Pages

Sunday, October 26, 2008

TIM FEST, NOITE 2


A SEGUNDA NOITE DO TIM FESTIVAL FOI TÃO SUPERIOR À PRIMEIRA QUE A GENTE NEM LEMBRA QUE VIU THE NATIONAL E MGMT. O SHOWZITO DO NEON NEON (ACIMA) FOI DE ARRASAR: SÓBRIO, CÍNICO, BACANA, COM SOM BOM E SURPREENDENTE (NÃO SE ESPERA NADA MENOS DO QUE ISSO VINDO DO MALUQUETE GRUFF RHYS). A BANDA ERA BOA, O SHOW FOI REDONDO, AS MUSICAS CRESCEM AO VIVO (LEMBREM-SE QUE EU NEM TINHA GOSTADO DO CD DO NN) E, PRA FINALIZAR, A PRESENÇA DO BIZARRO HAR MAR SUPERSTAR (QUE NA NOITE ANTERIOR DEU PINTA NO MGMT), UM GORDO MEIO CALVO E AFETADO, DEU O TOQUE FINAL À TRIP DELOREAN DO VIAJANDÃO RHYS (ELE VEIO NUM MODELITO ROCK FAROFA)

PONTE PERFEITA PRO SHOW DO KLAXONS (GOSSIP NAO FEZ A MENOR FALTA NESSA DOBRADINHA) QUE FEZ UM SHOW ENERGETICO (AINDA QUE AS MUSICAS NUM PACE LEVEMENTE MAIS LENTO QUE NO CD) E BEM AMARRADO, COM MAIS ENTREGA DO QUE OS ARCTIC MONKEYS NO ANO PASSADO (E DUAS MÚSICAS NOVAS), COM ABERTURA DE BOUNCE, QUE SÓ EXISTE BOOTLEG. MAS NEON NEON FOI MELHOR NO TODO.

NO FINAL, HAR MAR (FOTO 3) VEIO SÓ DE CUECA PARA MAIS UMA SESSÃO DE REBOLATION TRASH. ENCONTREI-O DEPOIS NA INSANA QUADRILHA HARDCORE DE DEAN DEACON (FOTO 4), QUE FOI A COISA MAIS MALUCA QUE JÁ VI NUM SUPOSTO DJ SET. DEACON ALUCINA GERAL COMO UM MC DOS INFERNOS PROPONDO JOGOS E DANÇAS À PLATÉIA E SUBVERTENDO GERAL O CONCEITO DJ. DEPOIS DELE NÃO HAVIA MAIS O QUE SE FAZER NO LOCAL (E NEM FALEI DO GOGOL BORDELLO, A MELHOR BANDA DE BAR MITZVAH DO PLANETA!) E EU TAVA ACABADO!!!


*VEJAM AGORA UM CLIPE DO HAR MAR:

20 comments:

fabio fernandes said...

eu tbém acho que o klaxons surpreendeu. pqe o mgmt pelo que a gente vê nos vídeos repara que alive é uma banda sofrível. mas não criei tantas expectativas com o klaxons e me diverti bastante: arroz com feijão mas muito saboroso. e ainda, no village, descolei uma foto com o jamie reynolds, bem simpático.

gogol foi ensadencido, ótimo tbém.

e que venha logo o tim festival 2009.

como tô com muito sono, depois comento mais ... rs

DeSade said...

Porra eu tô muito arrependido de não ter ido no Dean Deacon, pelo o que todo mundo tá falando. Fiquei acabado depois da micareta punk do Gogol Bordello (o show mais divertido do ano!!). Eu cheguei a entrar em uma outra tenda, mas era um DJ meio down que tava tocando com luz negra. Aí fiquei meio down também e parti. Aliás essa parada de ter que trocar de tenda foi foda.

Muito bom também Neon Neon e Klaxons. E a gente tinha espaço pra dançar, que era o melhor de tudo. Mó luxo.

tom said...

MUITA GENTE NAO VIU O NEON POR CAUSA DA HORA. COMO CORTOU GOSSIP, O SHOW PODERIA TER SIDO REMARCADO DE NOVEMEIA PRA DEZEMEIA, SO TEVE MEIA HORA DE ATRASO. UMA PENA. O KLAXONS FOI MELHOR DO QUE EU PENSAVA E, NO FIM DAS CONTAS, O FESTIVAL TEVE UM ÓTIMO SÁBADO. O PROBLEMA FOI QUE, MESMO NAO TAO LOTADO, ERA QUASE IMPOSSIVEL PEGAR UMA BEBIDA NOS BARES, TUDO MUITO MAL ORGANIZADO NESSE SENTIDO,,,

Alessandro said...

The National foi EXCELENTE!
Sou fã de carteirinha da banda!
Soam verdadeiros ao vivo!

Não sou fã de MGMT, por isso devo ter achado muito chato mesmo.

E o gordinho era chato pra caramba! hahahahaha

Queria ter visto o Gogol, mas grana curta dá nisto!

fabio fernandes said...

poxa ... nem fala do neon neon ... foi o melhor "não show" da minha vida :)
pqe eu gostei do cd, me preparei para vê-los, ansiedade total. e, qdo chego lá, bem antes das onze, só vejo a dupla se despedindo ...
e pelo que tô lendo por aí e vendo no youtube, foi um ótimo show.

tom said...

O SHOW DO NATIONAL FOI LEGASL, MAS NAO ME ENVOLVI TANTO PELO LANCE DO SOM RUIM E TAL. E, FESTIVAL A PARTE, INFELIZMENTE NAO DEU 43. VAMOS CONTINUAR NO MAIS DO MESMO,,,

Pedro said...

eu achei o the National demais !!!
praticamente cante Mr November com o vocalista, quando ele c jogou na plateia
rsss
O mgmt nao é mto minha praia e acabei saindo fora na metade.
Quando tava indo embora, acabei dando de cara com o instituto subindo no palco.Que banda ao vivo maravilhosa !!
Tocando musicas da fase racional do Tim Maia.Perfeito !!!
--------
Porra tom, nem me fala.Cheguei la, na maior simplicidade do mundo..bermuda, tenis e camiseta.
Como nunca tinha ido no tim festival, achei que tava na fashion week rsss Todo mundo fazendo pose, falando na porra do iphone novo, conversando no meio da porra do show, andando para um lado e para o outro...tudo mto esquisito.
Ate o Felipe Dylon eu encontrei na parada hahahaa
No final, indo embora, escuto a frase de um casal que definiu boa parte do publico.."ainda bem que nao pagamos pra ver esses shows.."

viva os vips !!!
haha

Sergio Luiz Valle said...

Har Mar Superstar dcom Camisa do Menudo 8*))))

Foi bom que liberaram todas as tendas... O Bordelo tenho que saber o que o cara toma!!

Eu apareço aqui no show do Neon Neon de camisa laranja!! 8-)

www.youtube.com/watch?v=v9X3RlUfLUQ

Fotos que tirei do Tim estou mandando pra aqui:
http://www.flickr.com/selusava

Felipe Passarelli said...

nossa são tantas emoções nesses dias, mesmo que somente 2 equivaleu a uma semana de shows, o tim me surpreendeu em vários momentos que achava que ia ser uma merda e na verdade entraram pra história....

Começar minha história:

Troquei meu ingresso extra do Gossip pelo Kayne West e iria revende-lo.

Não consegui vender pra ninguém, estava ficando desesperado, então chamei um amigo que tem carro e gosta muito de hip-hop que só faltou beijar meus pés quando falei pra ele sobre o ingresso de 250 reais 0800.

Chegamos lá, vimos o show na moral, aliás eu adorei o show, não entendo o pq as pessoas estão reclamando, o cara é um dos kings of pop hoje.

Quem conhece bem o Graduation, sabe da história e do contexto do espetáculo, já sabia o que esperar mais ou menos, foi muito bom, ele passou toda a história baseada no ultimo album e tocou no final Love Lockdown do album que vai lançar no FDA.

Eu adoro espetáculos pop e toda essa parafernália de luzes, fumaças, fogos, lasers etc.

Eu achei do caralho na verdade, pq sou fã faz tempo do trabalho do cara, e essa turnê foi a mesma que percorreu o estados unidos incluindo ser headline do Lollapalooza e do Coachella esse ano.

Daí perdi o show do The National, achei que o festival errou feio essa hora, tem que rolar uma escala que deja pra ver todos os shows mais importantes.

O ideal seria colocar 3 bandas naquela tenda como sempre foi, daí dava pra ver Kanye West e The National, que acabou justamente quando cheguei hehehehe

Achei bem legal MGMT, além das minhas espectativas até, pq o que eu já vi de show deles era péssimo, os caras sempre estavam drogados enfim, esse eles mandaram bem, rolou até Metanoia, b side maravilhoso.

O unico problema foi o som que estava bem aquém de sabado, mas estava la na frente só com fãs e amo esse album, então foi foda tb, uma das bandas que ainda vamos ouvir muito falar e crescer, o segundo album deles vai ser duplo, só pra ter uma idéia.

Sabado também quase perdi o Neon Neon, ainda bem que atrasaram, cheguei 21:40 e ainda não tinha começado. Fui pra gargarejo e de lá não saí mais.

Neon Neon foi uma supresa pelo show, o album já era legal, mas o show é infinitamente melhor, ótimo projeto, alias tudo que o gruff coloca a mão vira ouro. Só achei ele muito emburrado com cara de cu quase o show inteiro, ele só ria nas horas em que o HAR MAR SUPERSTAR aparecia (foi a celebridade do show, o show, meu idolo agora hehehe).

O que eu acho estranho do Gruff é essa cara emburrada, o cara é todo elétrico no Super Fury Animals, no show ele estava blazé demais, talvez faça parte do conceito 80's (eu ele tava travado de pó tb hehehe)

Klaxons foi maravilhoso, que banda energética, todas as musicas conhecidas e só um album, conseguiu ser o primeiro aperto da noite. Quase morri em Magick. Final apoteótico com Gorky do Bonde do Role e HAR MAR SUPERSTAR, eu ria e chorava de emoção.

Logo depois parti pro Marcelo Camelo. Sai apaixonado, ao vivo é 1000x melhor que no album, mais animado. ótimo show.

Depois fui pro Gogol, tava intenso quando cheguei, pulei pra cacete, com certeza um dos melhores shows do festival, nenhuma surpresa pois já tinha visto vários shows deles em webcast, mas na hora é impossível ficar parado, e o eugene é um dos caras mais figuras do rock hoje. Foi incrível, aliás os melhores shows rolaram no festa.

Sai do Gogol fui pro Junior Boys, gostozinho o som, bem light, deu pra dar uma arejada, mas nada de especial, legal só.

Depois veio o Dan Decon (estava indo pra lá quando te encontrei, aliás vc me pareceu estranho essa hora tom, nem me comprimentou direito prontofalei hehe)

Estava vazia a tenda, e o cara tinha que tocar, já estava nervoso como seria aquele set com pouquíssimas pessoas. Não é que o cara fez o melhor show do festival usando somente sua experiencia e lábia?? Caralho que loucura foi aquele show, esses shows anárquicoas sempre são os melhores, como aconteceu com o Girl Talk ano passado. Nossa me diverti horrores, o cara é super simpático, conversei a beça com ele depois, até chamou uma galera pra tomar cerveja no camarim depois, foi maravilhoso.... Ele fez outro formato de show, mesmo mudando esse formato ele conseguiu o inexperado, total fuck yeah.

Já morto pelo Dan Decon, parti pro Yoda, achei bem legal a interação com as imagens mas nada naquela noite seria melhor que o show particular do Dan Decon.

Switch fez um set muito bom, rasggando e picotando electro e outras vertentes bem ao estilo ed banger, ótimo set, dancei a beça.

O festival no final das contas foi muito bom, qubrei a cara, em SP pode ter sido ruim pq eles tem festival toda hora, e foi no meio da semana.

Aqui o Tim Festival já é point de outubro faz tempo, um evento anual mesmo pra quem não conhece nada de quem vai tocar. No final das contas até foi legal a invasão dos playbas no tim, assim ficou mais cheio o local.

Meu balanço tb é positivo, melhores shows foram Klaxons, Neon Neon, Gogol Bordello, Dan Decon, Keyne West e MGMT, impossível citar o melhor, são bandas bem diferentes, todos foram bem no que sabem fazer melhor...

Que bad hoje essa parada do Eduardo Paes, não dá pra acreditar.... Deveria ter outro turno, achei uma sacanagem com o gabeira, e mais de 1 milhão de pessoas não votaram ou foram brancos e nulos.

Realmente triste com isso tudo e desconfiando de como essa eleição foi feita, pq pelo meu boca a boca o gabeira ganhava de 90%, dificil achar alguém que votou no cara.

Muito apertada essa eleição pro cara se considerar o maioral, 1% a mais, que absurdo, olha que eu tava com boas esperanças... Enfim, mais quatro anos do mais do mesmo...

E tom leão, seja mais educados com os coveiros da próxima vez que vc encontrar tá? hahaha Blazé na cova não deve rolar rsrsrs

Abraços

tom said...

entendo essa parada do rap, mas é que no imenso palco do kanye so tinha ele e mais ninguem, nenhum dj sequer, o que deu a impressao de que ele tava fazendo um playback super produzido, o que, nos dias de hoje, parece que vai ser a regra, infelizmente.

achei um absurdo o volume de nulos e abstenções na eleição, sem contar o feriado repentino dos servidores, tudo para minar as chances do gabeira. mas é do jogo politico. vamos ver se o almofadinha faz pelo menos um terço do que prometeu, vamos cobrar, fazer a nossa parte...

pacheco said...

"Depois veio o Dan Decon (estava indo pra lá quando te encontrei, aliás vc me pareceu estranho essa hora tom, nem me comprimentou direito prontofalei hehe"


HAHAHAHAHAHAHAA!

=D

henrique kurtz said...

rsrsrsrs, mas o tom fala com as pessoas tão direitinho...

fabio fernandes said...

só rindo mesmo ...

tom said...

off: um minuto de silencio (ou com as palmitas de la mano quietas :-)para gerard damiano, o diretor de graganta profunda, que moreu hoje, aos 79 anos. ele foi um dos principais influencias na criação do personagem de burt reynolds em boogie nights, ja que filmava em pelicula e seus filmes (como o otimo sci-fi satisfiers of alpha blue e the devil in miss jones) tinham uma trama logica e eram produzidos com algum capricho

tom said...

outro off:> a dupla belga the glimmers que vem pro haagen dazs music em sp, vai dar uma esticada sexta na festa combo do 69. pena que nao deu pra catar a uffie.

as proximas atracoes por aqui agora são o duram duran (no vivo), judas priest (acho que no claro) e a trinca na arena (offspring, rem e maroon 5). kylie só em sp.

fabio fernandes said...

total reverência a gerard, sempre !

tom said...

por outro lado, uma das provaveis inspiradoras do papel de julianne moore em boogie nights, veronica hart, fez 52 anos hoje. ela fez alguns dos principais filmes da epoca aurea do porno (70, começo dos 80), e depois virou diretora de filmes ativistas pro-mulher, muitos deles premiados, porque enfocam o sexo sem ser uma coisa suja ou proibida (alguns ja passaram naqueles pgms que rolam na madruga no multishow)

Felipe Passarelli said...

hahahahahaha só rindo de você(s) mesmo, tá certo o Tim Festival é o local ideal pra fazer carão no Rio (rs), aliás um dos únicos que temos pra mostrar as roupas chiquérrimas, os Iphones da vida e ao mesmo tempo a ignorância musical da maioria dos "Vips".

Até já falei, é até legal que seja desse modo, assim vimos shows cheios, o que foi a vantagem, sendo de bonus, trocas, vips não importa.

O que eu acho besteira é a folha ficar sacaneando a Monique, conheço a bastante tempo o trabalho da moça e vc comenta a beça aqui dela, e tenho certeza que foram os artistas que deram trabalho por não virem, o público de SP esnobou legal e não ela em SP.

Se eu fosse a Monique e pudesse não faria mais em SP, lá as pessoas são bem mais chatas mesmo e reclamam demais, além de terem shows toda hora, já nós não temos esse luxo de boicotar eventos, pq acho que esse é um dos unicos que é a cara da cova no Rio, e sempre foi o mais esperado.

Me falaram que a monique fez uma entrevista pro multishow, por tras da fama, vou catar no youtube depois.

E VHS or Beta e Feedz, nada tom??? Ninguém mais da Ed Banger vem esse ano??

abs

PEDRO BAMBAATAA said...

TOM, agora só espero o show do BLOC PARTY, se bem que o DURAN DURAN e o REM valem uma conferida...

Sabes se vai ter playback tb?

Tom e por falar em pornô, por anda a TRACY LORDS?

abraços!!

fabio fernandes said...

pedro,
a traci vai bem ... rs.
continua fazendo muita tv (seriados) e cinema (geralmente filmes b, lançados diretos prá dvd). inclusive, ela está no elenco do novo do kevin smith, "zack and miri make a porno".


só acho que ela poderia lançar outro cd. sério, eu tenho aquele cd que ela lançou na década de 90 e o acho sensacional.

NA CIDADE

JULIANAS:

casas & shows: Circo Voador 18 – Metá Metá / Rakta 19 – Roberta Sá  20 – Testament (EUA) 25 – Johnny Hooker 26 – O Baú do Raul – 25 Anos: Marcelo Nova / Mauricio Baia / B.Negão / Chico Chico / Karina Buhr / Rick Ferreira / Vivi Seixas

Fundição Progresso 18 e 19 – Novos Baianos 25 - Mitchell Brunnings (HOL) / Orquestra Brasileira de Música Jamaicana 26 – Festival RapRJ 7: Cone Crew Diretoria / Luccas Carlos / Froid / 1Kilo / ADL – Participação: Ducon / Modestiaparte – Participação: Liink & Buddy Poke

Teatro Rival 18 – Festa La Cumbia 19 - Afrojazz - Participação: Larissa Luz & Jesuton 23 - Michael Sweet (Stryper) & John Schlitt (Petra) 24 - Júlia Bosco & Emerson Leal & Gustavo Macacko – Participação: Mart´nália & Simone Mazzer 25 – Alma Thomas 26 – Jay Vaquer 50 meia Setor A, 40 meia Setor B, 30 meia Lounge 30 – Cabaré Diferentão

Teatro Riachuelo 29 – Paulo Ricardo Teatro Odisseia 18 – Ordinária - Baile do Lindote: Molejo 24 - The World is a Beautiful Place & I am No Longer Afraid to Die / gorduratrans / E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante  26 - Esteban Tavares / Sheffield 

Vivo Rio 18 - Postmodern Jukebox (EUA)  19 – Barão Vermelho 20 – Roy Hargrove & Roberta Gambarini 25 - Jacob Collier (ING) 

Baratos da Ribeiro (Botafogo) 19 – Vespeiro: Marcelo Perdido / Real Sociedade / O Branco e o Índio 26 - Vespeiro: Tacy de Campos / Jonnata Doll & Os Garotos Solventes

Estúdio Hanói (Botafogo) 18 - Nativity in Black Fest: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  19 - Festival Nativity in Black: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  27 - Back To Hanoi Metal Fest: Forkill / Unmasked Brains / Evil Inside / Savant  30 - Rectal Smegma (HOL) / Uzômi / Baga  Audio Rebel 16 – Quintavant: Thiago França: Sambanzo 17 – Quintavant: Thiago França: Space Charanga Quarteto 18 - Jair Naves & Britt Harris / Kasparhauser 19 – Quintavant: Ava Rocha 20 - Homenagem a John Coltrane (Widor Santiago, Sergio Barrozo, Adaury Mothé, Didac Thiago, Roberto Rutigliano) 23 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Bella, Thomas Rohrer, Cadu Tenório, Antonio Panda Gianfratti 24 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Thomas Rohrer, Antonio Panda Gianfratti 30 – Quintavant: AJJA (Pedro Calmon & Alex Frias)

Espaço Sérgio Porto 18 - Marcio Lugó / Capela  24 - Mulheres de Buço 25 - Whipallas 31 - CEP 20.000

Sala Baden Powell 16 - Donatinho: Homenagem a João Donato - Participação: Ithamara Koorax, Wanda Sá, Cris Delanno, Amanda Bravo, Ricardo Silveira 19 - Quarteto do Rio 23 - Lúcia Menezes 26 - Marcel Powell - Homenagem a Baden Powell - Participação: Thais Motta, Ithamara Koorax, Gabriel Aquino, Amanda Bravo, Dilma Oliveira 27 - Dorina Canta Aldir Blanc 30 - Eliana Pittman

Theatro Net Rio 16 – Laila Garin & A Roda 22 – Paulo Miklos 12/09 Simone Mazzer

Beco das Garrafas Casa de Cultura Laura Alvim 09 e 10 – Festival Levada: Luísa Maita 15 – Katerina Polemi 16 e 17 – Festival Levada: Apanhador Só 23 e 24 – Festival Levada: Bruna Mendez 30 e 31 – Festival Levada: Tamy

Teatro Ipanema 15 - A.Nota: Sambas do Absurdo (Juçara Marçal & Rodrigo Campos & Gui Amabis) 16 - Aíla (PA) – Participação: Posada 17 - Ana Frango Elétrico / Thiago Nassif 18 - Amora Pêra 22 - A.Nota: Marcelo Vig & Marcos Suzano

Teatro Café Pequeno 17 - Lu Dantas & Natália Boere 24 - Marcos Oliveira 31 - Filtra

Metropolitan 24 – Hanson (EUA) 26 - Lindsey Stirling (EUA) Teatro Bradesco 18 – Leo Jaime 24 – Almir Sater

Teatro Municipal de Niterói 18 e 19 – Roberta Campos 22 – Clube do Choro Homenageia Noel Rosa 24 – Quarteto do Rio

Planet Music (Cascadura) 18 - Torture Squad / Hatefulmurder / Reckoning Hour / Warcursed  19 - Black Days (SP) / Sheffield / Amsterdan / LaVille  26 - Festival Invasão Underground 2: Inversa (SP) / Maieuttica / Adrift / Tormentta / The Last Whale 

Imperator 16 - Quartas Brasileiras: Tia Surica - Tributo a Clara Nunes - Participação: Nilze Carvalho, Ana Quintas, Mariene de Castro 22 – Jazz Pras Sete: Folakemi Duo 23 – Maurício Mattar – Participação: Alexandre Pires 24 - Homenagem a Dalva de Oliveira: Amelinha, Zezé Motta, Dóris Monteiro, Leny Andrade, Rita Beneditto, Áurea Martins, Agnaldo Timóteo, Simone Mazzer, Zé Renato, Eliana Pittman, Rosa Maria Colyn, Luciene Franco, Ellen de Lima, Ataulfo Alves Jr, Gottsha 30 – Agnaldo Timóteo 31 – Samba do Imperator: Grupo Arruda, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Arlindinho

Centro de Referência da Música Carioca Artur da Távola (Tijuca) 16 – Coletivo Samba na Rua 17 – Quinta Instrumental: Jimmy Santa Cruz 18 – Victor Mus 19 – Danilo Caymmi 23 – Fábrica Nômade Sonora 24 – Quinta Instrumental: Carlos Café 25 – Laura Zennet 26 – Quarteto do Rio 30 – Projeto Vitrola

FM Hall 23 – Manu Gavassi (grátis) 29 – Illy (grátis)

La Esquina (Lapa) 17 - Red Mess / Blind Horse / Stoned Jesus 24 – Mobile Drink

Smokey Rio (Lapa) 19 – Festa Rio Vinil Clube 26 – Bel Almeida Ganjah (Lapa) 18 – Duda Brack & Thiago Ramil 23 – Festa HempFyah: Rafyah Dread & Hempfield DubLab / Lion Dornellas / André Pfefer / Tagu Selectah Vibration 25 - Azul Casu & 3 du Mar

Casa de Baco (Lapa) 17 – Gafieira Pé de Louro 19 – Relógio de Dalí 24 – Joyce Cândido

CCBB 18 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pato Fu / Céu – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 20) 19 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pedro Luís & A Parede / Tom Zé – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 10)

Quintas no BNDES 17 - Byafra: 35 Anos de Sucesso 24 - Luiza Borges 31 - Tarita de Souza

Circuito SESC 16 – Copacabana: Philippe Baden Powell & Quarteto Ludere: Baden Powell 80 Anos 18 – Niterói: Clara Gurjão 26 – Engenho de Dentro: Clara Gurjão Circuito SESI 26 – Duque de Caxias: Tiê 25 – Jacarepaguá: Tiê _____________________________________________________________

mixx: 18 - Carmen Blues – Bar Kunin / Vila Isabel 18 – Sara & Nina – Olho da Rua / Vila Isabel 18 - Ronaldo Diamante – TribOz / Glória 18 - Wake the Dead Festival: Surra (SP) / Rats / Der Baum (SP) / Nove Zero Nove – Clube Mageense / Magé 18 – RaggaBrass – Boulevard Olímpico / Praça Mauá 18 - O Rappa - Tour de Despedida – Quadra da Grande Rio / Duque de Caxias 19 - Insurgente Rock Festival: Maieuttica / Ágona / Born2Bleed / Melyra / Forkill / Negah – Caixa de Surpresa / Bangu 19 - Breaking Bad - A Festa: Cervical / Controle / Mau Presságio – Buffallos Bar / Méier 19 - Festa RapSoul 5 Anos: Rael – Armazém / Praça Mauá 19 - Akira Presidente – Espaço BF / Mesquita

20 - Caxias Hell Festival: Velho / Justabeli (SP) / Dark Tower / Gutted Souls / Unnature / Vicious – Lira de Ouro / Duque de Caxias 25 - Bloco Fanfarra D´Águas – Praça das Nações / Bonsucesso 25 - Rogério Caetano - Participação: Hamilton de Holanda – Eco Som / Botafogo 25 - Arraiá do Bloco Vem Cá, Minha Flor – Feira de São Cristóvão

LEO JAIME LEO "GUANABARA" JAIME Com mais de 30 anos de carreira, Leo Jaime experimenta momentos de grande intensidade em sua vida profissional. Além da obra consagrada, como cantor e compositor, o artista está sempre atuando em novos projetos. Humor, interpretações arrebatadoras, inteligência e versatilidade são as marcas deste artista que apresenta ao publico carioca, no dia 18 de agosto, no Teatro Bradesco Rio, o espetáculo “Leo “Guanabara” Jaime”. No show ele relembra seus grandes sucessos musicais e as histórias por trás das canções e dos bastidores do Rock Brasil

PROGRAMAÇÃO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):   07/09 - Quinta-feira 20:00 Maceo Parker 22:30 Maceo Parker   08/09 – Sexta-feira 21:00 Maceo Parker 23:30 Maceo Parker   09/09 – Sábado 21:00 Sergio Mendes 23:30 Sergio Mendes   10/09 – Domingo 20:00 Sergio Mendes 22:30 Sergio Mendes   13/09 - Quarta-feira 20:00 Jaques Morelenbaum convida   16/09 – Sábado 21:00 Baby do Brasil 23:30 Baby do Brasil   17/09 – Domingo 20:00 Baby do Brasil 22:30 Baby do Brasil   20/09 - Quarta-feira   20:00 Jaques Morelenbaum convida   27/09 - Quarta-feira 20:00 Anne Paceo 28/09 Quinta-feira   20:00 Orquestra Atlântica 22:30 Orquestra Atlântica    Outubro   04/10 - Quarta-feira 20:00 Ala.Ni 05/10 – Quinta-feira 20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  06/10 – Sexta-feira 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    07/10 – Sábado 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    08/10 – Domingo  20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  11/10 - Quarta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    12/10 – Quinta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

ULTRA BRASIL ANUNCIA A PHASE 1 DE SEU LINEUP PARA A EDIÇÃO 2017: ADAM BEYER, ALESSO, ARMIN VAN BUUREN, DAVID GUETTA, JAMIE JONES, JOSEPH CAPRIATI, SASHA & JOHN DIGWEED e THE MARTINEZ BROTHERS SERÃO HEADLINERS FESTIVAL ACONTECE NOS DIAS 12, 13 E 14 DE OUTUBRO NO SAMBÓDROMO DO RIO

_______________________________________________________ CURSOS DE AGOSTO no Estação NET Botafogo    - História do Cinema Independente Brasileiro, com Cavi Borges    - Ancine e o fomento ao audiovisual brasileiro, com Julio Augusto Zucca    - Cinema Afrodisíaco? O sexo na tela, com Dodô Azevedo

Circuito Estação NET de Cinema e Cinemateca do MAM apresentam: Exposição CINEMA EM CASA: Equipamentos do acervo da Cinemateca do MAM. A partir de 23 de fevereiro, no Estação NET Botafogo de 23 de fevereiro a 23 de agosto 2017 Horário de visitação: 14h às 22h Entrada franca

DISTOPIAS BRASILEIRAS NO CINEMA A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 15 a 27 de agosto de 2017, a mostra cinematográfica Brasil Distópico, que traça um panorama da produção nacional sobre as distopias. Para a programação, os curadores Luís Fernando Moura e Rodrigo Almeida selecionaram 37 curtas e longas-metragens que imaginam diferentes futuros sombrios para o país, entre clássicos da ficção-científica brasileira e obras menos conhecidas.  Na programação, filmes como O quinto poder (1962), de Alberto Pieralisi, e Brasil ano 2000 (1969), de Walter Lima Júnior. Outras incorporam as convenções da ficção científica, encenando a ameaça nuclear e o colapso do planeta, como Parada 88: o limite de alerta (1978), de José de Anchieta; e Oceano Atlantis (1993), de Francisco de Paula. Há, ainda, aqueles que instalam o cinema de gênero em imaginários locais do Brasil, como é o caso de Abrigo nuclear (1981), de Roberto Pires; e Areias Escaldantes (1985). ESTE ULTIMO, TRAZ NO ELENCO, VARIOS NOMES E BANDAS DO ROCK BRASIL DOS ANOS 80, COMO LOBÃO, TITÃS, E TEMA-TITULO DE LULU SANTOS.

DEIXA NA RÉGUA: O filme estreia no dia 10 de Agosto no INSTITUTO MOREIRA SALLES com sessões às 16h e 20h e no CINE SANTA com sessão às 17h10. Deixa Na Régua. Direção: Emílio Domingos. Produção: Osmose Filmes. Documentário. Brasil. 73 minutos.

COM SESSÕES LOTADAS EM ALGUMAS CIDADES, UCI ABRE MAIS SALAS PARA “DAVID GILMOUR: LIVE IN POMPEII” E AGORA APRESENTA A EXIBIÇÃO EM XPLUS  Ingressos já estão à venda e o público poderá conferir o show também com o poderoso som Dolby Atmos em 360º



BLITZ AO VIVO: No embalo do lançamento do álbum 'Aventuras 2', Evandro Mesquita e sua Blitz finalizam seu quarto DVD, gravado no Circo Voador em abril, para lançamento em outubro. A banda está a todo vapor, com presença confirmada no próximo Rock In Rio e tem turnê pelos Estados Unidos confirmada em fevereiro de 2018

FESTIVAL DE CINEMA DA NOVA ZELANDIA

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers