Pular para o conteúdo principal

FAZ-ME RIR, PT1


COM UM NOVO ROCKINRIO ROLANDO (APENAS O QUINTO EM QUASE 30 ANOS), MEMORIAS DO FESTIVAL AFLORARAM. JA QUE, TECNICAMENTE, FOI O MEU PRIMEIRO TRABALHO EM JORNAL. EU JA ESCREVIA COMO FRILA PARA ALGUMAS REVISTAS DA ÉPOCA, TIPO PIPOCA MODERNA, ROLL E BIZZ, MAS, NO PRIMEIRO RIR, EM 1985, FUI CONVOCADO PARA ESCREVER CRITICAS DIARIAS DE SHOWS PARA UM TABLOIDE QUE SAIA ENCARTADO NO GLOBO. OU SEJA, TIVE DE IR A TODOS OS DIAS DO FESTIVAL, DURANTE DUAS SEMANAS, E VER A PORRA TODA. VIA TODOS OS SHOWS, SEJA DE ROCK, MPB, JAZZ, VI ABSOLUTAMENTE TODOS.

A ROTINA: CHEGAVA POR VOLTA DE 11H NA REDAÇAO DO GLOBO, NO CENTRO. DE LA, UMA VAN (NO CASO, KOMBI) NOS LEVAVA ATE A CIDADE DO ROCK (LONGE PACAS). EU SO VOLTAVA PRA CASA DE MADRUGADA. AS HORAS DE SONO DIARIAS MAL CHEGAVAM A SEIS, E A COMIDA SE RESUMIA A SANDUICHES DO BOBS. CLARO QUE, NO TERCEIRO DIA EU NAO PODIA NEM MAIS SENTIR O CHEIRO DE BOBS (COMIA, BASICAMENTE, PASTA DE ATUM, QUE ESTRAGAVA RAPIDO) E PASSEI A LEVAR UNS SANDUBAS DE CASA. HAVIA TBM PIZZA E MACARRAO NA AREA, MAS COMER ISSO POR 15 DIAS NAO ROLA. POR ISSO, ACABANDO O FESTIVAL, FIQUEI UMA SEMANA DE CAMA, DOENTE, COMO JAMAIS FIQUEI NOVAMENTE. LEMBRO ATE HJ DO CHEIRO DO LOCAL,MAS NAO PERDI NENHUM TENIS NAQUELE LAMAÇAL.

 DA EQUIPE, EU ERA A UNICA PESSOA COM MENOS DE 20 ANOS E QUE CONHECIA DE ROCK NEW WAVE. OU DE ROCK. HAVIAM DUAS REPORTERES JA SENHORAS E UMA NEM TANTO, A DEBORAH DUMAR, E UM CAMARADA (ALBERT ALCOLOUMBREE FILHO) QUE RECEBIA TUDO NA REDAÇÃO. O LEGAL É QUE A LINGUAGEM ERA LIVRE. EU ESCREVIA DO JEITO QUE QUERIA (BOTEI NUM TITULO QUE 'ELBA RAMALHO FEZ A GRAMA DA CIDADE DO ROCK IR PARA CASA DO CARVALHO'. E SAIU'!!!). COORDENANDO TUDO, ESTAVA ANA MARIA BAHIANA (MINHA MADRINHA), QUE TBM EDITOU DUAS REVISTAS QUE SAIRAM, UMA ANTES E OUTRA DEPOIS DO FESTIVAL, PELA RIO GRAFICA, COM AS QUAIS TBM COLABOREI. OU SEJA, A DEMANDA ERA MUITO GRANDE. E TUDO ISSO ERA FEITO EM MAQUINAS DE ESCREVER, NAO TINHA ESSA DE COMPUTADOR (NA REDAÇÃO ELES JA EXISTIAM, MAS NAO RECEBIAM NADA, TUDO ERA ENVIADO POR UMA VERSAO ANCESTRAL DO FAX, O TELEX). ALGUEM NA REDAÇÃO PEGAVA A COPIA E DIGITAVA TUDO DE NOVO NO SISTEMA. DUREZA.

ANTES DO FESTIVAL, E NOS 'DIAS DE FOLGA' (ACHO QUE SÓ NAO TINHA SHOWS NAS SEGUNDAS), EU IA PRAS COLETIVAS NO RIO PALACE, HOTEL, EM COPACABANA, ONDE ESTAVAM HOSPEDADAS AS ATRAÇÕES. NUMA DESSAS, FUI ATE AO QUARTO DA GALERA DO B-5´S (ELES GRAVARAM UMA MENSAGEM PARA MINHA SECRETARIA ELETRONICA!), DESCI COM NINA HAGEN NUM ELEVADOR, ANDEI COM A BATERISTA DO GO-GO´S, GINA SHOCK (QUE ESTAVA SENDO ASSEDIADA PELO JOAO BARONE, DOS PARALAMAS) E CHEGUEI A IR NA SUITE DO FREDDIE MERCURY, PQ CONHECIA A CHEFE DA IMPRENSA DA EMI (A FALECIDA CHICA BURNIER). ELE ERA O MEGA STAR DA PARADA, O MAIS CERCADO E INATINGIVEL. O VI, AO LONGE, COM A TIPICA CAMISETA BRANCA. FRED FAZIA NOITADAS NUM CLUBE ALI DO LADO DO HOTEL, O MITICO SÓTÃO, NA GALERIA ALASKA (ONDE O DJ ERA O AMANDIO) E LEVAVA RAPAZES PARA O QUARTO DEPOIS PARA CONTINUAR A FARRA.

OUTRA COISA QUE TINHA DE LEGAL NA EPOCA: A IMPRENSA PODIA FICAR DO LADO DO PALCO, QUASE JUNTO DOS FOTOGRAFOS. ENTAO, NESSES DESLOCAMENTOS, CRUZEI COM O COVERDALE DO WHITESNAKE E OUTROS. SÓ OS TOPS EVITAVAM O CONTATO. ASSIM, VI SHOWS DE NINA HAGEN, B-52S E SCORPIONS DE PERTINHO.  OS UNICOS SHOWS NOS QUAIS NINGUEM PODE FICAR NA AREA FORAM OS DE IRON MAIDEN E AC/DC, POR CONTA DA PARAFERNALIA E PIROTECNIA. NO CASO DO AC/DC, HAVIA AINDA OS SINOS DE 'HELL´S BELLS ' E OS TIROS DE 'FOR THOSE ABOUT TO ROCK'. NO DIA DO SHOW DO AC/DC, PRESENCIEI MEU PRIMEIRO ARRASTAO. GALERA PASSAVA DE MOCHILA FAZENDO A COLETA NOS BOLSOS ALHEIOS, E NINGUEM NOTAVA! VALE LEMBRAR AINDA QUE, FORA O IRON (QUE TAVA NO MEIO DE UMA TURNE), TODAS (OU QUASE TODAS) AS ATRAÇÕES SE APRESENTARAM DUAS VEZES NO FESTIVAL. FATO TBM INÉDITO.

E FOI, BASICAMENTE, ISSO. DOS SHOWS QUE ME IMPRESSIONARAM, PQ JAMAIS HAVIAMOS VISTO NADA SEQUER PARECIDO AQUI COMO AS SUPER PRODUÇÕES GRINGAS, OS DE QUEEN (BASEADO NO VISUAL DO FILME 'METROPOLIS'), YES (PRIMEIRO A USAR LUZES COMPUTADORIZADAS, AS VARI-LITES!), AC/DC (SINOS GIGANTES) E IRON MAIDEN (POWERSLAVE) FORAM FODASTICOS. O PALCO DO SCORPIONS TBM, ERA BACANA, O SHOW DELES PARECIA UM NUMERO DE CIRCO, CHEIO DE ACROBACIAS E PULOS. COMO FÃ, MEU FAVORITO FOI O DO B-5´S. DOS NACIONAIS, O PARALAMAS MANDOU MUITO BEM, PQ AINDA ERAM DESCONHECIDOS, MAS LEVANTARAM A GALERA COM SEU SKA-ROCK...


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS SHOWS QUE VEM POR AI!

A agenda de shows internacionais no Brasil, neste primeiro semestre, está bem movimentada. Teremos desde grandes atrações inéditas (Phil Collins), até velhos conhecidos (Foo Fighters) e despedidas (Ozzy). Infelizmente, algumas das atrações, como Gorillaz e Depeche Mode, apenas em SP





DEPECHE MODE - SÃO FRANCISCO


PHIL COLLINS

PRIMEIRA VEZ NO BRASIL, SOLO - JÁ VEIO COM O GENESIS, NOS ANOS 70,
COM ABERTURA DO PRETENDERS

 22 FEVEREIRO: MARACANÃ/RJ
 24 FEVEREIRO: ALLIANZ PARQUE/SP
 27 FEVEREIRO: BEIRA RIO/POA




FOO FIGHTERS

COM ABERTURA DO QUEENS OF THE STONE AGE 

25 FEVEREIRO: MARACANÃ /RJ
27 FEVEREIRO : ALLIANZ PARQUE /SP
2 MARÇO: PEDREIRA PAULO LEMINSKI/CURITIBA
4 MARÇO: BEIRA RIO/POA


KATY PERRY

REI PANTERA

Vão dizer pra você que 'Pantera Negra', é o primeiro filme de super herói Marvel negro. Não é (Blade, veio bem antes). Ou, que é o primeiro filme com cast quase totalmente negro. Outra inverdade, basta uma rápida pesquisa. O fato é que, independentemente desses detalhes, 'Black Panther' é um filmaço, dos melhores do MCU (o Marvel Cinematic Universe). Não diria o melhor, pq 'Capitão América: guerra civil' (onde o Pantera Negra foi formalmente introduzido), detém esse titulo, desde os primeiros do Homem de Ferro e Vingadores. E, está acima do ultimo Marvel, o 'Thor: Ragnarok'. Muita gente gostou deste, pelo seu tom brincalhão. Achei um tanto demais da conta.


Por outro lado, os mais jovens irão achar 'Pantera negra' um bocado sério. É um filme que (quase) não deixa espaço pra piadinha barata. A história de T´Challa (Chadwick Boseman, que se revelou na cinebio de James Brown), o herdeiro do trono de Wakanda (um fictício e super avançado país africano…

ENVENENADO PELO ESTILO

Paul Thomas Anderson é um prodígio. Aos 26, realizou 'Boogie nights', seu longa de estreia, que aumentava um curta que ele tinha feito dez anos antes, sobre um fictício ator pornô chamado Dirk Diggler. Seu trabalho seguinte, foi o ambicioso 'Magnolia', espécie de homenagem a Robert Altman: um filme longo e cheio de personagens, cujas historias se entrecruzam aleatoriamente. Daí em diante, cada novo filme seu era esperado com altas expectativas, pelos fãs e pela crítica. Ele fez até um com Adam Sandler (!?), 'embriagado de amor'. Mas, sua obra-prima, veio em 2007: 'There will be blood' (sangue negro), um daqueles raros filmes que, quando acaba, dá vontade de aplaudir de pé na sala, e gritar 'bravo!' Um dos grandes trunfos do filme, é Daniel Day-Lewis, que, não a toa, ganhou Oscar de melhor ator no ano seguinte. É um dos cinco melhores filmes deste novo século.


Agora, no momento em que Day-Lewis anuncia sua aposentadoria do cinema, se juntou no…