Pages

Sunday, August 02, 2009

HOUVE UM TEMPO EM QUE O PÚBLICO ALTERNATIVO E A POP MUSIC NÃO SE MISTURAVA. SE BEM QUE MILLI VANILLI TOCAVA NO CUBATÃO EM CERTAS NOITES. MAS SEMPRE FOI AQUELE LANCE DE GRUPOS DISTINTOS. POP MUSIC ERA PRA QUEM OUVIA RADIO E COMPRAVA TRILHA DE NOVELA, E ROCK E SONS ALTERNATIVOS EM GERAL ERA PRA GALERA DIFERENTE. ISSO HJ EM DIA (QUASE) NÃO ROLA MAIS, POR CONTA DO MP3. A NOVA GERAÇÃO BAIXA TUDO, OUVE TUDO E JOGA NO SHUFFLE. POR ISSO, MAIS E MAIS FESTAS QUE TOCAM TUDO PARA TODOS OS POVOS SURGEM NA CIDADE. O BAILINHO JÁ É NACIONAL, SAIU DE UM CLUBINHO NO RIO E LOTA GRANDES ESPAÇOS EM SAMPA E BRASILIA. A I LOVE POP LOTA EM MEIA HORA E NINGUEM ENTRA DEPOIS DE 1AM NO 69. DIFERENTE DE FESTAS DE SOM ANOS 80 TRASH, NESTAS ROLA DE TUDO UM POUCO, DO ALTERNATIVO AO MAIS BAGAÇA E A PLATEIA SABE RECONHECER TANTO UM ELECTRO-FUNK DOS ANOS 80 QNTO UM REMIX DA LADY GAGA. O LEGAL É QUE A GALERA É MISTA, COMO O SOM; MAIS AINDA NA I LOVE POP (BAILINHO VIROU UMA COISA MAIS PLAYBA), O QUE TORNA UMA FESTA QUASE "FAMILIA", TODO MUNDO SE CONHECE EM POUCO TEMPO E PARECE UMA FESTA CASEIRA, ROLA MUITA ALEGRIA, PEGAÇÃO E DANÇA (TRAZENDO DE VOLTA O CLIMA DAS PRIMEIRAS FESTAS ELETRONICAS DA CIDADE, NOS ANOS 90). É TIPO, FUCK OFF (OS ROTULOS) E LET´S DANCE. NO FUNDO, ASSIM É MAIS LEGAL. TODO MUNDO RELAXA, DESCE DA POSE (EMBORA TENHA MUITOS POSERS E FASHIONISTAS) E CAI NA DANÇA. E VAI PRA CASA FELIZ. LIKE ME & MA BABE...

11 comments:

livia said...

wassup?
Gostei muito da voz das duas primeiras bandas.Tão incrível o piano também,acho que essa vai pra minha fitinha de natal.(a que canta I don't mind/waste my time/don't slow down/).O finalzinho lembra joy division mais light e foi uma das mais bonitas que escutei na cova.
Clima bem fino aqui nessa instrumental,(1234567)viajante,como é o termo mesmo?synth progressivo?sabem colocar teclado como ninguém,quem produz?Um show desses deve ser amazing.Não achei no youtube :-(
Bela descoberta pra mim esse ano.
what's a girl to do.
Sabe que eu acho a emilie simon (que fez a trilha sonora da marcha dos pingüins) bem melhor,nesse lance de voz...Essa que vc tocou eu achei linda a voz mas a tori amos faz isso muito melhor (na minha humilde opinião)...Apito do trem,kate bush?Bebem da mesma fonte, isso que importa...Fica uma sugestão da música song of the storm, desse filme a marcha dos pingüins da emilie simom,(sem compromisso, claro) :-)
síndrome do cromossomo X?que a pessoa nasce retardado, só se vc perguntar aqui, eu perdi a pergunta :-(
mas tom tom club se vc mostrar essa primeira música pra uma menina que não conhece ela vai achar que é CSS rs.Aquele mega sucesso do timbuk 3 (The Future's So Bright, I Gotta Wear Shades)tbm é foda,bateu saudade rs era bem engraçado aquilo:
(http://www.youtube.com/watch?v=wvIAyxpjEuc)
abraços!

ah, quanto ao seu post, frase da K-D Lang nos anos 90:
"Um dia parei e me perguntei:por quê o pop e o rock são inimigos?"
frase da revista bizz que eu ganhei do fábio fernandes, que tbm visita seu blog aqui mesmo (uma doação que ele fez de mais de 200 revistas bizz anunciadas aqui nos commnets).Eu peguei todas, foi assim que o conheci.E sim I like pop rock,os meninos é que tem mais problema com as melodias,mas girls just wanna have fun!Abraços!

fabio fernandes said...

poxa, livia, valeu pela menção honrosa .. rs

acho que hj em dia as pessoas estão muito mais abertas para qualquer tipo de som, o que é ótimo. na minha adolescência, durante a década de 80, as tribos eram muito mais radicais (punks, headbangers, góticos, darks etc.) e não se misturavam, algo que me incomodava muito pqe eu gostava tanto de joy division quanto da blitz, tanto de plebe rude quanto de bomb the bass ...

PEDRO BAMBAATAA said...

muito boas as bandas do prog de ontem, em especial o tryssomy 21, banda da minha época de fã de EBM. e o termo (trissomia do cromossoma 21)é o usado para diagnosticar o popular "mongolismo" ou "síndrome de down". não sabia que os caras ainda estão na ativa, apesar de que a minha favorita era o POESIE NOIRE.

POP X ROCK? FESTA NESTA LINHA? Sempre achei o mestre neste quesito o o meu dejota favorito nos 80 e 90, o "AMÂNDIO", um cara que sabia qual era o momento de soltar uma "pérola pop" ou um "nirvana" por exemplo.
Sempre fui a favor de no meio de um session o dj mandar uma aquela musica "popzona" para quebrar o clima rock... esse é o gancho!!

um abraço!!

Gustavo Monteiro said...

Não sei se tem a ver e se o espírito é o mesmo mas esse lance de pop com rock rolava também na Eletroboogie com Edinho na Dr. Smith nos anos 90. Eu batia ponto. Adorava. Madonna, disco, Chemical Brothers, Oasis, Hip-Hop, rolava de tudo. E o público era bem misturado também.

tom said...

qndo eu era um young punk, mas gostava de new wave, nao podia aparecer com uma camisa colorida do b52s no point da galera que era sacaneado. depois, gótico, nao podia deixar transparecer que me amarrava em pump up the jam! (rs), mas depois chutei o pau da barraca, fodam-se todos, o que importa, no fim, é se a musica é boa ou te toca de alguma forma

PEDRO BAMBAATAA said...

bingo tom!!! é isso aí...

um abraço!!

livia said...

tem um conceito que eu acho muito machista no pop que é a tal "música de gay". Como se existisse mesmo música feita para mulhers, homens,negros e gays.Dá até medo.Então tem it's a sin do pet shop boys.Isso alto numa pista é muito legal.Mas nunca nenhum amigo dançou isso comigo.A letra pode ser até um manifesto gay, mas deixar de dançar por causa disso é homofobia.E tem a menina, que começa a se vestir de jeans e camiseta preta e escutar heavy a sair com garotos do metal.E a mãe pensa:"ela não é mais feminina, se veste como os homens e escuta músicas de homens,não se veste pra sair com nenhum deles,se veste para SER um deles".E a mãe fica pensando que filha é sapatão,mas se ela se veste feito motociclista com roupa de couro é vagabunda.Se eu disser que gosto de angela rorô sou sapatão.Música de bicha,de patty (a-ha),de sapatão.Os homens nunca vão escutar liza minelli e barbra straisand?Pior pra eles.O machismo separa tudo...pensa/será que existe música de gay?Feita SOMENTE pra ELES?
AS MÚSICAS SÃO melodias à favor de quem gostar...

tom said...

EU SEMPRE GOSTEI DOS PET SHOP BOYS, POP REFINADO, ALTAS LETRAS, ALGUMAS DE TEMATICA GAY, SIM (OPA, CACOFATO :-)), MAS CAGUEI (AGORA, SIM) PRA ISSO. ITS A SIN É UMA EXCELENTE LETRA CONTRA O RELIGIOSISMO BARATO, EU ATE TIVE UMA CAMISETA QUE DIZIA: ITS A SIN; ME & MA BABE ADORAMOS AQUELA MUSICA DOS MICHES, RENT, EXCELENTE. QUEM NUNCA NUMA FESTA, BEBADO OU NAO, DANÇOU YMCA (E FAZENDO AS LETRAS) QUE ATIRE O PRIMEIRO PEDAÇO DE BOLO

Felipe Proença said...

... vai ver o pessoal do cubatão já sabia que o "mili e vanili" era uma dupla fake há muito tempo...

Felipe Proença said...

....há um tempão o rodrigo penna mantem o bailinho ativo....

Burck said...

.
pra mim existe uma coisa que é primordial, básico e pré-requisito pra me levar a uma festa em lugar fechado:
BOA MUSICA.
e se tem algo que NÃO rola na I Love Pop, é justamente isso.
fui nas duas primeiras edições, qdo ainda existia alguma dignidade aos djs, mas depois virou um "salve-se quem puder que eu to muuuito doido".
aí ficou difícil...
curtir musica tema de caminho das índias ou dirty dancing é demais pro meu ouvido.

me admira vc hein, tom? tsc tsc tsc...
(pilha).

NA CIDADE

JUNEBUG: Shows - Junho / 2017 Circo Voador 24 - Lamb of God (EUA) / Carcass (ING) / Heaven Shall Burn (ALE)

Teatro Rival 22 – Picassos Falsos 23 – Vinicius Cantuária

Vivo Rio 24 - Beto Guedes & 14 Bis - Participação: Sérgio Hinds 30 – Celebrare

Audio Rebel 22 - Manu Maltez - Participação: Juçara Marçal  25 - Vital & Os Bacharéis / Homobono 29 - Anganga: Juçara Marçal & Emygdio Costa & Cadu Tenório

Sérgio Porto (Humaitá) 22 - Sarah Abdala / Raquel Dimantas / Ana Frango Elétrico 29 - CEP 20.000

Sala Baden Powell (Copacabana) 24 - Cordão do Boitatá: De Gonzagão a Dominguinhos - Participação: Pedro Miranda 25 - Mulheres de Chico 28 - Marcelo Nogueira

Theatro Net Rio (Copacabana) 26 - Sarau da Leda Nagle: Amelinha & Ednardo 27 - Vanessa Jackson: Uma Saudação a Whitney Houston 28 – Dudu Nobre

Teatro Café Pequeno (Leblon) 22 - Verônica Sabino 29 - Jullie

Jeunesse Arena (Barra da Tijuca) 29 – Ariana Grande / Sabrina Carpenter

Subúrbio Alternativo (Brás de Pina) 24 - Toxic Fest:  Korja / Old Kitchen / Genomades / Nove Zero Nove

Imperator 22 – Marcos Valle 25 – Moonspell (POR) 28 - Tunai & Wagner Tiso: Saudade da Elis 29 – Samba do Imperator: Grupo Arruda, Bom Gosto, Lucas de Moraes

Centro de Referência da Música Carioca (Tijuca) 23 - Moacyr Luz 24 - Danilo Caymmi 28 - Duda Brack & Daíra Sabóia 29 - Quarteto Leandro Braga 30 - Cláudio Jorge Teatro Ziembinski (Tijuca) 2xNelson: a falecida/a serpente 23 - Lica Tito

Shell Open Air (abaixo, apenas a programação de shows) Marina da Glória 23 - Sexteto Sobrenatural / Dream Team do Passinho Canta e Dança Jackson 5 24 - 3 Na Bossa

FM Hall 22 - Ludmilla 28 – Anavitória (grátis)

MIXX: 21 - Laura Finocchiaro – Bottle´s Bar / Copacabana 22 - Dream Team do Passinho Canta e Dança Jackson 5 – Theatro Bangu 23 - Montezuma / Santos / Geração Perdida (Vitor Brauer & Jonathan Tadeu) – Motim / Centro 24 - Arraial do Monobloco: Rodrigo Lampreia - Participação: Bianca Chami – Jockey Club 25 - Tay Galega – Saloon 79 / Botafogo

Festival Varilux de Cinema Francês 2017 De 7 a 21 de junho em mais de 55 cidades brasileira: Águas Claras (DF), Aracaju (SE), Barretos (SP), Barueri (SP), Belém (PA), Belo Horizonte (MG),Blumenau (SC), Buzios (RJ), Brasilia (DF), Campinas (SP), Caxambu (MG), Campo Grande (MS), Caxias do Sul (RS),Caxambu(MG), Cotia (SP), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE),Foz do Iguaçu (PR), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Juiz de Fora (MG), Jundiaí (SP), Londrina (PR), Macaé (RJ), Maceió (AL), Manaus (AM), Maringá (PR), Mossoró (RN), Natal (RN), Niterói (RJ), Nova Friburgo (RJ), Pelotas (RS), Petrópolis (RJ), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Ribeirão Preto (SP), Rio de Janeiro (RJ), Rio Verde (GO),Salvador (BA), Santa Maria (RS), Santos (SP), São Carlos (SP), São José dos Campos (SP), São José do Rio Preto (SP), São Luiz (MA), São Paulo (SP), Theresina (PI), Vitória (ES), Volta Redonda (RJ)

Dia da Música 24/06 – grátis 10h: Força & Garra Jazzman Company Colégio Stephania de Carvalho (São Gonçalo) 10h: Original Black Sound System / Projeto do Nada Espaço Cultural Viaduto de Realengo 12h: Rock na Biblioteca: Átila La TrupEvoé / Corcel Mágico / LaVille / Traqitana / Caos Banal / Taturana de Aço / Senhor Kalota  Biblioteca Leonel Brizola (Duque de Caxias) 13h: Grupo Chorando de Rir / Bico Doce & Samba da Siriguela Cultural Bar (Nova Iguaçu) 13h: Mon-Ra / Nomades Rap Arena Dicró (Penha) 14h: Hugo Ardilha / Menezes / Kali (SP) / Pedro Gama Espaço Multifoco (Lapa) 14h: Molho Negro / Ana Muller / Chicas / Esdras Nogueira / Do Amor / Som Peba e Bobby DJoy + Jeza da Pedra / Linn da Quebrada Praça Luís de Camões (Glória) 15h30: Dub Club Band / Saudades de Cumbia / Melodica Vibezz / Ratel Largo das Neves (Santa Teresa) 16h: Rodrigo Miguez / Luciane Dom Praça Sandro Moreira (Flamengo) 16h: Yassine Lagraf / TMRP MM (Praia de Boa Viagem / Niterói) 17h: Hollywood Mantra / João Azevedo / Banda Gente / Gente Estranha no Jardim / DJ Feminoise / DJ Gisa Morena Palco Coelhão - Praça de Coelho da Rocha (São João de Meriti) 17h: Aura / Monstro Amigo / Anjo Gabriel (PE) Teatro Odisseia (Lapa) 17h: Edson Júnior / O Velho Se Foi La Carmelita (Lapa) 17h: McGee & The Lost Hope / Blind Horse / Hammerhead Blues La Esquina (Lapa) 17h: Monica Avila / Amalá Maracatu Brasil (Laranjeiras) 17h: Mon-Ra / Lado A / Aika Cortez / Selvagens da Noite HF (Alameda São Boa Ventura / Niterói) 17h: Senhor Kalota / Roterdan Centro Cultural Joaquim Lavoura (São Gonçalo) 18h: Jota / Rataria Nuclear Praça das Juras (Bangu) 18h: Floppy Flipper / Alambradas Motim (Centro) 18h: Coronel Soares / McGee & The Lost Hope / MOS / Giallos (SP) Escritório (Centro) 19h: The Zacatto / Hero-Beat Jack Praça Jorge Pinheiro (Parque Veneza / Belford Roxo) 19h: Karla da Silva / Pietá Praça Guilherme da Silveira (Bangu) 19h: Zé Bigode / João Azevedo / Samba de Dois Casa Aberta (Rocha) 19h: Dulcineia Enferrujada / Eddu Grau Largo do Boi Tolo (Praça XV) 19h: Caroline Alves / Hugo Ardilha / Menezes / Raul de Barros Jr. Il Piccolo Caffè Biergarten (Lapa) 19h: Zanzibar / Luciane Dom Sobrado Boemia (Praça São Salvador / Laranjeiras) 19h: Luiza Sales / Malundu Galpão Ladeira das Artes (Cosme Velho) 19h: Labibe / Hollywood Mantra / Projeto do Nada / Gente Estranha no Jardim Bar do Nanam (Praça Tiradentes) 20h: Dois Infinitos / Bruno Perez Pub Panq´s (Tijuca) 20h: Mihay / Marcelo Vig / Raquel Coutinho Bar Semente (Lapa) 20h: Thiago Nassif / Avec Silenzi Audio Rebel (Botafogo) 20h: Caroline Alves / Labibe Quintal do Miguelito (Recreio dos Bandeirantes) 21h: Qu4rto Teto / Reduto Sunday Rock (Cosmorama / Mesquita) 21h: Canto Cego Praça Jackson do Pandeiro (Santa Cruz) 22h: TopVox / Fuzzcas Saloon 79 (Botafogo) 23h: Dub Ataque / Aika Cortez Praça Marechal Âncora (Centro) 23h: Blind Horse / Pantanum (PR) / The Mountain Season / Son Of A Witch (RN) Coletivo Machina (Lapa

ULTRA BRASIL ANUNCIA A PHASE 1 DE SEU LINEUP PARA A EDIÇÃO 2017: ADAM BEYER, ALESSO, ARMIN VAN BUUREN, DAVID GUETTA, JAMIE JONES, JOSEPH CAPRIATI, SASHA & JOHN DIGWEED e THE MARTINEZ BROTHERS SERÃO HEADLINERS FESTIVAL ACONTECE NOS DIAS 12, 13 E 14 DE OUTUBRO NO SAMBÓDROMO DO RIO

_______________________________________________________ Caixa Cultural 19h - R$ 20 29 - Encontro das Gerações do Folk e Rock Rural: Tuia, Tavito, Guarabyra, Ricardo Vignin

Zé Bigode apresenta Fluxo ao vivo em show gratuito no Parque das Ruínas (1/7) a partir de 17h

Circuito Estação NET de Cinema e Cinemateca do MAM apresentam: Exposição CINEMA EM CASA: Equipamentos do acervo da Cinemateca do MAM. A partir de 23 de fevereiro, no Estação NET Botafogo de 23 de fevereiro a 23 de agosto 2017 Horário de visitação: 14h às 22h Entrada franca

MOSTRA DE CINEMA COLOMBIANO TRAZ A CALIWOOD DE LUIS OSPINA PARA A CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO A programação reúne 34 filmes, sendo 29 realizados pelo cineasta, que participa da mostra em uma masterclass no dia 1º de julho Caliwood de Luis Ospina: Cinema colombiano de vanguarda, em cartaz na CAIXA Cultural Rio de Janeiro de 27 de junho a 9 de julho de 2017. Com curadoria de Lúcia Ramos Monteiro, a mostra traz uma retrospectiva completa do realizador colombiano fundador do Grupo de Cali e expoente do cinema independente da Colômbia.

SHELL OPEN AIR: O Shell Open Air, maior cinema ao ar livre do mundo, volta ao Rio de Janeiro de 7 a 25 de Junho na Marina da Glória. Com uma tela de cinema gigante de 325m², o público poderá assistir clássicos, blockbusters, além de assistir a shows.    a programação de cinema contará com filmes como Velozes e Furiosos 8, La La Land, Deadpool, Fragmentado, Animais Fantásticos e Onde Habitam,  A Bela e a Fera, Moana,Sing – Quem canta seus males espanta, Rush – No Limite da Emoção, Rogue One – Uma história Star Wars; Os clássicos Moulin Rouge, Footloose, O Iluminado, Alien – O Oitavo Passageiro, Dias de Trovão e Elis e Minha Mãe é uma peça 2.

HANSON CHEGA AO BRASIL COM A MIDDLE OF EVERYWHERE 25th ANNIVERSARY WORLD TOUR   24 de Agosto no Km de Vantagens Hall RJ (antigo Metropolitan), no Rio de Janeiro; 25 de Agosto no Km de Vantagens Hall BH (antigo BH Hall), em Belo Horizonte; e 26 de Agosto no Citibank Hall, em São Paulo


1ª Mostra de Cinema Egípcio Contemporâneo Especial Mohamed Khan Homenagem a um dos mais aclamados cineastas do país Exibição de 13 longas-metragens e realização de um debate com a presença de Wessam Soliman, viúva de Mohamed Khan e roteirista de A menina da fábrica, Meninas do Centro e No apartamento de Heliópolis CCBB Rio de Janeiro – 14 a 26 de junho



(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers