Pages

Friday, December 15, 2006

O nome dele é Bond


Estreou hj no Brasil o novo filme de James Bond, Casino Royale, que, na verdade, é a primeira aventura do agente 007. Curiosamente, ela nunca havia sido filmada, já que uma versão que rolou nos anos 60, fora da série oficial, era uma comédia desvairada com peter sellers e woody allen (o bond do filme era david niven). Por isso, o novo filme soa como um Batman begins da série, já que o novo Bond (Daniel Craig), na verdade é um novo agente duplo zero e ainda está em fase de testes. Se voce é fã da franquia, daqueles que já viu todos os filmes e compra os DVDs, vai adorar Casino Royale, que, além de ser um bom filme de ação, suspense e romance, tbm traz o melhor Bond desde os tempos de Sean Connery. O cara é meio rude e realmente intimida. Por outro lado, a mocinha da vez, feita pelo pitéu Eva Green (de Os sonhadores), não é exatamente uma bond girl, uma femme fatale. Ela traz um pouco de inocencia e frescor, que acaba apaixonando nosso herói. O filme é claramente dividido em três atos (dura 2hrs e meia) e traz um vilão na dose certa, o reptílico Le Chiffre, que não é nenhum cientista louco com armas mirabolantes. Ele dá até uma certa pena em sua patética maldade. E o melhor: desta vez não rolam demonstrações explicitas de celulares e automóveis. A abertura, aliás, é inspirada na de B-13, toda feita ao estilo parkour. Esqueça tudo o que vc viu de Bond nos últimos anos...

22 comments:

fabio fernandes said...

bond é paixão antiga, desde criança. qdo era moleque, afirmava que gostava da série por causa dos três M: mulheres, música e mentira :)
qdo cresci, procurei ver todos os filmes da série e vi que tinha muito mais do que isso, é claro. mas o casino royale original, com o woody allen, é ótimo, bem engraçado.
depois do connery, eu gostava bastante do pierce brosnan, e acho que o daniel craig está honrando a tradição !

Pacheco said...

Vi todos, várias vezes. Verei esse hoje. =)

Calvin said...

Ontem fui finalmente assistir Os Infiltrados, que filme espetacular. Scorcese e Nicholson devem ser indicados ao oscar-alho mais uma vez, mas acho que cabe até pro DiCaprio uma indicação.

Nunca fui muito ligado em Bond, mas os filmes com o Pierce Bronsan até que eram legais.

Felipe Passarelli said...

Fala Tom!

Época de Natal agitada, ainda agora estou na missão de cuidar de um cockerzinho que ganhei e advinha o nome que coloquei? Kurt. :)

Resumindo os tópicos anteriores, tiraria na lista o The Doors, Emerson, Lake & Palmer e Jamiroquai.

Tem alguns que acho até injustiça. Ou pq acabaram ou pq não tiveram a chance necessária pra crescer e se firmar. Muitos "One Hit Wonders" como se chama.

Mas ruim mesmo é Good Charllote, Simple Plain, My Chemical Romance, AFI, Weezer (Só dois albuns bons (blue e pinkertown)o resto um lixo), Hanson, essa baianada toda axé, e modismos como Armandinho. Pior do ano.

Jens Lekman é um fofo, tipo emociona os corações mais duros. o cara do King of convinience é o mala do ano, e a vocalista do El Perro del Mar passou mal por causa da microfonia e não teve show, fiquei bem puto ontem.

Comprei os DVDs indicados aqui na cova, o do QOTSA e o do Depeche Mode, muito bons vale a pena.

Época final de ano, to ouvindo muito "Best of". Depeche Mode, The Cure - Festival (Audio), U2 18, Oasis - Stop The Clocks, to viciado no novo album do Clipse, Madvillan, The Black Angels, Converge - No Heros e Wolf Eyes - Human Animal(pesadissimo bom, faço uma aposta com os coveiros, ouvir o Human Animal todo, eu já estou viciado)e muito Klaxons claro(Pra mim a melhor nova banda de 2006).

Eles lançaram essa semana o clipe "Golden Skan" que é lentinha, e o clipe é sensacional, todo em slowmotion, com eles sendo amarrados por fitas "Glow".

Tem também outros, o foda mesmo é o de "MagicK", acho que o melhor vidioclipe do ano, tipo "Glow Blood".

Vou falar que me amarro nesse estilo de show com sticks fluerecentes e tals, iria ser ótimo ver shows assim como ta rolando lá fora, o show deles é incrivel, também tem cenas de show deles. É o novo Hype da NME, mas um hype bom, que pode ser ouvido por todas as tribos.

Falou abraços Tom e Cova :)

Merry-Xmas qualquer coisa....

Rocha06 said...

Totalmente off-topic(nunca fui muito fã dos Bond movies). Final de ano tá sendo engraçado pra mim, por um lado...não ando conseguindo ouvir nada de música. Nada. Não tem nada atualmente que me pega. Há uns 2 meses atrás tava com o novo do The Killers direto no som, mas cheguei à conclusão que não é melhor que o primeiro...mesmo, não importa o que os críticos digam. Não curto Springsteen.
Tb ouvi o dos SS e...mesma coisa. O primeiro era clássico e esse tem só algumas músicas realmente legais. Arquivado.
E ando meio cansado do rock indie...cansado das NME's, Pitchforks, etc...São tantas bandas novas e "melhores do ano" por mês que esgota. Ao meu ver a ceninha britânica está se auto-destruindo. Já nem consigo mais distinguir uma banda da outra. Nem ouso entrar no Myspace porque acho que a situação piora.
Pra mim o cd do Arctic Monkeys ainda é o melhor do ano. Por outro lado o do Rapture é realmente legal. Mas tô estafado mesmo. Optando um pouco pelo silêncio.
Deve ser período de entresafra...alguém aí se sente assim de vez em quando?

tom said...

me sinto como vc varias vzs,rocha. melhor conhecer alguns e ter tempo de degluti-los, do q ouvir tudo e todos e nao digerir nenhum direito. off: saiu a nova rolling stone com ivete sangalo na capa. a primeira foi boa, a segunda tava requentada, essa nem vou comprar. ja a nova bizz ta bem bacana. bond fascina os moleques, seja pelas mulheres, pelos gadgets. desde q tinha uns 13 anos q sou fa, qndo vi the man with the golden gun (o primeiro dele q pude ver no cinema, ja q era tudo 18 anos, esse era 14, mas eu entrei) q o vilao era christopher lee e o ajudante dele era o tatu da ilha da fantasia! e provavelmente tive uma ereção qndo vi, ja na tv, as garotas de pussy galore. uau! (rs)

Felipe Passarelli said...

Off bem grande:

Poisé, mas a industria de hoje é assim mesmo, como é de graça e fácil acesso, voce tem a oportunidade de ouvir coisas super surreais e descobrir bandas que provavelmente uma voce vai virar fã.

Começa nas notas dadas, se forem mais que 8,0 você baixa, ouve, se gostar continua se não joga no lixo, e assim nascem (e morrem) milhões de bandas, o prazer de querer o novo e inexplicavel, dizem ser o efeito Pitchfork e Last.FM claro, conheci mais de mil bandas lá é incrivel. O bom é a variedade, e a cada dia tem coisa nova, e nem é pelo wanna be singer, e sim pelo trabalho, que passa na mão de muita gente antes de chegar aos nossos ouvidos.

Viu o CSS?? Um Exemplo.

Essa semana Jarvis cantou com ela Alcohol, adora! E eles estão na lista do top 10 da pitckfork da Lily Allen, The Go! Team e do Diplo como melhores de 2006.

Mais é isso tom, le, baixa, ouve e espera o dia seguinte, mas claro, tem que se informar diariamente.

Obs: Melhores acessiveis de 2006: Arctic Monkeys, Sonic Youth e Sparklehorse.

bruno lima said...

EU TO LOUCO PARA VER MESMO ESSE BOND.

A ROLLING STONES PERDEU O RUMO COM A IVETE SANGALO NA CAPA. ERA MELHOR FECHAREM DE VEZ AS PORTAS.

SAINDO DE FILMES TOM, VC JÁ LEU O LIVRO DO ZECA CAMARGO ?

ABS.

zero said...

vi o trailer do novo 007 e fiquei empolgado, nunca fui fanzão da franquia pois depois do sean ela caiu muito de nível. Mas esse novo parece trazer um 007 na linha jason bourne.
Vi Children of Men, mais um bom filme, fantástica a cena que se passa dentro do carro (meu como manobraram aquela câmera em tão pouco espaço). lembra uma sequencia de guerras dos mundos (familia fugindo de carro) onde a camera navega magicamente dentro e ao redor do carro. ótima a cena da fuga da fezenda tb patética e tensa sem cair no ridículo. E continuo impressionada como the prestige continua ao meu ver um tanto ignorado, o filme é fantástico e quase não falam nele.
forte abraço tom e galera.

Vander said...

concordo com esse negócio da rolling stone, vou comprar essa da sangalo mas é dose, é uma revista que quer fazer média com todo mundo, uma pena, sem personalidade

quando me bate a entressafra de musica, como agora, procuro ouvir discos do passado q nao conheço, agora também acho q tava na hora de acabar com esse monte de banda de musica sacolejante da linha gang of four, tipo bravery, futuheads, etc

mas esse ano teve o arctic e o guillemots q sao muito bons

e a nova do arcade fire é sensacional, clássico instantaneo, espero que passem no teste do segundo disco

Sandman said...

eu nunca fui fan do bond nao, mas antes mesmo desse topic rolar, acabei dando uma olhada no filme pq meu amigoi baixou..e sinceramente me agradou.
Inclusive pelo fato de nao ter essas cenas com carroes, explosoes e tal
vi uma cena em que rolava um poquer.Foi tao bem gravada que tava pra sentir a tensao dos jogadores :)

PEDRO BAMBAATAA said...

feliz natal e próspero ano novo...
a todos os coveiros!!

rock indie? isso ainda existe? rs...

ouvir coisas novas no rock?

algum coveiro consegue isso ainda?

abraços!!

Sandman said...

banda nova tem mtas...ideias novas eh q ta dificil.
hj tava escutando o pet sounds dos beach boys (lancado a 40 anos ) e confirmei que eh realmente raro vc escutar discos como esse hj em dia.
----

Felipe Passarelli said...

Fala tom, cova e fantasmas! ;)

Ainda consigo ouvir coisa nova sim, essa semana mesmo, dois albuns vazaram na internet.

O primeiro foi o polêmico solo da Karen O, que foi vazado e deu moh merda. O guitarrista do TV on The Radio, que fazia parte desse album, ficou muito puto com o cara que vazou a demo, "Karen O At Home", ameaçou o cara no blog dele e dividiu o mundo indie, todos ficaram a favor do Mike, dono do Blog. Depois ele pediu desculpas, mas ele se descabelou.

O album é total Cat Power, totalmente diferente do YYY, o foda é ser julgada antes de ter o album pronto, mas ela recoemdnou umas 3 musicas lá.

Outro que vazou que só vai lançar em Março, é o novo do LCD Soundsystem, "Sounds of Silver". O album é bem estilo Out Hud, musicas longas (9 ao total), bases eletronicas e vocal.. Já to gostando, acho que é melhor que o primeiro....

Abração Feliz Natal pra todos!

tom said...

tem tbm o caso da safra de bandas. no periodo 2004-2005 tivemos otimos discos de otimas bandas como arcade fire, maximo park, scissor sisters, bloc party, the killers, arctic monkeys etc e tal. agora algumas destas bandas lancaram segundos discos mais fracos e as que surgiram, como klaxons e hot chip, sao apenas ok, exceto infadels e o novo do rapture. o segundo do arcade fire ta vindo ai, janeiro/fevereiro. bond: antes dos filmes de verao atuais, ja existiam os filmes turbinados de bond, garantia de diversao na tela do cinema...

Calvin said...

Caramba. Não sou muito de ficar só dizendo "é, concordo", mas penso exatamente igual ao teu último comentário, Tom, especialmente em "e as que surgiram, como klaxons e hot chip, sao apenas ok, exceto infadels e o novo do rapture", sendo que klaxons eu nem ok acho. Das dezenas de últimos álbuns lançados por aí desse novo-rock-ou-o-que-seja nos últimos meses realmente esses dois foram os que ficaram num nível bem acima do resto.

Felipe Passarelli said...

poisé,

o ano foi frustação total em segundo album de artistas.

The Killers, Bloc Party, The Strokes, a expectativa morreu nesses todos.

Por isso é legal conhcer milhões de artistas e acabar com esse rock poser frequente, só ouvir essas bandas que falam na NME e Billboard, coisa que já faço faz tempo.

Tava viajando aqui, as bandas hoje são mais descartaveis, e você pode contratar uma banda foda la fora por um preço de um DJ.

Isso é muito bom pra ambos, gravadora, artista, pois o dinheiro vem dos shows.

A Tower Records faliu, a Virgin esta a falir e quase nao existe mais loja de cd lá fora.

E acho que vocês todos que estão falando mal do Klaxons vão fechar a boca quando eles lançarem o CD, eu aposto, foi a mesma rejeição do Arctic Monkeys ano passado (Agora falam que foi o melhor do ano).

Os caras tem algumas musicas na net só, nem se pode ter uma opnião formada sobre eles, mas de parcial eu já achei a idéia fantástica, os clipes lindos, musicas perfeitas, e elogiado em tudo quanto é revista (sem ser NME)então não estou sozinho.

Já falam neles no próximo Tim, junto com o Radiohead.

Alias, sera que a NME todo ano apresenta um novo grupo pra estourar?? Minhas duvidas, sobre isso, mas mesmo se for eles são do caraio e vão espirrar muito glow em todo mundo heehehe

Vou me lembrar desse post.....

Abraços

Márcio Almeida said...

Meu 007 preferido era Roger Moore, por seu cinismo impagável. Vou ver Cassino Royale, mas fico de pé atrás com a comparação com Batman Begins, que é assistível, mas não empolga, e olha que eu sou fã de história em quadrinhos. Não chega nem no chulé dos Batmans (Batmen?) de Tim Burton. Tom, você que é jornalista experiente, me responda: é possível uma revista como a Rolling Stone brasileira sobreviver sem dar espaço a artistas como Ivete Sangalo, que, independente de se gostar ou não, tem um apelo pop inegável? Se em vez de Ivete Sangalo, a capa fosse o Cansei de Ser Sexy, será que a revista venderia bem? Será que ia ter anunciantes suficientes? Tem jabá para foto e matéria de capa numa revista como a RS nacional? As gravadoras apitam lá dentro?

tom said...

eu gostei dos arctic monkeys logo no primeiro acorde da primeira musica. ja os klaxons, fui com sede no pote e deixei metade do copo por beber (mas comprei dois singles remixes, que sao melhores do que os originais). vamos ver como sera o cd. revistas: ja falei aqui extensamente sobre o assunto: seja rolling stone ou rock press, invariavelmente tem que rolar uma capa mais pop pra vender e contrabalançar as despesas, senao quebra/fecha. no caso da rs, nem adianta reclamar, pq a revista é assim no mundo todo ha mais de 20 anos, ja nao tem mais nada a ver com rock ou alternativo, é uma revista mainstream mesmo. mas toda revista brazuca tem q por um legiao, um maiden na capa vez por outra pra poder no mes seguinte arriscar com uma coisa menos conhecida. faz parte do jogo do mercado, que é voluvel e volatil. qnto ao jaba, vai de cada publicação. algumas vc nota na hora que usam capas compradas, basta ver os anuncios das demais capas coloridas. ainda mais aqui, onde se le pouco ou nada, a capa pode decidir a sorte da revista

tom said...

agora, qnto a gostar ou nao de bond, isos fica por conta de cada um. tbm nao sou um die hard fan, mas os ultimos filmes estavam cada vez piores, ai aparece esse, que é bem bacana pra um filme pg-13 e a gente fica alegre. alias, revi o filme nosabado e ele foi aplaudido em cena aberta duas vzs, fora no final. mantive minha empolgação pelo filme e ate gostei mais...

Rocha06 said...

Eu até acho que vou gostar desse Casino Royale, porque dizem que é um pouco mais realista. O último que me arrisquei a assistir foi Die Another Day e eu ri quase o filme todo, o que eu não sei se é uma boa coisa...
Minha birra com os Klaxons é toda a postura dos caras, a imagem. Eles estão tentando trazer de volta o estilo das raves do começo dos anos 90 e acho muito cedo pra isso. Eu sei que eles são um fenômeno lá no UK, a garotada toda curte, mas pra mim é um pouco style-over-substance.
Tô dando uma parada de ficar catando novidade por aí. Eu realmente acho que nenhuma banda no momento conseguiu prender minha atenção, então vou esperar por uma que consiga. Uma hora aparece.
Assiti um pedaço do show dos SS em Londres, que passou no Multishow, e cheguei à conclusão que o Jake Shears não sustenta vocalmente um show, devido ao excesso de falsettes. Perde o fôlego rápido e fica muito aquém da qualidade das músicas no cd. Ele precisa é de umas backings.

Pacheco said...

Esse foi o melhor bond de todos, em minha opinião.

Sobre música... eu percebi que cansei um pouco de rock nas últimas semanas. Só tenho ouvido música clássica, tom waits, bandas mais pesadas, música brasileira.... acho que esse negócio de baixar tudo e ouvir tudo não dá muito certo não.

Abraço!

NA CIDADE

JULIANAS:

casas & shows: Circo Voador 18 – Metá Metá / Rakta 19 – Roberta Sá  20 – Testament (EUA) 25 – Johnny Hooker 26 – O Baú do Raul – 25 Anos: Marcelo Nova / Mauricio Baia / B.Negão / Chico Chico / Karina Buhr / Rick Ferreira / Vivi Seixas

Fundição Progresso 18 e 19 – Novos Baianos 25 - Mitchell Brunnings (HOL) / Orquestra Brasileira de Música Jamaicana 26 – Festival RapRJ 7: Cone Crew Diretoria / Luccas Carlos / Froid / 1Kilo / ADL – Participação: Ducon / Modestiaparte – Participação: Liink & Buddy Poke

Teatro Rival 18 – Festa La Cumbia 19 - Afrojazz - Participação: Larissa Luz & Jesuton 23 - Michael Sweet (Stryper) & John Schlitt (Petra) 24 - Júlia Bosco & Emerson Leal & Gustavo Macacko – Participação: Mart´nália & Simone Mazzer 25 – Alma Thomas 26 – Jay Vaquer 50 meia Setor A, 40 meia Setor B, 30 meia Lounge 30 – Cabaré Diferentão

Teatro Riachuelo 29 – Paulo Ricardo Teatro Odisseia 18 – Ordinária - Baile do Lindote: Molejo 24 - The World is a Beautiful Place & I am No Longer Afraid to Die / gorduratrans / E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante  26 - Esteban Tavares / Sheffield 

Vivo Rio 18 - Postmodern Jukebox (EUA)  19 – Barão Vermelho 20 – Roy Hargrove & Roberta Gambarini 25 - Jacob Collier (ING) 

Baratos da Ribeiro (Botafogo) 19 – Vespeiro: Marcelo Perdido / Real Sociedade / O Branco e o Índio 26 - Vespeiro: Tacy de Campos / Jonnata Doll & Os Garotos Solventes

Estúdio Hanói (Botafogo) 18 - Nativity in Black Fest: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  19 - Festival Nativity in Black: Justabeli (SP) / Dark Tower / Profane Art  27 - Back To Hanoi Metal Fest: Forkill / Unmasked Brains / Evil Inside / Savant  30 - Rectal Smegma (HOL) / Uzômi / Baga  Audio Rebel 16 – Quintavant: Thiago França: Sambanzo 17 – Quintavant: Thiago França: Space Charanga Quarteto 18 - Jair Naves & Britt Harris / Kasparhauser 19 – Quintavant: Ava Rocha 20 - Homenagem a John Coltrane (Widor Santiago, Sergio Barrozo, Adaury Mothé, Didac Thiago, Roberto Rutigliano) 23 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Bella, Thomas Rohrer, Cadu Tenório, Antonio Panda Gianfratti 24 – Quintavant: Hans Koch (SUI) - Participação: Thomas Rohrer, Antonio Panda Gianfratti 30 – Quintavant: AJJA (Pedro Calmon & Alex Frias)

Espaço Sérgio Porto 18 - Marcio Lugó / Capela  24 - Mulheres de Buço 25 - Whipallas 31 - CEP 20.000

Sala Baden Powell 16 - Donatinho: Homenagem a João Donato - Participação: Ithamara Koorax, Wanda Sá, Cris Delanno, Amanda Bravo, Ricardo Silveira 19 - Quarteto do Rio 23 - Lúcia Menezes 26 - Marcel Powell - Homenagem a Baden Powell - Participação: Thais Motta, Ithamara Koorax, Gabriel Aquino, Amanda Bravo, Dilma Oliveira 27 - Dorina Canta Aldir Blanc 30 - Eliana Pittman

Theatro Net Rio 16 – Laila Garin & A Roda 22 – Paulo Miklos 12/09 Simone Mazzer

Beco das Garrafas Casa de Cultura Laura Alvim 09 e 10 – Festival Levada: Luísa Maita 15 – Katerina Polemi 16 e 17 – Festival Levada: Apanhador Só 23 e 24 – Festival Levada: Bruna Mendez 30 e 31 – Festival Levada: Tamy

Teatro Ipanema 15 - A.Nota: Sambas do Absurdo (Juçara Marçal & Rodrigo Campos & Gui Amabis) 16 - Aíla (PA) – Participação: Posada 17 - Ana Frango Elétrico / Thiago Nassif 18 - Amora Pêra 22 - A.Nota: Marcelo Vig & Marcos Suzano

Teatro Café Pequeno 17 - Lu Dantas & Natália Boere 24 - Marcos Oliveira 31 - Filtra

Metropolitan 24 – Hanson (EUA) 26 - Lindsey Stirling (EUA) Teatro Bradesco 18 – Leo Jaime 24 – Almir Sater

Teatro Municipal de Niterói 18 e 19 – Roberta Campos 22 – Clube do Choro Homenageia Noel Rosa 24 – Quarteto do Rio

Planet Music (Cascadura) 18 - Torture Squad / Hatefulmurder / Reckoning Hour / Warcursed  19 - Black Days (SP) / Sheffield / Amsterdan / LaVille  26 - Festival Invasão Underground 2: Inversa (SP) / Maieuttica / Adrift / Tormentta / The Last Whale 

Imperator 16 - Quartas Brasileiras: Tia Surica - Tributo a Clara Nunes - Participação: Nilze Carvalho, Ana Quintas, Mariene de Castro 22 – Jazz Pras Sete: Folakemi Duo 23 – Maurício Mattar – Participação: Alexandre Pires 24 - Homenagem a Dalva de Oliveira: Amelinha, Zezé Motta, Dóris Monteiro, Leny Andrade, Rita Beneditto, Áurea Martins, Agnaldo Timóteo, Simone Mazzer, Zé Renato, Eliana Pittman, Rosa Maria Colyn, Luciene Franco, Ellen de Lima, Ataulfo Alves Jr, Gottsha 30 – Agnaldo Timóteo 31 – Samba do Imperator: Grupo Arruda, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Arlindinho

Centro de Referência da Música Carioca Artur da Távola (Tijuca) 16 – Coletivo Samba na Rua 17 – Quinta Instrumental: Jimmy Santa Cruz 18 – Victor Mus 19 – Danilo Caymmi 23 – Fábrica Nômade Sonora 24 – Quinta Instrumental: Carlos Café 25 – Laura Zennet 26 – Quarteto do Rio 30 – Projeto Vitrola

FM Hall 23 – Manu Gavassi (grátis) 29 – Illy (grátis)

La Esquina (Lapa) 17 - Red Mess / Blind Horse / Stoned Jesus 24 – Mobile Drink

Smokey Rio (Lapa) 19 – Festa Rio Vinil Clube 26 – Bel Almeida Ganjah (Lapa) 18 – Duda Brack & Thiago Ramil 23 – Festa HempFyah: Rafyah Dread & Hempfield DubLab / Lion Dornellas / André Pfefer / Tagu Selectah Vibration 25 - Azul Casu & 3 du Mar

Casa de Baco (Lapa) 17 – Gafieira Pé de Louro 19 – Relógio de Dalí 24 – Joyce Cândido

CCBB 18 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pato Fu / Céu – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 20) 19 - Festival CCBB - Quanto Mais Tropicália, Melhor: Pedro Luís & A Parede / Tom Zé – Praça do Centro Cultural dos Correios (22h – R$ 10)

Quintas no BNDES 17 - Byafra: 35 Anos de Sucesso 24 - Luiza Borges 31 - Tarita de Souza

Circuito SESC 16 – Copacabana: Philippe Baden Powell & Quarteto Ludere: Baden Powell 80 Anos 18 – Niterói: Clara Gurjão 26 – Engenho de Dentro: Clara Gurjão Circuito SESI 26 – Duque de Caxias: Tiê 25 – Jacarepaguá: Tiê _____________________________________________________________

mixx: 18 - Carmen Blues – Bar Kunin / Vila Isabel 18 – Sara & Nina – Olho da Rua / Vila Isabel 18 - Ronaldo Diamante – TribOz / Glória 18 - Wake the Dead Festival: Surra (SP) / Rats / Der Baum (SP) / Nove Zero Nove – Clube Mageense / Magé 18 – RaggaBrass – Boulevard Olímpico / Praça Mauá 18 - O Rappa - Tour de Despedida – Quadra da Grande Rio / Duque de Caxias 19 - Insurgente Rock Festival: Maieuttica / Ágona / Born2Bleed / Melyra / Forkill / Negah – Caixa de Surpresa / Bangu 19 - Breaking Bad - A Festa: Cervical / Controle / Mau Presságio – Buffallos Bar / Méier 19 - Festa RapSoul 5 Anos: Rael – Armazém / Praça Mauá 19 - Akira Presidente – Espaço BF / Mesquita

20 - Caxias Hell Festival: Velho / Justabeli (SP) / Dark Tower / Gutted Souls / Unnature / Vicious – Lira de Ouro / Duque de Caxias 25 - Bloco Fanfarra D´Águas – Praça das Nações / Bonsucesso 25 - Rogério Caetano - Participação: Hamilton de Holanda – Eco Som / Botafogo 25 - Arraiá do Bloco Vem Cá, Minha Flor – Feira de São Cristóvão

LEO JAIME LEO "GUANABARA" JAIME Com mais de 30 anos de carreira, Leo Jaime experimenta momentos de grande intensidade em sua vida profissional. Além da obra consagrada, como cantor e compositor, o artista está sempre atuando em novos projetos. Humor, interpretações arrebatadoras, inteligência e versatilidade são as marcas deste artista que apresenta ao publico carioca, no dia 18 de agosto, no Teatro Bradesco Rio, o espetáculo “Leo “Guanabara” Jaime”. No show ele relembra seus grandes sucessos musicais e as histórias por trás das canções e dos bastidores do Rock Brasil

PROGRAMAÇÃO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):   07/09 - Quinta-feira 20:00 Maceo Parker 22:30 Maceo Parker   08/09 – Sexta-feira 21:00 Maceo Parker 23:30 Maceo Parker   09/09 – Sábado 21:00 Sergio Mendes 23:30 Sergio Mendes   10/09 – Domingo 20:00 Sergio Mendes 22:30 Sergio Mendes   13/09 - Quarta-feira 20:00 Jaques Morelenbaum convida   16/09 – Sábado 21:00 Baby do Brasil 23:30 Baby do Brasil   17/09 – Domingo 20:00 Baby do Brasil 22:30 Baby do Brasil   20/09 - Quarta-feira   20:00 Jaques Morelenbaum convida   27/09 - Quarta-feira 20:00 Anne Paceo 28/09 Quinta-feira   20:00 Orquestra Atlântica 22:30 Orquestra Atlântica    Outubro   04/10 - Quarta-feira 20:00 Ala.Ni 05/10 – Quinta-feira 20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  06/10 – Sexta-feira 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    07/10 – Sábado 21:00 Chris Botti 23:30 Chris Botti    08/10 – Domingo  20:00 Chris Botti 22:30 Chris Botti  11/10 - Quarta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    12/10 – Quinta-feira 20:00 Teresa Salgueiro 22:30 Teresa Salgueiro    20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

ULTRA BRASIL ANUNCIA A PHASE 1 DE SEU LINEUP PARA A EDIÇÃO 2017: ADAM BEYER, ALESSO, ARMIN VAN BUUREN, DAVID GUETTA, JAMIE JONES, JOSEPH CAPRIATI, SASHA & JOHN DIGWEED e THE MARTINEZ BROTHERS SERÃO HEADLINERS FESTIVAL ACONTECE NOS DIAS 12, 13 E 14 DE OUTUBRO NO SAMBÓDROMO DO RIO

_______________________________________________________ CURSOS DE AGOSTO no Estação NET Botafogo    - História do Cinema Independente Brasileiro, com Cavi Borges    - Ancine e o fomento ao audiovisual brasileiro, com Julio Augusto Zucca    - Cinema Afrodisíaco? O sexo na tela, com Dodô Azevedo

Circuito Estação NET de Cinema e Cinemateca do MAM apresentam: Exposição CINEMA EM CASA: Equipamentos do acervo da Cinemateca do MAM. A partir de 23 de fevereiro, no Estação NET Botafogo de 23 de fevereiro a 23 de agosto 2017 Horário de visitação: 14h às 22h Entrada franca

DISTOPIAS BRASILEIRAS NO CINEMA A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 15 a 27 de agosto de 2017, a mostra cinematográfica Brasil Distópico, que traça um panorama da produção nacional sobre as distopias. Para a programação, os curadores Luís Fernando Moura e Rodrigo Almeida selecionaram 37 curtas e longas-metragens que imaginam diferentes futuros sombrios para o país, entre clássicos da ficção-científica brasileira e obras menos conhecidas.  Na programação, filmes como O quinto poder (1962), de Alberto Pieralisi, e Brasil ano 2000 (1969), de Walter Lima Júnior. Outras incorporam as convenções da ficção científica, encenando a ameaça nuclear e o colapso do planeta, como Parada 88: o limite de alerta (1978), de José de Anchieta; e Oceano Atlantis (1993), de Francisco de Paula. Há, ainda, aqueles que instalam o cinema de gênero em imaginários locais do Brasil, como é o caso de Abrigo nuclear (1981), de Roberto Pires; e Areias Escaldantes (1985). ESTE ULTIMO, TRAZ NO ELENCO, VARIOS NOMES E BANDAS DO ROCK BRASIL DOS ANOS 80, COMO LOBÃO, TITÃS, E TEMA-TITULO DE LULU SANTOS.

DEIXA NA RÉGUA: O filme estreia no dia 10 de Agosto no INSTITUTO MOREIRA SALLES com sessões às 16h e 20h e no CINE SANTA com sessão às 17h10. Deixa Na Régua. Direção: Emílio Domingos. Produção: Osmose Filmes. Documentário. Brasil. 73 minutos.

COM SESSÕES LOTADAS EM ALGUMAS CIDADES, UCI ABRE MAIS SALAS PARA “DAVID GILMOUR: LIVE IN POMPEII” E AGORA APRESENTA A EXIBIÇÃO EM XPLUS  Ingressos já estão à venda e o público poderá conferir o show também com o poderoso som Dolby Atmos em 360º



BLITZ AO VIVO: No embalo do lançamento do álbum 'Aventuras 2', Evandro Mesquita e sua Blitz finalizam seu quarto DVD, gravado no Circo Voador em abril, para lançamento em outubro. A banda está a todo vapor, com presença confirmada no próximo Rock In Rio e tem turnê pelos Estados Unidos confirmada em fevereiro de 2018

FESTIVAL DE CINEMA DA NOVA ZELANDIA

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers