NA COVA DO LEÃO

Monday, June 04, 2007

A musa do fânqui


Nao sei se vcs viram o papo com a Priscila Nocetti que saiu no Rio Fanzine. Como sei que tem alguns coveiros que são fãs, aqui vai outra foto e parte da entrevista:
— Meu tempo é todo apertado e marcado — diz Priscila, com a sua vozinha fina (ela que ligou, pra não passar o celular). Todo dia faço um programa de rádio (de manhã, na 107 FM de Petrópolis, pega na ZN e ZO), depois gravo o programa de TV, malho e vou pra faculdade. E tem baile também em alguns dias de semana. No sábado, fico até cinco da tarde no curso, durmo e acordo pra ir pro baile. Só no domingo fico de folga. E aí, durmo a tarde toda.

A garota tem fôlego. Até para cantar, que, revela, não é o que mais gosta de fazer.
— Na verdade, não penso muito nisso (cantar) não, sabe? Porque gosto mais da parte de apresentadora. Canto mais pra brincar, interagir com o público. Coloco umas duas músicas em cada CD da Furacão, mas não penso em ter um disco solo. Na verdade, tenho um projeto de lançar um CD para crianças (oh, o clichê). Aí, botarei coisas minhas.

O tal curso que Priscila faz nos sábados à tarde faz parte da faculdade de direito.
— Tô no oitavo período da faculdade de direito. Quero ser juiza, é um sonho meu.

Mas, e aí, quando se formar, vai largar a calça da gang do funk pela toga de juiza?
— Acho que terei de parar com tudo por um tempo, porquê, para ser juíza, tem que passar um tempo como advogada, fazer a prova, estudar bastante. Só depois que passar é que eu vejo isso (manter a carreira), porque ainda faltam alguns anos. Mas não pretendo largar totalmente meu lado artista, não. Tentarei conciliar as duas coisas.

Pri, que já curtia os bailes antes de virar namorada de romulo costa e ocupar o trono que outrora foi da mae loura (a atual vereadora veronica costa, que continua no mundo funk com a equipe gamurosa), diz aque hoje se sente a vontade no, digamos, cargo.
— eu ja curtia alguns bailes, curtia as matines, mas nao conhecia o mundo do funk. depois que entrei, primeiro fui modelo para as capas de cds da furacao, nem queria fazer tv. mas o romulo (com que está ha cinco anos) insistiu. a primeira vez que gravei um teste, eu chorava, nao conseguia falar. no baile, ficava muda. mas o romulo insistiu, porque ele achou que eu tinha carisma. agora ja me acostumei.


15 comments:

Pedro said...

nossa, tomei ate um susto quando vi o post aqui no blog.Nunca achei que iria ver uma materia com a musa do funk no Rio Fanzine.Garanto que esse evento da skol foi divertido rss.
Sobre a Priscilla, nao tem nem o que falar.Ela é a mulher mais gostosa (alguem tem outro termo ?)da televisao brasileira.Eu realmente fico babando quando vejo ela na telinha rss
-----
Eu nunca fui a um baile funk na vida.Algum coveiro ja foi? Caso tenha ido, conte como foi.
---
A furacao 2000 é a maior gravadora indie do Brasil haha
Cds a 5 reais, de artistas independentes.
--
Sem querer abusar Tom, mas como chegamos no meio do ano, tu poderia colocar no ar aquele ja classico post sobre os melhores cds do ano no primeiro semestre.Mas isso é assunto pra depois.O negocio agora é funky :)

Felipe Passarelli said...

Não li o Rio Fanzine de sexta pra ser sincero, mas acho que conheço ela da banderantes.

Eu gosto de Funk, sempre gostei, acho as batidas e os efeitos incríveis, e também impossível de ficar parado.

Já fui direto no Morro do Salgueiro, onde lá parece outro mundo, a parada é bem feita mesmo, me senti super confortave, tem uma praça de alimentação, arquibancada e claro, os dealers do lado. Legalize. rsrs As pessoas estão ali pra curtir a musica, gostam mesmo, se arruma, para o funk.

Dentro do salão o som é explosivo, pessoas sensíveis não conseguem entra de jeito nenhum. Alto demais, vcs não tem noção, são milhões de caixas de som e o grave fura sua barriga hehehe

Ia tb quando muleke no tijuca tenis club na matine, era de lei todo domingo, rolava funk melody tipo Trinere, Steve B, e os melôs diversos.

O funk carioca deu a volta por cima, pegou os hypes, agora a classe média toda, não sendo mais ridicularizada como antes.

Eu acho uma pena o bonde do role, que é cuuritibano, está no lugar que poderia ser de algum/a carioca da gema, mas sei la.

Até me esqueci de contar, foi trevas, fui la na comunidade do bonde do role do Orkut, assim que vazou o album e deixei lá, como de costume faço em outras comunidades, tipo compartilhando, sem intenção de sacanear ninguém. Os 2 integrantes viram e deixaram

Aí no dia seguinte, a cantora Marina entrou na comunidade, me chamou de FDP, imbecil e mandou me banir da comunidade.

Fui falar com ela que era fã e tals, que não sabia que ela ia se incomodar, se eles mesmos estariam ali né.

Aí ela me disse que fãs como eu ela disensava. Caraio isso me deu uma raiva que até hoje me abala.

Que vc acha desses artistas que fazem isso com os fãs Tom, eles estão certos?

Até quando um artista pode "segurar" seu material nos dias de Internet?

Sera que os artistas ainda não viram que eles são conhecidos pela internet, que sem ela eles não são nada? Ha uma relação de mão dupla aí, pq muitos shows que ja vimos aqui nem tinha album lançado no Brasil, e é pelos shows que eles ganham grana.

Antecipando: Album do Ano: The Arcade Fire - Neon Bible

Nouvelle Vague said...

Eu confesso que um dos prazeres culpados que já tive era assistir o furacão 2000 na band sabado de manhã , porque era bem trash , mãe loura e tal , e tinha um desfile de " cachorras " (SIC) e suas reboladas de primeira ... Ainda não sabia dessa morena não , mas com certeza vou conferir.
Mas na boa , nada é mais carioca do que essa cultura baile funk , nada , nem o samba e pagode (porque paulista já invadiu), é realmente o retrato cru do Rio de Janeiro , em muitos aspectos (pro bem ou pro mal de novo)
Off topic : Rolou no History channel um especial de 3 horas de Herois/Heroinas e vilões , muito legal pra quem curte . Imperdivel.

tom said...

vi uma nota no jornal hj dizendo q geral vaiou qndo a priscila fez o show dela sábado na fundição. pq? alguem teve la pra confirmar isso? na real, as musicas que ela canta são ruins pra dedeu e a moça não é lá nenhuma madonna (q começou cantando coisa igual ou pior), mas, dentro do que faz, na tosqueira do funk, rola. ja ouvi coisa bem pior no genero...

tom said...

felipe, cada artista reage como quiser em relação a sua obra. mas é de estranhar o bonde do role fazendo isso. logo eles, que roubaram do funk carioca na moral. alias, como aconteceu no rock e em toda a musica negra que se fez no seculo passado, no fim são os brancos que levam a fama e a grana do que os negros criam (e o empresario tbm leva o seu)

tom said...

JA CONTEI PRA VCS QUE O THE RAKES CONFIRMOU VINDA AO RIO PARA AQUELE MESMO FESTIVAL DE DOIS DIAS QUE VAI ROLAR NO RIO EM JULHO E TRARÁ TBM O MAGIC NUMBERS? O PIOR É QUE, NA LISTA DE BANDAS DO FESTIVAL ESTAVAM THE RACONTEURS, HOT CHIP E THE GOSSIP, MAS COMO O BUDGET DO FESTIVAL É PEQUENO, CORTARAM OS MAIS CAROS. MOMBOJO, MOPTOP E MOVEIS COLONIAIS FECHAM A BILL

fabio fernandes said...

pri rules !
eu sou mais um dos marmanjos que almoçam devagar por causa da morena ...
o dificil é convencer a namorada que estou vendo o programa pelas músicas :)

felipe:
acompanhei a tua expulsão lá da comunidade do bonde, eu tbém faço parte, fiquei vendo os comentários e tal.
acho que o que pegou foi que vc foi o único que deu a cara para bater. todo mundo ali deve ter baixado o cd, creio que ninguém comprou, mas ninguém colocou o link. como vc foi o único, acho que a marina ficou chateada e te pegou para cristo ...

Felipe Passarelli said...

É como ja me disseram sobre a Courtney Love Brasileira.

Metallica Vs Napster

Marina Vs Rapidshare

O pessoal tb ficou puto com a parada, sou amigo do moderador, as pessoas são amigas em comum, tb sou moderador do CSS, o Raphael ficou arrasado que eu sei.

A Flavia deu pra ele a comunidade do BDR pra nao me banir, ela não consegue. Rolou uma revolta, o que me deixa mais tranquilo.

Ela insistiu e falou que se eu não fosse banido ela saia, dai ele teve que banir.

No começo fiquei puto, já falava mal da banda mas agora to tranquilo, magooas passam. O Gorky e o Rodrigo são gente boa e o show deles são fodas, desejo sucesso pra eles, já ganharam 4 extrelas no The Guardian.

New Music: CSS / Donita Sparks: "Alcohol" [Video] / "Pretend We're Alala" (CSS vs. L7) [Stream]

Aqui um arquivo com o clipe vencedor de "Alcohol" que ganhou em um concurso, que dava 2 mil Euros, e um mesh up da vocalista do L7 Donita Sparks com Alala. (Tão podendo demais)

Enjoy!

http://tinyurl.com/2wn3yl

chicodub said...

tom,

o festival chama indie rock festival. além das bandas que vc citou, rola tb hurtmold e lucas santtana. serão dois dias no rio, dois em são paulo.

abs!

Otaner said...

Gostosa essa Priscila hein? Já tinha visto ela na band ou na cnt (agora tvjb, hahaha), mas ainda não tinha reparado nos atributos dela. Eu gostava do programa da Furacão na época da Veronica Costa, era muito tosco e divertido.

O que eu me amarrava em funk nos anos 90 eram as montagens. A do Jack o matador é a mais clássica, mas tinha da chapeuzinho vermelho, pedro lenhador, tres porquinhos, indiana jones...

Não tava sabendo dessa parada do boonde do rolê, mas é mais um motivo pra não gostar deles. :) Acho a idéia do gorky de misturar os riffs de rock com as batidas de funk boa, mas não gostei do resultado, e principalmente não curto essa coisa do funk atual de em todas as músicas ter a batida com aqueles tamborzinhos, sabe? (não vou saber explicar). E sendo de propósito ou não, piada ou não, acho insuportável a voz da mulher do bonde.

fabio fernandes said...

é isso aí, otaner !
estas montagens são "crássicas" e as ouço até hj. até o funk fuckers fez uma versão de jack matador (mandou me chamar, é?).
aquele ademir lemos (olha a rapa, olha a rapaziada), tinha o ci de acari ...
tinha cada uma mais engraçada e criativa do que a outra, acho que foi uma fase de transição entre as versões (tipo mulher feia etc.) e logo depois o surgimento dos mcs.

valeu,
abs e ótimo feriadão para todos da cova.

nobru28 said...

fala galera coveira

estou aqui em vancouver curtindo um frio b'asico e chuva e vejo q a parada do funk q rolou por ae nesse finde deu o q falar.

por aqui ta chovendo pacas e tem risco q uma enxurrada em todos os sentidos : inundacoes diversas, as maiores em 80 anos !!!!!

to ouvindo no momento uma compilacao do echo and the bunnymen e deve rolar por alguns dias um show da siouxsie and the banshees.

todo mundo falou q os shows q o police deram aqui no fim de maio foram duca. palavras de quem foi. he he he he he !!!!!

abs

iga_rio said...

Fala Tom,

Off-Toppic: Por coincidência nesse feriado vi o documentario American Hardcore que eu tinha baixado e tava sem tempo para ver e hj a matéria principal do Rio Fanzine foi justamente sobre o documentário... show de bola o documentario, porem eu achei que faltou algo mais sobe Dead Kennedys e Misfits... Vc não acha Tom ? poxa foi tão pouco falado dos Dead Kennedys e os Misfits sequer foram citados...
Será que o danzig tem alguma coisa a ver com esse fato ?

Abraços,

Felipe Passarelli said...

Parece ser muito legal esse documentário, via torrent mesmo Tom?

Vou baixar, é esse tipo de hardcore que sempre falei aqui, que era misturado com essas bandas emonóides de hoje. Cade a atitude? O porquê?

Você e o documentario, responderam o X da questão, política e problemas internos, apesar de ser novo pra mim que o governo Reagan tenha sofrido baixas nos EUA.

O Bad Brains tá com disco novo, Build a Nation e o Black Flag parece que ta fazendo turne nos EUA no momento.

Caraio, o novo do QOTSA é espetacular, outro banda que não gostava tanto, mudei de idéia.

No Era Vulgaris tem todos os elementos psidcodélicos e participações muito boas, refrões poderosos, e riffs alucinantes. Excelente, nota dez, ta na lista dos melhores do ano. Era Vulgaris pra mim é o melhor album do Q0TSA, não tem uma musica ruim e é totalmente Catchy. Sick, Sick, Sick é íncrivel.

O do White Stripes é bem bom também, mas não tem nada de novo, é um "Elephant" 2.0. Melhor que o ultimo, tem mais hits e eles voltaram a origem do rock cru e de histórinhas country e blues, Jack White é realmente um gênio, talvez entre na minha lista mais tarde, mais não é prioridade agora. Apesar de cru eles já soam gigantes, engraçado isso, mas recomendo muito tb pra quem ainda não ouviu.

Abraços!

Rodrigo said...

Li ali em cima o comentário do sujeito que foi expulso da comunidade do Bonde do Rolê por ter disponibilizado o disco deles. Você tem acompanhado essa polêmica que está rolando em torno do novo disco do Justice? O disco já vazou e tal, mas os próprios blogueiros, que são sempre os primeiros a divlugar essas coisas, estão fazendo uma puta campanha contra o download antecipado do disco. Achei curiosíssima essa atitude. Mas ao mesmo tempo é bacana, né. Tu vê que os caras do Justice são super respeitados.

NA CIDADE

JANEIRO TEM DUAS FACES:

CASAS & SHOWS: Circo Voador 19 - Samba Rap Festival: Elza Soares / Karol Conka 20 - Samba Rap Festival: Emicida / Jongo da Serrinha / Bateria da Império Serrano 25 - Phoenix (FRA) 26 - Vanessa da Mata / Fióti / DJ Incidental 27 - Barão Vermelho

Fundição Progresso 19 - BaianaSystem 20 - Tim Music no Samba: Xande de Pilares & Mumuzinho - Participação: Bateria do Salgueiro 26 – Johnny Hooker / Letrux 27 - Nando Reis

Teatro Odisseia 21 - Radnor With Lee (EUA) 28 - Demon Hunter (EUA) / Pantokrator (SUE)

Teatro Riachuelo 16 - Leila Pinheiro: Voz & Piano 23 - Ed Motta: Baile do Flashback 30 - Laila Garin & A Roda

Teatro Rival 20 - João Bosco: Voz & Violão 25 - Angela Ro Ro 26 - Bloco Sargento Pimenta 27 - Geraldo Azevedo: Voz & Violão

Audio Rebel 16 - Adaury Mothé Trio 17 - Rafael Rocha Quinteto 28 - N.D.R. / Triunfe / Dissonância 29 - Ana Baird & Camila Costa: Perigosas

Espaço Sérgio Porto 18 - Sinara 25 - Karine Carvalho: Galega Hits

Sala Baden Powell 19 - Sempre Livre / Sylvinho Blau Blau / Dr. Silvana & Cia. 20 – Nelson Sargento 21 – Banda do Síndico 24 - João Donato - Participação: Carlos Lyra & Roberto Menescal & Marcos Valle 25 - Mario Adnet: Jobim Jazz 26 – Marcos Ariel 27 – Cris Delanno 28 - Azymuth

Beco das Garrafas 17 - André Gonçalves 18 - Lu Oliveira 19 - Georgiana de Moraes & Fernanda Cunha & Camilla Dias: Homenagem a Vinicius de Moraes (20h) 19 - Joyce Cândido: Homenagem a Elis Regina (22h30) 20 - Hélio Delmiro (21h) 20 - Maíra Freitas & Taís Feijão (22h30) 21 - Dóris Monteiro 24 - Rosana Sabença 25 - Conexão Rio: Homenagem a Tom Jobim 26 - Amanda Bravo: Homenagem a Durval Ferreira - Participação: Paulinho Trompete, Mauricio Einhorn, Rosana Sabença, Billy Blanco Jr., Thaís Fraga 27 - Hector Costita & Joseval Paes 31 - Maria Luiza

Casa de Cultura Laura Alvim 16 - Dani Black 21 – Pedro Mann 23 - Davi Moraes 28 – Qinho Canta Marina Lima 30 - Matheus VK

Teatro Café Pequeno 18 – Verônica Sabino 25 – Elisa Queirós

Blue Note Rio 16 - Big Gilson 17 - Roberto Menescal 18 - Gabriel Moura 19 - Daniel Jobim & Daniel Boaventura: Homenagem a Tom Jobim & Frank Sinatra 20 - MPB-4 23 - Escalandrum (ARG) 24 - Mayer Hawthorne (EUA) 25 - Wanda Sá & Gilson Peranzzetta & Mauro Senise: Homenagem a Tom Jobim & Vinicius de Moraes

KM de Vantagens Hall 19 – Molejo & É O Tchan – Participação: Ludmilla 20 - Ney Matogrosso: Atento aos Sinais

Imperator 23 - Jazz Pras Sete: Chico Costa & Quarteto Artilheiro 24 - Quartas Brasileiras: Cordão da Bola Preta 27 - Forró Lánalaje: Marcelo Mimoso Trio / DJ Edna Carvalho 28 - Bloco Pipoca & Guaraná 31 - Toquinho: Voz & Violão - Participação: Camilla Faustino

Centro de Referência da Música (Tijuca) 17 - Ellen de Lima & Reginaldo Bessa: Homenagem a Lamartine Babo 18 - Rosa Marya Colin - Participação: Jefferson Gonçalves 19 - André Gabeh 17 - Eduardo Dussek 24 - Quinteto em Tom Maior 25 - Rosane Corrêa: Homenagem a Ella Fitzgerald 26 - Daíra: Homenagem a Belchior 31 - Ana Egito

Baile do Digitaldubs - HUB (Santo Cristo) 21 - Cedric "The Congos" Myton (JAM) 28 - Mad Professor & Aisha

Música no Deck - Barraca do Pepê (Barra da Tijuca) 20 – Filipe Ret 21 – Kell Smith 27 – Um 44k 28 – Luiza Possi Barra Blues Festival 26 - Sergio Diab Stratoman / Projeto Soul Jazz / Ana Egito / Alamo Leal Blues Groover’s / Corcel Mágico 27 - RJ Café / UniJazz Brasil / The Blue Fever / Sergio Rocha / Serra Blues Trio 28 - André Barroso / WestSide Blues / State of Blues / Victor Biglione Festival Downtown Sunset - Shopping Downtown (Barra da Tijuca) 20 – Gabriel O Pensador 27 – Biquini Cavadão

Rio Rock & Blues - Rock Experience (Lapa) 19 - Titanossauros / Conexão Japeri 20 - Love & The Lovers / The Loreleis 26 - The Smiths Cover 27 - Pedro Santana Trio / Elemento Surpresa / A Bolha Revisited

Circuito SESI 24 - Centro: Fhernanda Fernandes - Participação: Nana Kozak, Sandra Duailibe, Clarisse Grova, Ninah Joh, Andréa França

MIXXX: 17 – Matheus VK – Teto Solar / Botafogo 19 - Maratona Black - Baile Charme – Gafieira Elite / Centro 19 - O Rappa: Tour de Despedida – Quadra da Mocidade / Padre Miguel 20 - Festival Rock in Brisa 4: 90 Contos / Cosmobox – Espaço Tequila´s / Guaratiba 20 - Playmobille / Tem Amor – La Esquina / Lapa 20 - Indivíduo K / Cândido / Banheiro Azul – O Pecado Mora ao Lado / Praça da Bandeira 21 - Aniversário de 57 Anos do Cacique de Ramos 21 - Festival Lona Rock Sunday: Memora / The Outs / Corcel Mágico – Lona Terra / Guadalupe 21 - Lu Oliveira – Praia de Conceição de Jacareí / Mangaratiba 26 - Laurent Garnier (FRA) 26 - Bloco do S Convida KL Jay – Fosfobox / Copacabana 27 - Slide / Sollarium / Fresno / Glória / Strike - Clube Tamoio / São Gonçalo 27 – Matanza – Arena Fernando Torres / Parque de Madureira 27 - Visibilidade Transvestigenere - Beco Encantado: Mulher Pepita & MC Xuxu – Beco do Rato / Lapa 28 - Festa Divina Circus: IZA – Clube 4 Linhas / Bento Ribeiro 28 - Bloco Eficiente: Inclusão Se Faz Com Várias Mãos – Praça Paris / Glória 28 - Facing Fear / Stuff / Cidade Nua – Rock´N Beer Pub / São Gonçalo

exposição de fotografias de Raymond Depardon, “Un moment si doux”. Depois de passar por Paris e Buenos Aires, o CCBB Rio recebe as 170 fotografias de diferentes cores e formatos tiradas na Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Ate 22 de janeiro. qua-seg 9am-21pm. Grátis.

FESTIVAL DE CULTURA DIGITAL: De 18 a 20 de janeiro, quinta a sábado, acontece no CCBB RJ DIGI – Festival de cultura digital, uma mega programação que inclui imersão, reflexão e diversão. Tem até shows geek. quinta, 19 de janeiro, às 21h, apresentação da orquestra Ritornello de Jedi, com repertório de trilhas musicais de videogames, séries e desenhos, com cordas e vozes, e arranjos exclusivos. O objetivo é dar acesso à formação clássica com temas musicais do cotidiano. sexta, 20 janeiro, às 21h, é a vez de The Screeners, banda que faz releituras rock ’n’ roll de trilhas sonoras clássicas do cinema, de videogames, séries de TV, desenhos animados. É tudo grátis, das 9 às 21h.

MOSTRA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EXIBE O CINEMA DE HAL HARTLEY Programação reúne todos os 14 longas do diretor americano, além de debate, sessões comentadas e um curso de roteiro cinematográfico de 23 de janeiro a 4 de fevereiro de 2018 (terça a domingo)

O Ministério da Cultura, o Centro Cultural Banco do Brasil e a Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro apresentam a 14ª Mostra Melhores Filmes do Ano Além das exibições dos filmes, a mostra traz homenagens e catálogo especial com textos sobre os filmes e as iniciativas cinematográficas que fizeram a diferença em 2017 De 24 de janeiro a 1 de fevereiro
PROG IN BRASIL: Carl Palmer, Premiata Forneria Marconi, estarão no Brasil em 2018, se apresentando nas cidades de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, como parte da Top Cat Concert Series 2018. Os italianos do Premiata Forneria Marconi CHEGAM EM ABRIL. O grupo de rock progressivo, formado em 1971, vem lançar seu novo álbum 'Emotional tattoos', e também vai tocar seus clássicos. Maio vai trazer o baterista do Emerson, Lake & Palmer e também do Asia, Carl Palmer, com seu tributo ao ELP.Show promete surpresas com algumas participações especiais de peso.

No dia 24/jan, começa no CCBB SP a mostra Sonora: Ennio Morricone, que homanageia o maestro no ano que completa 90 anos. Ao todo, serão exibidos 22 filmes que têm a marca musical do maestro.

Nico Rezende fará show em homenagem a Chet Baker dia 26/01 no Blue Note. Aliás, esse ano completa 30 anos da morte do Chet!!! 2018 marca o trigésimo aniversário da morte de Chet Baker. Nico Rezende presta homenagem ao trompetista no palco do Blue Note Rio, no dia 26 de janeiro (sexta), para apresentar alguns clássicos imortalizados por Baker. Estão no programa canções como ‘Time after time’, My funny valentine’ e ‘There will never be another you’.

RU PAUL´S DRAG RACE TOUR: Em 2018, as drag queens de RuPaul's Drag Race vão levar a turnê oficial do reality-show, WERQ THE WORLD TOUR, para a terra do “Come to Brazil”! Michelle Visage vai comandar a apresentação no Brasil e todos os shows contarão com performances ao vivo de algumas das drag queens mais inesquecíveis de RuPaul's Drag Race, entre elas, as recém-divulgadas participantes da terceira temporada de All Stars, Shangela e Kennedy Davenport. Outras fan favorites devem marcar presença, como Detox, Kim Chi, Violet Chachki, Valentina e Peppermint. Ainda haverá um pré-show com DJ set e performance de Lady Bunny, a drag queen que é uma lenda da cena noturna de Nova York. 23/FEV TEATRO BRADESCO/RJ

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers