NA COVA DO LEÃO

Saturday, March 24, 2007

my dinner with craig


fui do lado escuro da lua direto pro dark side da dance music e, beirando o bar lagoa, encontrei carl craig jantando com a esposa e uns conhecidos meus (entre eles, marcos boffa, que vai trazer the evens semana que vem). entrei e, depois que ele traçou seu bife a parisiense (um dj não natureba) e encheu a cara de vinho branco, seguiu-se a conversa da qual pinço higlights: ele me contou que gostou de "dreamgirls" (sobretudo daquela cantora), achou que eddie murphy tinha que ter levado oscar (achou forrest whitaker caricato como idi amin), se amarrou em "borat", disse que é vizinho de quarteirão de jack white em detroit, mas nunca se falaram ("ele é white trash", co certo tom pejorativo), entregou que, tanto madonna quanto kid rock, q tbm sao detroitianos e tiram onda de ter nascido pobres, vem de familias ricas da cidade (pobretão local só mesmo o eminem), um de seus três filhos (a filha de 12 anos) está in love por um garoto da escola e sofrendo por isso. ele pretendia ir pra sp hj pela estrada para ver o visual. e, quando disse que ele ia tocar num clube pequeno, como no início da carreira, tirou marra: "eu comecei tocando em grandes clubes, man". ok. uma garrafa de vinho depois, entrou no dama as 3am e detonou um set crassico de techno (daquele tipo que naos e toca mais por aqui) de fazer chorar. bateu aquela nostalgia (ghetto, atlantica 1910, primeiras raves). usa laptop com serato (melhor que final scratch) operado via cdjs mk-3, mesa de efeitos e um mixer valvulado que mais parece uma mesa de som profisisonal e realmente altera a musica geral. ou seja, nada do que ele toca é realmente a música, ele recria tudo na hora. toda la gente profissa da noite carioca tava lá. nao arredei pé até acabar, pq tava bom demais. e ele ainda tem uma esposa simpatica (mulata, neta de judeus etiopes e mae chilena!) que distribuia red bulls e agua pra quem tava suando na fila do gargarejo. dj set do ano? sem duvida. foi uma gig quente, viva, ligada na pista (ainda que ele fique seriíssimo ligado nas maquinas, so sacudia os ombros de vez em quando, cool), nada da monotonia minimal atual ou do mesmo chacundum house a noite toda de sempre por aqui...

17 comments:

Felipe Passarelli said...

Fiquei chateado por não ter ido, é um dos DJs não vi ainda em meu currículo.

Depois do show estava exausto e a ultima coisa que queria era dançar e me trancar em boate (quem mandou eu engordar, não ficar em area VIP e estar bem mais velho??)

Mas achei o show demais, fiquei emocionado com as imagens do Dark Side, o cara prova que Pink Floyd é só uma reunião de velhotes, todos fizeram muito bem sua parte.

Mas nem tem como comparar com o Robbie Willians, o cara não tem repertório que se aguente, e 2 ou 3 musicas conhecidas. Ele pode ser conhecido na Inglaterra, aqui só foi pra VER o show, só.....

Mas conta aí Tom, tava cheio, tocou Techno??? (PERGUNTA) rsrsrs

Vamos torcer que o Placebo faça uma coisa mais pesada, mesmo com o disco novo arrastado.

Que bom, você ta falando da Amy Winehouse, aleluia! AMO a voz dessa muié, incarnação da Nina Simone, outra diva. Desde Dezembro tenho falado nela aqui, e pelo que eu to vendo ela ta pau a pau com a queridinha dos Americanos Norah Jones. Muito bom ela na Billboard, parece que LCD só semana que vem.

Também não fiquei triste com Incubus não, to meio bolado com o Adriano do CSS que ta se achando muito e falando mal de todos os jornalistas, depois le na Rraul, o cara é bem escroto.

Sim, o indie é Pop, pq não?

Abraços! :)

tom said...

nao dou a minima se vai ter ou nao show do incubus. os caras vinham numa linha bacana, tinham um disco legal, ai, foi so assinar com a sony e cair nas graças de sharon osbourne para farofarem o som. felipe, soube que o css so nao tocou no chemical pq o adriano pediu 20 mil dolares e foi irredutivel. dizem que o cara é casca-grossa no trato em geral.

philipe_rocha said...

Bom, eu queria ir no Incubus só pra ouvir Drive...já tava feliz...
Placebo eu não vou mesmo, acho que uma vez foi o suficiente, e não gostei do Meds
Neguinho tá viajando com o novo do LCD estreando alto na Billboard...eles são mais conhecidos na Europa que na America...e os americanos não curtem eletrônico. Top 20 no máximo

Felipe Passarelli said...

LCD pode ficar entre os Top 10 sim, o próprio James Murphy fez campanha e calculos.

O primeiro vendeu 70 mil cópias nos Estados Unidos, e não esquecendo que Daft Punk is Playing in My House fez parte da Trilha sonora de OC (seriado).

Se a maioria das pessoas que compraram o primeiro, comprarem o segundo, é claro que chega aos dez mais vendidos, questão de lógica.

E Placebo lá vou eu, melhor que ficar em casa. :)

Rocha07 said...

O primeiro do LCD vendeu 70 mil cópias ao todo, não na primeira semana...o que é muiiito pouco pro padrão de lá. Mas, do jeito que a coisa anda, tem cd vendendo 40 mil na primeira semana e entrando no Top 10. É a crise. Mas acho difícil, tá competindo com o novo do Modest Mouse e da Joss Stone.

fabio fernandes said...

bem, como roger waters não desce de maneira nenhuma (seja solo ou no pink floyd), minha sexta foi com o lafayette & os tremendões, que tocaram para um circo absurdamente vazio (acho que não tinham nem umas cem pessoas ali - a concorrência era forte naquela noite de sexta). na realidade, acho que nunca vi o circo tão vazio em minha vida, o que por um lado foi bom pqe deu para curtir o show numa boa, sem empurrões ou algo parecido.

e o hipersônica, alguém foi ? será que foi bom ?

Rocha06 said...

Eu fui na Hipersonica...foi legal, mas com certeza o Carl Craig devia estar mais legal. A idéia era interessante, mas o som não era bem pra dançar e o lugar tava muito escuro...mas reuniu uma galera maneira, de todos os tipos. Foda era cerveja a 5 reais (bom, a entrada era de graça né?).
Acabei de saber da morte do Ric, aka Mr. Spacely em Brasília. Parece que ele teve parada cardíaca. Pena, já dancei muitos sets dele na época que poucos dj's nacionais tocavam electro.

Farewell.

tom said...

puxa, fiquei chocado com essa noticia da morte do rick novais (aka mr. spacely). estive com ele ha menos de um mes e o cara tava na boa. qndo o conheci, ha uns 20 anos (ele era da turma original de brasilia) ele era gordinho e menos saudavel. agora, nao, tava na forma e tal. foi uma fase ruim pra ele, que em seis meses perdeu o pai e a festa bug. agora essa...

tom said...

o ric era carioca/brasiliense. na epoca do hellradio ele tava aqui no rio, pq era muito amigo do andré x, entao ia la na radio atender telefone e levar cerveja pra gente (comprava um saco com 12 latinhas e bebia dez!). depois sumiu, foi morar na espanha e voltou ao brasil como dj, carreira que seguiu ate agora e que foi de algum sucesso aqui e lá fora.

PEDRO BAMBAATAA said...

muito bom o show do Placebo...

achei meio "lado B"...
não tocaram "allergic" minha
musica favorita, mas tudo bem...
abriram com várias musicas do
"meds", inclusive "drag", a melhor
para este coveiro que vos fala...rs
quase duas horas de show...

o antigo claro hall foi bem reformado... está bem melhor...

mas acho que podiam ter tocado
mas "suças"... mas tudo bem...
fica pro próximo show...

abraços... 12:31 26/mar/2007

Felipe Passarelli said...

Fala Cova

Placebo conseguiu fazer tudo o que faltou no primeiro show e deu a volta por cima!

Que showzaço, nota 10, pesado, cru, esse é o Placebo do DVD.

Som Incrível, Iluminação perfeita, Telão, VJs, etc.

Primeiro show que começa 20:30 em ponto, 23:00 já estava em casa!

Show do ano até agora pra mim, 10,0 com louvor.

No outro não conhecia muito as musicas, nem sou de ouvir eles direto, mas reconheço que meu dinheiro foi muito bem gasto, e a galera tava 10 e agora sim estou convencido que eles são ótimos ao vivo.

O que você achou do show Tom??

tom said...

felipe, nao fui no prasebo, preferi ir mais longe e curtir o chiclete com banana no riocentro... not!!! (rs)
mas nao fui mesmo, sacume, pra ir na barra tem que ter algo mais e como ja tinha visto a banda e achado meia bomba ao vivo da outra vez, desanimei, apesar de gostar deles. se fosse um show dos white stripes iria em qualquer lugar

fabio fernandes said...

sem dúvida, que este lance da bug vs. maja tbém deve ter consumido bastante spacely ...

tom said...

com certeza essa briga de bug vs maja, somado a morte do pai, na mesma epoca que tava rolando a baixaria por aqui, deve ter contribuido pra estressar o ric. a ultima vez que o vi, a pouco mais de um mes, ele tava com um ar preocupado, diferente do bom humor de sempre. de um dia pro outro. todos viraram as costas pra ele e foram pra outra festa. é duro

nelson said...

Achei o show muito bom! Assim como tinha achado o outro também... A diferença maior é que ontem tinha bem menos gente...

Foi impressão minha ou o som da casa melhorou depois da reforma? Achei bem consistente e nítido...

Só me ferrei por causa da pontualidade dos caras... Perdi as duas primeiras músicas...

Felipe Passarelli said...

Esse Mr. Spacely não me é estranho, da ond ele é tom? tenho certeza que conheço ou ja ouvi falar dele!

Algum site com foto??

passando por aqui pra deixar dicas de albums que estou ouvindo no momento e tem nos torrents.

Silverchair - Young Modern

Esqueçam o Siverchair pós-grunge e melopop, eles vieram com um disco impecável, que varia muito mais do Indie a Musica Clássica. Um dos albums do ano, recomendadíssimo, eu me supreendi.

Stephen Marley - Mind Control

Reggae de prima, voz do pai, som atual, disco redondindho e gostoso de ouvir, varias participaçoes, fala muito da prisão dele nas Filipinas por um beck, e tipo a pena é igual pra quem mata alguém, pra ter noção.

Voxtrot - Voxtrot

Nova banda americana, tinham lançado dois eps excelentes ano passado e vazou o album agora. Influência clara no The Smiths, tanto nas letras, na arte das capas, quanto na musica, excelente album. Indie Pop (esse acho que vc vai adorar tom)

abs :)

Lord Vader said...

Po , gostei demais do Placebo , superou as expectativas , bem pesado e energético , repertório 10.
Nem achei a casa tão vazia assim prum domingo a noite.
Mas achei que o som podia ter ficado melhor , acho que embolou um pouco , vocal meio baixo , guitarra do molko as vezes sumia . sei lá , geralmente o som do metropolitan sempre foi bom .
O comentario do Craig sobre o Jack white foi certeiro .

NA CIDADE

JANEIRO TEM DUAS FACES:

CASAS & SHOWS: Circo Voador 19 - Samba Rap Festival: Elza Soares / Karol Conka 20 - Samba Rap Festival: Emicida / Jongo da Serrinha / Bateria da Império Serrano 25 - Phoenix (FRA) 26 - Vanessa da Mata / Fióti / DJ Incidental 27 - Barão Vermelho

Fundição Progresso 19 - BaianaSystem 20 - Tim Music no Samba: Xande de Pilares & Mumuzinho - Participação: Bateria do Salgueiro 26 – Johnny Hooker / Letrux 27 - Nando Reis

Teatro Odisseia 21 - Radnor With Lee (EUA) 28 - Demon Hunter (EUA) / Pantokrator (SUE)

Teatro Riachuelo 16 - Leila Pinheiro: Voz & Piano 23 - Ed Motta: Baile do Flashback 30 - Laila Garin & A Roda

Teatro Rival 20 - João Bosco: Voz & Violão 25 - Angela Ro Ro 26 - Bloco Sargento Pimenta 27 - Geraldo Azevedo: Voz & Violão

Audio Rebel 16 - Adaury Mothé Trio 17 - Rafael Rocha Quinteto 28 - N.D.R. / Triunfe / Dissonância 29 - Ana Baird & Camila Costa: Perigosas

Espaço Sérgio Porto 18 - Sinara 25 - Karine Carvalho: Galega Hits

Sala Baden Powell 19 - Sempre Livre / Sylvinho Blau Blau / Dr. Silvana & Cia. 20 – Nelson Sargento 21 – Banda do Síndico 24 - João Donato - Participação: Carlos Lyra & Roberto Menescal & Marcos Valle 25 - Mario Adnet: Jobim Jazz 26 – Marcos Ariel 27 – Cris Delanno 28 - Azymuth

Beco das Garrafas 17 - André Gonçalves 18 - Lu Oliveira 19 - Georgiana de Moraes & Fernanda Cunha & Camilla Dias: Homenagem a Vinicius de Moraes (20h) 19 - Joyce Cândido: Homenagem a Elis Regina (22h30) 20 - Hélio Delmiro (21h) 20 - Maíra Freitas & Taís Feijão (22h30) 21 - Dóris Monteiro 24 - Rosana Sabença 25 - Conexão Rio: Homenagem a Tom Jobim 26 - Amanda Bravo: Homenagem a Durval Ferreira - Participação: Paulinho Trompete, Mauricio Einhorn, Rosana Sabença, Billy Blanco Jr., Thaís Fraga 27 - Hector Costita & Joseval Paes 31 - Maria Luiza

Casa de Cultura Laura Alvim 16 - Dani Black 21 – Pedro Mann 23 - Davi Moraes 28 – Qinho Canta Marina Lima 30 - Matheus VK

Teatro Café Pequeno 18 – Verônica Sabino 25 – Elisa Queirós

Blue Note Rio 16 - Big Gilson 17 - Roberto Menescal 18 - Gabriel Moura 19 - Daniel Jobim & Daniel Boaventura: Homenagem a Tom Jobim & Frank Sinatra 20 - MPB-4 23 - Escalandrum (ARG) 24 - Mayer Hawthorne (EUA) 25 - Wanda Sá & Gilson Peranzzetta & Mauro Senise: Homenagem a Tom Jobim & Vinicius de Moraes

KM de Vantagens Hall 19 – Molejo & É O Tchan – Participação: Ludmilla 20 - Ney Matogrosso: Atento aos Sinais

Imperator 23 - Jazz Pras Sete: Chico Costa & Quarteto Artilheiro 24 - Quartas Brasileiras: Cordão da Bola Preta 27 - Forró Lánalaje: Marcelo Mimoso Trio / DJ Edna Carvalho 28 - Bloco Pipoca & Guaraná 31 - Toquinho: Voz & Violão - Participação: Camilla Faustino

Centro de Referência da Música (Tijuca) 17 - Ellen de Lima & Reginaldo Bessa: Homenagem a Lamartine Babo 18 - Rosa Marya Colin - Participação: Jefferson Gonçalves 19 - André Gabeh 17 - Eduardo Dussek 24 - Quinteto em Tom Maior 25 - Rosane Corrêa: Homenagem a Ella Fitzgerald 26 - Daíra: Homenagem a Belchior 31 - Ana Egito

Baile do Digitaldubs - HUB (Santo Cristo) 21 - Cedric "The Congos" Myton (JAM) 28 - Mad Professor & Aisha

Música no Deck - Barraca do Pepê (Barra da Tijuca) 20 – Filipe Ret 21 – Kell Smith 27 – Um 44k 28 – Luiza Possi Barra Blues Festival 26 - Sergio Diab Stratoman / Projeto Soul Jazz / Ana Egito / Alamo Leal Blues Groover’s / Corcel Mágico 27 - RJ Café / UniJazz Brasil / The Blue Fever / Sergio Rocha / Serra Blues Trio 28 - André Barroso / WestSide Blues / State of Blues / Victor Biglione Festival Downtown Sunset - Shopping Downtown (Barra da Tijuca) 20 – Gabriel O Pensador 27 – Biquini Cavadão

Rio Rock & Blues - Rock Experience (Lapa) 19 - Titanossauros / Conexão Japeri 20 - Love & The Lovers / The Loreleis 26 - The Smiths Cover 27 - Pedro Santana Trio / Elemento Surpresa / A Bolha Revisited

Circuito SESI 24 - Centro: Fhernanda Fernandes - Participação: Nana Kozak, Sandra Duailibe, Clarisse Grova, Ninah Joh, Andréa França

MIXXX: 17 – Matheus VK – Teto Solar / Botafogo 19 - Maratona Black - Baile Charme – Gafieira Elite / Centro 19 - O Rappa: Tour de Despedida – Quadra da Mocidade / Padre Miguel 20 - Festival Rock in Brisa 4: 90 Contos / Cosmobox – Espaço Tequila´s / Guaratiba 20 - Playmobille / Tem Amor – La Esquina / Lapa 20 - Indivíduo K / Cândido / Banheiro Azul – O Pecado Mora ao Lado / Praça da Bandeira 21 - Aniversário de 57 Anos do Cacique de Ramos 21 - Festival Lona Rock Sunday: Memora / The Outs / Corcel Mágico – Lona Terra / Guadalupe 21 - Lu Oliveira – Praia de Conceição de Jacareí / Mangaratiba 26 - Laurent Garnier (FRA) 26 - Bloco do S Convida KL Jay – Fosfobox / Copacabana 27 - Slide / Sollarium / Fresno / Glória / Strike - Clube Tamoio / São Gonçalo 27 – Matanza – Arena Fernando Torres / Parque de Madureira 27 - Visibilidade Transvestigenere - Beco Encantado: Mulher Pepita & MC Xuxu – Beco do Rato / Lapa 28 - Festa Divina Circus: IZA – Clube 4 Linhas / Bento Ribeiro 28 - Bloco Eficiente: Inclusão Se Faz Com Várias Mãos – Praça Paris / Glória 28 - Facing Fear / Stuff / Cidade Nua – Rock´N Beer Pub / São Gonçalo

exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

FESTIVAL DE CULTURA DIGITAL: De 18 a 20 de janeiro, quinta a sábado, acontece no CCBB RJ DIGI – Festival de cultura digital, uma mega programação que inclui imersão, reflexão e diversão. Tem até shows geek. quinta, 19 de janeiro, às 21h, apresentação da orquestra Ritornello de Jedi, com repertório de trilhas musicais de videogames, séries e desenhos, com cordas e vozes, e arranjos exclusivos. O objetivo é dar acesso à formação clássica com temas musicais do cotidiano. sexta, 20 janeiro, às 21h, é a vez de The Screeners, banda que faz releituras rock ’n’ roll de trilhas sonoras clássicas do cinema, de videogames, séries de TV, desenhos animados. É tudo grátis, das 9 às 21h.

MOSTRA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EXIBE O CINEMA DE HAL HARTLEY Programação reúne todos os 14 longas do diretor americano, além de debate, sessões comentadas e um curso de roteiro cinematográfico de 23 de janeiro a 4 de fevereiro de 2018 (terça a domingo)

O Ministério da Cultura, o Centro Cultural Banco do Brasil e a Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro apresentam a 14ª Mostra Melhores Filmes do Ano Além das exibições dos filmes, a mostra traz homenagens e catálogo especial com textos sobre os filmes e as iniciativas cinematográficas que fizeram a diferença em 2017 De 24 de janeiro a 1 de fevereiro
PROG IN BRASIL: Carl Palmer, Premiata Forneria Marconi, estarão no Brasil em 2018, se apresentando nas cidades de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, como parte da Top Cat Concert Series 2018. Os italianos do Premiata Forneria Marconi CHEGAM EM ABRIL. O grupo de rock progressivo, formado em 1971, vem lançar seu novo álbum 'Emotional tattoos', e também vai tocar seus clássicos. Maio vai trazer o baterista do Emerson, Lake & Palmer e também do Asia, Carl Palmer, com seu tributo ao ELP.Show promete surpresas com algumas participações especiais de peso.

No dia 24/jan, começa no CCBB SP a mostra Sonora: Ennio Morricone, que homanageia o maestro no ano que completa 90 anos. Ao todo, serão exibidos 22 filmes que têm a marca musical do maestro.

Nico Rezende fará show em homenagem a Chet Baker dia 26/01 no Blue Note. Aliás, esse ano completa 30 anos da morte do Chet!!! 2018 marca o trigésimo aniversário da morte de Chet Baker. Nico Rezende presta homenagem ao trompetista no palco do Blue Note Rio, no dia 26 de janeiro (sexta), para apresentar alguns clássicos imortalizados por Baker. Estão no programa canções como ‘Time after time’, My funny valentine’ e ‘There will never be another you’.

RU PAUL´S DRAG RACE TOUR: Em 2018, as drag queens de RuPaul's Drag Race vão levar a turnê oficial do reality-show, WERQ THE WORLD TOUR, para a terra do “Come to Brazil”! Michelle Visage vai comandar a apresentação no Brasil e todos os shows contarão com performances ao vivo de algumas das drag queens mais inesquecíveis de RuPaul's Drag Race, entre elas, as recém-divulgadas participantes da terceira temporada de All Stars, Shangela e Kennedy Davenport. Outras fan favorites devem marcar presença, como Detox, Kim Chi, Violet Chachki, Valentina e Peppermint. Ainda haverá um pré-show com DJ set e performance de Lady Bunny, a drag queen que é uma lenda da cena noturna de Nova York. 23/FEV TEATRO BRADESCO/RJ

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers