Pages

Tuesday, June 10, 2008

O verdão tá mais maduro?

Muita gente não gostou do primeiro filme do Hulk, feito pelo Ang Lee. Particularmente, gostei. Me envolvi bastante naquele lance do homem-besta, no lado filosófico da coisa, mesmo com aquele final cabeça-cósmico. Mas o filme me tocou. O que não aconteceu com o novo Hulk, embora este não seja um filme frio como speed racer.

Não que ele seja ruim. Apenas fizeram um filme com toda a ação e cenas barulhentas que o outro não teve. O CGI está melhor, Hulk tem mais emoção e peso, e os atores envolvidos não são pouca merda: Edward Norton e Tim Roth. Agora a Betty é feita pela bela Liv Tyler, mas a Jennifer Connely dava mais vida ao personagem. E, basicamente, nos quadrinhos e na animação para TV, era mais ou menos assim mesmo: um Hulk bruto detonando com os militares ferozmente.

Toda a primeira parte do filme é passada numa favela carioca (dizem Rocinha, mas as filmagens foram na Tavares Bastos, no Catete, mais segura) e os atores "brasileiros" falam com um estranho sotaque ou parecem dublados. Deve ser pra inserir dublagens em inglês nas cópias americanas e evitar legendas. Fora isso, Lou Ferrigno, o Hulk da TV, aparece numa ponta muito bacana, e o Stan Lee de sempre está lá (não digo onde). E, antes dos créditos finais, rola logo a cena especial: uma aparição relampago de Tony Stark (Robert Downey Jr), o Homem de Ferro, já ligando mais pontas para um futuro filme dos Vingadores.

Em resumo, este novo filme não é bem uma continuação do outro, um Hulk 2, mas uma espécie de repaginação, um recomeço da coisa toda. Vou rever pra ver se bate melhor depois...

28 comments:

brunobbl said...

ENTÃO, VC COLOCARIA O BONEQUINHO SENTADO ?

ABS

tom said...

colocaria o boneco olhando apenas...

Rainha Popota said...

Cara, tem o Edward Norton e meu amor lésbico (Liv), não pode possivelmente ser ruim.

Não gostei do pouco que vi do primeiro e acho a Jennnifer, apesar de linda, muito mortona, curiosamente.

Mas se tem ação demais nesse, novamente, vou odiar. Odeio ação exagerada, cansa minha beleza seriamente!

;*

P.S: Norton está no meu top 5 atores mais brilhantes da atualidade

tom said...

nao, nao é ruim, como disse. mas, em comparacao, sou mais o anterior. no entanto, quem e fa dos gibis do hulk deve achar esse filme mais fiel ao personagem, que nunca esteve entre os que eu gostava de ler qndo criança, justamente pq odeio coisa que envolve muito militar, e esse filme tem isso a rodo, e os 20 minutos finais sao de pura destruição e cgi. alias,edward norton disse que nao vai fazer o trabalho de divulgação dofilme pq odiou o final, nao era o q tinham filmado. isso me deixou curioso, pq foi justamente o q nao gostei...

pacheco said...

eu também achei a jennifer mortinha no Hulk, e eu sou fã dela.

Felipe Maynard said...

Uma das poucas coisas de que gostei no Hulk do Ang Lee foi como a narrativa visual foi conduzida, como se estivéssemos lendo uma HQ do personagem (a cena congelava, virava-se a página e outra cena descongelava, aquilo foi bem bacana).

iga_rio said...

Fala Tom,

como não gostei do primeiro ue fico o pé atras em relação a esse filme... o que me deixa curioso e ver como eles mostram a parte do brasil em especial aqui o rio.

Falando nisso essa semana vi o filme "Turistas" que ta passando no telecine... po fala sério, acabam com nosso país... me revoltou..rsrs

Abraços,

tom said...

POIZE, MAYNARD, ESSA NARRATIVA DE HQ DO ANG LEE ME PEGOU DESDE A PRIMEIRA CENA. O FILME ATUAL É MAIS UM AVERAGE BLOCKBUSTER. QNTO A ABORDAGEM DO BRASIL, IGA, É AQUELA COISA: NAO QUEIMA FILME COMO TURISTAS, MAS É SO FAVELA, POBREZA, ATRASO, PARECE QUE SE ESTA NOS ANOS 60 OU 70 PELO QUE SE MOSTRA NO FILME, TIPO O BRASIL É UM LUGAR MUITO ATRASADO E POBRE (BOM, ATE SOMOS, MAS NAO TANTO ASSIM). BOM, VEJAM O FILME E TIREM AS SUAS PROPIAS CONCLUSOES, BLZ?

bobeda said...

como adorava nos quadrinhos as porradas entre hulk e abominável, estou a fim mesmo de ver esse novo filme... pq hulk, afinal, sempre foi grosso pra cacete, não aquele bonequinho fofo do ang lee...

tom said...

poize, bobeda. nesse caso, o novo filme do hulk é mais fiel ao monstrengo. afinal, hulk mata, destroi, e fala pouco. so nao gosto do fato de eles tentarem dar uma feição humana ao bicho. nos gibis ele se transformava geral, ganhava uma cara diferente. agora ele esta cada vez mais parecido com o humano que é. fora isso, pra quem é fa, vale a pena ver...

Nany said...

"Meio - Off topic": vc já viu O novo filme do M. Night Shyamalan? Vale a pena?

tom said...

nao vi o ultimo shyamalan pq, por causa do frcasso total do pessimo a dama na agua, esse filme sera lançado sem cabine, tanto aqui como nos estados unidos. pq, se for outra bomba, ja garante a bilheteria do final de semana e do lançamento internacional. de uma hora pra outra shyamnalan virou um nome a se temer em hollywood, cada filme do cara é pior q o anterior

bobeda said...

putz, nem fala... os filmes do "shyamnalandro" são ridículos, metidos a inteligentes... desde a vila fiquei sem ver algo dele...

atlantic said...

Esse filme novo do Shyamalão podia ir direto pro DVD, mas não tem departamento de marketing que resista em tirar uma graninha da parcela mais masoquista do público.

Felipe Passarelli said...

O primeiro filme achei mei chato sem pé nem cabeça, esperava muito mais.

Pra mim a adaptação mais legal pro cinema foi homem aranha, os 3 juntos são bons.

To louco pra ver o novo do batman - The Dark Knight com o Heath Ledger.

Aliás você sempre fala que vê em cabine, como funciona isso???

O cinema fecha para os críticos em geral por uma sessão? Você fica numa mini cabine e ve o filme? Onde acontece isso?

É pq vc sempre fala que ve dessa maneira e eu realemnte não sei como é que é, se explique! :)

Megadeth no Sabado foi furia total, ótimo pra quem gosta mesmo de heavy metal. Mustaine continua o mesmo, toca pra caraio e tem uma voz péssima mas diferenciou eles das outras bandas, e ainda deu alguns sorrisos e se abraçou com a bandeira brasileira, cliché total mas na hora rola emoção.

Vou sexta na Joss Stone, pretendo ir no Chuck Berry e vou no Motomix em SP ver Metric, The Go! Team e Fujiya & Miyagi de graça dia 28 de junho.

Albuns que indico no momento é o novo do Albert Hammond, Jr. do Strokes, Sigur Rós, Ida Maria, Lykke Li, Alanis novo tá ótimo com o mesmo produtor da bjork bem renovado e Jakob Dylan (vão no all music).

Parece que o Muse mandou uma mensagem aos fãs pelo twitter (outro vício) falando que nesse final de semana já vai estar tudo resolvido, preços, site confirmando etc.

e o tim festival continua péssimo nada de muuuito bom ainda.

enquanto o planeta terra já tem bloc party, JAMC, Foals, Spoon, QOTSA, Kaiser Chiefs, The Racounters e Mallu Magalhães! hehe

nessas horas eu queria muito morar em são paulo, arrumar um ap e morar lá, tenho muitos amigos q já fizeram isso, jornalistas, sou muito urbano pro rio...

parece que o bloc party deve tocar no circo né?

Abraços :)

tom said...

no primeiro filme, shyamalandro (rere, gostei :-)) enganou direito, embora todo o roteiro do sexto sentido seja igualzinho a de um filme dos 60s que vi no retrotv chamado carnival of souls. a vila é um ep de twilight zone (nao só parecido, igual!) e sinais é ridiculo. a dama na agua so vi por obrigação profissional. felipe, ja falei aqui o que é uma cabine, isso mesmo q vc deduziu, uma sessao so para critica e gente do meio. mas o termo cabine vem do fato de que as salinhas nas distribuidoras sao realmente minusculas, quase uma cabine. hj em dia quase tudo é em cinema normal mesmo, pelo lance do som e imagem, cabines sao raras, so qndo é filme sem importancia. ja vi megadeth 2vzs aqui e uma la fora, passei essa, mas eles sao bons. sim, como ja comentado aqui, o bloc party deve esticar no circo. e, sim, voltando ao inicio, shyamalan se acha O cara inteligente...

pacheco said...

Sexto sentido e Unbreakable são excelentes, mas eu gostei bastante de vila e de sinais (tirando o final).

Achei legal o novo da alanis, mas odiei as batidas eletrônicas... O cd mais eletrônico dela era Supposed former infatuation junkie, que era genial, ambiente sombrio e batidas interessantes. Esse ta meio breguinha, mas o cd é bom.

atlantic said...

Estava esperando esse novo do Albert Hammond, dos Strokes. Infelizmente, acho que o disco não chega nem perto do primeiro. O novo é legal, mas não é interessante.

Alessandro said...

Não tenho muitas expectativas com este novo filme do Hulk. Vou ver e depois darei minhas impressões.

Sobre o Speed Racer uma criança que estava com o pai definiu muito bem o que senti:

"Pai, é Speed Racer ou filme do HotWheels?"

Benditas crianças e suas verdades espontâneas!!!!

Felipe Passarelli said...

Ótimo, o Muse confirmou hoje no site as datas no Brasil!!! ueaba!!!!

30-07-08 Vivo Rio Rio de Janeiro
31-07-08 HSBC Brasil São Paulo
02-08-08 Porão do Rock Brasilia

http://www.muse.mu/index.php

O pessoal de Curitiba que ficou meio puto, pq a maioria das pessoas tavam tirando como fonte primária a sua matéria no Rio Fanzine, mais o importante é que você deu o furo antes! hehehe

como errata coloca depois no na cidade que vai ser em brasília não em curitiba se puder.

Outra pergunta Tom:

Quanto tempo o grobo te da pra você fechar uma matéria no Rio Fanzine? Antes de publicar?

Você trabalha junto com um designer ou você mesmo faz tudo?

bateu curiosidade agora rs :)

tom said...

felipe, qndo demos as datas do muse, curitiba tava no pareo, segundo os organizadores. mas como eles so tinham tres datas pro brasil, acabaram trocando por uma no festival porao do rock, tipo, da pra tocar pra mais gente assim, e na capital do pais. pelo menos o rio nao dançou nessa troca!!! nao seria errata, ja que nao foi erro nosso, eles que trocaram depois, mas uma nota adendo. o rf é fechado na quarta a noite e nos temos um diagramador que faz a pagina de acordo com nossas ideias, é alguem fixo, pq ja entende a proposta da pagina

brunobbl said...

PO TOM, LI NO LUCIO RIBEIRO Q O INDIE ROCK FESTIVAL :

28/08 = BROKEN SOCIAL SCENE, FUTUREHEADS E VAMPIRE WEEKEND

LOCAL = CANECO GRANDE

É VERDADE ISSO ?

ABS

tom said...

bruno, a gente ja tinha falado aqui do indie, so nao tinha o futureheads na lista, mas vampire e broken, sim. o rolinha do circo me disse que nao ia mais ser la por causa de lance de operadora telefonica, por isso foi parar no canecao. mas la deve ter o bloc party. mais: the hives e os melvins vao tocar em sao paulo em setembro num tal festival orloff. vamos ver se sobra alguma migalha pro lado de cá. preferia o raconteurs

Felipe Passarelli said...

Po mó sacanagem, começou a vender os ingressos pro Muse hoje só pela Internet!

Ainda vai ter aquela escrotice da area vip - 240 reis e 180 pista!

Camarote AA - 350 - 175 (meia)
Camarote BB - 300 - 150 (meia)
Pista Sup impar - 160 - 80 (meia)
Pista Sup par - 160 - 80
Pista - 120 - 60
Pista VIP - 240 - 120

po é claro que vou querer ir na vip, mas la no vivo rio é sacanagem!

Então corram!

PEDRO BAMBAATAA said...

vou ver hoje o hulk, novo...
estou ansioso... não gostei do
primeiro, os efeitos fizeram
o hulk parecer um boneco de borracha...

ao contrário dos coveiros gosto muito do shymalan...

dos filmes dele só não vi este ultimo da água... mas gostei muito de sexto sentido e sinais, por ele dar uma "cara de mal" aos ets...


agora que chupava ideias de coisas antigas eu não sabia... gostei do toque tom, vou procurar as referencias e confirmar as "chupações"

pacheco said...

Tom, escrevi sobre o Prince no meu blog, dá uma lida!

Abraço

Lorena said...

RICARDO

MELVINS É FODAÇO!!! por favor, alguém traga pro rio.

vi um show deles no palco pequeno do lolapaloza de 96 e nunca vou me esquecer. barulho esuizofrênico de alta classe. se não fossem eles, não existiria o nirvana as we know it.

tom said...

um camarada meu que entrevistou o diretor (que é o mesmo de carga explosiva 2, que acho bem melhor que este hulk) me contou que os tais atores "brasileiros" do filme na verdade sao bolivianos (?!?). por isso eles falam um portugues estranho e em certas partes parecem ter sido dublados. estranho, sera que a gente aqui nao tinha ator de cena de ação (basicamente eles so apanham do hulk)pra fazer a abertura?

NA CIDADE

JULIANAS:

casas & shows: Circo Voador 18 – Metá Metá / Rakta 19 – Roberta Sá  20 – Testament (EUA) 25 – Johnny Hooker 26 – O Baú do Raul – 25 Anos: Marcelo Nova / Mauricio Baia / B.Negão / Chico Chico / Karina Buhr / Rick Ferreira / Vivi Seixas

Fundição Progresso 18 e 19 – Novos Baianos 25 - Mitchell Brunnings (HOL) / Orquestra Brasileira de Música Jamaicana 26 – Festival RapRJ 7: Cone Crew Diretoria / Luccas Carlos / Froid / 1Kilo / ADL – Participação: Ducon / Modestiaparte – Participação: Liink & Buddy Poke

Teatro Rival 18 – Festa La Cumbia 19 - Afrojazz - Participação: Larissa Luz & Jesuton 23 - Michael Sweet (Stryper) & John Schlitt (Petra) 24 - Júlia Bosco & Emerson Leal & Gustavo Macacko – Participação: Mart´nália & Simone Mazzer 25 – Alma Thomas 26 – Jay Vaquer 50 meia Setor A, 40 meia Setor B, 30 meia Lounge 30 – Cabaré Diferentão

Teatro Riachuelo 29 – Paulo Ricardo Teatro Odisseia 18 – Ordinária - Baile do Lindote: Molejo 24 - The World is a Beautiful Place & I am No Longer Afraid to Die / gorduratrans / E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante  26 - Esteban Tavares / Sheffield 

Vivo Rio 18 - Postmodern Jukebox (EUA)  19 – Barão Vermelho 20 – Roy Hargrove & Roberta Gambarini 25 - Jacob Collier (ING) 

Baratos da Ribeiro (Botafogo) 19 – Vespeiro: Marcelo Perdido / Real Sociedade / O Branco e o Índio 26 - Vespeiro: Tacy de Campos / Jonnata Doll & Os Garotos Solventes

Estúdio Hanói (Botafogo) 18 - Nativity in Black Fest: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  19 - Festival Nativity in Black: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  27 - Back To Hanoi Metal Fest: Forkill / Unmasked Brains / Evil Inside / Savant  30 - Rectal Smegma (HOL) / Uzômi / Baga  Audio Rebel 16 – Quintavant: Thiago França: Sambanzo 17 – Quintavant: Thiago França: Space Charanga Quarteto 18 - Jair Naves & Britt Harris / Kasparhauser 19 – Quintavant: Ava Rocha 20 - Homenagem a John Coltrane (Widor Santiago, Sergio Barrozo, Adaury Mothé, Didac Thiago, Roberto Rutigliano) 23 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Bella, Thomas Rohrer, Cadu Tenório, Antonio Panda Gianfratti 24 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Thomas Rohrer, Antonio Panda Gianfratti 30 – Quintavant: AJJA (Pedro Calmon & Alex Frias)

Espaço Sérgio Porto 18 - Marcio Lugó / Capela  24 - Mulheres de Buço 25 - Whipallas 31 - CEP 20.000

Sala Baden Powell 16 - Donatinho: Homenagem a João Donato - Participação: Ithamara Koorax, Wanda Sá, Cris Delanno, Amanda Bravo, Ricardo Silveira 19 - Quarteto do Rio 23 - Lúcia Menezes 26 - Marcel Powell - Homenagem a Baden Powell - Participação: Thais Motta, Ithamara Koorax, Gabriel Aquino, Amanda Bravo, Dilma Oliveira 27 - Dorina Canta Aldir Blanc 30 - Eliana Pittman

Theatro Net Rio 16 – Laila Garin & A Roda 22 – Paulo Miklos 12/09 Simone Mazzer

Beco das Garrafas Casa de Cultura Laura Alvim 09 e 10 – Festival Levada: Luísa Maita 15 – Katerina Polemi 16 e 17 – Festival Levada: Apanhador Só 23 e 24 – Festival Levada: Bruna Mendez 30 e 31 – Festival Levada: Tamy

Teatro Ipanema 15 - A.Nota: Sambas do Absurdo (Juçara Marçal & Rodrigo Campos & Gui Amabis) 16 - Aíla (PA) – Participação: Posada 17 - Ana Frango Elétrico / Thiago Nassif 18 - Amora Pêra 22 - A.Nota: Marcelo Vig & Marcos Suzano

Teatro Café Pequeno 17 - Lu Dantas & Natália Boere 24 - Marcos Oliveira 31 - Filtra

Metropolitan 24 – Hanson (EUA) 26 - Lindsey Stirling (EUA) Teatro Bradesco 18 – Leo Jaime 24 – Almir Sater

Teatro Municipal de Niterói 18 e 19 – Roberta Campos 22 – Clube do Choro Homenageia Noel Rosa 24 – Quarteto do Rio

Planet Music (Cascadura) 18 - Torture Squad / Hatefulmurder / Reckoning Hour / Warcursed  19 - Black Days (SP) / Sheffield / Amsterdan / LaVille  26 - Festival Invasão Underground 2: Inversa (SP) / Maieuttica / Adrift / Tormentta / The Last Whale 

Imperator 16 - Quartas Brasileiras: Tia Surica - Tributo a Clara Nunes - Participação: Nilze Carvalho, Ana Quintas, Mariene de Castro 22 – Jazz Pras Sete: Folakemi Duo 23 – Maurício Mattar – Participação: Alexandre Pires 24 - Homenagem a Dalva de Oliveira: Amelinha, Zezé Motta, Dóris Monteiro, Leny Andrade, Rita Beneditto, Áurea Martins, Agnaldo Timóteo, Simone Mazzer, Zé Renato, Eliana Pittman, Rosa Maria Colyn, Luciene Franco, Ellen de Lima, Ataulfo Alves Jr, Gottsha 30 – Agnaldo Timóteo 31 – Samba do Imperator: Grupo Arruda, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Arlindinho

Centro de Referência da Música Carioca Artur da Távola (Tijuca) 16 – Coletivo Samba na Rua 17 – Quinta Instrumental: Jimmy Santa Cruz 18 – Victor Mus 19 – Danilo Caymmi 23 – Fábrica Nômade Sonora 24 – Quinta Instrumental: Carlos Café 25 – Laura Zennet 26 – Quarteto do Rio 30 – Projeto Vitrola

FM Hall 23 – Manu Gavassi (grátis) 29 – Illy (grátis)

La Esquina (Lapa) 17 - Red Mess / Blind Horse / Stoned Jesus 24 – Mobile Drink

Smokey Rio (Lapa) 19 – Festa Rio Vinil Clube 26 – Bel Almeida Ganjah (Lapa) 18 – Duda Brack & Thiago Ramil 23 – Festa HempFyah: Rafyah Dread & Hempfield DubLab / Lion Dornellas / André Pfefer / Tagu Selectah Vibration 25 - Azul Casu & 3 du Mar

Casa de Baco (Lapa) 17 – Gafieira Pé de Louro 19 – Relógio de Dalí 24 – Joyce Cândido

CCBB 18 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pato Fu / Céu – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 20) 19 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pedro Luís & A Parede / Tom Zé – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 10)

Quintas no BNDES 17 - Byafra: 35 Anos de Sucesso 24 - Luiza Borges 31 - Tarita de Souza

Circuito SESC 16 – Copacabana: Philippe Baden Powell & Quarteto Ludere: Baden Powell 80 Anos 18 – Niterói: Clara Gurjão 26 – Engenho de Dentro: Clara Gurjão Circuito SESI 26 – Duque de Caxias: Tiê 25 – Jacarepaguá: Tiê _____________________________________________________________

mixx: 18 - Carmen Blues – Bar Kunin / Vila Isabel 18 – Sara & Nina – Olho da Rua / Vila Isabel 18 - Ronaldo Diamante – TribOz / Glória 18 - Wake the Dead Festival: Surra (SP) / Rats / Der Baum (SP) / Nove Zero Nove – Clube Mageense / Magé 18 – RaggaBrass – Boulevard Olímpico / Praça Mauá 18 - O Rappa - Tour de Despedida – Quadra da Grande Rio / Duque de Caxias 19 - Insurgente Rock Festival: Maieuttica / Ágona / Born2Bleed / Melyra / Forkill / Negah – Caixa de Surpresa / Bangu 19 - Breaking Bad - A Festa: Cervical / Controle / Mau Presságio – Buffallos Bar / Méier 19 - Festa RapSoul 5 Anos: Rael – Armazém / Praça Mauá 19 - Akira Presidente – Espaço BF / Mesquita

20 - Caxias Hell Festival: Velho / Justabeli (SP) / Dark Tower / Gutted Souls / Unnature / Vicious – Lira de Ouro / Duque de Caxias 25 - Bloco Fanfarra D´Águas – Praça das Nações / Bonsucesso 25 - Rogério Caetano - Participação: Hamilton de Holanda – Eco Som / Botafogo 25 - Arraiá do Bloco Vem Cá, Minha Flor – Feira de São Cristóvão

LEO JAIME LEO "GUANABARA" JAIME Com mais de 30 anos de carreira, Leo Jaime experimenta momentos de grande intensidade em sua vida profissional. Além da obra consagrada, como cantor e compositor, o artista está sempre atuando em novos projetos. Humor, interpretações arrebatadoras, inteligência e versatilidade são as marcas deste artista que apresenta ao publico carioca, no dia 18 de agosto, no Teatro Bradesco Rio, o espetáculo “Leo “Guanabara” Jaime”. No show ele relembra seus grandes sucessos musicais e as histórias por trás das canções e dos bastidores do Rock Brasil

PROGRAMAÇÃO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):   07/09 - Quinta-feira 20:00 Maceo Parker 22:30 Maceo Parker   08/09 – Sexta-feira 21:00 Maceo Parker 23:30 Maceo Parker   09/09 – Sábado 21:00 Sergio Mendes 23:30 Sergio Mendes   10/09 – Domingo 20:00 Sergio Mendes 22:30 Sergio Mendes   13/09 - Quarta-feira 20:00 Jaques Morelenbaum convida   16/09 – Sábado 21:00 Baby do Brasil 23:30 Baby do Brasil   17/09 – Domingo 20:00 Baby do Brasil 22:30 Baby do Brasil   20/09 - Quarta-feira   20:00 Jaques Morelenbaum convida   27/09 - Quarta-feira 20:00 Anne Paceo 28/09 Quinta-feira   20:00 Orquestra Atlântica 22:30 Orquestra Atlântica    Outubro   04/10 - Quarta-feira 20:00 Ala.Ni 05/10 – Quinta-feira 20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  06/10 – Sexta-feira 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    07/10 – Sábado 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    08/10 – Domingo  20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  11/10 - Quarta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    12/10 – Quinta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

ULTRA BRASIL ANUNCIA A PHASE 1 DE SEU LINEUP PARA A EDIÇÃO 2017: ADAM BEYER, ALESSO, ARMIN VAN BUUREN, DAVID GUETTA, JAMIE JONES, JOSEPH CAPRIATI, SASHA & JOHN DIGWEED e THE MARTINEZ BROTHERS SERÃO HEADLINERS FESTIVAL ACONTECE NOS DIAS 12, 13 E 14 DE OUTUBRO NO SAMBÓDROMO DO RIO

_______________________________________________________ CURSOS DE AGOSTO no Estação NET Botafogo    - História do Cinema Independente Brasileiro, com Cavi Borges    - Ancine e o fomento ao audiovisual brasileiro, com Julio Augusto Zucca    - Cinema Afrodisíaco? O sexo na tela, com Dodô Azevedo

Circuito Estação NET de Cinema e Cinemateca do MAM apresentam: Exposição CINEMA EM CASA: Equipamentos do acervo da Cinemateca do MAM. A partir de 23 de fevereiro, no Estação NET Botafogo de 23 de fevereiro a 23 de agosto 2017 Horário de visitação: 14h às 22h Entrada franca

DISTOPIAS BRASILEIRAS NO CINEMA A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 15 a 27 de agosto de 2017, a mostra cinematográfica Brasil Distópico, que traça um panorama da produção nacional sobre as distopias. Para a programação, os curadores Luís Fernando Moura e Rodrigo Almeida selecionaram 37 curtas e longas-metragens que imaginam diferentes futuros sombrios para o país, entre clássicos da ficção-científica brasileira e obras menos conhecidas.  Na programação, filmes como O quinto poder (1962), de Alberto Pieralisi, e Brasil ano 2000 (1969), de Walter Lima Júnior. Outras incorporam as convenções da ficção científica, encenando a ameaça nuclear e o colapso do planeta, como Parada 88: o limite de alerta (1978), de José de Anchieta; e Oceano Atlantis (1993), de Francisco de Paula. Há, ainda, aqueles que instalam o cinema de gênero em imaginários locais do Brasil, como é o caso de Abrigo nuclear (1981), de Roberto Pires; e Areias Escaldantes (1985). ESTE ULTIMO, TRAZ NO ELENCO, VARIOS NOMES E BANDAS DO ROCK BRASIL DOS ANOS 80, COMO LOBÃO, TITÃS, E TEMA-TITULO DE LULU SANTOS.

DEIXA NA RÉGUA: O filme estreia no dia 10 de Agosto no INSTITUTO MOREIRA SALLES com sessões às 16h e 20h e no CINE SANTA com sessão às 17h10. Deixa Na Régua. Direção: Emílio Domingos. Produção: Osmose Filmes. Documentário. Brasil. 73 minutos.

COM SESSÕES LOTADAS EM ALGUMAS CIDADES, UCI ABRE MAIS SALAS PARA “DAVID GILMOUR: LIVE IN POMPEII” E AGORA APRESENTA A EXIBIÇÃO EM XPLUS  Ingressos já estão à venda e o público poderá conferir o show também com o poderoso som Dolby Atmos em 360º



BLITZ AO VIVO: No embalo do lançamento do álbum 'Aventuras 2', Evandro Mesquita e sua Blitz finalizam seu quarto DVD, gravado no Circo Voador em abril, para lançamento em outubro. A banda está a todo vapor, com presença confirmada no próximo Rock In Rio e tem turnê pelos Estados Unidos confirmada em fevereiro de 2018

FESTIVAL DE CINEMA DA NOVA ZELANDIA

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers