Pages

Monday, October 13, 2008

even better than the real thing...


...como diz aquela música do U2. O Cult é uma banda de hard rock, a princípio "fake", porque queriam se dar bem nos EUA, já que eram ingleses góticos (assim como o Love & Rockets, que também quase fez essa trilha). Mas entraram com tanto entusiasmo nessa, que se tornaram uma real hard rock band e mandaram bem com dois álbuns clássicos no final dos anos 80, "love" (mais psicodélico) e "electric" (totalmente hard, produzido por bob rock). Hoje vivem na califórnia (ian astbury mora em san francisco já há uns 20 anos) e fazem o circuito de bandas do tipo (pegando fãs de grupos como motley crue, p ex). E ainda tem uma platéia fiel no Brasil, já que o circo estava tão cheio quanto no show do Justice (umas mil pessoas, na boa), excelente para uma segunda feira quase sem promoção. e mais uma: na camiseta da turnê à venda lá, o Rio nem constava. Foi astbury quem quis vir tocar aqui, porque gosta da cidade, e fizeram o show no circo pela bilheteria, sem cachê. e foram 80 minutos só de hits, com apenas duas músicas novas, com um final apoteótico, com "she sells sanctuary". não só ian ainda manda bem no gogó, como billy duffy é o rei do riff e o batera john tempesta (que já foi do white zombie e testament) é excelente, sem contar os novatos no baixo e guitarra base (parecia saído do weezer). ou seja, é como ver uma banda de hard rock básica americana sem a presepada e excessos destes (sem o ar white trash), que beiram a farofa. a cópia as vezes sai melhor que o molde...

26 comments:

Gustavo said...

Tom, o show tava bom demais, só achei curto... Vários sons clássicos ficaram de fora, e achei o Ian meio frio, não rolou bis e não deu nem um boa noite para a platéia.
Mas apesar de tudo isso, a banda tava afiada, e o clima no circo perfeito, acredito que de qualquer lugar se assistia bem, o som era ótimo e não é todo dia que a gente escuta clássicos assim! Valeu Cult!!!
Agora a expectativa é pelo Bloc Party. Apesar da presepada no VMB acho que vale a pena assistir a banda ao vivo...

Lorena said...

RICARDO

pô, deve ter sido uma noite legal.

hard rock é ducaralho, mas a cafonice das hair bands é realmente nojenta. o engraçado é que essa megalomania, as cores berrantes e os lenços que arrastam no chão não têm nada a ver com as músicas (pelo menos as melhores delas), que são cruas e bem simples, mas bem tocadas também.

acho que a pagação de pau das groupies é tanta que os caras acham que tá tudo legal - e pra eles deve tá mesmo.

tom said...

bom, gustavo, teve um encore, sim, apos uma breve pausa, eles voltaram e tocaram nirvana e fecharam com she sells sanctuary. o ian ate que tava com a voz legal, mas foi distante da plateia, ta parecido com o jim morrison em fim de carreira. mas prefiro um show assim do que com presepadas. o que importa é o som, e os caras mandaram bem, sem nenhuma musica lenta ou caída. o ian tava com uma camisa dos sex pistols por baixo e continua usando o rabo de raposa pendurado na calça (deve ser amuleto)

Gustavo said...

É verdade, Tom. Achei que aquela pausa fosse normal, do show.Achei curto porque eles poderiam tocar outros "clássicos" como Hollow man, Peace Dog, Revolution, Ressurection Joe...
Agora fica a pergunta: Será que o Ian tá arrasadão daquele jeito mesmo, ou é meio pose?
Mas no geral tava muito bom mesmo, foi uma segunda-feira arrasadora(mesmo pq estou de ressaca e com os ouvidos zumbindo até agora...KKkk!!)

PEDRO BAMBAATAA said...

Engraçado todo mundo aqui tá falando do CULT da fase "hard rock"...

Eu que fui metaleiro quando nem existia esse termo e acho essa fase uma merda, a banda parecia um "SUB AC/DC"...
Acho que muitos coveiros aqui não conhecem "DREAMTIME", o melhor disco da banda, com o melhor single pelo MELODY MAKER em 1984, a música "SPIRITWALKER", uma porrada "tribal"
É inclusive desta época a minha melhor música da banda: "RESSURECTION JOE"...

Em 1985 lançaram "LOVE", que eu achei bem legal, mas muita galera daqui falava que era um SUB LED ZEPPELLIN...

Para mim a banda acabou, quando os caras tentaram se americanizar e fazer HARD ROCK, num formato já bem desgastado para época...

Ainda tem a fase em que a banda se chamava SOUTHERN DEATH CULT, e que tb lançaram um lp, que até comprei depois num sebo...

Acho que a galera aqui deveria ouvir para avaliar a banda melhor...

ABRAÇOS!!

tom said...

falou e disse, bambaataa, eu tbm prefiro a fase southern-death cult da banda, spiritwalker, dreamtime e coisa e tal. por isso, qndo eles lançaram love fiquei bem puto por um tempo, viraram hippies? mas, ai, veio o electric que, embora seja hard rock cover, tinha musicas legais, tipo little devil, wild flower. hj, passado o tempo, o cult é outra coisa, nao é mais aquilo q vc cita, nao volta mais, entao vamos aproveitar pelo menos que eles fazem bons shows e que billy duffy manda bem na guitarra. eles ja sao esse "novo" cult ha mais de 20 anos, já impregnou...

Rainha Popota said...

Conheço pouco, mas acho a voz dele muito gostosa, adoro vozes graves!

Ah, Tom, você baixou o Religulous??? Eu tentei mas veio um arquivo todo torto que preferi nem abrir! Anyway, avise-me se/quando assistir, estou curiosíssima!

E onde você baixou os vídeos do SNL? Preciso downloadar e legendar para uma aula!

PEDRO BAMBAATAA said...

é isso aí tom, vc está certo, não fui ontem, pois já tinha visto o show do metropolitan, se não me engano em 1995, atualmente trabalho, tenho de acordar as 6hs, e estar trabalhando as 7:00hs, não dá para beber um goró e no dia seguinte,atender publico, então resolvi não ir, e também, não levei fé, achei que os caras iam vir meia bomba, mas pelo que vc falou os caras só tocaram os crássicos, acho que se fosse no sabadão, eu iria ao lugar que "mais gosto"(rs) do Rio... a LAPA... (rs)...

ABRAÇOS A TODOS OS COVEIROS!!!!

tom said...

popota, baixo tudo pelo mininova (minionova.org) na aba television eles pegam arquivos do eztv. no domingo cedo vc ja tem o snl da noite anterior. ainda nao corri atars do religulous pq só deve ter cam safada, vou esperar por um r5 ou screener. vou copiar pra ti uns pgms do bill maher meanwhile... poize, bambaataa, so da pra ir a lapa de vez em quando, eu tbm "adoro" aquele lugar (rsrsrs), to sempre lá...

Felipe Passarelli said...

aposto que só tinha tiozinho na platéia hehehe

é dificil ver algum jovem até 30 anos ser fã do the cult.

infelizmente a banda nunca marcou nada na minha vida e nunca me interessou, ouvi muito metal, grunge, hard rock alguma coisa tipo aerosmith e guns and roses.

se fosse uma banda que realmente me fizesse voltar ao tempo pq eles tiveram alguma importancia no passado que influênciou algum artista novo, ou albums clássicos eu até me esforçaria em procurar.

Ouvi, vi shows no youtube, não rolou mesmo, nada que fosse superar o showzaço do Mudhoney sabádo, que de velharia me interessa mais.

The cult is Just a Band, mais uma que entrou no cenário post-punk, hard rock e que não evoluiu com o tempo, mas acredito que o som pra época devia ser o máximo, mas hoje é como se fosse numa festa da ploc 80's pra mim.

É uma banda parecida com o Deep Purple, todo ano vem aqui.

A galera da cova foi de graça, aí é mole, queria ver se gastassem 120 reais pra entrar hehehhe

abs

tom said...

qq 120 no circo é 60, eles so nao anunciam pq nao podem fazer isso por causa da lei, nunca se cobra realmente 120 contos. nao tinha so tiozinho no circo, nao, uns 30% era de galerinha mais nova e outro terço era de mulheres, pq o ian tem muitas fas. o show da cyndi lauper é que so vai ter bancario que frequenta festa ploc, ninguem que eu conheço sabe mais quem é essa mulher hj em dia (só fas dos goonies :-))

tom said...

alias, alguem ai vai ver a kt tunstall nessa quinta no canecão? alguem ai foi mo mcfly? alguem pensa em ir no paramore? so pra ter uma ideia de a quantas regula o demographics aqui da cova...

Felipe Passarelli said...

nem vou, vou no viva le fete sábado, dessa vez não perco mesmo, uma banda tb um pouco datada do electroclash, mas me marcou de alguma forma.

saiu a escalação do planeta terra, mas minha paixão por REM não me deixou ir, quem for tá aí:

Festival Planeta Terra

Main Stage

01:30 – 02:45 - Kaiser Chiefs

23:45 - 01:00 - Bloc Party

22:00 - 23:15 – Offspring

20:30 – 21:30 – Jesus and Mary Chain

19:00 - 20:00 – Vanguart

17:30 - 18:30 - Mallu Magalhães

Indie Stage

00:00 - 01:30 - Breeders

22:30 - 23:30 - Spoon

21:00 - 22:00 - Foals

19:30 - 20:30 - Animal Collective

18:00 - 19:00 – Curumin

16:30 – 17:30 - Brothers of Brasil

Dj Stage

01:00 – 03:00 – Felix da Housecat

23:30 – 01:00 – Calvin Harris (dj set)

22:00 – 23:30 – Mylo (dj set)

20:30 – 22:00 – Mau Mau

Data: 8 de novembro de 2008

Horário de abertura dos portões: 15h

Horário do evento: de 16h às 3h

Local: Villa de Galpões do Morumbi – Av. das Nações Unidas, 20.003, Portões 1 e 2

Preço Ingresso: Terceiro lote: R$ 130,00 / Meia: R$ 65,00

Censura: 18 anos – *Em cumprimento às normas e legislação em vigor, não será permitida a entrada de menores de 18 anos, mesmo que acompanhados de pais ou responsáveis

Felipe Passarelli said...

tom vc chegou a ver a parada da Cyndi Lauper no Rio??

Abraços :)

MaryClaude said...

tom, estou rindo aqui com o seu comentário de cindy : eu a conheco e nao sou bancária nem frequento ploc, sou velha mesmo ahaah
mas, na boa, quem vai a um show desses??
não vou a nenhum show por agora, queria ir ao vive, mas, to enrolada. talvez, tim, se sobrar tempo.
sobre the cult, eu gosto, alem da voz grave, a banda é boa, mas, ian sempre foi antipático.
bjsss

tom said...

nao tive tempo, felipe. nao sei por onde começar. acho que vou perguntar primeiro a alguem da gravadora dela, tenho que anotar para nao esquecer, muitas coisas...

acho que agora, ate o final do ano, fora o tim que o grobo cobre geral, so devo ir memso no bloc party e rem, caso nao va ao planeta terra. e alguem ai foi no filme dos arctic monkeys?

Gustavo said...

Me desculpa quem é fã mas acho Cyndi Lauper insuportável.
Detestava nos anos 80 e continuo detestando.
Girls Just Want To Have Fun é uma das músicas mais chatas de todos os tempos. A voz da Cindi não dá.
Quanto ao Cult lembro que quando o Love foi lançado ele teve um impacto forte na época. É um disco importante na história do rock.

tom said...

semana que vem começa em nova york o cmj, seminario de musica que ja rola ha uns 20 anos. sao tantas atracoes que dá ate colapso mental, mais do que rola aqui em um ano (inclusive dj sets). confiram a programação (e chorem) no site

www.ohmyrockness.com

e tem muita coisa boa de graça!!!

fabio fernandes said...

eu não fui no cult por ser em um segunda, simples assim. pqe a banda fez parte da minha adolescência e eventualmente, ainda dá prá ouvir algumas coisas que envelheceram bem.
qto a cyndi lauper, tbém não sou bancário mas quero muito ir ... rs. pelo passado dela e principalmente, pelo ótimo cd que ela lançou recentemente.

ontem, passei no odeon pouco antes da exibição. tinha tapete vermelho e tudo ... rs. mas não pude ficar pqe tinha a minha "missa" semanal: o zé, ali no vivo rio.

Lord Vader said...

Em 98 (no auge da era " college") tava em NY , era tambem um mês de outubro e peguei algumas molezas por conta do CMJ , maratonas de shows (teve uma no cbgb's que me lembro só do zebraheads), e simplesmente PJ Harvey , plena 4a a noite tocando 0800 (nao era pocket show) na Virgin da Broadway , e pouca gente , ela tava meio querendo entrar no mercado americano.

Lord Vader said...

Em 98 (no auge da era " college") tava em NY , era tambem um mês de outubro e peguei algumas molezas por conta do CMJ , maratonas de shows (teve uma no cbgb's que me lembro só do zebraheads), e simplesmente PJ Harvey , plena 4a a noite tocando 0800 (nao era pocket show) na Virgin da Broadway , e pouca gente , ela tava meio querendo entrar no mercado americano.

fabio fernandes said...

e para quem gosta de p.o.d. - 23/11 - circo voador.
aliás, alguém gosta disso ? rsrs

o lado positivo é que o circo, definitivamente, se firma como palco de bandas gringas, acho até que neste ano, bateram o recorde. o que acho ótimo, pelo clima da casa, pelo ambiente (tbém amo a lapa), pelos preços etc.

tom said...

rolinha me contou que o cara que trouxe o cult tbm ta trabalhando com o poison e ta rolando um revival da banda nos eua. então ele ofereceu pro circo, rolinha, claro, disse que não (rsrsrs)

poize, vader, tem muita parada 0800no cmj, tipo o hercules love affair dj set e alguns shows, basta se cadastrar no site...

fabio fernandes said...

ah, mas eu acho até que o rolinha deveria pegar o poison sim ... o lance é esse mesmo, trazer todo mundo, independente de tribos/estilos: fortalece o circo, fortalece a casa.

Gustavo said...

O P.O.D é uma banda bem legal, ao menos o Album Satellite, de 2001 fez uns hits que chegaram a rolar na MTV e tocaram na Flu FM, Youth of the Nation e Alive.
Não sei como eles estão agora, mas acho que vale a pena ver essa banda ao vivo!

tom said...

gostei de youth of the nation do p.o.d por alguns minutos, até descobrir que a banda era meio evangélica (eca!). essa musica toca naquele filme das garotas surfistas, alguma coisa blue...

garanto que se o poison vier enche de garotinha e farofento, que o diga o lionheart aqui do rio (rs)

ah, calvin harris (melhor dj do ano na minha modesta opiniao) tocaqui no vertigo em novembro. o disco do cara, i created disco, é muuito bacana, bate longe o sam sparro e chega perto do tiga,,,

NA CIDADE

NOVEMBERINAS:

Teatro Odisseia 17 – Siriun / Gutted Souls / Obituary (EUA)  21 – Delain (HOL) 26 - Vanguart / Ariella

Teatro Rival 16 – Tempero Carioca 17 - Eddie 22 – Rival Rebolado 23 – Nelson Sargento 25 – Festa Batmakumba: Abayomy 30 - Festival Norueguês: Sondre Lerche / Greni

Teatro Riachuelo 22 – Golden Boys

Casa Julieta de Serpa (Praia do Flamengo) 19 - Paris Jazz & Blues: Marcio Lott & Charles Marot Trio  26 - Paris Jazz & Blues: Carol Fazu

Coordenadas Bar (Botafogo) 05, 12, 19 e 26 – Pedro Baby & Convidados 21 - Sérgio Rocha Blues Band: Homenagem a Celso Blues Boy Estúdio Fórum (Botafogo) 24 - Sexta Infame: PxExNxE (COL) / Blaspherion / Lástima / Baga

Solar de Botafogo 16 – Paulo Malaguti 22 - Andrea Dutra & Cacala Carvalho & Elisa Queirós: Salto Triplo 24 - Kosmus / Aura / Psilocibina 29 – Gabriel Calisman Audio Rebel 17 - Ostra Brains / ‎Whatever Happened to Baby Jane (ES) 18 - Os Chás / Ente 19 - Altair Martins & Widor Santiago & Marcelo Magalhães Pinto & Didac Tiago & Roberto Rutigliano: Homenagem a Miles Davis & John Coltrane

Theatro Net Rio 27 -  Alessandra Verney  29 – Silva Canta Marisa Monte 

Blue Note 16 - Didier Lockwood Trio (FRA)  17 - Antônio Carlos & Jocafi Convidam Ithamara Koorax (20h)  17 e 18 - Amaro Freitas (22h30) 22 - Banda Zil (20h) 22 - Lina Nyberg (SUE) – Participação: Ilessi (22h30) 23 – Quarteto do Rio & Roberto Menescal – Participação: Joyce & Wanda Sá & Pedro Miranda (20h) 23 – Insula (22h30) 24 e 25 - Kenny Garret Quartet  29 e 30 - Ed Motta: Baile do Flashback

Ganjah Lapa 16 - Samba Que Elas Querem 17 - Anjos de Vidro / Mara Rúbia 22 - Conterrâneos 28 – Theozin

Sala Baden Powell 18 – Boca Livre 19 - Fhernanda Fernandes - Participação: Andréa França, Clarisse Grova, Nana Kozak, Ninah Jo, Sandra Duailib 22 – Doralyce & Maracutaia 25 - Augusto Martins & Paulo Malaguti 26 - João Carlos Assis Brasil & Carlos Navas

KM de Vantagens Hall 17 e 18 – Marisa Monte & Paulinho da Viola

Praça da Apoteose 18 e 19 - DNCE / Bruno Mars

Teatro da UFF (Niterói) 24 a 26 – MPB – a Era dos Festivais: Soraya Ravenle & Edu Krieger & Marcelo Caldi & Fabiano Salek & PC Castilho

Planet Music (Cascadura) 18 - Fugindo da Realidade / De Outono / Fall Back / Visceral Fear / We Are The Revenge  25 - For Annie / Ollie / Colorado / Visceral Fear

Imperator 19 - Folakemi / Jesuton / DJ Marcello MBGroove 20 – Mariene de Castro 21 – Terraço do Imperator: Jazz Pras Sete: Pimenta Jazz Trio 22 – Marcio Gomes 23 – Humberto Gessinger: “A Revolta dos Dândis – 30 Anos” 24 – Cidade Negra Canta Gilberto Gil 25 – Terraço do Imperator: Forró Lánalaje: Trio Ventura / DJ Edna Carvalho 25 – Paulinho Moska 26 - Fafá de Belém (com Manoel & Felipe Cordeiro): Guitarradas do Pará 28 – Coral Imperator

Centro de Referência da Música (Tijuca) 16 – Magali 17 – Carlos Uzêda 18 – Ana Costa & Carrapicho Rangel 21 - Dagô 23 – Felipe Adetokunbo 24 – Nina Rosa & Thiago Kobe 25 – Rodrigo Maranhão & Pretinho da Serrinha 29 – Joyce Cândido Canta Elis Regina  30 – Michel Taski O Pecado Mora Ao Lado (Praça da Bandeira) 15 - Acidez (MEX) / Pós-Sismo / Juventude Maldita (SP) / Dissgrama  18 - Sétimo Andar / Circus / Roterdan / Pilfer

Aparelho (Centro) 18 - Second Come 24 - Felipe Zenicola / Marcos Campello / Lucas Pires  Motim (Centro) 24 - Gragoatá / Vitor Milagres / Daniel Villares

Quintas no BNDES 19h - grátis 16 - Karla da Silva 23 - CDR Style 30 - Sergio Santos

Teatro Glauce Rocha (Centro) 16 - Fábrica Orquestra  23 - Alice Passos & Maurício Carrilho  30 - Olivia & Francis Hime CCBB 18 - Madrugada no Centro: Larissa Luz - Participação: MV Bill & Caio Prado / Festas Soul de Santa, Trap'in, QXO  Museu de Arte do Rio 24 - Sarau do Alemão / Rincon Sapiência

Som no Deck T.T. Burger - Leblon 19h - grátis 16 - Os Camelos 23 - Pimenta Jazz Trio 30 - Qinho

BRASIL EM TRANSE: Com curadoria de Ismail Xavier e coordenação da Sociedade Amigos da Cinemateca, em parceria com a Cinemateca Brasileira e o Cinusp, esta Mostra reúne mesas de debate e exibição de filmes que acontece de 16 de novembro a 1º de dezembro, em São Paulo. CINEMATECA BRASILEIRA

Circuito SESC 17 - São Gonçalo: Cassiano & Trio Beija Flor (16h - grátis) 18 - Copacabana: Guilherme Pimenta Trio (16h - grátis) 19 - São Gonçalo: Monarco (16h - R$ 20) 20 - São João de Meriti: Ed Motta SOLO (16h - R$ 20) 24 - Niterói: De Leve (19h - R$ 20) 25 - Madureira: De Leve (17h - R$ 20) 25 - Ramos: Cassiano & Trio Beija Flor (17h - grátis) 25 - São Gonçalo: Bebeto (17h - R$ 20) 26 - Madureira: Dorina (17h - grátis) 26 - São Gonçalo: De Leve (19h - R$ 20) 29 - Tijuca: Marcelo D2 & SambaDrive (19h30 - R$ 20) 30 - Tijuca: De Leve (20h - R$ 20) ______________________________

MIXX: 17 – Santos – Praça XV 17 - Victor Bertrami Quarteto - Participação: Azymuth, Arthur Maia, Robertinho Silva, Kiko Continentino – Casa com a Música / Lapa 17 - Aether / Tempus Fugit – Lona Elza Osborne / Campo Grande 18 - Festival Rock no Parque: Bala N'Agulha / Dona Penha – Arena Dicró / Penha 18 - Wake The Dead Festival: Surra (SP) / Rats / Der Baum (SP) / Nove Zero Nove – Magé Futebol Clube 19 - Surra (SP) / Plastic Fire / Halé / Triunfe – La Esquina / Lapa

25 – Qinho - Ahlma.CC / Leblon 25 - AcaraJazZ: Bondesom / Juliana Linhares / Doralyce – Rio City Lab / Santo Cristo 26 - Alaska (SP) / Hover / Whipallas – La Esquina / Lapa 26 - Cervical / Mari & The GoodFellas / Facing Fear – Calabouço / Vila Isabel 29 - Baculeju da Sandra de Sá – Teatro Glaucio Gill / Copacabana

o MIMO, que chega a Olinda nesse fim de semana (17 a 19 de novembro).   É a última etapa de 2017 do festival – depois de passar por Portugal, Tirandentes, Ouro Preto, Paraty e Rio de Janeiro –, com 44 atrações gratuitas de música, cinema e educação.

Abertura da exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”, no dia 1º de novembro. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

SHOW SOBREGAL - MARCELA MANGABEIRA Dia: 16 de novembro (quinta-feira) Horário: 20h Local: Teatro Municipal Café Pequeno Endereço: Av. Ataulfo de Paiva, 269, Leblon - Rio de Janeiro, RJ Tel.: 2294-4480

50 ANOS DE CARREIRA: Antônio Carlos e Jocáfi convidam Ithamara Koorax Dia 17 de novembro (sexta) Blue Note Rio – Av. Borges de Medeiro, 1424 - Lagoa   SESSÃO: Sessão: 20 horas

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

Parque Villa-Lobos/SP recebe SlowKids em 18 de novembro     Evento gratuito busca desacelerar as crianças do universo tecnológico com um dia inteiro de brincadeiras tradicionais, teatro, literatura e música; “Kombi dos sonhos” será uma das novidades desta nona edição

MOSTRA DE CINEMA ARGENTINO CONTEMPORÂNEO VOLTA À CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EM SUA SEGUNDA EDIÇÃO   Histórias extraordinárias apresenta uma seleção com os melhores filmes recentes do país vizinho. Debates com cineastas e especialistas completam a programação Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro  (Metrô e VLT: Estação Carioca) Telefone: (21) 3980-3815 Data: de 07 a 19 de novembro de 2017 (terça-feira a domingo)

'Cria', novo espetáculo de Alice Ripoll no grupo Suave, traz 'dancinha', dança contemporânea e funk ao Sergio Porto/HUMAITÁ e ao Centro Coreográfico. o trabalho estreia dia 17 com 10 dançarinos em uma mistura inovadora que também traz a dança afro, o afrofunk, o passinho, contato- improvisação e linguagem teatral de 17 a 20 de novembro de 2017 Horários: Sexta-feira - 21h                 Sábado - 21h                 Domingo - 20h                 Segunda-feira - 21h

O espetáculo “Kid Morengueira – Olha o breque!” homenageia Moreira da Silva (1902 – 2000), o cantor que popularizou o samba de breque, tornando-se um ícone da música brasileira. O samba permitiu a ele criticar, sempre com muito bom humor, os poderosos com seus desmandos, os malandros que conheceu na noite, e os compositores que ajudou a tornar conhecidos. A peça estreia para uma curta temporada no Teatro I do Sesc Tijuca - de 03 de novembro a 03 de dezembro, de sexta a domingo, sempre às 20:00.

Após o sucesso da temporada nos meses de abril e maio desse ano, que passou por sete cidades brasileiras e esgotou em todas as praças, o espetáculo “STOMDUP” de Tom Cavalcante volta para novas apresentações no Rio de Janeiro (dia 01 de novembro, no Teatro Bradesco Rio); Natal (dia 30 de novembro, no Teatro Riachuelo); Fortaleza (dia 01 de dezembro, no Teatro RioMar Fortaleza).

SOLID ROCK: a participação da banda Lynyrd Skynyrd no Solid Rock (Curitiba, Pedreira Paulo Leminski, dia 12/12; São Paulo, Allianz Parque, dia 13/13; e Rio de Janeiro, Jeunesse Arena, dia 15/12) acaba de ser CANCELADA por motivos pessoais da banda. No lugar, Cheap Trick será a banda que fará parte do lineup, junto do Deep Purple e Tesla. Mais informações sobre devolução de ingressos serão divulgadas em breve.

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers