NA COVA DO LEÃO

Saturday, March 10, 2007

Damned!


Tem uma banda aqui do Rio que faz mais sucesso fora daqui ou na Baixada Fluminense chamada Maldita. O som é algo entre o gótico-industrial e o satânico, cortesia do vocalista/letrista Erich Mariani, que nos áureos tempos da Bunker frequentava as noites Alien Nation com um visual assustador, misto de Prodigy com Marilyn Manson (!). O rapaz formou uma banda e se mostrou um showman e tanto. Já vi uns dois ou três shows da Maldita, em condições diversas. E o que sempre chama mais a atenção é a performance do Erich. Ele é concentrado no que faz e realmente encarna o personagem. Gosto disso. Em geral, galera de banda de rock por aqui parece que tá só dando um tempo até a faculdade acabar e arrumar uma bocada no emprego do pai. Erich (que faz faculdade, na PUC), não. Podia ser mais um playboy, mas tá disposto a ser um rockstar, mesmo que não saia do alternativo. Ainda que a MTV já o tenha exposto bastante em seus programas. Chegou uma prova do novo CD deles, "Paradise lost". Vou ouvir e comento depois. Sábado que vem eles tocam na DDK Erotisch no cine Íris e estarei lá como DJ e como espectador. E vcs aí, conhecem Maldita? O que acham do som e da performance?

13 comments:

tom said...

AE, MACACADA, HJ (SABADO, 10 DE MARÇO) TEM CHEMICAL MUSIC FESTIVAL COM BANDAS E DJS COMO GUI BORATTO, MOPTOP, ELLEN ALLIEN, DIGITARIA, ESKIMO, SUPERQUADRA, KING ROC E MUITO MAIS. QUEM TIVER DE BOBEIRA QUE RUME PARA O RIOCENTRO, PQ VAI TER ROCK, TRANCE, HOUSE, ELECTRO E DERIVADOS (SO FALTOU BREAKS E DRUM & BASS). NOS VEMOS LÁ. COMEÇA AS 22H E VAI ATE 08 DA MANHÃ...

pacheco said...

Jà ouvi maldita e não gostei não... agora, show ao vivo deve ser outra coisa. Nunca fui. Soube também que o cara é muito gente fina.
Mas achei a música bem ruim mesmo.

fabio fernandes said...

musicalmente, não acho nada demais. agora, visualmente é bem mais interessante.
o vocalista é irmão da luiza, correto ?

e o chemical, como foi ? e a ellen ?

Felipe Passarelli said...

Que estranho Tom, toda vez que vou logar aqui entra um Daniel já logado,
estou até com medo, vou ver se troco minha senha.

Maldita vi aquela vez na Bunker, conheço o Erich a tempos, gente boa, e ele faz um bom papel, mas não é um som que me agrada, mesmo sendo o melhor no estilo, não curto mais esse som, me parece muito pra teen revoltado que quer se matar. Tenho medo dele. hehehee

Caraio o que foi a Ellen Allien ontem???

Meu deus, um dos melhores sets da minha vida sérinho, a mulher arregaça em tudo o que é requisito: Mixagem, Repertório, Carisma, Leveza, som novo, foi inexplicavel o momento que tive ontem, incrível, e a galera estava ótima, o trance ficou láaaa no quintal bem longe, e o som estava bombadíssimo de bom.

Realmente ela fez a diferença, perto dela só Ritchie Hawtin mesmo, e olha que tava de cara, tomei somente um Red Bull e parece que puxou tudo e mim na hora. 5 as 7 sem parar de dançar gritar e pular, faz tempo que não vejo um set assim.

Gui Boratto foi muito bom também, tocou o album dele todo ao vivo, nossa nova exportação.

Foi mágico, nota dez pro festival, Moptop mandou bem, pelo menos teve espaço pro rock, tomara que esse espaço se expanda e comecem a chamar bandas indies gringas, que se bobear nem é tão caro assim.

Pra mim, o Moptop ainda continua sendo a melhor banda carioca, não vejo outra nova, o som deles é bem bom. Ahhh se parecem com Strokes, bla bla bla... Que bom né?? Uma ótima referência!

To quebrado, foi um sonho :)

Renato‏ said...

Olha que legal, o blogger é do google, o orkut é do google, tudo é do google, aí meu login no orkut serve pra comentar aqui e o calvinflower vira Renato!!! heheheheh

Eu vi esse maldita na mtv uma vez... achei muito ruim!

O Moptop é muito bom, principalmente pq o cara escreve boas canções independente se parece com strokes ou não... Agora, acho o Rockz bem melhor! É mais rápido, vai totalmente pro lado disco-punk mas com guitarras mais pesadas e acho as letras do Diogo Brandão sensacionais. Além deles, gosto muito do Cabaret e do Brasov, que tiveram matérias no Rio Fanzine recentemente.... Enfim, acho que tá tendo boas bandas aqui no Rio atualmente.

tom said...

o chemical foi legal. mas grande parte das atrações mais fortes foi para depos das 4am, pq galera aqui em festa grande so chega depois disso, pq a maioria do publico vai mesmo pra tenda psy trance. entao, ate umas 2am, o lugar tava bom, mas tranquilo. os tranceiros chegam mais pro final. entao, na hora de anderson noise, moptop e boratto, as tendas ainda estavam meio vazias. outra coisa que notei: o termo electro vai tomar o lugar do trance. os playboys agora dizem q ouvem electro, mas é como rolava com o techno antigamente, que denominava dance farofa da jovem pan. se vc tocar um som gigolo radical ele nao conhecem

Felipe Passarelli said...

Off topic Maldita:

Poisé Tom, percebi isso também, mesmo com a grandiosidade dada ao trance nos fundos, em nenhum momento as tendas de Techno, House e Rock ficaram vazias, isso me chamou a atenção pois faz tempo que não ia a um festival, e sempre eram pequenas, som inferior e vazias.

Nesse festival deram um outro tratamento pra esses generos.

Isso é muito bom por um lado, porque se começarem a gostar mais de techno/electro/minimal, mais chances de virem mais DJs fodas, acho que depois de Sabado eles já tiveram certeza, mesmo não ouvindo comentários.

Um sorriso vale mais que mil palavras como dizem.

Tava um clima ótimo de tolerancia, encontrei o povo das antigas, as pessoas se beijando tranquilamente, e me senti muito bem dentro da tenda, podendo abraçar amigos de felicidade, pular junto, foi surreal, bem época de bunker mesmo.

O palco do trance tava bem mais cheio e cheio de firulas a mais, mas você diferenciava o tipo da galera dos lugares, a galera era quase 100% certa na tenda techno.

Acho que o Psy fisga os novatos primeiro, as pessoas que gostavam de trance antes, em sua maioria, tava lá na tenda techno, ninguem gosta mais da mesmissima coisa sempre, eu não tenho mais saco, não vou mentir que já fui tranceiro, mas era novidade, e é facil de tocar, nas festas de churrasco sempre me chamam, ainda tenho meus CDJ 100 e um Mixer VMX 300 da Beringer, mas não saio de casa pra ver nenhum desses DJs Hippie-Dumb.

Anderson Noise também foi íncrivel, o cara ta demais, foi melhor que o boratto e o king roc na minha opnião.

Vamos ver se rola Skol Beats esse ano, mas duvido que seja a mesma vibe de antes, pelo menos eles já estão enchergando a "New Rave", trazendo o MSKRFT e outros mais.

Vou no Pet Sho Boys quarta vcs vão? Também vou no Aerosmith em Sampa, achei absurdo não trazerem eles pra ca, mas vou de excursão ta na moral, velvet revolver fica como bonus.

E Peaches claro, que com certeza vai fazer outro show histórico no circo voador, já to até vendo as causações que ela vai fazer, adoro!

flw :)

tom said...

esqueci de falar do unico gadget que trouxe na minha trip trampo: o ipod shiuffle novo. pouco maior que uma moeda de um real, traz um giga, super leve. uso clipado na borda de minha camiseta, so pra malhar ou andar de bike, pq nao pesa e se perder, for roubado ou cair e quebrar, nao perco um hd lotado. ate pq custa so 80 contos na gringa (ja ja deve ir pruns 50 qndo nao for mais novo). esse vale ter como extra, so pros discos da semana, boto uns 4 ou 6. e a bateria dura + q a do mini...

ricabel said...

acho o som da maldita bem sem graça - e olha que curto pra cacete rock pesado. desconfio de bandas/artistas que se destacam mais pelo visual ou performance do que pelo som.

tom, valeu pela dica do be your own pet. altíssima rotação. meninas histéricas - no bom sentido - me deixam arrepiado. saudades de distillers e sleater kinney.

tom said...

das bandas comentadas neste post, sou simpatico ao moptop, embora ache que eles tem muitas musicas lentas, e acho o rockz mais dinamico. quanto ao maldita, sempre achei melhor ao vivo do que nos cds. nao sou fa deses tipo de musica, mas a performance do eric me impressionou positivamente. o novo disco, que so ouvi uma vez, esta bem mais gritado q antes.

Costello said...

Tom, comprei o novo Shuffle tb. Custo-benefício beleza. E pra perder o medo de roubarem? Fui assaltado semana passada e perdi o celular, ainda bem que não ando na rua com o gadget. O outro nerdtreco que trouxe foi o Nintendo Wii, f-o-d-a.

Sobre Maldita, gosto de bandas que conseguem soar realmente pesadas ao vivo, e eles conseguem, ao contrário de zilhões por aqui que só faltam comprar os amps do Spinal Tap pra "dar pressão" sem conseguir. Bela análise a das bandas de playboys, que bom que é você e não nós que somos vidraça afirmando essas coisas.

pacheco said...

Melhor banda carioca é Los Bife.

Caio Fernandes said...

NA MINHA OPNIÃO A MELHOR BADNA DE ROCK DO RIO DE JANEIRO NO MOMENTO; É A ABDNA TERRITÓRIO DUCK, APESAR DE FAZER SUCESSO MASI FORA DAQUI DO RIO E MAIS EM MINAS E NO NORTE. ACHO QUE AS LETRAS SÃO BOAS E OS SHOWS N SÃO COMO DE OUTRAS BANDAS QUE VEJO... POR EX ESTIVE EM GOVERNADOR VALADARES E ESCUTEI NA TRANSAMERICA DE LA. AI QUE FUI SABER QUE ERA DAQUI... FUI GALERA

NA CIDADE

JANEIRO TEM DUAS FACES:

CASAS & SHOWS: Circo Voador 19 - Samba Rap Festival: Elza Soares / Karol Conka 20 - Samba Rap Festival: Emicida / Jongo da Serrinha / Bateria da Império Serrano 25 - Phoenix (FRA) 26 - Vanessa da Mata / Fióti / DJ Incidental 27 - Barão Vermelho

Fundição Progresso 19 - BaianaSystem 20 - Tim Music no Samba: Xande de Pilares & Mumuzinho - Participação: Bateria do Salgueiro 26 – Johnny Hooker / Letrux 27 - Nando Reis

Teatro Odisseia 21 - Radnor With Lee (EUA) 28 - Demon Hunter (EUA) / Pantokrator (SUE)

Teatro Riachuelo 16 - Leila Pinheiro: Voz & Piano 23 - Ed Motta: Baile do Flashback 30 - Laila Garin & A Roda

Teatro Rival 20 - João Bosco: Voz & Violão 25 - Angela Ro Ro 26 - Bloco Sargento Pimenta 27 - Geraldo Azevedo: Voz & Violão

Audio Rebel 16 - Adaury Mothé Trio 17 - Rafael Rocha Quinteto 28 - N.D.R. / Triunfe / Dissonância 29 - Ana Baird & Camila Costa: Perigosas

Espaço Sérgio Porto 18 - Sinara 25 - Karine Carvalho: Galega Hits

Sala Baden Powell 19 - Sempre Livre / Sylvinho Blau Blau / Dr. Silvana & Cia. 20 – Nelson Sargento 21 – Banda do Síndico 24 - João Donato - Participação: Carlos Lyra & Roberto Menescal & Marcos Valle 25 - Mario Adnet: Jobim Jazz 26 – Marcos Ariel 27 – Cris Delanno 28 - Azymuth

Beco das Garrafas 17 - André Gonçalves 18 - Lu Oliveira 19 - Georgiana de Moraes & Fernanda Cunha & Camilla Dias: Homenagem a Vinicius de Moraes (20h) 19 - Joyce Cândido: Homenagem a Elis Regina (22h30) 20 - Hélio Delmiro (21h) 20 - Maíra Freitas & Taís Feijão (22h30) 21 - Dóris Monteiro 24 - Rosana Sabença 25 - Conexão Rio: Homenagem a Tom Jobim 26 - Amanda Bravo: Homenagem a Durval Ferreira - Participação: Paulinho Trompete, Mauricio Einhorn, Rosana Sabença, Billy Blanco Jr., Thaís Fraga 27 - Hector Costita & Joseval Paes 31 - Maria Luiza

Casa de Cultura Laura Alvim 16 - Dani Black 21 – Pedro Mann 23 - Davi Moraes 28 – Qinho Canta Marina Lima 30 - Matheus VK

Teatro Café Pequeno 18 – Verônica Sabino 25 – Elisa Queirós

Blue Note Rio 16 - Big Gilson 17 - Roberto Menescal 18 - Gabriel Moura 19 - Daniel Jobim & Daniel Boaventura: Homenagem a Tom Jobim & Frank Sinatra 20 - MPB-4 23 - Escalandrum (ARG) 24 - Mayer Hawthorne (EUA) 25 - Wanda Sá & Gilson Peranzzetta & Mauro Senise: Homenagem a Tom Jobim & Vinicius de Moraes

KM de Vantagens Hall 19 – Molejo & É O Tchan – Participação: Ludmilla 20 - Ney Matogrosso: Atento aos Sinais

Imperator 23 - Jazz Pras Sete: Chico Costa & Quarteto Artilheiro 24 - Quartas Brasileiras: Cordão da Bola Preta 27 - Forró Lánalaje: Marcelo Mimoso Trio / DJ Edna Carvalho 28 - Bloco Pipoca & Guaraná 31 - Toquinho: Voz & Violão - Participação: Camilla Faustino

Centro de Referência da Música (Tijuca) 17 - Ellen de Lima & Reginaldo Bessa: Homenagem a Lamartine Babo 18 - Rosa Marya Colin - Participação: Jefferson Gonçalves 19 - André Gabeh 17 - Eduardo Dussek 24 - Quinteto em Tom Maior 25 - Rosane Corrêa: Homenagem a Ella Fitzgerald 26 - Daíra: Homenagem a Belchior 31 - Ana Egito

Baile do Digitaldubs - HUB (Santo Cristo) 21 - Cedric "The Congos" Myton (JAM) 28 - Mad Professor & Aisha

Música no Deck - Barraca do Pepê (Barra da Tijuca) 20 – Filipe Ret 21 – Kell Smith 27 – Um 44k 28 – Luiza Possi Barra Blues Festival 26 - Sergio Diab Stratoman / Projeto Soul Jazz / Ana Egito / Alamo Leal Blues Groover’s / Corcel Mágico 27 - RJ Café / UniJazz Brasil / The Blue Fever / Sergio Rocha / Serra Blues Trio 28 - André Barroso / WestSide Blues / State of Blues / Victor Biglione Festival Downtown Sunset - Shopping Downtown (Barra da Tijuca) 20 – Gabriel O Pensador 27 – Biquini Cavadão

Rio Rock & Blues - Rock Experience (Lapa) 19 - Titanossauros / Conexão Japeri 20 - Love & The Lovers / The Loreleis 26 - The Smiths Cover 27 - Pedro Santana Trio / Elemento Surpresa / A Bolha Revisited

Circuito SESI 24 - Centro: Fhernanda Fernandes - Participação: Nana Kozak, Sandra Duailibe, Clarisse Grova, Ninah Joh, Andréa França

MIXXX: 17 – Matheus VK – Teto Solar / Botafogo 19 - Maratona Black - Baile Charme – Gafieira Elite / Centro 19 - O Rappa: Tour de Despedida – Quadra da Mocidade / Padre Miguel 20 - Festival Rock in Brisa 4: 90 Contos / Cosmobox – Espaço Tequila´s / Guaratiba 20 - Playmobille / Tem Amor – La Esquina / Lapa 20 - Indivíduo K / Cândido / Banheiro Azul – O Pecado Mora ao Lado / Praça da Bandeira 21 - Aniversário de 57 Anos do Cacique de Ramos 21 - Festival Lona Rock Sunday: Memora / The Outs / Corcel Mágico – Lona Terra / Guadalupe 21 - Lu Oliveira – Praia de Conceição de Jacareí / Mangaratiba 26 - Laurent Garnier (FRA) 26 - Bloco do S Convida KL Jay – Fosfobox / Copacabana 27 - Slide / Sollarium / Fresno / Glória / Strike - Clube Tamoio / São Gonçalo 27 – Matanza – Arena Fernando Torres / Parque de Madureira 27 - Visibilidade Transvestigenere - Beco Encantado: Mulher Pepita & MC Xuxu – Beco do Rato / Lapa 28 - Festa Divina Circus: IZA – Clube 4 Linhas / Bento Ribeiro 28 - Bloco Eficiente: Inclusão Se Faz Com Várias Mãos – Praça Paris / Glória 28 - Facing Fear / Stuff / Cidade Nua – Rock´N Beer Pub / São Gonçalo

exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

FESTIVAL DE CULTURA DIGITAL: De 18 a 20 de janeiro, quinta a sábado, acontece no CCBB RJ DIGI – Festival de cultura digital, uma mega programação que inclui imersão, reflexão e diversão. Tem até shows geek. quinta, 19 de janeiro, às 21h, apresentação da orquestra Ritornello de Jedi, com repertório de trilhas musicais de videogames, séries e desenhos, com cordas e vozes, e arranjos exclusivos. O objetivo é dar acesso à formação clássica com temas musicais do cotidiano. sexta, 20 janeiro, às 21h, é a vez de The Screeners, banda que faz releituras rock ’n’ roll de trilhas sonoras clássicas do cinema, de videogames, séries de TV, desenhos animados. É tudo grátis, das 9 às 21h.

MOSTRA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EXIBE O CINEMA DE HAL HARTLEY Programação reúne todos os 14 longas do diretor americano, além de debate, sessões comentadas e um curso de roteiro cinematográfico de 23 de janeiro a 4 de fevereiro de 2018 (terça a domingo)

O Ministério da Cultura, o Centro Cultural Banco do Brasil e a Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro apresentam a 14ª Mostra Melhores Filmes do Ano Além das exibições dos filmes, a mostra traz homenagens e catálogo especial com textos sobre os filmes e as iniciativas cinematográficas que fizeram a diferença em 2017 De 24 de janeiro a 1 de fevereiro
PROG IN BRASIL: Carl Palmer, Premiata Forneria Marconi, estarão no Brasil em 2018, se apresentando nas cidades de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, como parte da Top Cat Concert Series 2018. Os italianos do Premiata Forneria Marconi CHEGAM EM ABRIL. O grupo de rock progressivo, formado em 1971, vem lançar seu novo álbum 'Emotional tattoos', e também vai tocar seus clássicos. Maio vai trazer o baterista do Emerson, Lake & Palmer e também do Asia, Carl Palmer, com seu tributo ao ELP.Show promete surpresas com algumas participações especiais de peso.

No dia 24/jan, começa no CCBB SP a mostra Sonora: Ennio Morricone, que homanageia o maestro no ano que completa 90 anos. Ao todo, serão exibidos 22 filmes que têm a marca musical do maestro.

Nico Rezende fará show em homenagem a Chet Baker dia 26/01 no Blue Note. Aliás, esse ano completa 30 anos da morte do Chet!!! 2018 marca o trigésimo aniversário da morte de Chet Baker. Nico Rezende presta homenagem ao trompetista no palco do Blue Note Rio, no dia 26 de janeiro (sexta), para apresentar alguns clássicos imortalizados por Baker. Estão no programa canções como ‘Time after time’, My funny valentine’ e ‘There will never be another you’.

RU PAUL´S DRAG RACE TOUR: Em 2018, as drag queens de RuPaul's Drag Race vão levar a turnê oficial do reality-show, WERQ THE WORLD TOUR, para a terra do “Come to Brazil”! Michelle Visage vai comandar a apresentação no Brasil e todos os shows contarão com performances ao vivo de algumas das drag queens mais inesquecíveis de RuPaul's Drag Race, entre elas, as recém-divulgadas participantes da terceira temporada de All Stars, Shangela e Kennedy Davenport. Outras fan favorites devem marcar presença, como Detox, Kim Chi, Violet Chachki, Valentina e Peppermint. Ainda haverá um pré-show com DJ set e performance de Lady Bunny, a drag queen que é uma lenda da cena noturna de Nova York. 23/FEV TEATRO BRADESCO/RJ

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers