live, nada de turntablism ou DJ set.
- O clipe banido de "Stress" agora só pode ser visto no nosso MySpace ou no youtube.
- Antes do novo CD vamos lançar o DVD "A cross the universe", que é tipo um doc.
- Na América, grupos cristãos nos apoiaram só por causa do uso da cruz.
- Jesse do Fancy co-escreveu "D.a.n.c.e", mas não é ele quem faz os vocais.
- Prefiro não tocar nesse assunto (sobre comparações com o Daft Punk)
Monday, September 22, 2008

MEXA-SE!


Nós, habitantes das metrópoles, nos acostumamos a não ter mais contato com a rua no dia a dia. Vai-se de casa, pro carro, pro trabalho e vice-versa. Não se anda mais nas ruas. O sol mal nos alcança. Levado pela necessidade, já que não dá para manter dois carros, a patroa usa o da casa, eu ando a pé, de bike, de onibus, metrô, e táxi, quando a pressa urge. Faço isso já há quase duas décadas. E acostumei. Pra qualquer lugar que fique a meia hora de caminhada, vou andando. Tiro de letra estiradas do metrô Botafogo até em casa, na fronteira do JB (mais rápido que atravessar a são clemente na hora do rush). Pro trabalho, vou de bus. Dá pra ler e ouvir um som sem se preocupar com o trânsito. Só não uso mais a bike porque a ciclovia é quase restrita à orla e não há tantos bicicletários na cidade. Já tentei parar em certos prédios comerciais (indo ao médico, por exemplo) e me negaram. A idéia é, cada vez mais, usar bicicletas para despoluir e desafogar. Mas, na prática, nao é assim tão simples. Exceto para quem mora na ZS e trabalha ou estuda perto da orla, andar de bike no Rio sem ser por lazer é complicado. Certos trechos da ciclovia, como a que corta Botafogo, por exemplo, são uma piada (levam do nada ao lugar algum e passam em calçadas apertadíssimas), além de muito perigosos; e, em geral, não há muito incentivo. tipo: chuveiros nos locais de trabalho e escolas, faixas demarcadas em avenidas (como em nova york), espaço no metrô para elas (só aos domingos), gradil na frente dos onibus para transportar a magrela (como ha em los angeles). Nosso governador vai implantar as bikes gratuitas ou de aluguel em estações de metrô. Já é um começo, uma boa idéia. Mas pra isso dar certo, nós temos que nos mexer mais, sair da inércia do dia-a-dia. Tudo bem que no verão é fogo pedalar no Rio, adoro o buzum com ar. Mas, nestes dias de outono, inverno e primavera mais amenos, a gente bem que podia tentar deixar o carro na garagem mais tempo, pegar mais um solzinho na cara. Então, vamos aproveitar o dia mundial sem carro pra começar a fazer isso?
Thursday, September 18, 2008

alien doidão


E agora, o último filme dessa lista retro anos 80. Um post acabou levando ao outro, já que todos aparecerem em DVD rip na rede ao mesmo tempo, pois antes só existiam em VHS e olhe lá. "Liquid sky" é o nome dele, que depois inspiraria uma linha de cosméticos dos irmãos Slinger em SP, que, mais adiante, virou o nome da loja e do selo de música eletronica de Carlos SoulSlinger em Nova York, já nos anos 90. É o filme new wave que praticamente inventou o electro-clash, já que quase todo o visual dele parece saído de um clipe do FischerSpooner, só que 20 anos antes. Na trama, uma pequena nave alienigena pousa num terraço em NY, onde vive uma modelo e seus amigos performaticos viciados em cocaína. O et sobrevive sugando a droga mimetizada no corpo dos humanos, e como todos vivem chapados, o alien acaba tendo uma rebordosa. Detalhe: ele prefere quando as pessoas transam e sintetiza a droga durante o orgasmo. O filme, feito por um russo e seus amigos com o dinheiro do bolso, é a sintese do que era ser moderno em NY nos anos 80: performance, modelos andróginos, fashionistas, uma dona que faz som eletronico tipo Laurie Anderson, cocaína e visual com muito néon. Por isso, ficou em cartaz quase uma década nos cinemas do Village, e aqui era exibido com frequencia nos teloes do Cubatão e Metrópolis. A belíssima atriz principal, Anne Carlisle (que faz o papel duplo de homem e mulher e numa cena tensa paga um boquete em si mesmo/a) e o diretor Slava Tsukerman (tbm autor da trilha synth numa onda pós-laranja mecanica), sumiram na poeira após este filme, que é totalmente original em sua trama, edição, figurino, música e efeitos especiais.
*na gíria, liquid sky é a viagem que se tem com drogas injetáveis...
Monday, September 15, 2008

SHOW A LA CARTE

É NESSE DOMINGO, MACACADA!
www.myspace.com/bandalosbife
www.losbife.com.br (downloads)
Sunday, September 14, 2008

SERIES ONLINE


Começou a temporada de series nos eua e, munido do guia da ew, a baixaria aqui em casa esta total, com o computa a todo vapor nas torrents. E o que já vi até agora:

californication = a volta da série que tirou david duchovny da capa de fox mulder e o jogou num mundo de sexo e devassidão em l.a. Eles estao pegando mais pesado no palavreado desta vez. A musica-terma, que chupava young folks, mudou (processo?), mas o rhcp nao conseguiu fazer eles mudarem o nome da serie. é sexo, drogas e rocknroll total.

tru blood = a série de vampiros de alan ball (six feet under) nao me empolgou com o piloto. revi a versão que foi pro ar, com algumas cenas a mais, e nada. vampiros em lousiana, aceitos e livres, numa trama cheia de estereotipos. odeio aquele jeito de falar sulista, pior que novela baiana.

dexter = meu serial killer favorito (feito pelo excelente michael hall) retorna pra tereira rodada com um piloto que promete uma boa temporada. é estranho a gente sentir fascinio por um tipo assim, mas ele tem la suas razoes. que nem a gente achar legal os caras dos sopranos...

*os madmanse02 estou acumulando pra ver tudo numa tacada só, tenho medo de ver 90210 (revamp de bh90210/barrados no baile) e louco pra dar play em terminatior com a shirley manson!
Friday, September 12, 2008

pesadelo industrial

Outro filme bastante esquisito e marcante é "Eraserhead", primeiro longa de David Lynch, que o começou a fazer ainda na faculdade, em meados dos anos 70, e só o lançou em 1978, chegando cá já em meados dos anos 80, via VHS. Acabei de reve-lo numa maravilhosa cópia baixada. Ele continua bizarro como sempre, só que quase entendi algumas coisas (rs). Mas a assinatura que Lynch usaria em seus filmes seguinte está toda lá: a estética de sonhos, o cenário retrô, os ruídos. A cena em que uma dona deformada canta "In heaven" (que depois foi gravada pelos Pixies) é a matriz da dança do anão em "Twin Peaks", p ex. O uso da fotografia p-b dá o toque extra. Seu ator-assinatura, Jack Nance, já defunto, faz o papel-título. Mas o filme é, sobretudo, baseado em ruídos industriais. Existem longas cenas sem diálogos, todas construídas a partir de ruídos diversos (máquinas, aquecedores). Tanto que, no futuro, Lynch dirigiria um espetáculo chamado "An industrial symphony", com a cantora Julee Cruise e seu arranjador favorito, Angelo Badalamenti. Qq dia "Eraserhead" volta à moda, assim como "Laranja mecânica" caiu no gosto dos emos por causa do visual de Alex. Tão logo o p-b e o industrial ganhem um revival, este é o filme que sintetiza tudo isso. Mas ninguepm vai entender nada (rs)
*notem no cartaz que o filme, originalmente, ganhou um certificado X da censura americana, vá entender o porquê...
Tuesday, September 09, 2008

BOYYY!!!!

...e agora, para encerrar essa nova trilogia de memórias/lembranças, mais um filme totalmente fora de circulação: Phantasm.

Fiz uma busca de outra coisa no mininova dia desses e, como sempre rola, a gente acaba achando o que não tava procurando. Apareceu lá: "phantasm quadology box set". Como? Fiquei logo fissurado pra baixar, visto que o Phantasm original (1979, chegou aqui já nos anos 80) é um dos filmes terror/sci-fi mais estranhos, originais e sem pé nem cabeça que já vi. Por isso, nunca o esqueci (rs). Vi o original numa mostra no cine Palácio. Eles exibiram alguns filmes que estavam encalhados e nunca estreavam aqui. Phantasm era um deles. O cartaz me chamou a atenção: mostrava um coroa sinistro segurando na mão uma esfera metálica com umas pontas cortantes. No filme, ele era o Tall Man, que corria atrás de um moleque xereta, que descobre que a morgue de um cemitério local não é bem o que parece. A tal bola prateada é uma especie de sentinela que voa atrás dos intrusos até colar em seus cérebros e extrair o sangue da cabeça. A gente nunca sabe bem o que tá acontecendo (será sonho do guri?). O diretor Don Coscarelli fez o filme com dinheiro do bolso e com amigos. Então, dá pra ver que faltaram coisas lá, que ele mostrou/explicou depois em outros filmes da série, que acabou fazendo sucesso cult nos EUA. As sequencias começam todas exatamente onde o filme anterior acaba e usam o mesmo cast (como levou alguns anos entre os filmes, alguns envelheceram bastante, e o moleque já era adulto no segundo, uns dez anos depois). A trilha sonora tbm é sinistra. O filme até hoje tem um website ativo (phantasm.com) e o ator que fez o Tall Man, Angus Scrimm, ainda hj aparece em convenções e mostras especiais. Alguém aí já viu? Acho que não passa na TV e nem rola em DVD aqui.

*vejam uma pequena amostra do filme:

Monday, September 08, 2008

blue velvet


Os posts aqui surgem do nada, out of the blue, como em hiperlinks da internet. e nessa de relembrar coisas aleatoriamente, apareceu num dos sites de torrents que frequento um filme chamado "little girls blue". que foi o meu primeiro porno. e, como diz a frase daquele anuncio, a gente nunca esquece do primeiro. principalmente em se tratando disso, numa epoca em que tudo poraqui era proibido. entao, no começo dos 80´s, quando o país ainda era uma ditadura, tive contato com esse filme. Sabadão, fui na casa de um bro no jardim botanico fazer chill in pra noitada. o cara tinha um telao em casa e um aparelho de vhs gigantesco com retroprojeçao (soube mais tarde q o pai dele era diretor da grobo, dai os equipamentos, que, entao, eram de ponta total, o vcr caseiro ainda nao era uma realidade). la, ele tinha uma meia duzia de fitas, todas piratas, claro, entre as quais um show (sei la, acho q era woodstock), clipes da mtv, o famoso caligula e o little girls blue. como esse era mais curto, enfiamos no slot e demos play. a primeira cena deixou todos sem ar, sem folego, sem jeito, sem voz: uma boca chegava na ponta de um carajo e mandava um head de responsa. era o sonho de uma garota de colegio interno. ai, começava o filme, repleto desses sonhos das meninas com seus professores e tudo que tivesse pau (o mais constrangedor é q meu amigo tinha uma irma bem gostosa que passava pela sala como se nada estivesse acontecendo, para nosso desespero :-)). eram tempos em que se faziam blue movies em pelicula, com enredo, cenografia (as partes de sonhos sao super bem feitas, com objetos de cena em escala, tipo terra de gigantes), meio como faz o diretor idealista de boogie nights. era sacanagem, mas era filme, pretendia-se arte alternativa. hj soa ate inocente, se comparado com as producoes de fast sex cheias de acrobacias, mulheres de peitos turbinados e caras movidos a viagra. as meninas de little girls blues sao bem comuns, nada de super gatas, transam com gosto, tem pêlos e só fazem o básico. do elenco, ninguem deu (?!) em nada, a nao ser o entao jovem paul thomas, que hj é um dos sócios da vivid, produtora xxx que fatura tanto ou mais qnto qualquer grande estudio de hollywood...
Sunday, September 07, 2008

a vibração do realce

Tava surfando canais e parei no Wohoo, um canal nacional dedicado aos esportes de ação cujos donos são ricardo bocão e antonio ricardo, a dupla surfistica do pgm "realce", pioneiro do genero na tv brasileira, pois começou em 1982, num canal que nem existe mais, a record/corcovado (atual cnt). o canal exibe o arquivo do realce, condensado em blocos de meia hora. vendo assim, em retrospecto, fica claro que o realce foi a versão tv da fluminense fm, guardada as proporções. surgiu na mesma epoca e mostrava entrevistas e clipes de bandas q nao passavam nos outros canais, sem contar que toda a sua trilha sonora acompanhava a mesma ideia, só bandas novas, daqui e de fora. o reponsável pela parte musical (clipes/trilha) foi o skatista cesinha chaves, que por acaso meio que fazia parte da turma de skaters com quem eu andava em meus teens (como era mais velho, ele andava no grupo dos vets). dois anos depois do realce, surgiu o vibração, pgm diario de meia hora no mesmo canal, este comandado mais pelo cesinha, que acabou me chamando pra cuidar da redação do pgm e tbm ajuda-lo na seleção de clipes e trilhas (eu nem sonhava ainda em trabalhar no jornal). foram seis anos de vibração (gravados num galpão em são cristovao) ate que a mtv brasil chegou e comprou espaços no canal 9, jogando pra escanteio os pgms que pudessem concorrer com ela. atraves do vibração alguem la da rede grobo viu meu nome e me chamou pra fazer a seleção do mixto quente, que apresentava novas bandas de rock ao vivo, domingos, filmadas nas praias (s. conrado, macumba) onde pude escalar livremente bandas q jamais apareceriam na grobo em outra situação, como detrito federal, voluntarios da patria, garotos podres, colera e tantas mais (o produtor jodele larcher me bancava frente ao diretor geral roberto talma, só assim musicas como "eu não pago nada" podiam ser gravadas e exibidas!) e assim, durante uns dois meses, o mixto quente fez historia (saiu do ar pq perdia do silvio santos!), nesse meio tempo, eu ja tava de frila no jornal e qndo esse barco afundou, mudei de midia (tv é um troço bastante estressante, ainda fiz la por uns 4 anos os textos para as cabeças dos clipes do flã-plástico). mas é bom situar a importancia do realce e dessa galera pioneira do rio, que apesar de diminuidos por serem surfistas, skatistas, plays da zs, tiveram mais importancia do que muita gente metida a besta com pose de indie e alternativo daquela época. ver o realce no wohoo é muito mais do que nostalgia, é a comprovação do fato. que resultou, 20 anos depois, no próprio canal da galera, ainda que restrito (tem na tva e em distribuidoras de cabo local pelo país). u-hu!
Friday, September 05, 2008

calendário

SHOWS QUE VAMOS VER NO RIO:

Justice, Mudhoney e Bloc Party (este, a confirmar) no Circo Voador.

Viva la Fête volta para mini turnê e desta vez incluiu o Rio na agenda.

TIM Festival (MGMT, Klaxons, Gossip, The National, Kanye West...)

MADONNA NO MARACA (DUAS DATAS)

KT Tunstall no Canecão

R.E.M. na arena HSBC

========

E O QUE NÃO VAMOS VER NO RIO:

Laurie Anderson (5 e 6 de setembro no SESC-SP)

The Hives e Melvins (sábado 6 em SP, mais Porto Alegre)

Nine Inch Nails (SP, Poa e Curitiba, em outubro)

Karl Bartos (SP, Poa e Brasília, outubro)

FischerSpooner (Bienal e Helvetia/SP, outubro)

Gorillaz Soundsystem (Creamfields/MG, outubro)

Uffie + VHS or Beta? (1 de novembro/SP)

Digitalism (Skol Beats/SP)

Kaiser Chiefs, The Jesus & Mary Chain (Planeta Terra/SP, novembro)

KYLIE (?)
Wednesday, September 03, 2008

Odeio falso boteco


CADA VEZ MAIS GRASSA NA CIDADE MONTES DE "BOTECOS" DE GRIFE, FALSOS, CLEAN. É UMA ONDA QUE VEIO DE SP, JÁ QUE, LÁ, ELES NÃO TEM KNOW HOW NEM PRA ISSO, NEM PRA LOJINHAS DE SUCOS COMO A GENTE TEM AQUI, DA MESMA FORMA QUE OS CARIOCAS NAO CONSEGUEM CRIAR UMA PIZZARIA QUE PRESTE COMO AS LÁ DO BRÁS. NÃO SUPORTO BOTEQUINS INFORMAIS E AFINS, MAL TOLERO O BELMONTE ORIGINAL. E UM DOS ÚLTIMOS BASTIÕES DO RAMO, O BOTECO TACO, NO HUMAITÁ, ANTRO DE VAGABUNDOS E MARGINAIS, DE APOSTADORES DE CORRIDA DE CAVALOS E TIPOS DO TIPO, TAMBÉM TOMOU UM BANHO DE LOJA E VIROU UM BUTECO ARRUMADINHO. PELO MENOS NÃO É DE GRIFE (E MANTEVE O SALÃO DE SINUCA NOS FUNDOS). NESSES LUGARES, ALÉM DOS PREÇOS INFLACIONADOS E DAS TVS DE PLASMA LIGADAS NA GROBO, NÃO ROLA PASTEL DURO, OVO AMARELO, TORRESMO SECO, PINGA PRO SANTO, PFS DE RESPONSA (COM DOIS OVOS EM CIMA, É CLARO). AINDA BEM QUE OS BOTECOS REAIS AINDA SOBREVIVEM NA ZN E EM ALGUNS CANTINHOS DA CIDADE. O RESTO, É TUDO MCDONALD´S QUE VENDEM "CHOPPS" ACIMA DO PREÇO. TUDO BEM GOSTAR DE UM BAR MAIS ARRUMADINHO, MAS DAÍ A CHAMAR DE BOTECO SÃO OUTROS QUINHENTOS, É SÓ TIRA ONDA...
Tuesday, September 02, 2008

passa, paissandu!


Tava lendo hj cedo no jornal sobre o fechamento do tradicional cine paissandu, no flamengo. nao pude ir lá no finde pq tava de prantão. tenho uma historia interessante com ele. embora não tenha idade pra ser da geração paissandu, que via os filmes da nouvelle vague na época em que estreavam, frequentei muito aquele lugar quando guri, na virada dos 70´s pros 80´s, nao só por morar nas redondezas. é que minha mae era amiga do gerente, o seu baltazar (acho que já morreu), que era o gerente dos tempos áureos, com fama de ranzinza. mas era só fama. sabendo de quem eu era filho, seu baltazar fazia cara feia, mas me deixava entrar de graça pra ver filmes, contanto que fosse nas horas mortas, nas tardes dos dias de semana. como naquela epoca nao tinha vcr e na tv so rolava filme bom na madruga, minha unica chance era aquela. programado pela cinemateca do mam, o paissandu so exibia classicos e festivais. foi assim que vi, numa tacada só, vários filmes dos irmãos marx (que abriram minha cabeça para o humor escrachado, groucho era genial!), de louis malle (ascensor para o cadafalso e 30 anos esta noite, que foi o que encerrou o paissandu no domingo, são dos melhores que ja vi na vida, nunca os esqueço), mostra sci-fi, de filmes de rock, os maiores clássicos de todos os tempos (casablanca, some like it hot), ciclo chaplin, godard e por aí vai. a maioria em pb (por isso nao tenho preconceito com isso até hj). e ainda fazia dobradinha com os cines lido, na praia do flamengo (hoje, uma igreja evangelica), pq o gerente de lá, seu barbosa, tbm era gente fina, ainda mais por eu morar no mesmo predio e costumar brincar ali em frente (tinha uma area que dava ate pra andar de bicicleta). la tbm so passava filme alternativos e mostras. foi onde vi meus primeiros mel brooks, tommy e uma porrada de filmes franceses e italianos, alem do holy grail do monty python. quando o vhs chegou meio que matou tudo isso e dai veio a dominação dos filmes americanos. mas foram minhas tardes no paissandu e nos lido, antes de descobrir o punk rock, que fizeram a minha cabeça como cinefilo. valeu por uma faculdade...

NA CIDADE

SETEMBRINAS:

CASAS/SHOWS: Circo Voador 08 – Forró do Kiko / Agytoê / DJ Lencinho 09 – Otto / Duda Brack / Festa Tupiniquim  15 – Eu Amo Baile Funk: DJ Grandmaster Raphael / Ritmo de Favela / Velha Guarda do Funk 16 – Forró de Santa: Conterrâneos / Ó do Forró (SP) / DJ Sérgio Feijó 22 – Haikaiss / DJs Nicole Nandes & Diana Bouth 29 – Mariene de Castro 30 - Francisco, El Hombre / Tom Zé

Teatro Rival 08 – André Frateschi: BRock is Back – Participação: Dado Villa-Lobos 09 - Júlia Vargas - Participação: Simone Mazzer & Não Recomendados 13 –  Duda Brack & Júlia Vargas & Juliana Linhares: Iara Ira 14 – Arlindinho Canta Arlindo Cruz 15 – Banda do Síndico – Participação: Fábio Stella & Marina Íris  16 – Mulheres de Chico 18 – Nelson Sargento 20 – Daira Canta Belchior 21 – Moyseis Marques Canta Chico Buarque 22 – Ellen Oléria 30 – Angela Ro Ro

Vivo Rio 09 – Festa Ploc 13 Anos: Rádio Táxi / João Penca & Seus Miquinhos Amestrados / Sempre Livre / Sylvinho Blau Blau 23 – Padre Fábio de Melo 28 – Il Volo (ITA)

Coordenadas Bar (Botafogo) 12 – Pimenta Jazz Trio 14 – Astro Venga / DJ Tito Figueiredo 19 – Flávio Guimarães 26 – Relógio de Dalí Estúdio Fórum (Botafogo) 08 - Sexta Infame: Flipout A.A. (JAP) / Egocentric Molecules / Kröstah Crust / Pot Zombies / Bongatron 30 – Kosmus / Solifvgae Etnohaus (Botafogo) 10 – Rafael Rocha 14 – Juliano Rabujah &Brunno Monteiro 15 – Doralyce Solar de Botafogo 14 - Zanna 20 – Clarissa Burns 30 – Veludo

Audio Rebel 08 - Quarteto Rutigliano, Ferté, Carvalho e Barrozo 09 - Amsteradio / Mario Maria  09 - Antonio Dantas 12 - Lourenço Vasconcellos  13 - Clayton Fábio Oliveira 14 – Juliana Perdigão  16 - BacaFest: Drápula / Pedras Pilotáveis 19 - Trium (Glaucus Linx, Yann Vathelet, Pedro Leão) 20 – Frederico Demarca 24 – Flavio Tris

Theatro Net Rio 12 – Simone Mazzer 27 – Rael Canta Vinícius de Moraes Sala Baden Powell 10 - Choro Reduto Pixinguinha 16 - Leny Andrade & Quarteto do Rio

Festival Bossa Nova 60 Anos Rio Othon Palace - Salão Bossa Café (Copacabana) 08 – Claudia Telles 15 – Doris Monteiro 22 – Chico Batera 29 – Andrea Montezuma

Teatro Ipanema 08 – Letícia Novaes 12 - A.Nota: Bondesom & B.Negão  19 - A.Nota: Kassin & Wado  26 - A.Nota: Vulgue Tostói & Ventre

Teatro Café Pequeno 14 – Julia Mestre 21 - Lilian Menezes Trio 28 - Marcelo Fedrá 29 - CCMP Fest 2: Montechiari Project / Anjos de Vidro  30 - CCMP Fest 2: Blind Horse / Arcpelago Teatro XP Investimentos (Jockey Club) 13 - Dori Caymmi 20 - Pedro Luís

Imperator 08 – Jorge Aragão 10 – Olivia & Francis Hime 13 – Márcio Gomes 19 – Jazz Pras Sete: Vitor Karyello 4Teto 27 – Alaíde Costa & Áurea Martins: Elizethíssima 30 – Forró Lánalaje: Ustrês / DJ Edna Carvalho

Cidade das Artes 07 - Semana Internacional de Piano: Duo Miroirs (Antonello d’Onofrio & Claudio Soviero) (ITA) 08 - Semana Internacional de Piano: Simon Ghraichy (FRA) 14 - Philip Glass - 80 Anos

Teatro Municipal de Niterói 13 - Nelson Sargento & Paulão 7 Cordas: Sambas & Histórias 14 – Focus (HOL) 29 e 30 – João Bosco

Planet Music (Cascadura) 09 - Nove Zero Nove / Venice / Triunfe  15 - D.P.R. / Fokismo / Força & Honra / Born2Bleed / Norte Cartel Casa Aberta (Rocha) 09 - Zé Bigode y Clara Anastácia Rota 65 (Olaria) 02 - Plebe Rude 16 - Finis Africae

Centro de Referência da Música Carioca (Tijuca) 08 - André Grabois & João Brasileiro - Homenagem a Elomar 09 - Duo Manu Santos & Tuca Alves 13 - Juliana Maia 15 - Marcello Furtado - Homenagem a Benito de Paula 16 - Alice Passos & Breno Ruiz & Miguel Rabello 20 - Eduardo Canto 22 - Paulo Bi 23 - Gabi Buarque 27 - Alice Sales 30 - Roda de Rock: Cássia Novello (16h) 30 - Laura Finocchiaro (19h30)

Festival Harmonia (Parque das Figueiras / Lagoa) grátis 07 – DJ Camilla Brunetta / DJ Thay Girão / Bianca Chami / Luckas Lins / DuoBiarritz (entre 12h e 22h) 08 – DJ Camilla Brunetta / Orquestra de Cordas da Grota / DJ Thay Girão / DJ Dakid / Tom Rezende / Pedro Marzano 09 – DJ Camilla Brunetta / DJ Luckas Lins / Banda Quarto e Cozinha / DJ Thay Girão / DJ RV / Lica Tito / DJ Dakid 10 – DJ Larissa Busch / DJ Camilla Brunetta / DJ Thay Girão / AMescla / DJ Dakid / GilSoul / DJ Tucho

Festival Sonora 08 - Parque das Ruínas: Bel / Aline Gonçalves Convida Susanne Paul  09 - Etnohaus: Luisa Correa / Marcela Velon - Participação: Andreia Mota & André Grabois  10 - Donninha Delivery: Ana Frango Elétrico / Luiza Brina  14 - Centro da Música Carioca: Ivy Morais / Claudia Castelo Branco - Participação: Michele Leal  15 - Parque das Ruínas: Angélica Duarte / Carol Panesi - Participação: Luísa Lacerda 16 - Etnohaus: Claudia Dantas / Carcaju  17 - Donninha Delivery: Cleo MC / Laura Lagub  21 - Centro da Música Carioca: Natalia Carrera / Andrea Dutra  22 - Parque das Ruínas: Lazir Sinval / Selma Mendes  23 - Etnohaus: Amora Pêra / Cacala Carvalho - Participação: Bow Bow Cogumelo  24 - Donninha Delivery: Elisa Queiroz / Gabi Buarque  28 - Centro de Música Carioca: Belliza Luar / Ilessi  29 - Parque das Ruínas: Yasmin Alves / Maytê Corrêa  30 - Etnohaus: Diana Nascimento / Iara Ferreira / Luana Dias / Manu Cavalaro / Ignez Perdigão & Mariana Bernardes

Festival Playing For Change grátis 23 - Casa da Cultura de Belford Roxo: Sangue Rasta Convida Mathias & Panela Zen, Amani Kush, Seea Rasta, Original Raiz, Roger Hitz, Louise Naturize (09h) 23 - PEGA Duque de Caxias: Corcel Mágico / Sudra / Renata Gomes / Passinho BF (14h) 23 - Rede Funk Social São Gonçalo: Dia Dos Loucos / MC Douglas Vieira / MC Renato Patrão / Analu Custódio (14h) 23 - Food Park Carioca Maracanã: Bel Almeida / Indian Brothers / FishEye (17h) Parque das Ruínas (Santa Teresa) 03 - Orquestra de Sopros Pró-Arte - Participação: Kiko Horta & Marcelo Caldi 09 - Feira Vegannezando: Melodica Vibezz / Laura & Luísa / Kerubim (10h) 09 - Victor Mus (17h30) 10 - Matheus Schneider Quartett 17 - MEB - Boca do Mundo 30 - Laura Zannet

Motim (Centro) 15 – Chico de Barro / Papisa (SP) 22 - 5 Anos da Hi Hat Girls! Escritório (Centro) 07 - Matinê Tropical Fuzz: Carbo / McGee & The Lost Hope 09 - Os Vulcânicos / Blastfemme 16 – Dedo / Tantão & Os Fita 30 – Lê Almeida Casa de Baco (Lapa) 01, 15 e 29 - Ana Costa 02, 16 e 30 - Primavera das Mulheres 05, 12, 19 e 26 - Bondesom 06, 13, 20 e 25 - Hermenegildo59 07 - Mussa 08 - Pietá 14 - Gastão Villeroy 21 - Badi Assad 22 - Dudu Oliveira Ganjah (Lapa) 12 - Samba Independente dos Bons Costumes  15 - Tyaro Maia 16 - Dub Ataque 18 - Chico Chico & João Mantuano  21 - De Leve & DJ Erik Skratch

FM Hall/AEROPORTO SANTOS DUMONT 19h – grátis 12 – Faro MPB: Marcelo Jeneci 13 - Banda 15 Dias 26 – Faro MPB: ? Museu de Arte do Rio (Centro) 29 - MAR de Música: Black Alien / Baile da Ademafia CCBB (Sala 26 / 4º andar) 19h30 – grátis 15 - Festival Espaço Sideral - Cidades Criativas: Negro Leo & Felipe Neiva (pocket show)

Espaço BNDES 19h – grátis 13 – Ithamara Koorax 14 - Luísa Lacerda & Quarteto Geral 21 – Coralito 27 – Quaterna Réquiem 28 - Roberto Menescal Casa do Choro (Centro) 13 - Déo Rian - Homenagem a Jacob do Bandolim  14 - Quarteto de Bandolins  20 - Pedro Amorim  27 e 28 - Pedro Miranda

Circuito SESI 13 - Centro: Laura Lagub 15 - Jacarepaguá: Paulinho Moska 20 - Centro: Paulinho Moska Circuito SESC 09 - Duque de Caxias: Da Ghama (15h - grátis) 13 - Ramos: Autoramas (15h - R$ 20) 14 - Tijuca: Autoramas (20h - R$ 20) 15 - Niterói: Autoramas (19h - R$ 20) 16 - Engenho de Dentro: Bagunço (16h - grátis) 17 - São João de Meriti: Da Ghama (19h - R$ 20) 17 - São Gonçalo: Autoramas (19h - R$ 20) 26 - Ginástico: Joyce (19h30 - R$ 25) 26 - Copacabana: Primavera nos Dentes (Charles Gavin, Duda Brack, Paulo Rafael, Pedro Coelho - Homenagem ao Secos & Molhados) (20h30 - R$ 25) 27 - Copacabana: João Donato & Donatinho (20h30 - R$ 25) 28 - Tijuca: João Donato & Donatinho (20h - R$ 20)

MIXX: 08 e 15 – Banda Neuttra – Shopping Grande Rio / São João de Meriti (19h – grátis) 08 - Festival From Hell: Nunslaughter (EUA) / Velho / Farscape / Creptum (SP) – Sport Clube Mackenzie / Méier 08 - Miss Kittin (FRA) – Hostel Canoas / São Conrado 08 - Giovana Adoracion – Bar Itália / Niterói 08 - Rio Na Rua: Matheus VK – Praça Nelson Mandela / Botafogo (20h30 – grátis) 08 - Bike (SP) / Oruã / DJ Gordinho – Aparelho / Praça Tiradentes 08 - O Rappa - Tour de Despedida – Quadra da Grande Rio 08 - Djonga / Sant / Lado A / Kayuá – Bar do Blues / São Gonçalo 08 - Segura O Grave / Bloco do S – City Lab / Santo Cristo 08 - Festa Batekoo: Blackyva – Viaduto de Madureira 09 - Punching Namard / Vulppe / Punk AnimalZ / Filhos do Totem / MC JPunk / Ocupa Sound – Centro Cultural Paschoal Carlos Magno / Niterói (10h – grátis) 09 - Regorge / Hellmen / Hurt / Indigestu – Usina do Metal / Nilópolis (17h – contribuição voluntária) 09 - RockZone Fest: Romeu / Solve / Reverb – Hashtag Bar / Vista Alegre (19h – grátis) 09 - Insanity Rock Fest: Moby Dick Rock Club / Cateto Oposto – Lona Elza Osbourne / Campo Grande 09 - Semana Internacional de Piano: Encerramento – Sala Cecília Meireles / Lapa 09 - Zambrotta Lo-Fi (PE) / Pessoas Como Nós – Rock´N Beer Pub / São Gonçalo (21h – grátis) 09 - Blind Horse / Gods & Punks – Néctar / Vargem Grande 10 - MIG - Movimento Independente Grunge: Séquito / Frogslake / Canella Seca / Dive – Rock´N Beer Pub / São Gonçalo (14h – grátis) 10 - Jamevú Sessions: Saulo Duarte (PA) – Casa Francisco / Santa Teresa  10 - MorMaÇo 07: Biltre - Praça dos Direitos Humanos / Nova Iguaçu (17h – grátis) 10 - Orquestra Petrobras Sinfônica – Carioca Shopping (17h – grátis) 12 - Lúcia Helena Weiss & Pedro Franco - Participação: Flora Purim & Marfa Kourakina – Centro Cultural da Justiça Federal / Centro 13 - Quintavant: Terry Riley & Gyan Riley – Sala Mário Tavares / Centro 14 – Chico Batera - Casa Julieta de Serpa / Flamengo

16 - Roda Cultural: Zona Restrita BXD / Banda Defon – Praça da Ponte Enviesada / Belford Roxo (11h – grátis) 16 - Alternativo Rock Club: Hawaii Carioca / Dois ou Dez / Jerry Matarazzo – Food Park Carioca / Maracanã (17h – grátis) 16 - Hip Hop Conhecimento: DJ Dree – Soma Hub / Duque de Caxias (19h – grátis) 16 - Festival Sounds: Kapitu / Vulppe – Clube Naval / Niterói 16 - Mulheres de Buço - Participação: Biltre / Minha Luz É De Led DJ Set – Estúdio Floresta / Cosme Velho 17 - Ensaio do Tambores de Olokun – Altura do Belmonte / Praia do Flamengo (16h – grátis) 17 - Lumus: Guaporés / Choclo / Filtra / Fábrica Nômade Sonora – Galpão Ladeira das Artes / Cosme Velho 17 - Orquestra Petrobras Sinfônica – Theatro Bangu Shopping (19h – grátis) 17 – Azymuth - Casa Julieta de Serpa / Flamengo 20 - Cintia Graton & Marina Cyrino: Le Chant Oublié – Maison de France 22 - Jazz Out: Tim Maia in Jazz – Hotel Vila Galé / Lapa 23 - El Toro Fuerte / gorduratrans / Fábio de Carvalho – Buda Burger / Duque de Caxias 23 - Victor Biglione & Bárbara Mendes – Bangalô / Barra da Tijuca 23 - Dream Team do Passinho Canta e Dança Jackson Five – Lona Carlos Zéfiro / Anchieta 24 - Lona Rock Sunday: Homobono / Diogo Gameiro / Jomar Schrank / Xha de Folhas Experimentais – Lona Terra / Guadalupe (14h – contribuição voluntária) 24 - Festival Headbanger Force: Dixie Heaven / Decifra-me / Ceiffador / Sentido Oposto / Arena / 7HE A77IC – Lira de Ouro / Duque de Caxias 27 - Baculeju da Sandra de Sá – Teatro Glaucio Gill / Copacabana 28 - Rael Canta Vinícius de Moraes – Theatro Bangu 30 - Hip Hop Conhecimento: Yas Werneck – Instituto Enraizados / Nova Iguaçu (16h – grátis) 30 – Leila Maria - Moviola Bistrô / Laranjeiras 30 - Matheus VK – Galpão Gamboa

Mostra Rússia: Um quarto de século através do cinema: traz o que há de mais relevante no cinema russo contemporâneo para a CAIXA Cultural Rio de Janeiro. A programação inclui, dentre outros destaques, três estreias em território nacional: Fábrica “Esperança” (2014), de Natália Meshaninova; Blues de Grozny (2015), de Nicola Belucci; e o premiado Algo Melhor por Vir (2014), da jovem diretora Hanna Polak. 19 de setembro a 1º de outubro (terça a domingo)

PROGRAMAÇÃO DO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):   16/09 – Sábado 21:00 Baby do Brasil 23:30 Baby do Brasil   17/09 – Domingo 20:00 Baby do Brasil 22:30 Baby do Brasil   20/09 - Quarta-feira   20:00 Jaques Morelenbaum convida   27/09 - Quarta-feira 20:00 Anne Paceo 28/09 Quinta-feira   20:00 Orquestra Atlântica 22:30 Orquestra Atlântica    Outubro   04/10 - Quarta-feira 20:00 Ala.Ni 05/10 – Quinta-feira 20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  06/10 – Sexta-feira 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    07/10 – Sábado 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    08/10 – Domingo  20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  11/10 - Quarta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    12/10 – Quinta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

ULTRA BRASIL ANUNCIA A PHASE 1 DE SEU LINEUP PARA A EDIÇÃO 2017: ADAM BEYER, ALESSO, ARMIN VAN BUUREN, DAVID GUETTA, JAMIE JONES, JOSEPH CAPRIATI, SASHA & JOHN DIGWEED e THE MARTINEZ BROTHERS SERÃO HEADLINERS FESTIVAL ACONTECE NOS DIAS 12, 13 E 14 DE OUTUBRO NO SAMBÓDROMO DO RIO



MIMO FESTIVAL 2017: os principais destaques do line-up. A edição de Paraty é inteiramente dedicado a mulheres, e traz representatividade trans. Teremos artistas como Oumou Sangaré,, Teresa Salgueiro, Liniker e Os Caramelows, As Bahias e a Cozinha Mineira, entre outros. No Rio e em Olinda teremos Emir Kusturica, Ondatropica, Nouvelle Vague

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo recebe a 8ª edição do Festival Assim Vivemos com 32 filmes com temática sobre deficiência de 19 países COM ENTRADA FRANCA, A SEDE DO CCBB SP RECEBE O EVENTO ENTRE 20 DE SETEMBRO E 1º DE OUTUBRO

SOM: A HISTÓRIA QUE NÃO VEMOS                   CCBB Rio de Janeiro – 13 de setembro a 2 de outubro                    CCBB São Paulo – 4 a 23 de outubro     O som sempre esteve presente nas nossas vidas. Desde o quarto mês de gestação, é o primeiro sentido que desenvolvemos. É por meio do som que se dá nosso primeiro contato com o mundo exterior. Com ele, nossa personalidade ganha seus contornos iniciais. Mas, na sala escura do cinema, muitas vezes, ele não tem o seu valor reconhecido

Após sucesso de público e crítica em São Paulo, o espetáculo teatral “Aqui estamos com milhares de cães vindos do mar”  realiza curta temporada na CAIXA Cultural Rio de Janeiro de 22 de setembro a 1º de outubro (sexta a domingo). sempre as 19h

HAPPY LAPA: nova happy hour estreia no Teatro Odisséia, dia 22 de setembro, sexta-feira   De 19h às 22h, evento apresenta shows da banda Zé de Albuquerque (SP) e da dupla Chico Chico e João Mantuano (RJ), com o comando da experiente DJ TataOgan nas picapes. Produzido por Leonardo Rivera, da Astronauta Discos, e com entrada a R$10,00, os 100 primeiros que chegarem não pagam  

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 9 de setembro a 12 de novembro de 2017, a exposição Natureza Concreta, que discute e aprofunda um tema de interesse permanente na arte, na ciência e na filosofia: as relações dos seres humanos com a natureza e o mundo que os cerca. Entre fotografias, vídeos e instalações em formatos variados, serão apresentadas 94 obras de 17 artistas e grupos brasileiros. O projeto tem curadoria de Mauro Trindade e patrocínio da Caixa Econômica Federal e do Governo Federal.

VIMIC ABRIRÁ SHOWS DO MEGADETH NO BRASIL EM NOVEMBRO   Banda de Joey Jordison, ex-baterista do Slipknot, se apresenta no país pela primeira vez

EXPO TOZ: O ARTISTA GRÁFICO TOZ, é o convidado do projeto “Os Amigos da Gravura”, que está completando 25 anos. A inauguração é no dia 14 de setembro (para convidados) e 15 (para o público), NO MUSEU DA CHÁCARA DO CÉU/SANTA TERESA

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers