Pages

Monday, December 05, 2005

POR QUEM VOCE BOTARIA O PÉ NA LAMA?

SUPONDO QUE, DAQUI PRA FRENTE, FOSSE CRIADA UMA LEI RESTRINGINDO TODOS OS GRANDES SHOWS À CIDADE DO ROCK, PORQUE LA NAO INCOMODA O TRANSITO NEM A VIZINHANÇA, E IMAGINANDO QUE, INVARIAVELMENTE, CHOVESSE SEMPRE NOS DIAS DOS SHOWS, ANTES OU DEPOIS, COMO É DE PRAXE EM SHOWS AO AR LIVRE, POR QUEM VOCÊ PORIA OS PÉS NA LAMA, IRIA ATE LA, PAGARIA O QUE FOSSE, PRA VER AO VIVO?

EU COMEÇO E VCS SEGUEM. BOM, ACHO QUE IRIA LA NAQUELE CHARCO IMUNDO PRA VER O PINK FLOYD OU UM BIS DO FLAMING LIPS E DO NIN, OU MESMO O U2, OU ATÉ UM FESTIVAL REVIVAL DO GRUNGE COM AS BANDINHAS QUE FALTARAM VIR. FORA ISSO, TEM MUITO POUCA COISA HJ EM DIA QUE ME FARIA IR PRAQUELES LADOS.

*mas estou muito feliz em saber que, se for concretizada a vinda do depeche mode em março, eles irão tocar no claro hall, que mesmo lembrando um salao da camara dos vereadores, é legal...

34 comments:

tom said...

ah, gostaria de deixar claro que nao tenho nada contra shows em lugares abertos ou com mato. mas é que aquele lugar é muito mulambado, parece um terreno baldio. os shows que vi nos usa do metallica e do depeche mode foram em arenas, anfiteatros ao ar livre, mas com uma grama bem cuidada que dava pra deitar, rolar, dormir, infra estrutura de banheiros, rango, bebida, nada com cara de lixao, com estacionamento free. enfim, o normal.

Rocha06 said...

É, lama é foda...tb acho que só faria esse sacrifício por poucas bandas
Bom saber que o DM deve tocar no Claro Hall. É adequado. Esse Playing The Angel é muito bom, tirando as duas músicas que o Martin Gore canta, fica uma coisa muito afetada, meio Erasure...
Recomendo "Lillian" a todos. Melhor faixa do cd.

fabio fernandes said...

uma dúvida, só vale artistas que nunca vieram ao rio ? ou tá valendo tbém um comeback ?

tom said...

ah, vale tudo. so pra testar o grau de amor pela banda. nivel de 'idolamia'

Carlos Guarany said...

Pode crer Tom, não precisaa nem chover. Já é tão úmido que mesmo numa noite estrelada como aquela a "Cidade do Rock" vira um mangue, super mal cuidado. Eu tava sentado encostado numa cerca que eles colocaram perto da área dos banheiros. Dentro desta cerca tinha uma madeira em forma de cruz que parecia que tinha algo enterrado lá. Brinquei com minha mulher que aquela porra devia estar virando um cemitério. Sinistro!

Fui num show num anfiteatro em Montain View, na Califa, frio desértico, seco. Pra quem consegue lugar sentadinho, é ótimo. Mas, acabando as cadeiras na frente, a grande maioria ficava em pé numa ladeira, em cima de grama horrível e longe do palco, difícil até de manter o equilíbrio e se vc pulasse muito, perigava rolar para baixo. Ou seja, bem pior que a C. do Rock.

Mas eu ainda prefiro um lugar assim com um som bom do que por ex, o mauricinho do Claro (que é m..) Hall, com aquele som de m...

No momento iria a qq lugar para ver o FF ou um biz do Moby, Arcade ou NIN.

Vander said...

eu iria a pé de sp pelo spiritualized, mercury rev, morrissey, e só,

espaço aberto n é legal, muito menos mega shows, mas é inviável trazer bandas de fora para espaços menores, acho q no meu top 10 dos shows n há nenhum em grandes espaços, algo se perde, por isso,devo ser dos poucos a torcer p q o franz nao venha no u-2, espero q venham sozinhos, ja tem publico suficiente para isso, mais até q o shite stripes que lotou em sp mesmo com ingressos caros,

valeu tom por falar do Antony & the Johnsons no rf, ele parece chato no inicio, mas acabou sendo das bandas q mais ouvi este ano, os singles e o primeiro também sao otimos,

o novo do belle and sebastian já esta rolando, meio t-rex, meio piano, meio chato, como sempre foram

Flávia said...

Pé???
Pelo U2 eu mergulharia na lama, deixando só a cabeça do lado de fora :-)

bobeda said...

Pois o DM no Claro Hall, assim como qualquer outro grupo, é muito melhor que esses festivais. Estou louco para vê-los. Tomara que seja sério!

fabio fernandes said...

primeiro, falarei das bandas que nunca vieram mas que faria eu me locomover de casa até a "cidade" do rock:
franz ferdinand, scissor sisters, blondie, interpol, killers, bloc party, gorillaz ... estes são os que vieram a mente mais rapidamente. depois posto outros.

e o ronca ronca com skylab ? sensacional, pena que o lobão não foi. tom, teu pedido (clara crocodilo) combinou perfeitamente com o clima do programa.

tom said...

guarany, um dos shows ao ar livre a que me refiro foi nesse point ai de mountain view, no vale so silicio. mas no dia q eu fui, depeche mode turne exciter, tava legal, ate a grama bem cuidada. mas, realmente, se vc ficar muito bebado periga rolar ladeira abaixo. e vc tocou num ponto: o som. por aqui geralmente é uma merda. fiquei impressionado ate hj com o puta som q teve no show do moby, o melhor q ja ouvi aqui em seculos e seculos.

Onaicram said...

Caramba, são tantos!! Mas, de cabeça, rapidamente, encararia NEIL YOUNG, DYLAN, CHEMICAL BROS. e um reunião com toda a galera da GOOD LOOKING RECORDS.

bruno lima said...

po talvez quem sabe se o garbage fizesse um show por lá ao lado de outras bandas como qotsa, kaiser chiefs, cardigans, franz ferdinand, deftones e soad. o q acham ????? he he he he he !!!!!

abs.

Gustavo Ramos said...

Eu iria assistir FF, Qotsa, Killers, System of Down, Audioslave, Bloc Party, Arctic Monkeys, Rakes (essas duas últimas são bem dificeis de aparecerem por aqui agora) e outras bandas. A lama é um grande problema da cidade do rock, mas tb aponto outro aspecto bem ruim, o transporte. No claro q é rock, não tinha a menor infra de transporte. Quem foi de carro, pagou 15 pratas pelo estacionamento e quem foi de onibus e ficou até o fim do show do NIN, como eu, penou pra ir embora.
Em relação a qualidade do som, acho q melhorou bastante. Mas acho q de uma maneira geral(quem discorda, por favor, faça as honras)a qualidade do som em show ao ar livre é bem melhor do que nos lugares fechados daqui do rio, principalmente o claro hall e o caneco.

AndreT said...

Agora com o Google Earth,sei tudo sôbre o Rio. Sei até onde os badboys takaro fogo no ônibus! Reeeealmente, a Cidade do Mato é ...sinistro. Se bem que perto da PRAIA. VÃO Á PRAIA! PRAIA É MUITO BOM!!! Eu ia lá pelo PEARL JAM!! Tem que respeitar os caras.

Wallace Barros said...

São muitos: Jennifer Lopez, Garbage, Green Day, Britney Spears, U2, Manic Street Preachers etc

Lismar Santos said...

Cara... Pink Floyd (será q rola uma reunião? Como dizem que nada é impossível...) e U2 (de preferência, sem aquela zona que foi lá no Autódromo).

bnatal said...

O Pearl Jam que vi em 1994 também foi em Mountain View.

Me enfiava na lama até o pescoço pra ver o RATM.

Abs,

nelson soares said...

Vou roubar alguns da galera acima:
Morrissey, Interpol, Killers, Bloc Party, SoaD, Manic Street Preachers, U2 e vou acrescentar o Weezer(de novo) e o REM(de novo)...

Felipe Passarelli said...

Ahh eu não ligo pra isso não vou pra qualquer lugar ver quem eu gosto.

Já passei muitos perrengues na vida, isso não é nadinha rs.

Po fui em varias raves de acampar, 7 dias 24h non-stop music, com muita lama, banhos e banhos de lama, falta de agua, banheiros podres, o pessoal é muito doido.

Mas show vou aonde rola, trankilo, São Paulo no maximo para outros, to mais confortavel hoje, já passou minha fase trance goias, to bem mais urbano.

Mas com certeza show de grande porte para o Rio é a Apoteose, os grandes ficam muito bem lá, cabe o pessoal rocker do rio pelo menos. :)

tom said...

mais alguns nomes por quem eu botaria o pe na lama: garbage (pela shirley!), the killers, franz ferdinand, bloc party, scissor sisters, depeche mode, madonna, moby e chemical brothers...

Karen said...

U2, Madonna e Morrisey (este em qualquer canto da city).

:: Fräulein :: said...

Ai ai... botaria o pé na lanma pelo DM, Chemical Brothers, U2, Cocteau Twins, LCD...

tom said...

como pude esquecer do soad?!? por esse eu nao so apenas botaria o pe inteiro na lama, como tbm entraria na roda, da qual ja estou afastado ha tempos :-)

tom said...

claro q a lama aqi tbm pode ser algo metaforico, ja q por um bom show a gente vai a qq lugar e passa por qq perrengue, principalmente em tempos de seca, o q, felizmente, nao é o caso no momento. show de rock sentado ou com mesas, como rola vez por outra no canecao, tbm n tem nada a ver. rave é outra historia, inda mais essas de trance q duram dias, a parada é qnto mais lama melhor, ate pq todo mundo ta viajandao e faz parte do processo :-)

Felipe Passarelli said...

Com certeza, essas raves foram uma das experiências mais intensas em minha vida, entre 2000-2003 circulei e viajei pelo brasil inteiro em lugares paradisíacos para ir nas raves.

Polícia não dava as caraa, não sabiam nem o que era E, as festas rolavam legalize total, e la voce encontra as melhores "coisinhas" pra te deixar no clima do local, woodstock total, neguinho nadando pelado na lagoa, foi a época do acid house que não vivi, mas psy tem o formato para raves, parece que foi inventado pra isso.

Todas as musicas super upfliting e palco que nem o do claro só com os melhores djs do mundo de psy.

Essa época era muito boa, a primeira que fui, foi em Sana num ano novo, kct chuveu muito, o lugar era horrível de estrutura, dormi com a barraxa cheia de lama e agua com um amigo. rs mas a parada era mesmo gastar a onda, fomos para o centro de sana e ficamos por lé (recomendo muito sana, lugar lindissimo)

Vou citar alguns que iria loucamente:

-U2, Madonna, Pink Floyd, PEARL JAM DE NOVO, NIN, Arcade Fire, Green Day, Faith no More, Black Sabbath com Ozzy ou Ozzy, Korn e todas as bandas de Seattle que existiram ou existem que não vi (Nirvana, Soundgarden, Green River, The Melvins, Mother Love Bones, Alice in Chains, Screeming Trees, etc)

abs

renato said...

Depeche Mode. sim, por este vale e atolar na lama. e quem sabe pra ver o U2 de novo. E estamos torcendo pela confirmação da vinda do DM ao Rio. Alguma notícia quente sobre isso, Tom? Abraços!

Rodrigo James said...

Radiohead. Com certeza.

Roberta said...

"Na lama com U2, Morrissey, Bloc Party, Prince e Madonna" Ui.
sds

Tim said...

U2, Bob Dylan, Radiohead, Patti Smith e Neil Young de novo....Lama é fichinha!! O inferno é o limite.

tom said...

tbm esqueci de incluir o radiohead. iria a sp de buzum e tudo pra ver. e sempre reveria o kraftwerk. mas n fui a curitiba ver o pixies, p ex, que gravou um dos discos da minha vida, 'dolittle', pq achava a turne meio caça-niqueis, essa parada de revival e tocar junto sem se falar, so por dinheiro, me incomoda. pelo menos eles batizaram o dvd da turne, que acabou de sair la fora, de 'sell out' (vendidos). senso de humor, ao menos

renato said...

caraco! também esqueci o radiohead. não perderia jamais um show deles.

Felipe Passarelli said...

tb me esqueci completamente radiohead e Morrisey. Mas as bandas que vem a cabeça primeiro são as que dão mais vontade de ir, coisa psicológica mesmo, ja fiz um teste parecido rs

Obs: Esse topic ta muito engraçado, ta parecendo as perguntas do Rafa da MTV no Jornal, tipo, por quem vc fazia mosh, por quem vc ficaria na porta do hotel, por quem voce dormiria na fila e por ai vai.... hehehehe

Tim said...

Depeche Mode, Bloc Party, SOAD e Killers valem uma boa lama tb!!

Felipe Passarelli said...

Acho que sou a unica pessoa que não gostou do bloc party, estranho pois a maioria das bandas citadas aqui eu gosto.

O consolo que tenho é que o Noel do Oasis acham eles "um lixo inglês" (tem Oasis ano que vem tb aqui né que bom)

Mas o remixed é legal, tipo acho eles muito healthy e happy demais, tem que rolar um ar punk e de escrotice, se não soa falso, FF por exemplo, são bem happy, mas o som vai além do óbvio :)

abraços

NA CIDADE

OCTOBERFESTIVAS:

FESTIVAL DO RIO  ÚLTIMA CHANCE   de 16 a 18 de outubro   Estação NET Botafogo 1 + Estação NET Rio 4 e 5    

ESTAÇÃO NET BOTAFOGO 1: 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ocidental Dir. Neïl Beloufa 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Matar Jesus Dir. Laura Mora 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Memórias do subdesenvolvimento Dir. Tomás Gutiérrez Alea 16/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     As misândricas Dir. Bruce LaBruce

  17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Ensiriados Dir. Philippe Van Leeuw 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Antipornô             Sion Dir. Sono 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Patti Cake$ Dir. Geremy Jasper 17/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     Meu colégio inteiro afundando no mar Dir. Dash Shaw  

18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  15:00     Últimos homens em Aleppo Dir. Firas Fayyad 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Cadáveres bronzeados Dir. Hélène Cattet, Bruno Forzani 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  17:00     Sal Dir. Diego Freitas 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  19:00     Alanis Dir. Anahí Berneri 18/10/2017         Estação NET Botafogo 1  21:00     How to Talk to Girls at Parties Dir. John Cameron Mitchell  

ESTAÇÃO NET RIO: 16/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Kim Dotcom: Agarrado na web Dir. Annie Goldson 16/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     God's Own Country Dir. Francis Lee 16/10/2017         Estação NET Rio 4             18:00     A liberdade do diabo Dir. Everardo González 16/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Golden Exits Dir. Alex Ross Perry 16/10/2017         Estação NET Rio 4             19:45     As entrevistas de Putin Dir. Oliver Stone 16/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     A vendedora de fósforos Dir. Alejo Moguillansky  

17/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Encriptado Dir. Nick de Pencier 17/10/2017         Estação NET Rio 5             16:15     Eduardo II Dir. Derek Jarman 17/10/2017         Estação NET Rio 4             17:30     Top of the Lake: China Girl Dir. Jane Campion, Ariel Kleiman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             18:45     Titicut Follies Dir. Frederick Wiseman 17/10/2017         Estação NET Rio 5             21:00     Invisível Dir. Pablo Giorgelli

  18/10/2017         Estação NET Rio 5             14:15     Senhora Fang Dir. Wang Bing 18/10/2017         Estação NET Rio 5             16:00     Minha adorável lavanderia Dir. Stephen Frears 18/10/2017         Estação NET Rio 4             17:20     Tangerine Dream: a revolução do som Dir. Margarete Kreuzer 18/10/2017         Estação NET Rio 5             17:50     Cicciolina - Madrinha do escândalo  Dir. Alessandro Melazzini 18/10/2017         Estação NET Rio 5             19:00     O diabo e o Padre Amorth Dir. William Friedkin 18/10/2017         Estação NET Rio 4             19:10     Long Strange Trip: A viagem do Grateful Dead Dir. Amir Bar-Lev 18/10/2017         Estação NET Rio 5             20:30     Ex Libris: Biblioteca pública de Nova York Dir. Frederick Wiseman  

INGRESSOS: R$22,00 / meia: R$11,00 Meia entrada para quem comprou Passaporte

UCI INAUGURA A PRIMEIRA SALA DE CINEMA XPLUS LASER DO BRASIL, NO RIO DE JANEIRO: No ano em que comemora duas décadas no Brasil, a rede UCI reforça sua missão de oferecer ao público a melhor experiência em cinema e o que há de mais moderno no mundo, no mercado audiovisual. No Rio, inova mais uma vez com a primeira sala XPLUS Laser do país. A novidade será no maior complexo de cinemas brasileiro, o UCI New York City Center, que este ano também recebeu a primeira 4DX da cidade, com cadeiras que se movimentam e efeitos especiais. A aquisição do novo projetor a laser torna ainda mais imersiva a tecnologia da XPLUS, que tem projeção 3D de última geração, tela gigante com definição 4K e som Dolby Atmos™, com mais de 54 caixas acústicas e 128 streams de áudio que criam a ilusão de um campo infinito ao redor de cada espectador.

PROGRAMAÇÃO DO BLUE NOTE JAZZ CLUB RIO (ONDE ERA A MIRANDA, NO COMPLEXO LAGOON, NA LAGOA, LADO LEBLON):     Outubro   20/10 – Sexta-feira 21:00 Chick Corea & Steve Gadd Band 23:30 Chick Corea & Steve Gadd Band   Novembro 02/11 Quinta-feira 20:00 Spyro Gyra 22:30 Spyro Gyra   03/11 Sexta-feira 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   04/11 Sábado 21:00 Spyro Gyra 23:30 Spyro Gyra   15/11 Quarta-feira 20:00 Laura Perrudin   16/11 Quinta-feira 20:00 Didier Lockwood Trio 22:30 Didier Lockwood Trio

Tropicália ganha exposição tech com livre reinterpretação conceitual Nos 50 anos do movimento, na Galeria BNDES   Os artistas Barbara Castro e Luiz Ludwig, do estúdio Ambos&&, apresentam uma livre reinterpretação dos conceitos do movimento tropicalista à luz da arte e da tecnologia. Com a exposição Vamos Comer, estimulam o público a “devorar” experiências sensoriais e orgânicas, incluindo quatro instalações de arte computacional. Ela está aberta a visitações na Galeria BNDES, no Rio, entre os dias 18 de outubro e 1º de dezembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h

Zucchero (o 'roberto carlos da itália') vem fazer shows no Brasil em outubro: Rio de Janeiro, no dia 26 de outubro, no Teatro Bradesco Rio São Paulo, no dia 27 de outubro, no Teatro Bradesco Porto Alegre, no dia 28 de outubro, no Teatro do Bourbon Country  

AGENDA CUTURAL BARATOS DA RIBEIRO: Sábado, 21 de outubro, a partir das 17h: VESPEIRO com as bandas Estranhos Românticos e Imperfeitos Quinta-feira, 26 de outubro, a partir das 19h: LEVADAS DA BECA, com as DJs Ana Paula Moniz (Beca Brechó), Bia Andrade & Ana Galli + uma convidada surpresa! Sábado, 11 de novembro, a partir das 17h: VESPEIRO com a banda Os Alquimistas (MS) e Mauk + Pedro White & banda fazendo tributo duplo: ao Bruce Springsteen e ao Tom Petty! RUA PAULINO FERNANDES 15, BOTAFOGO/RJ

MOSTRA DE CINEMA ARGENTINO CONTEMPORÂNEO VOLTA À CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EM SUA SEGUNDA EDIÇÃO   Histórias extraordinárias apresenta uma seleção com os melhores filmes recentes do país vizinho. Debates com cineastas e especialistas completam a programação Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro  (Metrô e VLT: Estação Carioca) Telefone: (21) 3980-3815 Data: de 07 a 19 de novembro de 2017 (terça-feira a domingo)

II FESTIVAL IMPERIAL DE CINEMA DE PETRÓPOLIS COMEÇA NESTA QUARTA, DIA 18: Festival é gratuito e conta com filmes inéditos na programação  A abertura será no Theatro D. Pedro com exibição do filme “João, O Maestro”, de Mauro Lima.

Angela Ro Ro leva o show "Amor & Humor" para a Zona Norte A cantora - que pela primeira vez pisa no palco do Centro Cultural João Nogueira -  faz  apresentação única no Méier, dia 29 de outubro, às 19h, no Imperator

estreia: 5º FEIRA/ 19 OUT - ABERTURA DA MOSTRA JÓIAS DO CINEMA DINAMARQUÊS: CINE JOIA DO RIO DE JANEIRO (copacabana) EXIBE SEIS LONGAS INÉDITOS DO PAÍS NÓRDICO; E O PRIMEIRO DOC LONGA-METRAGEM FILMADO NA GROENLÂNDIA.

Depois de regravar sucessos do Pop, Rock e Samba, a Orquestra Petrobras Sinfônica prepara uma homenagem ao reggae. O quarto EP da série “O Clássico é...” trará versões inéditas de “Andei só” (Natiruts), “Minha felicidade” (Roberta Campos), “Um anjo do céu” (Maskavo), “Aonde você mora” (Cidade Negra) e “Segue o baile” (Braza). A primeira apresentação do novo projeto será no Teatro Rival Petrobras, com entrada gratuita, às 20h do dia 18 de outubro (quarta-feira).

(colaborou @DonnieDarko73);

Blog Archive

Buscar

About Me

tom leão
Vanuatu
amigo dos amigos, amante de música, cinema, boa comida, de pedaladas e caminhadas
View my complete profile
Powered by Blogger.

Popular Posts

Translate

Followers