Pular para o conteúdo principal

FIM DE UMA ERA...


KURT COBAIN E O NIRVANA, PRA MIM, SIGNIFICARAM O FIM DO PUNK ROCK, E DE MINHA ADOLESCENCIA ESTENDIDA. APESAR DE TER COMEÇADO NO ROCK OUVINDO PUNK UK, NUNCA VI UM SHOW DOS SEX PISTOLS OU DO CLASH NO AUGE (NEM DEPOIS), MUITO MENOS DO BLACK FLAG OU DO DEAD KENNEDYS. RAMONES, VEIO JA NO FIM, MAS ELES NUNCA ME TOCARAM DA FORMA COMO ROLOU COM CLASH. OU, sobretudo, NIRVANA.

HA 20 ANOS, MORRIA KURT. SUICIDIO. NAQUELE SHOW HISTORICO, NA PRAÇA DA APOTEOSE, NUM FESTIVAL, DEI ADEUS, SIMBOLICAMENTE, AO TEEN PUNK QUE HAVIA DENTRO DE MIM, E PARTICIPEI DE MINHA ULTIMA RODA/MOSH SELVAGEM. EU JA TINHA QUASE 30 ANOS. E NADA, NEM ANTES, NEM DEPOIS, ME TOCOU TAO FUNDO QUANTO OUVIR O 'NEVERMIND' PELA PRIMEIRA VEZ, UNS DOIS ANOS ANTES, OU PARTICIPAR DE ALMODEGAS AO SOM DE 'SMELLS LIKE TEEN SPIRIT' EM FESTINHAS DE ROCK. AQUILO ERA GENUÍNO. MESMO COM TODA A MODA QUE CRIOU, SEM QUERER.

NO ULTIMO DIA 8, COMPLETARAM-SE 20 ANOS DA TARDE EM QUE O CORPO DE KURT COBAIN FOI ENCONTRADO NA ESTUFA DE SUA CASA, EM SEATTLE. ELE HAVIA SE MATADO TRES DIAS ANTES. NA MINHA TIMELINE MENTAL, FOI HA POUCOS DIAS. E, NO DIA EM SI, NAO FIQUEI TAO SURPRESO. JA ESPERAVA PELA MORTE DE KURT HA TEMPOS. ELA ESTAVA LÁ, EXPLICITADA, EM CADA LETRA DE 'IN UTERO', COMO NOTAS DE DESPEDIDA. QUASE CHEGUEI A PUBLICAR ESSE PENSAMENTO NUMA COLUNA 'NA CIDADE', NO RIO FANZINE. MAS NAO QUERIA SOAR CORVO. MAS O ESPERADO FIM DE KURT ERA IMINENTE. ELA JA TINHA TIDO ODS. E TENTADO SE MATAR.

RELEMBREI DISSO COM 'KURT COBAIN: A CONSTRUÇÃO DO MITO', DE CHARLES R. CROSS, JORNALISTA E COLABORADOR DA REVISTA/ZINE 'THE ROCKET', DE SEATTLE, QUE ACOMPANHOU TODOS OS PASSOS DE KURT E BANDA DESDE O PRINCIPIO. NO LIVRO, CROSS SITUA O MITO, E MOSTRA O QUE ELE INFLUENCIOU NOS ULTIMOS 20 ANOS. DA COMPRA DA CONVERSE PELA NIKE (KURT SÓ USAVA ALL STAR E TROUXE O TENIS DE VOLTA À MODA, QUANDO A EMPRESA ESTAVA À BEIRA DE FALIR; MORREU COM UM PAR NOS PÉS), A MOTIVAÇÃO DE FORMAÇAO DE BANDAS, E INSPIRAÇÃO DE ESTILISTAS, E CITAÇÃO DE RAPPERS, E TUDO O MAIS. CONCLUINDO QUE, SEM DUVIDA, KURT FOI O ULTIMO GRANDE ÍDOLO DO ROCK. E, COMO ELE, DIFICILMENTE APARECERÁ OUTRO, NOS MESMOS MOLDES.

PQ? OS TEMPOS SÃO OUTROS. RÁPIDOS, FUGAZES, DESCARTÁVEIS. HJ, OUVIMOS FAIXAS AVULSAS EM MP3, NAO CULTIVAMOS UM ÁLBUM, NAO DAMOS CHANCE DE UM ASTRO OU BANDA OU CARREIRA SE DESENVOLVER E FLORESCER (VEJA LORDE, 17 ANOS E 14 MESES PARA CHEGAR AO TOPO, O QUE SERÁ DELA DEPOIS?) E TODO O ROCK FOI PULVERIZADO EM MIL GRUPOS E ESTILOS. NIRVANA FOI O FIM DE UMA ERA (DO ÁLBUM, AINDA EM VINIL, COMEÇO DO CD) E KURT, O ÚLTIMO ÍDOLO QUE VALEU À PENA, QUE CANTAVA O QUE SENTIA, QUE NAO FOI FORMATADO POR UMA CENA OU PELA INDUSTRIA (A INDUSTRIA É QUE SE CURVOU A ELE, E UMA CENA VEIO A REBOQUE DELE). INFELIZMENTE, É A PURA VERDADE, NUM TEMPO EM QUE TODOS USAM IPHONES, FREQUENTAM STARBUCKS, USAM ALLSTAR, COMO CARNEIROS... NEVERMIND.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS SHOWS QUE VEM POR AI!

A agenda de shows internacionais no Brasil, neste primeiro semestre, está bem movimentada. Teremos desde grandes atrações inéditas (Phil Collins), até velhos conhecidos (Foo Fighters) e despedidas (Ozzy). Infelizmente, algumas das atrações, como Gorillaz e Depeche Mode, apenas em SP





DEPECHE MODE - SÃO FRANCISCO


PHIL COLLINS

PRIMEIRA VEZ NO BRASIL, SOLO - JÁ VEIO COM O GENESIS, NOS ANOS 70,
COM ABERTURA DO PRETENDERS

 22 FEVEREIRO: MARACANÃ/RJ
 24 FEVEREIRO: ALLIANZ PARQUE/SP
 27 FEVEREIRO: BEIRA RIO/POA




FOO FIGHTERS

COM ABERTURA DO QUEENS OF THE STONE AGE 

25 FEVEREIRO: MARACANÃ /RJ
27 FEVEREIRO : ALLIANZ PARQUE /SP
2 MARÇO: PEDREIRA PAULO LEMINSKI/CURITIBA
4 MARÇO: BEIRA RIO/POA


KATY PERRY

REI PANTERA

Vão dizer pra você que 'Pantera Negra', é o primeiro filme de super herói Marvel negro. Não é (Blade, veio bem antes). Ou, que é o primeiro filme com cast quase totalmente negro. Outra inverdade, basta uma rápida pesquisa. O fato é que, independentemente desses detalhes, 'Black Panther' é um filmaço, dos melhores do MCU (o Marvel Cinematic Universe). Não diria o melhor, pq 'Capitão América: guerra civil' (onde o Pantera Negra foi formalmente introduzido), detém esse titulo, desde os primeiros do Homem de Ferro e Vingadores. E, está acima do ultimo Marvel, o 'Thor: Ragnarok'. Muita gente gostou deste, pelo seu tom brincalhão. Achei um tanto demais da conta.


Por outro lado, os mais jovens irão achar 'Pantera negra' um bocado sério. É um filme que (quase) não deixa espaço pra piadinha barata. A história de T´Challa (Chadwick Boseman, que se revelou na cinebio de James Brown), o herdeiro do trono de Wakanda (um fictício e super avançado país africano…

ENVENENADO PELO ESTILO

Paul Thomas Anderson é um prodígio. Aos 26, realizou 'Boogie nights', seu longa de estreia, que aumentava um curta que ele tinha feito dez anos antes, sobre um fictício ator pornô chamado Dirk Diggler. Seu trabalho seguinte, foi o ambicioso 'Magnolia', espécie de homenagem a Robert Altman: um filme longo e cheio de personagens, cujas historias se entrecruzam aleatoriamente. Daí em diante, cada novo filme seu era esperado com altas expectativas, pelos fãs e pela crítica. Ele fez até um com Adam Sandler (!?), 'embriagado de amor'. Mas, sua obra-prima, veio em 2007: 'There will be blood' (sangue negro), um daqueles raros filmes que, quando acaba, dá vontade de aplaudir de pé na sala, e gritar 'bravo!' Um dos grandes trunfos do filme, é Daniel Day-Lewis, que, não a toa, ganhou Oscar de melhor ator no ano seguinte. É um dos cinco melhores filmes deste novo século.


Agora, no momento em que Day-Lewis anuncia sua aposentadoria do cinema, se juntou no…