Pages

Thursday, June 05, 2014

ADEUS (OU ATÉ BREVE)?




  QUEM É DA GERAÇÃO SHOPPING CENTER NEM TEM IDEIA DO QUE VOU CONTAR. MAS, ATE OS ANOS 80, OS CINEMAS ERAM, BASICAMENTE, DE RUA. OCUPAVAM, GERALMENTE, O SEU PRÓPRIO PREDIO E, INVARIAVELMENTE, ERAM IMENSOS. QUANDO COMECEI A IR AO CINEMA SOZINHO FOI A EPOCA EM QUE ELES COMEÇARAM A SUMIR, FECHAR, VIRAR OUTRA COISA. A MAIORIA DELES, NO RIO, FICAVAM NA CINELANDIA (O NOME JA DIZ), TIJUCA (PRAÇA SAENZ-PEÑA E ARREDORES) E COPACABANA (MAS, NO MÉIER, HAVIA O IMENSO IMPERATOR, HOJE, UM CENTRO CULTURAL). NAO CHEGUEI A IR NOS METRO DE COPACABANA E TIJUCA (QUE FORAM OS PRIMEIROS DA CIDADE A TER AR CONDICIONADO, ERAM REPLICAS DE CINES METRO AMERICANOS, HOJE, OS DOIS SÃO LOJAS DA C&A), MAS O METRO PASSEIO (QUE DEPOIS, VIROU METRO BOAVISTA, MUDARAM A FACHADA E O MODERNIZARAM) ERA O MEU FAVORITO. A MAIOR TELA (150 GRAUS DE CURVATURA, MAIOR DO QUE A DO IMAX DO UCI), SALA ESTILO STADIUM, SOM SENSURROUND (O PRIMEIRO A TER, JUNTO COM O ROXY) E UMA PIPOCA AMANTEIGADA ESPETACULAR, FEITA NUMA MAQUINA AMERICANA, QUE, DEPOIS, FOI PRO CONDOR DO LARGO DO MACHADO, DA MESMA EMPRESA. ALIAS, O CONDOR, QUE TBM TINHA TELA 70MM, VIROU IGREJA EVANGELICA. E O METRO PASSEIO, TÁ LÁ, FECHADO E APODRECENDO.



  OS CINEMAS DE RUA, ALEM DE IMENSOS, NAO TINHAM LUGAR MARCADO, NEM ERA PRECISO SAIR APOS ACABAR A SESSAO. VC PODIA FICAR LA O DIA INTEIRO. ERA BOM PRA QUEM ESTAVA MATANDO AULA,  VAGABUNDEANDO. FIZ MUITO ISSO. JA FIQUEI HORAS NO PAISSANDU (QUE ESTÁ LÁ, FECHADO), DURANTE UM FESTIVAL DE SCI-FI, JA QUE CADA SESSAO EXIBIA UM FILME DIFERENTE (VI 'ALPHAVILLE' E 'IDAHO TRANSFER') E NUMA MOSTRA DOS IRMÃOS MARX. MAS, NOS CINEMAS DO CENTRO, ERA RUIM, PQ LEVAVA UM BANDO DE DESOCUPADOS E PRATICAMENTE MORAREM LA DENTRO. E ISSO IMPLICAVA EM MUITA GENTE ESTRANHA TE ASSEDIANDO OU TE SEGUINDO ATE O BANHEIRO. ISSO, MESMO ANTES DE ALGUNS PASSAREM A EXIBIR FILMES PORNOS (CASO DO VITÓRIA E DO ODEON). ERAM SALAS DE PEGAÇÃO. JA FUI INCOMODANDO ENQUANTO TENTAVA VER 'VESTIDA PARA MATAR', NO CINE VITORIA (ATUAL LIVRARIA CULTURA) OU NUMA SESSÃO DE 'MAD MAX 2', NO ODEON. ATE PQ, O CINEMA ERA BARATO. COM QUALQUER TROCADO, VOCE ENTRAVA NUMA SESSÃO. ACHO QUE, EM PREÇOS ATUAIS, COM QUALQUER CINCO CONTOS, VOCE ENTRAVA NUM. EU SEMPRE TINHA O SUFICIENTE NO BOLSO. E AINDA SOBRAVA PRA COMPRAR BALA.



  NAO LEMBRO EXATAMENTE QUAL FOI O MEU PRIMEIRO GRANDE CINEMA, PROVAVELMENTE, UM QUE TINHA NA PRAIA DO FLAMENGO, ONDE HJ É UMA IGREJA EVANGELICA, JA QUE FICAVA EMBAIXO DE MEU PRÉDIO (ONDE VI 'THE LAST WALTZ'). COMEÇOU COMO BRUNI FLAMENGO E DEPOIS, DIVIDIDO, VIROU LIDO 1 E 2. MAS, PREFERIA IR SEMPRE NOS MAIORES. ERAM MUITOS: METRO (ONDE VI OS DOIS PRIMEIROS 'INDIANA JONES'), ODEON (ESTREIA DE 'STAR TREK: O FILME'), PALACIO (THE EMPIRE STRIKES-BACK), ROXY (O PRIMEIRO ALIEN), RIAN (JA NO FINALZINHO, VI DUAS SESSOES SEGUIDAS DE 'BLADE RUNNER'), LEBLON (SOBRETUDO SESSOES DE MEIA-NOITE, A DO PRIMEIRO 'DURO DE MATAR' FOI FODA), CONDOR LARGO DO MACHADO (ONDE AVISTEI MA BABE, NUMA PRÉ DE 'OS INTOCAVEIS'), ART TIJUCA (QUE, COM O FIM DO CINE OLINDA, ALI MESMO NA SAENZ-PEÑA, SE TORNOU O MAIOR EM NUMERO DE LUGARES, MAIS DE DOIS MIL!), OPERA, NA PRAIA DE BOTAFOGO ATUAL CASA & VIDEO (ONDE VI 'LOGAN´S RUN' EM 70MM) E TBM OS DE SAO PAULO, COMO O COMODORO CINERAMA (ONDE VI 'BACK TO THE FUTURE 2'). EM SP, HAVIA O CINESPACIAL, QUE TINHA TRES TELAS SIMULTANEAS, MAS NENHUMA DELAS IMENSA. EM ALGUMAS DESTAS SALAS, HAVIA UM RITUAL. A CORTINA VERMELHA SÓ ABRIA DEPOIS DE UM CARRILHÃO TOCAR UM SINAL QUE NEM NO TEATRO. O ODEON, ATE BEM POUCO TEMPO, AINDA FAZIA ISSO (QUANDO FUI LA VER 'KILL BILL' E 'KICK ASS', TEVE ISSO). DAI, AS LUZES APAGAVAM E COMEÇAVA A EXPERIENCIA MAGICA (E ÚNICA) DE VER FILMES. NUM TELÃO (NADA DE TELINHAS QUE PARECEM HOME THEATERS, COMO NOS DE SHOPPINGS). ERA OUTRA COISA.



  MAS, PQ TO ESCREVENDO ESTE POST? PQ, NESTA MESMA SEMANA, UM DIA DEPOIS DO OUTRO, SOUBE QUE O ODEON, NA CINELANDIA (QUE, REFORMADO, ESTAVA TININDO) VAI FECHAR SEM DATA CERTA PARA REABRIR (O GRUPO ESTAÇÃO, QUE O GERENCIA, TA FALIDO, E A GRANA QUE A PATROCINADORA, PETROBRAS, INJETA NÃO É O SUFICIENTE PRA COBRIR OS GASTOS) E, SURPRESA MAIOR (JÁ QUE É TOMBADO), O CINE LEBLON, TBM (FICA NUMA AREA IMENSA, MUITO VALORIZADA, VIDE FOTO). NO CASO DO LEBLONZAO, PARECE QUE VAO MANTER SÓ A FACHADA (POR CAUSA DO TOMBAMENTO) E UMA SALA DE CINEMA, MAS VAO FAZER TODO UM NOVO PREDIO A SUA VOLTA E EM CIMA). O ODEON É DOS ANOS 20 E SE MANTEM INTACTO HA DECADAS, TENDO SERVIDO, NOS ULTIMOS ANOS, PARA PRE-ESTREIAS INTERNACIONAIS ('OBLIVION', DO TOM CRUISE, 'HANGOVER 3', QUE TROUXE TODO O ELENCO) E PALCO PRINCIPAL DO FESTIVAL DO RIO. O LEBLON É O ULTIMO REMANESCENTE DE UMA ARQUITETURA DE CINEMA QUE O GRUPO SEVERIANO RIBEIRO SEGUIA, E QUE TINHA SIMILARES NOS JA EXTINTOS PALACIO (SÓ SOBROU A FACHADA) E CARIOCA (NA TIJUCA), ALEM DO S. LUIZ ORIGINAL. UMA ESTETICA MEIO ART DECO, COM MARMORES E UNS REBUSCADOS NOS TETOS E LATERAIS (ACHO QUE ERAM TODOS DO MESMO ARQUITETO). DO ROXY, SOBROU FACHADA E SAGUÃO.



   ESPERO QUE ESTAS (MÁS) NOTICIAS NÃO SE CONCRETIZEM. JA QUE, HOJE EM DIA, NO RIO, OS UNICOS DOIS UNICOS CINEMAS DE RUA (E QUE MANTEM AS SUAS CARACTERISTICAS ORIGINAIS) SAO O ODEON E O LEBLON, AMBOS DA FAMILIA SEVERIANO RIBEIRO, QUE AGORA INVESTEM NAS SALAS KINOPLEX (ELES TBM SÃO DONOS DO ICARAÍ, SALA IRMÃ DO LEBLON, ARQUITETURA IDENTICA, QUE TAMBEM PERMANECE FECHADA, EM NITERÓI, QUE JA TEVE UMA CINELANDIA NO CENTRO). OS DOIS ESTAÇÃO, EM BOTAFOGO, TBM SÃO DE RUA, MAS FORAM BEM ALTERADOS E DIVIDIDOS, EMBORA O ESTAÇÃO RIO AINDA GUARDE INTACTO O PREDIO ORIGINAL QUE JA ABRIGOU O CINE STAR, QUE DEPOIS VIROU O PORNÔ BOTAFOGO. TBM EM BOTAFOGO, O ARTEPLEX HOJE OCUPA O ESPAÇO ONDE FORAM OS CINES CORAL E SCALA. NESTE CASO, AS NOVAS SALAS SAO BEM MELHORES DO QUE AS ANTIGAS, QUE ERAM POEIRAS DECADENTES. NA TIJUCA QUE JA TEVE MAIS (E MAIORES) CINEMAS DO QUE A CINELANDIA), NAO SOBROU NENHUM (O CARIOCA, QUE VIROU IGREJA UNIVERSAL, MANTEVE TODA A SUA ARQUITETURA INTACTA, PODERIA VOLTAR UM DIA, UM SONHO). E, SEM O ODEON, A CINELANDIA NAO TERÁ MAIS RAZAO DE TER ESSE NOME. TRISTE...

ADENDOS:

1-INFELIZMENTE, NÃO É SÓ NO BR QUE OS GRANDES CINEMAS DE RUA FECHAM. É UMA TENDENCIA MUNDIAL. EM MANHATTAN, P EX, HJ EM DIA SÓ SOBROU O GRANDE ZIEGFELD (ONDE VI A PRÉ DE 'ROGER RABBIT'), AINDA HJ, USADO PARA PREMIERES. NA ILHA, AINDA SOBROU O PEQUENO CINE DE ARTE PARIS. E SÓ (EXISTEM UMAS MULTISALAS AQUI E ALI E ALGUNS RESISTENTES NO TIMES SQUARE, MAS NAO TAO MAJESTOSOS). ALIÁS, O CENÁRIO É MELHOR EM PARIS, ONDE NAO HA SHOPPINGS NA AREA CENTRAL, E O AMOR PELA SETIMA ARTE É GRANDE. CINEMAS DE RUA RESISTEM E SEMPRE COM FILAS NA PORTA. O MAIOR DELES, O GRAN REX (ONDE VI 'IMENSIDÃO AZUL', REALMENTE IMENSA), HJ TEM MULTI USO, SENDO USADO TBM PARA FESTAS EM SEU ANEXO NOS FINAIS DE SEMANA. JÁ EM LONDRES, SOBROU, BASICAMENTE, O ODEON DE LEICESTER SQUARE (NUNCA ENTREI), MEIO QUE IRMAO DO ODEON CARIOCA, POIS FICA NUMA AREA CENTRAL TURISTICA E ABRIGA TAPETES VERMELHOS DESDE OS PRIMEIROS FILMES DE JAMES BOND. E, EM LOS ANGELES, TERRA DO CINEMA, ELES RESISTEM PQ A CIDADE É LARGA E ESPAÇOSA, MAS APENAS EM REGIOES COMO WESTWOOD (O BRUIN E O FOX) E EM HOLLYWOOD (CHINESE). INCLUSIVE, REFORMARAM O ANTIGO CINERAMA PACIFIC DOME.

2-À PARTE O FATOR NOSTALGIA, É CLARO QUE OS CINEMAS ATUAIS SAO BEM MELHORES, TECNICAMENTE, QUE AS VELHAS SALAS DE BAIRRO, QUE, EM SEUS DIAS FINAIS, JA ESTAVA BEM DEFASADAS EM SOM E IMAGEM (EMBORA O METRO PASSEIO JAMAIS TENHA CAIDO NESTE QUESITO, ATÉ O FIM, SEMPRE FICAVA EM PRIMEIRO LUGAR NA LISTA DE MELHOR CINEMA DO RIO). MAS, PERDEM NO QUESITO TELA. MESMO O IMAX DO UCI PERDE PARA QUALQUER BOM CINEMÃO ANTIGO, JA QUE DE MAX SÓ TEM O NOME, EMBORA O SOM SEJA SENSACIONAL (IMAX MESMO, SÓ EM NOVA YORK, LONDRES E LOS ANGELES). HJ, TEMOS TBM AS TAIS SALAS DE LUXE, QUE LEVAM PARA O CINEMA A EXPERIENCIA CASEIRA, DE VER UM FILME DEITADO E COMENDO, ALEM DA PIPOCA. MAS, NAO É ISSO QUE ME FAZ SAIR DE CASA. SE ODEON E LEBLON ACABAREM, SERÁ O FIM DE UMA ERA.

ATUALIZAÇÃO: INFELIZMENTE, O GRUPO SEVERIANO RIBEIRO CONFIRMOU O FECHAMENTO DO LEBLON PARA BREVE (DURA SÓ ESTE MES DE JUNHO). NO LUGAR, SERA CONSTRUIDO UM PREDIO COMERCIAL, QUE TERÁ TRES NOVAS SALAS DE CINEMA. VALE LEMBRAR QUE, QUEM CHORA AQUI PELO FIM DO LEBLON, PREFERE IR NO KINOPLEX DO SHOPPING, NA ESQUINA. ESTIVE LA VENDO O ULTIMO FILME DA SERIE 'HUNGER GAMES', E A IMENSA SALA ESTAVA SÓ COM UM TERÇO DA OCUPAÇÃO, ISSO NUM SÁBADO À TARDE, EM SEMANA DE ESTREIA. POR OUTRO LADO, O CINE ICARAI (IRMÃO DO LEBLON), FINALMENTE, DEVE EM BREVE VIRAR CENTRO CULTURAL. ESTÃO NOS ACERTOS FINAIS.

POR OUTRO LADO, O GRUPO ESTAÇÃO INFORMOU QUE O ODEON ESTARÁ DE VOLTA EM SETEMBRO (EEEHHH!), A TEMPO DE SEDIAR A NOVA EDIÇÃO DO FESTIVAL DO RIO. VÃO SÓ TIRAR O MOFO. E, ALI DO LADO, EM BREVE, O CINE PALÁCIO (QUE FOI TODO REFEITO POR DENTRO) SERÁ REINAUGURADO, AGORA COMO TEATRO. MAS O METRO CONTINUA LÁ, FECHADO E APODRECENDO...

(*NOS VEMOS NO TWITTER @TOMLEAO)

8 comments:

Cris said...

Post incrível, me fez lembrar dos cinemas de Curitiba, onde começou meu amor pelos filmes. E hoje acho que não tem mais nenhum cinema de rua (vou pesquisar).
Também fiquei em sessões seguidas, assisti muita coisa (boa e ruim) hahahhaha
Adorei.

Sala Especial said...

Sabia que, tecnicamente, NÃO EXISTE um lugar chamado "Cinelândia" no RJ? Ali é Centro. Cinelândia é o nome popular.

Fräulein said...

Tristes notícias. Vivi longos anos em Copa e fui a quase todos os cinemas de rua por lá, lembro de um na prado júnior pequeno e escondido. Onde agora é uma casa em vídeo na figuededo de Magalhães vi Rei Leão. Teve um q virou academia, vi todos os trapalhões lá. Na cinelandia vi Mib no Palácio e no fest. Rio vi Control. Paissandu vi Edukators (tinha até área pra fumante em 2004). Acho que nunca entrei no do Leblon...

EmersonMH said...

Muito bacana esse post. Não sabia dessas histórias em relação aos cinemas. Se o Odeon fechar, onde assistirei meu Anima Mundi? Naquelas salas pequenas da Fundição? :(

Sou tijucano "de nascença" e peguei a época final da "cinelândia tijucana". Na ordem de distância da minha casa, pelo que eu me lembro, em menos de 500 metros de distância, a gente tinha os seguintes cinemas:

1) Tijuca ou "Tijuquinha" (depois dividiu para Tijuca 1 e Tijuca 2) - Era o mais próximo de casa e tb muito grande. Eu ia quase toda semana. Lá assisti a Goonies, Gremlins, Top Secret e a tantos outros blockbusters. Lembro de muitas vezes ver gente assistindo aos filmes no chão porque não cabia todo mundo na sala (eu mesmo assisti no chão). Hoje, uma loja casa e vídeo

2) Art-Palácio Tijuca - o maior cinema que vi no Rio de Janeiro (como você mencionou Tom, cabiam quase duas mil pessoas ali). Justamente por ser grande, era o melhor cinema pra namorar. Bastava escolher um canto e vc sumia com sua namorada por algumas horas. Mas, logicamente, tb ia só pra assistir a filmes. Lembro-me de ter visto "Alien, o 8º passageiro" numa reapresentação, pois na época que saiu o filme eu não tinha idade.

3) Bruni Tijuca - que ficava no fim de uma galeria onde você descia por uma rampa até chegar na sala. Era pequeno e passava muita reapresentação. Lembro de ter vistos vários filmes da dupla Terence Hill e Bud Spencer nesta sala. Depois virou Star Tijuca e, hoje, é um laboratório.

4) Carioca (tb mencionado por ti)

5) América (ao lado do Carioca), que tb tinha uma tela gigante e curva. Hoje é uma drogaria Pacheco. Uma característica que lembro desse cinema era o carpete bem fofo na entrada. Seu pé literalmente afundava no hall de entrada.

6) Cine Tijuca Palace - Ficava tb numa galeria (a galeria do curso Miguel Couto). Meu pai dizia que passava filme de arte, especialmente francês, mas na minha época já era cinema comercial. Lembro que vi Indiana Jones 2 lá. Hoje, as salas estão abandonadas, que nem o Metro Boavista que está abandonado na Cinelândia.

7) Cine Comodoro - Lembro pouco deste cinema, que ficava numa galeria que hoje é uma igreja.

8) Cinema III - Um cinema enorme no fim de uma galeria. Virou a discoteca Mamute, que tb frequentei bastante (tinha discoteca e shows ao vivo). Hoje, uma igreja evangélica.

Além desses, antes da minha época ainda havia o Metro Tijuca (C&A como você mencionou Tom) e o Olinda (hoje Shopping 45).

Isso tudo numa época em que filme adulto era legendado, filme 3D era de terror e, por isso mesmo, sensacional. A entrada era barata e a pipoca idem. Tempos que não voltam e, pelo jeito, serão enterrados de vez com o fim das grandes salas.

EmersonMH said...

Muito bacana esse post. Não sabia dessas histórias em relação aos cinemas. Se o Odeon fechar, onde assistirei meu Anima Mundi? Naquelas salas pequenas da Fundição? :(

Sou tijucano "de nascença" e peguei a época final da "cinelândia tijucana". Na ordem de distância da minha casa, pelo que eu me lembro, em menos de 500 metros de distância, a gente tinha os seguintes cinemas:

1) Tijuca ou "Tijuquinha" (depois dividiu para Tijuca 1 e Tijuca 2) - Era o mais próximo de casa e tb muito grande. Eu ia quase toda semana. Lá assisti a Goonies, Gremlins, Top Secret e a tantos outros blockbusters. Lembro-me de muitas vezes ver gente assistindo aos filmes no chão porque não cabia todo mundo na sala (eu mesmo assisti no chão). Hoje, uma loja casa e vídeo

2) Art-Palácio Tijuca - o maior cinema que vi no Rio de Janeiro (como você mencionou Tom, cabiam quase duas mil pessoas ali). Lembro-me de ter visto "Alien, o 8º passageiro" numa reapresentação, pois na época que saiu o filme eu não tinha idade.

3) Bruni Tijuca - que ficava no fim de uma galeria onde você descia por uma rampa até chegar na sala. Era pequeno e passava muita reapresentação. Lembro-me de ter vistos vários filmes da dupla Terence Hill e Bud Spencer nesta sala. Depois virou Star Tijuca e, hoje, é um laboratório.

4) Carioca (tb mencionado por ti)

5) América (ao lado do Carioca), que tb tinha uma tela gigante e curva. Hoje é uma drogaria Pacheco. Uma característica que me recordo desse cinema era o carpete bem fofo na entrada. Seu pé literalmente afundava no hall de entrada.

6) Cine Tijuca Palace - Ficava tb numa galeria (a galeria do curso Miguel Couto). Meu pai dizia que passava filme de arte, especialmente francês, mas na minha época já era cinema comercial. Lembro que vi Indiana Jones 2 lá. Hoje, as salas estão abandonadas, que nem o Metro Boavista que está abandonado na Cinelândia.

7) Cine Comodoro - Lembro pouco deste cinema, que ficava numa galeria que hoje é uma igreja.

8) Cinema III - Um cinema enorme no fim de uma galeria. Virou a discoteca Mamute, que tb frequentei bastante (tinha discoteca e shows ao vivo). Hoje, uma igreja evangélica.

Além desses, antes da minha época ainda havia o Metro Tijuca (C&A como você mencionou Tom) e o Olinda (hoje Shopping 45).

Isso tudo numa época em que filme adulto era legendado, filme 3D era de terror e, por isso mesmo, sensacional. A entrada era barata e a pipoca idem. Tempos que não voltam e, pelo jeito, serão enterrados de vez com o fim das grandes salas.

Berna Porfirio said...

Como moradora de Jacarepaguá, frequentei o CINE CISNE e o CINEMA BARONESA. Eram salas incríveis, mas também foram abandonadas aos poucos... O "Baronesa", na Praça Seca, virou "igreja" e "Cisne", hoje em dia, acho que virou nome de Confeitaria, lá pela Freguesia......

Blaxploitation said...

Ah, Tom... Infelizmente não conheci a maioria dos cinemões que você mencionou, mas seu texto me fez revisitar a sensação de frequentar alguns que não existem mais, como o Paratodos (que virou Universal, mas parece manter a bela arquitetura interna com detalhes em madeira) e o Art-Films, ambos no Méier. Tomara que o Odeon resista. Um abraço ; )

Paulo Tibau said...

Não se esqueça do Cine Azteca do Catete... assisti um ou dois filmes infantis quando era muito pequeno, e tenho quase certeza q um deles foi Asterix e Cleopatra. O cine Azteca tinha esculturas e uma fachada temática.A noite a iluminação era uma atração a parte.
http://cinemagia.files.wordpress.com/2009/11/azteca1.jpg

NA CIDADE

NOVEMBERINAS:

Teatro Odisseia 26 - Vanguart / Ariella

Teatro Rival 22 – Rival Rebolado 23 – Nelson Sargento 25 – Festa Batmakumba: Abayomy 30 - Festival Norueguês: Sondre Lerche / Greni

Teatro Riachuelo 22 – Golden Boys

Coordenadas Bar (Botafogo) 05, 12, 19 e 26 – Pedro Baby & Convidados 21 - Sérgio Rocha Blues Band: Homenagem a Celso Blues Boy Estúdio Fórum (Botafogo) 24 - Sexta Infame: PxExNxE (COL) / Blaspherion / Lástima / Baga

Solar de Botafogo 24 - Kosmus / Aura / Psilocibina 29 – Gabriel Calisman

Theatro Net Rio 27 -  Alessandra Verney  29 – Silva Canta Marisa Monte 

Blue Note 22 - Lina Nyberg (SUE) – Participação: Ilessi (22h30) 23 – Quarteto do Rio & Roberto Menescal – Participação: Joyce & Wanda Sá & Pedro Miranda (20h) 23 – Insula (22h30) 24 e 25 - Kenny Garret Quartet  29 e 30 - Ed Motta: Baile do Flashback

Sala Baden Powell 22 – Doralyce & Maracutaia 25 - Augusto Martins & Paulo Malaguti 26 - João Carlos Assis Brasil & Carlos Navas

Teatro da UFF (Niterói) 24 a 26 – MPB – a Era dos Festivais: Soraya Ravenle & Edu Krieger & Marcelo Caldi & Fabiano Salek & PC Castilho

Planet Music (Cascadura) 25 - For Annie / Ollie / Colorado / Visceral Fear

Imperator 23 – Humberto Gessinger: “A Revolta dos Dândis – 30 Anos” 24 – Cidade Negra Canta Gilberto Gil 25 – Terraço do Imperator: Forró Lánalaje: Trio Ventura / DJ Edna Carvalho 25 – Paulinho Moska 26 - Fafá de Belém (com Manoel & Felipe Cordeiro): Guitarradas do Pará 28 – Coral Imperator

Centro de Referência da Música (Tijuca) 23 – Felipe Adetokunbo 24 – Nina Rosa & Thiago Kobe 25 – Rodrigo Maranhão & Pretinho da Serrinha 29 – Joyce Cândido Canta Elis Regina  30 – Michel Taski

Aparelho (Centro) 18 - Second Come 24 - Felipe Zenicola / Marcos Campello / Lucas Pires  Motim (Centro) 24 - Gragoatá / Vitor Milagres / Daniel Villares

Quintas no BNDES 19h - grátis 23 - CDR Style 30 - Sergio Santos

Teatro Glauce Rocha (Centro) 23 - Alice Passos & Maurício Carrilho  30 - Olivia & Francis Hime Museu de Arte do Rio 24 - Sarau do Alemão / Rincon Sapiência

BRASIL EM TRANSE: Com curadoria de Ismail Xavier e coordenação da Sociedade Amigos da Cinemateca, em parceria com a Cinemateca Brasileira e o Cinusp, esta Mostra reúne mesas de debate e exibição de filmes que acontece de 16 de novembro a 1º de dezembro, em São Paulo. CINEMATECA BRASILEIRA

Circuito SESC 24 - Niterói: De Leve (19h - R$ 20) 25 - Madureira: De Leve (17h - R$ 20) 25 - Ramos: Cassiano & Trio Beija Flor (17h - grátis) 25 - São Gonçalo: Bebeto (17h - R$ 20) 26 - Madureira: Dorina (17h - grátis) 26 - São Gonçalo: De Leve (19h - R$ 20) 29 - Tijuca: Marcelo D2 & SambaDrive (19h30 - R$ 20) 30 - Tijuca: De Leve (20h - R$ 20) ______________________________

MIXX: 25 – Qinho - Ahlma.CC / Leblon 25 - AcaraJazZ: Bondesom / Juliana Linhares / Doralyce – Rio City Lab / Santo Cristo 26 - Alaska (SP) / Hover / Whipallas – La Esquina / Lapa 26 - Cervical / Mari & The GoodFellas / Facing Fear – Calabouço / Vila Isabel 29 - Baculeju da Sandra de Sá – Teatro Glaucio Gill / Copacabana

as dinamarquesas do grupo WE LIKE WE, são o destaque internacional na abertura da 5º edição do Festival Música Estranha em São Paulo.

Abertura da exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”, no dia 1º de novembro. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

Alexandra Jackson no Blue Note dia 28/11 (terca).   Alexandra é uma cantora americana que esta lançando EP, “Legacy & Alchemy”, dedicado à canção brasileira com standards da MPB .  O show tem participação de Pretinho da Serrinha.

#BLAZEYOURSELF @ Rooftop 5 Data: 25 de novembro, sábado – a partir das 17 horas até meia noite Local: Rooftop 5 – Rua Coropé, 88 - Pinheiros, São Paulo - SP, 05426-100 Atrações: Selvagem, Jaloo e Tropkillaz Entrada gratuita mediante cadastro e confirmação no site, limitada a 500 pessoas

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

“Piano, Voz e Jobim” Augusto Martins e Paulo Malaguti Pauleira   _ Homenagem aos 90 do maestro brasileiro _ Sala Baden Powell, sábado 25.nov (sáb), às 21h

FICI 2017 O Festival Internacional de Cinema Infantil, que acontece no Rio de 24 a 3 de dezembro, exibirá, na edição deste ano, 120 filmes de 25 países, entre animações, curtas, médias e longas-metragens. confira a programação.

O espetáculo “Kid Morengueira – Olha o breque!” homenageia Moreira da Silva (1902 – 2000), o cantor que popularizou o samba de breque, tornando-se um ícone da música brasileira. O samba permitiu a ele criticar, sempre com muito bom humor, os poderosos com seus desmandos, os malandros que conheceu na noite, e os compositores que ajudou a tornar conhecidos. A peça estreia para uma curta temporada no Teatro I do Sesc Tijuca - de 03 de novembro a 03 de dezembro, de sexta a domingo, sempre às 20:00.

Após o sucesso da temporada nos meses de abril e maio desse ano, que passou por sete cidades brasileiras e esgotou em todas as praças, o espetáculo “STOMDUP” de Tom Cavalcante volta para novas apresentações no Rio de Janeiro (dia 01 de novembro, no Teatro Bradesco Rio); Natal (dia 30 de novembro, no Teatro Riachuelo); Fortaleza (dia 01 de dezembro, no Teatro RioMar Fortaleza).

SOLID ROCK: a participação da banda Lynyrd Skynyrd no Solid Rock (Curitiba, Pedreira Paulo Leminski, dia 12/12; São Paulo, Allianz Parque, dia 13/13; e Rio de Janeiro, Jeunesse Arena, dia 15/12) acaba de ser CANCELADA por motivos pessoais da banda. No lugar, Cheap Trick será a banda que fará parte do lineup, junto do Deep Purple e Tesla. Mais informações sobre devolução de ingressos serão divulgadas em breve.

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers