Pages

Saturday, April 12, 2008

Pega o emo!

Ultimamente vem ocorrendo várias demonstrações de intolerancia e preconceito contra os emos. é fato que a maioria merece uns sustos pq pagam pra vacilar (rs), mas nada como o que vem rolando aqui e na vecindad. No mexico, grupos de headbangers e skins esperam os emos sairem de shows pra encher a turma de porrada. No chile, onde os emos são chamados de pokEMOns, o pau também come. Bem como na periferia de sp, quando os carecas repetem o que faziam contra os punks no passado, espancando quem tem pinta de emo sem pena.

Isso me lembra a minha adolescencia, qndo eu tbm sofria preconceito so por andar no visual. ja tomei ovo e pega de playboy por conta de meu look punk. et é viado era o minimo q ouvia. em sampa, vivi uma experiencia digna do cerco dos indios contra os pioneiros. na saida de um show do ira e inocentes no ruth escobar (que fica num lugar tipo o bairro peixoto aqui no rio, que é meio que fechado no meio de copa), carecas e headbangers cercaram todas as ruas em volta pra porrar tudo o q fosse punk. o pau comeu e me escondi embaixo de um carro pra escapar, pq la neguinho dava facada e tudo. O diferencial é q valia a pena passar sufoco pelo punk, havia algum tipo de bandeira politica e atitude nisso. já o emo, o q tem além do visual (e das bandas ruins de chorar)?

8 comments:

:: Fräulein :: said...

Na escola sempre fui zoada por causa do meu visual que na época era gótico, e por eu andar muito de coturno engraxado e ser fã da alemanha um professor meu de geografia achava que eu era skin...hahaha. Só fui saber q careca usa coturno engraxado a pouco tempo.
A propósito, mesmo não existindo mais punks de verdade hoje em dia, tenho ouvido falar muito de porrada entre carecas e "punks" no Rio.
Acho tudo muito palhaçada, punk de mentira apanhar de graça dos carecas, como vc disse, se fose por uma causa/ideologia forte, mas não é.
De punk só conheço mesmo a música.
Crass!!

E sacanagem com os Emos, tão inofensivos, rsrs.

pacheco said...

tem muita gente pequena nesse mundo

tom said...

em casa nao tinha problema em usar visual, mas um amigo meu, ate mais velho e o maior da turma (ironia), tinha que sair de casa vestido "normal" e se trocar na escada do predio ou entao deixar as roupas dele na casa de alguem antes de ir pra algum show ou sair com a galera. achei q esse tipo de coisa ja tinha acabado hj em dia, ja q piercing, tatoo e o cabelo colorido ja nao sao mais novidade, ate pagodeiro usa. mas o preconceito sempre existira de alguma forma, vide que ja nos 90s, por ir a raves, tbm passei por "drogado", pq quem ouve musica eletronica toma e, quem ouve metal adora o demonio e por ai. ah, os estereotipos...

Homero, O Tosco said...

Nunca gostei de me “fantasiar” e nem fui muito xiita com essas coisas de só ouvir um tipo de música, nem mesmo na adolescência (época típica desses tribalismos).
Sempre curti um visual básico tipo camiseta e jeans e tênis.
Uma vez num show (não lembro de que banda) um camarada com uma camisa (maneira) com a estampa da capa do disco London Calling, entrou numa de tirar onda com a minha cara, o Mané não conhecia cinco músicas do Clash... Tremendo pela fantasiado... Ou poser como se dizia na época.
Isso é só para dizer que o preconceito é recíproco... Essa galera, seja punk ou Emo, gosta de ser excluída é tipo religião como se só eles conhecem a verdade ou o bom gosto... Sei lá... Nunca gostei dessas paradas.
Conheci poucos fantasiados que viviam mesmo a cultura punk no dia a dia, ou ao menos sabia do que se tratava.
Isso pra nem falar dos grunges que usavam casaco de flanela em pleno verão carioca. E ainda achavam ridículo usar terno e gravata no mesmo calor.
Mas sei que isso faz parte de uma fase da vida, principalmente pros que se sentem meio deslocados no mundo, exteriorizar isso pode ser importante pra se afirmar e tal... Mas só até os vinte anos, depois disso é escrotidão mesmo.

Guto said...

EMO = SOM DE FRUTA.

Felipe Passarelli said...

Tópico excelente!!

Finalmente vamos discutir emo e suas derivações aqui.

Tipo, quando tinha 13-16 anos usava camisas de metal direto, sem nenhuma retaliação, até adimiravam pq eu viajava e trazia dos eua e europa, tenho camisas aqui que não se encontra em lugar algum.

Meu vício era comprar CD's, tenho mais de mil, comprava compulsivamente, essa era a minha droga na época.

Sempre andei cabeludo com correntes e camisa de Rock, mas acho que não existia mais preconceito em relação a isso, já estava na fase do grunge que tb aderi.

Sempre fui muito aberto com todos os tipos de pessoas, de playboys a moderninhos, o importante pra mim era a cabeça da pessoa e se ela me aceitava como eu era.

Acho que foi ocorrer algum problema com os meus 17 anos, minha fase clubber, quando ia todo super hyper moderno pra uma festa e voltava de óculos escuro se mordendo. Já me chatavam de viado hehehe As pessoas me perguntavam óculos escuros de noite? falava que fazia parte do vestuário. Depois de uns 5 anos os plays aqui do prédio sacaram tudo como aderiram, mas no psy trance onde acampei o brasil inteiro pra experimentar todo tipo de coisa e musica 24hs por 7 dias.

Mas aí é que tá, tanto as minhas camisas de metal ou rock tinham um significado, eu gostava e conhecia a banda, e no caso clubber foi tinha o lado mágico do encontro com a emusic e o xtc, queria me sentir dentro daquele mundo, mas sempre querendo saber MAIS até me tornar DJ.

Agora esse Emos, não bebem, não fumam, não fodem, não tem um motivo por serem assim. Gastam fortunas pra fazer chapinha na franja, se fazem de emotivos. Quem banda que revolucionou isso? Fall Out Boy?? MCR?? Panic at The Disco?

Pra mim, essas bandas todas que passam no MTV Hits da net (clipes 24 horas na net, muita coisa boa tb, canal 88)são continuações das boys bands. Um backstreet boys mais radical?

Você ve que essas bandas são famosíssimas, Pop e tem um público em sua maioria feminino (simple plan, good Charlotte, MCR)

Não tem nada pra se revindicar aí, são bandas jabazeiras que só querem ganhar dinheiro e ficar maiores. Só isso, e reza a lenda que a bissexualidade e o mutilamento são bem vindos. (MCR)

BAD BRAINS - Caralho que show foda! um dos melhores do ano até agora. isso que é se entregar no show, nunca vi tanta gente fazendo sky, e a energia que a banda passa é incrível. O Circo me ferrou com esse negócio de horário, acabei chegando um pouco atrasado, mais foi intenso. vocalista muito competente, quebrou o galho legal, isso sim é hardcore original, o cara até fumou um beck da minha mão e ficou um tempoi de mão dadas comigo ahahaha se jogou na galera enfim, foi uma loucura. e eu filmando o show, toda hora neguinho se jogava em cima de mim, se jogaram umas 20 pessoas, toda hora cortavam a filmagem hehehe Mas esse show valeu por uma vida, acho dificil um show ter uma liberdade e tanta gente entregue ao rastafari. Jah Love!!

Agora tem Rufus Wainwright na cecília meireles, Hercules and Love Affair sexta, Mombojó e Móveis Coloniais de Acaju (básicos)

abs!

obs: onde fica o club 69 tom?

.::KbEç@::. said...

aFf Ki bObu iXXU axXxu KE IXXu Eh tu pReCoNcEiTu konTRAh UxXx eMu iSxXxu devErIAH kabaH LOgU td 1 iNtOLEraNCIAH 1 bAnu di sen NADAH Prah faSe

fernando said...

Dizem Que Não Existe Mas PUNK!

Isso so pode ser afirmado por quem defende o movimento!

NA CIDADE

OCTOBERFESTIVAS:

FESTIVAL DO RIO  ÚLTIMA CHANCE   de 16 a 18 de outubro   Estação NET Botafogo 1 + Estação NET Rio 4 e 5    

ESTAÇÃO NET BOTAFOGO 1: 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ocidental Dir. Neïl Beloufa 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Matar Jesus Dir. Laura Mora 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Memórias do subdesenvolvimento Dir. Tomás Gutiérrez Alea 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     As misândricas Dir. Bruce LaBruce

  17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ensiriados Dir. Philippe Van Leeuw 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Antipornô             Sion Dir. Sono 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Patti Cake$ Dir. Geremy Jasper 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     Meu colégio inteiro afundando no mar Dir. Dash Shaw  

18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Últimos homens em Aleppo Dir. Firas Fayyad 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Cadáveres bronzeados Dir. Hélène Cattet, Bruno Forzani 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Sal Dir. Diego Freitas 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Alanis Dir. Anahí Berneri 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     How to Talk to Girls at Parties Dir. John Cameron Mitchell  

ESTAÇÃO NET RIO: 16/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Kim Dotcom: Agarrado na web Dir. Annie Goldson 16/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     God's Own Country Dir. Francis Lee 16/10/2017         Estação NET Rio 4             18:00     A liberdade do diabo Dir. Everardo González 16/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Golden Exits Dir. Alex Ross Perry 16/10/2017         Estação NET Rio 4             19:45     As entrevistas de Putin Dir. Oliver Stone 16/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     A vendedora de fósforos Dir. Alejo Moguillansky  

17/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Encriptado Dir. Nick de Pencier 17/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     Eduardo II Dir. Derek Jarman 17/10/2017         Estação NET Rio 4             17:30     Top of the Lake: China Girl Dir. Jane Campion, Ariel Kleiman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Titicut Follies Dir. Frederick Wiseman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     Invisível Dir. Pablo Giorgelli

  18/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Senhora Fang Dir. Wang Bing 18/10/2017         Estação NET Rio 5             16:00     Minha adorável lavanderia Dir. Stephen Frears 18/10/2017         Estação NET Rio 4             17:20     Tangerine Dream: a revolução do som Dir. Margarete Kreuzer 18/10/2017         Estação NET Rio 5             17:50     Cicciolina - Madrinha do escândalo  Dir. Alessandro Melazzini 18/10/2017         Estação NET Rio 5             19:00     O diabo e o Padre Amorth Dir. William Friedkin 18/10/2017         Estação NET Rio 4             19:10     Long Strange Trip: A viagem do Grateful Dead Dir. Amir Bar-Lev 18/10/2017         Estação NET Rio 5             20:30     Ex Libris: Biblioteca pública de Nova York Dir. Frederick Wiseman  

INGRESSOS: R$22,00 / meia: R$11,00 Meia entrada para quem comprou Passaporte

UCI INAUGURA A PRIMEIRA SALA DE CINEMA XPLUS LASER DO BRASIL, NO RIO DE JANEIRO: No ano em que comemora duas décadas no Brasil, a rede UCI reforça sua missão de oferecer ao público a melhor experiência em cinema e o que há de mais moderno no mundo, no mercado audiovisual. No Rio, inova mais uma vez com a primeira sala XPLUS Laser do país. A novidade será no maior complexo de cinemas brasileiro, o UCI New York City Center, que este ano também recebeu a primeira 4DX da cidade, com cadeiras que se movimentam e efeitos especiais. A aquisição do novo projetor a laser torna ainda mais imersiva a tecnologia da XPLUS, que tem projeção 3D de última geração, tela gigante com definição 4K e som Dolby Atmos™, com mais de 54 caixas acústicas e 128 streams de áudio que criam a ilusão de um campo infinito ao redor de cada espectador.

PROGRAMAÇÃO DO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):     Outubro   20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

Zucchero (o 'roberto carlos da itália') vem fazer shows no Brasil em outubro: Rio de Janeiro, no dia 26 de outubro, no Teatro Bradesco Rio São Paulo, no dia 27 de outubro, no Teatro Bradesco Porto Alegre, no dia 28 de outubro, no Teatro do Bourbon Country  

AGENDA CUTURAL BARATOS DA RIBEIRO: Sábado, 21 de outubro, a partir das 17h: VESPEIRO com as bandas Estranhos Românticos e Imperfeitos Quinta-feira, 26 de outubro, a partir das 19h: LEVADAS DA BECA, com as DJs Ana Paula Moniz (Beca Brechó), Bia Andrade & Ana Galli + uma convidada surpresa! Sábado, 11 de novembro, a partir das 17h: VESPEIRO com a banda Os Alquimistas (MS) e Mauk + Pedro White & banda fazendo tributo duplo: ao Bruce Springsteen e ao Tom Petty! RUA PAULINO FERNANDES 15, BOTAFOGO/RJ

MOSTRA DE CINEMA ARGENTINO CONTEMPORÂNEO VOLTA À CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EM SUA SEGUNDA EDIÇÃO   Histórias extraordinárias apresenta uma seleção com os melhores filmes recentes do país vizinho. Debates com cineastas e especialistas completam a programação Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro  (Metrô e VLT: Estação Carioca) Telefone: (21) 3980-3815 Data: de 07 a 19 de novembro de 2017 (terça-feira a domingo)

II FESTIVAL IMPERIAL DE CINEMA DE PETRÓPOLIS COMEÇA NESTA QUARTA, DIA 18: Festival é gratuito e conta com filmes inéditos na programação  A abertura será no Theatro D. Pedro com exibição do filme “João, O Maestro”, de Mauro Lima.

Angela Ro Ro leva o show "Amor & Humor" para a Zona Norte A cantora - que pela primeira vez pisa no palco do Centro Cultural João Nogueira -  faz  apresentação única no Méier, dia 29 de outubro, às 19h, no Imperator

estreia: 5º FEIRA/ 19 OUT - ABERTURA DA MOSTRA JÓIAS DO CINEMA DINAMARQUÊS: CINE JOIA DO RIO DE JANEIRO (copacabana) EXIBE SEIS LONGAS INÉDITOS DO PAÍS NÓRDICO; E O PRIMEIRO DOC LONGA-METRAGEM FILMADO NA GROENLÂNDIA.

Depois de regravar sucessos do Pop, Rock e Samba, a Orquestra Petrobras Sinfônica prepara uma homenagem ao reggae. O quarto EP da série “O Clássico é...” trará versões inéditas de “Andei só” (Natiruts), “Minha felicidade” (Roberta Campos), “Um anjo do céu” (Maskavo), “Aonde você mora” (Cidade Negra) e “Segue o baile” (Braza). A primeira apresentação do novo projeto será no Teatro Rival Petrobras, com entrada gratuita, às 20h do dia 18 de outubro (quarta-feira).

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers