Pages

Monday, September 22, 2008

MEXA-SE!


Nós, habitantes das metrópoles, nos acostumamos a não ter mais contato com a rua no dia a dia. Vai-se de casa, pro carro, pro trabalho e vice-versa. Não se anda mais nas ruas. O sol mal nos alcança. Levado pela necessidade, já que não dá para manter dois carros, a patroa usa o da casa, eu ando a pé, de bike, de onibus, metrô, e táxi, quando a pressa urge. Faço isso já há quase duas décadas. E acostumei. Pra qualquer lugar que fique a meia hora de caminhada, vou andando. Tiro de letra estiradas do metrô Botafogo até em casa, na fronteira do JB (mais rápido que atravessar a são clemente na hora do rush). Pro trabalho, vou de bus. Dá pra ler e ouvir um som sem se preocupar com o trânsito. Só não uso mais a bike porque a ciclovia é quase restrita à orla e não há tantos bicicletários na cidade. Já tentei parar em certos prédios comerciais (indo ao médico, por exemplo) e me negaram. A idéia é, cada vez mais, usar bicicletas para despoluir e desafogar. Mas, na prática, nao é assim tão simples. Exceto para quem mora na ZS e trabalha ou estuda perto da orla, andar de bike no Rio sem ser por lazer é complicado. Certos trechos da ciclovia, como a que corta Botafogo, por exemplo, são uma piada (levam do nada ao lugar algum e passam em calçadas apertadíssimas), além de muito perigosos; e, em geral, não há muito incentivo. tipo: chuveiros nos locais de trabalho e escolas, faixas demarcadas em avenidas (como em nova york), espaço no metrô para elas (só aos domingos), gradil na frente dos onibus para transportar a magrela (como ha em los angeles). Nosso governador vai implantar as bikes gratuitas ou de aluguel em estações de metrô. Já é um começo, uma boa idéia. Mas pra isso dar certo, nós temos que nos mexer mais, sair da inércia do dia-a-dia. Tudo bem que no verão é fogo pedalar no Rio, adoro o buzum com ar. Mas, nestes dias de outono, inverno e primavera mais amenos, a gente bem que podia tentar deixar o carro na garagem mais tempo, pegar mais um solzinho na cara. Então, vamos aproveitar o dia mundial sem carro pra começar a fazer isso?

24 comments:

PEDRO BAMBAATAA said...

boa idéia... bati com meu carro na sexta indo para casa da dona encrenca na sexta... acabei com a frente do meu carro... estou deprê... rs...

acho que vou comprar uma bike para andar da tijuca... rs...

OFF TOPIC: tá vendendo nas AMERICANAS por 9 REAIS, o filme "mistérios e paixões" do CRONENBERG... puta que parille!!, o filme é uma VIAJEM...

abraços!!

abraços!!

Lord Vader said...

Tom , eu tb acho a ideia do pedal excelente , porém é realmente utópica , exceto pelos casos q vc citou , ou seja , para uma minoria. Isso rola em cidades pequenas , como amsterdan , de clima temperado e com baixo indice de violencia . Pra mim a verdadeira solução é um sistema de metro como de Londres , Paris , onde realmente se dispensa o carro , porque tem estação pra tudo que é buraco. Em 30 anos de metro no Rio (sendo q o projeto original é dos anos 40 !) , o que foi feito é pífio em termos de quilometragem . Já era para ter metro pra todo lado , ate a barra , jacarepagua , niteroi (linhas sob a bahia), e a linha 2 pra todos os bairros do suburbio , ate baixada, e uma integração legal com os trens de superficie (porque nao são uma só compania ?). Quanto se gastou para abrir linha vermelha , amarela ? É o pensamento automobilistico de juscelino ainda . Enquanto o Rio fica nessa punheta do metro , outras cidades (Mexico , los angeles) ja criaram mais kilometragem de metro em menos tempo. Agora , o lance de pedalar no bairro , ir na padaria de bike ao inves de pegar o carro , tem mesmo que se estimular , pra cidade e pro proprio cidadao. (só cuidado com assalto - meu primo ja perdeu bike na lagoa). Outra coisa , porque nao existe uma malha ferroviaria decente ?( o Brasil encolheu quase q totalmente a sua ) Enquanto se discute a abertura de uma segunda estrada rio sao paulo , o projeto trem bala é ignorado solenemente , porque é " caro " , como se não se escorressem tantos trens balas via bueiro da corrupção . Imagina , acordar , pegar um metro ate a central do Brasil , catar um trem (bala ou nao)ate Buzios (ou Petropolis , Friburgo , etc), chegar em 1 hora , passar o dia e tal e voltar a noite , sem transito e outras paranoias. Ate a população do rio ia diminuir .. Nao se fala a palavra trem no Brasil . Só na India ...

tom said...

bem "explanado" vader, nao entrei nesse detalhe pq queria focar no lance do dia sem carro, mas, na real, pra uma cidade grande como rio (e tbm sp, até mais) o ideal seria metro decente, linhas interligadas com onibus e trens e barcas. mas aqui, é tudo separado, o pobre paga um bilhete pra cada e tudo [é caro, culpa das máfias. em qq cidade grade do mundo o transporte é do municipio e tudo está ligado. em ny, p ex, vc compra um ticket no metro q serve tbm pro bus dirante as 24hs, bem como em londres e paris, da pra andar na area urbana direto. tbm acho o cumulo falarem em rio-sp 2 em vez de acelerar o trem bala. ja fui a sp de trem nos anos 80, jantei, dormi, cheguei la de banho tomado (bom, um lava cara na pia e barba feita), uma maravilha, menos que uma ponte aerea e bem pouco mais do que um bus. pq acabou!?! carro já era, temos que pensar em outra direção, nao cabe mais

:: Fräulein :: said...

Bambaataa, esse filme do Cronenberg é foda!
Em qual americanas vc achou?
Em Copa não tem nenhum título interessante, o unico legalzinho que encontrei lá foi o Ghost World.
Eu sei que na do Centro (Passeio) tem muitos bons que não tem na de Copa.

PEDRO BAMBAATAA said...

erratas: porra no tópico anterior escrevi viajem com g... desculpe o erro do digitação...

OFF: o justice não sei sei vou, me lembra muito daft punk... agora
o BLOC PARTY estarei lá...

abraços!!

tom said...

tabelas de tempo (baseadas em meus passos rapidos com tenis adequado):

ogrobo-camelodromo/centro: 20mins*
metrobotafogo-humaita: 30/35mins
metrocantagalo-fonte: 30/40mins*
fonte-jdbotanico: 20mins*
humaita-gavea: 30mins**
fonte-leblon: 40mins**
*linha reta pres. vargas
*margeando lagoa, sem sinais
(da pra ouvir um cd básico)

pacheco said...

na verdade, pedro, vc escreveu viagem com j, heheh

acho que nunca vi um filme do cronenberg =(

Adoro andar pros lugares, pena que estudava no fundão, e agora estudo na lapa... tudo longe para andar, hehe

abraços!

tom said...

ah, de bicicleta, todos os tempos que faço a pé caem para um terço, o que seria uma maravilha se rolasse mais ciclovias e bicicletarios. mas para ir ao trabalho a minha opção é o buzum que atravessa o rebouças, muito mais rapido e eficiente do que o metro, pq custa menos, nao precisa fazer baldeação e nao anda lotado (a nao ser nas horas de rush). o buzum via tunel me deixa no trabalho em cerca de 20/25mins, muito bom...

Felipe Passarelli said...

bem, acho os caminhos para a bicicleta válidos, mas tenho muito medo de andar por aqui, seja por roubo, seja por andar no meio da rua.

aqui tem o maracanã, mas só serve pra dar voltinhas e se exercitar, não vi ainda integração nenhuma com a cidade.

não tenho carro, e não prejudico tanto o meio ambiente (acho)

gabeira

depois de uma campanha inteira falando de ricos para ricos entre banqueiros e artistas, e da unica coisa mais importante que ele fez na vida, o xingamento pro severino, gabeira volta a comunidade pobre (escoltado?) e fez a linha bom moço. parece que ele anda lendo esse blog..

Off:

Vou pegar essa pauta do lúcio e repassar aqui.

OUAIS SHOWS GRINGOS MAIS INCRÍVEIS QUE VOCÊ VIU NO BRASIL.

Fiz uma listinha básica pro post do lucio levando em conta o prazer de estar no lugar e por lembrar dele por alguma coisa especial. (E pra ganhar ingressos tb claro, rs)

note que a maioiria dos shows foram as primeiras vezes que os artistas vieram...

1) Franz Ferdinand - Circo Voador, Rio, 2006
2) Prodigy - Metropolitan, Rio, 1998
3) Madonna - The Girlie Show, Maracanã, 1993
4) Arcade Fire - Tim Festival, Rio, 2005
5) Pet Shop Boys - Metropolitan Rio, 1994
6) Beastie Boys - Imperator, Rio, 1995
7) Kraftwerk - Free Jazz, Rio, 1999
8) Rolling Stones - Maracanã, Rio, 1995
9) U2 - Popmart, Rio, 1998
10) The Flaming Lips - Claro que é Rock, Rio, 2005/ Daft Punk, Tim 2006
11) The Killers - Tim Festival, Rio, 2007
12) Girl Talk - Tim Festival, Rio 2007
13) Iron Maiden - Rock In Rio III, 2001
14) Super Furry Animals - Tim Festival, Rio, 2003
15) Wilco - Tim Festival, Rio 2005
16) The Cure - Hollywood Rock, Rio, 1996
17) Smashing Pumpkins - Hollywood Rock, Rio, 1996
18) Robert Plant - Hollywood Rock 1994, Rio,
19) David Bowie - Close Up Planet, Rio 1997
20) Guns N Roses - Autódramo de Jacarépaguá - Rio, 1992

E quais foram seus tops??

aqui tem várias colas pra lembrar:

http://colunistas.ig.com.br/lucioribeiro/

abraços

tom said...

o fator segurança pesa muito. pra gemte que é homi soa mais seguro que pra mulé, ma non troppo. eu mesmo ja tive a bike roubada na lagoa, ha uns 12 anos, em frente a uma cabine da pm, que estava vazia, claro. depois fui num deposito da malandragem na cruzada por dica de um amigo e tinha varias bikes la, inclusive uma igual a minha, era so dar 50 contos e levava. nao fiz isso. nao era a minha. mas, é aquele lance: se a gente pensar assim nao sai de casa, nem vive. um brazuca morreu de bala perdida no canadá semana passada. foi o unico na historia do lugar. ou seja, é loteria

zelobo said...

As Bici Publicas do Rio não são coisa do Estado, são do Município.
Os biciceltários são cada vez mais comuns, já tem até gratuitos com chuveiro. e andar pelas ruas de bike tem se tornado cada vez mais fácil ou porque as ruas estão engarrafadas ou porque estão completamente vazias porque os carros presos em algum engarrafamento não conseguem chegar a lugar algum ehehehe.

O que falta é mais divulgação dos sistemas existentes.
Detalhe apenas pouco mais de 30% das ciclovias ficam na Zona Sul, achar que elas ficam todas por aqui é um conceito antigo.
E tem muitas mais saindo do papel na ZN e ZO

Andar a pé sempre será a melhor solução, mas pra ir mais longe e mais rápido, usa a bicicleta e o tranporte público.
Integrados então se vai loooonge.
Dia 28 o Metrô inaugura bicicletários gratuitos e totalmente seguros dentro das estações Cantagalo e Pavuna.
Use mais sua bike, precisando de dicas fale com agente

Abraços
Zé Lobo
www.ta.org.br

tom said...

uma parada que recebi do amigo coveiro chico dub, repassando:

"Não me envolvo e nunca me envolvi com política". Essa sempre foi a frase dita por mim, orgulho e descrença se misturam nela. Agora depois de tantas eleições em que me acostumei a dizê-la e por repetir, de uma forma cômoda, que "não temos candidato", comecei a rever isso tudo. Percebi que me identifico com a proposta do Gabeira para essa cidade. Admiro sua postura, sua campanha silenciosa e limpa (em todos os sentidos), sua pessoa e principalmente seu descomprometimento com outros partidos. Por isso e motivado pela carta do Nelson Motta que vem circulando pela Internet, fiquei com vontade de me manifestar acreditando numa possivel mudança.

CONVOCAMOS A TODOS PARA UM ENCONTRO, UM APOIO PUBLICO, UMA MANIFESTAçAO POSITIVA, ALEGRE, PACIFICA E EDUCADA COMO O PROPRIO GABEIRA DEFENDE. NESTE SABADA AS DEZ HORAS DA MANHA SAIREMOS DO ARPOADOR EM DIREçAO A COPACABANA (skates, bicicletas e carrinhos de bebê sao bem vindos). Um bloco literalmente verde, formado por nós, pessoas públicas ou não, mas todos formadores de opinião e cariocas de alma. Para isso, precisamos do apoio de vocês, para nos ajudar na divulgação do evento. Venham de verde e tragam seus instrumentos".

du moscovis/cynthia howlett

Dysprosio said...

Grande Tom,

Parabéns pela escolha em se deslocar de maneira mais saudável pela cidade. Caminhar realmente é bem legal e é o método mais descomplicado de todos os tempos.

De bicicleta requer um pouco de prática e outros apetrechos, como trancas e tudo o mais.

Abs

Dysprosio said...

Grande Tom,

Parabéns pela escolha em se deslocar de maneira mais saudável pela cidade. Caminhar realmente é bem legal e é o método mais descomplicado de todos os tempos.

De bicicleta requer um pouco de prática e outros apetrechos, como trancas e tudo o mais.

Abs

tom said...

o circo e o rio: vejam pq teremos justice aqui nesta sexta:

"...foi legal que o gaspard falou que eles ja tinham recusado varias propostas pra tocar no Brasil porque odeiam tocar em lugar de mauricinho e que quando o tour
manager viu que era no circo, ele topou na mesma hora, porque ele veio com o Mano Negra em 92 e se amarrava no espaço. mó cagada!"

Rainha Popota said...

Tom, super usei você numa matéria minha pra faculdade, tá?

Felipe Passarelli said...

o show do Justice no circo promete ser histórico, porém duas coisas travam o evento:

O preço do show, caríssimo, no skol beats paguei 40 reais com Justice, Digitalism, Pendulum, Armim Van Buren e aqui 80 contos??

Consegui vip pro justice, pq acho que não iria se tivesse que pagar.

To achando (não só eu) o circo muito caro, e faltando respeito com os estudantes e combrando inteira de todo mundo, usando uma desculpa de kg de alimento e livros pra não se afundarem.

Conheço gente que já está processando o circo por isso, pois parece que toda casa de show é obrigada a dar meia entrada pra estudante e idosos, independente de caridade ou não.

sempre falam que o circo melhorou bastante no conteúdo, mas os preços estão ficando super abusivos pra uma casa de show da prefeitura.

espero que sexta seje que nem o show do coachella como disseram que vai ser, vazio como LCD Soundsystem vai ser caído, logo pro melhor show de eletronica mundial depois do Daft Punk.

PEDRO BAMBAATAA said...

aí fraulein, as lojas americanas que sempre me dou bem é do do barrashopping, lé tem coisas que não acho aqui nas da tijuca...

abraços

tom said...

como assim me usou num trabalho de sua faculdade, popota? sem me pedir? vou processa-la!!! (rsrsr)

felipe, sem defender o circo: o ingresso ta 40 contos (meia, tipo 20 dolares), e sao tres shows, e o circo nao é bancado que nem o skol beats, logo, é mais barato do que ir ate sampa. e ja vendeu mais de 600 ingresso, bem mais do que o lcd e o suicidal, p ex.

:: Fräulein :: said...

Acho muito bom me deslocar de um lugar para outro caminhando, e usaria bicicleta se tivesse manha.
Eu e meu irmão, e um bom nº de amigos não planejamos ter carro, mas o transporte coletivo precisa melhorar muito aqui no Rio.

Vlw Baambaataa!

To contente em saber q bastante gente vai dar chance pro Gabeira.
E espero que seja uma chance pro Rio.

Felipe Passarelli said...

ahh tom vc vai ser minha monografia tá?

hahahaha

po menos mal 600 pessoas, mas a divulgação é muito pouca!

e pra quem vê o poster do evento já associa com bandas de metal.

engraçado q eles esgotam tudo lá fora, aqui no rio eh bem morno.

me lembro q eu dei o primeiro pitaco sobre eles aqui, alias eles são os que mais representam as tags blog house e maximal, muito faladas hoje.

tom, sim, vc defende o circo, rola camaradagem, vc não paga ingressos e não deve apertar muito no seu bolso, mas meros compradores de tickets sofrem, pq não é só justice, tem uma tonelada de shows esse ano, por exemplo tem até dois shows pra escolher num dia, um super show do REM na Arena, ou milhares de shows no Planeta Terra?

os ingressos no brasil são super faturados, neguinho monta em cima, é só comparar os preços com os dos amigos latinos, na argentina por exemplo, estava 50 reais pra assistir NIN e aqui 180 reais.

os preços dos ingressos aqui não condizem com a realidade brasileira...

esse assunto é mt longo nem quero me prolongar, semana passada teve até um programa na MTV com esse tema.

Resumindo: Estamos sendo ROUBADOS, 250 reais pra assistir Kanye West é um roubo!

tom said...

nao defendo lugar algum, ainda mais qndo vou a trabalho (eu reclamei aqui do preço do ingresso do suicidal, 120 contos!). fosse assim, jamais poderia falar mal da fundição, p ex, que fez vergonha com o interpol. se o justice fosse la e o preço fosse igual, defenderia igual. pq, seja o circo ou qq outro lugar de pequeno/medio porte, o preço do ingresso tem q ser proporcional ao numero de pagantes (matematica 101) ou do peso do patrocinador. ou seja, qnto maior o cache do artista e menor o lugar, mais caro. por isso o skol beats pode ser mais barato (e nao rola no rio pq a skol vende bem aqui, simples assim). e o planeta terra, tbm (esses eventos ate perdem grana pra divulgar a marca) só que, aqui, isso nem sempre rola, vide o show da madonna, q é extorsivo, e ao qual so irei se for por obrigação. qnto ao fato do justice nao lotar, deve-se mais a cultura de que musica eletronica nao é musica q ainda rola em braziltown. la fora ate os headbangers vao no show, aqui so a gente que frequenta o circuito indie. e se nao fosse o rolinha ser maluco e gostar do som como nós, tbm nao rolaria. os programadores das outras casas nem devem conhecer os artistas menos famosos, so contratam pelo custo e beneficio (o show do muse so rolou pq um empresario local, fã, bancou, nao foi pelo vivo rio, nem pela gravadora deles, a warner) a gente ainda tem sorte por ser o rio, pq gringo adora dar um tempo aqui. o justice chegou ontem e vai ficar aqui ate sexta (bom, vai a sp tocar numa festa fechada da skol na quarta e volta). se aqui fosse outro lugar, nem com casa lotada certas bandas tocariam

tom said...

a meia do show do justice é $ 80, nao $ 40 como tinha saido no jornal. realmente é caro, ainda que sejam tres shows, mas uma entrada pra ver um dj gringo no 69 ou the week fica na casa dos $ 50. realmente é mais jogo investir num festival, mas o show do franz no circo, p ex, foi $ 100 e lotou (ate meu ingresso foi pago, pq nao houve absolutamente cortesias, pra ajudar a pagar o cache da banda, q n toca de graça

tom said...

gabeira ta subindo nas pesquisas, passou a jandira e ja ta encostando no crivella. vamos la, rapaziada, dar uma chance para algo novo na politica carioca, xo crivella! e nao se deixe levar pelo preconceito. vamos com gabeira vs paes, meno male, e se o "bisexual maconheiro e ex-guerrilheiro" ganhar, pelo menos a gente ja sabe o que ele é, nao um santinho de marketing, um camarada duas caras. gabeira é o que é

NA CIDADE

JUNEBUG: Shows - Junho / 2017 Circo Voador 24 - Lamb of God (EUA) / Carcass (ING) / Heaven Shall Burn (ALE)

Teatro Rival 22 – Picassos Falsos 23 – Vinicius Cantuária

Vivo Rio 24 - Beto Guedes & 14 Bis - Participação: Sérgio Hinds 30 – Celebrare

Audio Rebel 22 - Manu Maltez - Participação: Juçara Marçal  25 - Vital & Os Bacharéis / Homobono 29 - Anganga: Juçara Marçal & Emygdio Costa & Cadu Tenório

Sérgio Porto (Humaitá) 22 - Sarah Abdala / Raquel Dimantas / Ana Frango Elétrico 29 - CEP 20.000

Sala Baden Powell (Copacabana) 24 - Cordão do Boitatá: De Gonzagão a Dominguinhos - Participação: Pedro Miranda 25 - Mulheres de Chico 28 - Marcelo Nogueira

Theatro Net Rio (Copacabana) 26 - Sarau da Leda Nagle: Amelinha & Ednardo 27 - Vanessa Jackson: Uma Saudação a Whitney Houston 28 – Dudu Nobre

Teatro Café Pequeno (Leblon) 22 - Verônica Sabino 29 - Jullie

Jeunesse Arena (Barra da Tijuca) 29 – Ariana Grande / Sabrina Carpenter

Subúrbio Alternativo (Brás de Pina) 24 - Toxic Fest:  Korja / Old Kitchen / Genomades / Nove Zero Nove

Imperator 22 – Marcos Valle 25 – Moonspell (POR) 28 - Tunai & Wagner Tiso: Saudade da Elis 29 – Samba do Imperator: Grupo Arruda, Bom Gosto, Lucas de Moraes

Centro de Referência da Música Carioca (Tijuca) 23 - Moacyr Luz 24 - Danilo Caymmi 28 - Duda Brack & Daíra Sabóia 29 - Quarteto Leandro Braga 30 - Cláudio Jorge Teatro Ziembinski (Tijuca) 2xNelson: a falecida/a serpente 23 - Lica Tito

Shell Open Air (abaixo, apenas a programação de shows) Marina da Glória 23 - Sexteto Sobrenatural / Dream Team do Passinho Canta e Dança Jackson 5 24 - 3 Na Bossa

FM Hall 22 - Ludmilla 28 – Anavitória (grátis)

MIXX: 21 - Laura Finocchiaro – Bottle´s Bar / Copacabana 22 - Dream Team do Passinho Canta e Dança Jackson 5 – Theatro Bangu 23 - Montezuma / Santos / Geração Perdida (Vitor Brauer & Jonathan Tadeu) – Motim / Centro 24 - Arraial do Monobloco: Rodrigo Lampreia - Participação: Bianca Chami – Jockey Club 25 - Tay Galega – Saloon 79 / Botafogo

Festival Varilux de Cinema Francês 2017 De 7 a 21 de junho em mais de 55 cidades brasileira: Águas Claras (DF), Aracaju (SE), Barretos (SP), Barueri (SP), Belém (PA), Belo Horizonte (MG),Blumenau (SC), Buzios (RJ), Brasilia (DF), Campinas (SP), Caxambu (MG), Campo Grande (MS), Caxias do Sul (RS),Caxambu(MG), Cotia (SP), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE),Foz do Iguaçu (PR), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Juiz de Fora (MG), Jundiaí (SP), Londrina (PR), Macaé (RJ), Maceió (AL), Manaus (AM), Maringá (PR), Mossoró (RN), Natal (RN), Niterói (RJ), Nova Friburgo (RJ), Pelotas (RS), Petrópolis (RJ), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Ribeirão Preto (SP), Rio de Janeiro (RJ), Rio Verde (GO),Salvador (BA), Santa Maria (RS), Santos (SP), São Carlos (SP), São José dos Campos (SP), São José do Rio Preto (SP), São Luiz (MA), São Paulo (SP), Theresina (PI), Vitória (ES), Volta Redonda (RJ)

Dia da Música 24/06 – grátis 10h: Força & Garra Jazzman Company Colégio Stephania de Carvalho (São Gonçalo) 10h: Original Black Sound System / Projeto do Nada Espaço Cultural Viaduto de Realengo 12h: Rock na Biblioteca: Átila La TrupEvoé / Corcel Mágico / LaVille / Traqitana / Caos Banal / Taturana de Aço / Senhor Kalota  Biblioteca Leonel Brizola (Duque de Caxias) 13h: Grupo Chorando de Rir / Bico Doce & Samba da Siriguela Cultural Bar (Nova Iguaçu) 13h: Mon-Ra / Nomades Rap Arena Dicró (Penha) 14h: Hugo Ardilha / Menezes / Kali (SP) / Pedro Gama Espaço Multifoco (Lapa) 14h: Molho Negro / Ana Muller / Chicas / Esdras Nogueira / Do Amor / Som Peba e Bobby DJoy + Jeza da Pedra / Linn da Quebrada Praça Luís de Camões (Glória) 15h30: Dub Club Band / Saudades de Cumbia / Melodica Vibezz / Ratel Largo das Neves (Santa Teresa) 16h: Rodrigo Miguez / Luciane Dom Praça Sandro Moreira (Flamengo) 16h: Yassine Lagraf / TMRP MM (Praia de Boa Viagem / Niterói) 17h: Hollywood Mantra / João Azevedo / Banda Gente / Gente Estranha no Jardim / DJ Feminoise / DJ Gisa Morena Palco Coelhão - Praça de Coelho da Rocha (São João de Meriti) 17h: Aura / Monstro Amigo / Anjo Gabriel (PE) Teatro Odisseia (Lapa) 17h: Edson Júnior / O Velho Se Foi La Carmelita (Lapa) 17h: McGee & The Lost Hope / Blind Horse / Hammerhead Blues La Esquina (Lapa) 17h: Monica Avila / Amalá Maracatu Brasil (Laranjeiras) 17h: Mon-Ra / Lado A / Aika Cortez / Selvagens da Noite HF (Alameda São Boa Ventura / Niterói) 17h: Senhor Kalota / Roterdan Centro Cultural Joaquim Lavoura (São Gonçalo) 18h: Jota / Rataria Nuclear Praça das Juras (Bangu) 18h: Floppy Flipper / Alambradas Motim (Centro) 18h: Coronel Soares / McGee & The Lost Hope / MOS / Giallos (SP) Escritório (Centro) 19h: The Zacatto / Hero-Beat Jack Praça Jorge Pinheiro (Parque Veneza / Belford Roxo) 19h: Karla da Silva / Pietá Praça Guilherme da Silveira (Bangu) 19h: Zé Bigode / João Azevedo / Samba de Dois Casa Aberta (Rocha) 19h: Dulcineia Enferrujada / Eddu Grau Largo do Boi Tolo (Praça XV) 19h: Caroline Alves / Hugo Ardilha / Menezes / Raul de Barros Jr. Il Piccolo Caffè Biergarten (Lapa) 19h: Zanzibar / Luciane Dom Sobrado Boemia (Praça São Salvador / Laranjeiras) 19h: Luiza Sales / Malundu Galpão Ladeira das Artes (Cosme Velho) 19h: Labibe / Hollywood Mantra / Projeto do Nada / Gente Estranha no Jardim Bar do Nanam (Praça Tiradentes) 20h: Dois Infinitos / Bruno Perez Pub Panq´s (Tijuca) 20h: Mihay / Marcelo Vig / Raquel Coutinho Bar Semente (Lapa) 20h: Thiago Nassif / Avec Silenzi Audio Rebel (Botafogo) 20h: Caroline Alves / Labibe Quintal do Miguelito (Recreio dos Bandeirantes) 21h: Qu4rto Teto / Reduto Sunday Rock (Cosmorama / Mesquita) 21h: Canto Cego Praça Jackson do Pandeiro (Santa Cruz) 22h: TopVox / Fuzzcas Saloon 79 (Botafogo) 23h: Dub Ataque / Aika Cortez Praça Marechal Âncora (Centro) 23h: Blind Horse / Pantanum (PR) / The Mountain Season / Son Of A Witch (RN) Coletivo Machina (Lapa

ULTRA BRASIL ANUNCIA A PHASE 1 DE SEU LINEUP PARA A EDIÇÃO 2017: ADAM BEYER, ALESSO, ARMIN VAN BUUREN, DAVID GUETTA, JAMIE JONES, JOSEPH CAPRIATI, SASHA & JOHN DIGWEED e THE MARTINEZ BROTHERS SERÃO HEADLINERS FESTIVAL ACONTECE NOS DIAS 12, 13 E 14 DE OUTUBRO NO SAMBÓDROMO DO RIO

_______________________________________________________ Caixa Cultural 19h - R$ 20 29 - Encontro das Gerações do Folk e Rock Rural: Tuia, Tavito, Guarabyra, Ricardo Vignin

Zé Bigode apresenta Fluxo ao vivo em show gratuito no Parque das Ruínas (1/7) a partir de 17h

Circuito Estação NET de Cinema e Cinemateca do MAM apresentam: Exposição CINEMA EM CASA: Equipamentos do acervo da Cinemateca do MAM. A partir de 23 de fevereiro, no Estação NET Botafogo de 23 de fevereiro a 23 de agosto 2017 Horário de visitação: 14h às 22h Entrada franca

MOSTRA DE CINEMA COLOMBIANO TRAZ A CALIWOOD DE LUIS OSPINA PARA A CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO A programação reúne 34 filmes, sendo 29 realizados pelo cineasta, que participa da mostra em uma masterclass no dia 1º de julho Caliwood de Luis Ospina: Cinema colombiano de vanguarda, em cartaz na CAIXA Cultural Rio de Janeiro de 27 de junho a 9 de julho de 2017. Com curadoria de Lúcia Ramos Monteiro, a mostra traz uma retrospectiva completa do realizador colombiano fundador do Grupo de Cali e expoente do cinema independente da Colômbia.

SHELL OPEN AIR: O Shell Open Air, maior cinema ao ar livre do mundo, volta ao Rio de Janeiro de 7 a 25 de Junho na Marina da Glória. Com uma tela de cinema gigante de 325m², o público poderá assistir clássicos, blockbusters, além de assistir a shows.    a programação de cinema contará com filmes como Velozes e Furiosos 8, La La Land, Deadpool, Fragmentado, Animais Fantásticos e Onde Habitam,  A Bela e a Fera, Moana,Sing – Quem canta seus males espanta, Rush – No Limite da Emoção, Rogue One – Uma história Star Wars; Os clássicos Moulin Rouge, Footloose, O Iluminado, Alien – O Oitavo Passageiro, Dias de Trovão e Elis e Minha Mãe é uma peça 2.

HANSON CHEGA AO BRASIL COM A MIDDLE OF EVERYWHERE 25th ANNIVERSARY WORLD TOUR   24 de Agosto no Km de Vantagens Hall RJ (antigo Metropolitan), no Rio de Janeiro; 25 de Agosto no Km de Vantagens Hall BH (antigo BH Hall), em Belo Horizonte; e 26 de Agosto no Citibank Hall, em São Paulo


1ª Mostra de Cinema Egípcio Contemporâneo Especial Mohamed Khan Homenagem a um dos mais aclamados cineastas do país Exibição de 13 longas-metragens e realização de um debate com a presença de Wessam Soliman, viúva de Mohamed Khan e roteirista de A menina da fábrica, Meninas do Centro e No apartamento de Heliópolis CCBB Rio de Janeiro – 14 a 26 de junho



(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers