Pages

Tuesday, December 11, 2007

PQ NO ME GUSTA NAVIDAD

PQ PESSOAS QUE NEM ME DÃO BOM DIA DURANTE O ANO, PASSAM MISTERIOSAMENTE A SORRIR PRA MIM E PEDIR UMA TAL DE "CAIXINHA" # PQ AQUELA TAL "ARVORE" (QUE NAO SE PARECE COM UMA) ME IMPEDE DE DAR UM ROLE TRANQUILO EM VOLTA DA LAGOA E ATRAVANCA O TRANSITO NAS REDONDEZAS # PQ AS PESSOAS COMPRAM PRESENTES QUE NAO GOSTARIAM DE DAR E GANHAM OUTROS QUE NAO GOSTARIAM DE RECEBER (NAO ERA MELHOR CADA UM COMPRAR PRA SI O QUE TAVA A FIM?) # E ISSO TUDO POR OBRIGAÇÃO, NÃO REALMENTE POR QUE GOSTAM DE FAZER ISSO # E DEPOIS VÃO TODOS TROCAR AS TRALHAS POR OUTRAS, O QUE DÁ TABALHO E TE FAZ IR AO SHOPPING # TBM PQ, NO FIM DAS CONTAS, O TAL NATAL SE RESUME A ISSO, A UMA GRANDE FESTA COMERCIAL, GERAL NEM TEM MAIS NOÇÃO DO QUE REALMENTE SIGNIFICA A DATA # E AS MUSICAS NATALINAS, EM GERAL, SÃO MUITO CHATAS # E AS PESSOAS FICAM COM A OBRIGAÇÃO DE SEREM FELIZES # E OS QUE ESTÃO NA MERDA FICAM AINDA MAIS INFELIZES COM O CLIMA DA DATA # ENTÃO, FELIZ CHANUKA!

30 comments:

pacheco said...

Porque eu gosto de natal:

Porque significa que eu estou de férias # Porque "it´s a wonderful life" não teria sido filmado sem natal # Porque neva bastante e dá pra brincar lá fora.

=D

tom said...

verdade, pacheco. tbm gosto da neve. adoro pegar meu trenó e ir descer as colinas do sumaré... mas it´s a wondferful life podia ser um filme de pascoa. me gusta los chokolatzen. ferias? o q é isso?

fabio fernandes said...

tomara que, pelo menos, a parada de natal este ano seja sem chuva ... :)

pacheco said...

perderia toda a graça se fosse um filme de páscoa....

Adoro me enterrar na neve! Trenó eu não tenho, que inveja... =(

tom said...

ué, pede um trenó pro papai noel. o meu é simplezinho, que nem aquele do calvin, só a base e as pás laterais. tem na casa & video baratinho. eu subo ali pelo jardim botanico e deslizo geral aos pés do cristo. para quem prefere uma descida mais suave, o lado tijuca do sumaré é menos radical. da pra terminar em carrinhos de rolimã antes, no verão, pra não se ralar

fabio fernandes said...

mudando de assunto, novamente ...
já tá meio manjado, quase todo mundo já leu ontem, mas viram o comunicado oficial do bonde do rolê sobre a saída da marina ?

é, que pena, não tem volta mesmo ...

wander said...

pelo menos a Simone não está gravando mais disco de final de ano, pense positivo, rs

pior é ter q responder todo ano: vc não vai passar natal com a familia?

mas comemorar o nascimento do jesus tambem nao dá né?

se eu fosse Jungiano ia dizer q rituais sao importantes, como sou freudiano, digo foda-se

a obrigacao de ser feliz quase mata minha mae de depre, rs, coitada, cresceu sem luz e sem nada desses rituais e agora vê na tv e quer repetir em casa... só q nada funciona,tipo familia fischer na versao buscapé, rs

eu nao ligo nao, gosto da época pelo verão e só, anyway, é só mais uma volta que damos em volta do sol não? as pessoas ficam tao fora do real (ciencia) q vira um panico se nao fizer isso ou aquilo - tudo costume, habitos, rituais

pense na simone "então é natal"...

PEDRO BAMBAATAA said...

porra realmente esse negocio de natal é uma merda, a cidade toda
fica o caos!!

e eu ainda tenho de ir no shopping comprar o presente do amigo oculto do trabalho, da turma da praia... porra isso é que
é foda... enfrentar uma luta
de braço nos shops para gastar meu dinheirinho, só para não ser
o antipático, o antisocial...
é foda mas fazer o quê?

quando casamos, temos filhos e assinamos uma carteira de trabalho, os sistema agradece...
e o natal onde entra nisso?
é para vc achar que
está tudo bom e todos são felizes...

OFF TOPIC:
e interpol? tá vendendo mesmo?
esse irei, até pq acho que foi
o primeiro filhote do grande joy, nesta década... agora estão aparecendo vários...

abraços!!

Felipe Passarelli said...

é um saco realmente certas coisas nessa época natalina. nem sempre se está com vontade de ficar com a familia e ver roberto carlos e xuxa, mesma coisa todo ano. ganhar meia e cueca dos tios sempre (clássico esse rs), a cidade insúportável, shoppings lotados, não tem nada que vc quer aí vc acaba levando outra coisa pq acabou, horas no transito nesse inferno de 40 graus, vc tá no transito, mesmo se a finalidade não for o natal. vc quer voltar pra casa e uma viagem de bus que demora 30 min vira 2 horas mais ou menos.
sair de carro nessa época é uma loucura.

lógico, a parte boa pra mim nisso tudo são os presentes bons e a comida. só dia 26 isso passa.

ainda bem que a babaca da marina saiu do bonde do role, thanx god! nem o grupo aguentava aquela mala, muito grossa, mas eles tem que mudar de nome agora. em inglês se for possível, ou sigla, e melhorar muuuuito, acho q eles devem ter aprendido bastante nesse ano de turne...

obs: ta brincando tom, vc desliza mesmo as montanhas? hehehe

Alessandro said...

Não estava sabendo de nada da galera do Rolê, mas por mim vai tarde!

Chata pra KCT!!!

Minha opinião pelo menos...

:: Fräulein :: said...

Eu gosto de natal só pelas comidinhas que minha mãe faz, rsrsrs.
O resto é um inferno, rua, tv, fazer sala pros outros...
Mesmo assim, desejo diversão pra todos os coveiros!

tom said...

falando em bonde do role, quando fizemos a lista do ano esqueci de incluir a categoria cao do ano. o premio seria facil do bonde do role. tentei gostar do disco deles, mas, tirando uma ou duas musicas (tipo, se vc tem uma mentalidade de 8 anos pode achar engraçado james bond), é uma piada muito sem graça. prefiro ouvir um cd proibidao do camelodromo...

tom said...

off: alguem ai vai ver o chris cornell? se nao fosse na barra, eu ate faria uma forcinha pra ir...

fabio fernandes said...

citando a simone "então é natal ...". e justamente pqe é natal, as liquidações começam: andando pelo centro, esta semana, pude conferir que "hype" (doc sobre a cena de seattle, dirigido por doug pray), que a bizz lançou nos jornaleiros algum tempo atrás por uns r$ 19,90 está custando r$9,90 !!! é só procurar nas bancas que vendem dvd. inclusive, tem uma banca na treze de maio que tinha "lost in translation" (por r$7,99) e a primeira temporada de "entourage" (por inacreditáveis r$9,90) !!! comprei tudo, é claro !

Alessandro said...

Sobre Natal comercial, estamos fora!
Aqui em casa não damos presentes. Combinamos assim a uns 2 anos. Quem quiser nos achar antisociais, por favor tenham a gentileza! hehehe...

Não há nada de espírito natalino/cristão, há uma invasão de pessoas nas lojas comprando bugigangas que nunca comprariam para si.

Sobre o Bonde do rolê é chato pra K7, só achei interessante uma musica que usa sample de "man in the box" do Alice in chains, muito mais pela sacação do sample do que pela letra sem graça.

Estou pensando em ir ver o Chris Cornell, esta numa lista de "prioridades". Ele toca o repertório do Soundgarden no show? Pergunto pois o comercial anunciando o show dele, toca "black hole sun"....
Vou catar algumas apresentações dele solo pela net!

ho-ho-ho-let´s go... (infâme esta!)

Carlos said...

Bonde + GirlsTalk vão tocar na mesma noite num clube na cidade. Engraçado é que toca aqui na rádio sem nenhuma censura ou aviso...E cada locutor torce mais a língua para pronunciar a banda e a música.

Pior é Natal no Hemisfério Sul, em pleno auge do verão, neguinho come Nozes, castanha etc... comidas bem calóricas para suportar o frio e a neve!

Ainda estou investigando a banda trip-hop nu-jazz da Austria...mas ainda não achei.

Felipe said...

acabei de chegar do show do chris cornell e foi íncrivel! surpresa de natal! ele ainda está com o mesmo vozeirão da época do soundgarden, e a banda que veio com ele era muito boa. rolaram várias músicas do soundgarden, temple of the dog e audioslave. ele é simpático, e no final nada como finalizar com uma de suas maiores influências: led zeppelin "whole lotta love". que eu me lembre do soundgarden tocou: outshined, rusty cage, black hole sun, feel it in black days, spoonman ... temple of the dog: hunger strike, audioslave: cochise, like a stone, be yoursef, show me how to live ... e mais as musicas solos e outras q não lembro, foram quase 2hs de show.

por causa do natal e da chuva um perrengue enorme pra chegar ao via park, 1 hora só parado na ayrton senna e eu desesperado querendo chegar, 21hs ainda tava no transito. fora a fila pra comprar ingresso, mas deu tudo certo no final.

quando achar o set list coloco aqui

e o melhor álbum de 2008 é: Hot Chip - Made in the Dark, quando tiver tempo dou o up pra vcs!

fabio fernandes said...

chris cornell eu não sei, mas showzaço ontem foi o da céu, na caixa cultural.
não lembro dos coveiros terem comentado sobre a cantora, mas ela evoluiu bastante (mais segura, menos tensa) no palco. foi o terceiro e melhor show que já vi dela. sem contar a simpatia e a beleza da menina ...

fabio fernandes said...

chris cornell eu não sei, mas showzaço ontem no rio foi o da céu, na caixa cultural.
já tinha visto o show dela duas vezes, mas ontem foi o melhor, ela evoluiu bastante no palco (mais segura, menos tensa, ótima voz). sem contar a simpatia e a beleza da menina ...

Alessandro said...

A chuva "interrompeu" minha ida ao show do Chris Cornell...
Pelo jeito perdi um showzaço!!!
O cara canta pra KCT e pelo setlist deu até raiva!!!

Fazer o que, né???

O que me resta é compartilhar com os coveiros o BBC Sessions do "cabra":

http://onediedsimply.blogspot.com/2007/01/chris-cornell-live-at-bbc-maida-vale.html

Felipe Passarelli said...

o set list do chris cornell foi esse:

SILENT THE VOICES
ORIGINAL FIRE
NO SUCH THING
SAFE AND SOUND
OUTSHINED
HUNGER STRIKE
SHOW ME HOW TO LIVE
--------------
-ACOUSTIC SET-
BILLIE JEAN
CALL ME A DOG
FINALLY FOREVER
WIDE AWAKE
GETAWAY CAR
LIKE A STONE
--------------
DOESN'T REMIND ME
(SLOW INTRO OF JESUS CHRIST POSE)/ARMS AROUND YOUR LOVE
WHAT YOU ARE
RUSTY CAGE
BE YOURSELF
SPOONMAN
BLACK HOLE SUN
FELL ON BLACK DAYS
YOU KNOW MY NAME
(JAM)/COCHISE
-----------------
CAN'T CHANGE ME
PUSHING FOWARD BACK
BURDEN IN MY HAND
SUNSHOWER
SLAVES AND BULLDOZERS
4TH JULY
LIKE SUICIDE
THE END
WHOLA LOTTA LOVE

falaram que foi mais de duas horas e meia de show, quase 3 horas, tocou musica pracaraio e nem percebi o tempo passar, talvez pq seja a primeira vez dele aqui, seja com soundgarden, audioslave ou solo, mas bateu aquela saudade enorme grunge, to ouvindo várias paradas antigas dele.

Você gostava de Soundgarden Tom? Acho que a gente nunca comentou sobre eles aqui, e eles faziam parte do big four do grunge: Nirvana, Pearl Jam, Soundgarden e Pearl Jam :)

pacheco said...

soube hoje desse show... =/

tom said...

se esse show nao fosse na barra, no dia do meu fechamento, nao tivesse chovendo e eu nao tivesse torcido o tornozelo, teria ido numa boa. minha trindade de seattle se compoe de mudhoney-nirvana-soundgarden, nunca curti o pearl jam, so no primeiro album. gostei muito do soundgarden e tbm do temple fo the dog. nirvana é top, mas o mudhoney foi pioneiro. a voz do chris cornell é ótima. mas, felipe, timnha gente no show?

Felipe Passarelli said...

outra paradinha que fiquei devendo aqui na cova, o fantástico novo album do hot chip. ready for the floor já é o hit do verão.

hot chip - made in the dark

http://tinyurl.com/2fd2jq

obs: é promo, portanto tem uns voiceovers entre as música, mas não atrapalha tanto. enjoy!

Carlos said...

Invasão Brasileira em Oz: Além da Marisa Monte em Maio e Bebel Gilberto que veio recentemente e fez um show legal no Opera House, de Janeiro à Março, tocam aqui na ordem:
-Monobloco
-Bonde do Rolê
-Olodum
-CSS

Eu tô fora dos três primeiros mas já comprei o ticket do VFestival em março com CSS, QOTSA, Air, Mika, Smashing Pumpkins e bons fósseis como Jesus and Mary Chain e Duran Duran.

Felipe Passarelli said...

primeiro errata:

big four do grunge: nirvana, pearl jam, soundgarden e alice in chains. me esqueci do alice in chains, que tb adorava.

no começo do show do chris cornell tava a metade do citbank cheia, muita gente chegou depois do show, só foi encher lá pro meio, não lotou mas tinha o dobro do white strips por exemplo. tava um inferno pra chegar lá por causa do natal + chuva.

li uma matéria no blog do lucio, e vou colar aqui, pra nós cariocas interessa bastante, já tinham me contado toda a história mas parece que vai virar filme agora:

"* DA LATA – Demorou 20 anos, mas aconteceu. Um dos momentos mais marcantes para a juventude brasileira nos anos 80, a história das 20 mil latas de maconha que surgiram boiando na costa brasileira, nas praias do Rio de Janeiro até Porto Alegre, vai ser transformada em filme. O episódio, conhecido como o Verão da Lata, finalmente irá parar nos cinemas pelas mãos do ex-diretor global João Falcão, que já escreve a história e pretende começar a filmar em 2008. Também lembrado como o verão “mais louco” que o Brasil já viu, o caso das latas aconteceu a partir de 22 de setembro de 1987, quando o navio australiano de bandeira panamenha Solano Star jogou no mar 22 toneladas de maconha ao mar, no litoral de Angra dos Reis, porque estava sendo perseguido pela marinha brasileira. Era cerca de 20 mil latas da erva lacradas a vácuo, com a maconha acondicionada com melado e de “extrema qualidade”. Com a Polícia Federal na cola, avisada por uma agência americana antidrogas, o Solano jogou o engradado gigante com a carga toda no oceano. E logo as correntes marinhas se encarregaram de romper o engradado e espalhar as latas pela costa, para alegria da galera. Até março de 1998 as latas seguiam aparecendo no litoral. Quase todo mundo que viveu aquele verão tem uma história para contar. Eu conheci um cara que colocou o nome de Solano, no filho dele que nasceu naquela época. O resultado para os registros policiais é o de que pouco mais de quatro toneladas da maconha em lata foram resgatado. O resto “desapareceu”. Depois do episódio, ninguém mais soube da tripulação do navio, a não ser o cozinheiro da embarcação, que parece ter pagado o pato da história toda. Uns dizem que ele cumpre pena de 20 anos até hoje, no Rio de Janeiro. Li no diário paulistano “Jornal da Tarde”, que trouxe a história toda das latas nesta semana, na capa de seu caderno de variedades, que o cozinheiro cumpriu um ano de xadrez e depois foi solto por falta de provas.* A “febre da maconha” do verão da lata foi incrível. Estava diariamente no “Jornal Nacional”, foi tema de “Globo Repórter”, estimulou no país todo a velha discussão sobre a legalização, virou gíria, livro, música, marchinha de Carnaval, camisetas e, óbvio, abasteceu por um bom tempo as principais baladas do Rio de Janeiro para baixo. Quando surgiu a notícia da primeira lata encontrada, virou uma verdadeira caça (pesca) às latas. Nunca as estradas para o litoral ficaram tão congestionadas. O termo “da lata” devia entrar para o Aurélio, de tanto que foi utilizado para designar “coisas de boa qualidade”. “A aula de hoje foi ‘da lata’”, era comum dizer, em referência a uma aula muito boa, para ficar num exemplo besta.* Ainda de acordo com o que eu li no “JT”, em depoimento, a sensação de ter nas mãos o produto da lata era poderosa, não só pela decantada alta qualidade da erva. Primeiro porque significava ter conseguido uma coisa que a polícia não conseguiu. Depois, ela não vinha dos traficantes de morros cariocas ou favelas paulistanas. Vinha do mar, como um “presente de Deus”. Para finalizar a história, o filme de João Falcão tem o título provisório de “Nunca Haverá um Verão Como Esse”."

Você chegou a ver ou pegar essa latinha mágica tom? essa história é uma das mais loucas que eu já ouvi, imagine vc dando um mergulho básico na praia de ipanema e trombar com uma latinha da boa?? tenho amigos e conhecidos q dizem terem pegado e fizeram estoque... rs
back to the 80's...

wander said...

e eu aqui "será que esse chris cornell é algum desses dj q a galera do blog curte", rs

definitivamente eu dormia enquanto o grunge passava

eu devo ser um ET não? pq só agora vou baixar os discos do nirvana pra ouvir

to puto da cara com esses politicos que votaram contra a cpmf pra sacanear o lula e no fundo vao prejudicar um monte de gente que precisa de remedio e assistencia, como podem ser tao mediocres, esse paulo skaf da fiesp

sei q a maioria daqui tem uma posicao contraria, mas façam uma comparacao historica e vcs vao ver um monte de coisas boas acontecendo pra galera mais pobre, em todas as areas, não é a toa que a popularidade do cara só cresce, o povo nao é tão bobo nao

tom said...

claro, felipe, como pude me esquecer do alice in chains? eu realmente gostava das letras dos caras, posso ate dizer que, album a album, eu sou mais o aic do que o nirvana, pq o nevermind e o in utero sao bons, mas o bleach pra mim fica abaixo de qq um do mudhoney, p ex. conversei com o falecido layne stanley qndo o aic veio prum holly rock. ele tava com um skate e quis leva-lo ate a pista do arpoador, mas o cara tava chapado e provavelmente ia se estabacar naquela pista ruim, ai nao ia ter show (rs). mas os tres primeiros discos do aic sao foda. do pearl jam eu nao gosto, nem fui ao show. e, sim, conheci um amigo que morava em ipanema que achou uma lata enquanto pegava onda. eu vi uma das latas originais na casa dele. fomos amigos no meu primeiro estagio, que fiz num festival de cinema que rolou em sao conrado. mas essa nota do filme da lata é velha, ja saiu nos jornais antes, so que agora vao começar filmar

tom said...

wander, entendo sua posição quanto ao lula, nunca fui petista, mas votei no camarada. mas o que vejo agora é um sujeito embriagado pelo poder, que reclama de ter perdido a cpmf (a qual ele era contra antes), mas nao diz nada a respeito das mordomias dos politcos de brasilia, que gastam muito mais do que mil cpmfs as nossa custas. com uma boa canetada ele podia acabar com isso tudo e sair como heroi. e ainda libera verba para mais um canal de tv estatal, nao precisava, ne?

fabio fernandes said...

pois é, essa da tv pública foi o fim da picada ... é um absurdo !

qto ao verão da lata, realmente, esta história do filme já está rolando há algum tempo, mas acontecer que é bom, nada.
por sinal, eu tenho uma blusa (da hering) com a imagem do solana star e o título "verão da lata". vale lembrar tbém que solana star era um projeto paralelo bem legal do edgard scandurra.

NA CIDADE

JULIANAS:

casas & shows: Circo Voador 18 – Metá Metá / Rakta 19 – Roberta Sá  20 – Testament (EUA) 25 – Johnny Hooker 26 – O Baú do Raul – 25 Anos: Marcelo Nova / Mauricio Baia / B.Negão / Chico Chico / Karina Buhr / Rick Ferreira / Vivi Seixas

Fundição Progresso 18 e 19 – Novos Baianos 25 - Mitchell Brunnings (HOL) / Orquestra Brasileira de Música Jamaicana 26 – Festival RapRJ 7: Cone Crew Diretoria / Luccas Carlos / Froid / 1Kilo / ADL – Participação: Ducon / Modestiaparte – Participação: Liink & Buddy Poke

Teatro Rival 18 – Festa La Cumbia 19 - Afrojazz - Participação: Larissa Luz & Jesuton 23 - Michael Sweet (Stryper) & John Schlitt (Petra) 24 - Júlia Bosco & Emerson Leal & Gustavo Macacko – Participação: Mart´nália & Simone Mazzer 25 – Alma Thomas 26 – Jay Vaquer 50 meia Setor A, 40 meia Setor B, 30 meia Lounge 30 – Cabaré Diferentão

Teatro Riachuelo 29 – Paulo Ricardo Teatro Odisseia 18 – Ordinária - Baile do Lindote: Molejo 24 - The World is a Beautiful Place & I am No Longer Afraid to Die / gorduratrans / E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante  26 - Esteban Tavares / Sheffield 

Vivo Rio 18 - Postmodern Jukebox (EUA)  19 – Barão Vermelho 20 – Roy Hargrove & Roberta Gambarini 25 - Jacob Collier (ING) 

Baratos da Ribeiro (Botafogo) 19 – Vespeiro: Marcelo Perdido / Real Sociedade / O Branco e o Índio 26 - Vespeiro: Tacy de Campos / Jonnata Doll & Os Garotos Solventes

Estúdio Hanói (Botafogo) 18 - Nativity in Black Fest: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  19 - Festival Nativity in Black: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  27 - Back To Hanoi Metal Fest: Forkill / Unmasked Brains / Evil Inside / Savant  30 - Rectal Smegma (HOL) / Uzômi / Baga  Audio Rebel 16 – Quintavant: Thiago França: Sambanzo 17 – Quintavant: Thiago França: Space Charanga Quarteto 18 - Jair Naves & Britt Harris / Kasparhauser 19 – Quintavant: Ava Rocha 20 - Homenagem a John Coltrane (Widor Santiago, Sergio Barrozo, Adaury Mothé, Didac Thiago, Roberto Rutigliano) 23 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Bella, Thomas Rohrer, Cadu Tenório, Antonio Panda Gianfratti 24 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Thomas Rohrer, Antonio Panda Gianfratti 30 – Quintavant: AJJA (Pedro Calmon & Alex Frias)

Espaço Sérgio Porto 18 - Marcio Lugó / Capela  24 - Mulheres de Buço 25 - Whipallas 31 - CEP 20.000

Sala Baden Powell 16 - Donatinho: Homenagem a João Donato - Participação: Ithamara Koorax, Wanda Sá, Cris Delanno, Amanda Bravo, Ricardo Silveira 19 - Quarteto do Rio 23 - Lúcia Menezes 26 - Marcel Powell - Homenagem a Baden Powell - Participação: Thais Motta, Ithamara Koorax, Gabriel Aquino, Amanda Bravo, Dilma Oliveira 27 - Dorina Canta Aldir Blanc 30 - Eliana Pittman

Theatro Net Rio 16 – Laila Garin & A Roda 22 – Paulo Miklos 12/09 Simone Mazzer

Beco das Garrafas Casa de Cultura Laura Alvim 09 e 10 – Festival Levada: Luísa Maita 15 – Katerina Polemi 16 e 17 – Festival Levada: Apanhador Só 23 e 24 – Festival Levada: Bruna Mendez 30 e 31 – Festival Levada: Tamy

Teatro Ipanema 15 - A.Nota: Sambas do Absurdo (Juçara Marçal & Rodrigo Campos & Gui Amabis) 16 - Aíla (PA) – Participação: Posada 17 - Ana Frango Elétrico / Thiago Nassif 18 - Amora Pêra 22 - A.Nota: Marcelo Vig & Marcos Suzano

Teatro Café Pequeno 17 - Lu Dantas & Natália Boere 24 - Marcos Oliveira 31 - Filtra

Metropolitan 24 – Hanson (EUA) 26 - Lindsey Stirling (EUA) Teatro Bradesco 18 – Leo Jaime 24 – Almir Sater

Teatro Municipal de Niterói 18 e 19 – Roberta Campos 22 – Clube do Choro Homenageia Noel Rosa 24 – Quarteto do Rio

Planet Music (Cascadura) 18 - Torture Squad / Hatefulmurder / Reckoning Hour / Warcursed  19 - Black Days (SP) / Sheffield / Amsterdan / LaVille  26 - Festival Invasão Underground 2: Inversa (SP) / Maieuttica / Adrift / Tormentta / The Last Whale 

Imperator 16 - Quartas Brasileiras: Tia Surica - Tributo a Clara Nunes - Participação: Nilze Carvalho, Ana Quintas, Mariene de Castro 22 – Jazz Pras Sete: Folakemi Duo 23 – Maurício Mattar – Participação: Alexandre Pires 24 - Homenagem a Dalva de Oliveira: Amelinha, Zezé Motta, Dóris Monteiro, Leny Andrade, Rita Beneditto, Áurea Martins, Agnaldo Timóteo, Simone Mazzer, Zé Renato, Eliana Pittman, Rosa Maria Colyn, Luciene Franco, Ellen de Lima, Ataulfo Alves Jr, Gottsha 30 – Agnaldo Timóteo 31 – Samba do Imperator: Grupo Arruda, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Arlindinho

Centro de Referência da Música Carioca Artur da Távola (Tijuca) 16 – Coletivo Samba na Rua 17 – Quinta Instrumental: Jimmy Santa Cruz 18 – Victor Mus 19 – Danilo Caymmi 23 – Fábrica Nômade Sonora 24 – Quinta Instrumental: Carlos Café 25 – Laura Zennet 26 – Quarteto do Rio 30 – Projeto Vitrola

FM Hall 23 – Manu Gavassi (grátis) 29 – Illy (grátis)

La Esquina (Lapa) 17 - Red Mess / Blind Horse / Stoned Jesus 24 – Mobile Drink

Smokey Rio (Lapa) 19 – Festa Rio Vinil Clube 26 – Bel Almeida Ganjah (Lapa) 18 – Duda Brack & Thiago Ramil 23 – Festa HempFyah: Rafyah Dread & Hempfield DubLab / Lion Dornellas / André Pfefer / Tagu Selectah Vibration 25 - Azul Casu & 3 du Mar

Casa de Baco (Lapa) 17 – Gafieira Pé de Louro 19 – Relógio de Dalí 24 – Joyce Cândido

CCBB 18 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pato Fu / Céu – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 20) 19 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pedro Luís & A Parede / Tom Zé – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 10)

Quintas no BNDES 17 - Byafra: 35 Anos de Sucesso 24 - Luiza Borges 31 - Tarita de Souza

Circuito SESC 16 – Copacabana: Philippe Baden Powell & Quarteto Ludere: Baden Powell 80 Anos 18 – Niterói: Clara Gurjão 26 – Engenho de Dentro: Clara Gurjão Circuito SESI 26 – Duque de Caxias: Tiê 25 – Jacarepaguá: Tiê _____________________________________________________________

mixx: 18 - Carmen Blues – Bar Kunin / Vila Isabel 18 – Sara & Nina – Olho da Rua / Vila Isabel 18 - Ronaldo Diamante – TribOz / Glória 18 - Wake the Dead Festival: Surra (SP) / Rats / Der Baum (SP) / Nove Zero Nove – Clube Mageense / Magé 18 – RaggaBrass – Boulevard Olímpico / Praça Mauá 18 - O Rappa - Tour de Despedida – Quadra da Grande Rio / Duque de Caxias 19 - Insurgente Rock Festival: Maieuttica / Ágona / Born2Bleed / Melyra / Forkill / Negah – Caixa de Surpresa / Bangu 19 - Breaking Bad - A Festa: Cervical / Controle / Mau Presságio – Buffallos Bar / Méier 19 - Festa RapSoul 5 Anos: Rael – Armazém / Praça Mauá 19 - Akira Presidente – Espaço BF / Mesquita

20 - Caxias Hell Festival: Velho / Justabeli (SP) / Dark Tower / Gutted Souls / Unnature / Vicious – Lira de Ouro / Duque de Caxias 25 - Bloco Fanfarra D´Águas – Praça das Nações / Bonsucesso 25 - Rogério Caetano - Participação: Hamilton de Holanda – Eco Som / Botafogo 25 - Arraiá do Bloco Vem Cá, Minha Flor – Feira de São Cristóvão

LEO JAIME LEO "GUANABARA" JAIME Com mais de 30 anos de carreira, Leo Jaime experimenta momentos de grande intensidade em sua vida profissional. Além da obra consagrada, como cantor e compositor, o artista está sempre atuando em novos projetos. Humor, interpretações arrebatadoras, inteligência e versatilidade são as marcas deste artista que apresenta ao publico carioca, no dia 18 de agosto, no Teatro Bradesco Rio, o espetáculo “Leo “Guanabara” Jaime”. No show ele relembra seus grandes sucessos musicais e as histórias por trás das canções e dos bastidores do Rock Brasil

PROGRAMAÇÃO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):   07/09 - Quinta-feira 20:00 Maceo Parker 22:30 Maceo Parker   08/09 – Sexta-feira 21:00 Maceo Parker 23:30 Maceo Parker   09/09 – Sábado 21:00 Sergio Mendes 23:30 Sergio Mendes   10/09 – Domingo 20:00 Sergio Mendes 22:30 Sergio Mendes   13/09 - Quarta-feira 20:00 Jaques Morelenbaum convida   16/09 – Sábado 21:00 Baby do Brasil 23:30 Baby do Brasil   17/09 – Domingo 20:00 Baby do Brasil 22:30 Baby do Brasil   20/09 - Quarta-feira   20:00 Jaques Morelenbaum convida   27/09 - Quarta-feira 20:00 Anne Paceo 28/09 Quinta-feira   20:00 Orquestra Atlântica 22:30 Orquestra Atlântica    Outubro   04/10 - Quarta-feira 20:00 Ala.Ni 05/10 – Quinta-feira 20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  06/10 – Sexta-feira 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    07/10 – Sábado 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    08/10 – Domingo  20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  11/10 - Quarta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    12/10 – Quinta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

ULTRA BRASIL ANUNCIA A PHASE 1 DE SEU LINEUP PARA A EDIÇÃO 2017: ADAM BEYER, ALESSO, ARMIN VAN BUUREN, DAVID GUETTA, JAMIE JONES, JOSEPH CAPRIATI, SASHA & JOHN DIGWEED e THE MARTINEZ BROTHERS SERÃO HEADLINERS FESTIVAL ACONTECE NOS DIAS 12, 13 E 14 DE OUTUBRO NO SAMBÓDROMO DO RIO

_______________________________________________________ CURSOS DE AGOSTO no Estação NET Botafogo    - História do Cinema Independente Brasileiro, com Cavi Borges    - Ancine e o fomento ao audiovisual brasileiro, com Julio Augusto Zucca    - Cinema Afrodisíaco? O sexo na tela, com Dodô Azevedo

Circuito Estação NET de Cinema e Cinemateca do MAM apresentam: Exposição CINEMA EM CASA: Equipamentos do acervo da Cinemateca do MAM. A partir de 23 de fevereiro, no Estação NET Botafogo de 23 de fevereiro a 23 de agosto 2017 Horário de visitação: 14h às 22h Entrada franca

DISTOPIAS BRASILEIRAS NO CINEMA A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 15 a 27 de agosto de 2017, a mostra cinematográfica Brasil Distópico, que traça um panorama da produção nacional sobre as distopias. Para a programação, os curadores Luís Fernando Moura e Rodrigo Almeida selecionaram 37 curtas e longas-metragens que imaginam diferentes futuros sombrios para o país, entre clássicos da ficção-científica brasileira e obras menos conhecidas.  Na programação, filmes como O quinto poder (1962), de Alberto Pieralisi, e Brasil ano 2000 (1969), de Walter Lima Júnior. Outras incorporam as convenções da ficção científica, encenando a ameaça nuclear e o colapso do planeta, como Parada 88: o limite de alerta (1978), de José de Anchieta; e Oceano Atlantis (1993), de Francisco de Paula. Há, ainda, aqueles que instalam o cinema de gênero em imaginários locais do Brasil, como é o caso de Abrigo nuclear (1981), de Roberto Pires; e Areias Escaldantes (1985). ESTE ULTIMO, TRAZ NO ELENCO, VARIOS NOMES E BANDAS DO ROCK BRASIL DOS ANOS 80, COMO LOBÃO, TITÃS, E TEMA-TITULO DE LULU SANTOS.

DEIXA NA RÉGUA: O filme estreia no dia 10 de Agosto no INSTITUTO MOREIRA SALLES com sessões às 16h e 20h e no CINE SANTA com sessão às 17h10. Deixa Na Régua. Direção: Emílio Domingos. Produção: Osmose Filmes. Documentário. Brasil. 73 minutos.

COM SESSÕES LOTADAS EM ALGUMAS CIDADES, UCI ABRE MAIS SALAS PARA “DAVID GILMOUR: LIVE IN POMPEII” E AGORA APRESENTA A EXIBIÇÃO EM XPLUS  Ingressos já estão à venda e o público poderá conferir o show também com o poderoso som Dolby Atmos em 360º



BLITZ AO VIVO: No embalo do lançamento do álbum 'Aventuras 2', Evandro Mesquita e sua Blitz finalizam seu quarto DVD, gravado no Circo Voador em abril, para lançamento em outubro. A banda está a todo vapor, com presença confirmada no próximo Rock In Rio e tem turnê pelos Estados Unidos confirmada em fevereiro de 2018

FESTIVAL DE CINEMA DA NOVA ZELANDIA

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers