Pages

Wednesday, March 14, 2007

PARA O OESTE!


como diz aquela música. e lá fui para a zona oeste da cidade (no citiclaro-que-já-foi metl hall) ver o novo show dos pet shop boys, que é muito similar ao que apresentaram em sao paulo ha uns tres anos no nokia trends (ou foi tim festival?). foi tipo, minimal, como diz outra música deles. o show de agora nada tem a ver com aquela mega produção estilo broadway que passou por aqui nos anos 90. nada de cenarios grandiosos e orquestra. a parada cabe quase toda numa maletinha e num case pra levar os teloes de projeção. chris lowe (que aparenta ser mais velho do que realmente é) comanda tudo de seu multiteclado que parece ter um laptop embutido. neil tennant (bem mais moço do que realmente é) manda no gogó acompanhado de dançarinos de street dance e uma diva negra que grita nas horas certas qual um sample vivo. no cardapio, classicos do synth pop dos 80s que até hj vivem nas radios mid-back e programas de dance classics, muitas delas ainda sem prazo de validade vencido. e, assim como faziam o village people com nossos pais e tios, mandando todo mundo pegar homem na acm, os psb convocam a plateia no final a ir para o oeste (leia-se san francisco) e soltar a franga, na reinterpretação de um hit do próprio povo da vila, que fechou o show...

11 comments:

Rocha06 said...

Quase fui nesse show, mas a grana tá curta e não sabia se valia tão a pena...vi umas partes dessa turnê no youtube e achei tudo muito calmo demais, muito sutil...minimal, como vc disse. Ando mais afim de um show agitado.
Consegui ver Devil's Rejects na HBO...quase não peguei por causa da tradução (Rejeitados pelo Diabo). Muiiiiito bom. Fora a trilha, que é excelente. Acho que é o único filme onde você acaba simpatizando com os psicopatas...eu me peguei torcendo por eles no final, o que é absurdo, mas é o que o Zombie queria no final das contas. (e o que é a Baby Firefly??)
Aí fiquei com curiosidade de assistir o House of 1000 Corpses...mas não sei se eu vou ter estômago pra aguentar.

Luciano said...

Felipe colocou em outro post que o Arcade Fire chegou ao segundo posto da Bilboard, mas nao consegui ver isso. Felipe. Onde tu viu isso? fiquei bem curioso

Felipe Passarelli said...

Ahhh eu achei bem legal o show, tipo 9,0, o outro que eles fizeram no Metropolitan foi bem melhor e teve mais dançarinos e efeitos especiais.

O som também não estava bom, o que perdeu mais alguns décimos.

Mas é sempre bom ver PSB e relembrar os 80's, acho eles um dos culpados de eu gostar de musica eletronica hoje em dia, Kraftwerk soube bem depois de sua existencia.

Ainda me arrepio ouvindo Domino Dancing, It's a Sin, Rent e todos aqueles singles do Discography, e eles aindam hj fazem disco bom, gostei muito do Fundamental.

PSB é o pop bem feito, que todos deveriam fazer, adoro dançarinos e imagens, até pq eles dois não seguram tudo sozinhos, tipo Madonna.

Foi bom mas podia ser melhor, faltou Being Boring, uma das minhas canções prediletas, poderia até tocar ela ao invés do Go West, não desmerecendo.

Resumindo: Valeu o dinheiro gatsto na parada :)

Márcio Almeida said...

Tom, você mencionou um tema que me interessa, que é o "prazo de validade" de uma música, particularmente de dance music e música eletrônica. Hoje em dia, com a profusão de versões e remixes, e mais o farto material disponível em mp3, será que toda música já nasce com um prazo de validade curtíssimo, independente de sua qualidade? Você, como DJ, se sente à vontade para tocar músicas boas do passado ou acha mais interessante privilegiar material novo, mesmo de qualidade apenas mediana?

tom said...

realmente, o som do psb tava muito baixo. melhorou um pouquinho no meio, ams ada que bombasse. inclusive tava fazendo falta os graves, ja que o show foi todo em bases eletronicas prontas. nao entendi se isos foi do pa dacasa ou do operador da mesa do grupo. marcio, boa musica nao vence, entao eu levo no case sempre os hits infaliveis para se for o caso, mas to sempre testando as novidades, q poderao ser os classicos do futuro, questao de balanço e do clima da noite

bobeda said...

Que pena que me recuperava de uma gripe e não poderia ir... adoro PSB!

E agora tem Placebo!

fabio fernandes said...

infelizmente, tbém não pude conferir novamente a dupla.
pois é, quem disse que música pop tem que ser ruim ou baba ? o psb consegue perfeitamente ser acessível fazendo algo com alto nível de qualidade, até mesmo em seus momentos mais fracos.

Felipe Passarelli said...

O Arcade Fire está no site da billboard.com, procura no charts > top 200.

A notícia é de ontem mas só quinta eles colocam no site a parada da semana, pode ir lá que ta la lindo o Neon Bible :)

Curiosidade: O Neon Bible vendeu 99 mil cópias e o Funeral chegou no máximo em #134 lugar!

Arcade Fire não é mais aquela banda que a gente viu no palco Lab, é banda de fechar festivais grandes, como no Coachella, e claro, U2 deu um empurrão enorme com a abertura de Wake Up no Vertigo Tour, e o segundo CD está muito bom também, não deixaram a peteca cair.

Minha nota quase ficou igual a da Pitchfork, dei 8,5 eles 8,4, vicia esse album :)

Pra você ve como tá o mercado, atingamente eram milhões, centenas de milhares, agora eles devem ter repensado em tudo em termos de premiação.

Brave New World :)

Rocha06 said...

Bom, também não tinha como o Neon Bible não vender bem: eles foram "patrocinados" por praticamente todo mundo no meio musical (do U2 ao Bowie), todas as revistas e ainda se apresentaram no Saturday Night Live há algumas semanas atrás. Já imaginava que ia vender bem.
Provavelmente eu sou o único a pensar assim, mas ainda acho tudo muito pretensioso. Desde o título do cd até as apresentações em igrejas. Eles definitivamente acreditam no próprio hype. (As músicas são boas sim, mas não gosto da atitude deles).
Tô muito mais ansioso pelo novo do Arctic Monkeys. Já ouvi a nova, Brianstorm, e é foda. Eles sim mantém o pé no chão.

nelson soares said...

Concordo com o Rocha... Achei o Neon Bible um bom album, bem produzido, mas só isso... Mas acho que as músicas devem estar fodas ao vivo...

Na verdade estou viciado mesmo no segundo album do Kaiser Chiefs. Até a patroa pegou a doença...

Felipe Passarelli said...

Poisé, isso desde o começo do album, todo mundo enloquecido ouvindo musica por musica que ia vazando, e ainda fizeram filminho no youtube com eles mascarados falando no disco, fizeram o 1-800-NEONBIBLE que você ouvia uma musica do album, claro pagando uma tarifa.

Quem tá fazendo a mesma linha agora é White Stripes, fez um videozinho muito sem noção, com a mag de fantasminha e ele falando do album novo. Achei bizarro esse...

É o novo meio de comunicação né ?

Enfim, eles ganharam muita grana só nisso, fora que a moda nos EUA agora é comprar VINIL dos albums novos, tive recentemente conversando com uma amigo de Internet, de Chicago, e ele me diz que só compra LP, lá estão em lançando todos os formatos agora.

O preço é o mesmo, a qualidade é melhor, e o formato bem mais válido.

Se essa moda pega aqui, juro que volto a comprar vinil, pq CD pra mim nem pra gurdar mais arquivo :)

NA CIDADE

OCTOBERFESTIVAS:

FESTIVAL DO RIO  ÚLTIMA CHANCE   de 16 a 18 de outubro   Estação NET Botafogo 1 + Estação NET Rio 4 e 5    

ESTAÇÃO NET BOTAFOGO 1: 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ocidental Dir. Neïl Beloufa 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Matar Jesus Dir. Laura Mora 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Memórias do subdesenvolvimento Dir. Tomás Gutiérrez Alea 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     As misândricas Dir. Bruce LaBruce

  17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ensiriados Dir. Philippe Van Leeuw 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Antipornô             Sion Dir. Sono 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Patti Cake$ Dir. Geremy Jasper 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     Meu colégio inteiro afundando no mar Dir. Dash Shaw  

18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Últimos homens em Aleppo Dir. Firas Fayyad 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Cadáveres bronzeados Dir. Hélène Cattet, Bruno Forzani 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Sal Dir. Diego Freitas 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Alanis Dir. Anahí Berneri 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     How to Talk to Girls at Parties Dir. John Cameron Mitchell  

ESTAÇÃO NET RIO: 16/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Kim Dotcom: Agarrado na web Dir. Annie Goldson 16/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     God's Own Country Dir. Francis Lee 16/10/2017         Estação NET Rio 4             18:00     A liberdade do diabo Dir. Everardo González 16/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Golden Exits Dir. Alex Ross Perry 16/10/2017         Estação NET Rio 4             19:45     As entrevistas de Putin Dir. Oliver Stone 16/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     A vendedora de fósforos Dir. Alejo Moguillansky  

17/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Encriptado Dir. Nick de Pencier 17/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     Eduardo II Dir. Derek Jarman 17/10/2017         Estação NET Rio 4             17:30     Top of the Lake: China Girl Dir. Jane Campion, Ariel Kleiman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Titicut Follies Dir. Frederick Wiseman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     Invisível Dir. Pablo Giorgelli

  18/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Senhora Fang Dir. Wang Bing 18/10/2017         Estação NET Rio 5             16:00     Minha adorável lavanderia Dir. Stephen Frears 18/10/2017         Estação NET Rio 4             17:20     Tangerine Dream: a revolução do som Dir. Margarete Kreuzer 18/10/2017         Estação NET Rio 5             17:50     Cicciolina - Madrinha do escândalo  Dir. Alessandro Melazzini 18/10/2017         Estação NET Rio 5             19:00     O diabo e o Padre Amorth Dir. William Friedkin 18/10/2017         Estação NET Rio 4             19:10     Long Strange Trip: A viagem do Grateful Dead Dir. Amir Bar-Lev 18/10/2017         Estação NET Rio 5             20:30     Ex Libris: Biblioteca pública de Nova York Dir. Frederick Wiseman  

INGRESSOS: R$22,00 / meia: R$11,00 Meia entrada para quem comprou Passaporte

UCI INAUGURA A PRIMEIRA SALA DE CINEMA XPLUS LASER DO BRASIL, NO RIO DE JANEIRO: No ano em que comemora duas décadas no Brasil, a rede UCI reforça sua missão de oferecer ao público a melhor experiência em cinema e o que há de mais moderno no mundo, no mercado audiovisual. No Rio, inova mais uma vez com a primeira sala XPLUS Laser do país. A novidade será no maior complexo de cinemas brasileiro, o UCI New York City Center, que este ano também recebeu a primeira 4DX da cidade, com cadeiras que se movimentam e efeitos especiais. A aquisição do novo projetor a laser torna ainda mais imersiva a tecnologia da XPLUS, que tem projeção 3D de última geração, tela gigante com definição 4K e som Dolby Atmos™, com mais de 54 caixas acústicas e 128 streams de áudio que criam a ilusão de um campo infinito ao redor de cada espectador.

PROGRAMAÇÃO DO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):     Outubro   20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

Zucchero (o 'roberto carlos da itália') vem fazer shows no Brasil em outubro: Rio de Janeiro, no dia 26 de outubro, no Teatro Bradesco Rio São Paulo, no dia 27 de outubro, no Teatro Bradesco Porto Alegre, no dia 28 de outubro, no Teatro do Bourbon Country  

AGENDA CUTURAL BARATOS DA RIBEIRO: Sábado, 21 de outubro, a partir das 17h: VESPEIRO com as bandas Estranhos Românticos e Imperfeitos Quinta-feira, 26 de outubro, a partir das 19h: LEVADAS DA BECA, com as DJs Ana Paula Moniz (Beca Brechó), Bia Andrade & Ana Galli + uma convidada surpresa! Sábado, 11 de novembro, a partir das 17h: VESPEIRO com a banda Os Alquimistas (MS) e Mauk + Pedro White & banda fazendo tributo duplo: ao Bruce Springsteen e ao Tom Petty! RUA PAULINO FERNANDES 15, BOTAFOGO/RJ

MOSTRA DE CINEMA ARGENTINO CONTEMPORÂNEO VOLTA À CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EM SUA SEGUNDA EDIÇÃO   Histórias extraordinárias apresenta uma seleção com os melhores filmes recentes do país vizinho. Debates com cineastas e especialistas completam a programação Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro  (Metrô e VLT: Estação Carioca) Telefone: (21) 3980-3815 Data: de 07 a 19 de novembro de 2017 (terça-feira a domingo)

II FESTIVAL IMPERIAL DE CINEMA DE PETRÓPOLIS COMEÇA NESTA QUARTA, DIA 18: Festival é gratuito e conta com filmes inéditos na programação  A abertura será no Theatro D. Pedro com exibição do filme “João, O Maestro”, de Mauro Lima.

Angela Ro Ro leva o show "Amor & Humor" para a Zona Norte A cantora - que pela primeira vez pisa no palco do Centro Cultural João Nogueira -  faz  apresentação única no Méier, dia 29 de outubro, às 19h, no Imperator

estreia: 5º FEIRA/ 19 OUT - ABERTURA DA MOSTRA JÓIAS DO CINEMA DINAMARQUÊS: CINE JOIA DO RIO DE JANEIRO (copacabana) EXIBE SEIS LONGAS INÉDITOS DO PAÍS NÓRDICO; E O PRIMEIRO DOC LONGA-METRAGEM FILMADO NA GROENLÂNDIA.

Depois de regravar sucessos do Pop, Rock e Samba, a Orquestra Petrobras Sinfônica prepara uma homenagem ao reggae. O quarto EP da série “O Clássico é...” trará versões inéditas de “Andei só” (Natiruts), “Minha felicidade” (Roberta Campos), “Um anjo do céu” (Maskavo), “Aonde você mora” (Cidade Negra) e “Segue o baile” (Braza). A primeira apresentação do novo projeto será no Teatro Rival Petrobras, com entrada gratuita, às 20h do dia 18 de outubro (quarta-feira).

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers