Pular para o conteúdo principal

Batman & Robin?

O trailer já nos deixava antever que "Sherlock Holmes", de Guy Ritchie, estava mais para filme de ação do que o que já vimos antes com o famoso detetive criado por sir Arthur Conan Doyle. E, de fato, "Sherlock Holmes" é um filme de ação quase igual aos que vimos atualmente. Até faz bom uso de computação digital e envolve ciência e tecnologia. Só que na Inglaterra vitoriana, do final do século 19. E o resultado é algo divertido, dinâmico e que entretém.

Mas, primeiro, esqueça os Holmes anteriores, imortalizados na tela por nomes como Basil Rathbone e Peter Cushing, mais próximos daquela figura clássica que nos habituamos a ver, de rosto longilíneo e nariz pontudo. O tipo de Robert Downey Jr é algo mais caricato, galhofeiro, e tem corpo e força de atleta. Os puristas podem reclamar. Além de Downey Jr, somente Johnny Depp poderia ter feito essa nova abordagem do personagem sem soar canhestro.

E não só Downey Jr, como também Jude Law, como o elementar parceiro Watson, convencem. Os dois até lembram uma versão estranha de Batman & Robin, combatendo o crime com deduções lógicas, conclusões científicas e um certo clima homo entre eles. Mas, como é um filme PG-13, certos detalhes foram deixados de lado, em nome da ação, como o envolvimento de Holmes com drogas, para estimular a sua mente. Como a cocaína, por exemplo, mostrado pelo genial Billy Wilder em "The 7 percent solution", que era a quantidade da droga que ele usava.

A trama nos mostra um lorde sinistro, Blackwood (Mark Strong) que tem um plano de aniquilar o parlamento e iniciar uma nova ordem de dominação para o então Império Britânico, algo meio parecido com os ideais futuros de Hitler. Em meio a isso, uma amiga ladra de Holmes (Rachel McAdams) aparece para botar mais molho na trama e, entre muitas brigas e cenas espetaculares (algumas fazendo bom uso dos efeitos digitais), além de excelentes diálogos/tiradas entre Holmes e Watson, a trama vai andando, até um final com explicação lógica e uma deixa para continuação. Afinal, nem falamos do famigerado professor Moriarty, pois não?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS SHOWS QUE VEM POR AI!

A agenda de shows internacionais no Brasil, neste primeiro semestre, está bem movimentada. Teremos desde grandes atrações inéditas (Phil Collins), até velhos conhecidos (Foo Fighters) e despedidas (Ozzy). Infelizmente, algumas das atrações, como Gorillaz e Depeche Mode, apenas em SP





DEPECHE MODE - SÃO FRANCISCO


PHIL COLLINS

PRIMEIRA VEZ NO BRASIL, SOLO - JÁ VEIO COM O GENESIS, NOS ANOS 70,
COM ABERTURA DO PRETENDERS

 22 FEVEREIRO: MARACANÃ/RJ
 24 FEVEREIRO: ALLIANZ PARQUE/SP
 27 FEVEREIRO: BEIRA RIO/POA



FOO FIGHTERS

COM ABERTURA DO QUEENS OF THE STONE AGE 

25 FEVEREIRO: MARACANÃ /RJ
27 FEVEREIRO : ALLIANZ PARQUE /SP
2 MARÇO: PEDREIRA PAULO LEMINSKI/CURITIBA
4 MARÇO: BEIRA RIO/POA


KATY PERRY

REI PANTERA

Vão dizer pra você que 'Pantera Negra', é o primeiro filme de super herói Marvel negro. Não é (Blade, veio bem antes). Ou, que é o primeiro filme com cast quase totalmente negro. Outra inverdade, basta uma rápida pesquisa. O fato é que, independentemente desses detalhes, 'Black Panther' é um filmaço, dos melhores do MCU (o Marvel Cinematic Universe). Não diria o melhor, pq 'Capitão América: guerra civil' (onde o Pantera Negra foi formalmente introduzido), detém esse titulo, desde os primeiros do Homem de Ferro e Vingadores. E, está acima do ultimo Marvel, o 'Thor: Ragnarok'. Muita gente gostou deste, pelo seu tom brincalhão. Achei um tanto demais da conta.


Por outro lado, os mais jovens irão achar 'Pantera negra' um bocado sério. É um filme que (quase) não deixa espaço pra piadinha barata. A história de T´Challa (Chadwick Boseman, que se revelou na cinebio de James Brown), o herdeiro do trono de Wakanda (um fictício e super avançado país africano…

OSCAR 2018: OS FILMES

AINDA FALTA VER 'PHANTOM THREAD', PARA FECHAR A LISTA DE PRODUÇÕES QUE CONCORREM AO OSCAR NA CATEGORIA MELHOR FILME. MAS, POR ENQUANTO, AQUI VAO COMENTARIOS SOBRE OS DEMAIS CONCORRENTES. COMENTE VC, TBM:


CALL ME BY YOUR NAME = BELO E SENSIVEL DRAMA ROMANTICO, SOBRE A DESCOBERTA DA SEXUALIDADE, DE UM GAROTO ITALIANO DE 17 ANOS (NA ITALIA, A IDADE DO CONSENTIMENTO É 14). ACONTECE QUE, O JOVEM, SE APAIXONA POR OUTRO, UM HOMEM DE 25 ANOS, QUE VEM PRESTAR SERVIÇOS PARA SEU PAI. É BASEADO NUM LIVRO (QUE NUNCA LI) E TODO PASSADO NO NORTE DA ITALIA (NOS ARREDORES DE VERONA), COM FOTOGRAFIA RADIANTE E LUGARES PARADISIACOS. O NOVATO TIMOTHÉ CHAMALET (QUE TBM ESTÁ EM 'LADY BIRD') CONCORRE NA CATEGORIA ATOR PRINCIPAL. A TRILHA DE SUFJAN STEVENS É A CERTEIRA.


DARKEST HOUR = MOSTRA UM RECORTE DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL, LOGO APOS OS FATOS VISTOS EM 'DUNKIRK' (É BOM VER UM LOGO APOS O OUTRO), E CENTRA NA FIGURA CARISMATICA E CONTROVERSA DE WINSTON CHURCHILL. FEITO POR GARY OLDMA…