Pages

Thursday, November 06, 2008

DAFT ART


REVI DE ENFIADA OS DOIS FILMES PRODUZIDOS PELO DAFT PUNK, O ANIME MUSICAL "INTERSTELLA 5555" (THE 5TORY OF THE 5ECRET 5OLAR 5YSTEM) E O LIVE ACTION "ELECTROMA" (AMBOS EXIBIDOS AQUI EM MOSTRAS DO ESTAÇÃO, ONDE OS VI ORIGINALMENTE). SEM TER OS DVDS, BAIXEI. DIFICIL DIZER DE QUAL GOSTO MAIS. O DESENHO É UMA DAS COISAS MAIS BACANAS JÁ FEITAS NO GÊNERO. SEM DIÁLOGOS, ELE É TODO SONORIZADO (E NA ORDEM) PELAS MÚSICAS DO ÁLBUM "DISCOVERY", QUE SÃO RICAMENTE ILUSTRADAS PELA ARTE DO MESTRE LEIJI MATSUMOTO (CRIADOR DO YAMATO), COM VISUAIS INCRÍVEIS. JÁ 'ELECTROMA" REMETE AOS SCI-FI CABEÇA DOS ANOS 70 (TIPO "THX 1138"), TODO PASSADO NUMA DESÉRTICA CIDADE AMERICANA (E TAMBÉM SEM DIÁLOGOS) ONDE DOIS ROBÔS, DE UM MUNDO POVOADO SÓ POR ROBÔS, VÃO EM BUSCA DE ALMA (HUMAN, AFTER ALL?). OS DOIS TÍTULOS SÃO CARREGADOS DE EMOÇÕES. DIFICIL FICAR INDIFERENTE QUANDO SE ACABA DE ASSISTIR A QUALQUER UM DELES. ARTE DE ALTA CATEGORIA NO QUAL O USO DA MÚSICA SE FAZ DE UMA FORMA BRILHANTE. APLAUSOS PARA ELES!

13 comments:

Otaner said...

Tom, desculpe partir direto pro off, mas: você ou algum coveiro tem visto propaganda do show do Bloc Party no Circo? Eu não tenho visto muita tv nem ouço rádio, por isso realmente não sei, mas não vejo muitos cartazes pela cidade.

Claro que mesmo sem anúncio pode encher graças ao boca a boca, mas é um risco. O Mudhoney num sábado, por exemplo, ficou vazio... Tomara que o do Bloc Party fique cheio, até para o Circo poder manter esse nível de atrações.

fabio fernandes said...

acho que já comentei por aqui, mas comprei o interstella original por 9,90 numa loja de cds/dvds perto da tiradentes ... rs


eu até tenho visto cartazes do bloc party sim, pelo centro e zona sul. acho até que mais do que do mudhoney.

tom said...

outro off: a capa do segundo caderno de hoje é sobre a tal da meia entrada. parece que vao chegar a um consenso sobre o assunto em termos nacionais, mas, pelo visto, ainda vai demorar. mas, so como exemplo, eles citam o preço do ingresso de cinema aqui no rio, 20 contos a inteira. em porto alegre, onde nao rola a meia, ele custa, no maximo, 13 contos. mas a conta nao é simples

Otaner said...

Esse problema de meia-entrada só vai acabar quando extinguirem a meia-entrada. Onde já se viu um governo querer definir se uma empresa particular deve oferecer desconto pra estudantes?? É fazer caridade com o dinheiro alheio. Se quiserem fazer isso em teatros da prefeitura, em centros culturais, que façam. Mas não faz o menor sentido uma meia-entrada que custa 100 reais, p.ex. Não era pra ajudar o estudante a ter acesso a cultura? Isso está ajudando alguém? Não!

A proposta que eu li é um tremendo d'um frankenstein, vão colocar a meia-entrada só para dias de semana e no fim de semana não tem meia-entrada. Aí o cinema vai ficar mais caro durante a semana do que no finde, olha que beleza. :s

tom said...

as maiores empresas de tecnologia no japao sao, mais ou menos na ordem: toshiba, sony, panasonic, nec, hitachi, mitsubishi e sanyo (acho que esqueci alguma). pois bem, hoje foi anunciada a compra da sanyo pela panasonic. yukiko? é q sou fissurado em tecnologia e no que os japs fazem (rs). vi tbm que a sony ta desnvolvendo um ps2 que parece um cubo de gelo e quase é um ps3 menos turbinado

tom said...

nos eua, p ex, onde vou mais a lazer ou trabalho, nao rola meia. mas um incentivo a cultura. p ex, os estudantes em geral nao pagam em alguns museus ou rola o pay as you wish (que uso como turista duro:-) ou entao tem dias que rolam preços menores ou descontos para seniors e estudantes. esse é o modo justo. como bem atentou o renato, os shows e peças sao bancados por empresarios, nao pelo governo, logo eles é que tinham que ter direito a fazer o preço. meia pra estudante so em coisas federais e tal, seria o justo, e é o que rola no mundo. eu deixo de fazer muita coisa pra qual nao sou convidado pq nao pago meia e a inteira é absurda. nunca deixei de ver um show qndo era estudante, pq uma entrada regulava na casa dos 30 contos para qq show gringo, era tranks

wander said...

tom,

voltando ontem de férias assisti o show do REM em Porto Alegre, e nem estava esperando muita coisa mas foi 10!!! Sensacional, dizem que tinha 20 mil pessoas e achei que seria algo bem pequeno, afinal, porto alegre né?

Cada um tem suas preferidas no REM, além das populares que todo mundo canta junto, e nesse show pirei com electrolite, find the river, orange crush e what's the frequency kenetth, ainda teve let me in e I took your name

Segunda pego repeteco em sampa e só náo pego a terça pq vou pro Rio curtir praia, rs

e amanhã tem O Festival aqui, planeta terra, com menos de cem reais, incluso: Jesus and mary chain, breeders, bloc party, Kaiser chiefs, Foals, animal collective, Mylo, Felix tha housecat e ate mallu magalhaes, e se a qualidade do som for igual ao ano passado, a festa ta garantida,

atlantic said...

Eu acho a meia entrada uma roubada para a casa de shows, mas quero ver o preço cair se conseguirem regular os descontos para estudantes. Os preços chegaram a um patamar tão absurdo que acho difícil a coisa ficar justa novamente.

Mas engraçado o jornal só falar em preços absurdos agora com o Elton John. A coisa já tava rolando faz tempo. Será que agora o assunto assumiu ares apoteóticos?

gustavo said...

cobrar meia apenas em eventos bancados pelo governo, não acho q essa seria a solução. Principalmente pq a maioria das peças teatrais e todos os filmes nacionais recebem dinheiro público. Acho q a solução seria uma fiscalização maior na hora de emitir a carteira.O q levaria a um numero menor de pessoas utilizando o beneficio, e com isso poderia diminuir o preço cobrado proporcionalmente.

Felipe Passarelli said...

nossa parece que adivinharam nosso papo e foi capa do segundo caderno, olha...

concordo com o comentário acima, deveria ter uma lei mais rígida para se conseguir as carteiras e não restringir dias, po, final de semana é que tem as melhores opções.

a carteira de estudante, pelo que eu sei, são para pessoas que ainda estão estudando, não tem renda o suficiente pra pagar um ingresso caro, e essa lei da uma ajuda de custo. Isso é válido para todos até 21 anos no Rio tb, e os estudantes são a maioria do público, sem nós acho dificil ter shoe por aqui, só se for pra um bando de analfabetos.

Se o preço for unificado ao preço de meia pra todos, até acho justo, mas duvido que isso aconteça.

Quem vai controlar esses preços? Como vamos saber se o preço é o que vale mesmo que estão vendendo?

Vamos ver no que vai dar...

Ontem foi muito maneiro o show do offspring, só que foi muito curto, menos de uma hora e meia de show, mas valeu a pena. 20 músicas, o set list muito bom, faltou gotta get away e what happened to you, mas teve walla walla e mota, dificilmente tocam essas duas, pra mim foi até bom pq acho que eles não tinham tocado essas aqui, mas acho o Smash um divisor de águas no Punk Hardcore americano, Smash vendeu mais que todos os albuns da Epitaph juntos, depois claro, acabaram na Sony, me lembro que começaram chamar eles de vendidos na época, meu Smash é da Epitaph, comprei em NY.

A Pista VIP de lá é bem menor do que a do vivo rio, vc fica de cara com o artista, não existe a palavra atrás.

Ocorreu o que eu imaginava, as arqubancadas vazias, a pista cheia e a Vip meia boca, mas parece que eles lá da HSBC não se preocupam com prejuízo não, tem vários shows grandes pra acontecer lá ainda REM, RBD, Queen dia 29 e outros.

Nesse caso acho que a HSBC prefere ter a boa imagem do banco do que ter prejuízos, tipo a HSBC trouxe REM e vou abrir minha conta lá pq eles são super cool rs

quem ganha no fim é a gente, teve varios shows esse ano que se não fosse a arena nem passava pelo Rio.

Sabado tem tudo pra ser um showzaço, e estou esperando que o meu melhor show do ano seja esse, nem acredito que vou ficar de cara com Michael Stipe, que sonho!!

Videos no meu #channel

Abraços

Alessandro said...

Eu NÃO vou a MUITOS shows e peças por não ser estudante!

Recuso-me a pagar 100 contos numa peça de teatro!
Recuso-me a pagar 200 pratas por um show!

Eu prefiro investir esta grana, se tiver sobrando, em DVDs que vejo a hora que eu quero!

Agora tem outra coisa: digamos que acabem com a meia-entrada da forma que foi criada, será que os empresários irão diminuir o valor do ingresso?

Fica a pergunta...

Serginho said...

OFF TOPIC:

falaram tanto aqui na cova do REM,
que ouvindo meu vinil do GREEN de 1889, fiquei animado e estou indo para barra agora ver se descolo meu ingresso,parece que loja americanas express do barrashopping estão vendendo, e aproveiro e já fico por lá...

ABRAÇOS!!

Felipe Passarelli said...

E o R.E.M. foi o melhor show do ano como já previsto, set list impecável, Michael todo amor e feliz, se jogando na galera.

Musicas que realmente me tocaram e me levaram pra um outro espaço, olhando as peripécias e o olhar sexy do Michael.

Ainda peguei a letra de Nightswimming, apertou minha mão ele e o Jeff, só faltou Fall on Me e Electrolite, o resto estava perfeito, a vontade que tenho é de ir pra SP e ver tudo de novo and more and more and more.

Definir o show em uma palavra? Orgasmo.

O set list de ontem:

08/11/08 - Rio de Janeiro, BRASIL
1. Living Well Is the Best Revenge
2. These Days
3. What's the Frequency, Kenneth?
4. Driver 8
5. Drive
6. Man-Sized Wreath
7. Ignoreland
8. Imitation Of Life
9. Exhuming McCarthy
10. Hollow Man
11. The Great Beyond
12. Everybody Hurts
13. She Just Wants To Be
14. The One I Love
15. Sweetness Follows
16. Let Me In
17. Bad Day
18. Horse To Water
19. Orange Crush
20. It's the End of the World As We Know It (And I Feel Fine)

21. Supernatural Superserious
22. Losing My Religion
23. Nightswimming
24. Animal
25. Man On The Moon

Melhor show de banda mais antiga ever?? estou em shock ainda, amanhã já deve rolar os videos

e ai tom vc foi q vc achou?

to de alma lavada, ainda vi em casa Mallu, Curumin, Animal Collective, Jesus and Mary Chain e Kaiser Chiefs pela Internet!!! rs

abs, beautiful day, fantastic. :)

NA CIDADE

NOVEMBERINAS:

Teatro Odisseia 17 – Siriun / Gutted Souls / Obituary (EUA)  21 – Delain (HOL) 26 - Vanguart / Ariella

Teatro Rival 16 – Tempero Carioca 17 - Eddie 22 – Rival Rebolado 23 – Nelson Sargento 25 – Festa Batmakumba: Abayomy 30 - Festival Norueguês: Sondre Lerche / Greni

Teatro Riachuelo 22 – Golden Boys

Casa Julieta de Serpa (Praia do Flamengo) 19 - Paris Jazz & Blues: Marcio Lott & Charles Marot Trio  26 - Paris Jazz & Blues: Carol Fazu

Coordenadas Bar (Botafogo) 05, 12, 19 e 26 – Pedro Baby & Convidados 21 - Sérgio Rocha Blues Band: Homenagem a Celso Blues Boy Estúdio Fórum (Botafogo) 24 - Sexta Infame: PxExNxE (COL) / Blaspherion / Lástima / Baga

Solar de Botafogo 16 – Paulo Malaguti 22 - Andrea Dutra & Cacala Carvalho & Elisa Queirós: Salto Triplo 24 - Kosmus / Aura / Psilocibina 29 – Gabriel Calisman Audio Rebel 17 - Ostra Brains / ‎Whatever Happened to Baby Jane (ES) 18 - Os Chás / Ente 19 - Altair Martins & Widor Santiago & Marcelo Magalhães Pinto & Didac Tiago & Roberto Rutigliano: Homenagem a Miles Davis & John Coltrane

Theatro Net Rio 27 -  Alessandra Verney  29 – Silva Canta Marisa Monte 

Blue Note 16 - Didier Lockwood Trio (FRA)  17 - Antônio Carlos & Jocafi Convidam Ithamara Koorax (20h)  17 e 18 - Amaro Freitas (22h30) 22 - Banda Zil (20h) 22 - Lina Nyberg (SUE) – Participação: Ilessi (22h30) 23 – Quarteto do Rio & Roberto Menescal – Participação: Joyce & Wanda Sá & Pedro Miranda (20h) 23 – Insula (22h30) 24 e 25 - Kenny Garret Quartet  29 e 30 - Ed Motta: Baile do Flashback

Ganjah Lapa 16 - Samba Que Elas Querem 17 - Anjos de Vidro / Mara Rúbia 22 - Conterrâneos 28 – Theozin

Sala Baden Powell 18 – Boca Livre 19 - Fhernanda Fernandes - Participação: Andréa França, Clarisse Grova, Nana Kozak, Ninah Jo, Sandra Duailib 22 – Doralyce & Maracutaia 25 - Augusto Martins & Paulo Malaguti 26 - João Carlos Assis Brasil & Carlos Navas

KM de Vantagens Hall 17 e 18 – Marisa Monte & Paulinho da Viola

Praça da Apoteose 18 e 19 - DNCE / Bruno Mars

Teatro da UFF (Niterói) 24 a 26 – MPB – a Era dos Festivais: Soraya Ravenle & Edu Krieger & Marcelo Caldi & Fabiano Salek & PC Castilho

Planet Music (Cascadura) 18 - Fugindo da Realidade / De Outono / Fall Back / Visceral Fear / We Are The Revenge  25 - For Annie / Ollie / Colorado / Visceral Fear

Imperator 19 - Folakemi / Jesuton / DJ Marcello MBGroove 20 – Mariene de Castro 21 – Terraço do Imperator: Jazz Pras Sete: Pimenta Jazz Trio 22 – Marcio Gomes 23 – Humberto Gessinger: “A Revolta dos Dândis – 30 Anos” 24 – Cidade Negra Canta Gilberto Gil 25 – Terraço do Imperator: Forró Lánalaje: Trio Ventura / DJ Edna Carvalho 25 – Paulinho Moska 26 - Fafá de Belém (com Manoel & Felipe Cordeiro): Guitarradas do Pará 28 – Coral Imperator

Centro de Referência da Música (Tijuca) 16 – Magali 17 – Carlos Uzêda 18 – Ana Costa & Carrapicho Rangel 21 - Dagô 23 – Felipe Adetokunbo 24 – Nina Rosa & Thiago Kobe 25 – Rodrigo Maranhão & Pretinho da Serrinha 29 – Joyce Cândido Canta Elis Regina  30 – Michel Taski O Pecado Mora Ao Lado (Praça da Bandeira) 15 - Acidez (MEX) / Pós-Sismo / Juventude Maldita (SP) / Dissgrama  18 - Sétimo Andar / Circus / Roterdan / Pilfer

Aparelho (Centro) 18 - Second Come 24 - Felipe Zenicola / Marcos Campello / Lucas Pires  Motim (Centro) 24 - Gragoatá / Vitor Milagres / Daniel Villares

Quintas no BNDES 19h - grátis 16 - Karla da Silva 23 - CDR Style 30 - Sergio Santos

Teatro Glauce Rocha (Centro) 16 - Fábrica Orquestra  23 - Alice Passos & Maurício Carrilho  30 - Olivia & Francis Hime CCBB 18 - Madrugada no Centro: Larissa Luz - Participação: MV Bill & Caio Prado / Festas Soul de Santa, Trap'in, QXO  Museu de Arte do Rio 24 - Sarau do Alemão / Rincon Sapiência

Som no Deck T.T. Burger - Leblon 19h - grátis 16 - Os Camelos 23 - Pimenta Jazz Trio 30 - Qinho

BRASIL EM TRANSE: Com curadoria de Ismail Xavier e coordenação da Sociedade Amigos da Cinemateca, em parceria com a Cinemateca Brasileira e o Cinusp, esta Mostra reúne mesas de debate e exibição de filmes que acontece de 16 de novembro a 1º de dezembro, em São Paulo. CINEMATECA BRASILEIRA

Circuito SESC 17 - São Gonçalo: Cassiano & Trio Beija Flor (16h - grátis) 18 - Copacabana: Guilherme Pimenta Trio (16h - grátis) 19 - São Gonçalo: Monarco (16h - R$ 20) 20 - São João de Meriti: Ed Motta SOLO (16h - R$ 20) 24 - Niterói: De Leve (19h - R$ 20) 25 - Madureira: De Leve (17h - R$ 20) 25 - Ramos: Cassiano & Trio Beija Flor (17h - grátis) 25 - São Gonçalo: Bebeto (17h - R$ 20) 26 - Madureira: Dorina (17h - grátis) 26 - São Gonçalo: De Leve (19h - R$ 20) 29 - Tijuca: Marcelo D2 & SambaDrive (19h30 - R$ 20) 30 - Tijuca: De Leve (20h - R$ 20) ______________________________

MIXX: 17 – Santos – Praça XV 17 - Victor Bertrami Quarteto - Participação: Azymuth, Arthur Maia, Robertinho Silva, Kiko Continentino – Casa com a Música / Lapa 17 - Aether / Tempus Fugit – Lona Elza Osborne / Campo Grande 18 - Festival Rock no Parque: Bala N'Agulha / Dona Penha – Arena Dicró / Penha 18 - Wake The Dead Festival: Surra (SP) / Rats / Der Baum (SP) / Nove Zero Nove – Magé Futebol Clube 19 - Surra (SP) / Plastic Fire / Halé / Triunfe – La Esquina / Lapa

25 – Qinho - Ahlma.CC / Leblon 25 - AcaraJazZ: Bondesom / Juliana Linhares / Doralyce – Rio City Lab / Santo Cristo 26 - Alaska (SP) / Hover / Whipallas – La Esquina / Lapa 26 - Cervical / Mari & The GoodFellas / Facing Fear – Calabouço / Vila Isabel 29 - Baculeju da Sandra de Sá – Teatro Glaucio Gill / Copacabana

o MIMO, que chega a Olinda nesse fim de semana (17 a 19 de novembro).   É a última etapa de 2017 do festival – depois de passar por Portugal, Tirandentes, Ouro Preto, Paraty e Rio de Janeiro –, com 44 atrações gratuitas de música, cinema e educação.

Abertura da exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”, no dia 1º de novembro. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

SHOW SOBREGAL - MARCELA MANGABEIRA Dia: 16 de novembro (quinta-feira) Horário: 20h Local: Teatro Municipal Café Pequeno Endereço: Av. Ataulfo de Paiva, 269, Leblon - Rio de Janeiro, RJ Tel.: 2294-4480

50 ANOS DE CARREIRA: Antônio Carlos e Jocáfi convidam Ithamara Koorax Dia 17 de novembro (sexta) Blue Note Rio – Av. Borges de Medeiro, 1424 - Lagoa   SESSÃO: Sessão: 20 horas

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

Parque Villa-Lobos/SP recebe SlowKids em 18 de novembro     Evento gratuito busca desacelerar as crianças do universo tecnológico com um dia inteiro de brincadeiras tradicionais, teatro, literatura e música; “Kombi dos sonhos” será uma das novidades desta nona edição

MOSTRA DE CINEMA ARGENTINO CONTEMPORÂNEO VOLTA À CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EM SUA SEGUNDA EDIÇÃO   Histórias extraordinárias apresenta uma seleção com os melhores filmes recentes do país vizinho. Debates com cineastas e especialistas completam a programação Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro  (Metrô e VLT: Estação Carioca) Telefone: (21) 3980-3815 Data: de 07 a 19 de novembro de 2017 (terça-feira a domingo)

'Cria', novo espetáculo de Alice Ripoll no grupo Suave, traz 'dancinha', dança contemporânea e funk ao Sergio Porto/HUMAITÁ e ao Centro Coreográfico. o trabalho estreia dia 17 com 10 dançarinos em uma mistura inovadora que também traz a dança afro, o afrofunk, o passinho, contato- improvisação e linguagem teatral de 17 a 20 de novembro de 2017 Horários: Sexta-feira - 21h                 Sábado - 21h                 Domingo - 20h                 Segunda-feira - 21h

O espetáculo “Kid Morengueira – Olha o breque!” homenageia Moreira da Silva (1902 – 2000), o cantor que popularizou o samba de breque, tornando-se um ícone da música brasileira. O samba permitiu a ele criticar, sempre com muito bom humor, os poderosos com seus desmandos, os malandros que conheceu na noite, e os compositores que ajudou a tornar conhecidos. A peça estreia para uma curta temporada no Teatro I do Sesc Tijuca - de 03 de novembro a 03 de dezembro, de sexta a domingo, sempre às 20:00.

Após o sucesso da temporada nos meses de abril e maio desse ano, que passou por sete cidades brasileiras e esgotou em todas as praças, o espetáculo “STOMDUP” de Tom Cavalcante volta para novas apresentações no Rio de Janeiro (dia 01 de novembro, no Teatro Bradesco Rio); Natal (dia 30 de novembro, no Teatro Riachuelo); Fortaleza (dia 01 de dezembro, no Teatro RioMar Fortaleza).

SOLID ROCK: a participação da banda Lynyrd Skynyrd no Solid Rock (Curitiba, Pedreira Paulo Leminski, dia 12/12; São Paulo, Allianz Parque, dia 13/13; e Rio de Janeiro, Jeunesse Arena, dia 15/12) acaba de ser CANCELADA por motivos pessoais da banda. No lugar, Cheap Trick será a banda que fará parte do lineup, junto do Deep Purple e Tesla. Mais informações sobre devolução de ingressos serão divulgadas em breve.

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers