Pages

Sunday, July 02, 2006

DJ TIPS

Desde a versão antiga deste brog que recebo de pessoas aqui e ali perguntas sobre o oficio de dj, como é, o q precisa ter, qnto custa o equipamento etc e tal. então, hj vou passar algumas informações para quem possa interessar, uma espécie de faq:

1-o q é preciso para começar?
= o equipamento básico consiste de dois toca-discos e/ou dois cd-js, um mixer, fone de ouvido, bolsa/case para carregar o equipamento, um par de cápsulas e agulhas.

-1.1. qnto custa tudo isso?
= se for tudo zero bala, uma nota. cada pick-up technics custa 500 dólares (aqui se vende por até R$ 2 mil), cada cd-j pioneer custa por volta de 300 dólares, um bom fone (technics) sai por 150 doletas; uma boa bolsa/case fica entre 50 e 100 mangos; e um par de capsulas com agulhas gira na casa das 250 pilas (das marcas ortofon e stanton). um mixer bacana (pioneer) custa no minimo 300 contos americanos. então, o investimento inicial gira em torno de 2,5 mil dólares (5 mil reais), podendo cair pela metade se vc n usar equipamentos pro, se for só para uso caseiro.

2-qnto custam os discos?
= se vc n for um dj cao ou de apartamento vai ter q comprar discos em vinil, cuja unidade por aqui custa de 40 a 50 reais. como um set de dj precisa ter pelo mens 50 discos, faça as contas. hj em dia cd-js ja leem mp3 e se vc só usar musica baixada ate da pra fazer um set jukebox, mas certas musicas nao existem em cd nem estao na rede, principalmente as melhores. se vc for um rock dj, ok. mas um dj pro que toca em clubes, mixa musica eletronica, nao pode se valer disso, isso o desvaloriza. e como o cache do dj ajuda a bancar os custos com discos, tudo vira um circulo continuo. mesmo q vc use final scratch, o custo do programa e mais o laptop power mac é bem alto.

3-o q é preciso para ser dj?
=nem sempre mixar primorosamente é o principal, se vc nao tem ouvido para a musica ou gosta do lance. uma boa seleçao as vzs faz a diferença, saber criar e manter uma pista nao se ensina na escola, vai da sensibilidade do dj, de conhecer onde está e para quem está tocando. o maior erro é ensaiar um dj set em casa e ir repeti-lo no clube. nao funciona. o clima pode ser totalmente outro. vc ate pode ensaiar umas viradas, mas nao pode ser escravo do bpm ou do set pronto, senao vai tocar pra vc mesmo e matar a pista. esse é o maior erro do dj principiante. por isso, fazer um curso de dj é bom so para ganhar conhecimentos tecnicos, mas nao fara de vc um dj. senao, os alunos de berkeley seriam os maiores guitarristas do mundo.

4-o q levar para uma noite?
=o dj nunca pode sair de casa sem: os fones, feltros, agulhas (nem sempre a casa tem ou tem umas baleadas), celular, lanterna (existe cada buraco escuro por ai) e os discos, claro. no minimo, 30 para um set de 2hrs, mas é sempre bom levar a mais, de 40 a 50, caso o dj q vai tocar depois nao apareça ou role alguma emergencia, do tipo ter q mudar o estilo musical de um bpm para outro (se o techno nao ta empolgando, mude pro electro, p ex). o bom é levar dois sets basicos e algumas musicas pra levantar a pista na hora certa. se puder, leve uma copia de um cd mixado, seu ou copiado, para o caso de a pista estar vazia e vc ir se preparando, passando o som etc. geralmente os equipamentos de algumas casas sao ruins e nunca estao no ponto. é pessimo começar a tocar e ver q esta tudo mal equalizado ou dando problema.

= o resto é com vc. pode ate ser glamuroso e ajudar a se dar bem, mas ser dj nao é facil, nem da tanta grana assim (para cada dez tops existem cinco mil anonimos), as vzs nao paga nem metade do q vc gastou em discos numa semana. basicamente vc vai tentar recuperar o investimento no primeiro ano e so vai começar a ganhar caches razoaveis depois de fazer o nome, o que pode levar mais algum tempo.

*se faltou mais alguma coisa, perguntem, por favor...

10 comments:

tom said...

super off: passou hj o ultimo ep de six feet under na hbo. fechou de uma forma espetacular, so reforçando o q eu ja achava desde q comecei a ver: é a melhor serie dramatica ja mostrada na tv em todos os tempos. do tipo que mexe com tua cabeça, pode ate mudar a sua vida, da uns toques muito bons. então, mais do que nunca, carpe diem (aproveitem a vida). nunca se é velho o bastante pra nada, pq um dia tudo acaba, e ai nao tem mais jeito...

Sandman said...

nossa, bem legal esse post sobre como ser dj :)
pelo menos pra ser dj de rock é mais barato lml
---
tom vc falou sobre carpe diem.bemm eu concordo em partes.As vezes me da raiva de algumas pessoas com a minha idade (24 anos) e que vivem como velhas.Sempre falam coisas do tipo.."eu ja to velho pra isso ".O meu problema é que tambem discordo da ideia de que isso aqui pode acabar a q q momento.

Minha amiga por exemplo,que faleceu esse ano, tentou aproveitar ao maximo e acabou perdendo para as drogas (ficava "carpe diem " com balinhas em raves).

eu particularmente tenho um jeito paulinho da viola de ser hehehe
adoro aproveitar a vida, mas tambem tento manter uma certa calma.O mundo nao vai acabar se nao sair sabado a noite.

As vezes eu vejo as pessoas "desesperadas" pra aproveitar a vida, mas o que acaba acontecendo é essa vontade de viver acaba se transformando em frustracao mtas vezes.

---

There's a club, if you'd like to go
You could meet somebody who really loves you
So you go, and you stand on your own
And you leave on your own
And you go home, and you cry
And you want to die

---

final de post a la six feet under hahaha

Vander said...

é tom, também estou órfão desde ontem e sem ser piegas, pra mim é a obra de arte q abre o seculo XXI pq: 1)trata vida e morte como dois lados da mesma moeda, de forma nua e crua; 2) não há milagres, os personagens evoluem ao aprender a lidar com suas próprias limitações; 3) novas formas de famílias se formam; 4) conflitos milenares sao postos às claras (incesto, homo, odios, traicoes); 5) contraste numa familia q nada se fala (fischer) e onde tudo se fala (pais psicanaliticos)- problemas dos dois lados, 6) musica dando sentido a vida e a personalidade (rodou tudo que amamos de alternativo: radiohead, arcade fire,nirvana), 7) drogas (maconha passou pelos pulmao de todos os personagens), 8) cuspe na era-bush, 9) perca seus medos, viva agora, e milhares de coisas q so quem acompanhou do inicio percebeu ao longo desses 5 anos

vou assistir novamente o reprise da terça pq os últimos 15 minutos são impactantes, muitos detalhes – fica a saudade da maluquete Claire, do formal David (mesmo ano que nasci), do sonhador Nate, da travada Ruth, da inteligente Brenda, e todos os demais – se conhecesse os autores ia jurar que tinham lido minha mente, não consigo entender como fez sucesso de publico e crítica, mesmo no Brasil!

Vander said...

prometo nao ser chato, mas só vou narrar o final de um ep da 4 temporada q revi ontem a tarde, pr´aqueles q nao conhecem a serie

a familia fischer resolve queimar objetos do passado como uma forma de exorcização e quando está aquela fogueira e a família toda em volta, Claire corre pra dentro de casa, pega a camera fotografica, poe a caixa de som na janela e o que sai dela...

"I'm on a roll,
I'm on a roll this time
I feel my luck could change.

Kill me Sarah,
kill me again with love,
it's gonna be a glorious day.

Pull me out of the aircrash,
Pull me out of the lake,
'cause i'm your superhero,
we are standing on the edge"

Lucky do Radiohead, rodando inteira enquanto a camera gira entre as chamas e os rostos, claro que chorei aos borbotoes, rs, musica, vida e arte pra mim se fundem numa coisa só,

como gay, também nao esqueco a frase trocada entre os dois caras, um culpado por ter iludido uma mulher (mesmo comigo, na verdade vc mente pra si mesmo), e o outro rebate: "apaixonar-se por gay é uma fase na vida de toda mulher assim como os gays tentarem um período como hétero" e o outro responde: "talvez sejamos a última geração a passar por isso", I hope so

tom said...

sandman, carpe diem nao significa, pelo menos pra mim, viver a vida no limite, mas aproveitar mais as partes boas, na se deixar levar por coisas mesquinhas, pelo cotidiano chato. é legal experimentar um pouco de tudo, mas sem excessos. isso é coisa do rock antigo, live fast, die young. prefiro viver ate os 80 curtindo tudo de leve. nao precisa se desesperar. tipo, dar uma volta com seu caozinho pode ser o maior barato, conhecer um lugar q vc nunca pensou em ir, ter algum hobby, nao se arrepender depois de algo q vc queria fazer, mas nao fez. pq, my friend, qndo chegar a hora do great big no, um abraço. mesmo q haja algo no au de la, nao sera fisico...

Gabriel said...

Tom, já usou o final scratch? O que vc acha da parada? Tem muito dj usando, né?

Onaicram said...

Tom, eu respeito quem usa, mas realmente é necessário desprezar quem não usa vinil? Pelo menos eh o q sinto no meio. Será q somente quem usa vinil é o verdadeiro djalma? Cd seria só para DJ Cao? Perguntas pro debate, não?

tom said...

onaicram, as vzs as palavras soam diferentes do q a gente quis dizer. no caso do vinil eu ate expliquei o pq: da exclusividade de certas musicas, da facilidade em mixar e, faltou dizer, do som superior. mas, hj em dia, com cd-js q fazem praticamente de tudo igual a uma pick-up, ja da pra ir aposentando o vinil aos poucos, ate pq ele pesa muito e custa mais caro. mas a maioria do djotas usam o vinil por fetiche e tbm pq vc realmente pega no disco, pode fazer uma mixagem mais precisa. questao de gosto.

tom said...

gabriel, ja vi o final scratch em açao, dois amigos meus tem. um deles tem grana e n precisa ganhar o troco como dj, pq a parada, junto com o laptop, custou dez mil. o outro trouxe da zoropa, gastou a metade disso, mas ainda deve tar pagando. na pratica, acho frio. a vantagem é q vc leva apenas dois vinis q tocam o som dos arquivos de mp3 q estao no laptop atraves de uma interface entre o laptop e os toca-discos. digamos, se vc viaja muito, basta levar uma maleta com o laptop e o programa e todas as musicas estao ali, milhares. mas, isso aconteceu com meu amigo q tava tocando comigo, no meio do som a aparelhagem deu pau e se ele nao tivesse levado uns 20 vinis de backup tinha saido de cena. e o dj cao pode programar as faixas que um software faz as mixagens, vc fica so fingindo, no truque, que ta mixando. ja vi isso com um dj de house na fosfobox. é bom, mas é ruim, entende? mas muito pratico

Vida Fuleira said...

Não precisa gastar tanto assim não. Aqui tem um link para uma pick-up de papel, feita com técnicas de origami e que funciona mesmo...

http://www.simonelvins.com/paper_record.html

NA CIDADE

OCTOBERFESTIVAS:

FESTIVAL DO RIO  ÚLTIMA CHANCE   de 16 a 18 de outubro   Estação NET Botafogo 1 + Estação NET Rio 4 e 5    

ESTAÇÃO NET BOTAFOGO 1: 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ocidental Dir. Neïl Beloufa 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Matar Jesus Dir. Laura Mora 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Memórias do subdesenvolvimento Dir. Tomás Gutiérrez Alea 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     As misândricas Dir. Bruce LaBruce

  17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ensiriados Dir. Philippe Van Leeuw 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Antipornô             Sion Dir. Sono 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Patti Cake$ Dir. Geremy Jasper 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     Meu colégio inteiro afundando no mar Dir. Dash Shaw  

18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Últimos homens em Aleppo Dir. Firas Fayyad 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Cadáveres bronzeados Dir. Hélène Cattet, Bruno Forzani 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Sal Dir. Diego Freitas 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Alanis Dir. Anahí Berneri 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     How to Talk to Girls at Parties Dir. John Cameron Mitchell  

ESTAÇÃO NET RIO: 16/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Kim Dotcom: Agarrado na web Dir. Annie Goldson 16/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     God's Own Country Dir. Francis Lee 16/10/2017         Estação NET Rio 4             18:00     A liberdade do diabo Dir. Everardo González 16/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Golden Exits Dir. Alex Ross Perry 16/10/2017         Estação NET Rio 4             19:45     As entrevistas de Putin Dir. Oliver Stone 16/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     A vendedora de fósforos Dir. Alejo Moguillansky  

17/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Encriptado Dir. Nick de Pencier 17/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     Eduardo II Dir. Derek Jarman 17/10/2017         Estação NET Rio 4             17:30     Top of the Lake: China Girl Dir. Jane Campion, Ariel Kleiman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Titicut Follies Dir. Frederick Wiseman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     Invisível Dir. Pablo Giorgelli

  18/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Senhora Fang Dir. Wang Bing 18/10/2017         Estação NET Rio 5             16:00     Minha adorável lavanderia Dir. Stephen Frears 18/10/2017         Estação NET Rio 4             17:20     Tangerine Dream: a revolução do som Dir. Margarete Kreuzer 18/10/2017         Estação NET Rio 5             17:50     Cicciolina - Madrinha do escândalo  Dir. Alessandro Melazzini 18/10/2017         Estação NET Rio 5             19:00     O diabo e o Padre Amorth Dir. William Friedkin 18/10/2017         Estação NET Rio 4             19:10     Long Strange Trip: A viagem do Grateful Dead Dir. Amir Bar-Lev 18/10/2017         Estação NET Rio 5             20:30     Ex Libris: Biblioteca pública de Nova York Dir. Frederick Wiseman  

INGRESSOS: R$22,00 / meia: R$11,00 Meia entrada para quem comprou Passaporte

UCI INAUGURA A PRIMEIRA SALA DE CINEMA XPLUS LASER DO BRASIL, NO RIO DE JANEIRO: No ano em que comemora duas décadas no Brasil, a rede UCI reforça sua missão de oferecer ao público a melhor experiência em cinema e o que há de mais moderno no mundo, no mercado audiovisual. No Rio, inova mais uma vez com a primeira sala XPLUS Laser do país. A novidade será no maior complexo de cinemas brasileiro, o UCI New York City Center, que este ano também recebeu a primeira 4DX da cidade, com cadeiras que se movimentam e efeitos especiais. A aquisição do novo projetor a laser torna ainda mais imersiva a tecnologia da XPLUS, que tem projeção 3D de última geração, tela gigante com definição 4K e som Dolby Atmos™, com mais de 54 caixas acústicas e 128 streams de áudio que criam a ilusão de um campo infinito ao redor de cada espectador.

PROGRAMAÇÃO DO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):     Outubro   20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

Zucchero (o 'roberto carlos da itália') vem fazer shows no Brasil em outubro: Rio de Janeiro, no dia 26 de outubro, no Teatro Bradesco Rio São Paulo, no dia 27 de outubro, no Teatro Bradesco Porto Alegre, no dia 28 de outubro, no Teatro do Bourbon Country  

AGENDA CUTURAL BARATOS DA RIBEIRO: Sábado, 21 de outubro, a partir das 17h: VESPEIRO com as bandas Estranhos Românticos e Imperfeitos Quinta-feira, 26 de outubro, a partir das 19h: LEVADAS DA BECA, com as DJs Ana Paula Moniz (Beca Brechó), Bia Andrade & Ana Galli + uma convidada surpresa! Sábado, 11 de novembro, a partir das 17h: VESPEIRO com a banda Os Alquimistas (MS) e Mauk + Pedro White & banda fazendo tributo duplo: ao Bruce Springsteen e ao Tom Petty! RUA PAULINO FERNANDES 15, BOTAFOGO/RJ

MOSTRA DE CINEMA ARGENTINO CONTEMPORÂNEO VOLTA À CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EM SUA SEGUNDA EDIÇÃO   Histórias extraordinárias apresenta uma seleção com os melhores filmes recentes do país vizinho. Debates com cineastas e especialistas completam a programação Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro  (Metrô e VLT: Estação Carioca) Telefone: (21) 3980-3815 Data: de 07 a 19 de novembro de 2017 (terça-feira a domingo)

PROJETO QUARTAS BRASILEIRAS RECEBE, PELA SEGUNDA VEZ,  MOACYR FRANCO, DIA 18, ÀS 16H, NO CENTRO CULTURAL JOÃO NOGUEIRA, O IMPERATOR

Angela Ro Ro leva o show "Amor & Humor" para a Zona Norte A cantora - que pela primeira vez pisa no palco do Centro Cultural João Nogueira -  faz  apresentação única no Méier, dia 29 de outubro, às 19h, no Imperator

estreia: 5º FEIRA/ 19 OUT - ABERTURA DA MOSTRA JÓIAS DO CINEMA DINAMARQUÊS: CINE JOIA DO RIO DE JANEIRO (copacabana) EXIBE SEIS LONGAS INÉDITOS DO PAÍS NÓRDICO; E O PRIMEIRO DOC LONGA-METRAGEM FILMADO NA GROENLÂNDIA.

Depois de regravar sucessos do Pop, Rock e Samba, a Orquestra Petrobras Sinfônica prepara uma homenagem ao reggae. O quarto EP da série “O Clássico é...” trará versões inéditas de “Andei só” (Natiruts), “Minha felicidade” (Roberta Campos), “Um anjo do céu” (Maskavo), “Aonde você mora” (Cidade Negra) e “Segue o baile” (Braza). A primeira apresentação do novo projeto será no Teatro Rival Petrobras, com entrada gratuita, às 20h do dia 18 de outubro (quarta-feira).

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers