NA COVA DO LEÃO

Thursday, February 28, 2013

LOJAS COM PERSONALIDADE

FECHANDO A TRILOGIA 'O QUE ACONTECEU?', VAMOS FALAR DE LOJAS DE DISCOS. POIS É, HOUVE UM TEMPO EM QUE OS VINIS DOMINAVAM O MUNDO. DEPOIS, OS CDS VIERAM E PASSARAM O RODO (MAS NÃO ACABARAM COM O VINIL). E, AGORA, NENHUM DELES. A MUSICA HJ VEM DA INTERNET, DO STREAMING PAGO OU GRATUITO (QUE ESTÁ CRESCENDO CADA VEZ MAIS, VIA SERVIÇOS COMO RDIO E SPOTIFY, P EX). POR ISSO, LOJAS ONDE GERACOES CRESCERAM COMPRANDON SEUS DISCOS E ENCONTRANDO AMIGOS, TROCANDO IDEIAS, FICARAM NO PASSADO, EMBORA AINDA EXISTAM LUGARES COMO A TRACKS (BAIXO GAVEA/RJ), ONDE O ATENDIMENTO AINDA É PESSOAL E A TROCA DE IDEIAS COM O HEITOR SEJA O PONTO FORTE...


MODERN SOUND= PRINCIPAL MECA DOS DISCÓFILOS CARIOCAS, E QUE FECHOU AS PORTAS DE SUA MEGA (E ÚNICA) LOJA EM COPACABANA RECENTEMENTE. FICAVA DO LADO DA TBM EXTINTA BILLBOARD, NA BARATA RIBEIRO, DO LADO DE UMA GALERIA ONDE FICAVA O CINE BRUNI COPACABANA. A PEQUENA BILLBOARD ERA UMA LOJA QUE ABASTECIA MAIS OS DJS DOS GRANDES BAILES. JA A MODERN PEGAVA MAIS A GALERA DO ROCK E POP. ERA LA QUE CHEGAVAM, EM PRIMEIRA MÃO, DISCOS DE NOMES DO ROCK INGLES DOS ANOS 80. DEVO TER COMPRADO LÁ UM TERÇO DE MEUS DISCOS INGLESES 4AD, ROUGH TRADE E BEGGARS BANQUET. O VENDEDOR E DJ ZEZINHO (O FALECIDO ZÉ RAMONE) SEMPRE DAVA UM DESCONTO PRA GALERA, PQ O DONO ERA JOGO DURO E COBRAVA MAIS CARO DO QUE NA CONCORRENCIA. QUANDO O CINEMA FECHOU, A MODERN SE EXPANDIU E VIROU UMA MEGA STORE, COM CAFE/BAR E ATE CONCORRIDO ESPAÇO PARA SHOWS. TALVEZ SEJA ISSO QUE TENHA ENDIVIDADO A FAMILIA, PQ LOGO, VENDER DISCOS JÁ NAO ERA MAIS UM BOM NEGOCIO, E MANTER AQUELA LOJA IMENSA (QUE ATRAIA MAIS TURISTAS NOS ÚLTIMOS ANOS DO QUE LOCAIS) ERA DIFICIL. OUTRO VENDEDOR/DJ AMANDIO, FOI UM DOS MAIS ANTIGOS DA CASA. E FICOU ATÉ O FIM. HJ, O ESPAÇO DEU LUGAR A MAIS UMA FILIAL DA LEADER MAGAZINE. TRISTE.

GRAMOPHONE = ESTA LOJA, QUE FICAVA NO TERCEIRO ANDAR DO SHOPPING DA GAVEA (NUM TEMPO EM QUE ESTE SHOPPING SÓ ERA FREQUENTADO POR MORADORES DO BAIRRO E TINHA CARA DE GALERIA ANTIGA, MUITO DIFERENTE DE HJ EM DIA), VENDIA DISCOS COM PREÇOS MAIS EM CONTA DO QUE A MODERN, E TBM EQUIPOS DE SOM PIONEER POR BONS PREÇOS. FOI DE LÁ QUE SAIU MEU PICTURE DISC COM 'BELA LUGOSI´S DEAD', DO BAUHAUS, E THE CURE AO VIVO (CONCERT) E MINHA PRIMEIRA FITA VHS, COM O DOC 'THE MEN WHO MAKE THE MUSIC', DO DEVO. ERA UMA LOJA MAIS IMPESSOAL. VC NAO FICAVA AMIGO DOS VENDEDORES (ERAM DO TIPO QUE NÃO TINHAM IDEIA DO QUE ESTAVAM VENDENDO). TINHA UMA FILIAL NO CENTRO, NA SETE DE SETEMBRO), QUE DUROU MENOS.

LOJA DO SEU HÉLIO = NUNCA SOUBE O NOME DESSA LOJA, QUE FICAVA NA SOUZA LIMA, COPACABANA, POSTO SEIS, QUADRA DA PRAIA. ÍAMOS LÁ PQ O VENDEDOR ERA O ZÉ RAMONE (O MESMO LÁ DA MODERN, EM ÉPOCAS DIFERENTES), QUE NOS VENDIA DISCOS CARIMBADOS (PROMOCIONAIS) SUPER BARATOS, E AS VZS, NOS DEIXAVA MALOCAR UM DISCO DENTRO DA CAPA DE OUTRO E O DONO NAO PERCEBIA =) TEVE UMA FILIAL EM IPANEMA, PERTO DO JARDIM DE ALAH. O FORTE ERA COMPRAR OS DISCOS NACIONAIS PROMOCIONAIS. TAMBEM ACEITAVA TROCA E COMPRAVA, MAS SEU HÉLIO ERA RUIM DE TRANSA. HJ, HA UM SALÃO DE CABELEIREIRO NA FILIAL DE COPACABANA, E UMA AGENCIA DE TURISMO, ONDE FICAVA A DE IPANEMA.


OUTRAS LOJAS PARA PUBLICOS ESPECIFICOS:
AMANTES DO ROCK CLASSICO AINDA TEM A BAUSACK, NO CATETE, FUNCIONANDO. É O TIPO DA LOJA EM QUE O DONO CONHECE TODOS OS FREQUENTADORES, E QUE SE VC ENTRAR LA PEDINDO O CD NOVO DA BRITNEY, SERA CHUTADO NA BUNDA, AO ESTILO HIGH FIDELITY (RS); ALI PERTO, NO FLAMENGO, EXISTIU A HALLEY, ESPECIALIZADA EM PROG ROCK; E A HARD N HEAVY, TINHA FILIAIS NO FLAMENGO, TIJUCA E IPANEMA. E, SÓ NA TIJUCA, EXISTIA A SUB-SOM (PARA GALERA PUNK/METAL); EXISTIU TBM, NUMA GALERIA DE IPANEMA, A SPIDER, QUE ERA O MELHOR LUGAR PARA DESCOLAR CDS INDIES, QUE O DONO, VOLMAR, TBM ALUGAVA-OS. JÁ NO CENTRO, AS GRANDES CADEIAS, COMO A DISCÃO, ACABARAM. ATUALMENTE, A LOJA DO CLAUDJÃO (ESCUTA SOM), NA RUA DO ROSÁRIO, PERTO DO CCBB, CONTINUA COM ESSA TRADIÇÃO, PQ VIROU A UNICA QUE TEM MATERIAL DE BOA QUALIDADE (E TBM BDS) A PREÇOS BEM EM CONTA, E TBM COMPRA E FAZ TROCAS. POR ISSO, VIVE LOTADA...

*ATT: NAO ADIANTA PERGUNTAR 'E A GABRIELLA?' EXCLUÍ AS REDES

(EM SP, AINDA TEM BASTANTE LOJINHAS PERSONALIZADAS NA GALERIA DO ROCK, MAS EU COSTUMAVA COMPRAR NA WOP-BOP, LONDON CALLING E BARATOS AFINS, SÓ ESTA ÚLTIMA AINDA EXISTE)
Friday, February 15, 2013

DANCETERIA, UMA MODA FUGAZ

POR CONTA DO POST ANTERIOR (QUE ERA SÓ SOBRE CLUBES ALTERNATIVOS QUE MARCARAM A NOITE CARIOCA), ME PERGUNTARAM SOBRE OUTRAS CASAS, QUE, NA VERDADE, ERAM DE SHOWS, DANCETERIAS. ENTAO, VAMOS LÁ, RELEMBRA-LAS.

ANTES: VALE NOTAR QUE O NOME 'DANCETERIA' FOI IMPORTADO DE UMA CASA QUE TINHA ESSE NOME EM NOVA YORK, NOS ANOS 80. ALGUEM TROUXE PRA CÁ (ACHO QUE COMEÇOU POR SP) E ACABOU VIRANDO SINONIMO DE UM TIPO DE LUGAR, QUE MISTURAVA PISTA DE DANÇA COM UMA ATRAÇÃO AO VIVO NO MEIO DA NOITE.


METROPOLIS = A PRIMEIRA COM ESSAS CARACTERISTICAS NO RIO FOI A METROPOLIS, EM SAO CONRADO, QUE, ASSIM COMO O CUBATÃO, TBM ABRIU NA SEMANA/MES EM QUE ACONTECIA O PRIMEIRO ROCK IN RIO, JANEIRO DE 1985. COMO O NOME INDICA, SEU LOGOTIPO E SUA DECORAÇÃO IMITAVAM O ESTILO DO CLASSICO SCI-FI DE FRITZ LANG, INCLUSIVE COM PASSARELAS NO MEIO DELA, QUE REMETIAM ÀS PONTES MOSTRADAS NO FILME. SÓ QUE TUDO COM NEON, CLARO. A METROPOLIS FOI PALCO DE MUITOS SHOWS DE BANDAS QUE NAO FAZIAM O PERFIL DO CIRCO VOADOR, PQ ERAM MAIS NEW WAVE. COMO GANG 90, ZERO, VARIAS BANDAS CARIOCAS COMO ETHIOPIA, UNS & OUTROS, E TBM AS DE OUTRAS PARTES DO PAIS. O DJ RESIDENTE ERA O ZRMAHR, E O DIA NOBRE ERA SEXTA, QUANDO TBM ERAM EXIBIDOS SHOWS EM VIDEO ANTES DA PISTA ABRIR OU DOS SHOWS DE FATO. LEMBRO QUE A NOITE, EM QUE FOI EXIBIDA UMA PERFORMANCE DO EINSTURZENMDE NEUBATEN, FOI UMA DAS MAIS CONCORRIDAS DA CASA, JUNTO COM O LANÇAMENTO DO DISCO 'HEAD ON THE DOOR', DO CURE. DEPOIS QUE ACABOU, O ESPAÇO FICOU FECHADO UM TEMPO E DE UNS ANOS PRA CÁ FOI USADO POR OUTRAS TENTATIVAS DE CASAS DE SHOWS (INCLUSIVE UMA CHAMADA SURF CLUB) E FESTASFECHADAS, E ATUALMENTE CONTINUA FUNCIONANDO COMO BOATE PLAYBA, MAS NAO SEI QUE NOME USA.

MAMUTE = ONDE ANTES ERA UM ANTIGO E ENORME CINEMA NA TIJUCA, O CINEMA III (NO FUNDO DE UMA GALERIA, NA CONDE DE BONFIM, POUCO DEPOIS DA PRAÇA SAENZ PENA, EM DIREÇÃO AO CENTRO), FUNCIONOU ESTA CASA POR UM BREVE TEMPO, QUE ABRIGOU ALGUNS DOS MELHORES SHOWS DE BANDAS NEW WAVE DOS 80S QUE VI. COMO AS PAULISTANAS RPM, TOKYO E METRO (PROMOVIDAS PELA CBS, ATUAL SONY), E TBM LOBÃO E PARALAMAS DO SUCESSO, ENTRE OUTROS. O QUE CHAMAVA A ATENÇÃO ERA A QUALIDADE DE LUZ E SOM, BEM ACIMA DA MEDIA DE LUGARES MAMBEMBES QUE TINHAMOS POR AQUI, TIPO O CIRCO. O ESQUEMA ERA O DE SEMPRE: SOM PRA DANÇAR A PARTIR DAS 21H E UM GRANDE SHOW POR VOLTA DA MEIA-NOITE. MAS NAO DAVA PRA LOTAR AQUELE ESPAÇO IMENSO (DAÍ O SEU NOME) TODO FIM DE SEMANA, E A TIJUCA SEMPRE FOI ESNOBADA PELA GALERA DA ZS. ENTAO, A CASA RAPIDAMENTE ESVAZIOU E FECHOU E HJ É UMA IGREJA EVANGÉLICA.

MAMÃO COM AÇUCAR = FICAVA NA LAGOA, AO LADO DO DRIVE-IN (E COLADA NO PAPAGAIO, TUDO FAZIA PARTE DE UM MESMO COMPLEXO, PERTENCENTE AO RICARDO AMARAL, INCLUSIVE DAVA PARA VER O FILME QUE TAVA PASSANDO, DO TERRAÇO), ONDE FUNCIONOU POR MUITOS ANOS O MÍTICO ROXY ROLLER. QUANDO A ONDA DOS PATINS E DA DISCO FINALMENTE ACABOU, O LUGAR VIROU UM GALPÃO QUE ABRIGAVA FESTAS E SHOWS E VIVIA LOTADO. AS BANDAS DE SEMPRE PASSARAM POR LÁ (INCLUSIVE A LEGIÃO URBANA, QUE FEZ UM DOS MELHORES SHOWS QUE VI DELES NO RIO), MAS A CASA ACABOU FECHANDO ANTES DA HORA POR CONTA DE UM CASO POLICIAL (O DA MONICA GRANUZZO, GOOGLEM), QUE DEU UMA MÁ FAMA AO POINT E FEZ COM QUE OS PAIS PROIBISSEM OS FILHOS DE IR LÁ (A MÉDIA DE IDADE ERA MAIS BAIXA DO QUE NOS OUTROS LOCAIS, MUITOS TEENS). O MAMÃO NUNCA MAIS SE RECUPEROU, MESMO TENDO MUDADO O PERFIL PARA CASA DE SHOW APENAS (INCLUSIVE COM BANDAS DE METAL GRINGAS, COMO A NASTY SAVAGE), MAS O PUBLICO NAO COMPARECEU E O LUGAR FECHOU. ALGUNS ANOS DEPOIS, VIROU UMA IMENSA ACADEMIA DE GINÁSTICA, QUE FECHOU RECENTEMENTE, PQ O TERRENO VOLTOU PARA O MUNICÍPIO E O LOCAL SERÁ TRANSFORMADO NUMA ÁREA DE ESPORTES E LAZER PÚBLICA, SE INTEGRANDO COM O PARQUE DOS PATINS, QUE FICA AO LADO.


*chegou a ter uma coletanea muito boa (capa acima), que tinha ate faixa da divine!

QUE ME LEMBRE, ESTAS FORAM AS MAIS MEMORAVEIS DANCETERIAS DO RIO (POUCAS, SE COMPARADAS COM SP). EXISTIRAM OUTRAS, EM OUTRAS PARTES DA CIDADE (COMO UMA, NA AVENDIDA BRASIL, ONDE FUI VER UM SHOW DO MAGAZINE, DO KID VINIL), MAS A MAIORIA DURAVA APENAS UMA TEMPORADA ENQUANTO DUROU O BOOM NEW WAVE DO ROCK BRASIL 80, NAO MAIS DO QUE DOIS ANOS...

*HOUVE TBM, EM FRENTE A PRAÇA DO ALTO DA BOA VISTA/FLORESTA DA TIJUCA, O ROBIN HOOD PUB, QUE CHEGOU A ABRIGAR SHOWS DE NOVAS BANDAS DA EPOCA, COMO BIQUINI CAVADÃO E ULTRAJE A RIGOR, PQ HAVIA UMA DEMANDA PARA SHOWS E NAO HAVIA PALCOS O BASTANTE PARA ISSO NA CIDADE, QUE NAO FOSSE CANECÃO E O NOITES CARIOCAS, P EX, RESERVADOS MAIS PARA OS GRANDES NOMES. E, JÁ NOS ANOS 90, FUNCIONOU EM IOPANEMA (ONDE HJ É UM RESTAURANTE FRONTERA), O TORRE DE BABEL, QUE ERA UM MIX DE BAR, TEATRO E ESPAÇO PARA POCKET SHOWS, FREQUENTADO PELA GALERA FASHION E DE TEATRO. FOI LÁ QUE ACONTECERAM AS FESTAS HELLRADIO, QUE EU FAZIA COM ANDRE X, QUE PROMOVERAM OS PRIMEIROS SHOWS NA ZS DE PLANET HEMP, GANGRENA GASOSA E PIU PIU E SUA BANDA.


*MENÇÃO HONROSA: CLUBE NEW WAVE, PAPAGAIO = CONTEMPORANEO DO CUBATÃO (MAS COMEÇOU UM POUQUINHO ANTES), FOI UMA VERSÃO MAIS COLORIDA DA CENA, O CLUBE NEW WAVE (OU PAPAWAVE), ONDE ERA O PAPAGAIO DISCO CLUB (ATUAL BOATE PRAIA), NA LAGOA. O LUGAR FUNCIONAVA COMO CLUBE GAY NOS DIAS DE SEMANA. MAS, NO SÁBADO, O ZRMAHR (SEMPRE ELE) PEGOU A NOITE E FEZ O CLUBE NEW WAVE. LÁ, NADA DE ROUPAS PRETAS E POSE DE INGLES, MAS CORES ACIDAS E NEON. ATÉ A  COMPANY PATROCINAVA A NOITE. OS SKATISTAS FREQUENTAVAM. E OINGO BOINGO REINAVA (QUEBREI UM DENTE NA RODINHA POGANDO AO SOM DE 'WHO DO YOU WANT TO BE'), EM VEZ DO BAUHAUS. CHEGOU A TER SHOWS DE NOMES COMO MAY EAST, ZERO E TALZ. DUROU UM VERÃO E MEIO. CONHECI O ZÉ ROBERTO LÁ, PEDINDO MÚSICA, E ELE ME LEVOU PRA SER SEU STAND-BY NO CUBATÃO.

Monday, February 04, 2013

AQUI JAZZZ...

ANDO MUITO A PÉ PELA CIDADE E, POR ISSO, REPARO EM PREDIOS E LUGARES, QUE ME LEMBRAM DO QUE FUNCIONARAM ALI. COMO UM CINEMA, TEATRO OU CASA DE SHOW/CLUBE. POR ISSO, RESOLVI FAZER ESSA LISTINHA DE ONDE FICAVAM LUGARES QUE FIZERAM HISTORIA NA NOITE ALTERNATIVA DO RIO (NÃO É SOBRE FESTAS OU LUGARES MAINSTREAM OU DE SHOWS), E HOJE, NAO EXISTEM MAIS...


CREPÚSCULO DE CUBATÃO = O PRIMEIRO CLUB CARIOCA. VEIO COM UM CONCEITO EUROPEU/INGLES, DE DOOR POLICY, QUE NAO EXISTIA AQUI (UM DOS SÓCIOS, ALEM DOS TRES INGLESES DONOS DO BAR COCHRANE/BOTAFOGO, ERA O TBM INGLES LADRAO DO TREM PAGADOR RONALD BIGGS). SEU FORTE ERA O ROCK E POP INGLES, SOBRETUDO O GOTH E A INCIPIENTE HOUSE MUSIC. FUNCIONAVA EM COPACABANA, DO LADO ESQUERDO DA BARATA RIBEIRO, LOGO DEPOIS DA RUA SANTA CLARA. NO PRIMEIRO ANDAR, UMA SALA DE ESTAR/BAR (NA QUAL SE DESTACAVA UM LINDO ESPELHO GIGANTE), E NO PORÃO, A PISTA DE DANÇA (REPLETA DE TUBULAÇÃO DE AGUA E ESGOTO, QUE JA CHEGARAM A VAZAR). ABRIU EM 1985, NA MESMA ÉPOCA EM QUE ESTAVA ACONTECENDO O PRIMEIRO ROCK IN RIO. CAUSOU COMOÇÃO NA CITY, A PONTO DE LEVAR ATE PASTOR EVANGELICO PRA PREGAR NA PORTA CONTRA OS DARKS! ERA TIDO COMO UM LUGAR 'PERIGOSO', RARARARA! SEU EQUIVALENTE, EM SP, EM PARTE, FOI O MADAME SATÃ. HJ, É UMA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO.
DJS: LC AMBIENT, DUDU CANDELOT (RESIDENTES), ZRMAHR, TONY THE TIGER, LUIS CARLOS FRANCO, PAULO FUTURA...

*PARALELAMENTE AO CUBATÃO, EXISTIU POR UM BREVE TEMPO, NA GALERIA ONDE HJ FUNCIONAM A LE GIRL E  A LE BOY (ONDE FOI O CINEMA STUDIO COPACABANA), ONDE ERA A MARIUZINN ORIGINAL, A ILHA DOS MORTOS. ERA UMA ALTERNATIVA AO CUBATAO,  PQ LA,  NAO ROLAVA DRESS CODE, NEM BARRAÇÃO NA PORTA, ALÉM DE SER MAIS BARATA TBM. DURANTE UM TEMPO, EU E O SATANÉSIO (BLACK FUTURE) FAZIAMOS O SOM AOS SÁBADOS, E NOSSO MAIOR HIT ERA UM PRE-MASHUP QUE MISTURAVA 'FACES OF FREEDOM', DO TEST DEPT, COM 'RENEGADES OF FUNK', DO AFRIKA BAMBAATAA, MIXADO AO VIVO, NA HORA, COM OS DOIS VINIS TOCANDO AO MESMO TEMPO. IAM SEMPRE AS MESMAS 50 PESSOAS, INCLUINDO RENATO RUSSO, CUJA 'DANÇA' CONSISTIA EM SE ARRASTAR PELO CHÃO DA BOATE COMPLETAMENTE BEBADO. A CABINE ERA, INVARIAVELMENTE, INVADIDA POR GROUPIES =)
AMANDIO TOCAVA LA NUMA NOITE ESPECIFICA, SÓ FLASHBACK DISCO...


DR. SMITH = A HERDEIRA NATURAL DO CUBATÃO (QUE AINDA EXISTIU POR POUCO TEMPO, E JUNTO COM A SMITH, NA VIRADA DOS 80S PROS 90S, COMO KITSCHNET). FOI AI QUE DJS DA CENA CLUBBER CARIOCA APARECERAM (COMO FELIPE VENACIO E A NOITE ELEVATION) E O ROCK E O ELETRONICO SE MISTURARAM. TINHA SÓ UM ANDAR, DIVIDIDO EM DUAS PARTES: NA PRIMEIRA, A SALA DE ESTAR/BAR, E LOGO DEPOIS, OS BANHEIROS (ONDE TBM ROLAVA SOM!) E A PISTA. O DJ FICAVA NO ALTO, NUMA CABINE À PROVA DE CHATOS. UMA DAS NOITES MEMORÁVEIS LÁ FOI A VOLTA DE ZÉ DO CAIXÃO, QUE SAIU, LITERALMENTE, DE DENTRO DE UM NO MEIO DO SALÃO. HJ, NO LOCAL, NO FINALZINHO DA RUA DA PASSAGEM (BOTAFOGO) FUNCIONA UMA LOJA DE FERRAGENS, QUE JÁ FOI UMA MADEIREIRA (AQUELA CASA FEIA, A DIREITA, NA FOTO).
DJS: EDINHO(RESIDENTE), FELIPE VENANCIO, BETO PEDROZA...

BASEMENT = OCUPOU O HIATO ENTRE O FIM DA SMITH E O COMEÇO DAS OUTRAS, NA PRIMEIRA METADE DOS 90S. FUNCIONAVA NA GALERIA ALASKA, LUGAR BARRA PESADA NO POSTO SEIS DE COPACABANA QUE SÓ ABRIGAVA INFERNINHOS E CINEMAS DE PEGAÇÃO. O INCANSÁVEL EDINHO (QUE CHEGOU A SER ESFAQUEADO LÁ) FOI UM DOS EXPLORADORES ORIGINAIS, JUNTO COM AMÃNDIO (QUE COMEÇOU A CASA JUNTO COM WILSON POWER, DA FESTA ROCK POWER), QUE TRABALHOU NO LOCAL ANTES COMO RESIDENTE DA LENDÁRIA SÓTÃO. ATUALMENTE QUASE TODO O LUGAR FOI TOMADO POR FILIAIS DE TEMPLOS EVANGÉLICOS, O QUE É BEM IRONICO...

GHETTO = NEM A SMITH E  BASEMENT EXISTIAM MAIS E, EM BOTAFOGO, NAO MUITO LONGE DALI, APARECEU A GHETTO, UM SOBRADO TRANSFORMADO EM NIGHTCLUB QUE RECEBEU TANTO OS GOTICOS ORFAOS DO CUBATAO, QUANTO OS ROCKERS E CLUBBERS DA SMITH. ERA LA QUE ROLAVA A MELHOR FESTA ELECTRO-TECHNO EVER DO RIO, A OOPS!, DO MAURICIO LOPES. FOI LÁ, TBM, QUE SURGIU A PRIMEIRA FESTA REGULAR DE DEBÊ NO RIO, A FEBRE. TBM TINHA UMA CABINE A PROVA DE CHATOS, BEM DIFICIL DE ESCALAR. HJ, É MAIS UMA FARMACIA DE MANIPULAÇÃO.
DJS: MAURICIO LOPES, CALBUQUE, LUCIO K, MARCELINHO DALUA...

YESTERMORN/BANG! = TBM EM BOTAFOGO, QUASE NO FIM DA RUA SÃO CLEMENTE, ONDE ANTES FUNCIONOU A  SEDE DA AGENCIA DE PUBLICIDADE JW&T, É UM PALACETE NEO CLÁSSICO, CHEIO DE SALAS E COM DOIS ANDARES. COMEÇOU COMO CASA GAY/ELETRONICA, QUE DUROU POUCO. DEPOIS, COM OUTRO NOME, BANG!, ABRIU PARA O INDIE ROCK E TECHNO. TEVE VIDA CURTA, PQ NAO ERA EXATAMENTE UM NIGTHCLUB, MAS UMA CASA ARRENDADA POR UMA GALERA (ENTRE ELES, MARCELO RAIN E WILSON POWER) PARA ABRIGAR VARIAS FESTAS NUMA AREA RESIDENCIAL. FOI LÁ QUE O AFTER DE RICARDINHO NS ACONTECEU REGULARMENTE, NO PORÃO, NAS MADRUGADAS DE DOMINGO. HOJE, ABRIGA UMA FILIAL DA CASA & CONSTRUÇÃO, LOJA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO.
DJS: RODRIGO LARIU, MARCELO RAIN, WILSON POWER, DODO, ZIGGY...


BUNKER = PROVAVELMENTE, O MAIOR E MELHOR CLUB QUE O RIO JÁ TEVE. ATE PQ, DIFERENTEMENTE DE TODOS OS DEMAIS, ERA REALMENTE UMA BOATE, CONSTRUIDA NOS ANOS 80 (A COLUMBUS) NO TERREO DE UM APART-HOTEL NO POSTO SEIS (COPACABANA) PARA ESSA FINALIDADE; NAO ERA UM LUGAR IMPROVISADO. COM O FIM DA BOATE ORIGINAL, EM 1997, UMA TURMA (LIDERADA POR CABBET ARAUJO, ATUAL FOSFOBOX, E WILSON POWER) PROCUROU OS ITALIANOS DONOS DO LOCAL E SUGERIU UM CLUBE DE ROCK E ELECTRONICA. COMEÇOU COMO UM TESTE, MAS LOGO SE TRANSFORMOU NO PRINCIPAL POINT DA NOITE ALTERNATIVA CARIOCA. FOI LÁ QUE FESTAS COMO ALIEN NATION (QUE JA ROLAVA ITINERANTE), CONSOLIDOU, NA IMENSA PISTA 1; QUE A ELECTRIC HEAD APARECEU (PISTA 2), E VARIAS OUTRAS, COMO A CUBIK, FORAM CRIADAS. PODE-SE DIZER QUE A BUNKER FOI UMA SINTESE DE TODAS AS CASAS E FESTAS QUE ROLARAM NO RIO DE JANEIRO NOS ULTIMOS 20 ANOS. CRESCEU TANTO QUE, ATE UMA PIZZARIA QUE FUNCIONAVA ACOPLADA (MANGIA ME TUTTA), VIROU O LOUNGE E CRIOU-SE LA UMA TERCEIRA PISTA. ATUALMENTE, O LUGAR FOI TRANSFORMADO EM MAIS UMA FILIAL DA AMERICANAS EXPRESS. TRISTE.
DJS: EDINHO, WILSON, ZIGGY, RICARDO NS (RESIDENTES, COM FESTAS SEMANAIS), ROGA, KLEBER TUMA, AMANDIO, MAURICIO LOPES, ALEXEY...

MENÇÃO HONROSA: ATLANTICA 1910 = ONDE ERA UMA ANTIGA DISCOTECA PARA TURISTAS (QUE TEVE DIVERSOS NOMES E ESTILOS), POR CERCA DE 2 ANOS, NO FINAL DOS 90´S, FUNCIONOU O MELHOR CLUBE DE ELETRONICA DO RIO, QUASE O NOSSO HELL´S A BEIRA-MAR. O POINT FOI RECUPERADO PELO ARTISTA GRAFICO GRINGO CARDIA, QUE INAUGUROU COM UMA FESTA DOMINICAL DE FELIPE VENANCIO, QUE COMEÇAVA CEDO. NAS QUINTAS, ROLAVA UMA NOITE NA QUAL O RESIDENTE ERA O MAU-MAU (AS VZS RICARDINHO NS ABRIA), QUE VINHA DE SP SÓ PRA ISSO. ERA QUASE UM CLUBINHO, AS MESMAS CENTO E TANTAS PESSOAS TODAS AS NOITES. FUI EM TODAS ELAS. ERA SÓ TECHNO A VERA E HOUSE DO BOM. A NOITE TERMINAVA, INVARIAVELMENTE, POR VOLTA DE 5AM COM 'BORN SLIPPY', DO UNDERWORLD, NO QUAL TODOS NA PISTA FORMAVAM UMA IMENSA ALMONDEGA HUMANA. UMA CATARSE GENUINA. FOI MINHA MELHOR EXPERIENCIA COM 'E' EVER. DEPOIS, NAO TEVE MAIS GRAÇA. ATE PQ, NESSAS NOITES, EU NAO ERA DJ, SÓ CURTIA O SOM. HOJE NO MESMO ESPAÇO, FUNCIONA A FILIAL CARIOCA DO CAFE DEL MAR...


NA CIDADE

JANEIRO TEM DUAS FACES:

CASAS & SHOWS: Circo Voador 19 - Samba Rap Festival: Elza Soares / Karol Conka 20 - Samba Rap Festival: Emicida / Jongo da Serrinha / Bateria da Império Serrano 25 - Phoenix (FRA) 26 - Vanessa da Mata / Fióti / DJ Incidental 27 - Barão Vermelho

Fundição Progresso 19 - BaianaSystem 20 - Tim Music no Samba: Xande de Pilares & Mumuzinho - Participação: Bateria do Salgueiro 26 – Johnny Hooker / Letrux 27 - Nando Reis

Teatro Odisseia 21 - Radnor With Lee (EUA) 28 - Demon Hunter (EUA) / Pantokrator (SUE)

Teatro Riachuelo 16 - Leila Pinheiro: Voz & Piano 23 - Ed Motta: Baile do Flashback 30 - Laila Garin & A Roda

Teatro Rival 20 - João Bosco: Voz & Violão 25 - Angela Ro Ro 26 - Bloco Sargento Pimenta 27 - Geraldo Azevedo: Voz & Violão

Audio Rebel 16 - Adaury Mothé Trio 17 - Rafael Rocha Quinteto 28 - N.D.R. / Triunfe / Dissonância 29 - Ana Baird & Camila Costa: Perigosas

Espaço Sérgio Porto 18 - Sinara 25 - Karine Carvalho: Galega Hits

Sala Baden Powell 19 - Sempre Livre / Sylvinho Blau Blau / Dr. Silvana & Cia. 20 – Nelson Sargento 21 – Banda do Síndico 24 - João Donato - Participação: Carlos Lyra & Roberto Menescal & Marcos Valle 25 - Mario Adnet: Jobim Jazz 26 – Marcos Ariel 27 – Cris Delanno 28 - Azymuth

Beco das Garrafas 17 - André Gonçalves 18 - Lu Oliveira 19 - Georgiana de Moraes & Fernanda Cunha & Camilla Dias: Homenagem a Vinicius de Moraes (20h) 19 - Joyce Cândido: Homenagem a Elis Regina (22h30) 20 - Hélio Delmiro (21h) 20 - Maíra Freitas & Taís Feijão (22h30) 21 - Dóris Monteiro 24 - Rosana Sabença 25 - Conexão Rio: Homenagem a Tom Jobim 26 - Amanda Bravo: Homenagem a Durval Ferreira - Participação: Paulinho Trompete, Mauricio Einhorn, Rosana Sabença, Billy Blanco Jr., Thaís Fraga 27 - Hector Costita & Joseval Paes 31 - Maria Luiza

Casa de Cultura Laura Alvim 16 - Dani Black 21 – Pedro Mann 23 - Davi Moraes 28 – Qinho Canta Marina Lima 30 - Matheus VK

Teatro Café Pequeno 18 – Verônica Sabino 25 – Elisa Queirós

Blue Note Rio 16 - Big Gilson 17 - Roberto Menescal 18 - Gabriel Moura 19 - Daniel Jobim & Daniel Boaventura: Homenagem a Tom Jobim & Frank Sinatra 20 - MPB-4 23 - Escalandrum (ARG) 24 - Mayer Hawthorne (EUA) 25 - Wanda Sá & Gilson Peranzzetta & Mauro Senise: Homenagem a Tom Jobim & Vinicius de Moraes

KM de Vantagens Hall 19 – Molejo & É O Tchan – Participação: Ludmilla 20 - Ney Matogrosso: Atento aos Sinais

Imperator 23 - Jazz Pras Sete: Chico Costa & Quarteto Artilheiro 24 - Quartas Brasileiras: Cordão da Bola Preta 27 - Forró Lánalaje: Marcelo Mimoso Trio / DJ Edna Carvalho 28 - Bloco Pipoca & Guaraná 31 - Toquinho: Voz & Violão - Participação: Camilla Faustino

Centro de Referência da Música (Tijuca) 17 - Ellen de Lima & Reginaldo Bessa: Homenagem a Lamartine Babo 18 - Rosa Marya Colin - Participação: Jefferson Gonçalves 19 - André Gabeh 17 - Eduardo Dussek 24 - Quinteto em Tom Maior 25 - Rosane Corrêa: Homenagem a Ella Fitzgerald 26 - Daíra: Homenagem a Belchior 31 - Ana Egito

Baile do Digitaldubs - HUB (Santo Cristo) 21 - Cedric "The Congos" Myton (JAM) 28 - Mad Professor & Aisha

Música no Deck - Barraca do Pepê (Barra da Tijuca) 20 – Filipe Ret 21 – Kell Smith 27 – Um 44k 28 – Luiza Possi Barra Blues Festival 26 - Sergio Diab Stratoman / Projeto Soul Jazz / Ana Egito / Alamo Leal Blues Groover’s / Corcel Mágico 27 - RJ Café / UniJazz Brasil / The Blue Fever / Sergio Rocha / Serra Blues Trio 28 - André Barroso / WestSide Blues / State of Blues / Victor Biglione Festival Downtown Sunset - Shopping Downtown (Barra da Tijuca) 20 – Gabriel O Pensador 27 – Biquini Cavadão

Rio Rock & Blues - Rock Experience (Lapa) 19 - Titanossauros / Conexão Japeri 20 - Love & The Lovers / The Loreleis 26 - The Smiths Cover 27 - Pedro Santana Trio / Elemento Surpresa / A Bolha Revisited

Circuito SESI 24 - Centro: Fhernanda Fernandes - Participação: Nana Kozak, Sandra Duailibe, Clarisse Grova, Ninah Joh, Andréa França

MIXXX: 17 – Matheus VK – Teto Solar / Botafogo 19 - Maratona Black - Baile Charme – Gafieira Elite / Centro 19 - O Rappa: Tour de Despedida – Quadra da Mocidade / Padre Miguel 20 - Festival Rock in Brisa 4: 90 Contos / Cosmobox – Espaço Tequila´s / Guaratiba 20 - Playmobille / Tem Amor – La Esquina / Lapa 20 - Indivíduo K / Cândido / Banheiro Azul – O Pecado Mora ao Lado / Praça da Bandeira 21 - Aniversário de 57 Anos do Cacique de Ramos 21 - Festival Lona Rock Sunday: Memora / The Outs / Corcel Mágico – Lona Terra / Guadalupe 21 - Lu Oliveira – Praia de Conceição de Jacareí / Mangaratiba 26 - Laurent Garnier (FRA) 26 - Bloco do S Convida KL Jay – Fosfobox / Copacabana 27 - Slide / Sollarium / Fresno / Glória / Strike - Clube Tamoio / São Gonçalo 27 – Matanza – Arena Fernando Torres / Parque de Madureira 27 - Visibilidade Transvestigenere - Beco Encantado: Mulher Pepita & MC Xuxu – Beco do Rato / Lapa 28 - Festa Divina Circus: IZA – Clube 4 Linhas / Bento Ribeiro 28 - Bloco Eficiente: Inclusão Se Faz Com Várias Mãos – Praça Paris / Glória 28 - Facing Fear / Stuff / Cidade Nua – Rock´N Beer Pub / São Gonçalo

exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

FESTIVAL DE CULTURA DIGITAL: De 18 a 20 de janeiro, quinta a sábado, acontece no CCBB RJ DIGI – Festival de cultura digital, uma mega programação que inclui imersão, reflexão e diversão. Tem até shows geek. quinta, 19 de janeiro, às 21h, apresentação da orquestra Ritornello de Jedi, com repertório de trilhas musicais de videogames, séries e desenhos, com cordas e vozes, e arranjos exclusivos. O objetivo é dar acesso à formação clássica com temas musicais do cotidiano. sexta, 20 janeiro, às 21h, é a vez de The Screeners, banda que faz releituras rock ’n’ roll de trilhas sonoras clássicas do cinema, de videogames, séries de TV, desenhos animados. É tudo grátis, das 9 às 21h.

MOSTRA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EXIBE O CINEMA DE HAL HARTLEY Programação reúne todos os 14 longas do diretor americano, além de debate, sessões comentadas e um curso de roteiro cinematográfico de 23 de janeiro a 4 de fevereiro de 2018 (terça a domingo)

O Ministério da Cultura, o Centro Cultural Banco do Brasil e a Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro apresentam a 14ª Mostra Melhores Filmes do Ano Além das exibições dos filmes, a mostra traz homenagens e catálogo especial com textos sobre os filmes e as iniciativas cinematográficas que fizeram a diferença em 2017 De 24 de janeiro a 1 de fevereiro
PROG IN BRASIL: Carl Palmer, Premiata Forneria Marconi, estarão no Brasil em 2018, se apresentando nas cidades de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, como parte da Top Cat Concert Series 2018. Os italianos do Premiata Forneria Marconi CHEGAM EM ABRIL. O grupo de rock progressivo, formado em 1971, vem lançar seu novo álbum 'Emotional tattoos', e também vai tocar seus clássicos. Maio vai trazer o baterista do Emerson, Lake & Palmer e também do Asia, Carl Palmer, com seu tributo ao ELP.Show promete surpresas com algumas participações especiais de peso.

No dia 24/jan, começa no CCBB SP a mostra Sonora: Ennio Morricone, que homanageia o maestro no ano que completa 90 anos. Ao todo, serão exibidos 22 filmes que têm a marca musical do maestro.

Nico Rezende fará show em homenagem a Chet Baker dia 26/01 no Blue Note. Aliás, esse ano completa 30 anos da morte do Chet!!! 2018 marca o trigésimo aniversário da morte de Chet Baker. Nico Rezende presta homenagem ao trompetista no palco do Blue Note Rio, no dia 26 de janeiro (sexta), para apresentar alguns clássicos imortalizados por Baker. Estão no programa canções como ‘Time after time’, My funny valentine’ e ‘There will never be another you’.

RU PAUL´S DRAG RACE TOUR: Em 2018, as drag queens de RuPaul's Drag Race vão levar a turnê oficial do reality-show, WERQ THE WORLD TOUR, para a terra do “Come to Brazil”! Michelle Visage vai comandar a apresentação no Brasil e todos os shows contarão com performances ao vivo de algumas das drag queens mais inesquecíveis de RuPaul's Drag Race, entre elas, as recém-divulgadas participantes da terceira temporada de All Stars, Shangela e Kennedy Davenport. Outras fan favorites devem marcar presença, como Detox, Kim Chi, Violet Chachki, Valentina e Peppermint. Ainda haverá um pré-show com DJ set e performance de Lady Bunny, a drag queen que é uma lenda da cena noturna de Nova York. 23/FEV TEATRO BRADESCO/RJ

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers