Pular para o conteúdo principal

SEPULTURA: DUROS NA QUEDA



'SEPULTURA ENDURANCE' (EM CARTAZ) É UM DOCUMENTARIO SOBRE A BANDA DE ROCK BRASILEIRA  MAIS FAMOSA, INTERNACIONALMENTE, DE TODOS OS TEMPOS, A MINEIRA SEPULTURA. CONTUDO, EM VEZ DE CONTAR A CARREIRA DA BANDA (QUE ESTÁ FAZENDO 30 ANOS) DE MODO LINEAR, O DIRETOR OTAVIO JULIANO COMEÇA MOSTRANDO SUA ROTINA NA ESTRADA (O DIRETOR LEVOU SEIS ANOS LEVANTANDO O MATERIAL, VIAJANDO COM A BANDA PELOS QUATRO CANTOS DO PLANETA), PARA, AOS POUCOS, NOS CONTAR A SUA TRAJETÓRIA, QUE OS LEVOU AOS PINCAROS DA FAMA DA CENA METAL, COMO NENHUMA BANDA BRAZUCA OU SULAMERICANA JAMAIS CHEGOU PERTO. MAS, NO MEIO DO CAMINHO, TINHA UMA 'YOKO'. A EMPRESARIA EUROPEIA DA BANDA, GLORIA, QUE SE ENAMOROU DO VOCALISTA MAX CAVALERA, INVENTOU UMA CARREIRA SOLO PRA ELE, E IMPLODIU A BANDA, BEM NO MOMENTO EM QUE ESTA IA SE TORNAR UMA METALLICA LATINA (COMO, ATESTAM EM DEPOIMENTOS, O BATERISTA DO METALLICA, LARS ULRICH, E OUTROS GRANDES NOMES DO METAL). 


INFELIZMENTE, ISSO É APENAS FALADO, EN PASSANT, PELO GUITARRISTA ANDREAS KISSER, JÁ QUE DOIS DOS FUNDADORES ORIGINAIS DA BANDA, OS IRMAOS MAX (QUE SAIU HA 20 ANOS) E IGOR CAVALERA (QUE SAIU HA DEZ), NAO AUTORIZARAM. E NEM FALARAM PARA O FILME -- APENAS APARECEM EM IMAGENS DE ARQUIVO. COUBE A ANDREAS KISSER (FUNDAMENTAL PARA A VIRADA COMERCIAL DO SEPULTURA, PARA A QUAL ENTROU DEPOIS DESTA JA FORMADA) O PAPEL DE CONDUTOR DO DOCUMENTÁRIO. HJ, A SEPULTURA TEM APENAS ANDREAS E O BAIXISTA PAULO JR COMO INTEGRANTES DA FORMAÇÃO CLÁSSICA. OS VOCAIS SÃO DO AMERICANO DERICK GREEN E, DESDE A SAIDA DE IGOR, JA TIVERAM DOIS BATERISTAS. O DOC DEIXA BEM CLARO QUE, NAO TEM PRA MUTANTES, NEM BOSSA NOVA. A EXPORTAÇÃO BRASILEIRA MAIS FAMOSA EM TODOS OS CANTOS DO MUNDO, DEPOIS DE PELÉ, É, O SEPULTURA


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS SHOWS QUE VEM POR AI!

A agenda de shows internacionais no Brasil, neste primeiro semestre, está bem movimentada. Teremos desde grandes atrações inéditas (Phil Collins), até velhos conhecidos (Foo Fighters) e despedidas (Ozzy). Infelizmente, algumas das atrações, como Gorillaz e Depeche Mode, apenas em SP





DEPECHE MODE - SÃO FRANCISCO


PHIL COLLINS

PRIMEIRA VEZ NO BRASIL, SOLO - JÁ VEIO COM O GENESIS, NOS ANOS 70,
COM ABERTURA DO PRETENDERS

 22 FEVEREIRO: MARACANÃ/RJ
 24 FEVEREIRO: ALLIANZ PARQUE/SP
 27 FEVEREIRO: BEIRA RIO/POA




FOO FIGHTERS

COM ABERTURA DO QUEENS OF THE STONE AGE 

25 FEVEREIRO: MARACANÃ /RJ
27 FEVEREIRO : ALLIANZ PARQUE /SP
2 MARÇO: PEDREIRA PAULO LEMINSKI/CURITIBA
4 MARÇO: BEIRA RIO/POA


KATY PERRY

REI PANTERA

Vão dizer pra você que 'Pantera Negra', é o primeiro filme de super herói Marvel negro. Não é (Blade, veio bem antes). Ou, que é o primeiro filme com cast quase totalmente negro. Outra inverdade, basta uma rápida pesquisa. O fato é que, independentemente desses detalhes, 'Black Panther' é um filmaço, dos melhores do MCU (o Marvel Cinematic Universe). Não diria o melhor, pq 'Capitão América: guerra civil' (onde o Pantera Negra foi formalmente introduzido), detém esse titulo, desde os primeiros do Homem de Ferro e Vingadores. E, está acima do ultimo Marvel, o 'Thor: Ragnarok'. Muita gente gostou deste, pelo seu tom brincalhão. Achei um tanto demais da conta.


Por outro lado, os mais jovens irão achar 'Pantera negra' um bocado sério. É um filme que (quase) não deixa espaço pra piadinha barata. A história de T´Challa (Chadwick Boseman, que se revelou na cinebio de James Brown), o herdeiro do trono de Wakanda (um fictício e super avançado país africano…

ENVENENADO PELO ESTILO

Paul Thomas Anderson é um prodígio. Aos 26, realizou 'Boogie nights', seu longa de estreia, que aumentava um curta que ele tinha feito dez anos antes, sobre um fictício ator pornô chamado Dirk Diggler. Seu trabalho seguinte, foi o ambicioso 'Magnolia', espécie de homenagem a Robert Altman: um filme longo e cheio de personagens, cujas historias se entrecruzam aleatoriamente. Daí em diante, cada novo filme seu era esperado com altas expectativas, pelos fãs e pela crítica. Ele fez até um com Adam Sandler (!?), 'embriagado de amor'. Mas, sua obra-prima, veio em 2007: 'There will be blood' (sangue negro), um daqueles raros filmes que, quando acaba, dá vontade de aplaudir de pé na sala, e gritar 'bravo!' Um dos grandes trunfos do filme, é Daniel Day-Lewis, que, não a toa, ganhou Oscar de melhor ator no ano seguinte. É um dos cinco melhores filmes deste novo século.


Agora, no momento em que Day-Lewis anuncia sua aposentadoria do cinema, se juntou no…