NA COVA DO LEÃO

Sunday, October 12, 2008

B-B-B-B-BIRD IS THE WORD


TAVA VENDO HJ BAIXADO O SEGUNDO EPISODIO DA NOVA TEMPORADA DE FAMILY GUY, "I DREAM OF JESUS". OS PRIMEIROS DEZ MINUTOS SÃO COMPLETAMENTE INSANOS E ME FIZERAM RIR DE CHEGAR ÀS LÁGRIMAS. PETE VAI NUM RESTAURANTE TEMÁTICO ANOS 50 E PÕE PRA TOCAR "SURFIN´BIRD" DOS TRASHMEN NA JUKEBOX E ENLOUQUECE GERAL. AÍ, O GERENTE RETIRA O DISCO PRA FAZER ELE PARAR DE DANÇAR E NOTA QUE AQUELA NÃO É UMA MÚSICA DOS 50S (DE FATO, É DE 1963). ENTÃO, PETE SUBORNA O CARA E LEVA O DISQUINHO PRA CASA E FICA TOCANDO E INTERPRETANDO A MÚSICA O DIA INTEIRO ATÉ CHEGAR ÀS RAIAS DA LOUCURA E LEVAR A FAMÍLIA JUNTO. E O QUE JESUS TEM A VER COM ISSO? ASSISTAM E DESCUBRAM. VALE LEMBRAR QUE A MELHOR VERSÃO DE SURFIN´BIRD, FORA A ORIGINAL, FOI A FEITA PELOS CRAMPS, MAS A GALERINHA CONHECE MAIS UMA VERSÃO DOS RAMONES. ANYWAY, A MÚSICA É TOTALMENTE NONSENSE E EMPOLGANTE. COMO FAMILY GUY, QUE ESTÁ CADA VEZ MELHOR E DESENFREADO NO HUMOR!!!
*todos os clipes da cena foram bloqueados no youtube!

16 comments:

PEDRO BAMBAATAA said...

conheci os trashmen, vendo os filme "full metal jacket" do Kubric, desde então pesquisei e fiquei intrigado como aquele som, que mais parecia um punk rock, foi feito na verdade nos 60s...
acho que, com todo respeito as outras bandas, nenhuma chegou perto da original...

abraços!!

:: Fräulein :: said...

"SURFIN´BIRD" do Cramps é foda!

Felipe Passarelli said...

acabei de ver no youtube esse episódio, muito engraçado mesmo... rs

muito maneiro o mudhoney ontem, só que tava bem vazio, mais até que o moptop.

o show começou tenso, os carinhas querendo fazer sky e o mark sempre empurrando os mulekes.

teve uma hora que ele começou a pisar nos dedos da galera que tentava subir...

logo começaram a tacar coisas no mark e uma hora um carinha driblou o segurança, subiu no palco e abaixou as calças mostrando a bunda pro mark hehe

mark viu a cena e caiu na gargalhada e disse que não via uma bunda tão sexy há muito tempo.

depois disso o mark se desculpou com o pessoal da frente e rolou tudo em paz, 20 musicas, 2 covers (black flag e pere ubu)num set impecável

o show já esta disponível (rs):

http://www.youtube.com/profile_videos?user=cybertechno

abraços

André Imbuzeiro said...

Family Guy é ótimo, e foi bem lembrado, adorava ver o desenho no cabo mas não tenho mais cabo, não tá mais valendo a pena, muito caro e a gente acaba vendo tudo antes na rede mesmo. Vou baixar esse episódio, o problema é que ainda tem o HEROES, a última temp de That 70's que eu não vi, voltei a ver 24h, fora os filmes.
Como vou arrumar tempo pra isso tudo?

atlantic said...

Felipe, que coisa mais curiosa. Você vai aos shows e grava tudo com uma câmera digital... mas você acha tempo para curtir o show?

(não é uma crítica. é só curiosidade mesmo.)

fabio fernandes said...

engraçado, esse lance de filmar ... eu sempre critiquei quem vai a shows somente para filmar/fotografar. mesmo antes da câmera digital, eu já gostava de fotografar shows.
sempre achei que era brochante ... o cara tá ali filmando tudo e não curte o momento, não pode aplaudir, não dá prá cantar pqe ao invés de aproveitar, fica preocupado com a qualidade da gravação, fica doido prá ir prá casa prá ver no pc ou jogar no youtube ...
e de repente, tbém entrei nesta paranóia de gravar todos os shows que vou, "never say never" ... rsrs ... resumindo: mais de cem vídeos no youtube.

tom said...

E a ultima do Ian Astbury: ele tem um problema no quadril e so pode pisar no macio. Dai ele pediu pra cobrir toda a extensao do palco com uma especie de tapete fofo. Eu vou sugerir ao rolinha que ele use uma pantufa durante o show...

tom said...

eses negocio de filmar é chato, mas alguem tem que fazer. quando eu viajava com ma babe e meu petiz, ficava puto de ter de filmar os lugares, pq acabava nao vendo direito (e o visor das cams entao eram pb). dai, desisti. meu petiz passou a faze-lo e nossos filmes de ferias sao todos curtas experimentais mucho locos, treme e roda tudo (rsrsr). hj, minha cam pega poeira nalgum armario dark. prefiro ver shows do que filmar e fotografar, mas é legal ir na rede e ver filmetes, pq alguem, tipo o felipe, fez pra gente...

Felipe Passarelli said...

Aff só ia nesse show do The Cult se fosse de graça, realmente eu não curti muito o que eu ouvi, não é da minha época, parece uma versão inglesa do guns and roses, bom show pra cova...

Voltando ao Mudhoney, como se pareceu um show do Nirvana, fiquei até assustado com a semelhança.

O Mark tá com aquele cabelo comprido loiro de novo, tá em forma, e pude notar varias coisas que não tinha capacidade ne notar antes.

Ele se parece MUITO com o Iggy Pop na performance, influência bem clara do punk dos stooges, hardcore do black flag, misturada com Heavy metal do Iron Maiden com pitadas do Axl do Guns and Roses na perfomance e voz.

certamente era A banda pra ser considerada o fenômeno grunge mundial, mas aí vemos como o Nirvana chupou Mudhoney (também) no visual, no som, na atitude e transformou o mundo...

o diferencial entre os dois está principalmente nas melodias e nas letras, Kurt fez disso uma coisa mais pop e acessível e contaminou o mundo, sem pretençao.

As letras do Mudhoney são ótimas, mas a maioria é de protesto e reclamações, enquanto Nirvana fazia uma estrutura mais pop e sentimental, influencia clara do The Vaselines e Beat Happening, bandas de chamber pop, Twee Pop, o Belle e Sebastian de hoje com as misturas acima.

dou muito valor ao mudhoney, pq eles não se venderam nunca, nem tiveram fama de junkies hard e estão aí desde 1988, com um ótimo trabalho, 20 anos depois.

Em The Lucky Ones ele largou a guitarra e aprofuindou mais nas letras e fez um ótimo CD.

Tem Viva le Fete sabado né? É noix!!

E Tom por favor apura isso pra mim pelo amor de Deus:

A Cyndi Lauper está marcada de Fazer show aqui no Rio dia 15 de Novembro, iria ser inicialmente no Citbank Hall, mas só que no Citbank Hall vai ter Ivete Sangalo na mesma data, e o Citbank não sabe desse show!!

Tipo, já tem até no Site Oficial da Cyndi e ninguém sabe se mudou o local, se não vai ter etc....

Também estou perdido e querendo comprar o ingresso logo, sei que não sou o the biggest fan da Cyndi, mas a galera do Orkut tá desesperada e achei que seria legal pergunatr a você. Where is Cyndi???

Rola de apurar isso tom??

Abração :)

Lorena said...

RICARDO

o show do mudhoney foi foda. mas, felipe, não lembro de nada do que você contou aqui. esse é o mal de ficar na rodinha, trombando com marmanjos - e algumas ladies - e chutando o vento. mas essa é a minha maneira preferida de ver(ou não) shows e enquanto tiver fôlego e o show for bom, vou continuar fazendo.

mais ou menos uma hora antes do show começar, quando tinha umas trinta pessoas no circo, aconteceu uma coisa engraçada e estranha. o mark e o steve saíram do camarim para tirar fotos e dar autógrafos. os dois embasbacados, sem entender aquele assédio beatlemaníaco. mas o que mais me impressionou foi que a galera era muito teen. vestindo camisas de flanela, jeans rasgado e camisas do kurt cobain. nunca imaginei que o grunge - a cultura, não o som - fosse sobreviver por tanto tempo. ou então o revival dos 90s já começou.

fabio fernandes said...

é, qdo comecei a gravar td tbém pensei por esse lado, da democratização, vc disponibilizar e todo mundo ter acesso. pode parecer meio idiota, mas é o mais legal de tudo, é o que compensa.

Lord Vader said...

Confesso q nas primeiras temporadas tinha uma birra escrota com Family guy , q pra mim nao passava , a primeira vista , de um plagiador dos simpsons , mas de fato a parada veio evoluindo desde então e a insanidade e o tom nada PC são um fino ! Fiquei viciado ..

- Po acho filmar festa , viagem , aniversario , etc um saco ! Alem de perder o momento , acho um pouco embaraçoso me ver depois , ate meio deprimente , se for anos depois . Acho que a foto é mais discreta , funciona como um esconderijo do tempo e a memoria se torna aquilo q vc imagina mesmo , sei lá , filme caseiro é real demais .. Filmar show entao , fala sério ! A magica do show é o momento .

tom said...

lorena, isso q vc comentou senti no show do justice. eu tava la na roda, me descabelando e pulando (coisa que nao fiz no suicidal pq tava com o pe bichado) e achei tudo sensacional, mas uns conhecidos meus que foram ver la de cima, sentados, gostaram, mas nao tanto, justamente pq faltou essa vibe.

felipe, vou dar uma checada sobre isso que vc falou da cyndi. mas, na boa, um show do the cult é melhor, viu? (rs)

tom said...

esqueci de dizer, felipe, ha uma contradição na sua comparação do cult, com a cyndi lauper, quando diz nao ser do meu tempo. ué, a cyndi é até mais velha do que o the cult nos anos 80, veio primeiro, tipo 82, 84, o cult nessa configuração É mais de 86, 88...

tbm acho mais legal ter fotos captando um momento do que filmes. sao mal feitos, ruins e nunca mais a gente os assiste. to cheio de fitinha vhs-c mofando, nunca passei pra dvd...

Lorena said...

RICARDO

felipe, também acho o mudhoney uma bandaça pouco reconhecida. o nirvana é genial, mudou a vida de muita gente e tal, mas sempre preferi o estilo largadão e sacana do mudhoney. sem contar que os riffs são mais matadores - com exceção de algumas músicas do bleach.

além do carisma involuntário do cobain, acho que a popularidade das duas bandas é diferente porque, depois do bleach, o nirvana chamou beatles e neil young pra festa, enquanto o mudhoney continou no boteco bebendo com black flag e stooges.

também me amarrei no mark cantando sem guitarra. o cara tem presença sem ser espalhafatoso e a berração ficou mais intensa, mais in your face.

tava a fim de ir no the cult, mas não rola me despencar de novo pra lapa, ainda mais numa segunda. curto bastante algumas músicas dos caras, mas sempre que escuto me dá uma vontade danada de ouvir danzig (rs).

Felipe Passarelli said...

po nem quis comparar quem é melhor, até pq isso é pessoal com uma certa lógica claro.

o cult deve ter sua importância no rock e tals, mas nunca fui apreciador de sua obra, por isso falei que de graça eu iria, mas não vou pagar 60 contos num show em que não conheço nada e de um estilo (hard rock) que pra mim já soa datado.

A Cindy é avant garde, desde o começo dos anos 80 se destacava pela voz e atitude, pelo que eu li na época Madonna e Cyndi eram pau a pau.

Enquanto a gravação acho uma dádiva terem inventado, além de curtir o show eu levo pra casa de recordação, quem grava não reclama pq gosta de gravar e como falei aqui ver e rever quando quiser.

São as novas tecnologias, eu tb não tinha camera e não gravava, o que estraga um pouco é a dor no braço levantado, fora isso eu pulo junto, canto...

minha época de rodas já passou, só se for uma coisa muito incrível, já tive meus 15 anos, e tb achei certo o mark não ter deixado subir no palco, mês passado empurraram o noel do oasis que se quebrou todo e mataram o guitarrista do pantera.

até a pitty empurra mesmo, não tá nem aí, ta cértissima, existem pessoas muito loucas nesse mundo, não sabemos quem é quem...

NA CIDADE

JANEIRO TEM DUAS FACES:

CASAS & SHOWS: Circo Voador 19 - Samba Rap Festival: Elza Soares / Karol Conka 20 - Samba Rap Festival: Emicida / Jongo da Serrinha / Bateria da Império Serrano 25 - Phoenix (FRA) 26 - Vanessa da Mata / Fióti / DJ Incidental 27 - Barão Vermelho

Fundição Progresso 19 - BaianaSystem 20 - Tim Music no Samba: Xande de Pilares & Mumuzinho - Participação: Bateria do Salgueiro 26 – Johnny Hooker / Letrux 27 - Nando Reis

Teatro Odisseia 21 - Radnor With Lee (EUA) 28 - Demon Hunter (EUA) / Pantokrator (SUE)

Teatro Riachuelo 16 - Leila Pinheiro: Voz & Piano 23 - Ed Motta: Baile do Flashback 30 - Laila Garin & A Roda

Teatro Rival 20 - João Bosco: Voz & Violão 25 - Angela Ro Ro 26 - Bloco Sargento Pimenta 27 - Geraldo Azevedo: Voz & Violão

Audio Rebel 16 - Adaury Mothé Trio 17 - Rafael Rocha Quinteto 28 - N.D.R. / Triunfe / Dissonância 29 - Ana Baird & Camila Costa: Perigosas

Espaço Sérgio Porto 18 - Sinara 25 - Karine Carvalho: Galega Hits

Sala Baden Powell 19 - Sempre Livre / Sylvinho Blau Blau / Dr. Silvana & Cia. 20 – Nelson Sargento 21 – Banda do Síndico 24 - João Donato - Participação: Carlos Lyra & Roberto Menescal & Marcos Valle 25 - Mario Adnet: Jobim Jazz 26 – Marcos Ariel 27 – Cris Delanno 28 - Azymuth

Beco das Garrafas 17 - André Gonçalves 18 - Lu Oliveira 19 - Georgiana de Moraes & Fernanda Cunha & Camilla Dias: Homenagem a Vinicius de Moraes (20h) 19 - Joyce Cândido: Homenagem a Elis Regina (22h30) 20 - Hélio Delmiro (21h) 20 - Maíra Freitas & Taís Feijão (22h30) 21 - Dóris Monteiro 24 - Rosana Sabença 25 - Conexão Rio: Homenagem a Tom Jobim 26 - Amanda Bravo: Homenagem a Durval Ferreira - Participação: Paulinho Trompete, Mauricio Einhorn, Rosana Sabença, Billy Blanco Jr., Thaís Fraga 27 - Hector Costita & Joseval Paes 31 - Maria Luiza

Casa de Cultura Laura Alvim 16 - Dani Black 21 – Pedro Mann 23 - Davi Moraes 28 – Qinho Canta Marina Lima 30 - Matheus VK

Teatro Café Pequeno 18 – Verônica Sabino 25 – Elisa Queirós

Blue Note Rio 16 - Big Gilson 17 - Roberto Menescal 18 - Gabriel Moura 19 - Daniel Jobim & Daniel Boaventura: Homenagem a Tom Jobim & Frank Sinatra 20 - MPB-4 23 - Escalandrum (ARG) 24 - Mayer Hawthorne (EUA) 25 - Wanda Sá & Gilson Peranzzetta & Mauro Senise: Homenagem a Tom Jobim & Vinicius de Moraes

KM de Vantagens Hall 19 – Molejo & É O Tchan – Participação: Ludmilla 20 - Ney Matogrosso: Atento aos Sinais

Imperator 23 - Jazz Pras Sete: Chico Costa & Quarteto Artilheiro 24 - Quartas Brasileiras: Cordão da Bola Preta 27 - Forró Lánalaje: Marcelo Mimoso Trio / DJ Edna Carvalho 28 - Bloco Pipoca & Guaraná 31 - Toquinho: Voz & Violão - Participação: Camilla Faustino

Centro de Referência da Música (Tijuca) 17 - Ellen de Lima & Reginaldo Bessa: Homenagem a Lamartine Babo 18 - Rosa Marya Colin - Participação: Jefferson Gonçalves 19 - André Gabeh 17 - Eduardo Dussek 24 - Quinteto em Tom Maior 25 - Rosane Corrêa: Homenagem a Ella Fitzgerald 26 - Daíra: Homenagem a Belchior 31 - Ana Egito

Baile do Digitaldubs - HUB (Santo Cristo) 21 - Cedric "The Congos" Myton (JAM) 28 - Mad Professor & Aisha

Música no Deck - Barraca do Pepê (Barra da Tijuca) 20 – Filipe Ret 21 – Kell Smith 27 – Um 44k 28 – Luiza Possi Barra Blues Festival 26 - Sergio Diab Stratoman / Projeto Soul Jazz / Ana Egito / Alamo Leal Blues Groover’s / Corcel Mágico 27 - RJ Café / UniJazz Brasil / The Blue Fever / Sergio Rocha / Serra Blues Trio 28 - André Barroso / WestSide Blues / State of Blues / Victor Biglione Festival Downtown Sunset - Shopping Downtown (Barra da Tijuca) 20 – Gabriel O Pensador 27 – Biquini Cavadão

Rio Rock & Blues - Rock Experience (Lapa) 19 - Titanossauros / Conexão Japeri 20 - Love & The Lovers / The Loreleis 26 - The Smiths Cover 27 - Pedro Santana Trio / Elemento Surpresa / A Bolha Revisited

Circuito SESI 24 - Centro: Fhernanda Fernandes - Participação: Nana Kozak, Sandra Duailibe, Clarisse Grova, Ninah Joh, Andréa França

MIXXX: 17 – Matheus VK – Teto Solar / Botafogo 19 - Maratona Black - Baile Charme – Gafieira Elite / Centro 19 - O Rappa: Tour de Despedida – Quadra da Mocidade / Padre Miguel 20 - Festival Rock in Brisa 4: 90 Contos / Cosmobox – Espaço Tequila´s / Guaratiba 20 - Playmobille / Tem Amor – La Esquina / Lapa 20 - Indivíduo K / Cândido / Banheiro Azul – O Pecado Mora ao Lado / Praça da Bandeira 21 - Aniversário de 57 Anos do Cacique de Ramos 21 - Festival Lona Rock Sunday: Memora / The Outs / Corcel Mágico – Lona Terra / Guadalupe 21 - Lu Oliveira – Praia de Conceição de Jacareí / Mangaratiba 26 - Laurent Garnier (FRA) 26 - Bloco do S Convida KL Jay – Fosfobox / Copacabana 27 - Slide / Sollarium / Fresno / Glória / Strike - Clube Tamoio / São Gonçalo 27 – Matanza – Arena Fernando Torres / Parque de Madureira 27 - Visibilidade Transvestigenere - Beco Encantado: Mulher Pepita & MC Xuxu – Beco do Rato / Lapa 28 - Festa Divina Circus: IZA – Clube 4 Linhas / Bento Ribeiro 28 - Bloco Eficiente: Inclusão Se Faz Com Várias Mãos – Praça Paris / Glória 28 - Facing Fear / Stuff / Cidade Nua – Rock´N Beer Pub / São Gonçalo

exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

FESTIVAL DE CULTURA DIGITAL: De 18 a 20 de janeiro, quinta a sábado, acontece no CCBB RJ DIGI – Festival de cultura digital, uma mega programação que inclui imersão, reflexão e diversão. Tem até shows geek. quinta, 19 de janeiro, às 21h, apresentação da orquestra Ritornello de Jedi, com repertório de trilhas musicais de videogames, séries e desenhos, com cordas e vozes, e arranjos exclusivos. O objetivo é dar acesso à formação clássica com temas musicais do cotidiano. sexta, 20 janeiro, às 21h, é a vez de The Screeners, banda que faz releituras rock ’n’ roll de trilhas sonoras clássicas do cinema, de videogames, séries de TV, desenhos animados. É tudo grátis, das 9 às 21h.

MOSTRA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EXIBE O CINEMA DE HAL HARTLEY Programação reúne todos os 14 longas do diretor americano, além de debate, sessões comentadas e um curso de roteiro cinematográfico de 23 de janeiro a 4 de fevereiro de 2018 (terça a domingo)

O Ministério da Cultura, o Centro Cultural Banco do Brasil e a Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro apresentam a 14ª Mostra Melhores Filmes do Ano Além das exibições dos filmes, a mostra traz homenagens e catálogo especial com textos sobre os filmes e as iniciativas cinematográficas que fizeram a diferença em 2017 De 24 de janeiro a 1 de fevereiro
PROG IN BRASIL: Carl Palmer, Premiata Forneria Marconi, estarão no Brasil em 2018, se apresentando nas cidades de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, como parte da Top Cat Concert Series 2018. Os italianos do Premiata Forneria Marconi CHEGAM EM ABRIL. O grupo de rock progressivo, formado em 1971, vem lançar seu novo álbum 'Emotional tattoos', e também vai tocar seus clássicos. Maio vai trazer o baterista do Emerson, Lake & Palmer e também do Asia, Carl Palmer, com seu tributo ao ELP.Show promete surpresas com algumas participações especiais de peso.

No dia 24/jan, começa no CCBB SP a mostra Sonora: Ennio Morricone, que homanageia o maestro no ano que completa 90 anos. Ao todo, serão exibidos 22 filmes que têm a marca musical do maestro.

Nico Rezende fará show em homenagem a Chet Baker dia 26/01 no Blue Note. Aliás, esse ano completa 30 anos da morte do Chet!!! 2018 marca o trigésimo aniversário da morte de Chet Baker. Nico Rezende presta homenagem ao trompetista no palco do Blue Note Rio, no dia 26 de janeiro (sexta), para apresentar alguns clássicos imortalizados por Baker. Estão no programa canções como ‘Time after time’, My funny valentine’ e ‘There will never be another you’.

RU PAUL´S DRAG RACE TOUR: Em 2018, as drag queens de RuPaul's Drag Race vão levar a turnê oficial do reality-show, WERQ THE WORLD TOUR, para a terra do “Come to Brazil”! Michelle Visage vai comandar a apresentação no Brasil e todos os shows contarão com performances ao vivo de algumas das drag queens mais inesquecíveis de RuPaul's Drag Race, entre elas, as recém-divulgadas participantes da terceira temporada de All Stars, Shangela e Kennedy Davenport. Outras fan favorites devem marcar presença, como Detox, Kim Chi, Violet Chachki, Valentina e Peppermint. Ainda haverá um pré-show com DJ set e performance de Lady Bunny, a drag queen que é uma lenda da cena noturna de Nova York. 23/FEV TEATRO BRADESCO/RJ

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers