Pages

Wednesday, January 31, 2007

Invitation to love


Por conta de uma materinha q fiz pra revista da Tv do grobo dessa semana, acabei revendo a primeira temporada de uma de minhas series favoritas de todos os tempos: "Twin peaks". Foi a primeira vez q vi em dvd desde q ganhei a caixa de ma babe no aniversario passado. E foi quase como se fosse inédito. Imagens nítidas, som estéreo, extras, trilha de comentários. Muito melhor de q qndo passou na tv aqui (na grobo), qndo foi criminosamente mutilada com alguns episodios montados (dois por vez) pra acabar logo. A dublagem era tao ruim que apagava quase completamente a magnifica trilha sonora de Angelo Badalamenti. Como nao tinha internet na epoca (90/91) acabei vendo gravado da tv americana enviada por um broder, com caption. pelo menos tinha as vozes e a trilha original. O mistério "quem matou Laura Palmer" é só um detalhe para David Lynch desfilar uma galeria de personagens marcantes e bizarros. Desde o agente do FBI viciado em café e torta de cereja (kyle mchlachlan) até tipos como a mulher do tronco, o homem de um braço só, a caolha fortona, o policial chorão etc. Séries cult atuais como "X-files", "Lost" e "desperate housewives" (q a copia muito) devem bastante a desbravadora "Twin peaks". Anotou, Diane?

34 comments:

fabio fernandes said...

twin peaks é sem dúvida, um marco da tv mundial, e talvez tenha sido a produção mais importante da tv americana na década de 90, ao lado de x-files.

tenho o box nacional e tô na secura pela segunda temporada faz tempo. parece que já tá prá sair lá fora, acho que agora em fevereiro.
e ano passado surgiu um boato de que o mark frost queria retomar os personagens em uma espécie de continuação, o que espero não passar de boato.

só de curiosidade, a record exibiu as duas temporadas, na íntegra (!), por volta de 93/94.

fabio fernandes said...

tbém tenho a trilha sonora, ideal para dias chuvosos ... e aquele filme que mais complica que explica, os últimos dias de laura palmer.

PEDRO BAMBAATAA said...

porra tom leão, há meses vejo vc e os coveiros falando de séries da tv paga... a última que acompanhei
mesmo e me despertou a atenção foi
x files... até mês passado vi com minha namorada a 2ª temporada de
lost, com ela me contando a história da 1ª temporada, mesmo assim não me animei muito...

bem sempre para mim a minha série inesquecível foi twin picks do meu diretor americano favorito, david linch, por tudo que vc já falou no post, principalmente pela trilha sonora de angelo que criava uma atmosfera sensacional!

na época gravei a parte exibida na grobo, e acompanhava seus comentarios no 2º caderno, se não estou enganado... realmente os caras castraram a série...
1 ano depois se não me engano a record exibiu a série inteira...

na epoca estava desempregado e gravava em cima de fitas velhas...

até hoje tenho tudo gravado, mas com dublagem horrível e imagem com
interferencias...

na chamada primeira parte acho a conclusão legal... porém na segunda parte achei a que o cara viajou legal, principalmente quando o detetive vai parar num
quarto vermelho, que não sei se foi
voce que comentou, que seria o inferno, desculpe não sei se era isso mesmo... mas de qualquer forma fica muito instigado, e sempre via e revia e escutando a sonzeira de angelo... tinha até uma banda meio cocteau twins...

agora achei legal vc dar o toque do dvd da caixa, pois achava que era a tal versão na época que foi lançada em video e que um amigo me falou que era uma versão compactada...

agora vou procurar essa caixa em algum saldão...

valeu pelo tópico e por me saber que minha opinião sobre a série é
compartilhada por vc e talvez por
alguns coveiros que viram a série...

ps: aquela morena que virou putinha na série era muito gata
seu nome não era "sheryl fin" é assim que se escreve? que fim levou ela...? rs

abraços....!

tom said...

o titulo do post, invitation to love, refere-se a uma novela que todo mundo em twin peaks assistia, e passava a qq hora do dia! ela meio que brinca com a serie. ja a frase final, "anotou, diane?", é referente a misteriosa secretaria que receberia as fitas q o agente cooper gravava com lembretes diversos. sem contra que o proprio david lynch aparecia (so em voz) como gordon, superior de cooper. e por onde anda sherylin fenn (audrey "horny" horne)? uau!

Onaicram said...

Vou confessar q, na época, não dei o devido valor à série. Mas hj acho q a revejo sob outro enfoque. Até por que a influência foi tão grande ....
Sem falar q a trilha sonora era show de bola. E por onde anda aquela cantora de voz pequenina q o David Lynch pegava? Julian alguma coisa, acho eu.
Agora, q as mulheres desesperadas é uma cópia bem xinfrim, isso é.
Será q alguém ainda assiste aquela josta metida à crítica da sociedade americana, uma espécie de "série bistrô" para frequentadores do circuito estação?

Vander said...

sei de pelo menos umas 5 pessoas esperando a segunda caixa com a conclusão, achei meio picaretagem de dividirem em duas caixas e está atrasado a quase dois anos! não deve ser por falta de venda

bruno lima said...

só para lembrar a todo mundo q amanhã vão se fazer 10 anos da morte do chico science.

da lama ao caos do caos a lama !!!!!

abs galera

fabio fernandes said...

um dos atrativos de twin peaks era o desfile de várias beldades da época: lara flynn boyle, heather graham, madchen amick, sherilyn finn, sheryl lee (o cadáver mais lindo da história do cinema ... foi vc ou o calbuque que falou isso na época ?) etc.
sem contar a participação do david duchovny como denise/denis ...

a lara eventualmente tá sempre em algum seriado, como the practice ou las vegas.
qto a julee cruise, sumiu, acho que ninguém sabe, ninguém viu.

___
rádio:
ontem, à meia-noite, entrou no ar a mix fm aqui no rio, no lugar da jovem pan. nunca a expressão "6 por meia dúzia" foi tão real ...
quiseram passar a idéia de que era uma rádio nova, programação diferenciada, "a verdadeira cara do rio" e tal, mas que nada, é a mesma coisa da rádio anterior (tbém, que está por trás: accioly, calainho, a mesma panela de sempre). o engraçado é que rolou uma desavença entre a jovem pan rio e a jovem pan sat, uma estava boicotando a outra.
a única coisa que lamento é a saída do pânico aqui no rio ...

____
é isso aí, bruno, bem lembrado; o mangue bit (com chico science a frente) talvez tenha sido o melhor, em termos de música, que surgiu no brasil, na década de 90.

tom said...

vander, nao sei todos os detalhes, mas um dos motivos da demora entre a primeira e segunda temporada é devido a questoes de direitos em diversos paises e briga entre os produtores/distribuidores. p ex: a caixa q saiu aqui tem o ep piloto. a q saiu nos eua, q é igualzinha, NAO TEM! na europa ja tinha tudo isso em vhs. a segunda sai agora em março nos eua, finalmente...

tom said...

fui eu q escrevi q laura palmer é o cadaver mais bonito da tv. e ainda acho, basta ver a foto do post. o roxo dos labios, o modo dos cabelos, o plastico em volta. e, sim, as beldades foram todas reveladas na serie. na epca eu era louco pela madchen, embora a fenn seja um pitéu. e ainda tem a norma (peggy lipton) que era de mod squad, uma coroa de responsa (rs). eventualmente a julee cruise aparece por ai com algum disco, mas a sua melhor fase foi mesmo nos anos 90. o lynch ate dirigiu um show dela, industrial symphony, que ainda nao tem em dvd. todas sumiram, menos a lara, q hoje é um esqueleto ambulante e chata paca

Felipe Passarelli said...

Fala Tom, Fantasmas e coveiros :)

Não era minha época de curtir seriados mesmo, já não curto muito, mas esse em especial tinha o "Go" do Moby na trilha, talvez sua melhor musica.

Seria uma boa rever tudo de novo, se pintar por aqui vou alugar.

Acho que comigo funciona assim, alugo ou pego emprestado as séries (como fiz em Lost e Sexy and the City), vejo tudo em 2-3 dias e pronto. Sei lá, sou brega mesmo, meu lado "cenas do próximo capítulo" se enquadra em novelas e Big Brother mesmo, sou alienado em certas coisas POP, até demais.

Enquanto as bandas no outro assunto, estamos em 2007 people, wake up!!

Agora podemos ouvir o que quiser, quando quiser e onde quiser.

As bandas são tão descartáveis como saco de lixo, nós ouvintes, temos muito mais poder do que os críticos.

Esse negócio de cd da mesma banda é coisa do passado, a "onda" agora é ouvir novo som todo dia, quem trabalha com música, deve estar obrigatóriamente ligado em tudo que se passa, se não é passado pra trás.

Hoje não é a banda e sim as bandas, pra você ficar update, deve ouvir no minimo de 5 albuns novos por dia, isso pra quem vive em 2007.

Por isso dei o toque aqui, antigamente no RF, não tinha Internet, mas pelo menos tinha artista novo a cada semana, não sei da onde vinham as informações tom, poderia até falar depois, mas me lembro que era pauleira de bandas novas, DJs, estilos etc.

Hoje quando abro o Rio Fanzine, sinto como lendo uma revista de meses atrás, e quando rola algo sobre artistas, já ouvi há meses pq na maioria é sobre seriados, cartoons e outras coisas que nem todo mundo gosta.

Quem gosta de musica MESMO se programa e escuta tudo, e tempo que falta não existe no vocábulario de um crítico de música, le la o blog do tito e gordinho, eles estão sempre antenados.

Essa semana rolou uma coisa muito importante no mundo indie: O Album do The Shins foi parar no segundo lugar da Billboard!!

Tipo é a primeira vez que alguem da Sub Pop fica entre os 10 primeiros, o ultimo foi o Afegan Twins em 79o nos anos 90. Estou super feliz, é a mesma coisa que ver algum brazuca bacana nos top 10 daqui do Brasil.

To esperando vazar o album "proper" do Arcade Fire, a qualidade desse está péssima, esse é catado de musica por musica, daí talvez minha reijeição pelo Neon Bible pode ser, mas claro ainda fico com o Funeral, esse foi feito com o coração, esse é a biblia.

Abraços aê Tom e coveiros e bora ouvir mais musica pra gente poder trocar mais idéia aqui, assim como eu devo ver mais seriado e filmes :)

Felipe Passarelli said...

Ahh me esqueci de perguntar, alguem vai nos Mutantes, Pet Shop Boys, Placebo, Keane e Aerosmith/Velvet Revolver???

:)

Sandman said...

eu nunca achei o the shins essas coisas...acho q tenho q escutar mais :)
das bandas q estao no top americano a que mais gostei foi o The decemberists :)

Rocha06 said...

Eu discordo do Felipe nesse ponto. Acho ruim essa saturação de bandas novas. E não acho que é preciso ouvir 5 cds por dia pra ficar "ligado". Se você é critico de música, ok, então esse é o seu trabalho. Mas, quanto ao resto, acho que você ouve aquilo que mexe com você, e não só porque é novo.
Eu, por acaso, tenho ouvido uma coletânea do The Doors. Não conhecia muito sobre eles e acabei me apaixonando por algumas músicas. Também tenho ouvido muito a trilha do Trainspotting, clássico.
The Decemberists, The Shins, todas essas bandas rock-dance do UK...ando meio por fora. Ouvi a nova do Shins e achei legal, nada de mais. Tô querendo ouvir a música nova do Modest Mouse, mas nem peguei ainda.
Não se, de repente sou eu que tô ficando muito lento...

Rocha06 said...

Aerosmith vai tocar junto com o Velvet Revolver? Po fala isso não...acho o Velvet uma porcaria (apesar de gostar do Scott Weiland)

Calvin said...

Eu tô na dúvida se vou nos Mutantes ou no Nando Reis (eu gosto, não me apedrejem). Tem também um lance lá no sesc copacabana chamado desvios onde ontem teve chelpa ferro com monoaural, e vai ter mais coisas hoje , amanhã e semana que vem. Não sei se é legal, mas fica a dica.

E um dia assisto Twin Peaks, hehe. Gostava de xis-filés e de seriado só to assistindo 24 hs. Esta temporada não tá tão legal qto a anterior, mas o final da quarta hora foi arrasador (sem spoiler, vai que alguem aqui ainda assista)

Calvin said...

Ah, eu gosto de curtir música.. tô apreciando cada vez mais o !!! novo, deixei até o lcd e o arcade fire (acabei só gostando de intervention mesmo) de lado. Então prefiro ouvir eles mais vezes e apreciar... Claro, ouço outras coisas, mas não com essa obrigação, não é minha profissão é meu prazer. Ontem tava ouvindo Bois de Gerião e Coquetel Acapulco, skazinho é legal pra contrabalancear com disco-punk, hehe.

Calvin said...

Aliás, ontem eu ouvi um monete de coisas, pq agora pode botar vídeo no orkut então saí colocando uma porrada de coisa: specials, at the drive-in, chico buarque, móveis coloniais de acaju, mano negra com jello biafra na eco 92, etc, etc.
(ok, chega)

tom said...

eu procuro ouvir tudo o q vcs citam aqui, mais o que me cai no caminho (ja ouviram a freak folk joana newson, p ex?). mas tudo é muito derivativo hj em dia, muito deja ouvido. prefiro fazar uma boa peneirada e so falar do que importa. sair citando bandas e nomes a torto e direito nao é a minha, nunca foi. assim como o rf nunca foi uma pagina só de musica

Calvin said...

(eu disse chega, mas só mais um complemento)
Justamente o barato do RF e de outros blogs/publicações é pinçar o que eles consideram mais interessante de tudo que está aparecendo, seja de música, filmes, seriados, quadrinhos. E gosto também do fato de não rolar muito aquela coisa de "olha só, eu falei antes de todo mundo" como acontece com outros colunistas/jornalistas.

Vander said...

valeu tom,

gosto de pesquisar musica nova pq descobri q nenhum critico ou revista bate exatamente com seu gosto pessoal, ha zonas de convergência mas o gosto é muito pessoal,

agora eu me pergunto se a garotada "update" de hj conhece os clássicos (bowie, beatles, lou, roxy, talking heads,clash,etc) pq esses caras não foram de minha geração mas fazem parte de minha vida em outro momento, já estive tao ligados neles quanto hj estou no arcade fire

lembro q quando cheguei em SP, uns 12 anos atrás, tava com 25 anos e conhecia pouco de rock, aí fui na galeria do rock e por causa da bizz acho, comprei o bowie ziggy e hunky dory e fui pra casa, pirei, e voltei na outra semana pra comprar mais uma leva do bowie. Na época nem sabia de discografia, fases,e tinha vergonha de pronunciar os nomes, aí apontei pros discos Low e heroes e pedi pra levar pq tinha gostado dos outros. Nisso um tiozinho (com minha idade de hj, rs) chega pra mim e fala: "Olha, os discos do Bowie sao bem diferentes, e talvez vc nao vá gostar desses" e me deu uma aula de história de rock, incluindo patty smith, velvet e por aí foi,

mesmo assim levei os discos do bowie e detestei mesmo, rs - o camaleao me fez gastar uma grana por causa de dois discos excelentes

mas aprendi que o rock tem uma história por trás, existem suas fases, suas figuras, e acho que 90% das bandas de hj não serao lembradas em 10 anos,

Rocha06 said...

Aliás, boa essa do RF de hoje sobre cosplay (é assim?). Nem tinha me tocado que a Madonna usou uma roupa dessas nesse clipe de Jump...
Tom, eu ouvi a Joanna Newsom...folk-freak total. Acho que é uma dessas que ou você ama ou odeia. A voz dela me incomodou um pouco, mas é inegável que ela tem talento (ou é meio maluca).

fabio fernandes said...

concordo plenamente com o vander, "90% das bandas de hj não serao lembradas em 10 anos", ou seja, prá que perder tempo feito um alucinado em baixar tudo que tem na rede, se nem metade presta ? é melhor focar, filtrar/peneirar antes de atirar primeiro e perguntar depois.

e que o rf sempre procure falar de outros assuntos, além de música !

ah, e quem ainda não sabe,
16/02 tem dj hell no circo voador.

tom said...

ha dez anos, nessa data (02/02), era um sabado ou domingo a tarde, nao lembro bem, qndo soube da morte do chico science, quando ia pro centro de convenções de recife, onde iria rolar um show da nação. ele tava de carro, um fiat, que bateu num poste. soube da noticia primeiro por um jogo na bandeirantes, que o narrador parou pra dar a noticia, automatico, sem nem saber do que se tratava. eu andei nesse carro do chico, meses antes qndo tive em recife prum abril pro rock. ele e paulo andre foram meus cicerones na cidade. fora isos, dizer mais o q? morto ou vivo, o cara era genial...

bruno lima said...

fala tom

po eu tenho ouvido muitas coisas em inglês mas tb em outras linguas como por exemplo : mano negra, gustavo cerati (ex soda stereo), elista (parece placebo cantado em francês), la oreja de van gogh, kinky, molotov, cafe tacuba, catupecu machu, julieta venegas, erica garcia, rammstein mas tb tenho ouvido o muse e tb uma coletânea do cee-lo (gnarls barkley).

valew

abs.

wozhangwei said...

Very good article,I prepared a very good gift for you, please visit my blog, The best browser fo you in History

Rocha06 said...

Ah Vander, eu te entendo. Mesmo sendo fã inveterado do Bowie, a chamada "trilogia de Berlin", que inclui o Low, Heroes e o Lodger, é meio difícil mesmo. Eu gosto, mas não do mesmo jeito que gosto de outros dele. Inclusive o último cd que ele lançou, Reality, é excelente.
Pena que a maioria dessa galera que curte as bandas do momento nem deve saber quem é o Bowie...talvez só por Modern Love e Let's Dance (que é só o que toca dele por aqui até hoje)

Rocha06 said...

Aliás tem disponível no Youtube um trecho da participação do Bowie naquela série nova da HBO, Extras...recomendo, é hilário

tom said...

a ultima vez que o bowie teve aqui foi num metropolitan meia-boca, só para fas mais velhoes e imprensa. esses emos q escutam placebo nem tem ideia de quem seja o cara, q é a maior influencia do brian molko. eu, q n gosto de tietagem, nao resisti e tirei uma foto (coletiva, com ele, outros jornalistas e a mulher dele, a modelo iman) pra posteridade

tom said...

LEMBRETE: DOMINGO, NA PRAIA DO LEBLON, ALI PERTO DO CANAL DO JARDIM DE ALAH, VAI ROLAR UM SOM DE CINCO DA TARDE AS NOVE DA NOITE. ESTAREI LÁ, JUNTO COM LEO JANEIRO (HOUSE), COBRA (TECHNO) E LABRA (TRANCE) LEVANDO UM SOM ELECTRO ROCK PARA O FIM DE TARDE(HOT CHIP, KLAXONS, RAPTURE ETC). APAREÇAM, PQ É DE GRAÇA. DA ATE PRA IR PASSEAR O CACHORRINHO...

Calvin said...

Bruno, esse do cara do Soda Stereo é legal? Eu gostava de Soda Stereo.

Viva Chico!!!!

Tom, se vc não tocar Klaxons é capaz até de eu aparecer, heheheheheheh (tô brincando)

fabio fernandes said...

eu não pude ir a este show do bowie no metropolitan, fui na apoteose em 89 (ou 90?) na sound & vision tour, que infelizmente no brasil só se limitou a sound ...
mas foi emocionante ver a lenda viva ali tão pertinho !

:: Fräulein :: said...

Tom, eu quse não assito a séries, e gostaria de saber se atualmente passa alguma interessante na tv, tv por assinatura e tal... quem souber, me aviza, ehehe
E essa desperate housewives passa onde? ainda está passando?
Bj,

nelson soares said...

Pô Bruno! Cafe Tacuba é excelente!

Não sei se você conhece, mas vale a pena ouvir também Sergent Garcia...

A minha trilha de ano novo foi "off english", 6 horas sem parar...

NA CIDADE

JULIANAS:

casas & shows: Circo Voador 18 – Metá Metá / Rakta 19 – Roberta Sá  20 – Testament (EUA) 25 – Johnny Hooker 26 – O Baú do Raul – 25 Anos: Marcelo Nova / Mauricio Baia / B.Negão / Chico Chico / Karina Buhr / Rick Ferreira / Vivi Seixas

Fundição Progresso 18 e 19 – Novos Baianos 25 - Mitchell Brunnings (HOL) / Orquestra Brasileira de Música Jamaicana 26 – Festival RapRJ 7: Cone Crew Diretoria / Luccas Carlos / Froid / 1Kilo / ADL – Participação: Ducon / Modestiaparte – Participação: Liink & Buddy Poke

Teatro Rival 18 – Festa La Cumbia 19 - Afrojazz - Participação: Larissa Luz & Jesuton 23 - Michael Sweet (Stryper) & John Schlitt (Petra) 24 - Júlia Bosco & Emerson Leal & Gustavo Macacko – Participação: Mart´nália & Simone Mazzer 25 – Alma Thomas 26 – Jay Vaquer 50 meia Setor A, 40 meia Setor B, 30 meia Lounge 30 – Cabaré Diferentão

Teatro Riachuelo 29 – Paulo Ricardo Teatro Odisseia 18 – Ordinária - Baile do Lindote: Molejo 24 - The World is a Beautiful Place & I am No Longer Afraid to Die / gorduratrans / E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante  26 - Esteban Tavares / Sheffield 

Vivo Rio 18 - Postmodern Jukebox (EUA)  19 – Barão Vermelho 20 – Roy Hargrove & Roberta Gambarini 25 - Jacob Collier (ING) 

Baratos da Ribeiro (Botafogo) 19 – Vespeiro: Marcelo Perdido / Real Sociedade / O Branco e o Índio 26 - Vespeiro: Tacy de Campos / Jonnata Doll & Os Garotos Solventes

Estúdio Hanói (Botafogo) 18 - Nativity in Black Fest: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  19 - Festival Nativity in Black: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  27 - Back To Hanoi Metal Fest: Forkill / Unmasked Brains / Evil Inside / Savant  30 - Rectal Smegma (HOL) / Uzômi / Baga  Audio Rebel 16 – Quintavant: Thiago França: Sambanzo 17 – Quintavant: Thiago França: Space Charanga Quarteto 18 - Jair Naves & Britt Harris / Kasparhauser 19 – Quintavant: Ava Rocha 20 - Homenagem a John Coltrane (Widor Santiago, Sergio Barrozo, Adaury Mothé, Didac Thiago, Roberto Rutigliano) 23 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Bella, Thomas Rohrer, Cadu Tenório, Antonio Panda Gianfratti 24 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Thomas Rohrer, Antonio Panda Gianfratti 30 – Quintavant: AJJA (Pedro Calmon & Alex Frias)

Espaço Sérgio Porto 18 - Marcio Lugó / Capela  24 - Mulheres de Buço 25 - Whipallas 31 - CEP 20.000

Sala Baden Powell 16 - Donatinho: Homenagem a João Donato - Participação: Ithamara Koorax, Wanda Sá, Cris Delanno, Amanda Bravo, Ricardo Silveira 19 - Quarteto do Rio 23 - Lúcia Menezes 26 - Marcel Powell - Homenagem a Baden Powell - Participação: Thais Motta, Ithamara Koorax, Gabriel Aquino, Amanda Bravo, Dilma Oliveira 27 - Dorina Canta Aldir Blanc 30 - Eliana Pittman

Theatro Net Rio 16 – Laila Garin & A Roda 22 – Paulo Miklos 12/09 Simone Mazzer

Beco das Garrafas Casa de Cultura Laura Alvim 09 e 10 – Festival Levada: Luísa Maita 15 – Katerina Polemi 16 e 17 – Festival Levada: Apanhador Só 23 e 24 – Festival Levada: Bruna Mendez 30 e 31 – Festival Levada: Tamy

Teatro Ipanema 15 - A.Nota: Sambas do Absurdo (Juçara Marçal & Rodrigo Campos & Gui Amabis) 16 - Aíla (PA) – Participação: Posada 17 - Ana Frango Elétrico / Thiago Nassif 18 - Amora Pêra 22 - A.Nota: Marcelo Vig & Marcos Suzano

Teatro Café Pequeno 17 - Lu Dantas & Natália Boere 24 - Marcos Oliveira 31 - Filtra

Metropolitan 24 – Hanson (EUA) 26 - Lindsey Stirling (EUA) Teatro Bradesco 18 – Leo Jaime 24 – Almir Sater

Teatro Municipal de Niterói 18 e 19 – Roberta Campos 22 – Clube do Choro Homenageia Noel Rosa 24 – Quarteto do Rio

Planet Music (Cascadura) 18 - Torture Squad / Hatefulmurder / Reckoning Hour / Warcursed  19 - Black Days (SP) / Sheffield / Amsterdan / LaVille  26 - Festival Invasão Underground 2: Inversa (SP) / Maieuttica / Adrift / Tormentta / The Last Whale 

Imperator 16 - Quartas Brasileiras: Tia Surica - Tributo a Clara Nunes - Participação: Nilze Carvalho, Ana Quintas, Mariene de Castro 22 – Jazz Pras Sete: Folakemi Duo 23 – Maurício Mattar – Participação: Alexandre Pires 24 - Homenagem a Dalva de Oliveira: Amelinha, Zezé Motta, Dóris Monteiro, Leny Andrade, Rita Beneditto, Áurea Martins, Agnaldo Timóteo, Simone Mazzer, Zé Renato, Eliana Pittman, Rosa Maria Colyn, Luciene Franco, Ellen de Lima, Ataulfo Alves Jr, Gottsha 30 – Agnaldo Timóteo 31 – Samba do Imperator: Grupo Arruda, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Arlindinho

Centro de Referência da Música Carioca Artur da Távola (Tijuca) 16 – Coletivo Samba na Rua 17 – Quinta Instrumental: Jimmy Santa Cruz 18 – Victor Mus 19 – Danilo Caymmi 23 – Fábrica Nômade Sonora 24 – Quinta Instrumental: Carlos Café 25 – Laura Zennet 26 – Quarteto do Rio 30 – Projeto Vitrola

FM Hall 23 – Manu Gavassi (grátis) 29 – Illy (grátis)

La Esquina (Lapa) 17 - Red Mess / Blind Horse / Stoned Jesus 24 – Mobile Drink

Smokey Rio (Lapa) 19 – Festa Rio Vinil Clube 26 – Bel Almeida Ganjah (Lapa) 18 – Duda Brack & Thiago Ramil 23 – Festa HempFyah: Rafyah Dread & Hempfield DubLab / Lion Dornellas / André Pfefer / Tagu Selectah Vibration 25 - Azul Casu & 3 du Mar

Casa de Baco (Lapa) 17 – Gafieira Pé de Louro 19 – Relógio de Dalí 24 – Joyce Cândido

CCBB 18 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pato Fu / Céu – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 20) 19 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pedro Luís & A Parede / Tom Zé – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 10)

Quintas no BNDES 17 - Byafra: 35 Anos de Sucesso 24 - Luiza Borges 31 - Tarita de Souza

Circuito SESC 16 – Copacabana: Philippe Baden Powell & Quarteto Ludere: Baden Powell 80 Anos 18 – Niterói: Clara Gurjão 26 – Engenho de Dentro: Clara Gurjão Circuito SESI 26 – Duque de Caxias: Tiê 25 – Jacarepaguá: Tiê _____________________________________________________________

mixx: 18 - Carmen Blues – Bar Kunin / Vila Isabel 18 – Sara & Nina – Olho da Rua / Vila Isabel 18 - Ronaldo Diamante – TribOz / Glória 18 - Wake the Dead Festival: Surra (SP) / Rats / Der Baum (SP) / Nove Zero Nove – Clube Mageense / Magé 18 – RaggaBrass – Boulevard Olímpico / Praça Mauá 18 - O Rappa - Tour de Despedida – Quadra da Grande Rio / Duque de Caxias 19 - Insurgente Rock Festival: Maieuttica / Ágona / Born2Bleed / Melyra / Forkill / Negah – Caixa de Surpresa / Bangu 19 - Breaking Bad - A Festa: Cervical / Controle / Mau Presságio – Buffallos Bar / Méier 19 - Festa RapSoul 5 Anos: Rael – Armazém / Praça Mauá 19 - Akira Presidente – Espaço BF / Mesquita

20 - Caxias Hell Festival: Velho / Justabeli (SP) / Dark Tower / Gutted Souls / Unnature / Vicious – Lira de Ouro / Duque de Caxias 25 - Bloco Fanfarra D´Águas – Praça das Nações / Bonsucesso 25 - Rogério Caetano - Participação: Hamilton de Holanda – Eco Som / Botafogo 25 - Arraiá do Bloco Vem Cá, Minha Flor – Feira de São Cristóvão

LEO JAIME LEO "GUANABARA" JAIME Com mais de 30 anos de carreira, Leo Jaime experimenta momentos de grande intensidade em sua vida profissional. Além da obra consagrada, como cantor e compositor, o artista está sempre atuando em novos projetos. Humor, interpretações arrebatadoras, inteligência e versatilidade são as marcas deste artista que apresenta ao publico carioca, no dia 18 de agosto, no Teatro Bradesco Rio, o espetáculo “Leo “Guanabara” Jaime”. No show ele relembra seus grandes sucessos musicais e as histórias por trás das canções e dos bastidores do Rock Brasil

PROGRAMAÇÃO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):   07/09 - Quinta-feira 20:00 Maceo Parker 22:30 Maceo Parker   08/09 – Sexta-feira 21:00 Maceo Parker 23:30 Maceo Parker   09/09 – Sábado 21:00 Sergio Mendes 23:30 Sergio Mendes   10/09 – Domingo 20:00 Sergio Mendes 22:30 Sergio Mendes   13/09 - Quarta-feira 20:00 Jaques Morelenbaum convida   16/09 – Sábado 21:00 Baby do Brasil 23:30 Baby do Brasil   17/09 – Domingo 20:00 Baby do Brasil 22:30 Baby do Brasil   20/09 - Quarta-feira   20:00 Jaques Morelenbaum convida   27/09 - Quarta-feira 20:00 Anne Paceo 28/09 Quinta-feira   20:00 Orquestra Atlântica 22:30 Orquestra Atlântica    Outubro   04/10 - Quarta-feira 20:00 Ala.Ni 05/10 – Quinta-feira 20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  06/10 – Sexta-feira 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    07/10 – Sábado 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    08/10 – Domingo  20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  11/10 - Quarta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    12/10 – Quinta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

ULTRA BRASIL ANUNCIA A PHASE 1 DE SEU LINEUP PARA A EDIÇÃO 2017: ADAM BEYER, ALESSO, ARMIN VAN BUUREN, DAVID GUETTA, JAMIE JONES, JOSEPH CAPRIATI, SASHA & JOHN DIGWEED e THE MARTINEZ BROTHERS SERÃO HEADLINERS FESTIVAL ACONTECE NOS DIAS 12, 13 E 14 DE OUTUBRO NO SAMBÓDROMO DO RIO

_______________________________________________________ CURSOS DE AGOSTO no Estação NET Botafogo    - História do Cinema Independente Brasileiro, com Cavi Borges    - Ancine e o fomento ao audiovisual brasileiro, com Julio Augusto Zucca    - Cinema Afrodisíaco? O sexo na tela, com Dodô Azevedo

Circuito Estação NET de Cinema e Cinemateca do MAM apresentam: Exposição CINEMA EM CASA: Equipamentos do acervo da Cinemateca do MAM. A partir de 23 de fevereiro, no Estação NET Botafogo de 23 de fevereiro a 23 de agosto 2017 Horário de visitação: 14h às 22h Entrada franca

DISTOPIAS BRASILEIRAS NO CINEMA A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 15 a 27 de agosto de 2017, a mostra cinematográfica Brasil Distópico, que traça um panorama da produção nacional sobre as distopias. Para a programação, os curadores Luís Fernando Moura e Rodrigo Almeida selecionaram 37 curtas e longas-metragens que imaginam diferentes futuros sombrios para o país, entre clássicos da ficção-científica brasileira e obras menos conhecidas.  Na programação, filmes como O quinto poder (1962), de Alberto Pieralisi, e Brasil ano 2000 (1969), de Walter Lima Júnior. Outras incorporam as convenções da ficção científica, encenando a ameaça nuclear e o colapso do planeta, como Parada 88: o limite de alerta (1978), de José de Anchieta; e Oceano Atlantis (1993), de Francisco de Paula. Há, ainda, aqueles que instalam o cinema de gênero em imaginários locais do Brasil, como é o caso de Abrigo nuclear (1981), de Roberto Pires; e Areias Escaldantes (1985). ESTE ULTIMO, TRAZ NO ELENCO, VARIOS NOMES E BANDAS DO ROCK BRASIL DOS ANOS 80, COMO LOBÃO, TITÃS, E TEMA-TITULO DE LULU SANTOS.

DEIXA NA RÉGUA: O filme estreia no dia 10 de Agosto no INSTITUTO MOREIRA SALLES com sessões às 16h e 20h e no CINE SANTA com sessão às 17h10. Deixa Na Régua. Direção: Emílio Domingos. Produção: Osmose Filmes. Documentário. Brasil. 73 minutos.

COM SESSÕES LOTADAS EM ALGUMAS CIDADES, UCI ABRE MAIS SALAS PARA “DAVID GILMOUR: LIVE IN POMPEII” E AGORA APRESENTA A EXIBIÇÃO EM XPLUS  Ingressos já estão à venda e o público poderá conferir o show também com o poderoso som Dolby Atmos em 360º



BLITZ AO VIVO: No embalo do lançamento do álbum 'Aventuras 2', Evandro Mesquita e sua Blitz finalizam seu quarto DVD, gravado no Circo Voador em abril, para lançamento em outubro. A banda está a todo vapor, com presença confirmada no próximo Rock In Rio e tem turnê pelos Estados Unidos confirmada em fevereiro de 2018

FESTIVAL DE CINEMA DA NOVA ZELANDIA

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers