Pular para o conteúdo principal

outono para hitler

Não sou fã de musicais, até pq, para ver os que prestam, tem que ir na broadway de ny ou no west end londrino para ver uma boa montagem (e pagar caro por isso). mas, aos poucos, eles estão chegando por aqui. em são paulo, onde existem dois teatros prontos para eles (aqui, em breve teremos o novo casa grande com "a noviça rebelde"), várias peças gringas já passaram por lá. em geral, a cafonália brega (redundancia?) do mega kistch andrew lloyd webber (teriam q me pagar pra ver cats, missa saigon e outras baboseiras do camarada, argh!) é que impera, pq é mais popularesco, no sentido mais baixo desse termo.

mas abri exceções para dois titulos da comédia que aprecio: vi "spamalot" em ny pq sou fã do monty python (e a peça é fiel até o possivel ao genial filme "em busca do cálice sagrado"); e, agora, resolvi arriscar vendo "os produtores", baseada em filme/peça de mel brooks, que foi o cara que me fez descobrir e apreciar a sátira através de "jovem frankenstein". depois é que vi o filme, que veio primeiro, e que inspirou o musical, "primavera para hitler". veredito? a peça em cartaz no vivo rio é melhor que o filme recente de cinema, mas, claro, não barra o filme original (que nem era musical). principalmente pelo trio de atores: miguel falabella, vladimir brichta (que nunca tinha visto mais magro) e juliana paes (que me assustou antes, ja q não é loura, nem grande como a sueca ulla, no cinema, uma thurman). mas a morena manda bem.

o trio convence. a produção é ok (os cenários dão pro gasto), mas a qualidade de som no vivo rio, como sempre, prejudica, embolando vozes com a orquestra, sem contar as falhas nos mics sem fio dos atores. e, apesar da qualidade do texto original, que ganhou um molho local, o que rouba a cena é um monólogo do falabella (que faz um max bielynstock meio caco antibes) logo após o intervalo, feito especialmente para entreter a platéia local. foi a parte que mais ri, o que mostra que o cara daria um excelente comediante stand up. soube lá, no dia, que a próxima comédia musical que vai aportar no brasil é "hairspray", primeiro em sp, em setembro. essa tbm verei, ja que sou fa do filme do john waters, achei boa a refilmagem e nao consegui ver na broadway.

Comentários

  1. OFF:

    Já ouviu o novo da Madonna Tom?

    Bem, ouvi umas 3 vezes e achei muito longo o album e músicas dispensáveis como "She's not Me" e "Spanish Lesson".

    Faltou tb um cadeamento e ligação entre as músicas, parecem que não colam, são muitos esparsos os tempos, diferente do Confessions que tinha uma ligação.

    Gostei de "Beats Goes On" , "Candy Shop", "Give It 2 Me" e "Devil Won't Recognize You"

    Em números daria 6,0, em estrelas daria 3.

    Não superou o Confessions, mas tem muito remix bom a ser vindo por aí...

    ResponderExcluir
  2. felipe, te confesso que meio que enchi o saco de madonna. a mulher é boa, mas acho que esse novo disco, que nem baixei ou ouvi, soa meio forçado pra entrar na onda do r&b, nao? esse lance de gravar com o justin acho apelação. e tbm nao gostei da cara botocada da dona. o confessions, q era a resposta dela ao sucesso da kylie, foi bom e bem encadeado, mas ja nem gostei do primeiro single desse, entao...

    ResponderExcluir
  3. Musicais? Tenho ALERGIA...

    Simplesmente não dá! Para desespero de minha esposa, seja teatro ou cinema, musicais me dão nos nervos!!!

    Assisti "Hairspray", porque simplesmente minha esposa e eu decidimos assitir um filme e o que se enquadrava no horário que tinhamos disponível era este.

    Tive verdadeiras "tromboses" só de ficar duas horas sentado com aquele povo todo cantando!

    Por mais que a história possa ser bacana, não dá para eu aguentar alguem cantando afinadinho o tempo todo!!!

    Definitivamente a estética de musicais não é comigo...

    ResponderExcluir
  4. essa semana vi um episodio do family guy em que a familia vai ver um musical, no caso, nem tamto, é um balé, mas vale. cometario do peter: musical? nao! da ultima vez me chamaram pra ver algo do tipo foi o nutcracker (o quebra-nozes) e achei que fosse ver algo engraçado (nut), mas so vi um monte de gays em roupas apertadas (rs). tbm odiava filmes musicais qndo criança, mas o que citei ate dao para o gasto...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

OS SHOWS QUE VEM POR AI!

A agenda de shows internacionais no Brasil, neste primeiro semestre, está bem movimentada. Teremos desde grandes atrações inéditas (Phil Collins), até velhos conhecidos (Foo Fighters) e despedidas (Ozzy). Infelizmente, algumas das atrações, como Gorillaz e Depeche Mode, apenas em SP





DEPECHE MODE - SÃO FRANCISCO


PHIL COLLINS

PRIMEIRA VEZ NO BRASIL, SOLO - JÁ VEIO COM O GENESIS, NOS ANOS 70,
COM ABERTURA DO PRETENDERS

 22 FEVEREIRO: MARACANÃ/RJ
 24 FEVEREIRO: ALLIANZ PARQUE/SP
 27 FEVEREIRO: BEIRA RIO/POA




FOO FIGHTERS

COM ABERTURA DO QUEENS OF THE STONE AGE 

25 FEVEREIRO: MARACANÃ /RJ
27 FEVEREIRO : ALLIANZ PARQUE /SP
2 MARÇO: PEDREIRA PAULO LEMINSKI/CURITIBA
4 MARÇO: BEIRA RIO/POA


KATY PERRY

REI PANTERA

Vão dizer pra você que 'Pantera Negra', é o primeiro filme de super herói Marvel negro. Não é (Blade, veio bem antes). Ou, que é o primeiro filme com cast quase totalmente negro. Outra inverdade, basta uma rápida pesquisa. O fato é que, independentemente desses detalhes, 'Black Panther' é um filmaço, dos melhores do MCU (o Marvel Cinematic Universe). Não diria o melhor, pq 'Capitão América: guerra civil' (onde o Pantera Negra foi formalmente introduzido), detém esse titulo, desde os primeiros do Homem de Ferro e Vingadores. E, está acima do ultimo Marvel, o 'Thor: Ragnarok'. Muita gente gostou deste, pelo seu tom brincalhão. Achei um tanto demais da conta.


Por outro lado, os mais jovens irão achar 'Pantera negra' um bocado sério. É um filme que (quase) não deixa espaço pra piadinha barata. A história de T´Challa (Chadwick Boseman, que se revelou na cinebio de James Brown), o herdeiro do trono de Wakanda (um fictício e super avançado país africano…

OSCAR 2018: OS FILMES

AINDA FALTA VER 'PHANTOM THREAD', PARA FECHAR A LISTA DE PRODUÇÕES QUE CONCORREM AO OSCAR NA CATEGORIA MELHOR FILME. MAS, POR ENQUANTO, AQUI VAO COMENTARIOS SOBRE OS DEMAIS CONCORRENTES. COMENTE VC, TBM:


CALL ME BY YOUR NAME = BELO E SENSIVEL DRAMA ROMANTICO, SOBRE A DESCOBERTA DA SEXUALIDADE, DE UM GAROTO ITALIANO DE 17 ANOS (NA ITALIA, A IDADE DO CONSENTIMENTO É 14). ACONTECE QUE, O JOVEM, SE APAIXONA POR OUTRO, UM HOMEM DE 25 ANOS, QUE VEM PRESTAR SERVIÇOS PARA SEU PAI. É BASEADO NUM LIVRO (QUE NUNCA LI) E TODO PASSADO NO NORTE DA ITALIA (NOS ARREDORES DE VERONA), COM FOTOGRAFIA RADIANTE E LUGARES PARADISIACOS. O NOVATO TIMOTHÉ CHAMALET (QUE TBM ESTÁ EM 'LADY BIRD') CONCORRE NA CATEGORIA ATOR PRINCIPAL. A TRILHA DE SUFJAN STEVENS É A CERTEIRA.


DARKEST HOUR = MOSTRA UM RECORTE DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL, LOGO APOS OS FATOS VISTOS EM 'DUNKIRK' (É BOM VER UM LOGO APOS O OUTRO), E CENTRA NA FIGURA CARISMATICA E CONTROVERSA DE WINSTON CHURCHILL. FEITO POR GARY OLDMA…