Pages

Monday, February 04, 2013

AQUI JAZZZ...

ANDO MUITO A PÉ PELA CIDADE E, POR ISSO, REPARO EM PREDIOS E LUGARES, QUE ME LEMBRAM DO QUE FUNCIONARAM ALI. COMO UM CINEMA, TEATRO OU CASA DE SHOW/CLUBE. POR ISSO, RESOLVI FAZER ESSA LISTINHA DE ONDE FICAVAM LUGARES QUE FIZERAM HISTORIA NA NOITE ALTERNATIVA DO RIO (NÃO É SOBRE FESTAS OU LUGARES MAINSTREAM OU DE SHOWS), E HOJE, NAO EXISTEM MAIS...


CREPÚSCULO DE CUBATÃO = O PRIMEIRO CLUB CARIOCA. VEIO COM UM CONCEITO EUROPEU/INGLES, DE DOOR POLICY, QUE NAO EXISTIA AQUI (UM DOS SÓCIOS, ALEM DOS TRES INGLESES DONOS DO BAR COCHRANE/BOTAFOGO, ERA O TBM INGLES LADRAO DO TREM PAGADOR RONALD BIGGS). SEU FORTE ERA O ROCK E POP INGLES, SOBRETUDO O GOTH E A INCIPIENTE HOUSE MUSIC. FUNCIONAVA EM COPACABANA, DO LADO ESQUERDO DA BARATA RIBEIRO, LOGO DEPOIS DA RUA SANTA CLARA. NO PRIMEIRO ANDAR, UMA SALA DE ESTAR/BAR (NA QUAL SE DESTACAVA UM LINDO ESPELHO GIGANTE), E NO PORÃO, A PISTA DE DANÇA (REPLETA DE TUBULAÇÃO DE AGUA E ESGOTO, QUE JA CHEGARAM A VAZAR). ABRIU EM 1985, NA MESMA ÉPOCA EM QUE ESTAVA ACONTECENDO O PRIMEIRO ROCK IN RIO. CAUSOU COMOÇÃO NA CITY, A PONTO DE LEVAR ATE PASTOR EVANGELICO PRA PREGAR NA PORTA CONTRA OS DARKS! ERA TIDO COMO UM LUGAR 'PERIGOSO', RARARARA! SEU EQUIVALENTE, EM SP, EM PARTE, FOI O MADAME SATÃ. HJ, É UMA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO.
DJS: LC AMBIENT, DUDU CANDELOT (RESIDENTES), ZRMAHR, TONY THE TIGER, LUIS CARLOS FRANCO, PAULO FUTURA...

*PARALELAMENTE AO CUBATÃO, EXISTIU POR UM BREVE TEMPO, NA GALERIA ONDE HJ FUNCIONAM A LE GIRL E  A LE BOY (ONDE FOI O CINEMA STUDIO COPACABANA), ONDE ERA A MARIUZINN ORIGINAL, A ILHA DOS MORTOS. ERA UMA ALTERNATIVA AO CUBATAO,  PQ LA,  NAO ROLAVA DRESS CODE, NEM BARRAÇÃO NA PORTA, ALÉM DE SER MAIS BARATA TBM. DURANTE UM TEMPO, EU E O SATANÉSIO (BLACK FUTURE) FAZIAMOS O SOM AOS SÁBADOS, E NOSSO MAIOR HIT ERA UM PRE-MASHUP QUE MISTURAVA 'FACES OF FREEDOM', DO TEST DEPT, COM 'RENEGADES OF FUNK', DO AFRIKA BAMBAATAA, MIXADO AO VIVO, NA HORA, COM OS DOIS VINIS TOCANDO AO MESMO TEMPO. IAM SEMPRE AS MESMAS 50 PESSOAS, INCLUINDO RENATO RUSSO, CUJA 'DANÇA' CONSISTIA EM SE ARRASTAR PELO CHÃO DA BOATE COMPLETAMENTE BEBADO. A CABINE ERA, INVARIAVELMENTE, INVADIDA POR GROUPIES =)
AMANDIO TOCAVA LA NUMA NOITE ESPECIFICA, SÓ FLASHBACK DISCO...


DR. SMITH = A HERDEIRA NATURAL DO CUBATÃO (QUE AINDA EXISTIU POR POUCO TEMPO, E JUNTO COM A SMITH, NA VIRADA DOS 80S PROS 90S, COMO KITSCHNET). FOI AI QUE DJS DA CENA CLUBBER CARIOCA APARECERAM (COMO FELIPE VENACIO E A NOITE ELEVATION) E O ROCK E O ELETRONICO SE MISTURARAM. TINHA SÓ UM ANDAR, DIVIDIDO EM DUAS PARTES: NA PRIMEIRA, A SALA DE ESTAR/BAR, E LOGO DEPOIS, OS BANHEIROS (ONDE TBM ROLAVA SOM!) E A PISTA. O DJ FICAVA NO ALTO, NUMA CABINE À PROVA DE CHATOS. UMA DAS NOITES MEMORÁVEIS LÁ FOI A VOLTA DE ZÉ DO CAIXÃO, QUE SAIU, LITERALMENTE, DE DENTRO DE UM NO MEIO DO SALÃO. HJ, NO LOCAL, NO FINALZINHO DA RUA DA PASSAGEM (BOTAFOGO) FUNCIONA UMA LOJA DE FERRAGENS, QUE JÁ FOI UMA MADEIREIRA (AQUELA CASA FEIA, A DIREITA, NA FOTO).
DJS: EDINHO(RESIDENTE), FELIPE VENANCIO, BETO PEDROZA...

BASEMENT = OCUPOU O HIATO ENTRE O FIM DA SMITH E O COMEÇO DAS OUTRAS, NA PRIMEIRA METADE DOS 90S. FUNCIONAVA NA GALERIA ALASKA, LUGAR BARRA PESADA NO POSTO SEIS DE COPACABANA QUE SÓ ABRIGAVA INFERNINHOS E CINEMAS DE PEGAÇÃO. O INCANSÁVEL EDINHO (QUE CHEGOU A SER ESFAQUEADO LÁ) FOI UM DOS EXPLORADORES ORIGINAIS, JUNTO COM AMÃNDIO (QUE COMEÇOU A CASA JUNTO COM WILSON POWER, DA FESTA ROCK POWER), QUE TRABALHOU NO LOCAL ANTES COMO RESIDENTE DA LENDÁRIA SÓTÃO. ATUALMENTE QUASE TODO O LUGAR FOI TOMADO POR FILIAIS DE TEMPLOS EVANGÉLICOS, O QUE É BEM IRONICO...

GHETTO = NEM A SMITH E  BASEMENT EXISTIAM MAIS E, EM BOTAFOGO, NAO MUITO LONGE DALI, APARECEU A GHETTO, UM SOBRADO TRANSFORMADO EM NIGHTCLUB QUE RECEBEU TANTO OS GOTICOS ORFAOS DO CUBATAO, QUANTO OS ROCKERS E CLUBBERS DA SMITH. ERA LA QUE ROLAVA A MELHOR FESTA ELECTRO-TECHNO EVER DO RIO, A OOPS!, DO MAURICIO LOPES. FOI LÁ, TBM, QUE SURGIU A PRIMEIRA FESTA REGULAR DE DEBÊ NO RIO, A FEBRE. TBM TINHA UMA CABINE A PROVA DE CHATOS, BEM DIFICIL DE ESCALAR. HJ, É MAIS UMA FARMACIA DE MANIPULAÇÃO.
DJS: MAURICIO LOPES, CALBUQUE, LUCIO K, MARCELINHO DALUA...

YESTERMORN/BANG! = TBM EM BOTAFOGO, QUASE NO FIM DA RUA SÃO CLEMENTE, ONDE ANTES FUNCIONOU A  SEDE DA AGENCIA DE PUBLICIDADE JW&T, É UM PALACETE NEO CLÁSSICO, CHEIO DE SALAS E COM DOIS ANDARES. COMEÇOU COMO CASA GAY/ELETRONICA, QUE DUROU POUCO. DEPOIS, COM OUTRO NOME, BANG!, ABRIU PARA O INDIE ROCK E TECHNO. TEVE VIDA CURTA, PQ NAO ERA EXATAMENTE UM NIGTHCLUB, MAS UMA CASA ARRENDADA POR UMA GALERA (ENTRE ELES, MARCELO RAIN E WILSON POWER) PARA ABRIGAR VARIAS FESTAS NUMA AREA RESIDENCIAL. FOI LÁ QUE O AFTER DE RICARDINHO NS ACONTECEU REGULARMENTE, NO PORÃO, NAS MADRUGADAS DE DOMINGO. HOJE, ABRIGA UMA FILIAL DA CASA & CONSTRUÇÃO, LOJA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO.
DJS: RODRIGO LARIU, MARCELO RAIN, WILSON POWER, DODO, ZIGGY...


BUNKER = PROVAVELMENTE, O MAIOR E MELHOR CLUB QUE O RIO JÁ TEVE. ATE PQ, DIFERENTEMENTE DE TODOS OS DEMAIS, ERA REALMENTE UMA BOATE, CONSTRUIDA NOS ANOS 80 (A COLUMBUS) NO TERREO DE UM APART-HOTEL NO POSTO SEIS (COPACABANA) PARA ESSA FINALIDADE; NAO ERA UM LUGAR IMPROVISADO. COM O FIM DA BOATE ORIGINAL, EM 1997, UMA TURMA (LIDERADA POR CABBET ARAUJO, ATUAL FOSFOBOX, E WILSON POWER) PROCUROU OS ITALIANOS DONOS DO LOCAL E SUGERIU UM CLUBE DE ROCK E ELECTRONICA. COMEÇOU COMO UM TESTE, MAS LOGO SE TRANSFORMOU NO PRINCIPAL POINT DA NOITE ALTERNATIVA CARIOCA. FOI LÁ QUE FESTAS COMO ALIEN NATION (QUE JA ROLAVA ITINERANTE), CONSOLIDOU, NA IMENSA PISTA 1; QUE A ELECTRIC HEAD APARECEU (PISTA 2), E VARIAS OUTRAS, COMO A CUBIK, FORAM CRIADAS. PODE-SE DIZER QUE A BUNKER FOI UMA SINTESE DE TODAS AS CASAS E FESTAS QUE ROLARAM NO RIO DE JANEIRO NOS ULTIMOS 20 ANOS. CRESCEU TANTO QUE, ATE UMA PIZZARIA QUE FUNCIONAVA ACOPLADA (MANGIA ME TUTTA), VIROU O LOUNGE E CRIOU-SE LA UMA TERCEIRA PISTA. ATUALMENTE, O LUGAR FOI TRANSFORMADO EM MAIS UMA FILIAL DA AMERICANAS EXPRESS. TRISTE.
DJS: EDINHO, WILSON, ZIGGY, RICARDO NS (RESIDENTES, COM FESTAS SEMANAIS), ROGA, KLEBER TUMA, AMANDIO, MAURICIO LOPES, ALEXEY...

MENÇÃO HONROSA: ATLANTICA 1910 = ONDE ERA UMA ANTIGA DISCOTECA PARA TURISTAS (QUE TEVE DIVERSOS NOMES E ESTILOS), POR CERCA DE 2 ANOS, NO FINAL DOS 90´S, FUNCIONOU O MELHOR CLUBE DE ELETRONICA DO RIO, QUASE O NOSSO HELL´S A BEIRA-MAR. O POINT FOI RECUPERADO PELO ARTISTA GRAFICO GRINGO CARDIA, QUE INAUGUROU COM UMA FESTA DOMINICAL DE FELIPE VENANCIO, QUE COMEÇAVA CEDO. NAS QUINTAS, ROLAVA UMA NOITE NA QUAL O RESIDENTE ERA O MAU-MAU (AS VZS RICARDINHO NS ABRIA), QUE VINHA DE SP SÓ PRA ISSO. ERA QUASE UM CLUBINHO, AS MESMAS CENTO E TANTAS PESSOAS TODAS AS NOITES. FUI EM TODAS ELAS. ERA SÓ TECHNO A VERA E HOUSE DO BOM. A NOITE TERMINAVA, INVARIAVELMENTE, POR VOLTA DE 5AM COM 'BORN SLIPPY', DO UNDERWORLD, NO QUAL TODOS NA PISTA FORMAVAM UMA IMENSA ALMONDEGA HUMANA. UMA CATARSE GENUINA. FOI MINHA MELHOR EXPERIENCIA COM 'E' EVER. DEPOIS, NAO TEVE MAIS GRAÇA. ATE PQ, NESSAS NOITES, EU NAO ERA DJ, SÓ CURTIA O SOM. HOJE NO MESMO ESPAÇO, FUNCIONA A FILIAL CARIOCA DO CAFE DEL MAR...


7 comments:

luciana c. m. said...

Adorava o Crepúsculo, ia todo final de semana. Era o melhor lugar para dançar nos meados dos anos 80, público interessante, música boa. Era quase um clube, pois a Norma (doorwoman)não permitia a entrada de pessoas sem o perfil da casa....rs

Roberto Cunha said...

Mr. Tom, já que vc citou a Papagaio, acho que vale a pena lembrar da Metrópolis, em São Conrado. O Zé Roberto Mahr, inclusive, também deu som lá por um tempo e rolava de tudo, até Bauhaus, que ele adorava. Grande casa, templo de vários shows em cadeia. Abração, Roberto

Roberto Cunha said...

Mr. Tom, já que vc citou a Papagaio, acho que vale a pena lembrar da Metrópolis, em São Conrado. O Zé Roberto Mahr, inclusive, também deu som lá por um tempo e rolava de tudo, até Bauhaus, que ele adorava. Grande casa, templo de vários shows em cadeia. Abração, Roberto

Fräulein said...

A que frequentei assiduamente foi a Bunker. Inesquecível! Minha segunda casa, morava em Copa, muito fácil estar lá quando a noite prometia isonia, rs. Ia lá gastar minha energia e conhecer música boa e pessoas muito legais. Foi a casa da minha juventude. Vi casais começarem e terminarem relacionamento lá, rs.

powerblog said...

Nao entendi Tom sua matéria , a Bang a Basement e a Bunker fui eu que fiz..

Unknown said...

Teve a 1910, a festa eletrobogie, na av atlantica e a loud no cine iris. Nao é da minha época, mas tb tinha a mamão açucar.,.

Voz said...

Isso tudo aí era noite que eu gostava. Crepúsculo, tocando de Bambaataa a Bauhaus, permanence na memória como "o" lugar.

NA CIDADE

NOVEMBERINAS:

Teatro Odisseia 26 - Vanguart / Ariella

Teatro Rival 22 – Rival Rebolado 23 – Nelson Sargento 25 – Festa Batmakumba: Abayomy 30 - Festival Norueguês: Sondre Lerche / Greni

Teatro Riachuelo 22 – Golden Boys

Coordenadas Bar (Botafogo) 05, 12, 19 e 26 – Pedro Baby & Convidados 21 - Sérgio Rocha Blues Band: Homenagem a Celso Blues Boy Estúdio Fórum (Botafogo) 24 - Sexta Infame: PxExNxE (COL) / Blaspherion / Lástima / Baga

Solar de Botafogo 24 - Kosmus / Aura / Psilocibina 29 – Gabriel Calisman

Theatro Net Rio 27 -  Alessandra Verney  29 – Silva Canta Marisa Monte 

Blue Note 22 - Lina Nyberg (SUE) – Participação: Ilessi (22h30) 23 – Quarteto do Rio & Roberto Menescal – Participação: Joyce & Wanda Sá & Pedro Miranda (20h) 23 – Insula (22h30) 24 e 25 - Kenny Garret Quartet  29 e 30 - Ed Motta: Baile do Flashback

Sala Baden Powell 22 – Doralyce & Maracutaia 25 - Augusto Martins & Paulo Malaguti 26 - João Carlos Assis Brasil & Carlos Navas

Teatro da UFF (Niterói) 24 a 26 – MPB – a Era dos Festivais: Soraya Ravenle & Edu Krieger & Marcelo Caldi & Fabiano Salek & PC Castilho

Planet Music (Cascadura) 25 - For Annie / Ollie / Colorado / Visceral Fear

Imperator 23 – Humberto Gessinger: “A Revolta dos Dândis – 30 Anos” 24 – Cidade Negra Canta Gilberto Gil 25 – Terraço do Imperator: Forró Lánalaje: Trio Ventura / DJ Edna Carvalho 25 – Paulinho Moska 26 - Fafá de Belém (com Manoel & Felipe Cordeiro): Guitarradas do Pará 28 – Coral Imperator

Centro de Referência da Música (Tijuca) 23 – Felipe Adetokunbo 24 – Nina Rosa & Thiago Kobe 25 – Rodrigo Maranhão & Pretinho da Serrinha 29 – Joyce Cândido Canta Elis Regina  30 – Michel Taski

Aparelho (Centro) 18 - Second Come 24 - Felipe Zenicola / Marcos Campello / Lucas Pires  Motim (Centro) 24 - Gragoatá / Vitor Milagres / Daniel Villares

Quintas no BNDES 19h - grátis 23 - CDR Style 30 - Sergio Santos

Teatro Glauce Rocha (Centro) 23 - Alice Passos & Maurício Carrilho  30 - Olivia & Francis Hime Museu de Arte do Rio 24 - Sarau do Alemão / Rincon Sapiência

BRASIL EM TRANSE: Com curadoria de Ismail Xavier e coordenação da Sociedade Amigos da Cinemateca, em parceria com a Cinemateca Brasileira e o Cinusp, esta Mostra reúne mesas de debate e exibição de filmes que acontece de 16 de novembro a 1º de dezembro, em São Paulo. CINEMATECA BRASILEIRA

Circuito SESC 24 - Niterói: De Leve (19h - R$ 20) 25 - Madureira: De Leve (17h - R$ 20) 25 - Ramos: Cassiano & Trio Beija Flor (17h - grátis) 25 - São Gonçalo: Bebeto (17h - R$ 20) 26 - Madureira: Dorina (17h - grátis) 26 - São Gonçalo: De Leve (19h - R$ 20) 29 - Tijuca: Marcelo D2 & SambaDrive (19h30 - R$ 20) 30 - Tijuca: De Leve (20h - R$ 20) ______________________________

MIXX: 25 – Qinho - Ahlma.CC / Leblon 25 - AcaraJazZ: Bondesom / Juliana Linhares / Doralyce – Rio City Lab / Santo Cristo 26 - Alaska (SP) / Hover / Whipallas – La Esquina / Lapa 26 - Cervical / Mari & The GoodFellas / Facing Fear – Calabouço / Vila Isabel 29 - Baculeju da Sandra de Sá – Teatro Glaucio Gill / Copacabana

as dinamarquesas do grupo WE LIKE WE, são o destaque internacional na abertura da 5º edição do Festival Música Estranha em São Paulo.

Abertura da exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”, no dia 1º de novembro. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

Alexandra Jackson no Blue Note dia 28/11 (terca).   Alexandra é uma cantora americana que esta lançando EP, “Legacy & Alchemy”, dedicado à canção brasileira com standards da MPB .  O show tem participação de Pretinho da Serrinha.

#BLAZEYOURSELF @ Rooftop 5 Data: 25 de novembro, sábado – a partir das 17 horas até meia noite Local: Rooftop 5 – Rua Coropé, 88 - Pinheiros, São Paulo - SP, 05426-100 Atrações: Selvagem, Jaloo e Tropkillaz Entrada gratuita mediante cadastro e confirmação no site, limitada a 500 pessoas

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

“Piano, Voz e Jobim” Augusto Martins e Paulo Malaguti Pauleira   _ Homenagem aos 90 do maestro brasileiro _ Sala Baden Powell, sábado 25.nov (sáb), às 21h

FICI 2017 O Festival Internacional de Cinema Infantil, que acontece no Rio de 24 a 3 de dezembro, exibirá, na edição deste ano, 120 filmes de 25 países, entre animações, curtas, médias e longas-metragens. confira a programação.

O espetáculo “Kid Morengueira – Olha o breque!” homenageia Moreira da Silva (1902 – 2000), o cantor que popularizou o samba de breque, tornando-se um ícone da música brasileira. O samba permitiu a ele criticar, sempre com muito bom humor, os poderosos com seus desmandos, os malandros que conheceu na noite, e os compositores que ajudou a tornar conhecidos. A peça estreia para uma curta temporada no Teatro I do Sesc Tijuca - de 03 de novembro a 03 de dezembro, de sexta a domingo, sempre às 20:00.

Após o sucesso da temporada nos meses de abril e maio desse ano, que passou por sete cidades brasileiras e esgotou em todas as praças, o espetáculo “STOMDUP” de Tom Cavalcante volta para novas apresentações no Rio de Janeiro (dia 01 de novembro, no Teatro Bradesco Rio); Natal (dia 30 de novembro, no Teatro Riachuelo); Fortaleza (dia 01 de dezembro, no Teatro RioMar Fortaleza).

SOLID ROCK: a participação da banda Lynyrd Skynyrd no Solid Rock (Curitiba, Pedreira Paulo Leminski, dia 12/12; São Paulo, Allianz Parque, dia 13/13; e Rio de Janeiro, Jeunesse Arena, dia 15/12) acaba de ser CANCELADA por motivos pessoais da banda. No lugar, Cheap Trick será a banda que fará parte do lineup, junto do Deep Purple e Tesla. Mais informações sobre devolução de ingressos serão divulgadas em breve.

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers