Pages

Saturday, March 10, 2007

Damned!


Tem uma banda aqui do Rio que faz mais sucesso fora daqui ou na Baixada Fluminense chamada Maldita. O som é algo entre o gótico-industrial e o satânico, cortesia do vocalista/letrista Erich Mariani, que nos áureos tempos da Bunker frequentava as noites Alien Nation com um visual assustador, misto de Prodigy com Marilyn Manson (!). O rapaz formou uma banda e se mostrou um showman e tanto. Já vi uns dois ou três shows da Maldita, em condições diversas. E o que sempre chama mais a atenção é a performance do Erich. Ele é concentrado no que faz e realmente encarna o personagem. Gosto disso. Em geral, galera de banda de rock por aqui parece que tá só dando um tempo até a faculdade acabar e arrumar uma bocada no emprego do pai. Erich (que faz faculdade, na PUC), não. Podia ser mais um playboy, mas tá disposto a ser um rockstar, mesmo que não saia do alternativo. Ainda que a MTV já o tenha exposto bastante em seus programas. Chegou uma prova do novo CD deles, "Paradise lost". Vou ouvir e comento depois. Sábado que vem eles tocam na DDK Erotisch no cine Íris e estarei lá como DJ e como espectador. E vcs aí, conhecem Maldita? O que acham do som e da performance?

13 comments:

tom said...

AE, MACACADA, HJ (SABADO, 10 DE MARÇO) TEM CHEMICAL MUSIC FESTIVAL COM BANDAS E DJS COMO GUI BORATTO, MOPTOP, ELLEN ALLIEN, DIGITARIA, ESKIMO, SUPERQUADRA, KING ROC E MUITO MAIS. QUEM TIVER DE BOBEIRA QUE RUME PARA O RIOCENTRO, PQ VAI TER ROCK, TRANCE, HOUSE, ELECTRO E DERIVADOS (SO FALTOU BREAKS E DRUM & BASS). NOS VEMOS LÁ. COMEÇA AS 22H E VAI ATE 08 DA MANHÃ...

pacheco said...

Jà ouvi maldita e não gostei não... agora, show ao vivo deve ser outra coisa. Nunca fui. Soube também que o cara é muito gente fina.
Mas achei a música bem ruim mesmo.

fabio fernandes said...

musicalmente, não acho nada demais. agora, visualmente é bem mais interessante.
o vocalista é irmão da luiza, correto ?

e o chemical, como foi ? e a ellen ?

Felipe Passarelli said...

Que estranho Tom, toda vez que vou logar aqui entra um Daniel já logado,
estou até com medo, vou ver se troco minha senha.

Maldita vi aquela vez na Bunker, conheço o Erich a tempos, gente boa, e ele faz um bom papel, mas não é um som que me agrada, mesmo sendo o melhor no estilo, não curto mais esse som, me parece muito pra teen revoltado que quer se matar. Tenho medo dele. hehehee

Caraio o que foi a Ellen Allien ontem???

Meu deus, um dos melhores sets da minha vida sérinho, a mulher arregaça em tudo o que é requisito: Mixagem, Repertório, Carisma, Leveza, som novo, foi inexplicavel o momento que tive ontem, incrível, e a galera estava ótima, o trance ficou láaaa no quintal bem longe, e o som estava bombadíssimo de bom.

Realmente ela fez a diferença, perto dela só Ritchie Hawtin mesmo, e olha que tava de cara, tomei somente um Red Bull e parece que puxou tudo e mim na hora. 5 as 7 sem parar de dançar gritar e pular, faz tempo que não vejo um set assim.

Gui Boratto foi muito bom também, tocou o album dele todo ao vivo, nossa nova exportação.

Foi mágico, nota dez pro festival, Moptop mandou bem, pelo menos teve espaço pro rock, tomara que esse espaço se expanda e comecem a chamar bandas indies gringas, que se bobear nem é tão caro assim.

Pra mim, o Moptop ainda continua sendo a melhor banda carioca, não vejo outra nova, o som deles é bem bom. Ahhh se parecem com Strokes, bla bla bla... Que bom né?? Uma ótima referência!

To quebrado, foi um sonho :)

Renato‏ said...

Olha que legal, o blogger é do google, o orkut é do google, tudo é do google, aí meu login no orkut serve pra comentar aqui e o calvinflower vira Renato!!! heheheheh

Eu vi esse maldita na mtv uma vez... achei muito ruim!

O Moptop é muito bom, principalmente pq o cara escreve boas canções independente se parece com strokes ou não... Agora, acho o Rockz bem melhor! É mais rápido, vai totalmente pro lado disco-punk mas com guitarras mais pesadas e acho as letras do Diogo Brandão sensacionais. Além deles, gosto muito do Cabaret e do Brasov, que tiveram matérias no Rio Fanzine recentemente.... Enfim, acho que tá tendo boas bandas aqui no Rio atualmente.

tom said...

o chemical foi legal. mas grande parte das atrações mais fortes foi para depos das 4am, pq galera aqui em festa grande so chega depois disso, pq a maioria do publico vai mesmo pra tenda psy trance. entao, ate umas 2am, o lugar tava bom, mas tranquilo. os tranceiros chegam mais pro final. entao, na hora de anderson noise, moptop e boratto, as tendas ainda estavam meio vazias. outra coisa que notei: o termo electro vai tomar o lugar do trance. os playboys agora dizem q ouvem electro, mas é como rolava com o techno antigamente, que denominava dance farofa da jovem pan. se vc tocar um som gigolo radical ele nao conhecem

Felipe Passarelli said...

Off topic Maldita:

Poisé Tom, percebi isso também, mesmo com a grandiosidade dada ao trance nos fundos, em nenhum momento as tendas de Techno, House e Rock ficaram vazias, isso me chamou a atenção pois faz tempo que não ia a um festival, e sempre eram pequenas, som inferior e vazias.

Nesse festival deram um outro tratamento pra esses generos.

Isso é muito bom por um lado, porque se começarem a gostar mais de techno/electro/minimal, mais chances de virem mais DJs fodas, acho que depois de Sabado eles já tiveram certeza, mesmo não ouvindo comentários.

Um sorriso vale mais que mil palavras como dizem.

Tava um clima ótimo de tolerancia, encontrei o povo das antigas, as pessoas se beijando tranquilamente, e me senti muito bem dentro da tenda, podendo abraçar amigos de felicidade, pular junto, foi surreal, bem época de bunker mesmo.

O palco do trance tava bem mais cheio e cheio de firulas a mais, mas você diferenciava o tipo da galera dos lugares, a galera era quase 100% certa na tenda techno.

Acho que o Psy fisga os novatos primeiro, as pessoas que gostavam de trance antes, em sua maioria, tava lá na tenda techno, ninguem gosta mais da mesmissima coisa sempre, eu não tenho mais saco, não vou mentir que já fui tranceiro, mas era novidade, e é facil de tocar, nas festas de churrasco sempre me chamam, ainda tenho meus CDJ 100 e um Mixer VMX 300 da Beringer, mas não saio de casa pra ver nenhum desses DJs Hippie-Dumb.

Anderson Noise também foi íncrivel, o cara ta demais, foi melhor que o boratto e o king roc na minha opnião.

Vamos ver se rola Skol Beats esse ano, mas duvido que seja a mesma vibe de antes, pelo menos eles já estão enchergando a "New Rave", trazendo o MSKRFT e outros mais.

Vou no Pet Sho Boys quarta vcs vão? Também vou no Aerosmith em Sampa, achei absurdo não trazerem eles pra ca, mas vou de excursão ta na moral, velvet revolver fica como bonus.

E Peaches claro, que com certeza vai fazer outro show histórico no circo voador, já to até vendo as causações que ela vai fazer, adoro!

flw :)

tom said...

esqueci de falar do unico gadget que trouxe na minha trip trampo: o ipod shiuffle novo. pouco maior que uma moeda de um real, traz um giga, super leve. uso clipado na borda de minha camiseta, so pra malhar ou andar de bike, pq nao pesa e se perder, for roubado ou cair e quebrar, nao perco um hd lotado. ate pq custa so 80 contos na gringa (ja ja deve ir pruns 50 qndo nao for mais novo). esse vale ter como extra, so pros discos da semana, boto uns 4 ou 6. e a bateria dura + q a do mini...

ricabel said...

acho o som da maldita bem sem graça - e olha que curto pra cacete rock pesado. desconfio de bandas/artistas que se destacam mais pelo visual ou performance do que pelo som.

tom, valeu pela dica do be your own pet. altíssima rotação. meninas histéricas - no bom sentido - me deixam arrepiado. saudades de distillers e sleater kinney.

tom said...

das bandas comentadas neste post, sou simpatico ao moptop, embora ache que eles tem muitas musicas lentas, e acho o rockz mais dinamico. quanto ao maldita, sempre achei melhor ao vivo do que nos cds. nao sou fa deses tipo de musica, mas a performance do eric me impressionou positivamente. o novo disco, que so ouvi uma vez, esta bem mais gritado q antes.

Costello said...

Tom, comprei o novo Shuffle tb. Custo-benefício beleza. E pra perder o medo de roubarem? Fui assaltado semana passada e perdi o celular, ainda bem que não ando na rua com o gadget. O outro nerdtreco que trouxe foi o Nintendo Wii, f-o-d-a.

Sobre Maldita, gosto de bandas que conseguem soar realmente pesadas ao vivo, e eles conseguem, ao contrário de zilhões por aqui que só faltam comprar os amps do Spinal Tap pra "dar pressão" sem conseguir. Bela análise a das bandas de playboys, que bom que é você e não nós que somos vidraça afirmando essas coisas.

pacheco said...

Melhor banda carioca é Los Bife.

Caio Fernandes said...

NA MINHA OPNIÃO A MELHOR BADNA DE ROCK DO RIO DE JANEIRO NO MOMENTO; É A ABDNA TERRITÓRIO DUCK, APESAR DE FAZER SUCESSO MASI FORA DAQUI DO RIO E MAIS EM MINAS E NO NORTE. ACHO QUE AS LETRAS SÃO BOAS E OS SHOWS N SÃO COMO DE OUTRAS BANDAS QUE VEJO... POR EX ESTIVE EM GOVERNADOR VALADARES E ESCUTEI NA TRANSAMERICA DE LA. AI QUE FUI SABER QUE ERA DAQUI... FUI GALERA

NA CIDADE

OCTOBERFESTIVAS:

FESTIVAL DO RIO  ÚLTIMA CHANCE   de 16 a 18 de outubro   Estação NET Botafogo 1 + Estação NET Rio 4 e 5    

ESTAÇÃO NET BOTAFOGO 1: 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ocidental Dir. Neïl Beloufa 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Matar Jesus Dir. Laura Mora 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Memórias do subdesenvolvimento Dir. Tomás Gutiérrez Alea 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     As misândricas Dir. Bruce LaBruce

  17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ensiriados Dir. Philippe Van Leeuw 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Antipornô             Sion Dir. Sono 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Patti Cake$ Dir. Geremy Jasper 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     Meu colégio inteiro afundando no mar Dir. Dash Shaw  

18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Últimos homens em Aleppo Dir. Firas Fayyad 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Cadáveres bronzeados Dir. Hélène Cattet, Bruno Forzani 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Sal Dir. Diego Freitas 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Alanis Dir. Anahí Berneri 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     How to Talk to Girls at Parties Dir. John Cameron Mitchell  

ESTAÇÃO NET RIO: 16/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Kim Dotcom: Agarrado na web Dir. Annie Goldson 16/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     God's Own Country Dir. Francis Lee 16/10/2017         Estação NET Rio 4             18:00     A liberdade do diabo Dir. Everardo González 16/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Golden Exits Dir. Alex Ross Perry 16/10/2017         Estação NET Rio 4             19:45     As entrevistas de Putin Dir. Oliver Stone 16/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     A vendedora de fósforos Dir. Alejo Moguillansky  

17/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Encriptado Dir. Nick de Pencier 17/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     Eduardo II Dir. Derek Jarman 17/10/2017         Estação NET Rio 4             17:30     Top of the Lake: China Girl Dir. Jane Campion, Ariel Kleiman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Titicut Follies Dir. Frederick Wiseman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     Invisível Dir. Pablo Giorgelli

  18/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Senhora Fang Dir. Wang Bing 18/10/2017         Estação NET Rio 5             16:00     Minha adorável lavanderia Dir. Stephen Frears 18/10/2017         Estação NET Rio 4             17:20     Tangerine Dream: a revolução do som Dir. Margarete Kreuzer 18/10/2017         Estação NET Rio 5             17:50     Cicciolina - Madrinha do escândalo  Dir. Alessandro Melazzini 18/10/2017         Estação NET Rio 5             19:00     O diabo e o Padre Amorth Dir. William Friedkin 18/10/2017         Estação NET Rio 4             19:10     Long Strange Trip: A viagem do Grateful Dead Dir. Amir Bar-Lev 18/10/2017         Estação NET Rio 5             20:30     Ex Libris: Biblioteca pública de Nova York Dir. Frederick Wiseman  

INGRESSOS: R$22,00 / meia: R$11,00 Meia entrada para quem comprou Passaporte

UCI INAUGURA A PRIMEIRA SALA DE CINEMA XPLUS LASER DO BRASIL, NO RIO DE JANEIRO: No ano em que comemora duas décadas no Brasil, a rede UCI reforça sua missão de oferecer ao público a melhor experiência em cinema e o que há de mais moderno no mundo, no mercado audiovisual. No Rio, inova mais uma vez com a primeira sala XPLUS Laser do país. A novidade será no maior complexo de cinemas brasileiro, o UCI New York City Center, que este ano também recebeu a primeira 4DX da cidade, com cadeiras que se movimentam e efeitos especiais. A aquisição do novo projetor a laser torna ainda mais imersiva a tecnologia da XPLUS, que tem projeção 3D de última geração, tela gigante com definição 4K e som Dolby Atmos™, com mais de 54 caixas acústicas e 128 streams de áudio que criam a ilusão de um campo infinito ao redor de cada espectador.

PROGRAMAÇÃO DO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):     Outubro   20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

Zucchero (o 'roberto carlos da itália') vem fazer shows no Brasil em outubro: Rio de Janeiro, no dia 26 de outubro, no Teatro Bradesco Rio São Paulo, no dia 27 de outubro, no Teatro Bradesco Porto Alegre, no dia 28 de outubro, no Teatro do Bourbon Country  

AGENDA CUTURAL BARATOS DA RIBEIRO: Sábado, 21 de outubro, a partir das 17h: VESPEIRO com as bandas Estranhos Românticos e Imperfeitos Quinta-feira, 26 de outubro, a partir das 19h: LEVADAS DA BECA, com as DJs Ana Paula Moniz (Beca Brechó), Bia Andrade & Ana Galli + uma convidada surpresa! Sábado, 11 de novembro, a partir das 17h: VESPEIRO com a banda Os Alquimistas (MS) e Mauk + Pedro White & banda fazendo tributo duplo: ao Bruce Springsteen e ao Tom Petty! RUA PAULINO FERNANDES 15, BOTAFOGO/RJ

MOSTRA DE CINEMA ARGENTINO CONTEMPORÂNEO VOLTA À CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EM SUA SEGUNDA EDIÇÃO   Histórias extraordinárias apresenta uma seleção com os melhores filmes recentes do país vizinho. Debates com cineastas e especialistas completam a programação Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro  (Metrô e VLT: Estação Carioca) Telefone: (21) 3980-3815 Data: de 07 a 19 de novembro de 2017 (terça-feira a domingo)

II FESTIVAL IMPERIAL DE CINEMA DE PETRÓPOLIS COMEÇA NESTA QUARTA, DIA 18: Festival é gratuito e conta com filmes inéditos na programação  A abertura será no Theatro D. Pedro com exibição do filme “João, O Maestro”, de Mauro Lima.

Angela Ro Ro leva o show "Amor & Humor" para a Zona Norte A cantora - que pela primeira vez pisa no palco do Centro Cultural João Nogueira -  faz  apresentação única no Méier, dia 29 de outubro, às 19h, no Imperator

estreia: 5º FEIRA/ 19 OUT - ABERTURA DA MOSTRA JÓIAS DO CINEMA DINAMARQUÊS: CINE JOIA DO RIO DE JANEIRO (copacabana) EXIBE SEIS LONGAS INÉDITOS DO PAÍS NÓRDICO; E O PRIMEIRO DOC LONGA-METRAGEM FILMADO NA GROENLÂNDIA.

Depois de regravar sucessos do Pop, Rock e Samba, a Orquestra Petrobras Sinfônica prepara uma homenagem ao reggae. O quarto EP da série “O Clássico é...” trará versões inéditas de “Andei só” (Natiruts), “Minha felicidade” (Roberta Campos), “Um anjo do céu” (Maskavo), “Aonde você mora” (Cidade Negra) e “Segue o baile” (Braza). A primeira apresentação do novo projeto será no Teatro Rival Petrobras, com entrada gratuita, às 20h do dia 18 de outubro (quarta-feira).

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers