Pages

Thursday, April 16, 2009

MEU DIA 52



NOS TEMPOS EM Q SE COMPRAVA DISCO PELA CAPA, OUTRO QUE ME CONQUISTOU NA VITRINE DA LOJA, ASSIM COMO O PRIMEIRO DO DEVO E O MAN/MACHINE DO KRAFT, FOI O PRIMEIRO DO THE B-52´S. E NÃO SÓ ELE ENTREGAVA O QUE PROMETIA, UMA FESTA DE ROQUINHO NEW WAVE MUITO DIVERTIDA, COMO É UM DOS MELHORES DISCOS DE ESTREIA DE TODOS OS TEMPOS. A PARTIR DE SUAS DEFICIENCIAS, NASCEU UM MARCO: AS ROUPAS ERAM ANTIQUADAS PQ ELES NAO TINHAM GRANA E SE VESTIAM EM BRECHÓ, O PIANO ERA DE BRINQUEDO, AS LETRAS ERAM BIZARRAS E MEIO SCI-FI (ROCK LOBSTER, THERE´S A MOON IN THE SKY, PLANET CLAIRE) E O GUITARRISTA, GENIAL! OUVI ESSE DISCO SEM PARAR POR MAIS DE UM ANO (ATE CHEGAR O DISCO VERMELHO)! FUI ATE DO FÃ-CLUBE (QUE FICAVA EM NY),COM DIREITO A CARTEIRINHA E BRINDES QUE ENVIAVAM REGULARMENTE (UM PENTE, POSTERS, BUTTONS ETC). DÁI, COM O PRIMEIRO ROCKINRIO, TIVE A CHANCE DE FICAR LADO A LADO COM ELES. COMO JA CONTEI AQUI, NA EPOCA, PENETREI NO RIO PALACE E PASSEI UM COMEÇO DE TARDE COM OS BUFANTES, QUE SE JUNTARAM AS GO-GOS E A NINA HAGEN E IMPROVISARAM UMA FESTA. A PARADA ERA TAO LIVRE QUE ATE PEDI PRA ELES GRAVAREM UMA MENSAGEM PRA MINHA SECRETARIA! MAS NOTEI QUE, EM MEIO A FESTA, NO CANTO DO QUARTO, TIMIDO, FICAVA O GUITARRISTA RICKY WILSON. IMAGINEI Q ERA POR SER CAIPIRA E TAL (SAO DO INTERIOR DA GEORGIA), JA QUE ELE NAO DAVA A MENOR IMPRESSAO DE QUE IRIA MORRER EM POUCOS MESES DE AIDS. ERA JANEIRO DE 1985 E ELE DURARIA SÓ ATÉ OUTUBRO. MAS A SUA GUITARRA (TOCADA COM AS CORDAS INVERTIDAS) SOARÃO PARA SEMPRE NOS PRIMEIROS 4 DISCOS DA BANDA. E É POR RICKY E PELA BANDA QUE VOU LÁ, ME ESBALDAR, NESTA SEXTA, NO CITIBANK. E AI, VAI PERDER?


29 comments:

Felipe Passarelli said...

Vamos Claro!!!

Faz tempo que queria ver um show deles, na minha geração quem não dançou muito Private Idaho nas festas do Edinho??

Não peguei essa fase áurea da banda infelizmente, mas sei que a importancia deles ecoa até hoje, desde o electroclash até a new rave.

Soube dessa história do Rick Wilson, dizem que foi ele que dava os tons de surf-rock na banda, riffs marcantes...

Já tem uns vídeos rolando no youtube do show da Argentina de ontem, a galera se acabou por lá.

Parece que eles não tocam "Legal Tender" que é um pecado, essa musica é incrível.

Sobre o papo lá em baixo, citando até o Elton John, realmente tenho percebido um maior publico nesses shows revivals, e olha que a pista vip custava 500 reais e a normal 350!

É engraçado mesmo pq peguei essa transição de gerações, como citado antes os shows nos anos 90 eram sempre esgotados, era uma loucura pra comprar, e não acredito que tinha tanta galera de fora assim.

Hollywood Rock, Free Jazz, shows no Metropolitan, todos esgotavam antes do dia.

R.E.M., um ícone mundial, é inacreditável ter aquele pingado de gente, a influência direta do Radiohead é o R.E.M., e mesmo num Sabado como vc disse.

Até o KISS que já tem a maioria de fãs coroas foi meia boca, fui no de 1999 no Morumbi e estava super lotado, era novidade tb pra muita gente e a formação era a Original, foi um dos shows inesquecíveis que fui na minha vida, nunca me esquecerei dos óculos 3D e as imagens Psycho Circus.

É um caso bem dificil de saber mesmo, mas acho que a falta de informação e rola muita alienação da galera hoje em dia, que nunca teve uma rádio cidade ou uma fase boa da MTV pra guiar, as pessoas são muito preguiçosas pra descobrir coisas novas, no nosso caso é diferente, somos sedentos, sempre procuramos ouvir a parada antes do lançamento, temos gringas especializadas, milhares de opiniões.

Ai se concentram os amantes da musica, que nunca renegam o passado, mas nem o futuro, ouve Beatles mas tb Animal Collective por exemplo.

Muita gente para no tempo e o que serve são só aquelas coisas do século passado, tipo fãs do A-ha e do Kiss (os melhores comentários do O Globo nessas semanas rs)

tom said...

O QUE ROLA É MAIS OU MENOS O SEGUINTE, FELIPE: AS GERACOES ATE OS ANOS 90 TINHAM RADIO ROCK E GOSTAVAM DE BANDAS, DESTA DECADA PRA CA A GERACAO QUE VIA XUXA CRESCEU E VIROU PITBOY E AGORA A FONTE DE DIVERSAO DELES E MICARETA, RAVE PSY, COISAS DO TIPO, NAO DAO BOLA MAIS PARA SHOWS DE ROCK, NAO TEM ESSA INFORMAÇÃO, PQ ANTES ATE O PLAYBA DA ZS OUVIA FLU FM, E AGORA SO VAI EM BAILE FUNK E OUVE HIP HOP, A EQUACAO É MAIS OU MENOS ESSA, EM SP NAO TANTO, ATE PQ A CIDADE LA E TRES, QUJATRO VZS MAIOR QUE A NOSSA,,,

tom said...

OFF: AINDA NAO BAIXEI O EPISODIO, MAS VCS VIRAM QUE O LULA APARECEU NO SOUTH PARK DA SEMANA? PASOSU ONTEM NOS EUA...

Lord Vader said...

Tom , é mto triste essa verdade da geração xuxa. São na maioria micareteiros/rave/Baile funk de paty , apáticos , com pouca cultura geral e pop , desinteressados , superficiais , usam as drogas erradas , preconceituosos , pouco sabem de rock e se acham muito loucos u-hu .. Perto desdes garotos eu é quem me sinto um garoto.

Po infelizmente vou perder o B 52s , mas é uma banda e tanto , que soube se criar atemporal , tenho mto carinho por eles ,(gostei mto do funplex inclusive), mas vou fazer uma collection e deixar rolando em casa. Ainda tenho todos em vinyl até o cosmic thing (o primeirão me cataram !!) Bom show pra quem for à mesopotamia !

fabio fernandes said...

bem, b-52´s sempre foi uma das minhas bandas prediletas, acho que já comentei umas trocentas vezes na cova, mas mesmo qdo eles se recolhem, eu continuo curtindo muito. bastava o que eles já tinham lançado até a década de 90 mas eles tinham que se superar e lançaram "funplex" que é absurdamente bom.

um bom motivo para ver o show amanhã ? a banda só visita o brasil uma vez por década ... rsrs

tom said...

poize, vader. essa gente nao é como nós aqui da cova, "malucos" que vao a shows, compram discos mesmo q tenham baixado antes, vestem a camisa da banda, viajam para outras cidades em busca de um show (ja varei muita madruga no buzao na via dutra por isso), pra eles é tudo superficial e efemero, como aqueles manés que vao na micareta e beijam mil e nao ficam com ninguem (desenrolei esse papo com mauval numa mesa de bar na sexta, ele tbm ta desolado)

iga_rio said...

Fala Tom,

Uma radio rock faz muita falta aqui no Rio... eu era um dos que mais criticava a Radio Cidade, mas querendo ou não ela era a unica que tocava um rock na sua programação.. e com o fim dela em 2006 nenhuma outra pegou o publico...
Já a MTV não é mas tão Music assim... e sem uma radio ou canal de Tv que forneça as informações e novidades pra essa galera mais nova fica complicado.

Eu sou de uma época que tinha Flu FM, Radio Cidade, Transamérica tocando Rock ( me lembro de um especiais que rolavam na tansamérica no final dos anos 80 com The Smiths, the cure..) e o inicio da Mtv que com programas como Lado B, Furia Metal, Amp e etc... valia a pena ver.

O que a geração atual aqui do Rio tem na radio e tv ??? praticamente nada, apenas um monte de radio que toca Funk, Axé e etc.. apenas isso.

Mesmo com a Internet bem mais acessivel hj em dia, uma radio rock faz muita falta.

Abraços,

tom said...

PQ A INTERNET PULVERIZA, VC SABE DE TUDO, MAS DE NADA AO MESMO TEMPO, PQ NAO TEM TEMPO PRA DEGLUTIR O Q VIU, OUVIU, LEU, APENAS SABE QUE SAIU O NOVO ALGUMA COISA DE FULANO DE TAL. E DAI? É QUE NEM ESSAS CELEBRIDADES NULAS, SAO CONHECIDAS PELO Q MESMO? TER CINCO MILHOES DE MP3S BAIXADOS NAO SIGNIFICA NADA SE VC NAO SABE A IMPORTANCIA OU CONTEUDO DELES

PEDRO BAMBAATAA said...

Essa capa é foda mesmo...

Engraçado tom, nesta época que vc falou que conheceu o BIFI COM TUTU, era fanzoca do AC/DC, pintava até camisetas com o logo da banda, e foi por intermédio dos australianos, que conheci um autentico punk mesmo na falculdade, o cara não tinha cabelo espetado nem roupas pretas, mais era bem antipático e meio revoltado e morava em BRÁS DE PINA, mas curtia o AC/DC e daí, emprestei alguns disco de heavy e o cara me emprestou alguns tb, entre eles o vermelhão do B52S e aquele vermelhão do RAMONES,que agora não me lembro o nome, e foi assim que fiquei os maluquetes...

Confesso que achei a banda meio que uma brincadeira, e por isso não levei a sério... nem no Rock in Rio 1 fui, pois tinha pouco dinheiro e joguei minhas fichas na galera heavy. Só depois de um tempo que acordei para o grupo.

De repente vou no Citybank, até pq é meu local de shows favorito sem similar nesta cidade ainda...

PS: PUTA QUE PARIU!! porra TOM, tu tava cheirado, fumado ou mamado!! rs... PERFEITA!! sua definição da geração de "DECEREBRADOS" atual, depois desta. se eu fosse escreveria um livro e se chamaria "GERAÇÃO REDBUNDA"...

chega já falei muita besteira...
um abraço!!

tom said...

NO BLOG DO ATLANTIC, O BASF 90 (VIDE LINK AO LADO) HA UM POST EM QUE GENTE FAMOSA MOSTRA O QUE ESTA COMPRANDO NA AMOEBA DE L.A. É DISSO QUE ESTAMOS FALANDO,,,

iga_rio said...

Fala Tom,

Que Blog maneiro esse BASF 90 Minutos !!! não conhecia... virei fã !!! Parabéns Atlantic !



Abraços,

atlantic said...

Olá, Tom. Obrigado pela citação, cara. Estou sempre por aqui lendo e, às vezes, participando.

Eu ainda sou da turma que não resiste em catar um clássico nas lojas de disco. Fico doido na Tracks da Gávea (mas os preços me assustam muitas vezes). Tenho muita coisa em mp3, mas quando gosto, vou atrás.

Achei a empolgação de Dave Grohl e as dicas do Afrika Bambaataa a maior aula que a geração mp3 poderia assistir. Música é diversão, memória, sentimento. Não é copy, paste, delete.

Felipe Passarelli said...

Geração de merda mesmo, e me lembro que teve uma época que essas músicas da Bahia eram super hypes, não eram tão farofas como hoje, me lembro do meu tio chegando de Salvador com umas fitinhas gravadas da Bahia um pouco depois da Lambada, era super novidade, mas me lembro que o boom começou mesmo com a Daniela Mercury em 92, que fez um show esgotado na Apoteose.

Até já gostei um pouco dassa baba, no começo, mas depois virou o que vimos hoje, carnaval e descartavel, antes era uma coisa roots como reggae, musicas do gil, percussão, foi absurdo a proporção que esse estilo ganhou e como ele se propaga.

THE B-52's!!

O provavél setlist do Show:

Pump
Mesopotamia
Ultraviolet
Private Idaho
Funplex
StrobeLight
Quiche Lorraine
Juliet of the Spirits
Roam
Party out of the bounds
Channel Z
Hot Corner
Love in the Year 3000
Love Shack

Encore:
Keep This Party Going
Planet Claire
Rock Lobster

um bonus pra cova q caiu nas minhas mãos agora:

O novo do Tiga!!!

Ciao!!! Muito bom!!!

http://tinyurl.com/tiga09

abs :)

tom said...

DEEM UMA CHECADA DE VEZ EM QUANDO NOS LINKS AQUI DO LADO, PESSOAL, ELES NAO ESTAO ALI DE BOBEIRA, ANTES DE LISTAR EU DEI UMA SACADA E APROVEI. ALEM DO BASF 90 DO ATLANTIC, DESCUBRAM OS MARAVILHOSOS TEXTOS DA RAINHA POPOTA, AS IMPERDIVEIS DICAS DE LINK DO LINKED-O-RAMA, OS SENSACIONAIS REMIXES E FAIXAS EXCLUSIVAS DO RCRD LBL, O OTIMO POST SOBRE NOVAS EXPRESSOES DA PIRANHA CAMUFLADA, O LADO SKATE ROCK DE JIMENEZ E PAULINHO CALÇA FROUXA, E, DE VEZ EM QNDO, CLIQUEM NO AD SENSE PRA VER SE A GENTE UM DIA COME UMA PIZZA BANCADA PELO GOOGLE (ALIAS, TENHO Q IR LA NA MINHA CONTA VER COMO ANDA O NOSSO SALDO). ABRAM LOS OJOS

tom said...

OBRIGADO PELA DICA, FELIPE, MAS PEGUEI ESSE NOVO DO TIGA HA DOIS DIAS (E NO MININOVA TEM UM SET DELE DE DUAS HORAS GRAVADO NA BBC) JA O SETLIST DO B52S TA BOM, MAS EU SENTI FALTA DE MUITA COISA BOA ALI, MAS PELO MENOS TEM, TIPO, AO MENOS UMA MUSICA DE CADA DISCO, E AS NOVAS, É CLARO, NAO É UM SHOW REVIVAL, PELO VISTO. ENTAO, A GENTE SE ENCONTRA AMANHA ALI NA GRADE DO BIFIFTITU. E, SABADO, ESTAREI DE NOVO LA NA FOSFO, DESTA VEZ NO PORAO, VAI TER TBM SHOWS DO CELLOPHANE E MONKEY WHORES, QUEM QUISER IR DROPA NOME AQUI QUE CHECO NO SABADO,,,

Marcelo said...

falando em new wave...

um tour virtual pelo cbgb.
http://www.bravadousa.com/cbgb/pano/pano.html

fabio fernandes said...

off (mas nem tanto):

até o andrea bocelli comentou dos preço absurdo dos ingressos !!!
.
http://oglobo.globo.com/cultura/rioshow/mat/2009/04/13/tenor-italiano-andrea-bocelli-contesta-crise-da-musica-classica-755245008.asp

tom said...

EH AE, FORU LAH? SHOWZITO MANEIRITO, HEIN? E SEM O FEDOR DE LAMA E URINA DO ROCKINRIO, COM SOM E LUZ MAIS BACANA E A GENTE ALI, PERTINHO DAS PERNAS DA KATE

Felipe Passarelli said...

Foi muito bom, sem questionamento, mas nunca vi o Citbank Hall tão vazio em minha vida, uma vergonha pra nós cariocas...

Fiquei triste em ver o estado, e mesmo assim muitos entraram de VIP...

Rio de Janeiro realmente está sumindo do mapa...

O show foi bem bacana, as botocadas as tiazonas arrasaram :)

tom said...

TAO VAZIO QNTO O WHITE STRIPES, FELIPE, IGUAL OU UM POUQUINHO MENOS, TALVEZ. JA DAVA PRA VER QNDO O INICIO DO SHOW PASSOU DE 22H PRA DEZEMEIA E QUE A ENTRADA DO ESTACIONAMENTO NAO TINHA NENHUMA FILA. AS BANDAS AINDA VEM AQUI PQ É O RIO E ELES GOSTAM DE PASSAR UM DIA NA CIDADE (POR ISSO O RADIOHEAD CHEGOU ANTES, PRA PEGAR UMA PRAIA E TAL), MAS, FORA ISSO, SE FOLR SO NA BASE DO CALCULO FINANCEIRO, A GENTE TA CADA VEZ MAIS FORA DA ROTA DE SHOWS...

Felipe Passarelli said...

Sempre achei que se esse show fosse no circo funcionaria melhor não acham???

tom said...

o circo nao pode ser a solução pra tudo e uma banda como b52s nao vai negociar cache mais barato com o circo, isso é pra inciante tipo franz e bloc party, o empresario nem deve cogitar isso. ja o kooks, com jeitinho ate rolava,,,

Nany said...

OFF: Tom sabe se é fato ou boato Depeche no Rio em 12/10?

Felipe Passarelli said...

Sim, eles podem ser milhonários, mas estou supondo um show deles lá, seria muito mais proveitoso e apreciado.

E do tamanho deles tb aqui no Rio eu acho :)

tom said...

O SHOW DO BIFE TERIA FICADO COM CARA DE MENOS VAZIO SE FOSSE NO VIVO RIO, QUE NEM O DO DURAN, MAS AGORA TEM ESSE LANCE DE CASA PATROCINADAS E GRUPOS RIVAIS, ENTAO A TIME FOR FUN SO USA O CITIBANK, A MONDO USA A ARENA E OS QUE SOBRAM FICAM COM O VIVO E OS INDIES VAO PRO CIRCO, NAO IMPORTA SE LOTARIAM NUM LUGAR E SERIAM FLOP EM OUTRO. E, SIM, TUDO LEVA A CRER QUE TEREMOS DM AQUI ESTE ANO. RESTA SABER SE ELES VAO INCLUIR O RIO DESSA VEZ COM ESSA FALTA DE GENTE

Sergio Luiz Valle said...

Foi ótimo!! Fred Schneider mandando laser na platéia Show do The B-52´s confere as fotos aqui http://www.flickr.com/selusava Citibank Hall Rio de Janeiro

Foi muito bom, 10, quem sabe sabe, Kate com seus 61 anos linda, é como vinho, Fred Schneider é uma figuraça... mas nunca vi o Citbank Hall tão vazio em minha vida, uma vergonha . Rio de Janeiro realmente está sumindo do mapa de shows...Foi muito legal a festa que rolou depois que a banda saiu de cena.

fabio fernandes said...

tbém achei ótimo o show do bife com tutu, foi um sonho realizado. e é legal ver que eles envelheceram com dignidade, não canso de repetir isso.
bem humorados, descontraídos, afiados, set list matador: o que pedir mais de um show ?
eu e a patroa tbém ficamos ali na grade, espremidinhos, mas felizes :)
sem contar que os vídeos que fiz ficaram ótimos !

piranhacamuflada said...

valeu ae Tom pela lembrança! é por essas e outras q nao acreditam qdo viajo horrores pra ver um show no RJ, é pq sei q estara vazio...rs! o Chris Cornell em SP tava esgotado, qdo no RJ se tinha umas 1000 pessoas foi mto naquele lugar enorme(muda tanto nome nem sei mais, era o metropolitan!), eu vi na grade tranquilona. mas eu fico triste, acho q as bandas só nao ficam chateadas pq o RJ é bem divertido!
bjo.

Felipe Proença said...

a culpa é das mensagens subliminares dos discos dela que enchiam as cabecinhas da molecada da época, fãs da xuxa, de maus pensamentos....
aí elas iam pra cama com aquelas mensagens invertidas das músicas dela na cabeça "o diabo é hot, é sacana e é meu ídolo"...aí deu no que deu.....

NA CIDADE

JULIANAS:

casas & shows: Circo Voador 18 – Metá Metá / Rakta 19 – Roberta Sá  20 – Testament (EUA) 25 – Johnny Hooker 26 – O Baú do Raul – 25 Anos: Marcelo Nova / Mauricio Baia / B.Negão / Chico Chico / Karina Buhr / Rick Ferreira / Vivi Seixas

Fundição Progresso 18 e 19 – Novos Baianos 25 - Mitchell Brunnings (HOL) / Orquestra Brasileira de Música Jamaicana 26 – Festival RapRJ 7: Cone Crew Diretoria / Luccas Carlos / Froid / 1Kilo / ADL – Participação: Ducon / Modestiaparte – Participação: Liink & Buddy Poke

Teatro Rival 18 – Festa La Cumbia 19 - Afrojazz - Participação: Larissa Luz & Jesuton 23 - Michael Sweet (Stryper) & John Schlitt (Petra) 24 - Júlia Bosco & Emerson Leal & Gustavo Macacko – Participação: Mart´nália & Simone Mazzer 25 – Alma Thomas 26 – Jay Vaquer 50 meia Setor A, 40 meia Setor B, 30 meia Lounge 30 – Cabaré Diferentão

Teatro Riachuelo 29 – Paulo Ricardo Teatro Odisseia 18 – Ordinária - Baile do Lindote: Molejo 24 - The World is a Beautiful Place & I am No Longer Afraid to Die / gorduratrans / E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante  26 - Esteban Tavares / Sheffield 

Vivo Rio 18 - Postmodern Jukebox (EUA)  19 – Barão Vermelho 20 – Roy Hargrove & Roberta Gambarini 25 - Jacob Collier (ING) 

Baratos da Ribeiro (Botafogo) 19 – Vespeiro: Marcelo Perdido / Real Sociedade / O Branco e o Índio 26 - Vespeiro: Tacy de Campos / Jonnata Doll & Os Garotos Solventes

Estúdio Hanói (Botafogo) 18 - Nativity in Black Fest: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  19 - Festival Nativity in Black: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  27 - Back To Hanoi Metal Fest: Forkill / Unmasked Brains / Evil Inside / Savant  30 - Rectal Smegma (HOL) / Uzômi / Baga  Audio Rebel 16 – Quintavant: Thiago França: Sambanzo 17 – Quintavant: Thiago França: Space Charanga Quarteto 18 - Jair Naves & Britt Harris / Kasparhauser 19 – Quintavant: Ava Rocha 20 - Homenagem a John Coltrane (Widor Santiago, Sergio Barrozo, Adaury Mothé, Didac Thiago, Roberto Rutigliano) 23 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Bella, Thomas Rohrer, Cadu Tenório, Antonio Panda Gianfratti 24 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Thomas Rohrer, Antonio Panda Gianfratti 30 – Quintavant: AJJA (Pedro Calmon & Alex Frias)

Espaço Sérgio Porto 18 - Marcio Lugó / Capela  24 - Mulheres de Buço 25 - Whipallas 31 - CEP 20.000

Sala Baden Powell 16 - Donatinho: Homenagem a João Donato - Participação: Ithamara Koorax, Wanda Sá, Cris Delanno, Amanda Bravo, Ricardo Silveira 19 - Quarteto do Rio 23 - Lúcia Menezes 26 - Marcel Powell - Homenagem a Baden Powell - Participação: Thais Motta, Ithamara Koorax, Gabriel Aquino, Amanda Bravo, Dilma Oliveira 27 - Dorina Canta Aldir Blanc 30 - Eliana Pittman

Theatro Net Rio 16 – Laila Garin & A Roda 22 – Paulo Miklos 12/09 Simone Mazzer

Beco das Garrafas Casa de Cultura Laura Alvim 09 e 10 – Festival Levada: Luísa Maita 15 – Katerina Polemi 16 e 17 – Festival Levada: Apanhador Só 23 e 24 – Festival Levada: Bruna Mendez 30 e 31 – Festival Levada: Tamy

Teatro Ipanema 15 - A.Nota: Sambas do Absurdo (Juçara Marçal & Rodrigo Campos & Gui Amabis) 16 - Aíla (PA) – Participação: Posada 17 - Ana Frango Elétrico / Thiago Nassif 18 - Amora Pêra 22 - A.Nota: Marcelo Vig & Marcos Suzano

Teatro Café Pequeno 17 - Lu Dantas & Natália Boere 24 - Marcos Oliveira 31 - Filtra

Metropolitan 24 – Hanson (EUA) 26 - Lindsey Stirling (EUA) Teatro Bradesco 18 – Leo Jaime 24 – Almir Sater

Teatro Municipal de Niterói 18 e 19 – Roberta Campos 22 – Clube do Choro Homenageia Noel Rosa 24 – Quarteto do Rio

Planet Music (Cascadura) 18 - Torture Squad / Hatefulmurder / Reckoning Hour / Warcursed  19 - Black Days (SP) / Sheffield / Amsterdan / LaVille  26 - Festival Invasão Underground 2: Inversa (SP) / Maieuttica / Adrift / Tormentta / The Last Whale 

Imperator 16 - Quartas Brasileiras: Tia Surica - Tributo a Clara Nunes - Participação: Nilze Carvalho, Ana Quintas, Mariene de Castro 22 – Jazz Pras Sete: Folakemi Duo 23 – Maurício Mattar – Participação: Alexandre Pires 24 - Homenagem a Dalva de Oliveira: Amelinha, Zezé Motta, Dóris Monteiro, Leny Andrade, Rita Beneditto, Áurea Martins, Agnaldo Timóteo, Simone Mazzer, Zé Renato, Eliana Pittman, Rosa Maria Colyn, Luciene Franco, Ellen de Lima, Ataulfo Alves Jr, Gottsha 30 – Agnaldo Timóteo 31 – Samba do Imperator: Grupo Arruda, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Arlindinho

Centro de Referência da Música Carioca Artur da Távola (Tijuca) 16 – Coletivo Samba na Rua 17 – Quinta Instrumental: Jimmy Santa Cruz 18 – Victor Mus 19 – Danilo Caymmi 23 – Fábrica Nômade Sonora 24 – Quinta Instrumental: Carlos Café 25 – Laura Zennet 26 – Quarteto do Rio 30 – Projeto Vitrola

FM Hall 23 – Manu Gavassi (grátis) 29 – Illy (grátis)

La Esquina (Lapa) 17 - Red Mess / Blind Horse / Stoned Jesus 24 – Mobile Drink

Smokey Rio (Lapa) 19 – Festa Rio Vinil Clube 26 – Bel Almeida Ganjah (Lapa) 18 – Duda Brack & Thiago Ramil 23 – Festa HempFyah: Rafyah Dread & Hempfield DubLab / Lion Dornellas / André Pfefer / Tagu Selectah Vibration 25 - Azul Casu & 3 du Mar

Casa de Baco (Lapa) 17 – Gafieira Pé de Louro 19 – Relógio de Dalí 24 – Joyce Cândido

CCBB 18 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pato Fu / Céu – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 20) 19 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pedro Luís & A Parede / Tom Zé – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 10)

Quintas no BNDES 17 - Byafra: 35 Anos de Sucesso 24 - Luiza Borges 31 - Tarita de Souza

Circuito SESC 16 – Copacabana: Philippe Baden Powell & Quarteto Ludere: Baden Powell 80 Anos 18 – Niterói: Clara Gurjão 26 – Engenho de Dentro: Clara Gurjão Circuito SESI 26 – Duque de Caxias: Tiê 25 – Jacarepaguá: Tiê _____________________________________________________________

mixx: 18 - Carmen Blues – Bar Kunin / Vila Isabel 18 – Sara & Nina – Olho da Rua / Vila Isabel 18 - Ronaldo Diamante – TribOz / Glória 18 - Wake the Dead Festival: Surra (SP) / Rats / Der Baum (SP) / Nove Zero Nove – Clube Mageense / Magé 18 – RaggaBrass – Boulevard Olímpico / Praça Mauá 18 - O Rappa - Tour de Despedida – Quadra da Grande Rio / Duque de Caxias 19 - Insurgente Rock Festival: Maieuttica / Ágona / Born2Bleed / Melyra / Forkill / Negah – Caixa de Surpresa / Bangu 19 - Breaking Bad - A Festa: Cervical / Controle / Mau Presságio – Buffallos Bar / Méier 19 - Festa RapSoul 5 Anos: Rael – Armazém / Praça Mauá 19 - Akira Presidente – Espaço BF / Mesquita

20 - Caxias Hell Festival: Velho / Justabeli (SP) / Dark Tower / Gutted Souls / Unnature / Vicious – Lira de Ouro / Duque de Caxias 25 - Bloco Fanfarra D´Águas – Praça das Nações / Bonsucesso 25 - Rogério Caetano - Participação: Hamilton de Holanda – Eco Som / Botafogo 25 - Arraiá do Bloco Vem Cá, Minha Flor – Feira de São Cristóvão

LEO JAIME LEO "GUANABARA" JAIME Com mais de 30 anos de carreira, Leo Jaime experimenta momentos de grande intensidade em sua vida profissional. Além da obra consagrada, como cantor e compositor, o artista está sempre atuando em novos projetos. Humor, interpretações arrebatadoras, inteligência e versatilidade são as marcas deste artista que apresenta ao publico carioca, no dia 18 de agosto, no Teatro Bradesco Rio, o espetáculo “Leo “Guanabara” Jaime”. No show ele relembra seus grandes sucessos musicais e as histórias por trás das canções e dos bastidores do Rock Brasil

PROGRAMAÇÃO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):   07/09 - Quinta-feira 20:00 Maceo Parker 22:30 Maceo Parker   08/09 – Sexta-feira 21:00 Maceo Parker 23:30 Maceo Parker   09/09 – Sábado 21:00 Sergio Mendes 23:30 Sergio Mendes   10/09 – Domingo 20:00 Sergio Mendes 22:30 Sergio Mendes   13/09 - Quarta-feira 20:00 Jaques Morelenbaum convida   16/09 – Sábado 21:00 Baby do Brasil 23:30 Baby do Brasil   17/09 – Domingo 20:00 Baby do Brasil 22:30 Baby do Brasil   20/09 - Quarta-feira   20:00 Jaques Morelenbaum convida   27/09 - Quarta-feira 20:00 Anne Paceo 28/09 Quinta-feira   20:00 Orquestra Atlântica 22:30 Orquestra Atlântica    Outubro   04/10 - Quarta-feira 20:00 Ala.Ni 05/10 – Quinta-feira 20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  06/10 – Sexta-feira 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    07/10 – Sábado 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    08/10 – Domingo  20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  11/10 - Quarta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    12/10 – Quinta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

ULTRA BRASIL ANUNCIA A PHASE 1 DE SEU LINEUP PARA A EDIÇÃO 2017: ADAM BEYER, ALESSO, ARMIN VAN BUUREN, DAVID GUETTA, JAMIE JONES, JOSEPH CAPRIATI, SASHA & JOHN DIGWEED e THE MARTINEZ BROTHERS SERÃO HEADLINERS FESTIVAL ACONTECE NOS DIAS 12, 13 E 14 DE OUTUBRO NO SAMBÓDROMO DO RIO

_______________________________________________________ CURSOS DE AGOSTO no Estação NET Botafogo    - História do Cinema Independente Brasileiro, com Cavi Borges    - Ancine e o fomento ao audiovisual brasileiro, com Julio Augusto Zucca    - Cinema Afrodisíaco? O sexo na tela, com Dodô Azevedo

Circuito Estação NET de Cinema e Cinemateca do MAM apresentam: Exposição CINEMA EM CASA: Equipamentos do acervo da Cinemateca do MAM. A partir de 23 de fevereiro, no Estação NET Botafogo de 23 de fevereiro a 23 de agosto 2017 Horário de visitação: 14h às 22h Entrada franca

DISTOPIAS BRASILEIRAS NO CINEMA A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 15 a 27 de agosto de 2017, a mostra cinematográfica Brasil Distópico, que traça um panorama da produção nacional sobre as distopias. Para a programação, os curadores Luís Fernando Moura e Rodrigo Almeida selecionaram 37 curtas e longas-metragens que imaginam diferentes futuros sombrios para o país, entre clássicos da ficção-científica brasileira e obras menos conhecidas.  Na programação, filmes como O quinto poder (1962), de Alberto Pieralisi, e Brasil ano 2000 (1969), de Walter Lima Júnior. Outras incorporam as convenções da ficção científica, encenando a ameaça nuclear e o colapso do planeta, como Parada 88: o limite de alerta (1978), de José de Anchieta; e Oceano Atlantis (1993), de Francisco de Paula. Há, ainda, aqueles que instalam o cinema de gênero em imaginários locais do Brasil, como é o caso de Abrigo nuclear (1981), de Roberto Pires; e Areias Escaldantes (1985). ESTE ULTIMO, TRAZ NO ELENCO, VARIOS NOMES E BANDAS DO ROCK BRASIL DOS ANOS 80, COMO LOBÃO, TITÃS, E TEMA-TITULO DE LULU SANTOS.

DEIXA NA RÉGUA: O filme estreia no dia 10 de Agosto no INSTITUTO MOREIRA SALLES com sessões às 16h e 20h e no CINE SANTA com sessão às 17h10. Deixa Na Régua. Direção: Emílio Domingos. Produção: Osmose Filmes. Documentário. Brasil. 73 minutos.

COM SESSÕES LOTADAS EM ALGUMAS CIDADES, UCI ABRE MAIS SALAS PARA “DAVID GILMOUR: LIVE IN POMPEII” E AGORA APRESENTA A EXIBIÇÃO EM XPLUS  Ingressos já estão à venda e o público poderá conferir o show também com o poderoso som Dolby Atmos em 360º



BLITZ AO VIVO: No embalo do lançamento do álbum 'Aventuras 2', Evandro Mesquita e sua Blitz finalizam seu quarto DVD, gravado no Circo Voador em abril, para lançamento em outubro. A banda está a todo vapor, com presença confirmada no próximo Rock In Rio e tem turnê pelos Estados Unidos confirmada em fevereiro de 2018

FESTIVAL DE CINEMA DA NOVA ZELANDIA

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers