Pular para o conteúdo principal

Return to rave


Tava ouvindo com calma o novo disco do Moby, "Last night", e tive uma agradavel surpresa. Ele voltou aos climas do começo da carreira, quando usava aqueles teclados energeticos, de linha rave quase trance, instrumentais viajantes e vocais femininos convidados (vivos ou sampleados). Pq Moby so começou a cantar em seus discos apos o sucesso de "Play". Até então, era sempre assim, essa coisa ora soturna, ora eufórica. Não sei se isos é um retrocesso, mas Moby tava enveredando por um caminho quase de cantor de música pra elevador e acho que sacou isso a tempo. E eu prefiro esse clima go, next to the e ou everything is wrong. Ate pq, ninguem fez esse tipo de som hoje.

O titulo do álbum tbm é um caô. Não tem qq conexão com essa leve onda disco-retrô, nada soa parecido com Hercules & Love Affair, por exemplo, que foi o q imaginei antes de ouvir (tipo, last night a dj saved my life). Só o primeiro single, "Disco lies", tem um leve toque disco diva. Aliás, o clipe não censurado é muito bom. Mostra a vingança de um frang0 contra o coronel do kentucky fried chicken (tudo meio disfarçado pra evitar processo, claro, parece q foi filmado no méxico). a versão não censurada acaba numa carnificina com muito jorro de sangue da ave contra o facinora. A que vi no VH1 não tem nada disso, logo, procurem a outra, q vale a pena ver. Mas nao tira a minha fome por um balde do KFC (rs)

==== o que richard hall me disse (highlights):

- ele ta cansado de excursionar com banda, então no momento vai atuar mais como dj, como no começo. com "disco lies" ele quis fazer uma especie de album tematico, tentando reproduzir uma noite de música dançante em nova york nos últimos 30 anos, começando o chill in com old disco, a la 70s, esquentando com rave e acid tunes e terminando com o chill out ambiente. é assim que o disco se desenrola...

*leia a entrevista completa sexta que vem no RF

Comentários

  1. Finalmente Moby desceu do palco e resolveu fazer o que sabe de melhor: produzir música eletrônica.

    Hotel foi um desastre, ele realmente não sabe cantar e nem ser front de uma banda, o lugar dele é por trás disso tudo. As letras eram péssimas.

    Uma grande surpresa Last Night, retrô total e bom de se ouvir inteiro, bem ambiente, um 8,0 bonito.

    É, o que o Moby fez no Last Night ele já fazia, ele refez, nada de novo, assim como o novo do R.E.M. voltou as origens, e o hercules é bem mais sofisticado, apesar de ter a base no acid, mas no molde 2008, não é a toa que já existe a expressão neo disco, o que não é o caso do Moby.

    obs: de novo, tom vc não sabe algum programa grátis e fácil de usar pra editar vídeos? obrigado.

    ResponderExcluir
  2. felipe, nunca fiz uso desses programas pra editar video. vi sua msg, procurei aqui entre os meus, mas so tenho um q veio com uma camera panasonic, que jamais usei. so edito video cortando e colado direto do hd de um gravador de dvd da philips. acho q se vc for num site de torrent e procurar na parte de apps (applications), como faço qndo quero algum programa, deve achar algum video editing software...

    ResponderExcluir
  3. FALA TOM

    NÃO SEI SE VC JÁ OUVIU A VERSÃO DO JUNKIE XL PRA CITIES IN DUST DO SIOUXSIE AND THE BANSHEES


    ABS

    ResponderExcluir
  4. devo entrevistar moby neste sábado a tarde, para o proximo rio fanzine

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Winner winner, chicken dinner!

É o lema de quem ganha na mesa de blackjack (21) em Las Vegas. A frase, que diz a lenda, é de autoria de um oriental, que quebrou a banca num dos cassinos da cidade nos anos 50, é dita várias vezes no filme "21" (aqui, "Quebrando a banca"), que estréia semana q vem e vi hj cedo numa cabine. Ela significa algo como, quem ganha paga o jantar. O filme é interessante. Apesar de envolver galera e ter uma trilha sonora atual (com direito a faixa inédita do LCD, não tem aquela edição frenética MTV. Até porque, a história de um grupo de geniozinhos do MIT (Massachusetts Institute of Technology) que têm a capacidade de contar decks de cartas de baralho (sem precisar ser autistas, como o rain man) e vão faturar algum na maciota em Las Vegas, aconteceu mesmo na vida real. Isso é o ponto de maior interesse no filme, sacar os bastidores desse fato verídico. Os atores, a maioria novatos (tem o carinha de "Across the universe", mas tbm tem Kevin Spacey e a gatinha Kate …

KELVIN?

UNZAMIGOS MEU FORO RANGAR EM COPA DEPOIS DO SHOW DO JUSTICE E ACABARO ALI NA REGIAO DA PRADO JUNIOR TRAÇANDO UM GALETO COM AS PUTAS E TRAVECO. DADO MOMENTO, UM DELES VE UM ANUNCIO COLADO NUM ORELHÃO DO LADO DO BAR QUE DIZIA: "LOURINHA GOSTOSA. FAÇO KELVIN ATÉ O FINAL!", AI, GERAL BOLOU. O QUÊ OU QUEM DIABOS É KELVIN? NEGUIM JÁ DESCOLADO EM PUTARIA NÃO SABIA O QUE ERA AQUILO. KELVIN? WHATTAFUCK? A SOLUÇÃO? LIGAR PRA PUTA, É CLARO. AÍ, ELA EXPLICOU A PARADA: KELVIN É FAZER GARGANTA PROFUNDA ATÉ O FINAL SEM USAR CAMISINHA (20 CONTOS). MATADA METADE DA CHARADA. MAS POR QUE KELVIN? FIZ UMA BUSCA NO GOOGLE E SÓ APARECERAM DOIS LINKS SOBRE A PARADA!!! (O RESTO TODO ERA LIGADO A PESSOAS CHAMADAS KELVIN OU AO GRAU KELVIN). UM ERA UM FÓRUM NO QUAL A MESMA RESPOSTA E PERGUNTA QUE FAÇO AQUI ERA REQUERIDA, OUTRO ERA UM ANUNCIO DE JORNAL DE UMA VAGABA QUE FAZ KELVIN. ENTÃO, O MISTÉRIO CONTINUA: POR QUÊ KELVIN? ALGUÉM AÍ SABE?

OS SHOWS QUE VEM POR AI!

A agenda de shows internacionais no Brasil, neste primeiro semestre, está bem movimentada. Teremos desde grandes atrações inéditas (Phil Collins), até velhos conhecidos (Foo Fighters) e despedidas (Ozzy). Infelizmente, algumas das atrações, como Gorillaz e Depeche Mode, apenas em SP





DEPECHE MODE - SÃO FRANCISCO


PHIL COLLINS

PRIMEIRA VEZ NO BRASIL, SOLO - JÁ VEIO COM O GENESIS, NOS ANOS 70,
COM ABERTURA DO PRETENDERS

 22 FEVEREIRO: MARACANÃ/RJ
 24 FEVEREIRO: ALLIANZ PARQUE/SP
 27 FEVEREIRO: BEIRA RIO/POA




FOO FIGHTERS

COM ABERTURA DO QUEENS OF THE STONE AGE 

25 FEVEREIRO: MARACANÃ /RJ
27 FEVEREIRO : ALLIANZ PARQUE /SP
2 MARÇO: PEDREIRA PAULO LEMINSKI/CURITIBA
4 MARÇO: BEIRA RIO/POA


KATY PERRY