Pages

Sunday, September 22, 2013

RUSH: CORRA PRA VER!



NUNCA FUI FÃ DO RON HOWARD. DA MESMA GERAÇÃO DE SPIELBERG, E EX-ATOR MIRIM, SEUS FILMES NUNCA ME TOCARAM. ATE O PENULTIMO, FROST/NIXON. E, AGORA, COM RUSH (NO LIMITE DA EMOÇÃO), TUDO MUDOU. RUSH NAO APENAS É UM DOS MELHORES FILMES DE 2013 COMO, PROVAVELMENTE (PQ NAO VI TODOS), O MELHOR A ENFOCAR O MUNDO DA FORMULA 1 (E NAO APENAS PARA FÃS), SEM FAZER ISSO DE MODO DIDATICO OU MANIQUEISTA. NA VERDADE, RUSH É UM BIOPIC MISTO DOS PILOTOS NIKI LAUDA E JAMES HUNT, MAS QUE USA DESSA RIVALIDADE ENTRE OS DOIS PARA MOSTRAR UMA FORMIDAVEL HISTORIA DE SUPERAÇÃO, DETERMINAÇÃO, SEM LADO CERTO OU ERRADO. E FAZ ISSO TAO BEM, QUE EMOCIONA E PRENDE A ATENÇÃO DO ESPECTADOR ATE A ULTIMA CENA.



NO PRIMEIRO ATO, SOMOS APRESENTADOS AO AUSTRIACO LAUDA E AO INGLES HUNT, AINDA JOVENS, NA F3. A RIVALIDADE COMEÇA DESDE ENTÃO. UM VIRA O NEMESIS DO OUTRO. CONHECEMOS CADA UM EM PARTICULAR: LAUDA, O CDF, METODICO, CERTINHO, PRAGMATICO; HUNT, O ROCKSTAR, LARGADÃO, LOUCO, NEM AI PRA NADA. O ROTEIRO DE PETER WESTER ACERTA, LOGO DE CARA, EM NUNCA FAZER DE UM O BOM, E DE OUTRO, O MAU. LAUDA É O CARETINHA E FEIOSO, E HUNT O BAD BOY BONITÃO, MAS ISSO NUNCA É FIRMADO COMO O LADO CERTO OU ERRADO. NO FUNDO, OS DOIS SAO REBELDES A SUA MANEIRA, JA QUE LARGARAM CARREIRAS  E A GRANA DAS FAMILIAS, PARA PERSEGUIREM SEU SONHO. AFINAL, COMO DIZEM NO FILME, SER PILOTO DE F1 ERA COISA PARA DILETANTES OU PLAYBOYS ABONADOS. PARA ELES, ERA DESAFIAR A MORTE, JA QUE, NAQUELES TEMPOS, MORRIA, EM MEDIA, UM PILOTO POR TEMPORADA.



FEITAS AS APRESENTAÇÕES, O FILME JOGA SEU FOCO PARA O CIRCUITO DE 1976, QUANDO LAUDA, JA CAMPEAO MUNDIAL, ENFRENTA HUNT EM PE DE IGUALDADE, JA QUE ESTE, POR CONTA DA SAIDA REPENTINA DE EMERSON FITTIPALDI DA MCLAREN, PEGA A VAGA E UM BOM CARRO, E PASSA A SER O BAFO NO CANGOTE DE LAUDA NAS PISTAS. E COMEÇA UMA DISPUTA ACIRRADA PELO TITULO QUE, PELO QUE É MOSTRADO, FOI MAIOR E MAIS EMPOLGANTE DO QUE A QUE ROLAVA ENTRE SENNA E PROST. E COM DIREITO A TRAGEDIA. NO MEIO DO CAMPEONATO, NUM CIRCUITO ALEMÃO QUE NAO É MAIS USADO, NIKI LAUDA SOFRE UM ESPETACULAR ACIDENTE, NO QUAL SEU CARRO BATE, PEGA FOGO, ELE FICA ALGUNS MINUTOS EM CHAMAS E VAI EM ESTADO CRITICO PARA O HOSPITAL. E AI, VEM A GRANDE VIRADA: MESMO TEDO RECEBIDO A EXTREMA UNÇÃO, LAUDA SE RECUPERA EM CERCA DE DOIS MESES E VOLTA AS PISTAS. DEPOIS, DISSE QUE O QUE INCENTIVOU FOI VER PELA TV HUNT GANHANDO OS PONTOS PARA LHE ROUBAR O TITULO. NAO É SPOILER PQ, POR MAIS INCRIVEL QUE PAREÇA, TUDO ISSO É FATO, ROLOU. SÓ NAO VOU DIZER COMO ACABOU A TEMPORADA SE VC, COMO EU, NAO SABE OU NAO LEMBRAVA MAIS COMO FOI A ULTIMA PROVA NO JAPÃO. INACREDITAVEL!



COM TODOS ESTES ELEMENTOS, HOWARD FEZ UM FILME FORMIDAVEL, QUE RECRIA MUITO BEM OS ANOS 70, COM SEU GLAMOUR E EXCESSOS, MULHERES LINDAS (OLIVIA WILDE FAZ A MODELO SUZY HUNT), CORRIDAS SELVAGENS (CERTAS REGRAS DE HJ NAO SE APLICAVAM NAQUELES TEMPOS), SEM CORREÇÃO POLITICA, SEM PIEGUISMO, COM MUITA EMOÇÃO. SE EU FOSSE VOTANTE DA ACADEMIA, INDICAVA RUSH PARA MELHOR FILME, HOWARD PARA DIRETOR, WESTER ROTEIRISTA, DANIEL BRUHL (LAUDA) ATOR, E CHRIS HEMSWORTH (THOR/HUNT), COADJUVANTE, ALEM DO SOM DO FILME, QUE É SENSACIONAL. RESTA SABER COMO OS AMERICANOS VAO RECEBER ESTA PRODUÇÃO MULTILINGUE, FALADA EM INGLES, ALEMAO, FRANCES E ITALIANO, COM DOIS PERSONAGENS DO PASSADO E DE UM ESPORTE QUE ELES NAO CURTEM. SEM PRECONCEITO? NAO PERCAM!!!

Monday, September 16, 2013

FAZ-ME RIR, PT2


QUANDO O SEGUNDO RIR ACONTECEU, EM 1991, EU ESTAVA TRABALHANDO NA TV GLOBO. LA, ENTRE 1986 E 91, FIZ PARTE DA EQUIPE DOS PGMS MUSICAIS 'MIXTO-QUENTE' (COM SHOWS GRAVADOS NA PRAIA), ENCONTROS NOTAVEIS (LEGIAO VS PARALAMAS ETC) E TBM DO FANTASTICO (ASSISTIA AOS CLIPES E ESCREVIA AS 'CABEÇAS' PARA OS APRESENTADORES). ENTAO, DESTA VEZ, EMBORA FAZENDO FRILAS PRO JORNAL (SÓ FUI EFETIVADO NO GROBO EM 91, EMBORA JA FIZESSE LÁ O RIO FANZINE), VI TUDO POR UM ANGULO DIFERENTE. TINHA ACESSO AO SWITCHER, ONDE FICAVA O DIRETOR ROBERTO TALMA, MEU CHEFE DIRETO, E IA E VOLTAVA DO MARACANÃ DE FORMA MAIS CONFORTAVEL DO QUE NA VEZ ANTERIOR, NUM BUSÃO, COM BOA COMIDA E TALZ. TINHA LIVRE ACESSO. MAS EU CURTIA MAIS FICAR COMA GALERA NO GRAMADO. E VER OS SHOWS DE PERTO.

ESTE RIR FOI MAIS ORGANIZADO E LIMPO. E PERTO. AFINAL, ERA O MARACANAZÃO. JA HAVIA MTV NA COBERTURA. A EQUIPE DO JORNAL ERA ESPECIALIZADA E MAIOR. MAS FALTAVA AQUELE CLIMA DE FESTIVALZÃO DO ANTERIOR, QUE TINHA UMA VIBE MEIO GLASTONBURY. NAO ROLAVA PERRENGUE NESTE. SHOWS COMO OS DE PRINCE E GEORGE MICHAEL IMPRESSIONARAM. MAS O MAIS AGUARDADO DE TODOS FOI O DO GUNS N ROSES, DIA MAIS LOTADO DO FEST. HAVIA ATE O RUMOR DE QUE A ARQUIBANCADA PODIA DESABAR, DE TAO CHEIO. EU SENTIA A PORRA TODA TREMER DO LUGAR ONDE FICAVA A AREA DA TV. NESTE DIA, PREFERI O SHOW DO MEGADETH. MAS MEU MOMENTO FAVORITO DE TODOS FOI O SHOW DO HAPPY MONDAYS, FECHANDO UMA NOITE POP (ACHO QUE TEVE RPM E TIFFANY!). SOB UMA CHUVA FINA E MUITO LIXO, COM TODO MUNDO DOIDÃO E SE JOGANDO NA FRENTE DO PALCO (ATE OS GARIS!). O SHOW ROLOU NUM CLIMA MUCHO LOCO. LEMBRO QUE ENTREVISTEI SHAUN RYDER NO RIO PALACE E ELE DISSE QUE TINHA TRAZIDO DOIS MIL PONTOS DE ACIDO PRA DISTRIBUIR NO SHOW. ME DEU UNS DOIS E´S. ESCREVI ISSO NO JORNAL, MAS TIRARAM. JÁ A FOLHA, BANCOU.

O RIR3 SÓ FOI ACONTECER DEZ ANOS DEPOIS, DE VOLTA A CIDADE DO ROCK, E BANCADO, SOBRETUDO, PELA AMERICA ONLINE, QUE DISTRIBUIA MALDITOS CD-ROMS NA ENTRADA, QUE TRAVARAM OS PCS DE GERAL E PEGOU MALZÃO PRA ELES (TANTO QUE NAO EMPLACARAM AQUI, E JA FECHARAM NOS EUA). DESTE, LEMBRO QUE O SHOW MAIS EMOCIONANTE FOI O DO R.E.M. (NUM DIA QUE TEVE BECK) VIA-SE NA CARA DO MICHAEL STIPE QUE ELE ESTAVA VIVENDO UM MOMENTO UNICO. FICOU EM ESTADO DE GRAÇA. A POLEMICA DA VEZ FICOU COM O CONTURBADO SHOW DO QUEENS OF THE STONE AGE, NO DIA DO SEPULTURA (QUANDO ELES DEVERIAM TER TOCADO NO DIA DO FOO FIGHTERS, ERA OBVIO), PQ O OLIVIERI ABAIXOU AS CALÇAS NUMA MUSICA LÁ E FOI PRESO EM PLENO PALCO POR ATENTADO AO PUDOR. RIDICULO! E NADA MAIS ME CHAMOU TANTO A ATENÇÃO, ALEM DE TER ROLADO NEIL YOUNG. E O OASIS TER SIDO HEADLINER NUMA DAS NOITES MAIS CONCORRIDAS, COISA QUE NAO ACONTECE COM ELES NOS EUA.

 NO RIR3, ESTIVE ENVOLVIDO DIRETAMENTE COM O FESTIVAL, PQ FUI O CURADOR DA TENDA ELETRO. O JOMAR JUNIOR, UM DOS FILHOS DO MEDINA, ME CHAMOU PRA ISSO. CHEGUEI A FAZER UMA APRESENTAÇÃO EM POWER POINT NA CASA DOS MEDINA, NA BARRA, PARA EXPLICAR DO QUE SE TRATAVA. NENHUM DELES SACAVA NADA DE MUSICA ELETRONICA, MAS ENTENDERAM QUE ERA ALGO QUE ESTAVA CRESCENDO. TANTO QUE, NESTE ULTIMO RIR, DAVID GUETA TOCOU NO PALCO PRINCIPAL, QUANDO, NAQUELA EPOCA, TERIA TOCADO NA TENDINHA. ERA UMA PARADA TERCEIRIZADA. UMA PRODUTORA CUIDAVA DA LOGISTICA DOS DJS, UM CARA QUE INDIQUEI (ROBERTO PEDROZA) BOOKAVA OS DJS GRINGOS, E EU PASSAVA A LISTA DE ARTISTAS QUE ELES DEVERIAM TRAZER (TINHA MOBY E CHEM BROS NELA, MAS ELES NAO PODIAM PAGA-LOS). TUDO DEPENDIA DO CACHE E DE ACERTOS. O BUDGET DA TENDA ERA BAIXO. POR ISSO, BASICAMENTE, ELA FOI COMPOSTA POR DJS LOCAIS, SEM INTERMEDIO DE AGENCIAS (TENHO ORGULHO DE TER INCLUIDO A GALERA DO B.U.M., DJS DA BAIXADA FLUMINENSE, QUE JAMAIS TOCARAM NUM EVENTO DESTE PORTE E NAO SERIAM CHAMADOS SE DEPENDESSE DO LOBBY DAS AGENCIAS). E OS GRINGOS, TIPO O HOLANDES FERRY CORSTEN, TOPARAM PQ ESTAVAM DE PASSAGEM POR AQUI, TOCANDO EM MARESIA/SP OU NO WARUNG/SC E O RIRI É BOM PRO CURRICULO. A TENDA ELETRO DEU ORIGEM A DOIS CD, UM GRINGO E UM LOCAL. NESTE, ESTA UMA FAIXA MINHA (COMO DJ ZIGGY), 'FALL OUT', DOS PRISONERS (EU & LEONI). FOI UMA PARADA PIONEIRA.

NO RIR4, EU TAVA DE FERIAS, FORA DO PAIS (GOSTARIA DE TER VISTO APENAS O SYSTEM OF A DOWN, MAS, LÁ FORA, VI O PORTISHEAD!); E, NESTE QUINTO, NAO CORRI ATRAS (NAO TEM NADA LA REALMENTE QUE EU JA NAO TENHA VISTO OU NAO POSSA VIVER SEM, MAS QUERIA TER CURTIDO O SOM DO VITALIC), NAO ME CONVIDARAM, E EU TAMBEM JA TO PRONTO PRA IR PRA PESCAR DE NOVO (E COM BONS SHOWS NA AGENDA, CONTO DEPOIS). MAS PELO QUE PARECE, HJ, O RIR É MAIS UMA FEIRA, UM PARQUE DE DIVERSOES, ONDE O QUE IMPORTA MAIS É A FESTA DO QUE AS ATRAÇÕES EM SI. NADA CONTRA. MAS É UMA ONDA BEM DIFERENTE. UM FESTIVAL CORPORATE, COMO QUASE TUDO HJ EM DIA. MAS, AO QUE PARECE, A GALERA NAO RECLAMA. MUSICA É O DE MENOS PRA QUEM OUVE MP3 E SÓ QUER POSTAR NO FEICE. OS TEMPOS MUDARAM. NAO SEI SE PARA MELHOR...
Sunday, September 15, 2013

FAZ-ME RIR, PT1


COM UM NOVO ROCKINRIO ROLANDO (APENAS O QUINTO EM QUASE 30 ANOS), MEMORIAS DO FESTIVAL AFLORARAM. JA QUE, TECNICAMENTE, FOI O MEU PRIMEIRO TRABALHO EM JORNAL. EU JA ESCREVIA COMO FRILA PARA ALGUMAS REVISTAS DA ÉPOCA, TIPO PIPOCA MODERNA, ROLL E BIZZ, MAS, NO PRIMEIRO RIR, EM 1985, FUI CONVOCADO PARA ESCREVER CRITICAS DIARIAS DE SHOWS PARA UM TABLOIDE QUE SAIA ENCARTADO NO GLOBO. OU SEJA, TIVE DE IR A TODOS OS DIAS DO FESTIVAL, DURANTE DUAS SEMANAS, E VER A PORRA TODA. VIA TODOS OS SHOWS, SEJA DE ROCK, MPB, JAZZ, VI ABSOLUTAMENTE TODOS.

A ROTINA: CHEGAVA POR VOLTA DE 11H NA REDAÇAO DO GLOBO, NO CENTRO. DE LA, UMA VAN (NO CASO, KOMBI) NOS LEVAVA ATE A CIDADE DO ROCK (LONGE PACAS). EU SO VOLTAVA PRA CASA DE MADRUGADA. AS HORAS DE SONO DIARIAS MAL CHEGAVAM A SEIS, E A COMIDA SE RESUMIA A SANDUICHES DO BOBS. CLARO QUE, NO TERCEIRO DIA EU NAO PODIA NEM MAIS SENTIR O CHEIRO DE BOBS (COMIA, BASICAMENTE, PASTA DE ATUM, QUE ESTRAGAVA RAPIDO) E PASSEI A LEVAR UNS SANDUBAS DE CASA. HAVIA TBM PIZZA E MACARRAO NA AREA, MAS COMER ISSO POR 15 DIAS NAO ROLA. POR ISSO, ACABANDO O FESTIVAL, FIQUEI UMA SEMANA DE CAMA, DOENTE, COMO JAMAIS FIQUEI NOVAMENTE. LEMBRO ATE HJ DO CHEIRO DO LOCAL,MAS NAO PERDI NENHUM TENIS NAQUELE LAMAÇAL.

 DA EQUIPE, EU ERA A UNICA PESSOA COM MENOS DE 20 ANOS E QUE CONHECIA DE ROCK NEW WAVE. OU DE ROCK. HAVIAM DUAS REPORTERES JA SENHORAS E UMA NEM TANTO, A DEBORAH DUMAR, E UM CAMARADA (ALBERT ALCOLOUMBREE FILHO) QUE RECEBIA TUDO NA REDAÇÃO. O LEGAL É QUE A LINGUAGEM ERA LIVRE. EU ESCREVIA DO JEITO QUE QUERIA (BOTEI NUM TITULO QUE 'ELBA RAMALHO FEZ A GRAMA DA CIDADE DO ROCK IR PARA CASA DO CARVALHO'. E SAIU'!!!). COORDENANDO TUDO, ESTAVA ANA MARIA BAHIANA (MINHA MADRINHA), QUE TBM EDITOU DUAS REVISTAS QUE SAIRAM, UMA ANTES E OUTRA DEPOIS DO FESTIVAL, PELA RIO GRAFICA, COM AS QUAIS TBM COLABOREI. OU SEJA, A DEMANDA ERA MUITO GRANDE. E TUDO ISSO ERA FEITO EM MAQUINAS DE ESCREVER, NAO TINHA ESSA DE COMPUTADOR (NA REDAÇÃO ELES JA EXISTIAM, MAS NAO RECEBIAM NADA, TUDO ERA ENVIADO POR UMA VERSAO ANCESTRAL DO FAX, O TELEX). ALGUEM NA REDAÇÃO PEGAVA A COPIA E DIGITAVA TUDO DE NOVO NO SISTEMA. DUREZA.

ANTES DO FESTIVAL, E NOS 'DIAS DE FOLGA' (ACHO QUE SÓ NAO TINHA SHOWS NAS SEGUNDAS), EU IA PRAS COLETIVAS NO RIO PALACE, HOTEL, EM COPACABANA, ONDE ESTAVAM HOSPEDADAS AS ATRAÇÕES. NUMA DESSAS, FUI ATE AO QUARTO DA GALERA DO B-5´S (ELES GRAVARAM UMA MENSAGEM PARA MINHA SECRETARIA ELETRONICA!), DESCI COM NINA HAGEN NUM ELEVADOR, ANDEI COM A BATERISTA DO GO-GO´S, GINA SHOCK (QUE ESTAVA SENDO ASSEDIADA PELO JOAO BARONE, DOS PARALAMAS) E CHEGUEI A IR NA SUITE DO FREDDIE MERCURY, PQ CONHECIA A CHEFE DA IMPRENSA DA EMI (A FALECIDA CHICA BURNIER). ELE ERA O MEGA STAR DA PARADA, O MAIS CERCADO E INATINGIVEL. O VI, AO LONGE, COM A TIPICA CAMISETA BRANCA. FRED FAZIA NOITADAS NUM CLUBE ALI DO LADO DO HOTEL, O MITICO SÓTÃO, NA GALERIA ALASKA (ONDE O DJ ERA O AMANDIO) E LEVAVA RAPAZES PARA O QUARTO DEPOIS PARA CONTINUAR A FARRA.

OUTRA COISA QUE TINHA DE LEGAL NA EPOCA: A IMPRENSA PODIA FICAR DO LADO DO PALCO, QUASE JUNTO DOS FOTOGRAFOS. ENTAO, NESSES DESLOCAMENTOS, CRUZEI COM O COVERDALE DO WHITESNAKE E OUTROS. SÓ OS TOPS EVITAVAM O CONTATO. ASSIM, VI SHOWS DE NINA HAGEN, B-52S E SCORPIONS DE PERTINHO.  OS UNICOS SHOWS NOS QUAIS NINGUEM PODE FICAR NA AREA FORAM OS DE IRON MAIDEN E AC/DC, POR CONTA DA PARAFERNALIA E PIROTECNIA. NO CASO DO AC/DC, HAVIA AINDA OS SINOS DE 'HELL´S BELLS ' E OS TIROS DE 'FOR THOSE ABOUT TO ROCK'. NO DIA DO SHOW DO AC/DC, PRESENCIEI MEU PRIMEIRO ARRASTAO. GALERA PASSAVA DE MOCHILA FAZENDO A COLETA NOS BOLSOS ALHEIOS, E NINGUEM NOTAVA! VALE LEMBRAR AINDA QUE, FORA O IRON (QUE TAVA NO MEIO DE UMA TURNE), TODAS (OU QUASE TODAS) AS ATRAÇÕES SE APRESENTARAM DUAS VEZES NO FESTIVAL. FATO TBM INÉDITO.

E FOI, BASICAMENTE, ISSO. DOS SHOWS QUE ME IMPRESSIONARAM, PQ JAMAIS HAVIAMOS VISTO NADA SEQUER PARECIDO AQUI COMO AS SUPER PRODUÇÕES GRINGAS, OS DE QUEEN (BASEADO NO VISUAL DO FILME 'METROPOLIS'), YES (PRIMEIRO A USAR LUZES COMPUTADORIZADAS, AS VARI-LITES!), AC/DC (SINOS GIGANTES) E IRON MAIDEN (POWERSLAVE) FORAM FODASTICOS. O PALCO DO SCORPIONS TBM, ERA BACANA, O SHOW DELES PARECIA UM NUMERO DE CIRCO, CHEIO DE ACROBACIAS E PULOS. COMO FÃ, MEU FAVORITO FOI O DO B-5´S. DOS NACIONAIS, O PARALAMAS MANDOU MUITO BEM, PQ AINDA ERAM DESCONHECIDOS, MAS LEVANTARAM A GALERA COM SEU SKA-ROCK...


Friday, September 06, 2013

CAJU AMIGO


SEMPRE ME PEDEM PARA CONTAR AQUI HISTORIAS DE BASTIDORES DO ROCK BRASIL. COMO ESSA SEMANA EU TAVA OUVINDO A COLETANEA 'AGENOR', LANÇADA PELO SELO DO DJ ZE PEDRO COM CURADORIA DA LORENA CALABRIA, ME VIERAM A MENTE ALGUMAS LEMBRANÇAS ENVOLVENDO CAZUZA. OU CAJU, COMO O CHAMÁVAMOS.

CAJU NAO ERA DA MINHA TURMA, PQ ERA MAIS VELHO E CURTIA O BLUES. MAS NÓS (E TODO MUNDO) NOS ESBARRAVAMOS NO BAIXO LEBLON OU EM ALGUM SHOW OU FESTA. NO BAIXO, P EX, FUI TESTEMUNHA DO LENDÁRIO ESPORRO QUE ELE DEU EM PAULA TOLLER NA PIZZARIA GUANABARA. CAJU FOI LÁ NA MESA ONDE ESTAVA PAULA, SUBIU NELA, E COMEÇOU A DESCASCAR UNS IMPROPÉRIOS NA CANTORA DO KID ABELHA, POR ELA SER POP, POR TER LARGADO O HERBERT VIANNA ETC E TALZ. VALE LEMBRAR QUE O ESTADO NATURAL DE CAJU ERA BEBADO/MUCHO LOCO.

DE OUTRA FEITA, TAVA SAINDO DE UM SHOW NO PARQUE LAGE (NAO LEMBRO QUAL) E PRECISAVA DE UMA CARONA PRO BAIXO. CAJU TAVA DE FUSQUINHA E OFERECEU. NAO SEI QUANTAS PESSOAS COUBERAM NO PEQUENO AUTOMOVEL, MAS TODO MUNDO SE ENFIOU NO CARRO, E LÁ FOMOS NÓS (GERALMENTE, A BEBEL GILBERTO FAZIA PARTE DA ENTOURAGE DO CAJU, QUE NAO ANDAVA COM A GALERA DO BARÃO). OUTRA NOITE MEMORÁVEL FOI NO BARAO COM JOANA (CLUBE DE IPANEMA QUE MUDA DE NOME TODO ANO E AINDA ESTÁ LÁ NA MESMA ESQUINA), ACHO QUE ERA NOITE DE UM DISCO DA MARINA OU ALGO ASSIM. CAJU, PRA LA DE BAGDÁ, COMO SEMPRE, FICAVA NA PORTA DO BANHEIRO NOS ASSEDIANDO DE FORMA HILÁRIA.

 DEPOIS DISSO, ME LEMBRO DE UMA FESTA DE ANIVERSÁRIO NA CASA DOS PAIS DELE, UM MEGA APARTAMENTO EM IPANEMA, DE FRENTE PARA O COUNTRY. FOI NA MESMA NOITE EM QUE A DANCETERIA MAMAO COM AÇUCAR FOI INAUGURADA. NAO ME RECORDO QUAL ERA O SHOW, SÓ QUE ERA BOM E, POR ISSO, NAO FIQUEI MUITO TEMPO NA FESTA DO CAJU, PQ PARTIU UMA CABEÇADA PARA A LAGOA. NO ENTANTO, LEMBRO-ME BEM DE UM DETALHE: EM MEIO AOS MALUCOS DE SEMPRE (GALERA DE BANDAS, ZECA NEVES ETC), ESTAVAM UMAS MOÇAS GOSTOSAS QUE ABORDAVAM A TODOS, PUXANDO CONVERSA. FUI SABER DEPOIS, QUE ERAM PUTAS DE LUXO CONTRATADAS PELO PAI DELE, QUE ESTAVAM A DISPOSIÇÃO DOS CONVIVAS. PERDI A CHANCE, PQ SAI FORA CEDO. MAS NAO SEM ANTES TER SIDO ASSEDIADO.

MEUS ULTIMOS ENCONTROS COM CAJU FORAM NA TARDE DA EXCELENTE APRESENTAÇÃO QUE ELE FEZ NA GRAVAÇÃO DO PROGRAMA MIXTO QUENTE (DO QUAL EU FUI ROTEIRISTA E AJUDAVA A ESCOLHER AS BANDAS, JUNTO COM JODELE LARCHER), NA PRAIA DO PEPINO.  E, JA COM ELE VISIVELMENTE DOENTE, NOS CORREDORES DA GLOBO, ONDE ELE FOI DIVULGAR O CLIPE DE 'IDEOLOGIA', DIRIGIDO POR ANA ARANTES (NESSA ÉPOCA, ERA EU QUEM ESCREVIA AS 'CABEÇAS', TEXTOS DE APRESENTAÇÃO DOS CLIPES, LIDOS POR ATORES) PARA O FANTÁSTICO. FOI NOSSA ULTIMA CONVERSA DIRETA. A ULTIMA VEZ QUE O VI, FOI NAQUELE MEMORAVEL SHOW DE DESPEDIDA NO CANECÃO. CHOREI A BEÇA NESTA NOITE...


NA CIDADE

NOVEMBERINAS:

Teatro Odisseia 17 – Siriun / Gutted Souls / Obituary (EUA)  21 – Delain (HOL) 26 - Vanguart / Ariella

Teatro Rival 16 – Tempero Carioca 17 - Eddie 22 – Rival Rebolado 23 – Nelson Sargento 25 – Festa Batmakumba: Abayomy 30 - Festival Norueguês: Sondre Lerche / Greni

Teatro Riachuelo 22 – Golden Boys

Casa Julieta de Serpa (Praia do Flamengo) 19 - Paris Jazz & Blues: Marcio Lott & Charles Marot Trio  26 - Paris Jazz & Blues: Carol Fazu

Coordenadas Bar (Botafogo) 05, 12, 19 e 26 – Pedro Baby & Convidados 21 - Sérgio Rocha Blues Band: Homenagem a Celso Blues Boy Estúdio Fórum (Botafogo) 24 - Sexta Infame: PxExNxE (COL) / Blaspherion / Lástima / Baga

Solar de Botafogo 16 – Paulo Malaguti 22 - Andrea Dutra & Cacala Carvalho & Elisa Queirós: Salto Triplo 24 - Kosmus / Aura / Psilocibina 29 – Gabriel Calisman Audio Rebel 17 - Ostra Brains / ‎Whatever Happened to Baby Jane (ES) 18 - Os Chás / Ente 19 - Altair Martins & Widor Santiago & Marcelo Magalhães Pinto & Didac Tiago & Roberto Rutigliano: Homenagem a Miles Davis & John Coltrane

Theatro Net Rio 27 -  Alessandra Verney  29 – Silva Canta Marisa Monte 

Blue Note 16 - Didier Lockwood Trio (FRA)  17 - Antônio Carlos & Jocafi Convidam Ithamara Koorax (20h)  17 e 18 - Amaro Freitas (22h30) 22 - Banda Zil (20h) 22 - Lina Nyberg (SUE) – Participação: Ilessi (22h30) 23 – Quarteto do Rio & Roberto Menescal – Participação: Joyce & Wanda Sá & Pedro Miranda (20h) 23 – Insula (22h30) 24 e 25 - Kenny Garret Quartet  29 e 30 - Ed Motta: Baile do Flashback

Ganjah Lapa 16 - Samba Que Elas Querem 17 - Anjos de Vidro / Mara Rúbia 22 - Conterrâneos 28 – Theozin

Sala Baden Powell 18 – Boca Livre 19 - Fhernanda Fernandes - Participação: Andréa França, Clarisse Grova, Nana Kozak, Ninah Jo, Sandra Duailib 22 – Doralyce & Maracutaia 25 - Augusto Martins & Paulo Malaguti 26 - João Carlos Assis Brasil & Carlos Navas

KM de Vantagens Hall 17 e 18 – Marisa Monte & Paulinho da Viola

Praça da Apoteose 18 e 19 - DNCE / Bruno Mars

Teatro da UFF (Niterói) 24 a 26 – MPB – a Era dos Festivais: Soraya Ravenle & Edu Krieger & Marcelo Caldi & Fabiano Salek & PC Castilho

Planet Music (Cascadura) 18 - Fugindo da Realidade / De Outono / Fall Back / Visceral Fear / We Are The Revenge  25 - For Annie / Ollie / Colorado / Visceral Fear

Imperator 19 - Folakemi / Jesuton / DJ Marcello MBGroove 20 – Mariene de Castro 21 – Terraço do Imperator: Jazz Pras Sete: Pimenta Jazz Trio 22 – Marcio Gomes 23 – Humberto Gessinger: “A Revolta dos Dândis – 30 Anos” 24 – Cidade Negra Canta Gilberto Gil 25 – Terraço do Imperator: Forró Lánalaje: Trio Ventura / DJ Edna Carvalho 25 – Paulinho Moska 26 - Fafá de Belém (com Manoel & Felipe Cordeiro): Guitarradas do Pará 28 – Coral Imperator

Centro de Referência da Música (Tijuca) 16 – Magali 17 – Carlos Uzêda 18 – Ana Costa & Carrapicho Rangel 21 - Dagô 23 – Felipe Adetokunbo 24 – Nina Rosa & Thiago Kobe 25 – Rodrigo Maranhão & Pretinho da Serrinha 29 – Joyce Cândido Canta Elis Regina  30 – Michel Taski O Pecado Mora Ao Lado (Praça da Bandeira) 15 - Acidez (MEX) / Pós-Sismo / Juventude Maldita (SP) / Dissgrama  18 - Sétimo Andar / Circus / Roterdan / Pilfer

Aparelho (Centro) 18 - Second Come 24 - Felipe Zenicola / Marcos Campello / Lucas Pires  Motim (Centro) 24 - Gragoatá / Vitor Milagres / Daniel Villares

Quintas no BNDES 19h - grátis 16 - Karla da Silva 23 - CDR Style 30 - Sergio Santos

Teatro Glauce Rocha (Centro) 16 - Fábrica Orquestra  23 - Alice Passos & Maurício Carrilho  30 - Olivia & Francis Hime CCBB 18 - Madrugada no Centro: Larissa Luz - Participação: MV Bill & Caio Prado / Festas Soul de Santa, Trap'in, QXO  Museu de Arte do Rio 24 - Sarau do Alemão / Rincon Sapiência

Som no Deck T.T. Burger - Leblon 19h - grátis 16 - Os Camelos 23 - Pimenta Jazz Trio 30 - Qinho

BRASIL EM TRANSE: Com curadoria de Ismail Xavier e coordenação da Sociedade Amigos da Cinemateca, em parceria com a Cinemateca Brasileira e o Cinusp, esta Mostra reúne mesas de debate e exibição de filmes que acontece de 16 de novembro a 1º de dezembro, em São Paulo. CINEMATECA BRASILEIRA

Circuito SESC 17 - São Gonçalo: Cassiano & Trio Beija Flor (16h - grátis) 18 - Copacabana: Guilherme Pimenta Trio (16h - grátis) 19 - São Gonçalo: Monarco (16h - R$ 20) 20 - São João de Meriti: Ed Motta SOLO (16h - R$ 20) 24 - Niterói: De Leve (19h - R$ 20) 25 - Madureira: De Leve (17h - R$ 20) 25 - Ramos: Cassiano & Trio Beija Flor (17h - grátis) 25 - São Gonçalo: Bebeto (17h - R$ 20) 26 - Madureira: Dorina (17h - grátis) 26 - São Gonçalo: De Leve (19h - R$ 20) 29 - Tijuca: Marcelo D2 & SambaDrive (19h30 - R$ 20) 30 - Tijuca: De Leve (20h - R$ 20) ______________________________

MIXX: 17 – Santos – Praça XV 17 - Victor Bertrami Quarteto - Participação: Azymuth, Arthur Maia, Robertinho Silva, Kiko Continentino – Casa com a Música / Lapa 17 - Aether / Tempus Fugit – Lona Elza Osborne / Campo Grande 18 - Festival Rock no Parque: Bala N'Agulha / Dona Penha – Arena Dicró / Penha 18 - Wake The Dead Festival: Surra (SP) / Rats / Der Baum (SP) / Nove Zero Nove – Magé Futebol Clube 19 - Surra (SP) / Plastic Fire / Halé / Triunfe – La Esquina / Lapa

25 – Qinho - Ahlma.CC / Leblon 25 - AcaraJazZ: Bondesom / Juliana Linhares / Doralyce – Rio City Lab / Santo Cristo 26 - Alaska (SP) / Hover / Whipallas – La Esquina / Lapa 26 - Cervical / Mari & The GoodFellas / Facing Fear – Calabouço / Vila Isabel 29 - Baculeju da Sandra de Sá – Teatro Glaucio Gill / Copacabana

o MIMO, que chega a Olinda nesse fim de semana (17 a 19 de novembro).   É a última etapa de 2017 do festival – depois de passar por Portugal, Tirandentes, Ouro Preto, Paraty e Rio de Janeiro –, com 44 atrações gratuitas de música, cinema e educação.

Abertura da exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”, no dia 1º de novembro. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

SHOW SOBREGAL - MARCELA MANGABEIRA Dia: 16 de novembro (quinta-feira) Horário: 20h Local: Teatro Municipal Café Pequeno Endereço: Av. Ataulfo de Paiva, 269, Leblon - Rio de Janeiro, RJ Tel.: 2294-4480

50 ANOS DE CARREIRA: Antônio Carlos e Jocáfi convidam Ithamara Koorax Dia 17 de novembro (sexta) Blue Note Rio – Av. Borges de Medeiro, 1424 - Lagoa   SESSÃO: Sessão: 20 horas

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

Parque Villa-Lobos/SP recebe SlowKids em 18 de novembro     Evento gratuito busca desacelerar as crianças do universo tecnológico com um dia inteiro de brincadeiras tradicionais, teatro, literatura e música; “Kombi dos sonhos” será uma das novidades desta nona edição

MOSTRA DE CINEMA ARGENTINO CONTEMPORÂNEO VOLTA À CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EM SUA SEGUNDA EDIÇÃO   Histórias extraordinárias apresenta uma seleção com os melhores filmes recentes do país vizinho. Debates com cineastas e especialistas completam a programação Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro  (Metrô e VLT: Estação Carioca) Telefone: (21) 3980-3815 Data: de 07 a 19 de novembro de 2017 (terça-feira a domingo)

'Cria', novo espetáculo de Alice Ripoll no grupo Suave, traz 'dancinha', dança contemporânea e funk ao Sergio Porto/HUMAITÁ e ao Centro Coreográfico. o trabalho estreia dia 17 com 10 dançarinos em uma mistura inovadora que também traz a dança afro, o afrofunk, o passinho, contato- improvisação e linguagem teatral de 17 a 20 de novembro de 2017 Horários: Sexta-feira - 21h                 Sábado - 21h                 Domingo - 20h                 Segunda-feira - 21h

O espetáculo “Kid Morengueira – Olha o breque!” homenageia Moreira da Silva (1902 – 2000), o cantor que popularizou o samba de breque, tornando-se um ícone da música brasileira. O samba permitiu a ele criticar, sempre com muito bom humor, os poderosos com seus desmandos, os malandros que conheceu na noite, e os compositores que ajudou a tornar conhecidos. A peça estreia para uma curta temporada no Teatro I do Sesc Tijuca - de 03 de novembro a 03 de dezembro, de sexta a domingo, sempre às 20:00.

Após o sucesso da temporada nos meses de abril e maio desse ano, que passou por sete cidades brasileiras e esgotou em todas as praças, o espetáculo “STOMDUP” de Tom Cavalcante volta para novas apresentações no Rio de Janeiro (dia 01 de novembro, no Teatro Bradesco Rio); Natal (dia 30 de novembro, no Teatro Riachuelo); Fortaleza (dia 01 de dezembro, no Teatro RioMar Fortaleza).

SOLID ROCK: a participação da banda Lynyrd Skynyrd no Solid Rock (Curitiba, Pedreira Paulo Leminski, dia 12/12; São Paulo, Allianz Parque, dia 13/13; e Rio de Janeiro, Jeunesse Arena, dia 15/12) acaba de ser CANCELADA por motivos pessoais da banda. No lugar, Cheap Trick será a banda que fará parte do lineup, junto do Deep Purple e Tesla. Mais informações sobre devolução de ingressos serão divulgadas em breve.

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers