Pages

Wednesday, March 26, 2008

Bife com tutu é pura alegria!


Eles também são de Athens, Georgia, como o R.E.M. e seu vocalista também é gay. Mas o B-52´s foi por outro caminho. Se radicou em Nova York e se tornou um dos ícones da new wave dos anos 80, criando parametros para o genero (roupas coloridas, musicas alegres) e nos dando um dos maiores guitarristas lo-fi do mundo, o falecido Ricky Wilson. Após dois discos que entram em qualquer lista de melhores do rock, o amarelo e o vermelho, a banda veio ao primeiro rockinrio, gravou um disco cabeça produzido por David Byrne (Mesopotamia), viveu a perda de Ricky, parou, deu a primeira volta por cima no começo dos 90´s com "Love shack" (seu primeiro sucesso mainstream), voltou ao Brasil, deu mais um tempo, e agora reaparece com outra volta por cima, "Funplex", um disco que é puro B-52´s, nao fosse a falta que a guitarra de Ricky faz.

Poizé. Aqui está mais um grupo essencial que reaparece com um bom disco (sem que isso denote qualquer nostalgia, já que eles nunca foram embora), assim como o R.E.M. Cindy, Kate, Fred e Keith continuam mandando bem, apesar do tempo. E continuam fazendo um pop surreal, meio espacial, kitsch, sexual, juvenil. Eles já contaram que no planeta Claire todo mundo tem cabelo rosa, ja nos levaram a 35 milhas a leste de Venus, fizeram uma festa farofa na praia ao som de "rock lobster" e nos apresentaram um poodle bizarro chamado quiche lorraine. Agora citam Fellini com julieta dos espíritos, falam do amor no ano 3000 e pedem pra festas continuar rolando. Caray, como o bife com tutu continua divertido e dançante. So, let´s party like it´s 1982!!!

*os remixes de Funplex são assinados por CSS, Peaches e Scissor Sisters. Tudo a ver!

= umas coisas que kate me disse e não couberam na entrevista que saiu neste domingo no grobo:

- para colaborar com o meio ambiente, qndo estao em turne nos eua usam um onibus movido a energia solar em vez de avião. tbm so usam agua mineral embaladas de forma alternativa, nada de garrafas plasticas. na atual turne beneficente true colors (criada por cyndi lauper, que rola entre maio e julho), estao com eles no lineup indigo girls, tegan & sara, joan armatrading, joan jett e regina spektor...

20 comments:

fabio fernandes said...

rock lobster é uma das músicas mais importantes da minha vida, desde qdo a ouvi, em uma festa, qdo era adolescente ...
e "time capsule" (a coletânea da banda) é um dos meus cds favoritos ... tá sempre tocando aqui em casa.
só lamento nunca tê-los visto ao vivo.

off topic (mas nem tanto, já que é da mesma época), dica de leitura:

estou lendo, no momento, "madame satã - o templo do underground dos anos 80", escrito por marcelo leite de moraes, sobre a lendária casa noturna paulista. e, assim como o "brock" do dapieve, explica o surgimento de várias bandas importantes ou não) daquele período.
e aí vai a pergunta: tom ou algum coveiro(a) frequentou o lugar ? poderiam falar algo ? pqe tudo o que eu sempre ouvi e li era tão mítico que parecia um sonho um lugar deste nível aqui no brasil, assim como foram o crepúsculo ou a dr. smith aqui no rio de janeiro.

brunobbl said...

FALA TOM

MAS LEGAL TENDER DO WHAMMY JÁ NÃO ERA UM SUCESSO MUNDIAL DELES ?

ABS

tom said...

bruno, love shack fez muuuito mais sucesso internacional do que legal tender (que rolou bem aqui por causa dos clubes new waves e programas de clipes). estourou nos eua no top 40, o que nunca tinha rolado com eles antes (eu tava la na epoca e senti o lance na real). fabio, sempre que ia a sp passava no satã. ja ate toquei uma noite la com o ze roberto quando a gente exibiu o show do butthole surfers (vide post sobre o assunto) e tbm colaborava com o zine da casa. o cubatao aqui era parecido, mas diferente, mais variado, zona sul. o satã era bem mais under (os donos eram ex-seminaristas!). certa noite eu tava la no bar que ficava ao lado, com o joao gordo, e uns malandros passaram atirando! era gente que odiava os punks!!! no cubatao, o maximo eram uns crentes que iam pra porta dizendo que aquilo era o lugar do demo (rsrs). vou procurar esse livro

fabio fernandes said...

vale à pena procurar o livro sim, ele é rico em detalhes, tem umas falhas, mas parece ter sido escrito com tanta paixão que compensa.
é aquela velha história de estar no lugar certo na hora certa: acho que só em uma cidade como são paulo, no começo da década de 80, zilhões de bandas surgindo, clima de efervescência cultural em todas as áreas (literatura, artes plásticas, teatro etc.), fim da ditadura, com as informações chegando mais rápido ... que poderia surgir um lugar como o madame satã.

tom said...

mas no rio tbm tivemos algo assim, fabio, o aparecimento do circo e da flu fm foi vital para a divulgação do novo rock brasil, incluindo bandas de sp, df e do sul. e o cubatao tbm teve sua importancia. dali sairam nomes q hj agitam nas artes em geral (no cinema, tv, musica, moda, artes plasticas, que la se encontravam pra trocar ideias). o que movia isso era a propria situação do pais. hj, que temos tudo livre, aparentemente, nao rola mais movimento algum, as pessoas, 75 milhoes delas, votam no bbb!!!

PEDRO BAMBAATAA said...

bife com tutu me lembra muito a finada "MAMÃO COM ACÚCAR" a galera
toda de bermuda colorida bem diferente do povo do cubatão...

considero essa galera, a galera "PÓS ROCK IN RIO 1", que
com o boom do rock era composto
em sua maioria por "PLAYBAS"... rs...

eu, tijucano, suburbano, bunzueiro, frequentava mesmo era o ROBIN HOOD PUB" no alto da boa vista, pois para mim era mais perto do que ir para copa ou lagoa...

só fui uma vez o CUBA, quando já era KITCHNET e no DOCTOR, tb no seu finalzinho...

abraços!!

tom said...

a ordem foi marromenos assim:
1980: trevas e ditadura
1981: movimento punk sp/rj
1982: fluminense fm
1983: bandas aparecem
1984: circo voador/blitz
1985: cubatão e rockinrio
1986: estouro do rock brasil
+ cochrane, ilha dos mortos (rio), napalm, satã, carbono 14 (sp)
1987/88: auge da new wave pop
(papawave, mamão com açúcar)

:: Fräulein :: said...

Grande banda!
Eu me amarro na "Rock Lobster"!

O Japan eu ouvi alguma coisa baixando uns 80 perdidos de usuários do soulseek. Nossa, já encontrei muita coletânea boa de new wave por lá, e umas de neue deustche welle por onde conheci uma banda foda chamada Abwärtz, q nem é new wave, mas sabe cumé essa coletêneas né? rsrsrs

Felipe Passarelli said...

achei médio esse album, ele se perde muito, adoro a música Funplex, especialmente a versão do CSS. adoro a banda, sempre ouço os dois primeiros.

Vazou o novo do Moby -Last Night, ta bem bom, relembra bastante o "Play", bastante eletronico tb. Moby de volta as origens-acid....

cada um vive a época que merece né? rs

conto a minha de 90 pra cá, como um liquidificador de musica eletronica com rock que antes jamais era imaginável.

Minha época foi do Planet Hemp, Raimundos, Skank, Pato Fu, Chico Science, o famoso 1993, onde explodiu todas essas bandas

todos me falam muito do satã, tipo mito mesmo de casos, drogas discaradas (me falavam que o pessoal cheirava na mesa mesmo e ninguem ia reclamar) fora os shows de lá. boa pedida esse livro, vou comprar. acho que vou fazer um livro sobre a bunker então rs

abs

iga_rio said...

Cara o Pedro Bambaataa lembrou bem... Robin Hood... época boa em que era "seguro" ir ao alto da boa vista a noite.
Fequentei a Robin Hood.. nessa época.

tom said...

boa ideia a do livro da bunker, felipe. alias, tinha q haver um livro que falasse geral dessas casas. mas, um detalhe: é legal lembrar de coisas boas, mas é ruim ficar preso a um passado. pra mim, o que importa é o q vou fazer amanha, o ontem ja passou. nao tem essa de so coisas "daquele tempo" eram boas. o legal é vc perceber o q ta acontecendo no seu momento antes q ele passe. p ex, hj acho bem bacana as festas ddk. elas serao bem lembradas no futuro, lugar de gente diferente, misturada, sem algum mafioso aproveitador por tras da ideia, como rola na maioria dos clubes da cidade. o dama e o fosfo sao os cubatao e smith de hoje. e, pra mim, o novo disco do be your own pet é tao importante quanto a volta dos b-52´s. meu tempo é agora.

tom said...

ainda sobre os b-52s: meu primeiro trabalho remunerado na area de musica foi como frila num caderno especial do rockinrio editado pelo grobo. isso me deu a chance de ir ao rio palace entrevistar os b52 no quarto deles, num tempo em que nao tinha agente pentelho do lado nem gente de gravadora atrapalhando. fui direto no ape deles na moral, la dentro era uma zona total, a banda era realmente uma festa ambulante. menos por uma pessoa, o guitarrista ricky wilson, quieto e timido toda vida. ricky viria a morrer em outubro de 85, oito meses depois, de cancer, aos 32 anos. mas, pelo que vi ali, parecia que a banda nao sabia, era um segredo so do ricky. foi realmente uma perda irreparavel, sem cliche, pq ele tocava guitarra num estilo meio surfe espacial, com as cordas trocadas, inimitavel ate hoje

fabio fernandes said...

acho que, como guitarrista, ricky wilson foi subestimado, o modo do cara tocar era diferenciado mas qdo se fala em b-52´s as pessoas comentam mais pelo visual e pelo clima de festa mesmo.

agora, qto ao livro sobre as casas noturnas lendárias aqui do rj dá caldo ...

tom said...

entrevistei hj cedo a kate pierson. deve sair no grobo de domingo...

Felipe Passarelli said...

A Kate ta com quase 60 anos né?

Caraio o tempo é cruel, mas podem perceber que ela parece enxuta, mas as mãos não enganam, aliás de ninguém que faz plástica, as mãos e o pescoço são o que dão mais pinta da velhice.

Ouvindo de novo o album to curtindo mais, a voz da Kate continua a mesma e eles chamaram o produtor Steve Osborne, que tem experiencia em dar novos sons a bandas paradas (new order, suede).

A Kate também tem duas participações especiais inesquecíveis, uma com o Iggy Pop "candy" e outra com os conterraneos de Athens, Georgia R.E.M. - "Shine Happy People".

Gostei de uma definição da banda: "A surf-rock soundtrack to an early 60s spy film about a gay underground dance culture from the future"

Sobre terça lá no odisséia foi muito bacana, não conhecia o local, tem um som 1000x melhor que da fudeção.

Smack foi uma surpresa, uma dessas bandas da safra dos 80's paulistana com o edgar scandurra e integrantes da mercenárias. Teve tb participação do Dado Vila Lobos. Um som bem sofisticado, além de muita coisa da época, gutarras a lá QOTSA, som muito bom, tomara que o ira acabe e o edgar volte pra essa banda.

Shellac foi absurdo, é íncrivel como o steve albini se entrega no palco, se estabacou varias vezes no chão, levou shock do microfone a cada berro era uma surpresa, as músicas não tem nenhum tipo de regra, são esparsas, ele recita, canta, grita, caraio loucura mexilhão sonoro, e a cada final de musica o baixista pedia pra fazerem perguntas hehehe foi 10... A atitude dele no palco me lembrou muito o Kurt Cobain...

To com vídeos no youtube depois apareçam lá.

http://youtube.com/user/cybertechno

obs: alguém sabe por favor qual programa e como eu edito os videos em pedaços, pq teve músicas que passaram de 15 minutos...

brunobbl said...

FALA TOM

QUAL DESSES ÁLBUNS DO TALKING HEADS VC ACONSELHA A DOWNLOADEAR : REMAIN IN LIGHT, FEAR OF MUSIC OU OS DOIS ?

ABS

RENATO BIAO said...

'private idaho' foi uma das músicas da minha infância...graças aos meus pais , q tinham esses discos - alguns eu roubei pra mim depois.

voltando um tanto no tempo ,quando o clipe de 'legal tender' foi lançado aqui ele paasava direto num programa da extinta rede manchete chamado fm tv,e um dos apresentadores era o joão kléber!!!priscas eras!!! eu tinha 9 anos na época , mas me lembro bem desse detalhe - queria ver aquelas mocinhas coloridas todo dia.

desse disco novo não gostei tanto assim. achei irregular, o single prometia mais...mas fico feliz q eles estejam na ativa lançando coisas de alguma relevância, e me trazendo excelentes memórias.

nelson said...

Caraco...Frequentei vários desses lugares...Fui algumas vezes na Cubatão...e depois muito na Dr.Smith...

Na Tijuca tinha a Mamute, onde cheguei a ver alguns shows legais...

Fui algumas vezes na Robin Hood, e muitas vezes no Mistura Fina no Itanhangá onde dava pra ouvir uns sons que rolavam na FluFM, no domingo, acho...

Tinha o Botanic...o Café Pacífico, um dos primeiros bares mexicanos do Rio. Nesses lugares rolavam sons legais...

Lembrei de um quiosque japonês!!?? no Leblon, lá no alto...onde sempre fazia minhas pré-nights, e um dos poucos lugares onde se podia tomar uma Heineken. Comida japonesa na época era um lance surreal...Esse era mais um lugar onde se ouvia boa música...

Não posso esquecer nas segundas, onde o Calbuque transformava o RioJazzClub do falecido Meridien, em RioReggaeClub...

Desculpem a seção nostalgia caretaça...não consegui resistir...rs

Alessandro said...

Ricky Wilson era gênio! O lance das cordas de guitarra "toda errada" era genial!

Sobre os "Bifes com tutu", realmente os dois primeiros álbuns são os melhores. O restante é passável.

Baixei agora o disco novo, e como já são quase 4 da matina só vou ouvir amanhã durante o dia! Depois farei minhas considerações!

Agora estou viciado em uma outra banda dos 80s: The Replacements!!!!

Ouvir novamente a discografia dos caras é muito bom!

Desde o primeirão bem hc/punk("Sorry Ma...") até os discos do Paul Westenberg já nos anos 2000!

Fica a dica!

tom said...

bruno, pega os dois dos t-heads, pq, na minha opiniao, sao os dois melhores da banda (foram relançados recentemente em versoes especiais extended). fear of music pra mim é um dos melhores discos ja feitos, em letras, em produção (brian eno), mistura de rock, africa e eletronica, foda. comentei aqui ha uns dois anos, que fui limpar meus vinis, dai peguei o fear of music e ouvi o dia todo, pq nao dava pra acreditar que o disco ja tem quase 30 anos de lançado. é super atual!

NA CIDADE

OCTOBERFESTIVAS:

FESTIVAL DO RIO  ÚLTIMA CHANCE   de 16 a 18 de outubro   Estação NET Botafogo 1 + Estação NET Rio 4 e 5    

ESTAÇÃO NET BOTAFOGO 1: 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ocidental Dir. Neïl Beloufa 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Matar Jesus Dir. Laura Mora 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Memórias do subdesenvolvimento Dir. Tomás Gutiérrez Alea 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     As misândricas Dir. Bruce LaBruce

  17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ensiriados Dir. Philippe Van Leeuw 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Antipornô             Sion Dir. Sono 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Patti Cake$ Dir. Geremy Jasper 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     Meu colégio inteiro afundando no mar Dir. Dash Shaw  

18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Últimos homens em Aleppo Dir. Firas Fayyad 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Cadáveres bronzeados Dir. Hélène Cattet, Bruno Forzani 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Sal Dir. Diego Freitas 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Alanis Dir. Anahí Berneri 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     How to Talk to Girls at Parties Dir. John Cameron Mitchell  

ESTAÇÃO NET RIO: 16/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Kim Dotcom: Agarrado na web Dir. Annie Goldson 16/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     God's Own Country Dir. Francis Lee 16/10/2017         Estação NET Rio 4             18:00     A liberdade do diabo Dir. Everardo González 16/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Golden Exits Dir. Alex Ross Perry 16/10/2017         Estação NET Rio 4             19:45     As entrevistas de Putin Dir. Oliver Stone 16/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     A vendedora de fósforos Dir. Alejo Moguillansky  

17/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Encriptado Dir. Nick de Pencier 17/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     Eduardo II Dir. Derek Jarman 17/10/2017         Estação NET Rio 4             17:30     Top of the Lake: China Girl Dir. Jane Campion, Ariel Kleiman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Titicut Follies Dir. Frederick Wiseman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     Invisível Dir. Pablo Giorgelli

  18/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Senhora Fang Dir. Wang Bing 18/10/2017         Estação NET Rio 5             16:00     Minha adorável lavanderia Dir. Stephen Frears 18/10/2017         Estação NET Rio 4             17:20     Tangerine Dream: a revolução do som Dir. Margarete Kreuzer 18/10/2017         Estação NET Rio 5             17:50     Cicciolina - Madrinha do escândalo  Dir. Alessandro Melazzini 18/10/2017         Estação NET Rio 5             19:00     O diabo e o Padre Amorth Dir. William Friedkin 18/10/2017         Estação NET Rio 4             19:10     Long Strange Trip: A viagem do Grateful Dead Dir. Amir Bar-Lev 18/10/2017         Estação NET Rio 5             20:30     Ex Libris: Biblioteca pública de Nova York Dir. Frederick Wiseman  

INGRESSOS: R$22,00 / meia: R$11,00 Meia entrada para quem comprou Passaporte

UCI INAUGURA A PRIMEIRA SALA DE CINEMA XPLUS LASER DO BRASIL, NO RIO DE JANEIRO: No ano em que comemora duas décadas no Brasil, a rede UCI reforça sua missão de oferecer ao público a melhor experiência em cinema e o que há de mais moderno no mundo, no mercado audiovisual. No Rio, inova mais uma vez com a primeira sala XPLUS Laser do país. A novidade será no maior complexo de cinemas brasileiro, o UCI New York City Center, que este ano também recebeu a primeira 4DX da cidade, com cadeiras que se movimentam e efeitos especiais. A aquisição do novo projetor a laser torna ainda mais imersiva a tecnologia da XPLUS, que tem projeção 3D de última geração, tela gigante com definição 4K e som Dolby Atmos™, com mais de 54 caixas acústicas e 128 streams de áudio que criam a ilusão de um campo infinito ao redor de cada espectador.

PROGRAMAÇÃO DO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):     Outubro   20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

Zucchero (o 'roberto carlos da itália') vem fazer shows no Brasil em outubro: Rio de Janeiro, no dia 26 de outubro, no Teatro Bradesco Rio São Paulo, no dia 27 de outubro, no Teatro Bradesco Porto Alegre, no dia 28 de outubro, no Teatro do Bourbon Country  

AGENDA CUTURAL BARATOS DA RIBEIRO: Sábado, 21 de outubro, a partir das 17h: VESPEIRO com as bandas Estranhos Românticos e Imperfeitos Quinta-feira, 26 de outubro, a partir das 19h: LEVADAS DA BECA, com as DJs Ana Paula Moniz (Beca Brechó), Bia Andrade & Ana Galli + uma convidada surpresa! Sábado, 11 de novembro, a partir das 17h: VESPEIRO com a banda Os Alquimistas (MS) e Mauk + Pedro White & banda fazendo tributo duplo: ao Bruce Springsteen e ao Tom Petty! RUA PAULINO FERNANDES 15, BOTAFOGO/RJ

MOSTRA DE CINEMA ARGENTINO CONTEMPORÂNEO VOLTA À CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EM SUA SEGUNDA EDIÇÃO   Histórias extraordinárias apresenta uma seleção com os melhores filmes recentes do país vizinho. Debates com cineastas e especialistas completam a programação Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro  (Metrô e VLT: Estação Carioca) Telefone: (21) 3980-3815 Data: de 07 a 19 de novembro de 2017 (terça-feira a domingo)

II FESTIVAL IMPERIAL DE CINEMA DE PETRÓPOLIS COMEÇA NESTA QUARTA, DIA 18: Festival é gratuito e conta com filmes inéditos na programação  A abertura será no Theatro D. Pedro com exibição do filme “João, O Maestro”, de Mauro Lima.

Angela Ro Ro leva o show "Amor & Humor" para a Zona Norte A cantora - que pela primeira vez pisa no palco do Centro Cultural João Nogueira -  faz  apresentação única no Méier, dia 29 de outubro, às 19h, no Imperator

estreia: 5º FEIRA/ 19 OUT - ABERTURA DA MOSTRA JÓIAS DO CINEMA DINAMARQUÊS: CINE JOIA DO RIO DE JANEIRO (copacabana) EXIBE SEIS LONGAS INÉDITOS DO PAÍS NÓRDICO; E O PRIMEIRO DOC LONGA-METRAGEM FILMADO NA GROENLÂNDIA.

Depois de regravar sucessos do Pop, Rock e Samba, a Orquestra Petrobras Sinfônica prepara uma homenagem ao reggae. O quarto EP da série “O Clássico é...” trará versões inéditas de “Andei só” (Natiruts), “Minha felicidade” (Roberta Campos), “Um anjo do céu” (Maskavo), “Aonde você mora” (Cidade Negra) e “Segue o baile” (Braza). A primeira apresentação do novo projeto será no Teatro Rival Petrobras, com entrada gratuita, às 20h do dia 18 de outubro (quarta-feira).

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers