Pages

Friday, January 26, 2007

CSS VS LCD


O QUE EU TIVE EM EXCESSO DE FILMES NAS MINI FERIAS, FALTOU EM MUSICA. SO OUVI, DIRETO, SEM PARAR - E CONTINUO -, O NOVO DISCO DO LCD SOUNDSYSTEM E A VERSAO INGLESA DO CANSEI DE SER SEXY. O CD GRINGO DO CSS EH BEM MELHOR DO QUE O Q SAIU AQI, PQ SO TEM AS FAIXAS BOAS, EH ENXUTO. SAHO APENAS DEZ FAIXAS (INCLUINDO UMA ABERTURA, "CSS SUCKS!") E PAU DENTRO. AQUI ERAM 16 E EU PULAVA BEM UMAS CINCO. SO SENTI FALTA DA BREGUINHA "SUPERAFIM" (QUE PARECE UMA MUSICA DA KELLY KEY), Q PODIA TER VINDO COMO FAIXA-BONUS. JA O NOVO DO LCD CONSEGUE A PROEZA DE SUPERAR O ANTERIOR. EM TUDO. TEM MAIS VARIEDADE MUSICAL, AS LETRAS SAO MUITO BOAS ("SOMEONE GREAT" EH UMA EXCELENTE DOR DE CORNO), MAS, NO FUNDO, NAO DEIXA DE SER UM DISCO DO LCD. JAMES MURPHY EH REALMENTE UM GENIO DA MESA DE SOM. TA FALTANDO ELE AQUI NUM TIM FESTIVAL, JA QUE O LCD TEM CONFIGURAÇAO DE BANDA. E VCS, O Q ACHAM?
*meu tecaldo ta maluco, dai a falta de acentos e a gritaria geral (rs)

36 comments:

Vander said...

O LCD já não teve a pouco por aqui?
Acho que teve no skol beats antes do primeiro disco, de qq forma tá valendo o retorno

Achei nota 8 esse novo, o que é ótimo, agora essa someone great me parece uma banda dos anos 80 mas nao lembro qual, será toto?, rs, As que me viciaram foram north american scum, new york e all my friends, só acho q as musicas poderiam ser um pouco menores, a maioria bate nos 7 min,

superafim eles cortaram pq era da outra vocalista que saiu do CSS, gosto deles pq tem boas melodias e sao engraçados mas o bonde do role é de morrer, nem com apadrinhando do triplo,

e mais 3 discos bons: Good, bad, queen, Clap your hands e Klaxons, os dois primeiros são impressionantes pela produção (mouse e fridman) e o klaxons é bem legalzinho

bruno lima said...

OS DOIS PODERIAM TOCAR EM UM DIA COM CERTEZA E SE CHAMASSEM TBM OS KLAXONS, SERIA PERFEITO.

OUVI O SOME LOUD THUNDER DO CHYSY E ACHEI MUITO FRACO. IGUAL AO ANTERIOR.

ABS GALERA

Felipe Passarelli said...

Fala Mr. Lion! Grrrrrrr! hehehe

Finalmente, chegamos a um consenso!!

Com certeza, o CSS Gringo é bem melhor que o nacional, totalmente viciante e BEM melhor sequenciado que a versão nacional (que já meio que deixei pra tras).

Esse album, é tão viciante, mais TÃO viciante que não consigo parar de ouvir sequer uma semana desde o lançamento em Julho do ano passado.

CSS está nas minhas top tracks do last fm, e é a banda numero um nos artistas em geral, deixando pra tras as minhas outras favoritas, tipo subiu que nem um furacão, vai acontecer com o Klaxons daqui a pouco, não paro de ouvir o album, não teve uma pessoa que não tenha gostado do novo album deles, até as mais esnobes!

Meu top 10 tá assim só pra ter noção:

1 CSS 493
2 Of Montreal 455
3 Sonic Youth 440
4 The Smashing Pumpkins 424
5 Radiohead 421
6 Cat Power 417
7 Pavement 416
8 The Decemberists 392
9 My Bloody Valentine 390
10 R.E.M. 342

(Os numeros são quantas musicas eu ouvi de cada banda desde Junho do ano passado)

A abertura com CSS Suxx, é uma das melhores entradas que já ouvi em um album, depois é só bomba atrás da outra, e imagine você, que o disco foi preparado as pressas pela galera da sub-pop.

Uma banda, que no começo do album se auto-titula como uma merda, é tão punk e diferente, que no final é o "cool" da questão. Ventos sopram a favor deles. Podiam ser de onde for que eu ia amar. Sem querer acharam a fórmula do sucesso.

E gringos chegados, ainda reclamam por não terem colocado as musicas em português, todos tem os MP3's e sabem cantar tudo, é impressionante.

Me lembro da entrevista que você fez com eles tom, ainda mostrando a Lovefoxxx loira, aquela foto classica.

Lembro também que vc perguntou sobre a fama de eles não levarem a sério a banda e alguém respondeu tipo: "Todos os virtuosos estão falidos", algo assim. Foi até no dia que eles se apresentaram na Melt, histórico.

Esse album que coloquei o link esta em VBR ainda (outra questão que ainda vamos falar muito, que é o bitrate variado, que quando ripado, equilibra o som em varios bitrates, assim não perde a característica original do CD, o CVR (128kb/s, 192kb/s 160kb/s, etc) perde-se grande qualidade do som gravado em MP3).

Hoje já estão utilizando outro formato, o FLAC, que é infinitamente melhor, mais também um album de 60mb fica em 700mb, por enquanto não rola entre os normais.

O LCD, pra mim, rodou a baiana e deu a volta por cima, nunca gostei do primeiro album na verdade, somente de Tribulations e DP is play at my house. O show do Skol Beats foi OK, tem que ser no Tim mesmo, agora sim eles engrenaram legal e colocaram o punk disco na cena, muito bem feito, prefiro assim, musicas longas e trabalhadas deles a pequenas.

Eles já são grandes, são da DFA, fazem mil remixes, tem vários projetos paralelos ao LCD, enfim, é a cabeça pensante eletrônica amercana atualmente.

Ele e o Timbaland, quando tocam em algo transformam em ouro (Justin, Nelly). Timbaland tá pra lançar finalmete o album dele, com a partcipação de todos os artistas que ele produziu, promete heim.

E falando em produtor, Brian Eno vai produzir o novo do Coldplay, tomara que saia coisa boa! Descobri o cara esse ano, tem albuns excelentes, fora albums marcantes como o do U2 e Talking Heads na bagagem.

É isso ai tom, LCD e CSS na cabeça, a melhor mistura de intorpecentes pra uma noite bem sucedida.

OBS: Tom, eles estão em São Paulo, será que você não consegue um papo com eles ou algum deles aproveitando que eles estão aqui?

Lovefoxxx tocou no Milo ontem.

Tem uma questão que rola no mundo índie, que parece ser boba, mais é essencial:

Agora eles se chamam somente CSS ou Cansei de ser Sexy?

Pq ficando a mesma coisa, na pratica, eles vão ser duas bandas diferentes, ou vou ouvir e vai registrar lá CSS ou Cansei de ser Sexy, me entendeu?

Lá no last Fm tem os dois, mais parece que eles são só CSS mesmo, pelo menos no cartaz do coachella, no album da Sub Pop, e no site eles estão assim.

Se pudesse arrancar essa questão ia ser crucial!

Abraços tom!

Felipe Passarelli said...

oops olha eu de novo!

Vazou o Neon Bible, finalmente!!!

Arcade Fire não decepcionou mesmo, tá muito bom.

http://tinyurl.com/22byn9

Enjoy!! :D

tom said...

sim, o lcd ja esteve num skol beats e o murphy veio como dj no unico sonar q rolou em sp ha uns dois anos. mas falta o rio ou outras cidades, tipo uma mini turne com o apoio do tim fest. ainda esta em negociação, mas parece q o css vai tocar numa mega festa aqui no rio em março, q vai ter uma pista eletronica e outra de rock. qndo confirmar, aviso

Felipe Passarelli said...

Eu também adorei o TGTB & TQ, mas a crítca mundial meio que meteu o malho, achou mediocre e tals.

Eu adorei principalmente por ser bem parecido com o "Think Tank" do Blur (pra mim o melhor album deles, sério)

Valeu :)

PEDRO BAMBAATAA said...

lcd sound system realmente está acima da média, tom...

Eles já mostravam no primeiro disco que tinham um potencial
muito grande, com um mix punk
disco...

já o CSS,
não ouvi, por isso não posso opinar...

apesar de há tempo bandas nacionais não me mostrarem nada de novo... vou ver qual é a desse grupo "CCS", pois vejo que tem
uma torcida forte aqui na "cova"
e na midia alternativa...

no mais, voltei a voltar a ouvir "deep house" ...
entrei no site da naked music
selo maravilhoso de Bruno Ybarra)
e vi que o Blue Six
lançou o disco com o nome curioso de "tropicalia"... acho que os caras andaram por salvador...
bem legal o cd-single que lançaram...
acho que ainda estou tomado pelo
set de Miguel Migs no Rio...

Abraços!

Sandman said...

pedro, eu tb tinha mo preconceito em relacao ao css (isso desde da epoca em quem eles eram apenas um fotolog rss)
acahava q era mta moda e pouco som.mas depois fui ouvir o som da banda e tb me viciei.
obvio, vc nao pode levar mto a serio, mas tenho q assumir que o grupo tem talento pra fazer musica pop.e as letras sao meio sarcasticas e falam do mundo pop, bem legal.
e realmente a musica superafim eh um classico..hahaha

fabio fernandes said...

sou mais um "fã número um" do cansei/css (ou qqer que seja o nome deles, a ordem dos tratores não altera o barulho ...) e só discordo de uma coisa, tom, eu adoro a versão nacional do cd, tudo bem, a gringa pode ate ser melhor, mas tenho um xodó pelo cd da trama ...
o único porém é o fato de eles quase não tocarem aqui no rio, mas aí não é tanto culpa da banda.
pelo menos, parece que eles se apresentam no ccbb, no segundo semestre deste ano, o que já promete ser um dos eventos do ano.

cansei, ao lado do bonde do rolê, bonde das impostora, comunidade nin-jitsu, dj chernobyl ... prá mim, este é o melhor que há no brasil, em termos de som, nos últimos dois anos ...

tom said...

comecei a ouvir o neon bible, do arcede fire. so fui ate a faixa cinco, mas ja ta descendo muito bem. mas as vzs o win ta lembrando bastante o jeito de cantar do ian mcculloch doe cho & the bunnymen

fabio fernandes said...

por mais que eu não suporte o coldplay, eles não mereciam ter como banda de abertura este tal de papas da língua ... isso é castigo !

Calvin said...

Tô aqui ouvindo o LCD, neste momento ouvindo All My Friends e até agora tá melhor que o primeiro CD. Assim como o que eu ouvi do Arcade Fire (metade das músicas) tô achando melhor do que o primeiro CD que não gosto tanto, só gostava de laika e rebellion. Desse novo gostei de intervention. Ouvi também sem prestar atenção o !!! e me pareceu bonzinho. Nenhum desses me parece próximo de "álbum do ano", mas de repente preciso ouvir melhor eles.

Era muito estranho o CSS na época do fotolog pq eles meio que tinham orgulho de dizer que os shows eram ruins, e depois que quiseram fazer a parada a sério, se irritavam com quem ainda tinha a impressão que eles passavam no fotolog. Eu gosto do CD, a versão internacional é melhor, agora a produção, a sonoridade da coisa me lembra muito aquele CD do Supla, o Charada Brasileiro. E isso é um elogio, hehehehehe, eu gostava daquilo. Numa das músicas o Supla gritava PUNK FUNK e veja o mundo agora.

CSS deve ser um show divertido pelo menos pro causa da lovefoxxx. Falando em show, alguém foi no Móveis Coloniais de Acaju no Humaitá Pra Peixe? Aquilo sim foi diversão, nunca vi o HPP tão cheio, teve Bnegão e Gabriel Thomaz cantando 1 2 3 4 do little quail com o Móveis. Móveis que pra mim atualmente é a melhor banda nacional no quesito shows.

PEDRO BAMBAATAA said...

valeu SANDMAN, em função de sua dica vou ouvir com boa vontade
e grande expectativa, o som do
CSS... sabe o que é, já ouvi
muio roque en rouul(tenho 43 anos amigo) e atualmente
nenhum grupo, dito de "rock"
tem me mostrado algo novo...

acabei de ler o post do tom leão
comentando o cd do arcade fire... e
ele falou do da semelhança do com os "the bunnymen"... pior (sem sacanagem!) que já tinha visto
algo semelhante na sonoridade da banda...

mas tudo bem.... vou ouvir tb para dar meu veredito...

mas isso que é legal aqui no blog... a "SANTA DIVERGENCIA"
... ela é um verdadeiro filtro para
nós coveiros do que é ou não
bom para se escutar...

abraços a todos os coveiros e a tom leão!

tom said...

como eu tava de prantao no grobo, nao pude ir no fecho do hpp (nunca vi os acaju ao vivo) e tbm nao deu pra ir no matsyahu. alguem ai foi e pode contar aqui pra gente? enquanto isso, baixei o klaxons e vou ouvir no decorrer do periodo, como dizem os meteorologistas...

Sandman said...

nem me fala nesse show do moveis.
falei a semana toda aqui no trabalho,em casa e ja tinha combinado com o meu amigo e estava tudo certo.

so que como sou carioquissimo da gema,tive um brilhante raciocionio
"pow, show sabado e ainda por cima no verao...deve comecar lah pelas 23 hrs " rssss
(o ultimo show q eu vi do moveis devia ser 1 hora da manha..2)

meu amigo um dia antes havia me falado "cara, eu acho q o hpp comeca as 19 hrs em ponto"
dai eu mandei "as 19 hrs? ta maluco...fica tranquilo que amanha a gente v isso)

resumindo, so descobri que o hpp comecava as 19 hrs, as 19 hrs de sabado...e acabei nao indo no show, que disseram q foi foda.
--------
esse single novo do Klaxons, Golden Skans, eh ou nao eh a melhor musica ano rsss
---
calvin,o show do css eh bem divertido mesmo.a love nao para 1 segundo.to loco pra ver denovo, pq nao epoca nao conhecia as musicas direito.foda que agora eles sao mainstream e dai nao dar pra ficar pertinho da love.
(alias, esse show tb comecou depois de 1 hora da manha rss)

tom said...

shows no sergio porto, em geral, seja hpp ou outros, começam sempre pontuais. ou, no minimo, com meia hora de atraso. isso pq houve um acordo com a vizinhança. antes, os shows iam ate mais tarde e incomodava a galera dos predios ao lado. agora tem esse acordo: show começa as 19 ou 20h em ponto. so teatro q pode rolar mais tarde pq nao tem som alto bombando. show de 19h q começa a 1h só no circo (rs)

fabio fernandes said...

aliás, o sérgio porto e o ccbb são os únicos lugares que respeitam horários de shows no rj ...

Felipe Passarelli said...

Fala Tom!

Não conheço essa banda móveis, já ouvi falar pelo nome bizarro e sei que ta ligado com o manguebit, facilidade de pegar eu tenho, mas como sempre minhas prioridades são as internacionais.

Ia no matsyahu mas desisti pq era 100 reais e não estava com o bolheto da faculdade, mas não fez falta não.

Falando de rock antigo, o legal de hoje é que você pode ouvir tudo que aconteceu no rock nessas ultimas décadas, e perceber como as bandas de hoje sugam as coisas antigas, tipo deja vu, vai ouvindo e se lembrando de varias coisas.

Meio que planejo uma meta de bandas pra serem ouvidas a cada semana, nisso já descobri Velvet Underground, The Stooges, The Kinks, T. Rex, The Jam, Neu!, Faust, PIL, Suede, Pulp, Maniac Street Preachers fora reggae roots que eu to começando a gostar mais.

Ai, ai, estou apaixonado pelo album do Klaxons, ouço umas 3 vezes por dia, mesmo já tendo todas as musicas antes quase, mais eles trabalharam nelas, dai ficou diferente das demos, algumas melhores outras piores. Já posso arriscar o melhor album do ano.

Arcade Fire eu gostei, mas não amei, gostei muito na nova versão de "No Cars Go". As pessoas estão dividas sobre Neon Bible, já o album do Klaxons é quase 100% aprovado pelas pessoas pelo que eu tenho visto em blogs, jornais etc.

Se na prática eles forem ao vivo como sao nos clipes, a peformance deve ser devastadora. Punk Psicodélico como li em outra coluna.

Golden Skans é uma das musicas do ano e o melhor clip do ano. Os remixes do Erol Alkan e do Digitalism são devastadores, pessoas famosas já estão remixando eles, já rola klaxons em todas as festas.

Hoje lançou na Inglaterra, vamos ver como a crítica vai levar isso, acho que vai ser muito positivo.

"Come With me, Come With me We'll Travel to Infinity"

Vander said...

Fala Tom,

eu pirei com o Arcade. achando até melhor que o funeral, melhores letras, mais delicado, e o Klaxons é bem legal também, mas agora só rola neon bible, várias vezes ao dia, rs.
depois da água fria do scissor tinha prometido não me envolver com nenhuma banda nova, não de dar o sangue, mas o Arcade é bom demais, pena que o show de sp foi fraco,

móveis coloniais eu vi um show e curti legal, bem malucos e diferente da linha charlie br

Calvin said...

Fabio, tá rolando uns shows no teatro ziembinski na tijuca e também estão respeitando o horário lá. Fui semana passada ver Katia Dotto, Cabaret e Djangos (ótimos shows) marcado pra 19 hs e começou 19:10! Tomara que isso passe a ser sintomático, quem sabe assim o público passe a ir nos shows. Até pouco tempo rolava muito de só amigo das bandas e pessoal que tem banda ir.

Felipe, Móveis não tem muito a ver com mangue bit, é mais uma coisa de fanfarra do leste europeu misturado com ska e o que mais puder ser aproveitado. Mutias referências no som, Karnak, Los Hermanos, mano negra, Brasov, specials. Costumam tocar take me out do franz (não tocaram no hpp) e mandam no meio de uma música glory box do portishead (essa tocaram). 10 malucos no palco fazendo uma festa divertida e esquizofrênica.

Aliás, o Turbo Trio que tocou antes do Móveis também foi bem legal. E o som tava de ótima qualidade o que ajudou. Só que ainda prefiro o Seletores de Frequencia, dentre os projetos do Bnegão.

bruno lima said...

to indo ver o show do toni cássia eller platão hj lá na gávea.

o cd dos klaxons e do arcade tem entrado bem nos dois lados do cérebro.

naum sei se vc já ouviu tom o cd da charlotte gainsbourg, parece q os caras do air tocam no disco.

valews. abs.

fabio fernandes said...

calvin:
um amigo comentou sobre este show lá no ziembinski, foi quarta, correto ? com esta trinca de shows, deve ter sido ótimo mesmo.

tenho ouvido algumas coisas do turbo trio e gostado bastante (b.negão é foda, desde juliette, funk fuckers, planet, seletores), mas ainda não conferi ao vivo, tô curioso.

nelson soares said...

Fala Tom!

Fui no Matisyahu. Além da oportunidade de ver um bom show valeu pra conhecer a casa...

Os coveiros que não foram por acharem caro deram bobeira... No início da semana mandei a dica do ingresso à R$30,00 na On the Rocks do Rio Design Leblon. Um parceiro trabalha lá e disse que até sábado à noite tinham uns 200 ingressos pra vender...

No show o cara mandou todas a músicas do "Youth" e mais algumas que não foram lançadas mas estão no "Live at Stubbs". Comparando os dois shows há uma considerável diferença de sonoridade da banda, o que é normal, já que o Stubbs comporta menos pessoas do que o VivoRio, além de ser praticamente uma espaço ao ar livre.

O cara têm boa presença de palco e você percebe que aquilo ali pra ele têm mesmo um forte caráter religioso. Eu por exemplo, sinceramente achava que a postura tava mais pra marketing. Mudei de opinião...

O momento "babação" rolou quando o cara chamou o Gabriel pra rimar no palco. Embora tenha sido meio caído, valeu pela empolgação dos dois e do público. Que por sinal, parecia em sua maior parte ser composto pela galera judaica jovem. Dava pra perceber que a maioria ali nunca tinha ouvido o som antes e só estava lá pela festa mesmo. No geral era um público tranquilo e da paz. Me chamou a atenção o monte de mulheres gatas, mais do que cuecas...

Quanto a casa, achei o som razoável, mas inferior ao Claro. Devem ter feito uns ajustes desde o New Order. Achei a pista pouco desnivelada, o que não ajuda os mais baixos. Minha mulher e algumas amigas praticamente viram o show nos telões...

No mais, pulei pra cacete e queimei o mesmo valor do ingresso em cerva...(5 pratas a lata! PQP!!!)...

Abraços

fabio fernandes said...

este novo show do toni platão é outro que tá na minha lista de prioridades desde o ano passado.

fabio fernandes said...

dica de saldão:
bem, é meio antigo, eu sei, mas se alguém ainda não tiver, o big beach boutique II, do fatboy slim, tá r$6,99 no carrefour !
inclusive, tá rolando uma mega liquidação por lá, tem vários dvd´s musicais, para todos os gostos, variando entre r$ 6,99 e r$14,90: seu jorge, pearl jam, scorpions, cypress hill, kid abelha, jetrho tull ...

e séries, muito, muito baratas:
algumas temporadas de charmed (r$49,90 cada), dos simpsons (r$ 39,90 cada), sex and the city (r$39,90), lost in space (r$ 49,90), a primeira temporada de mcgyver (r$49,90) ...

sorry, pela propaganda, tom :),
é que eu não sei ver uma liquidação dessas sem avisar os amigos !

tom said...

valeu a dica, fabio. ae, sabe me dizer duas coisas?: se a lost in space eh a primeira temporada?e se tem la sopranos season 4 e 5? valeu. o carrefour da barra, ne? (pq tbm tem em niteroi e tijuca)

Calvin said...

Fabio, o show no ziembinski foi na terça, acho que toda terça e quarta tem show lá.

E li no myspace do seletores que vai ter show deles em fevereiro no odisséia, só não lembro a data e no work não posso entrar no myspace.

Belas dicas hein!! DVD oficial por 7 conto, que beleza, e lá vamos nós, hehehehe.

Felipe Passarelli said...

Fala Tom,

Acho que tenho já uma opnião formada do novo arcade fire, que é médio.

Algumas musicas são pobre em letras e chatas mesmo, como a Neon Bible, The Well And The Lighthouse, Antichrist Television Blues and Windowsill.

Não tem a mágica de querer o album inteiro sem pular, meio que enjooei, isso que faz um album ser bom.

As 6 primeiras músicas são ótimas, mas depois eles se perderdem e só fica melhor no "The Cars Go e "My Body is a Cage".

Foi um disco muito capitalizado, teve telefone anuncios caríssimos, publicidade massissa e muita espectaviva, eles não são mais o mesmo arcade fire que vimos no Tim (nossa que sonho ver eles de pertinho)

Dou 6,5 pro album, eles podem fazem bem melhor do que isso.

Agora eles já são grandes demais, e o médio album não vai influenciar na vida deles, até pq está médio mesmo.

Já o CYHSY, com a ajuda do Friedman, fez um album propositalmente Lo-Fi, barulhinhos rústicos, e musicas realmente muito boas. Gostei bem mais.

Nessa briga toda aí, quem leva a melhor é o Klaxons, o porém do album deles é que é curto, mas assim como o CSS, tem 11 musicas, enchuto e uma porrada atras da outra, não tem musica ruim. Nem sei quem produziu, mas é tão pegajoso como o CSS da Sup Pop.

Taí minha opnião.

Tom você DEVE pegar o novo do Deerhoof e do Of Montreal, são surreais.

Deerhoof tem uma vocal japonesa tambem, tipo CSS, faz som art punk como YYY, e o album é fantástico.

Of Montreal é uma das melhores bandas do mundo, já tem quase 10 albums, e está excelente o novo. Tipo eles acabaram e voltaram esse ano, não deixe de ouvir esses albuns!!! Totalmente catchy, as letras lindas, barulhinhos incríveis e espaciais, ve se vocês pegam e ouvem, não se liguem em nome de banda e sim no que indicam pra vocês, percebo aqui que a galera só gosta de falar de bandas veteranas e meio fechado pra outras bandas novas.

Deerhoof - Friend Opportunity

http://z21.zupload.com/
download.php?file=getfile&filepath
=21983

Of Montreal - Hissing Fauna, Are You The Destroyer?

http://tinyurl.com/yuuswn

Não deixem de ouvir esses dois, sério, muiito bom.

Abraços

Vander said...

a única coisa que me incomoda em liquidação é ter comprado por 3 vezes mais, tipo os simpsons - to me controlando pra comprar a ultima temporada de a sete palmos e agora me viciei em sopranos e também quadrinhos do peanuts, tá salgadíssimo comprar os importados completos- não entendo porque aqui saíram tão poucos livros da série, eu conhecia pouco deles, mas agora sacando a personalidade de cada um (lucy, pat, linus, charlie,etc) tô achando demais, só devo estar uns 30 anos atrasados, rs

PEDRO BAMBAATAA said...

aí galera, o carrefour da tijuca já fechou... há mais ou menos uns 2 anos, falo isso porque todo
fim de semama subo para a barra e
passo na porta...

acho que o da barra deve ser uma
boa pedida...

abraços!!

fabio fernandes said...

não, quem dera se tivesse sopranos por lá ... e lost in space só vi a primeira temporada.
ah, comprei no carrefour de vicente de carvalho,
mas parece que o do norte shopping tbém tá com esta liquidação.

vander,
a conrad tem lançado muita coisa do peanuts nos últimos anos, comprei vários inclusive. e algumas com preços bem acessíveis.
a lpm tbém lançou algo, se não me engano.

PEDRO BAMBAATAA said...

acabei de baixar o novo cd do
"arcade fire" como a maioria dos
coveiros comentaram, achei tb
o cd bem superior ao primeiro...

e como vc falou tom, em certos
momentos lembra muito o echo...

abraços

Rocha06 said...

Eu vou te falar que, de certo modo, tenho um pouco de pena de bandas como o Arcade Fire.
A pressão é enorme em cima deles. Especialmente dos críticos, que julgaram o Funeral um dos melhores de 2005.
Posso estar errado, mas eu tenho a impressão de que antigamente era mais tranquilo. Será que rolava isso quando o Zeppelin ou o Bowie lançavam um novo cd? E estamos falando de artistas high-profile, ninguém conhece o Arcade Fire fora do "meio" (nem sei que nome dar a esse meio, music-heads?)
Tipo, o novo do The Killers foi uma puta decepção pra mim, não só musicalmente, mas como artistas também. Lendo as últimas entrevistas do Brandon Flowers, percebi que ele fazia um pouco de pose no primeiro cd. Ele, no fundo, é um típico americano simples, fã de Springsteen (urgh). Pena, porque antes ele era mais divertido.
Mas enfim, os caras estão começando ainda. Quantas grandes bandas demoraram pra engatar? Acho que a competição hoje é mais acirrada e as expectativas são maiores. O Franz não emplacou com o segundo cd, o Bloc Party também parece que vai pelo mesmo caminho, Scissors idem...é foda.
Aliás, o CSS foi indicado a um prêmio pela NME. Quem diria hein? E aqui ninguém nunca ouviu falar deles (a não ser os ditos music-heads).

Vander said...

fabio, eu comprei os da conrad mas acho que não passam de 5 edições bem pequenas, tentei em sebos, mas não achei nada, p ex, a mafalda saiu a coleção completa, mas calvin, peanuts eu acho q tem muito pouco (pelo volume da série), eu sou fazissimo do monstro do pantano escrito pelo alan moore, só que os 3 da conrad sairam em preto e branco e caríssimos, mas acabei comprando, mas todo louvor a editora conrad que se esforça pra lançar algo do bem por aqui,

achei sensacional o neon bible, em letras, som e vocais e jamais imaginei que os caras conseguiriam repetir funeral, mas fizeram algo melhor, chocado e excitado! Devo ficar uns 3 meses com eles na listinha de rodar,

o chato é que passam meses sem sair nada de bom, e de repente tem uma safra ótima de discos, continuo gostando do Clap your hands, lcd, good bad queen,klaxons e se tivesse tempo, acho que ía gostar desse menomena e of montreal, mas agora meu coração está lotado, como dizia o morrissey

tom said...

rocha, vou te dizer uma coisa: pelo que li em revistas da epoca em pesquisas que fiz certa vez, o led zeppelin teve cada disco seguido de perto pela critica. a galera da rolling stone descia o cacete neles direto (por terem roubado o blues dos negros) e só lá pelo terceiro ou quarto disco é que eles tiveram algum refresco. acho q era pior, mas hj tem um lance capitalista + forte em cima e ninguem espera uma banda fazer carreira, é um disco e ejeta para o proximo, tipo bagaço de laranja

Rocha06 said...

É verdade, eu já li dessa rejeição da Rolling Stone pelo Zeppelin.
O que eu quis dizer é que, é normal você ter expectativas com relação a uma banda cujo cd mexeu com você. Mas muitas bandas novas tão aparecendo e já sofrendo muito mais na mão da mídia. Naquela época você tinha apenas algumas revistas especializadas, hoje você tem um arsenal de coisas. Não é à toa que rola essa piada de que o Arctic Monkeys já é coisa velha, por exemplo. O Franz então parece que já existe há uns 10 anos. É engraçado e triste ao mesmo tempo. Pessoalmente eu acho que é mais difícil você se manter relevante hoje em dia.

NA CIDADE

JULIANAS:

casas & shows: Circo Voador 18 – Metá Metá / Rakta 19 – Roberta Sá  20 – Testament (EUA) 25 – Johnny Hooker 26 – O Baú do Raul – 25 Anos: Marcelo Nova / Mauricio Baia / B.Negão / Chico Chico / Karina Buhr / Rick Ferreira / Vivi Seixas

Fundição Progresso 18 e 19 – Novos Baianos 25 - Mitchell Brunnings (HOL) / Orquestra Brasileira de Música Jamaicana 26 – Festival RapRJ 7: Cone Crew Diretoria / Luccas Carlos / Froid / 1Kilo / ADL – Participação: Ducon / Modestiaparte – Participação: Liink & Buddy Poke

Teatro Rival 18 – Festa La Cumbia 19 - Afrojazz - Participação: Larissa Luz & Jesuton 23 - Michael Sweet (Stryper) & John Schlitt (Petra) 24 - Júlia Bosco & Emerson Leal & Gustavo Macacko – Participação: Mart´nália & Simone Mazzer 25 – Alma Thomas 26 – Jay Vaquer 50 meia Setor A, 40 meia Setor B, 30 meia Lounge 30 – Cabaré Diferentão

Teatro Riachuelo 29 – Paulo Ricardo Teatro Odisseia 18 – Ordinária - Baile do Lindote: Molejo 24 - The World is a Beautiful Place & I am No Longer Afraid to Die / gorduratrans / E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante  26 - Esteban Tavares / Sheffield 

Vivo Rio 18 - Postmodern Jukebox (EUA)  19 – Barão Vermelho 20 – Roy Hargrove & Roberta Gambarini 25 - Jacob Collier (ING) 

Baratos da Ribeiro (Botafogo) 19 – Vespeiro: Marcelo Perdido / Real Sociedade / O Branco e o Índio 26 - Vespeiro: Tacy de Campos / Jonnata Doll & Os Garotos Solventes

Estúdio Hanói (Botafogo) 18 - Nativity in Black Fest: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  19 - Festival Nativity in Black: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  27 - Back To Hanoi Metal Fest: Forkill / Unmasked Brains / Evil Inside / Savant  30 - Rectal Smegma (HOL) / Uzômi / Baga  Audio Rebel 16 – Quintavant: Thiago França: Sambanzo 17 – Quintavant: Thiago França: Space Charanga Quarteto 18 - Jair Naves & Britt Harris / Kasparhauser 19 – Quintavant: Ava Rocha 20 - Homenagem a John Coltrane (Widor Santiago, Sergio Barrozo, Adaury Mothé, Didac Thiago, Roberto Rutigliano) 23 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Bella, Thomas Rohrer, Cadu Tenório, Antonio Panda Gianfratti 24 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Thomas Rohrer, Antonio Panda Gianfratti 30 – Quintavant: AJJA (Pedro Calmon & Alex Frias)

Espaço Sérgio Porto 18 - Marcio Lugó / Capela  24 - Mulheres de Buço 25 - Whipallas 31 - CEP 20.000

Sala Baden Powell 16 - Donatinho: Homenagem a João Donato - Participação: Ithamara Koorax, Wanda Sá, Cris Delanno, Amanda Bravo, Ricardo Silveira 19 - Quarteto do Rio 23 - Lúcia Menezes 26 - Marcel Powell - Homenagem a Baden Powell - Participação: Thais Motta, Ithamara Koorax, Gabriel Aquino, Amanda Bravo, Dilma Oliveira 27 - Dorina Canta Aldir Blanc 30 - Eliana Pittman

Theatro Net Rio 16 – Laila Garin & A Roda 22 – Paulo Miklos 12/09 Simone Mazzer

Beco das Garrafas Casa de Cultura Laura Alvim 09 e 10 – Festival Levada: Luísa Maita 15 – Katerina Polemi 16 e 17 – Festival Levada: Apanhador Só 23 e 24 – Festival Levada: Bruna Mendez 30 e 31 – Festival Levada: Tamy

Teatro Ipanema 15 - A.Nota: Sambas do Absurdo (Juçara Marçal & Rodrigo Campos & Gui Amabis) 16 - Aíla (PA) – Participação: Posada 17 - Ana Frango Elétrico / Thiago Nassif 18 - Amora Pêra 22 - A.Nota: Marcelo Vig & Marcos Suzano

Teatro Café Pequeno 17 - Lu Dantas & Natália Boere 24 - Marcos Oliveira 31 - Filtra

Metropolitan 24 – Hanson (EUA) 26 - Lindsey Stirling (EUA) Teatro Bradesco 18 – Leo Jaime 24 – Almir Sater

Teatro Municipal de Niterói 18 e 19 – Roberta Campos 22 – Clube do Choro Homenageia Noel Rosa 24 – Quarteto do Rio

Planet Music (Cascadura) 18 - Torture Squad / Hatefulmurder / Reckoning Hour / Warcursed  19 - Black Days (SP) / Sheffield / Amsterdan / LaVille  26 - Festival Invasão Underground 2: Inversa (SP) / Maieuttica / Adrift / Tormentta / The Last Whale 

Imperator 16 - Quartas Brasileiras: Tia Surica - Tributo a Clara Nunes - Participação: Nilze Carvalho, Ana Quintas, Mariene de Castro 22 – Jazz Pras Sete: Folakemi Duo 23 – Maurício Mattar – Participação: Alexandre Pires 24 - Homenagem a Dalva de Oliveira: Amelinha, Zezé Motta, Dóris Monteiro, Leny Andrade, Rita Beneditto, Áurea Martins, Agnaldo Timóteo, Simone Mazzer, Zé Renato, Eliana Pittman, Rosa Maria Colyn, Luciene Franco, Ellen de Lima, Ataulfo Alves Jr, Gottsha 30 – Agnaldo Timóteo 31 – Samba do Imperator: Grupo Arruda, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Arlindinho

Centro de Referência da Música Carioca Artur da Távola (Tijuca) 16 – Coletivo Samba na Rua 17 – Quinta Instrumental: Jimmy Santa Cruz 18 – Victor Mus 19 – Danilo Caymmi 23 – Fábrica Nômade Sonora 24 – Quinta Instrumental: Carlos Café 25 – Laura Zennet 26 – Quarteto do Rio 30 – Projeto Vitrola

FM Hall 23 – Manu Gavassi (grátis) 29 – Illy (grátis)

La Esquina (Lapa) 17 - Red Mess / Blind Horse / Stoned Jesus 24 – Mobile Drink

Smokey Rio (Lapa) 19 – Festa Rio Vinil Clube 26 – Bel Almeida Ganjah (Lapa) 18 – Duda Brack & Thiago Ramil 23 – Festa HempFyah: Rafyah Dread & Hempfield DubLab / Lion Dornellas / André Pfefer / Tagu Selectah Vibration 25 - Azul Casu & 3 du Mar

Casa de Baco (Lapa) 17 – Gafieira Pé de Louro 19 – Relógio de Dalí 24 – Joyce Cândido

CCBB 18 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pato Fu / Céu – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 20) 19 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pedro Luís & A Parede / Tom Zé – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 10)

Quintas no BNDES 17 - Byafra: 35 Anos de Sucesso 24 - Luiza Borges 31 - Tarita de Souza

Circuito SESC 16 – Copacabana: Philippe Baden Powell & Quarteto Ludere: Baden Powell 80 Anos 18 – Niterói: Clara Gurjão 26 – Engenho de Dentro: Clara Gurjão Circuito SESI 26 – Duque de Caxias: Tiê 25 – Jacarepaguá: Tiê _____________________________________________________________

mixx: 18 - Carmen Blues – Bar Kunin / Vila Isabel 18 – Sara & Nina – Olho da Rua / Vila Isabel 18 - Ronaldo Diamante – TribOz / Glória 18 - Wake the Dead Festival: Surra (SP) / Rats / Der Baum (SP) / Nove Zero Nove – Clube Mageense / Magé 18 – RaggaBrass – Boulevard Olímpico / Praça Mauá 18 - O Rappa - Tour de Despedida – Quadra da Grande Rio / Duque de Caxias 19 - Insurgente Rock Festival: Maieuttica / Ágona / Born2Bleed / Melyra / Forkill / Negah – Caixa de Surpresa / Bangu 19 - Breaking Bad - A Festa: Cervical / Controle / Mau Presságio – Buffallos Bar / Méier 19 - Festa RapSoul 5 Anos: Rael – Armazém / Praça Mauá 19 - Akira Presidente – Espaço BF / Mesquita

20 - Caxias Hell Festival: Velho / Justabeli (SP) / Dark Tower / Gutted Souls / Unnature / Vicious – Lira de Ouro / Duque de Caxias 25 - Bloco Fanfarra D´Águas – Praça das Nações / Bonsucesso 25 - Rogério Caetano - Participação: Hamilton de Holanda – Eco Som / Botafogo 25 - Arraiá do Bloco Vem Cá, Minha Flor – Feira de São Cristóvão

LEO JAIME LEO "GUANABARA" JAIME Com mais de 30 anos de carreira, Leo Jaime experimenta momentos de grande intensidade em sua vida profissional. Além da obra consagrada, como cantor e compositor, o artista está sempre atuando em novos projetos. Humor, interpretações arrebatadoras, inteligência e versatilidade são as marcas deste artista que apresenta ao publico carioca, no dia 18 de agosto, no Teatro Bradesco Rio, o espetáculo “Leo “Guanabara” Jaime”. No show ele relembra seus grandes sucessos musicais e as histórias por trás das canções e dos bastidores do Rock Brasil

PROGRAMAÇÃO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):   07/09 - Quinta-feira 20:00 Maceo Parker 22:30 Maceo Parker   08/09 – Sexta-feira 21:00 Maceo Parker 23:30 Maceo Parker   09/09 – Sábado 21:00 Sergio Mendes 23:30 Sergio Mendes   10/09 – Domingo 20:00 Sergio Mendes 22:30 Sergio Mendes   13/09 - Quarta-feira 20:00 Jaques Morelenbaum convida   16/09 – Sábado 21:00 Baby do Brasil 23:30 Baby do Brasil   17/09 – Domingo 20:00 Baby do Brasil 22:30 Baby do Brasil   20/09 - Quarta-feira   20:00 Jaques Morelenbaum convida   27/09 - Quarta-feira 20:00 Anne Paceo 28/09 Quinta-feira   20:00 Orquestra Atlântica 22:30 Orquestra Atlântica    Outubro   04/10 - Quarta-feira 20:00 Ala.Ni 05/10 – Quinta-feira 20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  06/10 – Sexta-feira 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    07/10 – Sábado 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    08/10 – Domingo  20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  11/10 - Quarta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    12/10 – Quinta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

ULTRA BRASIL ANUNCIA A PHASE 1 DE SEU LINEUP PARA A EDIÇÃO 2017: ADAM BEYER, ALESSO, ARMIN VAN BUUREN, DAVID GUETTA, JAMIE JONES, JOSEPH CAPRIATI, SASHA & JOHN DIGWEED e THE MARTINEZ BROTHERS SERÃO HEADLINERS FESTIVAL ACONTECE NOS DIAS 12, 13 E 14 DE OUTUBRO NO SAMBÓDROMO DO RIO

_______________________________________________________ CURSOS DE AGOSTO no Estação NET Botafogo    - História do Cinema Independente Brasileiro, com Cavi Borges    - Ancine e o fomento ao audiovisual brasileiro, com Julio Augusto Zucca    - Cinema Afrodisíaco? O sexo na tela, com Dodô Azevedo

Circuito Estação NET de Cinema e Cinemateca do MAM apresentam: Exposição CINEMA EM CASA: Equipamentos do acervo da Cinemateca do MAM. A partir de 23 de fevereiro, no Estação NET Botafogo de 23 de fevereiro a 23 de agosto 2017 Horário de visitação: 14h às 22h Entrada franca

DISTOPIAS BRASILEIRAS NO CINEMA A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 15 a 27 de agosto de 2017, a mostra cinematográfica Brasil Distópico, que traça um panorama da produção nacional sobre as distopias. Para a programação, os curadores Luís Fernando Moura e Rodrigo Almeida selecionaram 37 curtas e longas-metragens que imaginam diferentes futuros sombrios para o país, entre clássicos da ficção-científica brasileira e obras menos conhecidas.  Na programação, filmes como O quinto poder (1962), de Alberto Pieralisi, e Brasil ano 2000 (1969), de Walter Lima Júnior. Outras incorporam as convenções da ficção científica, encenando a ameaça nuclear e o colapso do planeta, como Parada 88: o limite de alerta (1978), de José de Anchieta; e Oceano Atlantis (1993), de Francisco de Paula. Há, ainda, aqueles que instalam o cinema de gênero em imaginários locais do Brasil, como é o caso de Abrigo nuclear (1981), de Roberto Pires; e Areias Escaldantes (1985). ESTE ULTIMO, TRAZ NO ELENCO, VARIOS NOMES E BANDAS DO ROCK BRASIL DOS ANOS 80, COMO LOBÃO, TITÃS, E TEMA-TITULO DE LULU SANTOS.

DEIXA NA RÉGUA: O filme estreia no dia 10 de Agosto no INSTITUTO MOREIRA SALLES com sessões às 16h e 20h e no CINE SANTA com sessão às 17h10. Deixa Na Régua. Direção: Emílio Domingos. Produção: Osmose Filmes. Documentário. Brasil. 73 minutos.

COM SESSÕES LOTADAS EM ALGUMAS CIDADES, UCI ABRE MAIS SALAS PARA “DAVID GILMOUR: LIVE IN POMPEII” E AGORA APRESENTA A EXIBIÇÃO EM XPLUS  Ingressos já estão à venda e o público poderá conferir o show também com o poderoso som Dolby Atmos em 360º



BLITZ AO VIVO: No embalo do lançamento do álbum 'Aventuras 2', Evandro Mesquita e sua Blitz finalizam seu quarto DVD, gravado no Circo Voador em abril, para lançamento em outubro. A banda está a todo vapor, com presença confirmada no próximo Rock In Rio e tem turnê pelos Estados Unidos confirmada em fevereiro de 2018

FESTIVAL DE CINEMA DA NOVA ZELANDIA

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers