NA COVA DO LEÃO

Monday, April 09, 2007

o q vc faz pelo seu mundo?

nao quero ser pc, nao. longe disso. mas acho que a gente pode fazer pequenas coisas no dia a dia para melhorar nossa vida (e a do planeta) como um todo. pequenos atos fazem diferença. eu, por exemplo, tento algumas coisas. tipo, introduzi (epa) a coleta seletiva no meu predio. passei a ir em reunioes de condominio e, apos muitos anos e tentativas, finalmente consegui. antes era mais dificil pq a gente tinha q pagar pelo transporte dos recicláveis. hj a prefeitura já faz isso normal. qndo escovo os dentes, há seculos uso um copo para reter água e nao deixar a torneira jorrando. qndo vou na locadora uso de novo o mesmo saco plastico que levei (e o que sobra de compras de mercado uso para limprar a caca do meu cão qndo saimos na rua, pq estes sacos levam 300 anos para se decomporem na natureza). ha um bom tempo, e ate por conta dos inumeros gadgets, só uso pilhas recarregaveis. pq estas nao utilizam cadmio e manganes, que sao altamente toxicos. e assim nao fico jogando fora todo mes duzias de pilhas velhas. se possivel, vou para o trabalho ou faço coisas na minha area de atuação a pé, de onibus ou bicicleta. a cidade saturada nao precisa de mais um carro jogando fumaça e atravancando o transito. as vzs é dificil fazer tudo isso pq a propria cidade (e algumas pessoas, tbm) joga contra. mas eu tento...

22 comments:

Márcio Almeida said...

É isso aí: também passo longe de ser PC, mas quem tem acesso a um mínimo de informação não pode se furtar a fazer algo pela preservação do planeta. Só passei a usar pilhas recarregáveis há pouco tempo, mas tem mais de 3 anos que guardo todas as pilhas velhas usadas e só as descarto naqueles coletores específicos que há em alguns lugares. Evito ao máximo usar sacos plásticos, que são uma verdadeira praga no Brasil (há países em que os supermercados são proibidos de distribuí-los). Levo minha própria sacola (dessas grandes de feira) quando vou ao supermercado. E quando compro poucas coisas levo na mão mesmo. O saco mais inútil é o das lojas de CD, pois você não consegue usar nem para cestinhas de lixo depois. Em casa, faço uma reciclagem básica (só divido orgânico e inorgânico). No Japão há lugares em que há até 8 recipientes diferentes de lixo (orgânico, papelão, vidro transparente, vidro colorido, metais, e por aí vai). Temos de chegar lá também!

Otaner said...

Não jogo lixo na rua ou na praia de jeito nenhum e também não uso carro pra trabalhar ou quando tenho opção de metro. Poderia usar muito menos se nossa cidade fosse mais segura e tivesse um sistema de transporte decente, mas estamos falando do Rio de Janeiro, utopias não combinam...

Mas acho que faço muito pouco.

Tu já ouviu o disco do Arctic Monkeys novo, né Tom? Li lá no blog do RF... Comenta mais aqui sobre ele. Eu baixei mas ainda não ouvi tudo, ainda não ouvi nenhuma música ruim, mas tb nenhuma melhor que o whatever people bla bla bla. Das que ouvi gostei bastante de Teddy Picker (com sonoridade meio garageira, eu achei) e tem uma outra lindissima que acho que chama Only ones who know. Algum coveira já ouviu?

bobeda said...

Eu não jogo lixo no chão há séculos... mas vejo muitos por aqui que não fazem o mesmo... e têm diploma!

Quando preciso - ie, quando uso - jogo lata onde tem que ter lata e papel onde é pra papel.

:: Fräulein :: said...

Olá Tom, legal esse tema.
Eu colaboro com a coleta de lixo seletiva aqui do meu prédio, reaproveito as sacolas de mercado pra jogar fora lixo orgânico, não jogo lixo na rua ou na praia, nem em ônibus. Sou a favor do uso detransporte coletivo ou andar a pé.
Procuro participar de campanhas de doações de alimentos e roupas, menos nessas por telefone e tal, porque não confio, hehehe.

tom said...

outra coisa que faço, esta pra reduzir o consumo de energia, é usar estabilizadores e filtros de linha. além do no break do computador, uso um estabilizador ligando os equipamentos de audio e video, para evitar picos de luz. ja em tomadas que tem muita coisa ligada, uso filtro de linha. assim, qndo vou dormir, desligo tudo e nada fica em stand-by (só o gravador de dvd por motivos óbvios). comecei a fazer isso depois do apagão e mantive o hábito. as vzs sou visto como freak por causa dessas atitudes na rua (cato lixo no ponto de onibus e jogo na lata que ta na cara das pessoas e ninguém usa), mas um dia isso vai se tornar normal, espero

Sandman said...

engracado voce falar do filtro de luz tom.eu nunca tinha usado, ate que tive q comprar um ontem.
achei melhor, ate pq meu quarto tem tanta coisa q eu achei q ia explodir a pobre tomada.
Alem da economia de energia, aconteceu uma coisa interessante.
Pela primeira vez em anos, consegui dormi sem que o meu quarto ficasse igual a uma nave espacial, com varias
luzes verdes e vermelhas.
tb comprei um mp3 player novo,que carrega na usb e nao gasta pilha :)

Sandman said...

eu sinceramente acabo nao fazendo mta coisa.
mas o minimo, como economizar agua e energia, e nunca jogar lixo no lugar indevido, eu sempre faco.
e tb fico de olho nas empresas que nao estao colaborando, ate pq as grandes corporacoes é q fazem os maiores estragos.Vacilou, nao consumo mais nada da empresa.
ahh...tb amo andar de bicicleta .

nelson said...

Eu sei que é meio loucura fazer isso no Rio, mas sempre que eu vejo um pela-saco tacando lixo pela janela do carro, vou atrás e dou uma chamada...Chamo de porco pra baixo...hahaha

Na praia também sou chato pra cacete... Acabo indo embora com um monte de lixo...meu e dos outros...

tom said...

dependendo do lugar eu falo. outro dia tava no bus e uma garota jogou um sabugo de milho pela janela. detalhe: ela tava com a mae e vinha da escola. tive que falar alguma coisa, cade a educaçao? falando emtransporte, se nao fosse a mafia das empresas de onibus o rio estaria melhor. planos bacanas nao faltam, tipo o do jaime lerner (ja desde os tempos do brizola!). mas nunca sao postos em pratica. os governadores nao tem culhoes pra peitar os empresarios...

Carlos Guarany said...

Li hoje que vai ter um concerto mundial em várias cidades, nos moldes do live8, para concientização sobre o aquecimento global. Sydney e Rio estão entre as cidades escolhidas.

http://www.smh.com.au/news/music/sydney-to-host-massive-earth-concert/2007/04/11/1175971150058.html

tom said...

em outra esfera vez por outra sinto vergonha de ser brasileiro, pq a gente se mobiliza pra copa do mundo, quebra recordes de ligaçao para o bbb, mas nao da a minima para fatos como este dos deputados em brasilia, que so vao trabalhar de terça a quinta e ainda acertar os salarios pela inflação, coisa que nenhum trabalhador pode fazer. e ai, vai ficar por isso mesmo?

Otaner said...

Vai ficar por isso mesmo, como fica há anos, Tom. Mesmo aquela coisa de caras-pintadas contra o safado do Collor e as diretas só aconteceram pq seria do interesse de quem realmente detém o poder. Ainda está pra acontecer um movimento grande que parta genuinamente da população. Ainda assim, acho importante essas manifestações pela paz que estão acontecendo atualmente. Fui há mais ou menos um mês numa manifestação na cinelândia e só não fui nessa da praia de copacabana pq esqueci, senão estava eu lá deitado, representando os mais de MIL mortos nos últimos 3 meses na nossa cidade. Ajuda alguma coisa isso? Não sei, mas não podemos simplesmente não fazer nada, e isso já é alguma coisa. Se de centenas de pessoas essas manifestações começarem a trazer, sei lá, dezenas de milhares, acho que pode dar resultados, afinal são eleitores que exigem algo dos seus governantes.

vmvieira said...

minha maior contribuicao a humanidade é nao reproduzir kkk, esse lugar com 6 bilhoes comendo-cagando-consumindo nao vai dar certo, e também pratico todos os atos do pc

até me empolguei com o arctic pq nao fui muito fa do primeiro, mas hj vindo pro trampo já tive que trocar pq achei meio repetitivo, aí dou uns 3 dias e retomo a audiçao,

troquei pelo voxtrot, que nao uma banda ruim,

tom said...

quer saber o qnto de radiação e eletricidade ha a sua volta em casa? pegue um radio com am, ponha um fone de ouvido e passe perto das fontes. cada uma emite um sinal diferente que o radio capta. dai, fique em frente a uma delas e desligue geral, nao so no stand-by. vc vera a diferença. e a gente vive cercado por isso o dia todo, dai certas dores de cabeça...

Andre said...

Energia elétrica, faço como vc, filtro de linha e normalmente não gosto do ambiente muito iluminado. Passo muitas horas no meu quarto com duas luminárias ligadas. Pouco ar-condicionado, não gosto, só pra evitar que o PC queime. Tv não vejo muito.
Minha família sempre teve o hábito de jogar lixo no lugar correto, nunca deixar sujeira na praia. Eu não jogo lixo na rua, nem o papel de bala vai pra calçada. Me sinto muito bem assim.
Meu condomínio não faz coleta seletiva. Guardei por um bom tempo muito papel e não sabia como me livrar deles. Pensei em doar para um catador mas não consegui fazer. E as pilhas também não sei como me livrar das usadas. Uso recarregáveis.
No trabalho o disperdício de papel é assustador.
E agora os CD... o que fazer com os CDs que não prestam mais?

Tom, moro no Rio (Tijuca). Saberia me indicar algum serviço de coleta desses materias, pilhas, papéis, vidros?

pacheco said...

cara, jogar lixo no lixo pra mim não deveria nem ser discutido mais. A pessoa tem que QUERER ser porca pra fazer isso, really.

Não faço muita coisa além disso.... tomo banho gelado e desligo a água enquanto passo sabão e shampoo... serve? hahah

Não era muito fã do primeiro do arctic monkey não, o novo me pareceu mais interessante.

Vou seguir o conselho das pilhas.... Existe pilha pequena recarregável? Eu só conheço as médias.

Abraço!

tom said...

pacheco, ja existem pilhas recarregaveis de todos os tamanhos, da pilha palito (aaa) ate aquela mais gordona (D). inclusive, existem fabricantes que vendem pacotes com um par de cada tipo, mais o carregador. vc encontra mais facil no camelodromo, por ate uns 150 pratas (kit completo) ou a partir de 30 (2 finas, mais charger)

Otaner said...

Andre, quanto às pilhas: tem umas latas de lixo igual a essas de cor laranja espalhadas na cidade, mas na cor verde. Essas são para se jogar pilhas e baterias. Tem uma em frente ao tijuca tenis clube, talvez na praça saens pena tenha outra, não sei. Inclusive usei essa em frente ao tijuca tenis clube pela primeira vez, graças a esse papo aqui. Tá vendo Tom, vc fez a diferença, haha. :)

Tenho ouvido tanta coisa que acabei meio que deixando o arctic monkeys de lado, só ouço uma faixa ou outro que sobrou no meu i-pobre, junto com outras faixas aleatórias mais o cd do Brasov, que é bem legal.

Alguém vai no Lee Perry?

fabio fernandes said...

great post !!!

bem, a questão do lixo na rua é realmente um problema. eu fico na maior nóia, nem papel de bala jogo, vou acumulando tudo na mochila ou nos bolsos para descarregar em alguma lixeira. banho, escovar os dentes, lavar louça: tbém tomo muito cuidado, evito ao máximo desperdício d´água. energia então nem se fala, vivo apagando as luzes lá de casa e sempre o que não está em uso, está desligado, evito manter algo ligado desnecessariamente. a questão da coleta seletiva é complicada, pqe não rola onde moro. mas minha mãe já faz isso há bastante tempo, tem a maior paciência para separar o lixo, papel plástico vasilhas vidro etc.

__

agora, o que acho que pode tornar o mundo um pouco melhor é, sem dúvida, a educação. como as pessoas estão mal educadas hj em dia, parece que perderam completamente a noção, o bom senso. exemplo: cinema. eu e minha namorada levamos um farnel (bala, amendoim, pipoca etc.) e abrimos tudo antes de entrar na sala para não fazer barulho. mas parece que tem algumas pessoas que vão para o cinema apenas para conversar ou então apenas para atormentar a vida de quem quer prestar atenção no filme. e isto em qqer lugar, seja o público do estação ou o público de um cinemark, por exemplo. e o celular no cinema ? acho que tinha que ter um "detetor de celulares" na entrada do cinema, pqe tá ficando impossivel aturar ...
quer dizer, o celular em si é um maldito mal do mundo moderno: algumas pessoas parecem que não sabem conversar ou então fazem questão que todos participem de suas intimidades, o que nem sempre é muito agradável. tem sempre alguém berrando no celular ou nextel ao seu lado hj em dia ...

e as pessoas parecem realmente estar voltando a era das cavernas, falta sensibilidade, sei lá. no outro dia eu estava no bus lotado e entrou um pedinte: o cara era deficiente (e ainda falava com dificuldade), se arrastava pelo corredor do ônibus e esbarrava nas pessoas. como o ônibus estava lotado, surgiu um valentão que cismou de expulsar o cara debaixo de porrada. de repente, todos estavam contra ele, quase empurrando o cara para fora. já estava vendo a hora em que começariam a linchá-lo. de repente, pintou um cara fortão (tipo segurança de celebridade, 2 por 2) e disse que prá bater no deficiente, teriam que bater nele primeiro. aí todo mundo calou a boca !!! eu, infelizmente, fui covarde e não fiz nada para defender o cara e me senti muito mal por isso.

mais uma questão de ônibus, ninguém mais levanta para idosos, gestantes, nem nada. noutro dia, lá estava eu no busão lotado, sentado lá atrás, quase no último banco. e uma grávida lá na frente, parecia que tinha uns 9 meses, tava quase parindo, maior barrigão ... eu fiquei pensando, pô esta mulher não tem grana para táxi ou não tem carro, sei lá. dei uns cinco minutos, ninguém se manifestou. eu, lá atrás, gesticulei e chamei-a para sentar, ela atravessou o corredor com a maior dificuldade (ainda tava com bolsas e tal) até chegar no meu lugar e nenhuma alma para auxiliá-la ...

_
o quero dizer com tudo isso é que as pessoas estão parecendo cada vez mais individualistas (primeiro eu, depois eu), ninguém mais pensa no próximo, todos querem se dar bem de alguma forma, ou chegar na frente ... tudo muito desumano.

será que viajei demais ?

pacheco said...

Fábio, isso que vc diz é muita verdade... o pessoal está perdendo a sensibilidade sim. Essa história do pedinte eu só acredito porque acho que vc não inventaria uma história dessas...
Falta de educação o pessoal tem de sobra.

Andre said...

Legal saber onde tem. Na verdade eu conhecia essas verdinhas pra pilhas mas não encontrava. E será que a COMLURB coleta isso adequadamente? Porque não adianta jogar fora no recipiente correto se o gari pega e taca de qualquer maneira no caminhão.

A questão do celular no cinema, eu sou mais radical, deveria ter um bloqueador de chamadas! É muito chato quando toca um celular. Uma vez lembro de uma pessoa ao meu lado atender no meio do filme e ficar mais de 3 minutos conversando! Antes eu colocava o meu no perfil silencioso (não toca, só vibra), ultimamente ando desligando mesmo. Na maioria do tempo (na rua principalmente) ando com ele no silencioso. Acho aqueles toque polifônicos com músicas de hip-hop uma breguice.

tom said...

uma coisa que eu ja quis botar em casa foi um daqueles trituradores de cozinha. pq eles são a solução para o lixo organico. vira tudo uma pasta e vai pro ralo, nao fica fedendo nem chamando moscas e baratas. mas a parada é bem carinha, um bom fica na casa dos mil e quinhentos contos. mas que deixa a cozinha bem mais limpa, deixa. porei na lista de natal

NA CIDADE

JANEIRO TEM DUAS FACES:

CASAS & SHOWS: Circo Voador 19 - Samba Rap Festival: Elza Soares / Karol Conka 20 - Samba Rap Festival: Emicida / Jongo da Serrinha / Bateria da Império Serrano 25 - Phoenix (FRA) 26 - Vanessa da Mata / Fióti / DJ Incidental 27 - Barão Vermelho

Fundição Progresso 19 - BaianaSystem 20 - Tim Music no Samba: Xande de Pilares & Mumuzinho - Participação: Bateria do Salgueiro 26 – Johnny Hooker / Letrux 27 - Nando Reis

Teatro Odisseia 21 - Radnor With Lee (EUA) 28 - Demon Hunter (EUA) / Pantokrator (SUE)

Teatro Riachuelo 16 - Leila Pinheiro: Voz & Piano 23 - Ed Motta: Baile do Flashback 30 - Laila Garin & A Roda

Teatro Rival 20 - João Bosco: Voz & Violão 25 - Angela Ro Ro 26 - Bloco Sargento Pimenta 27 - Geraldo Azevedo: Voz & Violão

Audio Rebel 16 - Adaury Mothé Trio 17 - Rafael Rocha Quinteto 28 - N.D.R. / Triunfe / Dissonância 29 - Ana Baird & Camila Costa: Perigosas

Espaço Sérgio Porto 18 - Sinara 25 - Karine Carvalho: Galega Hits

Sala Baden Powell 19 - Sempre Livre / Sylvinho Blau Blau / Dr. Silvana & Cia. 20 – Nelson Sargento 21 – Banda do Síndico 24 - João Donato - Participação: Carlos Lyra & Roberto Menescal & Marcos Valle 25 - Mario Adnet: Jobim Jazz 26 – Marcos Ariel 27 – Cris Delanno 28 - Azymuth

Beco das Garrafas 17 - André Gonçalves 18 - Lu Oliveira 19 - Georgiana de Moraes & Fernanda Cunha & Camilla Dias: Homenagem a Vinicius de Moraes (20h) 19 - Joyce Cândido: Homenagem a Elis Regina (22h30) 20 - Hélio Delmiro (21h) 20 - Maíra Freitas & Taís Feijão (22h30) 21 - Dóris Monteiro 24 - Rosana Sabença 25 - Conexão Rio: Homenagem a Tom Jobim 26 - Amanda Bravo: Homenagem a Durval Ferreira - Participação: Paulinho Trompete, Mauricio Einhorn, Rosana Sabença, Billy Blanco Jr., Thaís Fraga 27 - Hector Costita & Joseval Paes 31 - Maria Luiza

Casa de Cultura Laura Alvim 16 - Dani Black 21 – Pedro Mann 23 - Davi Moraes 28 – Qinho Canta Marina Lima 30 - Matheus VK

Teatro Café Pequeno 18 – Verônica Sabino 25 – Elisa Queirós

Blue Note Rio 16 - Big Gilson 17 - Roberto Menescal 18 - Gabriel Moura 19 - Daniel Jobim & Daniel Boaventura: Homenagem a Tom Jobim & Frank Sinatra 20 - MPB-4 23 - Escalandrum (ARG) 24 - Mayer Hawthorne (EUA) 25 - Wanda Sá & Gilson Peranzzetta & Mauro Senise: Homenagem a Tom Jobim & Vinicius de Moraes

KM de Vantagens Hall 19 – Molejo & É O Tchan – Participação: Ludmilla 20 - Ney Matogrosso: Atento aos Sinais

Imperator 23 - Jazz Pras Sete: Chico Costa & Quarteto Artilheiro 24 - Quartas Brasileiras: Cordão da Bola Preta 27 - Forró Lánalaje: Marcelo Mimoso Trio / DJ Edna Carvalho 28 - Bloco Pipoca & Guaraná 31 - Toquinho: Voz & Violão - Participação: Camilla Faustino

Centro de Referência da Música (Tijuca) 17 - Ellen de Lima & Reginaldo Bessa: Homenagem a Lamartine Babo 18 - Rosa Marya Colin - Participação: Jefferson Gonçalves 19 - André Gabeh 17 - Eduardo Dussek 24 - Quinteto em Tom Maior 25 - Rosane Corrêa: Homenagem a Ella Fitzgerald 26 - Daíra: Homenagem a Belchior 31 - Ana Egito

Baile do Digitaldubs - HUB (Santo Cristo) 21 - Cedric "The Congos" Myton (JAM) 28 - Mad Professor & Aisha

Música no Deck - Barraca do Pepê (Barra da Tijuca) 20 – Filipe Ret 21 – Kell Smith 27 – Um 44k 28 – Luiza Possi Barra Blues Festival 26 - Sergio Diab Stratoman / Projeto Soul Jazz / Ana Egito / Alamo Leal Blues Groover’s / Corcel Mágico 27 - RJ Café / UniJazz Brasil / The Blue Fever / Sergio Rocha / Serra Blues Trio 28 - André Barroso / WestSide Blues / State of Blues / Victor Biglione Festival Downtown Sunset - Shopping Downtown (Barra da Tijuca) 20 – Gabriel O Pensador 27 – Biquini Cavadão

Rio Rock & Blues - Rock Experience (Lapa) 19 - Titanossauros / Conexão Japeri 20 - Love & The Lovers / The Loreleis 26 - The Smiths Cover 27 - Pedro Santana Trio / Elemento Surpresa / A Bolha Revisited

Circuito SESI 24 - Centro: Fhernanda Fernandes - Participação: Nana Kozak, Sandra Duailibe, Clarisse Grova, Ninah Joh, Andréa França

MIXXX: 17 – Matheus VK – Teto Solar / Botafogo 19 - Maratona Black - Baile Charme – Gafieira Elite / Centro 19 - O Rappa: Tour de Despedida – Quadra da Mocidade / Padre Miguel 20 - Festival Rock in Brisa 4: 90 Contos / Cosmobox – Espaço Tequila´s / Guaratiba 20 - Playmobille / Tem Amor – La Esquina / Lapa 20 - Indivíduo K / Cândido / Banheiro Azul – O Pecado Mora ao Lado / Praça da Bandeira 21 - Aniversário de 57 Anos do Cacique de Ramos 21 - Festival Lona Rock Sunday: Memora / The Outs / Corcel Mágico – Lona Terra / Guadalupe 21 - Lu Oliveira – Praia de Conceição de Jacareí / Mangaratiba 26 - Laurent Garnier (FRA) 26 - Bloco do S Convida KL Jay – Fosfobox / Copacabana 27 - Slide / Sollarium / Fresno / Glória / Strike - Clube Tamoio / São Gonçalo 27 – Matanza – Arena Fernando Torres / Parque de Madureira 27 - Visibilidade Transvestigenere - Beco Encantado: Mulher Pepita & MC Xuxu – Beco do Rato / Lapa 28 - Festa Divina Circus: IZA – Clube 4 Linhas / Bento Ribeiro 28 - Bloco Eficiente: Inclusão Se Faz Com Várias Mãos – Praça Paris / Glória 28 - Facing Fear / Stuff / Cidade Nua – Rock´N Beer Pub / São Gonçalo

exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

FESTIVAL DE CULTURA DIGITAL: De 18 a 20 de janeiro, quinta a sábado, acontece no CCBB RJ DIGI – Festival de cultura digital, uma mega programação que inclui imersão, reflexão e diversão. Tem até shows geek. quinta, 19 de janeiro, às 21h, apresentação da orquestra Ritornello de Jedi, com repertório de trilhas musicais de videogames, séries e desenhos, com cordas e vozes, e arranjos exclusivos. O objetivo é dar acesso à formação clássica com temas musicais do cotidiano. sexta, 20 janeiro, às 21h, é a vez de The Screeners, banda que faz releituras rock ’n’ roll de trilhas sonoras clássicas do cinema, de videogames, séries de TV, desenhos animados. É tudo grátis, das 9 às 21h.

MOSTRA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EXIBE O CINEMA DE HAL HARTLEY Programação reúne todos os 14 longas do diretor americano, além de debate, sessões comentadas e um curso de roteiro cinematográfico de 23 de janeiro a 4 de fevereiro de 2018 (terça a domingo)

O Ministério da Cultura, o Centro Cultural Banco do Brasil e a Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro apresentam a 14ª Mostra Melhores Filmes do Ano Além das exibições dos filmes, a mostra traz homenagens e catálogo especial com textos sobre os filmes e as iniciativas cinematográficas que fizeram a diferença em 2017 De 24 de janeiro a 1 de fevereiro
PROG IN BRASIL: Carl Palmer, Premiata Forneria Marconi, estarão no Brasil em 2018, se apresentando nas cidades de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, como parte da Top Cat Concert Series 2018. Os italianos do Premiata Forneria Marconi CHEGAM EM ABRIL. O grupo de rock progressivo, formado em 1971, vem lançar seu novo álbum 'Emotional tattoos', e também vai tocar seus clássicos. Maio vai trazer o baterista do Emerson, Lake & Palmer e também do Asia, Carl Palmer, com seu tributo ao ELP.Show promete surpresas com algumas participações especiais de peso.

No dia 24/jan, começa no CCBB SP a mostra Sonora: Ennio Morricone, que homanageia o maestro no ano que completa 90 anos. Ao todo, serão exibidos 22 filmes que têm a marca musical do maestro.

Nico Rezende fará show em homenagem a Chet Baker dia 26/01 no Blue Note. Aliás, esse ano completa 30 anos da morte do Chet!!! 2018 marca o trigésimo aniversário da morte de Chet Baker. Nico Rezende presta homenagem ao trompetista no palco do Blue Note Rio, no dia 26 de janeiro (sexta), para apresentar alguns clássicos imortalizados por Baker. Estão no programa canções como ‘Time after time’, My funny valentine’ e ‘There will never be another you’.

RU PAUL´S DRAG RACE TOUR: Em 2018, as drag queens de RuPaul's Drag Race vão levar a turnê oficial do reality-show, WERQ THE WORLD TOUR, para a terra do “Come to Brazil”! Michelle Visage vai comandar a apresentação no Brasil e todos os shows contarão com performances ao vivo de algumas das drag queens mais inesquecíveis de RuPaul's Drag Race, entre elas, as recém-divulgadas participantes da terceira temporada de All Stars, Shangela e Kennedy Davenport. Outras fan favorites devem marcar presença, como Detox, Kim Chi, Violet Chachki, Valentina e Peppermint. Ainda haverá um pré-show com DJ set e performance de Lady Bunny, a drag queen que é uma lenda da cena noturna de Nova York. 23/FEV TEATRO BRADESCO/RJ

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers