Pular para o conteúdo principal

DO OUTRO LADO DO ESPELHO



QUANDO GURI, ADORAVA MITOLOGIA GRECO-ROMANA. NUNCA CURTI ESSE DEUS JUDAICO-CRISTÃO VINGATIVO E OPRESSOR, NEM OS SANTOS DO CATOLICISMO. MAS AS HISTORIAS E OS PERSONAGENS MITOLÓGICOS ME FASCINAVAM. UM DELES, EM ESPECIAL, ME ENCANTOU: ORFEU. SOBRETUDO, DEPOIS QUE VI A VERSÃO MODERNA, FEITA POR JEAN COCTEAU, EM FORMA DE FILME: 'ORPHEE'. AQUELE LANCE DO POETA TER DESCIDO AO INFERNO PARA RESGATAR A SUA AMADA, MORTA, E TER CONVENCIDO A MORTE COM SUA POESIA E SUA LIRA, ERA UMA HISTORIA E TANTO (ELE SÓ NAO PODIA OLHAR PARA TRAS QUANDO ESTIVESSE VOLTANDO COM EURÍDICE). E DO JEITO QUE COCTEAU MOSTROU, COM UMA MORTE SUPER SEXY, COM CAPANGAS DE JAQUETA DE COURO, MOTOS E ÓCULOS ESCUROS, ERA TRÉS COOL. E CONTINUA, ATÉ HOJE.



ORFEU E EURÍDICE VOLTARAM A ME ENCANTAR. DESTA VEZ, ATRAVÉS DO NOVO E SENSACIONAL ÁLBUM DO ARCADE FIRE, 'REFLEKTOR' (MERGE, IMPORT). DE CERTA FORMA, ATRAVES DE SUAS CANÇÕES, ELES RECONTAM A TRAJETÓRIA DE ORFEU. A PARTIR DA CAPA DO DISCO, UMA FOTO DA ESCULTURA ORFEU & EURIDICE, DE RODIN (ESTÁ NO METROPOLITAN, NYC) PASSANDO PELA DIVISÃO DO DISCO -- UM ÁLBUM DUPLO,: O PRIMEIRO É BRANCO (VIDA/LUZ), O SEGUNDO, PRETO (NOITE/MORTE) --, DE UMA FAIXA DEDICADA A ORFEU (IT´S NEVER OVER, HEY ORPHEUS), OUTRA A EURÍDICE (AWFUL SOUND, OH EURYDICE), DA MISTERIOSA LETRA DA FAIXA QUE ABRE O TRABALHO,'REFLEKTOR', QUE FALA DE COMO SE PODE ACHAR A PASSAGEM PARA O OUTRO MUNDO ('ENTRE A NOITE E A AURORA, ENTRE O REINO DOS VIVOS E DOS MORTOS', QUE RÉGINE CANTA EM FRANCÊS) MAS QUE AS VZS ENGANA ('EU PENSEI TER VISTO A CONEXÃO, MAS FOI APENAS UM REFLEXO', DIZ O REFRÃO, QUE TEM O VOZEIRÃO DE DAVID BOWIE DIZENDO 'JUST A REFLECTOR'.



O REFLEXO VEM DE ESPELHOS, ESPALHADOS PARA CONFUNDIR E CAMUFLAR A ENTRADA (E COCTEAU MOSTROU O UNDERWORLD COMO UM LUGAR CHEIO DE ESPELHOS, E COM UMA PIADINHA VISUAL, A DE UM VIDRACEIRO PASSANDO!), NUMA IMAGEM QUE FOI USADA ATE PELOS SMITHS, PARA A CAPA DE UM SINGLE, 'THIS CHARMING MAN', COM O ATOR JEAN MARAIS, JÁ DO OUTRO LADO DO ESPELHO. ATÉ CHEGAR PERTO DO FIM DO DISCO, COM A MAGNIFICA 'AFTERLIFE', CUJO CLIPE AO VIVO (DIRIGIDO POR SPIKE JONZE) COM A GRETA GERWIG DANDO UMA DE FRANCES HA NO YOUTUBE MUSIC AWARDS FOI SENSA. O CLIPE NAO-OFICIAL MOSTRA CENAS DO FILME 'ORFEU DO CARNAVAL/ORFEU NEGRO, VERSÃO PASSADA NUM MORRO CARIOCA, NOS ANOS 50, FEITA POR MARCEL CAMUS, COM MUSICAS DE VINICIUS DE MORAES (DA PEÇA 'ORFEU DA CONCEIÇÃO). MAS O CLIPE OFICIAL É SEM GRAÇA. OU SEJA, O MITO DE ORFEU, QUE FOI AO MUNDO DOS MORTOS POR CONTA DE UM AMOR, E VOLTOU, ESTÁ POR TODA A PARTE NO DISCO.



MAS, EXPLICAÇÕES À PARTE, 'REFLEKTOR' É O MELHOR DISCO DO ARCADE FIRE (QUE USOU O NOME THE REFLEKTORS, PARA FAZER ALGUNS SHOWS SECRETOS, ANTES DE LANÇAR O DISCO) DESDE A ESTREIA COM 'FUNERAL'. CHEGA MUITO PERTO DESTE, COM SUAS LETRAS INSPIRADAS, QUE NOS DÃO VONTADE DE CANTAR JUNTO (E UMAS QUE CONTINUAM, COMO 'HERE COMES THE NIGHTTIME'), E TRATAM DE TEMAS DARKS. NAO É UM DISCO WANNABE DE ROCK MAINSTREAM, COMO FOI 'THE SUBURBS' (NAO CURTI), NEM TAO SOLENE COMO 'NEON BIBLE' (QUE ERA OK). É UM TRABALHO FEITO NO CAPRICHO, SUPER BEM FEITO, BEM GRAVADO, MIXADO, PRODUZIDO (PELA BANDA, POR MARKUS GRAVS, MAS EM GRANDE PARTE, PELO GENIOZINHO JAMES MURPHY DA DFA/LCD SOUNDSYSTEM, DAI O RITMO ALGO DISCO EM AGUMAS FAIXAS), BEM ESCRITO, INSTRUMENTADO, QUE ME FEZ ATE COMPRAR O VINIL (ACHEI NA TRACKS DO BAIXO GAVEA), PARA TER ACESSO AO MARAVILHOSO TRABALHO GRAFICO EM ESCALA NATURAL (A CAPA E OS ENCARTES SÃO COMO HOLOGRAFIAS, REFLETEM). ENFIM, UM DISCO QUE TENHO OUVIDO, SEM PARAR, HA PELO MENOS DUAS SEMANAS. EM VINIL, MP3 E CD. E SEM MEDO DE OLHAR PARA TRAS...




E O CLIPE DE REFLEKTOR (DIRIGIDO POR ANTON CORBJIN) COM BOWIE COM CABEÇÃO DE BONECO DE OLINDA E O VELHO GLOBO DE ESPELHOS FETICHE DO JAMES MURPHY:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS SHOWS QUE VEM POR AI!

A agenda de shows internacionais no Brasil, neste primeiro semestre, está bem movimentada. Teremos desde grandes atrações inéditas (Phil Collins), até velhos conhecidos (Foo Fighters) e despedidas (Ozzy). Infelizmente, algumas das atrações, como Gorillaz e Depeche Mode, apenas em SP





DEPECHE MODE - SÃO FRANCISCO


PHIL COLLINS

PRIMEIRA VEZ NO BRASIL, SOLO - JÁ VEIO COM O GENESIS, NOS ANOS 70,
COM ABERTURA DO PRETENDERS

 22 FEVEREIRO: MARACANÃ/RJ
 24 FEVEREIRO: ALLIANZ PARQUE/SP
 27 FEVEREIRO: BEIRA RIO/POA




FOO FIGHTERS

COM ABERTURA DO QUEENS OF THE STONE AGE 

25 FEVEREIRO: MARACANÃ /RJ
27 FEVEREIRO : ALLIANZ PARQUE /SP
2 MARÇO: PEDREIRA PAULO LEMINSKI/CURITIBA
4 MARÇO: BEIRA RIO/POA


KATY PERRY

REI PANTERA

Vão dizer pra você que 'Pantera Negra', é o primeiro filme de super herói Marvel negro. Não é (Blade, veio bem antes). Ou, que é o primeiro filme com cast quase totalmente negro. Outra inverdade, basta uma rápida pesquisa. O fato é que, independentemente desses detalhes, 'Black Panther' é um filmaço, dos melhores do MCU (o Marvel Cinematic Universe). Não diria o melhor, pq 'Capitão América: guerra civil' (onde o Pantera Negra foi formalmente introduzido), detém esse titulo, desde os primeiros do Homem de Ferro e Vingadores. E, está acima do ultimo Marvel, o 'Thor: Ragnarok'. Muita gente gostou deste, pelo seu tom brincalhão. Achei um tanto demais da conta.


Por outro lado, os mais jovens irão achar 'Pantera negra' um bocado sério. É um filme que (quase) não deixa espaço pra piadinha barata. A história de T´Challa (Chadwick Boseman, que se revelou na cinebio de James Brown), o herdeiro do trono de Wakanda (um fictício e super avançado país africano…

ENVENENADO PELO ESTILO

Paul Thomas Anderson é um prodígio. Aos 26, realizou 'Boogie nights', seu longa de estreia, que aumentava um curta que ele tinha feito dez anos antes, sobre um fictício ator pornô chamado Dirk Diggler. Seu trabalho seguinte, foi o ambicioso 'Magnolia', espécie de homenagem a Robert Altman: um filme longo e cheio de personagens, cujas historias se entrecruzam aleatoriamente. Daí em diante, cada novo filme seu era esperado com altas expectativas, pelos fãs e pela crítica. Ele fez até um com Adam Sandler (!?), 'embriagado de amor'. Mas, sua obra-prima, veio em 2007: 'There will be blood' (sangue negro), um daqueles raros filmes que, quando acaba, dá vontade de aplaudir de pé na sala, e gritar 'bravo!' Um dos grandes trunfos do filme, é Daniel Day-Lewis, que, não a toa, ganhou Oscar de melhor ator no ano seguinte. É um dos cinco melhores filmes deste novo século.


Agora, no momento em que Day-Lewis anuncia sua aposentadoria do cinema, se juntou no…