Pular para o conteúdo principal

PT-LSD

Esse era o prefixo do jatinho que em 1 de março de 1996 se espatifou na serra da Cantareira com os Mamonas Assassinas. Lembrei do fato essa noite qndo, buscando um jornal da noite, vi o especial que passou na Grobo. Fora o fato chato da emissora nao mostrar cenas e fatos referentes a outras empresas (tipo, eles apareceram no SBT bem antes de ir no Faustão, pois eram bem populares; a FM que lançou "O vira" foi a Transamérica etc e tal), deu pra ter um gostinho da curta carreira da banda (faltaram tbm imagens da turnê, que a MTV cobriu). Se fosse um True Hollywood Story do canal E! teria sido mais completo e melhor apurado. Mas, pelo menos, fizeram o programa. Pena que passa numa hora ruim, deveria rolar num domingo a tarde.

Não vou dizer que era fã da banda. Lembro que, qndo eles apareceram, fui convidado pra ir numa audição na EMI (João Augusto, hj dono da Deckdisc, foi quem os contratou, mais por força do filho), com a própria banda no local, dispensei. Tava mais numa onda grunge-industrial e não ia perder tempo com aquilo. No entanto, meu filho, que mal tinha 4 anos na época, ouvia sem parar o CD dos caras. E my little lion sempre me indicou o que ia fazer sucesso, fosse o que fosse, de Mamonas a Kelly Key, ele sempre sabia uns 6 meses antes (rs). Acabei aprendendo a gostar e rir de algumas músicas (acho aquela dos animais muito boa), mas nunca me bateu no coração (a imprensa em geral execrava a banda).

Quis o destino que eu estivesse de plantão no dia que rolou o acidente. No sábado, foi tranks. Mas, à noite, ouvindo a CBN antes de dormir, ouvi a notícia. No dia seguinte, tava eu e a mulher do Dapieve cuidando de criar a página obituário da banda, e conheci e ouvi tudo deles em menos de 24 horas. E aprendi a gostar daqueles cinco moleques de Guarulhos. Gente simples, gente boa, brincalhões, inocentes, sem nenhuma daquela marra de certas bandas. Por meios tortos, os Mamonas acabaram personificando quase tudo o que simboliza o rock: a espontaneidade, o não se levar a sério, a tosquice sincera e a ironia, que zombava do Brasil e deles mesmos. E viveram rápido e morrem jovens, no auge. Que nem no day the music day de Buddy Holly, Big Bopper e Richie Valens...

Comentários

  1. Fala Tom,

    Eu não era grande fã da banda também não.. mas relamente os caras eram engraçados.
    Na época eu também tava curtindo mais grunge, metal, punk... rsrsrs
    sem contar que o Mamonas apareceu quando o Raimundos já estava estourado com o primeiro cd... era natural eu curtir mais Raimundos que era mais pesado e uma novidade pra época.

    ResponderExcluir
  2. Eu também não curtia na época. Com 15 anos, não costumava gostar de nada que estava na moda - o que nem era tão verdade, pq eugostava de várias outrasm coisas, gringas, que estavam estouradas, mas para mim tinha uma aura de autenticidade maior.
    Lembro que fica meio puto de os caras fazerem palhaçada, achava que rock não era pra isso.
    Ranzinzices à parte, hj acho que deixei de aproveitar a piada. Eu não precisava entrar no frenesi de todos, mas excluir a banda totalmente, como fiz, também não me parece, hoje, uma atitude sensata.
    P.S. Essa dos animais que vc falou é realmente muito engraçada.

    ResponderExcluir
  3. Lembro até hoje de uma edição do International Magazine em que veio de brinde o single de "Vira" dos Mamonas. Esta aqui em casa em meio aos CDS empoeirados...

    Ouvi, ri e depois esqueci.

    Quer dizer, não deu para esquecer pois em menos de 1 mês virou febre!

    Não sou fã, mas é inegável o poder das piadas do grupo. Tanto que muitas das músicas deles vc ouve HOJE e ri daquela piada que já foi contada há pelo menos 10 anos!

    O respeito pelos caras vem da atitude simples diante do sucesso breve. Não temos como dizer como seria se eles estivessem vivos até hoje, mas eu achava muito interessante a atitude "nem ai" deles.

    Em tempos de tudo politicamente Correto, faz falta este tipo de música simples e com o compromisso com o riso.

    Hoje as piadas são as mesmas e monitoradas!

    Dia destes tive o azar de parar em frente a TV num tal concurso de piadas. Além de sofríveis, os caras contavam TODAS as piadas dos discos do COSTINHA! Eu não sou comediante, mas já sabia o final da piada só de ouvir o começo!

    Em termos musicais não lembro de nada parecido com o Mamonas hoje, mas se aparecer muito provavelmente será piada repetida...

    Assim como as piadas os comediantes que não inventam nada e tentam ser geniais repetindo piadas do Costinha!

    ResponderExcluir
  4. Mamonas... Eu estava no fim da adolescência nessa época, acho que ia fazer 18 anos... Eu ainda era escroto ao ponto de ter a pretensão de desconfiar de bandas que faziam sucesso, antes de eu telas ouvido pelo circuito alternativo, ou pelo menos ter ouvido falar...
    A primeira música que ouvi foi o “vira”, na casa de um amigo... Morremos de rir com Áquila letra tosca.
    Era isso que a banda era, uma piada sem pretensões.
    O problema da impressa foi o mal humor... Não entenderam que era uma simples piada, uma brincadeira... Os críticos usavam argumentos sérios para julgar um trabalho de puro humor descompromissado e até ingênuo. (por isso fazia sucesso com os kids).
    Já nessa época eu não tinha paciência com a patrulha do “bom gosto” e as vezes escutava só pra implicar com os amigos babacas que ficavam viajando e filosofando nas letras do Raul Seixas.
    Era música apenas pra relaxar e se divertir dando gargalhadas. Provavelmente a piada perderia a graça logo e os caras cairiam no anonimato se não fosse o acidente. Não acho que teriam fôlego para outro disco de sucesso.

    Não vi esse programa da Globo, Vi o que eles fizeram sobre o Tim Maia e achei bem legal, não é um doc foda e tal, mas valeu pra dar uma passada rápida pela biografia do cara e entender um pouco da loucura dele.

    ResponderExcluir
  5. Vi o doc também... muito triste! =(

    Como seu filho eu era fã... e ainda acho geniais as letras. Aliás, dá uma ouvida em "uma arlinda mulher" e vê se não é uma das músicas mais bonitas ever... =)

    ResponderExcluir
  6. tbm acho que, se vivo fossem, a banda ja teria acabado ou estaria na decadencia. acho que eles fariam ainda um segundo disco de sucesso, pois tinham coisas no show que nao tinham entrado no primeiro disco, mas a piada nao duraria muito...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Winner winner, chicken dinner!

É o lema de quem ganha na mesa de blackjack (21) em Las Vegas. A frase, que diz a lenda, é de autoria de um oriental, que quebrou a banca num dos cassinos da cidade nos anos 50, é dita várias vezes no filme "21" (aqui, "Quebrando a banca"), que estréia semana q vem e vi hj cedo numa cabine. Ela significa algo como, quem ganha paga o jantar. O filme é interessante. Apesar de envolver galera e ter uma trilha sonora atual (com direito a faixa inédita do LCD, não tem aquela edição frenética MTV. Até porque, a história de um grupo de geniozinhos do MIT (Massachusetts Institute of Technology) que têm a capacidade de contar decks de cartas de baralho (sem precisar ser autistas, como o rain man) e vão faturar algum na maciota em Las Vegas, aconteceu mesmo na vida real. Isso é o ponto de maior interesse no filme, sacar os bastidores desse fato verídico. Os atores, a maioria novatos (tem o carinha de "Across the universe", mas tbm tem Kevin Spacey e a gatinha Kate …

KELVIN?

UNZAMIGOS MEU FORO RANGAR EM COPA DEPOIS DO SHOW DO JUSTICE E ACABARO ALI NA REGIAO DA PRADO JUNIOR TRAÇANDO UM GALETO COM AS PUTAS E TRAVECO. DADO MOMENTO, UM DELES VE UM ANUNCIO COLADO NUM ORELHÃO DO LADO DO BAR QUE DIZIA: "LOURINHA GOSTOSA. FAÇO KELVIN ATÉ O FINAL!", AI, GERAL BOLOU. O QUÊ OU QUEM DIABOS É KELVIN? NEGUIM JÁ DESCOLADO EM PUTARIA NÃO SABIA O QUE ERA AQUILO. KELVIN? WHATTAFUCK? A SOLUÇÃO? LIGAR PRA PUTA, É CLARO. AÍ, ELA EXPLICOU A PARADA: KELVIN É FAZER GARGANTA PROFUNDA ATÉ O FINAL SEM USAR CAMISINHA (20 CONTOS). MATADA METADE DA CHARADA. MAS POR QUE KELVIN? FIZ UMA BUSCA NO GOOGLE E SÓ APARECERAM DOIS LINKS SOBRE A PARADA!!! (O RESTO TODO ERA LIGADO A PESSOAS CHAMADAS KELVIN OU AO GRAU KELVIN). UM ERA UM FÓRUM NO QUAL A MESMA RESPOSTA E PERGUNTA QUE FAÇO AQUI ERA REQUERIDA, OUTRO ERA UM ANUNCIO DE JORNAL DE UMA VAGABA QUE FAZ KELVIN. ENTÃO, O MISTÉRIO CONTINUA: POR QUÊ KELVIN? ALGUÉM AÍ SABE?

OS SHOWS QUE VEM POR AI!

A agenda de shows internacionais no Brasil, neste primeiro semestre, está bem movimentada. Teremos desde grandes atrações inéditas (Phil Collins), até velhos conhecidos (Foo Fighters) e despedidas (Ozzy). Infelizmente, algumas das atrações, como Gorillaz e Depeche Mode, apenas em SP





DEPECHE MODE - SÃO FRANCISCO


PHIL COLLINS

PRIMEIRA VEZ NO BRASIL, SOLO - JÁ VEIO COM O GENESIS, NOS ANOS 70,
COM ABERTURA DO PRETENDERS

 22 FEVEREIRO: MARACANÃ/RJ
 24 FEVEREIRO: ALLIANZ PARQUE/SP
 27 FEVEREIRO: BEIRA RIO/POA




FOO FIGHTERS

COM ABERTURA DO QUEENS OF THE STONE AGE 

25 FEVEREIRO: MARACANÃ /RJ
27 FEVEREIRO : ALLIANZ PARQUE /SP
2 MARÇO: PEDREIRA PAULO LEMINSKI/CURITIBA
4 MARÇO: BEIRA RIO/POA


KATY PERRY