NA COVA DO LEÃO

Monday, June 15, 2009

BAIXA FIDELIDADE

FIQUEI TRISTE EM SABER QUE A ÚLTIMA VIRGIN RECORDS DA AMÉRICA FECHOU AS PORTAS ONTEM, NA UNION SQUARE, EM NOVA YORK. ESSA ERA A MINHA FAVORITA DE MANHATTAN, PQ, COMO FICAVA NA AREA DA UNIVERSIDADE, TINHA UNS LANCES DIFERENTES DA DE TIMES SQUARE, QUE ERA MAIS POVAO. OS VINIS E CDS INDIES E AS CAMISETAS ERAM DIFERENCIADAS. PODEMOS ATE DIZER QUE AS LOJAS (E, POR TABELA, AS GRAVADORAS) MERECERAM, JÁ QUE VENDIAM CDS POR MAIS DE 20 DÓLARES (NO ULTIMO DIA, ELES TAVAM CUSTANDO SÓ DUAS DOLETAS!), MESMO COM OS CUSTOS EMBUTIDOS. A INDUSTRIA DA MÚSICA PAGOU CARO PELO SEU ERRO E POR NAO TER DADO A DEVIDA ATENÇÃO AO MP3 E À MÚSICA BAIXADA, EM VEZ DE COMBATE-LOS. O TRISTE É QUE, POR MAIS FACIL E BARATO QUE SEJA BAIXAR, NADA SE COMPARA EM VC CHEGAR NUMA LOJA, NAVEGAR POR ELA, FAZER AMIGOS E DE LÁ UM POINT. AGORA, LÁ EM NYC, SÓ RESTAM DE BOAS AS LOJINHAS OTHER MUSIC, QUE FICA NA LAFAYETTE ST, NO VILLAGE, OU A BLEEKER BOB´S, PERTO DE ONDE ERA O CBGB, QUE VENDE MUITAS RARIDADES E EDIÇÕES ESPECIAIS. R.I.P. VIRGIN US. (mas ainda existem lojas na europa e asia)

20 comments:

atlantic said...

É triste ver as lojas de disco fechando, mas isso já era esperado. Estamos em 2009 e as gravadoras ainda não sabem muito bem o que fazer para "resolver a questão do mp3". Insistem no combate, mas não remontam suas políticas de preço. São uns despreparados que só conseguem pensam em dois pólos: margem de lucro e promoção para queimar estoque.

Fazendo uma analogia meio boba, é como se você visse um trem chegando e ficasse no meio do caminho. Aí você começa a pensar: tá vindo muito rápido...entro nesse trem e tento pegar o melhor assento ou tento impedir que ele prossiga viagem? Já sei! Vou chamar 200 advogados e colocar os caras aqui na linha do trem!

Dez anos depois, o resultado não poderia ser diferente: você tem milhares de advogados atropelados pelo trem e fica pensando que deveria ter entrado logo naquela droga.

tom said...

POIZE, ATLANTIC. QNDO, HA DEZ ANOS, O NAPSTER APARECEU, A INDUSTRIA CAIU EM CIMA, COMO SE FOSSE UM CRIMINOSO, UM TERRORISTA. NAO VIRAM QUE PODERIA SER UM ALIADO, UM RENOVADOR, DEU NO QUE DEU: SURGIRAM MILHARES DE OUTROS PRA COMBATER A INDUSTRIA (E OS ARTISTAS PERDULARIOS) E AGORA O NAVIO TA AFUNDANDO DE VEZ. SO O ITUNES MEIO QUE VINGOU NOS EUA

Tiago Velasco said...

Eu tb gostava muito daquela Virgin. Lá comprei uns disquinhos bacanas a preços bem razoáveis: no máximo 10/11 dólares. Foram: AC/DC, Richard Hell, The Sonics, Weezer e New York Dolls.
Nem são discos difíceis, mas o preço compensava. E era divertido passear naquela loja.

Lord Vader said...

É inevitável o négocio da musica , como conhecemos , acabar , porque a situação se tornou irremediável depois do download livre. Durante algum tempo ainda vai existir magazines tipo americanas vendendo coisas bem populares em cd , mas , pode anotar , nos proximos 10 anos (talvez metade disso) não vai se achar cd para vender , nem em Fnac , nem em qualquer lugar , nem havera qualquer lançamento , nem pirataria , nem independente , porque assim como vinyl , as fabricas nao vao mais prensar. O CD vai se tornar um artigo para colecionador "excentrico" , mais ou menos como seria escutar hoje em dia fita de rolo.
Mas é realmente chocante. Até 10 anos atrás metade da graça em viajar pra fora era ficar fuçando discos , e basicamente , acho que a vida de todo mundo q frequenta esse blog , em parte gira em torno dos seus discos , livros e filmes.
E eu pergunto pro Tom e pra galera do blog , o q será q o futuro reserva nesse aspecto ? eu realmente nao consigo pensar em nada .. Parece q a industria nao se recupera nunca mais , e vai ter q se contentar com os direitos das musicas para filmes e jogos ate virarem dominio publico. Um lado meu diz bem feito , mas outro lamenta ..

tom said...

SINTO O MESMO Q VC, VADER. MAS AGORA NAO TEM MAIS GRAÇA NAS VIAGENS IR PROCURAR UM DISCO. SE BEM QUE NAS LOJAS QUE CITEI, AINDA VALE A PENA. ACHO QUE O FUTURO SERAO TOTENS PRA VC BAIXAR ALGO "PRA VIAGEM" NO MP3, TUIPO TEM UMA MUSICA NOVA ALI, MAS VC TA NA RUA E AINDA NAO BAIXOU, AI PEGA POR, SEI LA, UM REAL? COM CAPINHA? QNDO A INTERNET BANDA LARGA FOR FATO (O Q TEMOS AQUI É UMA PORCARIA), AI SIM, COISAS COMO ITUNES E NETFLIX TERAO SENTUDO E ACABOU A MIDIA (CD, DVDS), SÓ OS JOGOS CONTINUARAO.

tom said...

MINHAS ULTIMAS COMPRAS NA VIRGIN DE UNION SQUARE FORAM TRES CAMISAS DE BANDA POR 20 CONTOS (LEVE TRES, PAGUE DOIS), UNS VINIS DE REMIXES (UM DUPLO DO CHEMICAL BROTHERS E SINGLES), UNS DVDS EM PROMO (CINCO DOLETAS) E UNS CDS IMPORTS (TIPO O DO DATAROCK). EU QUE COSTUMAVA RAZER UMM C ASE DE DISCOS A CADA VEZ, AGORA FOI SO UMA MALETINHA COM UNS 20, NO MAXIMO. O COVEIRO BRUNO É QUE TA EM NYC E PARECE QUE PASSOU O RODO POR LÁ

brunobbl said...

é to por aqui

o último dia foi terrível, parecia q passou um furacão por lá, quase nada sobrou a não ser bolsas, camisetas da virgin (até tinha a de orlando), alguns jogos de futebol americano de xbox 360 e um único cd lá na hora q eu estava, o último do all american rejects !!!!! he he he he he !!!!!

isso queria dizer alguma coisa ?

eu sei q a banda é uma bela porcaria e ninguém se atreveu a comprar.

abs

PEDRO BAMBAATAA said...

É frustante para mim, que era um apreciador das artes dos lps e em grau menor na era do cd, baixar algo sem uma "embalagem" que esteja incluido uma capa e uma caixa.

Não é a toa que compro caixinhas, imprimo as capas, faço etiquetas para materializar o que eu compraria em lojas.
Apesar de que meu armário já esta ficando abarrotado de cds que faço, em função da velocidade que posso pegar na rede.

Já me decidi, vou trocar meu cd-player do carro(aonde escuto mais musica) por um com entrada frontal USB, e fazer back-up em casa em midias para dvd, que tem uma capacidade maior.

Aonde vai parar não sei, antigamente juntava meus trocados para para comprar um LP, e as vezes curtia meses ou por quase 1 ano aquele trabalho.

Hoje a coisa ficou meio massificada, tem varias coisas que os coveiros ouvem, que as vezes fico tonto com tanta informação...

Mas fazer o que, isso não tem volta.

um abraço!!

PEDRO BAMBAATAA said...

o que aconteceu tom?

liguei para ouvir o prog e não entrou?

deu algum problema?

Pedro said...

por isso eu acho a internet foda

http://www.wired.com/dangerroom/2009/06/activists-launch-hack-attacks-on-tehran-regime/

tom said...

NORMALMENTE SO OUÇO O PGM NO DIA SEGUINTE, MAS ONTEM BOTEI LA AS 22H10 E TAVA ROLANDO UM SOM BABA QUALQUER. JA MANSDEI EMAIL PARA OS RESPONSAVEIS PARA SABER O QUE ACONTECEU E, ASSIM QUE TIVER A RESPOSTA, POSTO AQUI

atlantic said...

Eu sempre me confundo com o excesso de informação. Quando o Tom faz a votação dos melhores no fim do ano, tem gente que indica 200 bandas!

O maior problema de ter tudo na mão é que as coisas acabam perdendo o valor. Eu sou da geração da fita, a turma que ficou entre o fim do vinil e o começo dos cds. Sinto falta de descobrir bandas em fitas gravadas por amigos. Sinto falta de ver uma fita ser tão ouvida a ponto de arrebentar.

fabio fernandes said...

é, literalmente, a volta dos mortos-vivos. antes do simple minds (25/09), o vivo rio receberá o information society (07/08) com memê abrindo.

fabio fernandes said...

é, literalmente, a volta dos mortos-vivos. antes do simple minds (25/09), o vivo rio receberá o information society (07/08) com memê abrindo.

RalphB said...

Também sou da geração das fitas. Tinha centenas delas. Sempre gravando e trocando entre amigos. Se ficou mais fácil conhecer bandas novas hj em dia, a banalidade acabou com o gostinho da conquista. Com aquela sentimento de "finalmente consegui o disco tal".
Nunca fui a NY, mas já tinha ido na Virgin de L.A. em 2002 e fiquei uma tarde inteira que nem criança na loja de doce. Gastei uma boa grana. Essa tb fechou?

Tava lendo uma entrevista com o Miranda na Bravo sobre esse assunto e ele disse, e eu concordo, que a internet daqui a pouco vai ser simples e confiável como a eletricidade e não será preciso "baixar" mais nada. Tudo vai estar "on line" e vc acessa na hora q quiser.

Eu hj em dia guardo tudo q baixo em dvd's. Muita coisa daquela centena de fitas baixei e guardei. Hj não se pergunta mais quantos discos vc tem e sim quantos giga de música vc tem.
Sad but true. Mas não tenho a menor pena das gravadoras.

Não existe nada mais gostoso que achar numa loja o disco que vc procura há tempos. Lembro quando numa lojinha especializada em Punk (de frente pra praia!) em San Diego achei o CD q faltava pra completar minha coleção do Hüsker Dü. Esse sentimento não tem mp3, streaming, download que iguale.

tom said...

EIS A RESPOSTA DA MULTISHIOW:

"tivemos um problema com a importação da programação e realmente nao foi ao ar. ps: esse vacilo nao se repetirá."

ENTAO, ESSA SEMANA VAI FICAR NO SITE UM PGM ANTIGO E NA SEGUNDA TUDO VOLTA AO NORMAL. MENOS MAL. ACHEI QUE O PGM JA TINHA ESPANTADO ALGUEM DA DIRECAO DA RADIO, O QUE É MINHA SINA (RS)

RalphB said...

"Eu sou o Tom e ele o André e vc não é". Lembra disso?
Pedí ao meu irmão pra procurar as fitas do Hell Radio na casa da minha mãe (não sei se lembra)e ele me retornou esse fim de semana falando que achou uma. Acabamos conversando um pouco sobre nossas noites de segunda (17 anos atrás!!)gravando o programa e ele lembrou da frase acima, q vc sempre falava. rsrs

Ele descreveu a fita e lembro bem desse programa, um dos meus preferidos. Se não me engano foi quando ouví Seaweed pela 1º vez. HJ é uma das minhas bandas preferidas.
Assim q tiver com ela na mão (ele mora na barra e eu em botafogo. E não tenho carro!) te escrevo pra te entregar.
Vc consegue ver meu e-mail pelos comentários, né? (ralphbuswell@gmail.com)

QQ coisa escreva. Abs

rr.abeleira said...

que merda.

devo grande parte da minha formação musical a tower records - que foi pro saco antes - e virgins da vida.

nós que gostamos de gastar horas fuçando, ouvindo o barulhinho dos plásticos se batendo nas prateleiras, não somos o suficiente pra sustentar essas lojas. que pena.

no início do ano fui pra ny e tive o último gostinho, mas já não foi a mesma coisa porque o clima era de enterro mesmo - setores bagunçados, muita baba nas promos e poucas raridades. mesmo assim gastei mais do que pudia.

tom said...

btw, olha o que saiu no nme:

http://www.nme.com/news/nme/45396

Marcelo Delfino said...

E eu estou morrendo de medo com o que acontecerá com as queridas lojas Modern Sound e Snake Pit (Copacabana) e mesmo as redes FNAC e Saraiva...

Só tenho pena das boas lojas e de seus funcionários. Não das gravadoras.

Melhou eu completar logo a minha coleção de rock oitentista. Estou doido para que cheguem nas lojas as edições especiais com faixas-bônus do CD Severino (Paralamas) e do catálogo dos Titãs na Warner.

NA CIDADE

JANEIRO TEM DUAS FACES:

CASAS & SHOWS: Circo Voador 19 - Samba Rap Festival: Elza Soares / Karol Conka 20 - Samba Rap Festival: Emicida / Jongo da Serrinha / Bateria da Império Serrano 25 - Phoenix (FRA) 26 - Vanessa da Mata / Fióti / DJ Incidental 27 - Barão Vermelho

Fundição Progresso 19 - BaianaSystem 20 - Tim Music no Samba: Xande de Pilares & Mumuzinho - Participação: Bateria do Salgueiro 26 – Johnny Hooker / Letrux 27 - Nando Reis

Teatro Odisseia 21 - Radnor With Lee (EUA) 28 - Demon Hunter (EUA) / Pantokrator (SUE)

Teatro Riachuelo 16 - Leila Pinheiro: Voz & Piano 23 - Ed Motta: Baile do Flashback 30 - Laila Garin & A Roda

Teatro Rival 20 - João Bosco: Voz & Violão 25 - Angela Ro Ro 26 - Bloco Sargento Pimenta 27 - Geraldo Azevedo: Voz & Violão

Audio Rebel 16 - Adaury Mothé Trio 17 - Rafael Rocha Quinteto 28 - N.D.R. / Triunfe / Dissonância 29 - Ana Baird & Camila Costa: Perigosas

Espaço Sérgio Porto 18 - Sinara 25 - Karine Carvalho: Galega Hits

Sala Baden Powell 19 - Sempre Livre / Sylvinho Blau Blau / Dr. Silvana & Cia. 20 – Nelson Sargento 21 – Banda do Síndico 24 - João Donato - Participação: Carlos Lyra & Roberto Menescal & Marcos Valle 25 - Mario Adnet: Jobim Jazz 26 – Marcos Ariel 27 – Cris Delanno 28 - Azymuth

Beco das Garrafas 17 - André Gonçalves 18 - Lu Oliveira 19 - Georgiana de Moraes & Fernanda Cunha & Camilla Dias: Homenagem a Vinicius de Moraes (20h) 19 - Joyce Cândido: Homenagem a Elis Regina (22h30) 20 - Hélio Delmiro (21h) 20 - Maíra Freitas & Taís Feijão (22h30) 21 - Dóris Monteiro 24 - Rosana Sabença 25 - Conexão Rio: Homenagem a Tom Jobim 26 - Amanda Bravo: Homenagem a Durval Ferreira - Participação: Paulinho Trompete, Mauricio Einhorn, Rosana Sabença, Billy Blanco Jr., Thaís Fraga 27 - Hector Costita & Joseval Paes 31 - Maria Luiza

Casa de Cultura Laura Alvim 16 - Dani Black 21 – Pedro Mann 23 - Davi Moraes 28 – Qinho Canta Marina Lima 30 - Matheus VK

Teatro Café Pequeno 18 – Verônica Sabino 25 – Elisa Queirós

Blue Note Rio 16 - Big Gilson 17 - Roberto Menescal 18 - Gabriel Moura 19 - Daniel Jobim & Daniel Boaventura: Homenagem a Tom Jobim & Frank Sinatra 20 - MPB-4 23 - Escalandrum (ARG) 24 - Mayer Hawthorne (EUA) 25 - Wanda Sá & Gilson Peranzzetta & Mauro Senise: Homenagem a Tom Jobim & Vinicius de Moraes

KM de Vantagens Hall 19 – Molejo & É O Tchan – Participação: Ludmilla 20 - Ney Matogrosso: Atento aos Sinais

Imperator 23 - Jazz Pras Sete: Chico Costa & Quarteto Artilheiro 24 - Quartas Brasileiras: Cordão da Bola Preta 27 - Forró Lánalaje: Marcelo Mimoso Trio / DJ Edna Carvalho 28 - Bloco Pipoca & Guaraná 31 - Toquinho: Voz & Violão - Participação: Camilla Faustino

Centro de Referência da Música (Tijuca) 17 - Ellen de Lima & Reginaldo Bessa: Homenagem a Lamartine Babo 18 - Rosa Marya Colin - Participação: Jefferson Gonçalves 19 - André Gabeh 17 - Eduardo Dussek 24 - Quinteto em Tom Maior 25 - Rosane Corrêa: Homenagem a Ella Fitzgerald 26 - Daíra: Homenagem a Belchior 31 - Ana Egito

Baile do Digitaldubs - HUB (Santo Cristo) 21 - Cedric "The Congos" Myton (JAM) 28 - Mad Professor & Aisha

Música no Deck - Barraca do Pepê (Barra da Tijuca) 20 – Filipe Ret 21 – Kell Smith 27 – Um 44k 28 – Luiza Possi Barra Blues Festival 26 - Sergio Diab Stratoman / Projeto Soul Jazz / Ana Egito / Alamo Leal Blues Groover’s / Corcel Mágico 27 - RJ Café / UniJazz Brasil / The Blue Fever / Sergio Rocha / Serra Blues Trio 28 - André Barroso / WestSide Blues / State of Blues / Victor Biglione Festival Downtown Sunset - Shopping Downtown (Barra da Tijuca) 20 – Gabriel O Pensador 27 – Biquini Cavadão

Rio Rock & Blues - Rock Experience (Lapa) 19 - Titanossauros / Conexão Japeri 20 - Love & The Lovers / The Loreleis 26 - The Smiths Cover 27 - Pedro Santana Trio / Elemento Surpresa / A Bolha Revisited

Circuito SESI 24 - Centro: Fhernanda Fernandes - Participação: Nana Kozak, Sandra Duailibe, Clarisse Grova, Ninah Joh, Andréa França

MIXXX: 17 – Matheus VK – Teto Solar / Botafogo 19 - Maratona Black - Baile Charme – Gafieira Elite / Centro 19 - O Rappa: Tour de Despedida – Quadra da Mocidade / Padre Miguel 20 - Festival Rock in Brisa 4: 90 Contos / Cosmobox – Espaço Tequila´s / Guaratiba 20 - Playmobille / Tem Amor – La Esquina / Lapa 20 - Indivíduo K / Cândido / Banheiro Azul – O Pecado Mora ao Lado / Praça da Bandeira 21 - Aniversário de 57 Anos do Cacique de Ramos 21 - Festival Lona Rock Sunday: Memora / The Outs / Corcel Mágico – Lona Terra / Guadalupe 21 - Lu Oliveira – Praia de Conceição de Jacareí / Mangaratiba 26 - Laurent Garnier (FRA) 26 - Bloco do S Convida KL Jay – Fosfobox / Copacabana 27 - Slide / Sollarium / Fresno / Glória / Strike - Clube Tamoio / São Gonçalo 27 – Matanza – Arena Fernando Torres / Parque de Madureira 27 - Visibilidade Transvestigenere - Beco Encantado: Mulher Pepita & MC Xuxu – Beco do Rato / Lapa 28 - Festa Divina Circus: IZA – Clube 4 Linhas / Bento Ribeiro 28 - Bloco Eficiente: Inclusão Se Faz Com Várias Mãos – Praça Paris / Glória 28 - Facing Fear / Stuff / Cidade Nua – Rock´N Beer Pub / São Gonçalo

exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

FESTIVAL DE CULTURA DIGITAL: De 18 a 20 de janeiro, quinta a sábado, acontece no CCBB RJ DIGI – Festival de cultura digital, uma mega programação que inclui imersão, reflexão e diversão. Tem até shows geek. quinta, 19 de janeiro, às 21h, apresentação da orquestra Ritornello de Jedi, com repertório de trilhas musicais de videogames, séries e desenhos, com cordas e vozes, e arranjos exclusivos. O objetivo é dar acesso à formação clássica com temas musicais do cotidiano. sexta, 20 janeiro, às 21h, é a vez de The Screeners, banda que faz releituras rock ’n’ roll de trilhas sonoras clássicas do cinema, de videogames, séries de TV, desenhos animados. É tudo grátis, das 9 às 21h.

MOSTRA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EXIBE O CINEMA DE HAL HARTLEY Programação reúne todos os 14 longas do diretor americano, além de debate, sessões comentadas e um curso de roteiro cinematográfico de 23 de janeiro a 4 de fevereiro de 2018 (terça a domingo)

O Ministério da Cultura, o Centro Cultural Banco do Brasil e a Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro apresentam a 14ª Mostra Melhores Filmes do Ano Além das exibições dos filmes, a mostra traz homenagens e catálogo especial com textos sobre os filmes e as iniciativas cinematográficas que fizeram a diferença em 2017 De 24 de janeiro a 1 de fevereiro
PROG IN BRASIL: Carl Palmer, Premiata Forneria Marconi, estarão no Brasil em 2018, se apresentando nas cidades de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, como parte da Top Cat Concert Series 2018. Os italianos do Premiata Forneria Marconi CHEGAM EM ABRIL. O grupo de rock progressivo, formado em 1971, vem lançar seu novo álbum 'Emotional tattoos', e também vai tocar seus clássicos. Maio vai trazer o baterista do Emerson, Lake & Palmer e também do Asia, Carl Palmer, com seu tributo ao ELP.Show promete surpresas com algumas participações especiais de peso.

No dia 24/jan, começa no CCBB SP a mostra Sonora: Ennio Morricone, que homanageia o maestro no ano que completa 90 anos. Ao todo, serão exibidos 22 filmes que têm a marca musical do maestro.

Nico Rezende fará show em homenagem a Chet Baker dia 26/01 no Blue Note. Aliás, esse ano completa 30 anos da morte do Chet!!! 2018 marca o trigésimo aniversário da morte de Chet Baker. Nico Rezende presta homenagem ao trompetista no palco do Blue Note Rio, no dia 26 de janeiro (sexta), para apresentar alguns clássicos imortalizados por Baker. Estão no programa canções como ‘Time after time’, My funny valentine’ e ‘There will never be another you’.

RU PAUL´S DRAG RACE TOUR: Em 2018, as drag queens de RuPaul's Drag Race vão levar a turnê oficial do reality-show, WERQ THE WORLD TOUR, para a terra do “Come to Brazil”! Michelle Visage vai comandar a apresentação no Brasil e todos os shows contarão com performances ao vivo de algumas das drag queens mais inesquecíveis de RuPaul's Drag Race, entre elas, as recém-divulgadas participantes da terceira temporada de All Stars, Shangela e Kennedy Davenport. Outras fan favorites devem marcar presença, como Detox, Kim Chi, Violet Chachki, Valentina e Peppermint. Ainda haverá um pré-show com DJ set e performance de Lady Bunny, a drag queen que é uma lenda da cena noturna de Nova York. 23/FEV TEATRO BRADESCO/RJ

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers