NA COVA DO LEÃO

Thursday, March 19, 2009

AFROHEAD

UM CAMARADA MEU, QUE TRABALHA PRO AFROREGGAE, ME BATEU QUE ED O´BRIEN, O GUITARRA DO RADIOHEAD, IA FAZER UMAVISITA A VIGÁRIO GERAL, E ME BOTOU NO ESQUEMA. PARTI COM O GRUPO NUMA VAN E PASSAMOS O COMEÇO DA TARDE NA COMUNIDADE, VISITANDO AS FUTURAS INSTALAÇÕES DO CENTRO CULTURAL WALLY SALOMÃO (VAI FICAR SUPER BACANA), CONHECENDO A FAVELA (FUI APRESENTADO ATE PRO "DONO" DO LUGAR, NEGO, QUE MANDA GERAL). ED CONTOU QUE É A QUARTA VEZ QUE VEM AO BRASIL E AO RIO (NAS OUTRAS, SEMPRE COM A FAMÍLIA, DE FÉRIAS) E QUE PENSA ATÉ EM APRENDER PORTUGUES PARA A PRÓXIMA VEZ, E, QUEM SABE, USAR OU GRAVAR ALGO COM A PERCUSSÃO LOCAL NUM DISCO DO RADIOHEAD (A GALERA LOCAL FEZ UM SHOW SURPRESA NUMA PRAÇA E OS GRINGOS FICARAM DE QUEIXO CAIDO COM O RITMO E A DANÇA). NO FINAL, TODOS BATERAM UM RANGO NA PENSÃO DA CHUPETINHA, E NINGUÉM TEVE FRESCURA DE ENCARAR O FEIJAO COM ARROZ, CARNE SECA COM ABÓBORA, PEIXE E AIPIM FRITOS, GERAL ATÉ REPETIU. E CAI POR TERRA AQUELE PAPO DE QUE A BANDA NAO GOSTA DE IR A PAISES NAO-ANGLO PARLANTES. (NA FOTO, DO BRÓDER CHRISTIAN CALAZANS, QUE ACOMPANHOU TODO O TOUR, EU E UM FAMOSO CANTOR BAHIANO OBSERVAMOS ED SEGURAR UMA GIBSON)*A PEDIDOS, UMA FOTO DA GALERA COM A DONA CHUPETINHA :-)

23 comments:

Wander said...

putz, que sorte hein? Sensacional. E vc nem é fã dos caras, rs

já disse umas trocentas vezes, mas é minha banda preferida e, se o som nao atrapalhar, serao dois otimos shows,

bom show pra vcs entonce,

pacheco said...

Sensacional!

Felipe Passarelli said...

Que legal Tom, bacana mesmo, que sorte heim!!

Até o Thom hoje deu umas corridas na praia, estão contradizendo tudo o que se pensava deles, muito bacana mesmo.

Ed acho o mais simpático de todos, mas o Jonny tb tirou fotos com fãs hoje a tarde, visivelmente encharcado de suor pelo calor.

Ver o Ed de Chinelo e o Thom sem camisa correndo em Ipanema na praia são coisas de qualquer indie torcer o nariz, a paulistada ta com uma inveja danada huahauahaua

As vezes tenho medo de me aproximar de idolos, e lembro que eles tb são humanos.

Soube que o Iron Maiden tratou mal pra cacete os fãs aqui no Rio, o Radiohead ta aproveitando bastante pelo jeto.

Ri muito com a Pensão da Chupetinha, que demais.... ahauahaua

Vc perguntou algo sobre o show de amanhã pra ele Tom???

Será que teremos a chance de ouvir Creep aqui, mesmo tocando no México??

To muito ancioso, e parabéns pela reportagem, muito foda!!

tom said...

EMBORA N SEJA FA PRESSINTO QUE O SHOW SERA MUITO BOM, QUALIDADE DE AUDIO E VIDEO SMEPRE FORAM DEZ NO RADIOHEAD. O ED REPETIU O QUE TINHA ME DITO NA ENTREVISTA PRO GROBO, QUE O SHOW VAI DURAR DUAS HORAS, DE DEZEMEIA ATE MEIA NOITEMEIA, VAO TOCAR PARANOID ANDROID E, QUEM SABE, CREEP (NAO CONFIRMOU, ACHO QUE VAI DEPENDER DA VIBE DO PUBLICO). EU E UM CARA DO AFROREGGAE ENSINAMOS ELE A DIZER: BOM PRA CARALHO. EM ALGUM MOMENTO LA DO SHOW ELE VAI MANDAR ESSA :-)

henrique kurtz said...

Não vou ao show mas gostaria de ir na Pensão da Chupetinha...

fabio fernandes said...

o lado bom dessa comitiva lá em vigário foi o tom e o hermano ... agora, aturar a mala do caetano é foda ... rs

Elbia said...

Hahahaha Tom, ele falou bom pra caralho no show sim. Acho q filmaram isso, daqui a pouco rola no youtube.

tom said...

NAO CONTEI AQUI MAS EU E O CARA QUE TA DE VERDE NA FOTO ENSINAMOS O ED A FALAR BOM PRA CARALHO DURANTE O ALMOÇO. ELE PERGUNTOU QUAL SERIA UMA BOA FRASE PRA DIZER PRA PLATEIA E MANDAMOS ESSA. EXPLIQUEI PRA ELE Q SERIA O EQUIVALENTE A UM FUCKING GOOD E ELE SE AMARROU. AI FICAMOS REPETINDO COM ELE UMAS 20 VZS ATE QUE SAIU DIREITO. E NAO EH QUE ELE FALOU MESMO NO SHOW? BOM PRA CARALHO :-)

Felipe Passarelli said...

tu falou sim tom, e ele falou!!

e aí está gostando mais do radiohead agora ou preferiu o kraftwerk???

o q vc achou do show, não vi seu nome na cobertura do globon.

Vou pra sampa ver de novo, e tocou creep porra, perfeito!!! :P

Carlos said...

E segundo o At Ease ele disse o Português ensinado pelo tom!!!!
Aliás o set list foi muito bom. O de Toronto que eu fui em agosto só tocou lados B + In rainbows. Muita gente sairia no meio do show "experimental", que agradou e muito ao perfil do público presente.

O bom dos shows RH é que o set list vaia muito. Já sào quase 60 músicas diferentes tocadas na turnê e só 7 tocaram em todas. Poucas bandas fazem isso e seguem o script variando uma ou duas canções.

Deve ter sido mesmo do Caralho!

tom said...

bom, como show, o do radiohead foi impecavel, e tocou muito (e mais) musicas aqui do que no do mexico, que nao teve creep nem karma police, p ex. mas a banda nao me ganha totalmente. depre por depre sou mais o depeche mode. uma amiga ate falou la na hora: o dm é pau duro, o radiohead é pau mole, meia bomba. eu diria: dm é pau duro com cock ring,machuca mais (rs). o thom yorke nao tem o mesmo carisma que o david gahan pra mim. e como banda prog, sou mais o muse. fora isso, showzaço, o do kraft foi mais economico e simples, o do radio foi impecavel, so o que posso dizer. e quem nao entra naquela trip fica com sono, eles nao sao nada pop, e isso de certa forma rtbm é bom, mas acho que esse show seria ainda mnelhor la na arena, sem los hermanos abrindo

tom said...

nao fiz a cobertura do globon pq fiz a capa de domingo do segundo caderno, foi foda ir pra redacao as 1am pra escrever a materia, tomara que nao tenha saido erros, eu tava sonadao e chopado quase nao via o que tava escrevendo (rs). vi o show de varias partes e quem tava mais na frente entrou mais na trip, la pra tars geral dispersava ou ia pras arquibancadas dormir ou recostar. mas, de qq parte, o som estava muito bom e o visual compensava tudo o mais

tom said...

voltando a nossa real: o camarada de verde que me ajudou a ensinar o do caralho pro ed, quem ve assim, cool e sorridente, era ex chefe do trafico em parada de lucas, qndo esta dominou vigario geral. saiu dessa vida ao entrar pro afroreggae, nao indo pra igreja universal. e o chefao atual de vigario, nego, disse na nossa curta conversa que vai sair dessa, vai entrar pra ong tbm assim que der. tomara q seja antes que morra. passeando la pelas vielas vc ve o q rola em todo bairro carente do rio: as pessoas nao tem nada pra fazer naqueles lugares. entrar pro trafico acaba sendo o caminho natural. as meninas bonitas (e tem muitas) viram garotas de bandido ou de programa. nao eh so questao de ser pobre e nao ter acesso a educaçao, mas como tem um ditado que diz, o cerebro vazio é a oficina do diabo, ou algo assim, viver naqueles lugares e nao ter nada pra fazer é foda. tomara que o centro cultural ajude a mudar a vida de muita gente, pq talento a galera tem, so que a cidade esquece deles, deixa la, guardados, nos guetos, e a gente finge que nao ve, isso é duro, e eles sentem isso, é uma humilhação constante

Henrique said...

Concordo com vc Tom. Acho que no Arena seria bem melhor. Eu gosto de Los Hermanos, mas tinha muito fã dos LH que não entraram no clima e tal. Eu vi uma cena bem pitoresca.. tinha uma menina dançando a rodo em Idioteque e outro cara dormindo de boca aberto do lado na arquibancada... :D... No mais o Thom York é esquisitamente foda.

pacheco said...

incrível o show, pena que eu já tava cansado! Não devia ter chegado cedo...

Radiohead é imbatível, não dá pra querer ter banda depois deles. Musicalidade, presença, técnica, arranjos, composições, show, BELEZA... não dá

MOMENTOS QUE FAZEM O SHOW ESPECIAL:

1. Thom yorke errou a letra de "everything in its right place", falou "sorry" com um sorriso e se corrigiu.

2. "Bom pra caralho!", ensinado pelo tom! (eu fiquei falando pros meus amigos "foi o tom leão que ensinou isso pra ele!")

3. O cara gritando "olha água! Cerveja e Água!" no meio de Nude.

fabio fernandes said...

ainda sobre a visita do ed ao afroreggae, tá rolando um vídeo no youtube:
http://www.youtube.com/watch?v=DD8k84s6-L4

tom said...

mas, assim, gosto do radiohead a ponto de ter todos os cds e acompanhar a carreira, mas nunca me deu o clique. quem sabe um dia isso ainda role? ja aconteceu antes com outras bandas. ali, na apoteose, so se fosse o prodigy. na arena ia ser muuuito mais legal, mesmo com kraftwerk abrindo. cena: na hora q o kraft tocou trans europe, uma dona da limpeza parou, olhou e disse: ih, ja ouvi isso no baile (funk). claro, é planet rock, base do funk carioca! :-)

Felipe Passarelli said...

Agora entendo pq os shows do Radiohead são tão disputados....

Vc entra em transe legal e todas as musicas são conhecidas, fora que palco era aquele???

Lindo demais!!! Set list caprichado o nosso, muito Ok Computer e Creep, lógico, umas trocentas ficaram de fora, mas nunca da pra se tocar tudo.

Nunca vi tanta gente chorando num show, parecia um velório, todo mundo emocionado, foi very fuckin special. kkkkkkkk

Logo essa semana peguei uma gripe braba, tava com febre mas me enchi de tylenol e fui assimk mesmo, não podia perder o show da minha vida.

Agora o Los Hermanos foi a decepção do festival, som ruim, setlist pedante, musicos parecendo insatisfeitos em estar ali, nem devia ter voltado pra ficar assim.

Kraftwerk foi o Mesmo de sempre, muito bom, mas não supera Radiohead nunca.

o lado bom do LH foi que muita gente saiu qnd acabou, aí fiquei bem pertinho do palco, vcs já viram meus videos né??

comprovaram o que todos os amigos me diziam sempre: Radiohead é o melhor show de rock sempre, tão foda ou mais ainda que no estudio.

vimos a melhor turne deles, e no auge, vcs viram que eles fecharam todos os festivais importantes ano passado como o Lollapalooza e All Points West.

mas valeu super a pena, e nada de reclamar da organização, só dos preços das coisas, mas isso já é natural dos shows

senti falta de ambulantes de comida no final, estava numa larica absurda! deram o rapa neles! rsrs

abs!

tom said...

de uns cinco, seis anos pra ca os shows do radiohead passaram a ser top, dos melhores, tecnicamente, do showbiz atual, nao esperava nada menos do que foi, senao seria decepção. e tinha tantos fas de fora. na saida conheci um colombiano, que choraaava, cantava tudo de olhos fechados, e me disse que tava indo dali direto pro aeroporto pra voltar pra casa, veio ao rio so pra ver o show, que nao rolou em bogotá. eu pensei: os festivais daqui nem sabem aproveitar isso. iagine o tim fest anunciando na prensa dos eua, euuropa e sulamerica uns dois meses antes, o q ia ter de gringo aqui, ferias no rio com um bom fest? por muito menos se vai a roskilde!

tom said...

poize, felipe, nao tinha podrao, entao tive de encarar um extorsivo cachorro frio, generico de geneal, que custava 7 contos! e, la fora, o churrascar, uma carocinha ambulante de churrasco, ja tava fechado (rsrsrs), so umas duas horas depois cheguei num koni...

outra: quem vai hj na ddk erotica?

= eu chorei assim, de olhos fechados, qndo vi dm em sanfra, qndo o camarada la canta enjoy the silence, é foda!

Felipe Passarelli said...

festval com muitas bandas é preguiça e malandragem dos produtores na minha opinião.

tipo "pra que gastar dinheiro trazendo muitas bandas se 3 ja esgota e superfatura o preço"

esse é o pensamento do produtor brasileiro de que ouço muito falar, nossos hermanos tem muitos mais festivais e os que vão pra argentina e chile em festivais vem pra ca aos pingados.

Tem o Quilmes Rock, o SUE, varios muito fodas lá fora.

o foda é que aqui só lota se for meio que exclusivo pro rio, nem o iron maidem que é muito mais pop aqui encheu mais que o Radiohead.

hauahuahau eu nem vi o cachorro quente e nem quis ver lá dentro, já no costume de sair comer um podrão, um x-tudo, um salsichão com farinha ou um churrasquinho... NADA!! rsrsrsrs

Só pipoca, e pra pegar o taxi tive que quase andar até a uruguaiana, mas valeu a pena.

Pedro said...

SANDMAN

apenas um comentario sobre o show de ontem : SEM COMENTARIOS !!!!
RS
eu to emocionado ate agora.Poucas vezes fiquei em transe com o algum show.Alem da musica e dos musicos, aquele palco era simplesmente sensacional.
---------
Felipe, eu nao sei onde vc mora, mas eu acho que vc marcou bobeira.
Levei dinheiro pro taxi, pq achava que seria dificil voltar pra Ilha de madruga.Quando sai do show, vi aquela briga pelos carrinhos amarelos.Pensei e achei melhor ir ate a central e pegar um bus.Bingo pra mim.Peguei o onibus vazio e rapidinho cheguei em casa :)

Carlos said...

Acho que comecei a curtir o RH da forma contrária a de todo mundo. Nos primeiros discos achava apenas mais uma bandinha boa da Inglaterra. Daí o OK Comp que gostei mas não achava tudo isso falavam. Daí, na época estava produzindo e-music, assinava a Furure Music e o KID A foi escolhido pela revista o melhor CD de "música eletrônica" do ano. Comprei o CD e me apaixonei pelo RH. Sei que é weird mas acho este trabalho uma obra-prima. Daí em diante, KID B, Hail e In-rainbows , o material mais antigo e dois shows (2003, 2008) tornaram o RH a banda mais importante da minha vida.

Já estou com ingresso do Depeche para o mesmo bat local do RH e quase no mesmo dia, um ano depois.

Acho que estou presisando de prozac :)

NA CIDADE

JANEIRO TEM DUAS FACES:

CASAS & SHOWS: Circo Voador 19 - Samba Rap Festival: Elza Soares / Karol Conka 20 - Samba Rap Festival: Emicida / Jongo da Serrinha / Bateria da Império Serrano 25 - Phoenix (FRA) 26 - Vanessa da Mata / Fióti / DJ Incidental 27 - Barão Vermelho

Fundição Progresso 19 - BaianaSystem 20 - Tim Music no Samba: Xande de Pilares & Mumuzinho - Participação: Bateria do Salgueiro 26 – Johnny Hooker / Letrux 27 - Nando Reis

Teatro Odisseia 21 - Radnor With Lee (EUA) 28 - Demon Hunter (EUA) / Pantokrator (SUE)

Teatro Riachuelo 16 - Leila Pinheiro: Voz & Piano 23 - Ed Motta: Baile do Flashback 30 - Laila Garin & A Roda

Teatro Rival 20 - João Bosco: Voz & Violão 25 - Angela Ro Ro 26 - Bloco Sargento Pimenta 27 - Geraldo Azevedo: Voz & Violão

Audio Rebel 16 - Adaury Mothé Trio 17 - Rafael Rocha Quinteto 28 - N.D.R. / Triunfe / Dissonância 29 - Ana Baird & Camila Costa: Perigosas

Espaço Sérgio Porto 18 - Sinara 25 - Karine Carvalho: Galega Hits

Sala Baden Powell 19 - Sempre Livre / Sylvinho Blau Blau / Dr. Silvana & Cia. 20 – Nelson Sargento 21 – Banda do Síndico 24 - João Donato - Participação: Carlos Lyra & Roberto Menescal & Marcos Valle 25 - Mario Adnet: Jobim Jazz 26 – Marcos Ariel 27 – Cris Delanno 28 - Azymuth

Beco das Garrafas 17 - André Gonçalves 18 - Lu Oliveira 19 - Georgiana de Moraes & Fernanda Cunha & Camilla Dias: Homenagem a Vinicius de Moraes (20h) 19 - Joyce Cândido: Homenagem a Elis Regina (22h30) 20 - Hélio Delmiro (21h) 20 - Maíra Freitas & Taís Feijão (22h30) 21 - Dóris Monteiro 24 - Rosana Sabença 25 - Conexão Rio: Homenagem a Tom Jobim 26 - Amanda Bravo: Homenagem a Durval Ferreira - Participação: Paulinho Trompete, Mauricio Einhorn, Rosana Sabença, Billy Blanco Jr., Thaís Fraga 27 - Hector Costita & Joseval Paes 31 - Maria Luiza

Casa de Cultura Laura Alvim 16 - Dani Black 21 – Pedro Mann 23 - Davi Moraes 28 – Qinho Canta Marina Lima 30 - Matheus VK

Teatro Café Pequeno 18 – Verônica Sabino 25 – Elisa Queirós

Blue Note Rio 16 - Big Gilson 17 - Roberto Menescal 18 - Gabriel Moura 19 - Daniel Jobim & Daniel Boaventura: Homenagem a Tom Jobim & Frank Sinatra 20 - MPB-4 23 - Escalandrum (ARG) 24 - Mayer Hawthorne (EUA) 25 - Wanda Sá & Gilson Peranzzetta & Mauro Senise: Homenagem a Tom Jobim & Vinicius de Moraes

KM de Vantagens Hall 19 – Molejo & É O Tchan – Participação: Ludmilla 20 - Ney Matogrosso: Atento aos Sinais

Imperator 23 - Jazz Pras Sete: Chico Costa & Quarteto Artilheiro 24 - Quartas Brasileiras: Cordão da Bola Preta 27 - Forró Lánalaje: Marcelo Mimoso Trio / DJ Edna Carvalho 28 - Bloco Pipoca & Guaraná 31 - Toquinho: Voz & Violão - Participação: Camilla Faustino

Centro de Referência da Música (Tijuca) 17 - Ellen de Lima & Reginaldo Bessa: Homenagem a Lamartine Babo 18 - Rosa Marya Colin - Participação: Jefferson Gonçalves 19 - André Gabeh 17 - Eduardo Dussek 24 - Quinteto em Tom Maior 25 - Rosane Corrêa: Homenagem a Ella Fitzgerald 26 - Daíra: Homenagem a Belchior 31 - Ana Egito

Baile do Digitaldubs - HUB (Santo Cristo) 21 - Cedric "The Congos" Myton (JAM) 28 - Mad Professor & Aisha

Música no Deck - Barraca do Pepê (Barra da Tijuca) 20 – Filipe Ret 21 – Kell Smith 27 – Um 44k 28 – Luiza Possi Barra Blues Festival 26 - Sergio Diab Stratoman / Projeto Soul Jazz / Ana Egito / Alamo Leal Blues Groover’s / Corcel Mágico 27 - RJ Café / UniJazz Brasil / The Blue Fever / Sergio Rocha / Serra Blues Trio 28 - André Barroso / WestSide Blues / State of Blues / Victor Biglione Festival Downtown Sunset - Shopping Downtown (Barra da Tijuca) 20 – Gabriel O Pensador 27 – Biquini Cavadão

Rio Rock & Blues - Rock Experience (Lapa) 19 - Titanossauros / Conexão Japeri 20 - Love & The Lovers / The Loreleis 26 - The Smiths Cover 27 - Pedro Santana Trio / Elemento Surpresa / A Bolha Revisited

Circuito SESI 24 - Centro: Fhernanda Fernandes - Participação: Nana Kozak, Sandra Duailibe, Clarisse Grova, Ninah Joh, Andréa França

MIXXX: 17 – Matheus VK – Teto Solar / Botafogo 19 - Maratona Black - Baile Charme – Gafieira Elite / Centro 19 - O Rappa: Tour de Despedida – Quadra da Mocidade / Padre Miguel 20 - Festival Rock in Brisa 4: 90 Contos / Cosmobox – Espaço Tequila´s / Guaratiba 20 - Playmobille / Tem Amor – La Esquina / Lapa 20 - Indivíduo K / Cândido / Banheiro Azul – O Pecado Mora ao Lado / Praça da Bandeira 21 - Aniversário de 57 Anos do Cacique de Ramos 21 - Festival Lona Rock Sunday: Memora / The Outs / Corcel Mágico – Lona Terra / Guadalupe 21 - Lu Oliveira – Praia de Conceição de Jacareí / Mangaratiba 26 - Laurent Garnier (FRA) 26 - Bloco do S Convida KL Jay – Fosfobox / Copacabana 27 - Slide / Sollarium / Fresno / Glória / Strike - Clube Tamoio / São Gonçalo 27 – Matanza – Arena Fernando Torres / Parque de Madureira 27 - Visibilidade Transvestigenere - Beco Encantado: Mulher Pepita & MC Xuxu – Beco do Rato / Lapa 28 - Festa Divina Circus: IZA – Clube 4 Linhas / Bento Ribeiro 28 - Bloco Eficiente: Inclusão Se Faz Com Várias Mãos – Praça Paris / Glória 28 - Facing Fear / Stuff / Cidade Nua – Rock´N Beer Pub / São Gonçalo

exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

FESTIVAL DE CULTURA DIGITAL: De 18 a 20 de janeiro, quinta a sábado, acontece no CCBB RJ DIGI – Festival de cultura digital, uma mega programação que inclui imersão, reflexão e diversão. Tem até shows geek. quinta, 19 de janeiro, às 21h, apresentação da orquestra Ritornello de Jedi, com repertório de trilhas musicais de videogames, séries e desenhos, com cordas e vozes, e arranjos exclusivos. O objetivo é dar acesso à formação clássica com temas musicais do cotidiano. sexta, 20 janeiro, às 21h, é a vez de The Screeners, banda que faz releituras rock ’n’ roll de trilhas sonoras clássicas do cinema, de videogames, séries de TV, desenhos animados. É tudo grátis, das 9 às 21h.

MOSTRA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EXIBE O CINEMA DE HAL HARTLEY Programação reúne todos os 14 longas do diretor americano, além de debate, sessões comentadas e um curso de roteiro cinematográfico de 23 de janeiro a 4 de fevereiro de 2018 (terça a domingo)

O Ministério da Cultura, o Centro Cultural Banco do Brasil e a Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro apresentam a 14ª Mostra Melhores Filmes do Ano Além das exibições dos filmes, a mostra traz homenagens e catálogo especial com textos sobre os filmes e as iniciativas cinematográficas que fizeram a diferença em 2017 De 24 de janeiro a 1 de fevereiro
PROG IN BRASIL: Carl Palmer, Premiata Forneria Marconi, estarão no Brasil em 2018, se apresentando nas cidades de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, como parte da Top Cat Concert Series 2018. Os italianos do Premiata Forneria Marconi CHEGAM EM ABRIL. O grupo de rock progressivo, formado em 1971, vem lançar seu novo álbum 'Emotional tattoos', e também vai tocar seus clássicos. Maio vai trazer o baterista do Emerson, Lake & Palmer e também do Asia, Carl Palmer, com seu tributo ao ELP.Show promete surpresas com algumas participações especiais de peso.

No dia 24/jan, começa no CCBB SP a mostra Sonora: Ennio Morricone, que homanageia o maestro no ano que completa 90 anos. Ao todo, serão exibidos 22 filmes que têm a marca musical do maestro.

Nico Rezende fará show em homenagem a Chet Baker dia 26/01 no Blue Note. Aliás, esse ano completa 30 anos da morte do Chet!!! 2018 marca o trigésimo aniversário da morte de Chet Baker. Nico Rezende presta homenagem ao trompetista no palco do Blue Note Rio, no dia 26 de janeiro (sexta), para apresentar alguns clássicos imortalizados por Baker. Estão no programa canções como ‘Time after time’, My funny valentine’ e ‘There will never be another you’.

RU PAUL´S DRAG RACE TOUR: Em 2018, as drag queens de RuPaul's Drag Race vão levar a turnê oficial do reality-show, WERQ THE WORLD TOUR, para a terra do “Come to Brazil”! Michelle Visage vai comandar a apresentação no Brasil e todos os shows contarão com performances ao vivo de algumas das drag queens mais inesquecíveis de RuPaul's Drag Race, entre elas, as recém-divulgadas participantes da terceira temporada de All Stars, Shangela e Kennedy Davenport. Outras fan favorites devem marcar presença, como Detox, Kim Chi, Violet Chachki, Valentina e Peppermint. Ainda haverá um pré-show com DJ set e performance de Lady Bunny, a drag queen que é uma lenda da cena noturna de Nova York. 23/FEV TEATRO BRADESCO/RJ

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers