Pular para o conteúdo principal

outono para hitler

Não sou fã de musicais, até pq, para ver os que prestam, tem que ir na broadway de ny ou no west end londrino para ver uma boa montagem (e pagar caro por isso). mas, aos poucos, eles estão chegando por aqui. em são paulo, onde existem dois teatros prontos para eles (aqui, em breve teremos o novo casa grande com "a noviça rebelde"), várias peças gringas já passaram por lá. em geral, a cafonália brega (redundancia?) do mega kistch andrew lloyd webber (teriam q me pagar pra ver cats, missa saigon e outras baboseiras do camarada, argh!) é que impera, pq é mais popularesco, no sentido mais baixo desse termo.

mas abri exceções para dois titulos da comédia que aprecio: vi "spamalot" em ny pq sou fã do monty python (e a peça é fiel até o possivel ao genial filme "em busca do cálice sagrado"); e, agora, resolvi arriscar vendo "os produtores", baseada em filme/peça de mel brooks, que foi o cara que me fez descobrir e apreciar a sátira através de "jovem frankenstein". depois é que vi o filme, que veio primeiro, e que inspirou o musical, "primavera para hitler". veredito? a peça em cartaz no vivo rio é melhor que o filme recente de cinema, mas, claro, não barra o filme original (que nem era musical). principalmente pelo trio de atores: miguel falabella, vladimir brichta (que nunca tinha visto mais magro) e juliana paes (que me assustou antes, ja q não é loura, nem grande como a sueca ulla, no cinema, uma thurman). mas a morena manda bem.

o trio convence. a produção é ok (os cenários dão pro gasto), mas a qualidade de som no vivo rio, como sempre, prejudica, embolando vozes com a orquestra, sem contar as falhas nos mics sem fio dos atores. e, apesar da qualidade do texto original, que ganhou um molho local, o que rouba a cena é um monólogo do falabella (que faz um max bielynstock meio caco antibes) logo após o intervalo, feito especialmente para entreter a platéia local. foi a parte que mais ri, o que mostra que o cara daria um excelente comediante stand up. soube lá, no dia, que a próxima comédia musical que vai aportar no brasil é "hairspray", primeiro em sp, em setembro. essa tbm verei, ja que sou fa do filme do john waters, achei boa a refilmagem e nao consegui ver na broadway.

Comentários

  1. OFF:

    Já ouviu o novo da Madonna Tom?

    Bem, ouvi umas 3 vezes e achei muito longo o album e músicas dispensáveis como "She's not Me" e "Spanish Lesson".

    Faltou tb um cadeamento e ligação entre as músicas, parecem que não colam, são muitos esparsos os tempos, diferente do Confessions que tinha uma ligação.

    Gostei de "Beats Goes On" , "Candy Shop", "Give It 2 Me" e "Devil Won't Recognize You"

    Em números daria 6,0, em estrelas daria 3.

    Não superou o Confessions, mas tem muito remix bom a ser vindo por aí...

    ResponderExcluir
  2. felipe, te confesso que meio que enchi o saco de madonna. a mulher é boa, mas acho que esse novo disco, que nem baixei ou ouvi, soa meio forçado pra entrar na onda do r&b, nao? esse lance de gravar com o justin acho apelação. e tbm nao gostei da cara botocada da dona. o confessions, q era a resposta dela ao sucesso da kylie, foi bom e bem encadeado, mas ja nem gostei do primeiro single desse, entao...

    ResponderExcluir
  3. Musicais? Tenho ALERGIA...

    Simplesmente não dá! Para desespero de minha esposa, seja teatro ou cinema, musicais me dão nos nervos!!!

    Assisti "Hairspray", porque simplesmente minha esposa e eu decidimos assitir um filme e o que se enquadrava no horário que tinhamos disponível era este.

    Tive verdadeiras "tromboses" só de ficar duas horas sentado com aquele povo todo cantando!

    Por mais que a história possa ser bacana, não dá para eu aguentar alguem cantando afinadinho o tempo todo!!!

    Definitivamente a estética de musicais não é comigo...

    ResponderExcluir
  4. essa semana vi um episodio do family guy em que a familia vai ver um musical, no caso, nem tamto, é um balé, mas vale. cometario do peter: musical? nao! da ultima vez me chamaram pra ver algo do tipo foi o nutcracker (o quebra-nozes) e achei que fosse ver algo engraçado (nut), mas so vi um monte de gays em roupas apertadas (rs). tbm odiava filmes musicais qndo criança, mas o que citei ate dao para o gasto...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Winner winner, chicken dinner!

É o lema de quem ganha na mesa de blackjack (21) em Las Vegas. A frase, que diz a lenda, é de autoria de um oriental, que quebrou a banca num dos cassinos da cidade nos anos 50, é dita várias vezes no filme "21" (aqui, "Quebrando a banca"), que estréia semana q vem e vi hj cedo numa cabine. Ela significa algo como, quem ganha paga o jantar. O filme é interessante. Apesar de envolver galera e ter uma trilha sonora atual (com direito a faixa inédita do LCD, não tem aquela edição frenética MTV. Até porque, a história de um grupo de geniozinhos do MIT (Massachusetts Institute of Technology) que têm a capacidade de contar decks de cartas de baralho (sem precisar ser autistas, como o rain man) e vão faturar algum na maciota em Las Vegas, aconteceu mesmo na vida real. Isso é o ponto de maior interesse no filme, sacar os bastidores desse fato verídico. Os atores, a maioria novatos (tem o carinha de "Across the universe", mas tbm tem Kevin Spacey e a gatinha Kate …

KELVIN?

UNZAMIGOS MEU FORO RANGAR EM COPA DEPOIS DO SHOW DO JUSTICE E ACABARO ALI NA REGIAO DA PRADO JUNIOR TRAÇANDO UM GALETO COM AS PUTAS E TRAVECO. DADO MOMENTO, UM DELES VE UM ANUNCIO COLADO NUM ORELHÃO DO LADO DO BAR QUE DIZIA: "LOURINHA GOSTOSA. FAÇO KELVIN ATÉ O FINAL!", AI, GERAL BOLOU. O QUÊ OU QUEM DIABOS É KELVIN? NEGUIM JÁ DESCOLADO EM PUTARIA NÃO SABIA O QUE ERA AQUILO. KELVIN? WHATTAFUCK? A SOLUÇÃO? LIGAR PRA PUTA, É CLARO. AÍ, ELA EXPLICOU A PARADA: KELVIN É FAZER GARGANTA PROFUNDA ATÉ O FINAL SEM USAR CAMISINHA (20 CONTOS). MATADA METADE DA CHARADA. MAS POR QUE KELVIN? FIZ UMA BUSCA NO GOOGLE E SÓ APARECERAM DOIS LINKS SOBRE A PARADA!!! (O RESTO TODO ERA LIGADO A PESSOAS CHAMADAS KELVIN OU AO GRAU KELVIN). UM ERA UM FÓRUM NO QUAL A MESMA RESPOSTA E PERGUNTA QUE FAÇO AQUI ERA REQUERIDA, OUTRO ERA UM ANUNCIO DE JORNAL DE UMA VAGABA QUE FAZ KELVIN. ENTÃO, O MISTÉRIO CONTINUA: POR QUÊ KELVIN? ALGUÉM AÍ SABE?

OS SHOWS QUE VEM POR AI!

A agenda de shows internacionais no Brasil, neste primeiro semestre, está bem movimentada. Teremos desde grandes atrações inéditas (Phil Collins), até velhos conhecidos (Foo Fighters) e despedidas (Ozzy). Infelizmente, algumas das atrações, como Gorillaz e Depeche Mode, apenas em SP





DEPECHE MODE - SÃO FRANCISCO


PHIL COLLINS

PRIMEIRA VEZ NO BRASIL, SOLO - JÁ VEIO COM O GENESIS, NOS ANOS 70,
COM ABERTURA DO PRETENDERS

 22 FEVEREIRO: MARACANÃ/RJ
 24 FEVEREIRO: ALLIANZ PARQUE/SP
 27 FEVEREIRO: BEIRA RIO/POA




FOO FIGHTERS

COM ABERTURA DO QUEENS OF THE STONE AGE 

25 FEVEREIRO: MARACANÃ /RJ
27 FEVEREIRO : ALLIANZ PARQUE /SP
2 MARÇO: PEDREIRA PAULO LEMINSKI/CURITIBA
4 MARÇO: BEIRA RIO/POA


KATY PERRY