Pages

Thursday, May 24, 2007

A Força está comigo


Quem está na casa dos 30 pra 40, deve lembrar de um evento que marcou a nossa adolescência: a estréia de "Star wars". O filme, que completa amanhã 30 anos (mas que só chegou aqui em 1978, um ano depois da estréia oficial), foi um acontecimento na época. Lembro vivamente da primeira sessão a que fui, no cine Palácio, na Cinelândia (com direito a bis ali e, depois, no Roxy). Até então, nada do tipo havia sido visto antes. Havia um pouco de "Flash Gordon" naquilo tudo (Lucas, a princípio, ia refilmar a saga de Flash, mas não obteve os direitos), mas os efeitos especiais e toda aquela magia jamais haviam sido vistos numa tela grande daquele jeito. Eu, que já era fã de sci-fi desde criancinha, fiquei chapado. Mais ainda quando veio "O império contra-ataca", um dos primeiros filmes a ser apresentado em Dolby Stereo nos cines Rian e Odeon (vi duas sessões seguidas em cada). Aí, sim, virei um Jedi. Tem gente que busca a religião, a droga e coisas assim para se inspirar. Eu, que já era discípulo do Sr. Spock (foi o que me deu o start pro sci-fi, ali pelos 8 anos, seria um cadete da Federação sem pensar), achei na saga de Luke Skywalker o cenário mais perfeito para meus sonhos galáticos. E, desde então, a Força está comigo. E agora, tbm, com meu filho...
*a nova trilogia não entra na minha lista.

24 comments:

Vida Fuleira said...

Eu nao tinha idade para me ligar em SW na época... Acabei vendo o filme muitos anos depois quando passou na antiga Rede Machete.

Só fui me interessar pelo George Lucas quando estreou o "Retorno de Jedi" (cuja pronúncia no comercial das figurinhas era JÉDI). Esse era o filme mais fraco da série, ate o George Lucas fazer os 3 primeiros episódios...

Meu irmão se amarra nesse filme. Até montou um robô parecido com o R2D2...

http://www.hiro.com.br/download/imagens/r2d2_g.jpg

Pedro said...

-sandman-
nossa, eu nunca fui mto fan de sci-fi.
eu ja tentei ver star wars e nao consegui gostar
rsss

iga_rio said...

Fala Tom,

O Primeiro Star Wars que assisti foi o Retorno de Jedi se não me engano em 83/84... virei fã na hora... e assim como nosso amigo vida fuleira eu também assisti o primeiro SW na Manchete.
Bom nem preciso dizer o quanto sou fã da série... tenho toda a trilogia em DVD e a primeira eu também tenho em VHS quando lançaram a caixa no ínicio dos anos 90... quando relançaram a primeira trilogia nos cinemas fui ver e etc...
A Rolling Stone brasileira desse mês tem o Darth Vader na capa e uma matéria show de bola sobre os 30 anos da série.

Abraços,

Alessandro said...

O que vc sentiu com o primeiro SW, eu senti vendo no cinema, na época do lançamento, o "Império Contra Ataca"... Bem aqui no Cinema Icarái, em Niterói... Foi algo mágico demais!

tom said...

embora o primeiro star wars tenha me causado essa boa sensação, de, enfim, ver um filme sci-fi no cinema com tudo a que se tem direto, foi no empire strikes back que eu realmente virei fã. queria ser han solo e tudo (rs). o jedi foi mais fraco, mas tinha aquela cena na floresta de sequoias bacana. esse vi no ja extinto cine vitoria, que tinha um telao de cinerama igual ao do roxy (depois, virou cine porno e fechou, foi la que rolou caligula). a rede manchete inaugurou com a exibição do star wars e usava como plim plim as notas de contatos imediatos!

PEDRO BAMBAATAA said...

só o primeiro sw que não vi na estréia, mas fiquei tão impressionado que vi todos os outros dois na época, no 1º dia na 1ª sessão do cine carioca na
sans pena... não preciso falar
mais nada sobre o impacto dos
filmes em minha vida... iguais
a esses só dois "contatos imediatos" e "blade runner"...

aliás acabei de chegar das americanas... comprei o dvd
rematerizado de "blade runner"

abraços

Rocha07 said...

Off-topic pq Sci-Fi não é a minha praia (Gosto de Star Wars, mas não acho nada de mais). Citibank Hall fazendo propaganda de show do Incubus pro dia 13 de Outubro?? É piada né?
Aproveitando minha ignorância, o que quer dizer Carpe Finde? Aproveitar a morte?

Rocha07 said...

E essa música nova da Rihanna, Umbrella? Não sai da minha cabeça...

tom said...

ja dei muita grana pro lucas por conta de star wars. comprei a primeira trilogia em vhs (acho a maisa valiosa, pq tem os filmes como foram mostados nos cinemas originalmente, sem nenhu retoque), depois comprei de novo em vhs remastered widescreen, depois a caixa de dvds, depois os dvds avulsos da nova trilogia. mas nao vou comprar mais nada da nova trilogia, pq nao sao tao bons. dizem que vai sair uma mega caixa com todos os seis filmes, mas acho que to fora dessa. meu filme sci-fi favorito, na real, é blade runner. mas é diferente. star wars me pegou ainda meio menino, tinha algo magico. vi blade runner todas as vzs que passou na cidade, da estreia no rian (duas sessoes seguidas)ate a ultima reprise no ricamar. tbm tenho varias versoes do filme, so me falta agora mais esse dvd, pq o q tenho, director´s cut, é o filme apenas passado pra digital, com os riscos na tela e tudo. mas rola uma versao pirata, ha tempos, de uma copia que so foi mostrada pros alunos da ucla pelo ridley scott, que é diferente de todas, q cheguei a ver uma vez...

Nouvelle Vague said...

Só assisti o primeiro Starwars no início dos anos 90 ! Antes disso a unica memória que tinha era um album de figurinhas que rolava lá em casa , das minhas irmãs mais velhas. Mas confesso que virei fanático religioso da série apenas em 97 , quando a série original foi relançada nos cinemas como comemoração dos 20 anos e como preparo para o lançamento da ameaça fantasma. Realmente o impacto na minha vida foi foda , e olha que a essa altura eu já era homem feito(Hoje em casa tenho vários bonequinhos dos filmes - Só do Vader tenho 3 ! - Lord Vader , meu ex nick !)
George lucas realmente capturou a mente das pessoas (como os americanos mala gostam de dizer ...) , e acho incrivel como meu sobrinho de 9 anos é totalmente fanatizado , e me parece que a série vai continuar cativando por muitos anos . Desejo muito que a saga continue , nem que seja numa série de TV como se cogitou .
Em relação ao topico anterior Patrulha na cidade , li aquilo com uma emoção , pois me lembro quando era criança e morava no Rio com meu pai , e ele escutava direto no carro , (muito tipico do carioca isso , saber fazer piada com o trágico ajuda a aliviar o peso da existencia). Sem contar que era muito engraçado .
Num ultimo off : baixei um doc American hardcore , completo filme sobre a cena Hardcore que varreu a america no inicio dos anos 80 , em meio a ascenção da direita ! PERFEITO , recomendo geral.

Andre said...

Eu não pude pegar a onda no momento do acontecimento, isso porque eu nasci em janeiro do mesmo ano do lançamento de Star Wars. É assim que fico me sentindo mais velho a cada década, quando a saga faz aniversários.

Fui conhecer a saga anos mais tarde em VHS na casa de um primo afortunado e, dali pra frente, nunca deixei de acreditar na Força. São bonequinhos nas prateleiras do quarto até hoje, a primeira trilogia em VHS box azul na estante (antes do lançamento da edição Gold).

tom said...

quem tem a primeira coleção de star wars em vhs (que aqui saiu anos depois dos eua) tem ouro: essa versao foi retirada do mercado apos o lancamento das versoes modificadas e nunca mais sera lançada, segundo george lucas, pq nao saiu como ele imaginava. guardem bem. a minha tem ate os arranhoes da fita e aquela fotografia amarelada

tom said...

na entrevista que o lucas deu para a rolling stone na epoca (1977), que esta reproduzida na edição brasileira do mes, ele dá a entender que os wookies (a raça do chewbacca) é que fariam a parte do ewoks em retorno de jedi. mas, por outro lado, deduzimos que, como ele queria fazer um filme mais infantil, acabou optando pelos mais fofinhos. ah, carpe finde é aproveitem o fim de semana. tenho a trilha do american hardcore e vou baixar o doc pra materia

Felipe Passarelli said...

OFF:

Amei o Rio Fanzine hoje Tom, Parabéns!

Que doideia, crente que já sabia tudo sobre a Feist (que eu adoro juntamente com o Broken Social Scene), ela fez coisas muito mais doidas como no caso da Peaches, em fazer backing vocal.

Gostei desse album, mas acho o Let it Die mais experimental, mais Nico com John Cale por exemplo. Esse seria mais simples e rural, não deixando de ser bom.

Quando vc falou que ainda vamos falar muito nela esse ano, tem haver com o Tim Festival??

Tem mais informações do Tim e da galera que vem tocar no Rio, Tom??

Abraços bom finde pra cova :)

fabio fernandes said...

engraçado, não vi star wars no cinema, mas vi empire strikes e jedi. talvez por isso, fui fisgado primeiro pelo segundo e depois revendo o primeiro veio o culto ...
mas na década de 90, fiquei muito puto com george lucas, pqe o que era sagrado, o cara profanou, cometeu uma heresia. por isso, até hj, não consegui ver a segunda trilogia: só vi uns cinco minutos, na tv, de ameaça fantasma e os outros dois passo longe ...

Nouvelle Vague said...

Numa boa , não consigo entender porque tanta gente considera uma heresia , ou uma bosta a segunda trilogia do star wars . Será que acham pecado mexer com coisas sacrossantas ? Os filmes são bons e amarraram toda a trama , e em muitos aspectos melhores que os 3 primeiros .
Sinceramente gosto muito dessa trilogia também e se George Lucas deu algum mole na vida acho que foi colocar os Ewoks no Retorno do Jedi. O resto valeu

tom said...

se a gente pensar bem, e levando em conta o que lucas diz na rolling stone, a nova trilogia é bem o que ele queria fazer com a primeira, uma coisa mais infantil e simples. o primeiro filme da antiga saiu bem diferente do q ele queria, osegundo (e melhor) só foi bom pq nao foi dirigido por ele e o jedi teve ewoks pq era a onda do cara, assim como ele tentou emplacar o jar-jar binks. ou seja, tudo deu certo por acaso e a nova trilogia (do qual so gosto mesmo do ultimo filme) é o que devera ter sido feita afinal. ou seja, star wars era pra ter sido bem menos legal do que foi...

Andre said...

Eu também não vejo nada de ruim na trilogia nova. Teve gente dizendo que era uma mentira que toda aquela história não havia sido escrita antes. Basta pegar o VHS antigo de Star Wars e ver que no início do filme a história é narrada começando pelo capítulo IV - A New Hope. Muita gente não se deu conta disso. Eu achei bem legal eles terem completado a saga, só não me foi tão mágico como assistir a antiga trilogia na infância.

tom said...

andre, reza a lenda que lucas tinha em mente tres trilogias, mas se o primeiro filme nao desse certo nao haveria nenhuma continuação. por isso ele é fechado. e, por isso, tbm, ele so virou ep IV: a new hope após o relançamento da trilogia original nos cinemas, qndo a nova trilogia ja estava sendo pensada. qndo foi exibido a primeira vez era um filme único. os gibis deram continuidade a saga de luke, ele casou, teve filhos e coisa e tal

tom said...

na real, o que deixou a galera bolada com a nova trilogia foi o episodio um, ameaça fantasma. é muuuito fraco. aquele anakin menino é um idiota. vi a pre com o conselho jedi e fãs e no final foi um silencio de decepção na sala. a melhor cena, a corrida de podracers, foi tirada da corrida de bigas de ben-hur (vejam e confiram). o segundo já é ok, e o último, o melhor. mas, no geral, os dialogos se atuações sao muito fracos. qndo vc ve empire strikes back e compara, perde looonge.

tom said...

tbm temos q levar em consideração a epoca em q cada um viu o filme. vi moleque e o que ficou registrado na minha mente foi algo mágico e novo. então, as expectativas em relação aos novos filmes eram altas e, claro, raramente iam se concretizar. nao sou mais a mesma pessoa (ainda bem)quem só viu os novos tem uma opiniao bem diferente. e quem só começou a ver tudo agora, vai ter outra e ate achar os primeiros filmes toscos, claro

tom said...

ontem, antes de dormir, tava passando a vingança dos sith (episodio III). é o melhor filme da nova trilogia (fecha/abre a saga de darth vader, que vai da gloria a redenção). alias, o primeiro filme poderia ter sido um prologo (é totalmente vazio) e o segundo parte do terceiro, seria mais enxuto e legal. dizem que vao sair dois filmes direto para dvd com o que rola entre as duas sagas, os gemeos adolescentes

Vida Fuleira said...

Filmes de fãs de Guerra nas Estrelas. Alguns valem a pena...

http://www.atomfilms.com/films/star_wars_fan_films.jsp

Marcio said...

Assisti ao primeiro "Guerra nas Estrelas" no cine Bristol ( Salvador) em janeiro ou fevereiro de 1978, salvo engano. Vi duas sessões consecutivas. A tela não era do tipo cinerama, mas tinha um tamanho legal. Depois esse cinema foi transformado em duas salas e mais recentemente virou igreja de Edir Macedo ou algum congênere.
Curto a série até hoje, mas para mim a mágica está só na tela grande (tanto que revi tudo o que foi relançado no cinema). Nunca me animei para ver quando passou na TV ou para alugar/comprar DVD. Temo que o fascínio se perca. Se comprasse os DVDs, acho que seria só pelos extras. Não acho que os últimos (primeiros) três episódios tenham comprometido a qualidade da saga.
Em tempo: vi o DVD de Blade Runner nas Americanas e fiquei passado: nenhum extrazinho num filme que já nasceu um clássico? Comprei lá o "Duna" com os 40 minutos a mais, mas também não tem extras: sacanagem!

NA CIDADE

OCTOBERFESTIVAS:

FESTIVAL DO RIO  ÚLTIMA CHANCE   de 16 a 18 de outubro   Estação NET Botafogo 1 + Estação NET Rio 4 e 5    

ESTAÇÃO NET BOTAFOGO 1: 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ocidental Dir. Neïl Beloufa 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Matar Jesus Dir. Laura Mora 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Memórias do subdesenvolvimento Dir. Tomás Gutiérrez Alea 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     As misândricas Dir. Bruce LaBruce

  17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ensiriados Dir. Philippe Van Leeuw 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Antipornô             Sion Dir. Sono 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Patti Cake$ Dir. Geremy Jasper 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     Meu colégio inteiro afundando no mar Dir. Dash Shaw  

18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Últimos homens em Aleppo Dir. Firas Fayyad 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Cadáveres bronzeados Dir. Hélène Cattet, Bruno Forzani 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Sal Dir. Diego Freitas 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Alanis Dir. Anahí Berneri 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     How to Talk to Girls at Parties Dir. John Cameron Mitchell  

ESTAÇÃO NET RIO: 16/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Kim Dotcom: Agarrado na web Dir. Annie Goldson 16/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     God's Own Country Dir. Francis Lee 16/10/2017         Estação NET Rio 4             18:00     A liberdade do diabo Dir. Everardo González 16/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Golden Exits Dir. Alex Ross Perry 16/10/2017         Estação NET Rio 4             19:45     As entrevistas de Putin Dir. Oliver Stone 16/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     A vendedora de fósforos Dir. Alejo Moguillansky  

17/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Encriptado Dir. Nick de Pencier 17/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     Eduardo II Dir. Derek Jarman 17/10/2017         Estação NET Rio 4             17:30     Top of the Lake: China Girl Dir. Jane Campion, Ariel Kleiman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Titicut Follies Dir. Frederick Wiseman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     Invisível Dir. Pablo Giorgelli

  18/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Senhora Fang Dir. Wang Bing 18/10/2017         Estação NET Rio 5             16:00     Minha adorável lavanderia Dir. Stephen Frears 18/10/2017         Estação NET Rio 4             17:20     Tangerine Dream: a revolução do som Dir. Margarete Kreuzer 18/10/2017         Estação NET Rio 5             17:50     Cicciolina - Madrinha do escândalo  Dir. Alessandro Melazzini 18/10/2017         Estação NET Rio 5             19:00     O diabo e o Padre Amorth Dir. William Friedkin 18/10/2017         Estação NET Rio 4             19:10     Long Strange Trip: A viagem do Grateful Dead Dir. Amir Bar-Lev 18/10/2017         Estação NET Rio 5             20:30     Ex Libris: Biblioteca pública de Nova York Dir. Frederick Wiseman  

INGRESSOS: R$22,00 / meia: R$11,00 Meia entrada para quem comprou Passaporte

UCI INAUGURA A PRIMEIRA SALA DE CINEMA XPLUS LASER DO BRASIL, NO RIO DE JANEIRO: No ano em que comemora duas décadas no Brasil, a rede UCI reforça sua missão de oferecer ao público a melhor experiência em cinema e o que há de mais moderno no mundo, no mercado audiovisual. No Rio, inova mais uma vez com a primeira sala XPLUS Laser do país. A novidade será no maior complexo de cinemas brasileiro, o UCI New York City Center, que este ano também recebeu a primeira 4DX da cidade, com cadeiras que se movimentam e efeitos especiais. A aquisição do novo projetor a laser torna ainda mais imersiva a tecnologia da XPLUS, que tem projeção 3D de última geração, tela gigante com definição 4K e som Dolby Atmos™, com mais de 54 caixas acústicas e 128 streams de áudio que criam a ilusão de um campo infinito ao redor de cada espectador.

PROGRAMAÇÃO DO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):     Outubro   20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

Zucchero (o 'roberto carlos da itália') vem fazer shows no Brasil em outubro: Rio de Janeiro, no dia 26 de outubro, no Teatro Bradesco Rio São Paulo, no dia 27 de outubro, no Teatro Bradesco Porto Alegre, no dia 28 de outubro, no Teatro do Bourbon Country  

AGENDA CUTURAL BARATOS DA RIBEIRO: Sábado, 21 de outubro, a partir das 17h: VESPEIRO com as bandas Estranhos Românticos e Imperfeitos Quinta-feira, 26 de outubro, a partir das 19h: LEVADAS DA BECA, com as DJs Ana Paula Moniz (Beca Brechó), Bia Andrade & Ana Galli + uma convidada surpresa! Sábado, 11 de novembro, a partir das 17h: VESPEIRO com a banda Os Alquimistas (MS) e Mauk + Pedro White & banda fazendo tributo duplo: ao Bruce Springsteen e ao Tom Petty! RUA PAULINO FERNANDES 15, BOTAFOGO/RJ

MOSTRA DE CINEMA ARGENTINO CONTEMPORÂNEO VOLTA À CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EM SUA SEGUNDA EDIÇÃO   Histórias extraordinárias apresenta uma seleção com os melhores filmes recentes do país vizinho. Debates com cineastas e especialistas completam a programação Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro  (Metrô e VLT: Estação Carioca) Telefone: (21) 3980-3815 Data: de 07 a 19 de novembro de 2017 (terça-feira a domingo)

II FESTIVAL IMPERIAL DE CINEMA DE PETRÓPOLIS COMEÇA NESTA QUARTA, DIA 18: Festival é gratuito e conta com filmes inéditos na programação  A abertura será no Theatro D. Pedro com exibição do filme “João, O Maestro”, de Mauro Lima.

Angela Ro Ro leva o show "Amor & Humor" para a Zona Norte A cantora - que pela primeira vez pisa no palco do Centro Cultural João Nogueira -  faz  apresentação única no Méier, dia 29 de outubro, às 19h, no Imperator

estreia: 5º FEIRA/ 19 OUT - ABERTURA DA MOSTRA JÓIAS DO CINEMA DINAMARQUÊS: CINE JOIA DO RIO DE JANEIRO (copacabana) EXIBE SEIS LONGAS INÉDITOS DO PAÍS NÓRDICO; E O PRIMEIRO DOC LONGA-METRAGEM FILMADO NA GROENLÂNDIA.

Depois de regravar sucessos do Pop, Rock e Samba, a Orquestra Petrobras Sinfônica prepara uma homenagem ao reggae. O quarto EP da série “O Clássico é...” trará versões inéditas de “Andei só” (Natiruts), “Minha felicidade” (Roberta Campos), “Um anjo do céu” (Maskavo), “Aonde você mora” (Cidade Negra) e “Segue o baile” (Braza). A primeira apresentação do novo projeto será no Teatro Rival Petrobras, com entrada gratuita, às 20h do dia 18 de outubro (quarta-feira).

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers